Sobreequipamento de
parques eólicos
Pretende fazer o sobreequipamento do seu parque eólico?
Sobreequipamento de
parques eólicos
Instalação de novos aerogeradores destinados
a obter um aumento da potência instalada.
Obrigações
Limite de
sobreequipamento:
20 % da potência de
injeção atribuída
Potência de injeção
mantém-se inalterada
Equi...
Legislação
Decreto-Lei n.º 94/2014,
de 24 de junho
Descarregue aqui
Portaria n.º 102/2015,
de 7 de abril
Descarregue aqui
O que fazemos pela sua
empresa?
Pedido de Enquadramento do Sobreequipamento do seu
parque eólico.
Estudos de Incidências A...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sobreequipamento de parques eólicos

740 visualizações

Publicada em

O sobreequipamento de parques eólicos em fase de exploração, ou seja, a instalação de novos aerogeradores destinados a obter um aumento da potência instalada, é uma forma de rentabilizar as infraestruturas já existentes. Caso necessite de algum serviço nesta área, não hesite em contactar a NOCTULA - Consultores em Ambiente: 232 436 000.

O processo de sobreequipamento fica sujeito à aplicação do Decreto-Lei n.º 94/2014, de 24 de junho, que substituiu o Decreto-Lei n.º 51/2010, de 20 de Maio e estabelece a disciplina aplicável à potência adicional e à energia adicional, ao sobreequipamento e à energia do sobreequipamento de centros eletroprodutores eólicos cuja energia elétrica seja remunerada por um regime de remuneração garantida. Este processo depende ainda da Portaria n.º 102/2015, de 7 de abril, que estabelece os procedimentos para injeção de energia adicional e para autorização do sobreequipamento de centros eletroprodutores eólicos, bem como os requisitos para a dispensa de telecontagem individualizada da energia do sobreequipamento, definindo ainda as taxas aplicáveis aos procedimentos no âmbito do sobreequipamento.

Energia adicional é considerada como energia ativa que resultar da utilização da potência adicional, correspondendo o valor máximo da potência adicional à diferença entre a potência instalada e a potência de ligação, excluindo-se a energia do sobreequipamento, quando exista.

A solução remuneratória aplicável, leva a que a energia adicional e a energia do sobreequipamento sejam remuneradas por tarifa de igual valor, que é fixada em 60 €/MWh.

Obrigações do processo de sobreequipamento de um parque eólico:

- O parque eólico pode ser sobreequipado até ao limite de 20 % da potência de injeção atribuída.

- A Agência Portuguesa do Ambiente solicita normalmente aos consultores do projeto que apresentem um pedido de enquadramento do sobreequipamento do parque eólico, de forma a avaliar que tipo de estudos deverão ser apresentados para o licenciamento do projeto.

- A potência de injeção atribuída à central eólica mantém-se inalterada não obstante o sobreequipamento.

- Deve ser feita uma avaliação técnica prévia da viabilidade de injeção de energia adicional na rede.

- A faturação de energia do sobreequipamento deve ser feita separadamente da energia produzida pelo centro sobreequipado. Para tal é necessário fazer a instalação de um sistema de telecontagem próprio que dê suporte à faturação individualizada da energia do sobreequipamento.

- Todos os aerogeradores devem ter instalado equipamento para suportar cavas de tensão e fornecer energia reativa durante essas cavas.

A NOCTULA - Consultores em Ambiente já realizou vários trabalhos no âmbito do sobreequipamento de centrais eólicas, nomeadamente, o Pedido de Enquadramento do Sobreequipamento do parque eólico do Sobrado.

Publicada em: Meio ambiente
  • Seja o primeiro a comentar

Sobreequipamento de parques eólicos

  1. 1. Sobreequipamento de parques eólicos Pretende fazer o sobreequipamento do seu parque eólico?
  2. 2. Sobreequipamento de parques eólicos Instalação de novos aerogeradores destinados a obter um aumento da potência instalada.
  3. 3. Obrigações Limite de sobreequipamento: 20 % da potência de injeção atribuída Potência de injeção mantém-se inalterada Equipamento para suportar cavas de tensão Avaliação técnica prévia da viabilidade de injeção Instalação de um sistema de telecontagem próprio Pedido de enquadramento do sobreequipamento
  4. 4. Legislação Decreto-Lei n.º 94/2014, de 24 de junho Descarregue aqui Portaria n.º 102/2015, de 7 de abril Descarregue aqui
  5. 5. O que fazemos pela sua empresa? Pedido de Enquadramento do Sobreequipamento do seu parque eólico. Estudos de Incidências Ambientais (EIncA) ou Impacte Ambiental (EIA) do Sobreequipamento do seu parque eólico. Contacte-nos caso necessite de esclarecer alguma dúvida. +351 232 436 000 noctula.pt Para mais informação clique aqui.

×