Planejamento de projetos

1.014 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.014
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento de projetos

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA<br />Faculdade de Filosofia e Ciências – Campus de Marília<br />Departamento de Ciência da Informação<br />Planejamento de ProjetosProfa. Marta ValentimMarília2008<br />
  2. 2. PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />O que é um Projeto?<br />Um empreendimento único e não-repetitivo, de duração determinada, formalmente organizado e que congrega e aplica recursos visando o cumprimento de objetivos preestabelecidos.<br />Fonte: Darci Prado<br />É o processo de reunir e liderar uma equipe de pessoas e outros recursos, visando estimar, planejar, acompanhar e controlar um número de tarefas relacionadas entre si, que resulta num produto final específico, que deve ser criado num prazo, dentro de um orçamento e de acordo com as especificações.<br />Fonte: American Management Association<br />
  3. 3. PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Características de um Projeto:<br /><ul><li>É um esforço específico e único;
  4. 4. A equipe analisa, planeja e executa o projeto;
  5. 5. Utiliza equipe multidisciplinar;
  6. 6. Obtém um resultado único e específico.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Participação e envolvimento ativo das pessoas no planejamento, na execução e na avaliação do projeto.<br />Participação e envolvimento institucional, por meio da identificação de problemas, envolvimento da alta administração (chefias e lideranças), comunicação permanente entre os setores hierárquicos envolvidos.<br />
  7. 7. PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Participar:<br /><ul><li>Produz sujeitos;
  8. 8. Constrói protagonistas;
  9. 9. Produz agentes de mudança;
  10. 10. Potencializa esforços;
  11. 11. Aperfeiçoa propostas;
  12. 12. Amplia convergências;
  13. 13. Constrói o futuro.</li></ul>Não Participar:<br /><ul><li>Reduz as pessoas a objetos/coisas;
  14. 14. Induz à passividade;
  15. 15. Produz agentes resistentes;
  16. 16. Isola os esforços;
  17. 17. Reduz a criatividade;
  18. 18. Aumenta os conflitos;
  19. 19. Reproduz o passado.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br /><ul><li>Benefícios:
  20. 20. Melhoria dos processos e fluxos envolvidos;
  21. 21. Aumento do controle dos processos e fluxos envolvidos;
  22. 22. Melhoria na comunicação intra e inter níveis;
  23. 23. Elevação da capacidade empreendedora dos funcionários.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Restrições:<br />Desempenho<br />Qualidade<br />Como ?<br />Escopo<br />O quê ?<br />PROJETO<br />Por quê ?<br />Viabilidade<br />Competitividade<br />Custo<br />Quanto ?<br />Tempo<br />Quando ?<br />Esforço<br />
  24. 24. Integração<br />RH<br />Comuni-cação<br />Qualidade<br />Custos<br />Prazo<br />Escopo<br />Riscos<br />Esforço<br />PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br /><ul><li>Escopo
  25. 25. Tempo/Prazo
  26. 26. Custos
  27. 27. Qualidade
  28. 28. Recursos Humanos
  29. 29. Comunicação
  30. 30. Riscos
  31. 31. Esforço</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise dos Envolvidos<br />Identificação do <br />problema central<br />Análise do Problema<br />Análise das causas e<br />dos efeitos do problema central<br />Análise da Situação<br />Análise de Objetivos<br />Análise de Alternativas<br />Etapas<br />Inferências<br />Indicadores<br />Verificáveis<br />Lógica da Intervenção<br />Objetivo Geral<br />Planejamento de Projeto<br />Objetivo do Projeto<br />Resultados<br />Atividades<br />
  32. 32. PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise da Situação:<br /><ul><li>Avaliação da problemática antes da elaboração do projeto propriamente dita;
  33. 33. Envolvimento das pessoas, grupos e da alta administração, que de alguma forma estão relacionados a situação em que se quer intervir. Assegura uma visão mais ampla do problema.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise dos Envolvidos:<br /><ul><li>Busca identificar e analisar as pessoas, grupos e alta administração que direta ou indiretamente estão envolvidos com a situação problemática em análise ou ao projeto que se quer desenvolver.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Levantamento de Problemas:<br /><ul><li>Estimula a identificação dos problemas que o grupo reconhece na realidade, bem como acredita ser o mais relevante a ser solucionado através de ações planejadas.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Levantamento de Problemas:<br /><ul><li>O que é um problema?
  34. 34. Estado negativo da realidade;
  35. 35. Denotam ausência, carência, insuficiência;
  36. 36. São parte da realidade;
  37. 37. É uma avaliação individual (inicialmente).</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise de Problemas:<br /><ul><li>É um conjunto de técnicas para:
  38. 38. Analisar a situação problemática na forma como a percebem os envolvidos;
  39. 39. Identificar os problemas principais nesse contexto;
  40. 40. Visualizar as relações de causa-efeito de um problema na forma de uma árvore de problemas;</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise de Problemas:<br /><ul><li>Observa-se as inter-relações entre os problemas;
  41. 41. Identifica-se caminhos para solucionar os problemas;
  42. 42. Analisa-se a situação existente em relação a uma problemática determinada.
  43. 43. Permite-se a seleção de várias alternativas para a solução de um problema.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise de Problemas - Etapas:<br /><ul><li>Relacionar todos problemas importantes referentes a um problema específico;
  44. 44. Colocar os problemas em ordem lógica;
  45. 45. Identificar o problema central;
  46. 46. Organizar as causas do problema central;
  47. 47. Identificar e organizar as causas, em principais e correlatas;
  48. 48. Definir os efeitos do problema central;
  49. 49. Organizar os efeitosem níveis de impacto;
  50. 50. Construir um diagramaem forma de árvore, situando os problemas com suas relações de causa-efeito;
  51. 51. Examinara árvore de problemas, verificando se as relações de causa-efeito estão corretas e se não houve omissões importantes.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Perda de confiança no arquivo<br />EFEITOS<br />Inviabilidade de pesquisa<br />Material sem condições de uso<br />PROBLEMA CENTRAL<br />Alta Freqüência de<br />Materiais com Danos<br />Armazenagem errada<br />Insolação exagerada<br />Umidade do ar alta<br />Prédio inadequado<br />Estantes inadequadas<br />CAUSAS<br />
  52. 52. PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise de Objetivos:<br /><ul><li>Consiste na descrição da situação futura a ser alcançada com a resolução dos problemas:
  53. 53. Reformular as condições negativas da árvore de problemas, em condições positivas desejáveis e realmente alcançáveis;
  54. 54. Examinar as relações meios-fins, verificando se estão corretas e se mantêm uma estrutura lógica.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Análise de Objetivos:<br /><ul><li>Caso seja necessário, alterar as formulações;
  55. 55. Acrescentar novos objetivos, se relevantes ao alcance dos objetivos imediatamente superiores;
  56. 56. Rever a árvore de problemas.</li></li></ul><li>PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Confiança no arquivo<br />EFEITOS<br />Viabilidade de pesquisa<br />Material em condições de uso<br />PROBLEMA CENTRAL<br />Baixa Freqüência<br />de Materiais com Danos<br />Armazenagem correta<br />Insolação normal<br />Umidade do ar baixa<br />Prédio adequado<br />Estantes adequadas<br />CAUSAS<br />
  57. 57. 3<br />4<br />EXECUÇÃO /<br />CONTROLE<br />FECHAMENTO<br />2<br />PLANEJAMENTO<br />NÍVEL<br />DE<br />ATIVIDADE <br />1<br />CONCEPÇÃO /<br />INICIAÇÃO<br />TEMPO<br />PLANEJAMENTO DE PROJETOS<br />Fases<br />
  58. 58. REFERÊNCIAS<br />ACKOFF, R. L. A empresa democrática. Lisboa: DIFEL, 1996.<br />CHIAVENATO, I. Administração: teoria, processo e prática. 2.ed. São Paulo, Makron Books, 1994. 522p.<br />CHIAVENATO, I.; SAPIRO, A. Planejamento estratégico: fundamentos e aplicações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.415p.<br />DRUCKER, P. Introdução à Administração. São Paulo: Pioneira, 1984. p.133-136<br />FARIA, J. C. Administração: introdução ao estudo. 3.ed. São Paulo: Thomson/Pioneira, 1997. 168p.<br />MEGGINSON, L. C., MOSLEY, D. C., PIETRI JR., P. H. Administração: conceitos e aplicações. 4.ed. São Paulo: Harbra, 1998. 614p.<br />

×