A descoberta do ouro nos eua

2.086 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.086
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A descoberta do ouro nos eua

  1. 1. Corrida do ouro na CalifórniaA Corrida do ouro na Califórnia (1848–1855) começou em 24 de janeiro de 1848, quando foi encontradoouro em Sutters Mill. Quando as notícias da descoberta se espalharam, cerca de 300 000 pessoas,oriundas do restante dos Estados Unidos e do exterior, acorreram à Califórnia.Estes garimpeiros temporões, denominados forty-niners (ou seja, de 1849), viajaram para a Califórniapor mar e em carroções através do continente, frequentemente enfrentando grandes provações aolongo da jornada. Enquanto a maioria dos recém-chegados era estadunidense, a Corrida do Ourotambém atraiu dezenas de milhares de pessoas da América Latina, Europa, Austrália e Ásia. No início, osgarimpeiros obtiveram o ouro de cursos de água e leitos de rios usando técnicas simples, tais como ogarimpo de bateia, e posteriormente desenvolveram métodos mais sofisticados de extração do ouroque foram adotados mundialmente. Ouro no valor de milhares de milhões de dólares foi extraído,trazendo grande riqueza para uns poucos; a maioria, contudo, voltava para casa com pouco mais do quetinham no início da aventura. Os efeitos da Corrida do Ouro foram substanciais. São Francisco, Califórniatransformou-se de diminuto vilarejo de tendas numa cidade próspera, e estradas, igrejas, escolas eoutras cidades foram construídas ao seu redor. Um sistema de leis e um governo foram criados, levandoà admissão da Califórnia como estado em 1850. Novos métodos de transporte foram desenvolvidos,tais como navios a vapor, que entraram em serviço regular, e ferrovias foram construídas. A agricultura,próximo campo de crescimento da Califórnia, foi iniciada em larga escala por todo o estado. Todavia, aCorrida do Ouro também teve efeitos negativos: os nativos americanos foram atacados e expulsos deseus territórios tradicionais, e as minas de ouro causaram danos ao meio-ambiente.Em 24 de janeiro de 1848, James W. Marshall, um homem que trabalhava em Sacramento, e o pioneiroJohn Sutter, encontraram pedaços de um mineral brilhante numa calha que vinha de um moinho(pertencente a Marshall), que era de propriedade de Sutter, junto ao American River. Marshall trouxe aspeças metálicas para a análise de Sutter, e os dois pesquisaram silenciosamente qual era o material daspeças. O teste mostrou que Marshall havia encontrado ouro. Sutter ficou desanimado com adescoberta, e decidiu não relatar a descoberta, temendo que isso poderia arruinar seus projetos daconstrução de um império agrícola, sabendo que muitas pessoas se dedicariam à mineração com essadescoberta naquela região. Mas os rumores da descoberta acabaram por se espalhar, e em Março de1848 foi anunciada publicamente a descoberta nos jornais de São Francisco, publicados ecomercializados por Samuel Brannan. O mais famoso relato sobre a corrida do ouro na Califórnia foifeito por Brannan; após tanto escavar nas minas para encontrar e comercializar o ouro, ele saiu pelasruas de São Francisco insanamente, segurando uma porção do mineral, gritando: "Gold! Gold! Gold fromthe American River!"Os Forty-NinersOs primeiros que chegaram para a procura de ouro, já desde a primavera de 1848, foram os própriosresidentes da Califórnia: europeus, cidadãos dos E.U.A., "californianos" e ameríndios. No princípio, asnotícias sobre a febre do ouro difundiram-se lentamente. Os primeiros pesquisadores de ouro que
  2. 2. chegaram em 1848 viviam perto da Califórnia ou tinham tido conhecimento das notícias graças aosnavios que cursavam as rotas mais rápidas que saíam da Califórnia. Vários milhares de cidadãos doOregon formavam o primeiro grupo de estado-unidenses que chegou à Califórnia, através da rota deSiskiyou. Depois, chegou gente do Havai, milhares de latino-americanos, entre os quais imigrantes doMéxico, Peru e Chile, tanto por terra como por mar. Em finais de 1848, mais de 6.000 argonautasestavam já na Califórnia. Apenas uns poucos tinham chegado por terra. Alguns destes "Forty-eighters"puderam recolher grandes quantidades de ouro de forma muito rápida, às vezes milhares de dólares nomesmo dia.Até os garimpeiros ordinários conseguiam obter em ouro de dez a quinze vezes o salário diário queobteria um trabalhador na Costa Este. Uma pessoa podia trabalhar durante seis meses nos campos deouro, e obter o equivalente de seis anos de salário.No início de 1849, a notícia da febre do ouro já era conhecida em todo o mundo, e uma quantidadeenorme de pesquisadores de ouro e negociantes começou a chegar desde praticamente todos oscontinentes. O maior grupo, em 1849, era de dezenas de milhares de estado-unidenses, que chegarampor terra e em alguns navios. Os australianos e neo-zelandeses ficaram a saber graças aos barcos quelevavam jornais havaianos, e embarcaram aos milhares para a Califórnia. Houve Forty-niners que vieramda América Latina, especialmente das regiões mineiras de Sonora [17] e Sinaloa, no México. Os queeram procedentes da Ásia, especialmente da China, começaram a chegar em 1849, a princípio empequeno número. Em chinês, a Califórnia era chamada "Montanha de ouro". Os primeiros imigrantesprovenientes da Europa, começaram a chegar até final de 1849, principalmente vindos da França,acompanhados de alguns alemães, italianos e britânicos.Estima-se que em 1849 chegaram à Califórnia cerca de 90.000 pessoas, aproximadamente metade delaspor mar, e a outra metade por terra. Este número inclui aproximadamente entre trinta e quarenta milestrangeiros. Em 1855, os pesquisadores de ouro, comerciantes e outros imigrantes somavamaproximadamente 300.000 pessoas. O maior grupo de imigrantes era dos E.U.A., mas havia milhares dechineses, franceses, mexicanos e outros latinoamericanos [22], seguidos de pequenos grupos de filipinose espanhóis. Também havia uns quantos mineiros de origem africana, talvez menos de quatro mil, quechegaram do Caribe, Brasil e do sul dos Estados Unidos.Quando começou a febre do ouro, a Califórnia era, na prática, um lugar sem lei. O dia da descoberta emSutters Mill, a Califórnia era ainda tecnicamente parte do México, embora sob ocupação militar dosE.U.A., como resultado da guerra México-Estados Unidos de 1846. O Tratado de Guadalupe Hidalgo, quefez terminar a guerra a 2 de Fevereiro de 1848, tinha transferido o domínio da Califórnia para os EstadosUnidos. A Califórnia não era um território formalmente organizado, e a sua incorporação na UniãoAmericana não foi imediata.Temporalmente, a Califórnia foi um território sob controlo militar, sem que houvesse podereslegislativo, executivo ou judicial para a região. Os residentes actuavam sujeitos a uma confusa misturade regras mexicanas e dos E.U.A., e com o juízo pessoal.
  3. 3. Os mineiros escavam o leito de um rio, após ter desviado a corrente para um canal preparado para tal. OTratado obrigava os Estados Unidos a respeitar as concessões territoriais que tinham sido feitas pelogoverno mexicano, mas as zonas mineiras estavam longe dessas ditas concessões, pelo que a febre doouro não se viu afectada pelos termos do tratado. Os campos de exploração eram tecnicamentepropriedade do governo dos Estados Unidos, mas na prática eram terrenos sem legislação definida, esem mecanismos para fazer valer qualquer lei sobre eles.Para os Forty-niners, isto foi uma vantagem, porque o ouro estava "livre para ser tomado". Não haviapropriedade privada, nem impostos a pagar pelo mesmo. Os Forty-niners elaboraram os seus próprioscódigos, e as próprias formas de os pôr em vigor. Era subentendido que qualquer garimpeiro podia"reclamar" terras, mas essa reclamação apenas teria efeito enquanto essas terras fossem efectivamenteexploradas. Os mineiros costumavam reclamar as terras, e começavam a explorá-las apenas o suficientepara determinar o seu potencial. Se a terra se considerava de baixo valor, como ocorreu na maioria doscasos, os mineiros abandonavam-na e prosseguiam a busca da sua fortuna noutro local. Outros mineirospodiam então chegar a reclamar para si a terra que já tinha sido trabalhada e abandonada. Esta práticadesignava-se como "claim-jumping". As disputas eram manejadas pessoalmente e às vezes de formaviolenta; em muitas delas os próprios garimpeiros se associavam para atuar como árbitros.

×