Temas

313 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • Temas

    1. 1. TEMAS ESPECIAIS EMCIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO PROFESSOR EMERSON FAVERO
    2. 2. TEOREMAS
    3. 3. Formação do câncer
    4. 4. Formação do câncer
    5. 5. adjuvância- após o principalneoadjuvância- antes do principalconcomitânciaexclusivofalha de tratamento- 3 mesesrecidivaintervalo livre de doença
    6. 6. TNM
    7. 7. TNMT- Tumor primário- TamanhoN- Metástases no pescoço- regionaisM- Metástase à distância- pulmão
    8. 8. N
    9. 9. TNM
    10. 10. TNMpTNM
    11. 11. TNMpTNMdúvida= sempre a menor
    12. 12. TNMpTNMdúvida= sempre a menoryTNM ou ypTNM- após o tratamento
    13. 13. TNMpTNMdúvida= sempre a menoryTNM ou ypTNM- após o tratamentorTNM ou rpTNM- após recidiva, apósum intervalo livre de doença
    14. 14. TNMpTNMdúvida= sempre a menoryTNM ou ypTNM- após o tratamentorTNM ou rpTNM- após recidiva, apósum intervalo livre de doençaRTNM ou RpTNM- tumor residual
    15. 15. RADIOTERAPIA
    16. 16. Mecanismo de Açãoação local ou regionaldestruição celular por ação diretadestruição do DNAprodução de radicais livres de oxigêniodiminui a replicação celular
    17. 17. Mecanismo de Açãolesa células patológicas e sãs em menornúmeroradical- curaprofilática- sem volume tumoral presenteremissiva- reduçãopaliativa- melhora dos sintomasablativa- destruição do órgão
    18. 18. Indicações em CCP notumor primário margem positiva margem exígua tumor irresecável T3 e T4 comprometimento ósseo
    19. 19. Indicações em CCP-Pescoço- N N1- mais de um linfonodo com cápsula íntegra um único linfonodo com cápsula rota N3 metástase cruzada- N2C
    20. 20. Indicações em CCP-Patologia Invasão perineural Invasão vascular Indiferenciados
    21. 21. QUIMIOTERAPIA
    22. 22. Ciclo celular
    23. 23. Ciclo celular
    24. 24. Quimioterapiaage em céluas normais e neoplásicas,maior ação nas neoplásicasciclos específicos- somente em célulasem duplicação- ciclofosfamidaciclos inespecíficos- céluas emreprodução ou não- mostardafase específicos= metrotexato- S
    25. 25. Critérios para QT menos de 10% de perda de peso desde o início da doença ausência de contra- indicações ausência de infecção mais de 4000 leucócitos mais de 2000 neutrófilos mais de 150.000 plaquetas hemoglobina maior que 10 uréia menor que 50 creatinina menor que 1,5 bilirrubinas totais menor que 3 ácido úrico menor que 5 transaminases menores que 50
    26. 26. ESVAZIAMENTO CERVICAL
    27. 27. tratamento das metástases regionaiso que dá a radicalidade é o número dascadeias retiradas
    28. 28. Classificação Radical- linfonodos de I a V, ECM, VJI, XI- CRILLE radical modificado- I a V, preserva ao menos uma das estruturas seletivos- preserva um ou mais grupos linfonofdais, ao menos 3 grupos. extendido- remove grupos linfonodais a mais- parafaríngeos, peri- parotídeos, ou estruturas diferentes como X , XII, carótida
    29. 29. Seletivos Supra- omo hioídeo- I,II,III Laterais- II,III,IV Póstero- laterais- II,III,IV e V Anterior- VI e VII
    30. 30. Incisões
    31. 31. Incisões
    32. 32. Incisões
    33. 33. Radical Crille
    34. 34. Radical Crille
    35. 35. Estendido
    36. 36. Estendido
    37. 37. Radical modificado
    38. 38. Radical modificado
    39. 39. Supra omo hióideo
    40. 40. Supra omo hióideo
    41. 41. Lateral
    42. 42. Lateral
    43. 43. Síntese
    44. 44. Síntese

    ×