Agronomia

1.608 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
109
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
85
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agronomia

  1. 1.  O Engenheiro Agrônomo está inserido praticamente em todas as etapas da cadeia produtiva: - Agrícola; - Pecuária; - Silvicultura (Reflorestamento);  Diante disto, é um profissional de suma importância para o agronegócio, pois há um vasto campo de atuação, considerando o potencial econômico brasileiro, que representa 1/3 do PIB do Brasil e responsabilizando-se por 42% de nossas exportações, segundo o Ministério do Desenvolvimento e Indústria e Comércio exterior.
  2. 2.  Formar profissionais capacitados para o estudo, planejamento e desenvolvimento de tecnologias que contribuam para a melhoria e aprimoramento das atividades ligadas à agricultura.
  3. 3. Desenvolve e implanta projetos em empresas de agropecuária.  Atua no combate de pragas, adubação, projetos de irrigação, conservação do solo e controle de qualidade de produtos agrícolas. 
  4. 4.  I - sólida formação científica e profissional que possibilite desenvolvimento da agricultura sustentável, da pecuária e da regeneração das florestas visando a conservação dos recursos hídricos e manutenção da biodiversidade.  II - capacidade crítica e criativa na identificação e resolução de problemas inerentes a produção de alimentos, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade;
  5. 5. Aptidões, habilidades e competências:  Conhecimentos de economia rural;  raciocínio espacial (espaço agrícola);  trabalho em equipe;  habilidade com cálculos matemáticos;  domínio de técnicas aplicadas à agricultura.
  6. 6.       Defesa sanitária: Prevenção de doenças da lavoura e combate às pragas; Engenharia rural: Supervisão da construção de instalações rurais, como nivelamento do solo, sistemas de irrigação e drenagem; Fitotecnia: controla o uso de sementes, adubos e agrotóxicos. Prevenção de doenças e pragas; Agribusiness: pesquisar e orientar o uso de fertilizantes, agrotóxicos e rações. Acompanhar a safra desde o plantio até a venda; Agroecologia: pesquisar meios de conservar e aumentar a fertilidade dos solos, zelar pela utilização racional da terra, água, flora e fauna; Zootecnia: cuida da saúde, alimentação, reprodução e adaptação ao meio do rebanho.
  7. 7.          Agrotecnia, silvicultura, agrometeorologia, economia agrícola, solos, engenharia rural, entomologia, fitotecnia, parques e jardins,      melhoramento animal e vegetal, Zootecnia, recursos naturais e ecologia, reflorestamento, tecnologia de transformação, topografia.
  8. 8. É inevitável a necessidade de modernização dos diferentes setores da produção rural brasileira. Num País como o Brasil, de enormes regiões cultiváveis, há muito para ser pesquisado e desenvolvido no setor, o que valoriza o trabalho do Engenheiro Agrônomo. Por outro lado, o mercado de trabalho esse profissional não tem recebido muitos investimentos por enquanto.  O governo federal vem fazendo cortes significativos nos investimentos e os quadros de funcionários praticamente não vêm sendo renovados. Os efeitos no mercado de trabalho são fortes, pois o setor público - órgãos públicos ligados à agropecuária, secretarias de agricultura e administrações regionais responsáveis por parques, hortos, praças e jardins - tradicionalmente absorve boa parte dos profissionais em atividade 
  9. 9. Por isso há grande evasão de estudantes das carreiras relacionadas às ciências agrícolas. No entanto, os problemas de degradação do meio ambiente e exaustão dos recursos naturais vão exigir cada vez mais a participação dos profissionais de agronomia, que encontram aí uma perspectiva de atuação junto às instituições públicas e à iniciativa privada.  As melhores oportunidades estão no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina, caracterizados por grande potencial agrícola nas mãos de pequenos e médios produtores, e no Mato Grosso do Sul e principalmente mato grosso, que concentra a maior parte dos grandes empresários rurais e agrícolas. Indústrias processadoras de alimentos e produtoras de adubos, rações, fertilizantes, inseticidas, produtos agrícolas, matadouros, frigoríficos, bancos de crédito agrícola, cooperativas, grandes fazendas e colônias agrícolas, instituições de pesquisa e de ensino também oferecem vagas. 
  10. 10. ORGULHO E DESAFIOS DA PROFISSÃO  O agrônomo aposentado Aloísio Torres Campos orgulha-se de pertencer à classe. "É uma profissão bonita, uma vez que a gente trabalha com o alimento e de forma consciente. O agrônomo tem a missão de produzir com sustentabilidade, que nada mais é que produzir sem estragar. É nosso papel transmitir essa mensagem para que essa conscientização seja globalizada. Com a degradação ambiental, o assunto torna-se ainda mais importante." Além da questão ambiental, o combate à fome também deixa Campos orgulhoso. "Quando reduzimos o desperdício, estamos ajudando o produto a ficar mais barato e possibilitando que pessoas que morrem de fome possam se alimentar. Ter uma parcela de responsabilidade nessa mudança é gratificante." Campos foi pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e técnico da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG).

×