SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Biologia 12
Carla Carrasco
1
Problemas de Genética
1. A árvore genealógica a seguir representa uma família estudada quanto aos grupos sanguíneos do sistema ABO e do
sistema Rh. Na árvore, o símbolo que representa as pessoas — quadrado para homem e círculo para mulher — é
dividido por um traço vertical, com o lado esquerdo representando o fenótipo para o sistema ABO e o lado direito
representando o fenótipo para o sistema Rh.
Sobre essa família, pergunta-se:
a) Qual é a probabilidade de um filho do casal 5 X 6 ter sangue dos tipos O/Rh+
ou A/Rh-
?
b) Quando o homem 6 ainda era noivo da mulher 5, uma antiga namorada O/Rh+
acusou-o de ser pai de seu filho,
uma criança A/Rh-
. Pelo que se conhece sobre herança dos grupos sanguíneos, essa acusação tem procedência?
Biologia 12
Carla Carrasco
2
2. Segundo a lei da segregação independente, ou segunda lei de Mendel:
a) dois ou mais genes determinam cada característica de um ser vivo.
b) o fenótipo resulta da interação entre o genótipo e o meio.
c) os organismos diploides possuem duas cópias de cada gene.
d) a separação dos alelos de um gene na meiose não interfere na separação dos alelos de genes localizados em outros
pares de cromossomos homólogos.
3. Que nome se dá ao fato de dois ou mais genes condicionarem conjuntamente uma determinada característica?
4. Qual é o nome da herança em que diversos genes atuam sobre determinada característica, cada um com um efeito
aditivo na composição do fenótipo?
5. Uma célula duplo-heterozigótica quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares diferentes de
cromossomos homólogos, formará por meiose quatro células, sendo
a) uma portadora de A, outra de a, outra de B e outra de b.
b) uma portadora de AB, outra de Ab, outra de aB e outra de ab.
c) uma portadora de AA, outra de Ab, outra de aBe outra de aa.
d) duas portadoras de AB e duas portadoras de ab, ou duas portadoras de Ab e duas portadoras de aB.
6. Um indivíduo multicelular duplo-heterozigótico quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares
diferentes de cromossomos homólogos, forma gametas na proporção de
a) ¼ A : ¼ a : ¼ B : ¼ b.
b) ¼ AB : ¼ Ab : ¼ aB : ¼ ab.
c) ¼ AA : ¼ Ab : ¼ aB : ¼ aa.
d) ½ AB : ½ ab :, ou ¼ Ab : ¼ aB.
7. No cruzamento entre indivíduos duplo-heterozigóticos quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares
diferentes de cromossomos homólogos, espera-se obter
a) apenas indivíduos AaBb.
b) indivíduos AB e ab na proporção de 1:1.
c) indivíduos AA, Ab, aA e bb, na proporção de 9 : 3 : 3 : 1, respetivamente.
d) indivíduos A_B_, A_bb, aaB_ e aabb, na proporção de 9 : 3 : 3 : 1, respetivamente.
Biologia 12
Carla Carrasco
3
8. A característica caule longo em ervilha é condicionada por um alelo (B) dominante em relação ao alelo (b) que
condiciona caule curto. A cor verde da vagem é condicionada por um alelo (A) dominante em relação ao alelo (a) que
condiciona vagem de cor amarela. Do cruzamento de uma planta homozigótica de caule longo e vagem amarela com
uma outra planta também homozigótica de caule curto e vagem verde resultou uma geração F1. Indivíduos F1
cruzados com uma planta de caule curto e vagem amarela produziram uma descendência assim constituída: 120
plantas de caule longo e vagem verde; 110 plantas de caule longo e vagem amarela; 119 plantas de caule curto e
vagem verde; 111 plantas de caule curto e vagem amarela.
a) Faça, um diagrama do último cruzamento, indicando o genótipo dos pais e dos descendentes.
b) Os dois genes têm segregação independente? Justifique.
c) Determine os tipos de gametas com as respetivas proporções de cada um dos tipos de plantas descendentes do
último cruzamento.
9. Nos suínos existem cascos indivisos (F_) e cascos fendidos (ff). Outro loco, situado em outro par cromossómico,
determina a cor dos pelos, que pode ser branca (P_) ou preta (pp). Um porco branco e de cascos indivisos foi cruzado
com porcas genotipicamente iguais entre si e fenotipicamente iguais a ele. Entre as várias ninhadas, foram vendidos
apenas os porquinhos pretos de cascos fendidos, que eram em número de 9.
Pergunta-se:
a) Quantos porquinhos espera-se que tenham nascido ao todo?
Biologia 12
Carla Carrasco
4
b) Quantos porquinhos, do total nascido nas ninhadas, espera-se que sejam genotipicamente idênticos ao pai, quanto
aos genes aqui considerados?
10. Observe o heredograma a seguir, para resolver os itens do problema.
Estão sendo consideradas, em galináceos, as características: presença de crista (C) e ausência de crista (cc), a cor das
penas pode ser preta (V) ou vermelha (v). Na árvore genealógica, a metade esquerda dos indivíduos refere-se ao traço
presença ou ausência de crista, enquanto o lado direito refere-se ao traço coloração das penas. Ocorre segregação
independente entre esses dois locos génicos.
a) Determine os genótipos de todos os indivíduos.
b) Se cruzássemos o indivíduo 1 com o indivíduo 5, qual seria a proporção fenotípica da descendência?
Biologia 12
Carla Carrasco
5
11. Considere que a diferença entre uma planta de milho de 100 cm de altura e uma de 260 cm é devida a quatro pares
de fatores de efeitos iguais e cumulativos, tendo a planta de 260 cm genótipo AABBCCDD e a de 100 cm, aabbccdd.
Qual a altura e o respetivo genótipo das plantas F1 resultantes do cruzamento entre as duas linhagens puras?
12. Com base nas informações da questão anterior, calcule as alturas de cada indivíduo cujos genótipos são dados a
seguir e determine em cada cruzamento quais serão as alturas do indivíduo mais alto e do indivíduo mais baixo
produzidos.
a) AaBBccdd X AabbCcdd.
b) aaBBccdd X aaBBccdd.
c) AaBbCcDd X AabbCcDd.
d) AABBCcDD X aaBBccDd.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2a lei de mendel
2a lei de mendel2a lei de mendel
2a lei de mendelpaulogrillo
 
Bio02 livro-propostos
Bio02 livro-propostosBio02 livro-propostos
Bio02 livro-propostosUFG
 
Genética – 2 lei de mendel
Genética – 2 lei de mendelGenética – 2 lei de mendel
Genética – 2 lei de mendelFabiano Reis
 
Resolução exercícios genética
Resolução exercícios genéticaResolução exercícios genética
Resolução exercícios genéticaProfessora Raquel
 
3s interações gênicas setembro 2014
3s interações gênicas  setembro 20143s interações gênicas  setembro 2014
3s interações gênicas setembro 2014Ionara Urrutia Moura
 
Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Claudete Carvalho
 
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendelvaniele17
 
3S Segunda lei e linkage maio 2015
3S  Segunda lei e linkage maio 20153S  Segunda lei e linkage maio 2015
3S Segunda lei e linkage maio 2015Ionara Urrutia Moura
 
2ª Lei De Mendel
2ª Lei De Mendel2ª Lei De Mendel
2ª Lei De Mendelbianca
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com respostaIonara Urrutia Moura
 
Lista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalLista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalIonara Urrutia Moura
 
Atividades 3ºano
Atividades 3ºanoAtividades 3ºano
Atividades 3ºanoZFSoares
 
Alelos multiplos e SISTEMA ABO
Alelos multiplos e SISTEMA ABOAlelos multiplos e SISTEMA ABO
Alelos multiplos e SISTEMA ABORafael Portela
 

Mais procurados (20)

Genética 1º ano Médio
Genética 1º ano MédioGenética 1º ano Médio
Genética 1º ano Médio
 
Lei da segregação independente
Lei da segregação independenteLei da segregação independente
Lei da segregação independente
 
Genética - Aula 2
Genética - Aula 2Genética - Aula 2
Genética - Aula 2
 
2a lei de mendel
2a lei de mendel2a lei de mendel
2a lei de mendel
 
Bio02 livro-propostos
Bio02 livro-propostosBio02 livro-propostos
Bio02 livro-propostos
 
A segunda lei de mendel
A segunda lei de mendelA segunda lei de mendel
A segunda lei de mendel
 
Genética – 2 lei de mendel
Genética – 2 lei de mendelGenética – 2 lei de mendel
Genética – 2 lei de mendel
 
Resolução exercícios genética
Resolução exercícios genéticaResolução exercícios genética
Resolução exercícios genética
 
3s interações gênicas setembro 2014
3s interações gênicas  setembro 20143s interações gênicas  setembro 2014
3s interações gênicas setembro 2014
 
Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.
 
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
1capitulo 1-primeira-lei-de-mendel
 
Linkage exercícios propostos
Linkage exercícios propostosLinkage exercícios propostos
Linkage exercícios propostos
 
3S Segunda lei e linkage maio 2015
3S  Segunda lei e linkage maio 20153S  Segunda lei e linkage maio 2015
3S Segunda lei e linkage maio 2015
 
2ª Lei De Mendel
2ª Lei De Mendel2ª Lei De Mendel
2ª Lei De Mendel
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
 
Lista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalLista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas final
 
Atividades 3ºano
Atividades 3ºanoAtividades 3ºano
Atividades 3ºano
 
Genetica -1ª lei de mendel
Genetica -1ª lei de mendelGenetica -1ª lei de mendel
Genetica -1ª lei de mendel
 
Alelos multiplos e SISTEMA ABO
Alelos multiplos e SISTEMA ABOAlelos multiplos e SISTEMA ABO
Alelos multiplos e SISTEMA ABO
 
Segunda Lei de Mendel
Segunda Lei de MendelSegunda Lei de Mendel
Segunda Lei de Mendel
 

Semelhante a Genética de grupos sanguíneos e herança

Exercícios genética 5
Exercícios genética 5Exercícios genética 5
Exercícios genética 5Carla Carrasco
 
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelExercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelCarla Carrasco
 
Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Carlos Magno Braga
 
Genética exercícios 2
Genética exercícios 2Genética exercícios 2
Genética exercícios 2Carla Carrasco
 
Lista de genética
Lista de genéticaLista de genética
Lista de genéticaCaio Augusto
 
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_geneticaNathalia Pietrani
 
Lista de exercícios genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...
Lista de exercícios   genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...Lista de exercícios   genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...
Lista de exercícios genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...James Martins
 
Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012colegioitatiba
 
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Ionara Urrutia Moura
 
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelExercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelCarla Carrasco
 
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta CotucaAmbiental
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com respostaCotucaAmbiental
 
3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com respostaIonara Urrutia Moura
 
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAPARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAIonara Urrutia Moura
 
Exercícios genética 7
Exercícios genética 7Exercícios genética 7
Exercícios genética 7Carla Carrasco
 
Exercícios genética 6
Exercícios genética 6Exercícios genética 6
Exercícios genética 6Carla Carrasco
 

Semelhante a Genética de grupos sanguíneos e herança (20)

Exercícios genética 5
Exercícios genética 5Exercícios genética 5
Exercícios genética 5
 
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelExercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
 
Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa
 
Revisão+g..
Revisão+g..Revisão+g..
Revisão+g..
 
Genética exercícios 2
Genética exercícios 2Genética exercícios 2
Genética exercícios 2
 
Lista de genética
Lista de genéticaLista de genética
Lista de genética
 
Lista de genética resolvida
Lista  de genética resolvidaLista  de genética resolvida
Lista de genética resolvida
 
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
 
Lista de exercícios genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...
Lista de exercícios   genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...Lista de exercícios   genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...
Lista de exercícios genetica I - 3º ano 2016 - profo james martins com gaba...
 
Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012
 
3S_ Lista maio 2014respondida
3S_ Lista maio 2014respondida 3S_ Lista maio 2014respondida
3S_ Lista maio 2014respondida
 
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
 
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelExercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
 
alelos multiplos.pptx
alelos multiplos.pptxalelos multiplos.pptx
alelos multiplos.pptx
 
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
 
3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com resposta
 
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAPARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
 
Exercícios genética 7
Exercícios genética 7Exercícios genética 7
Exercícios genética 7
 
Exercícios genética 6
Exercícios genética 6Exercícios genética 6
Exercícios genética 6
 

Mais de Carla Carrasco

3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdfCarla Carrasco
 
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdfCarla Carrasco
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdfCarla Carrasco
 
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaRegulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaCarla Carrasco
 
Cromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCarla Carrasco
 
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaExercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaCarla Carrasco
 
Exercícios de genética
Exercícios de genéticaExercícios de genética
Exercícios de genéticaCarla Carrasco
 
Exercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasExercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasCarla Carrasco
 
Exercícios genética 3
Exercícios genética 3Exercícios genética 3
Exercícios genética 3Carla Carrasco
 
Genética exercícios 1
Genética exercícios 1Genética exercícios 1
Genética exercícios 1Carla Carrasco
 

Mais de Carla Carrasco (11)

3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
 
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf
 
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaRegulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
 
Cromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCromossomas e mutações
Cromossomas e mutações
 
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaExercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
 
Exercícios de genética
Exercícios de genéticaExercícios de genética
Exercícios de genética
 
Exercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasExercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicas
 
Biologia 12
Biologia 12Biologia 12
Biologia 12
 
Exercícios genética 3
Exercícios genética 3Exercícios genética 3
Exercícios genética 3
 
Genética exercícios 1
Genética exercícios 1Genética exercícios 1
Genética exercícios 1
 

Último

HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 

Último (20)

HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 

Genética de grupos sanguíneos e herança

  • 1. Biologia 12 Carla Carrasco 1 Problemas de Genética 1. A árvore genealógica a seguir representa uma família estudada quanto aos grupos sanguíneos do sistema ABO e do sistema Rh. Na árvore, o símbolo que representa as pessoas — quadrado para homem e círculo para mulher — é dividido por um traço vertical, com o lado esquerdo representando o fenótipo para o sistema ABO e o lado direito representando o fenótipo para o sistema Rh. Sobre essa família, pergunta-se: a) Qual é a probabilidade de um filho do casal 5 X 6 ter sangue dos tipos O/Rh+ ou A/Rh- ? b) Quando o homem 6 ainda era noivo da mulher 5, uma antiga namorada O/Rh+ acusou-o de ser pai de seu filho, uma criança A/Rh- . Pelo que se conhece sobre herança dos grupos sanguíneos, essa acusação tem procedência?
  • 2. Biologia 12 Carla Carrasco 2 2. Segundo a lei da segregação independente, ou segunda lei de Mendel: a) dois ou mais genes determinam cada característica de um ser vivo. b) o fenótipo resulta da interação entre o genótipo e o meio. c) os organismos diploides possuem duas cópias de cada gene. d) a separação dos alelos de um gene na meiose não interfere na separação dos alelos de genes localizados em outros pares de cromossomos homólogos. 3. Que nome se dá ao fato de dois ou mais genes condicionarem conjuntamente uma determinada característica? 4. Qual é o nome da herança em que diversos genes atuam sobre determinada característica, cada um com um efeito aditivo na composição do fenótipo? 5. Uma célula duplo-heterozigótica quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares diferentes de cromossomos homólogos, formará por meiose quatro células, sendo a) uma portadora de A, outra de a, outra de B e outra de b. b) uma portadora de AB, outra de Ab, outra de aB e outra de ab. c) uma portadora de AA, outra de Ab, outra de aBe outra de aa. d) duas portadoras de AB e duas portadoras de ab, ou duas portadoras de Ab e duas portadoras de aB. 6. Um indivíduo multicelular duplo-heterozigótico quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares diferentes de cromossomos homólogos, forma gametas na proporção de a) ¼ A : ¼ a : ¼ B : ¼ b. b) ¼ AB : ¼ Ab : ¼ aB : ¼ ab. c) ¼ AA : ¼ Ab : ¼ aB : ¼ aa. d) ½ AB : ½ ab :, ou ¼ Ab : ¼ aB. 7. No cruzamento entre indivíduos duplo-heterozigóticos quanto a dois pares de alelos, Aa e Bb, localizados em pares diferentes de cromossomos homólogos, espera-se obter a) apenas indivíduos AaBb. b) indivíduos AB e ab na proporção de 1:1. c) indivíduos AA, Ab, aA e bb, na proporção de 9 : 3 : 3 : 1, respetivamente. d) indivíduos A_B_, A_bb, aaB_ e aabb, na proporção de 9 : 3 : 3 : 1, respetivamente.
  • 3. Biologia 12 Carla Carrasco 3 8. A característica caule longo em ervilha é condicionada por um alelo (B) dominante em relação ao alelo (b) que condiciona caule curto. A cor verde da vagem é condicionada por um alelo (A) dominante em relação ao alelo (a) que condiciona vagem de cor amarela. Do cruzamento de uma planta homozigótica de caule longo e vagem amarela com uma outra planta também homozigótica de caule curto e vagem verde resultou uma geração F1. Indivíduos F1 cruzados com uma planta de caule curto e vagem amarela produziram uma descendência assim constituída: 120 plantas de caule longo e vagem verde; 110 plantas de caule longo e vagem amarela; 119 plantas de caule curto e vagem verde; 111 plantas de caule curto e vagem amarela. a) Faça, um diagrama do último cruzamento, indicando o genótipo dos pais e dos descendentes. b) Os dois genes têm segregação independente? Justifique. c) Determine os tipos de gametas com as respetivas proporções de cada um dos tipos de plantas descendentes do último cruzamento. 9. Nos suínos existem cascos indivisos (F_) e cascos fendidos (ff). Outro loco, situado em outro par cromossómico, determina a cor dos pelos, que pode ser branca (P_) ou preta (pp). Um porco branco e de cascos indivisos foi cruzado com porcas genotipicamente iguais entre si e fenotipicamente iguais a ele. Entre as várias ninhadas, foram vendidos apenas os porquinhos pretos de cascos fendidos, que eram em número de 9. Pergunta-se: a) Quantos porquinhos espera-se que tenham nascido ao todo?
  • 4. Biologia 12 Carla Carrasco 4 b) Quantos porquinhos, do total nascido nas ninhadas, espera-se que sejam genotipicamente idênticos ao pai, quanto aos genes aqui considerados? 10. Observe o heredograma a seguir, para resolver os itens do problema. Estão sendo consideradas, em galináceos, as características: presença de crista (C) e ausência de crista (cc), a cor das penas pode ser preta (V) ou vermelha (v). Na árvore genealógica, a metade esquerda dos indivíduos refere-se ao traço presença ou ausência de crista, enquanto o lado direito refere-se ao traço coloração das penas. Ocorre segregação independente entre esses dois locos génicos. a) Determine os genótipos de todos os indivíduos. b) Se cruzássemos o indivíduo 1 com o indivíduo 5, qual seria a proporção fenotípica da descendência?
  • 5. Biologia 12 Carla Carrasco 5 11. Considere que a diferença entre uma planta de milho de 100 cm de altura e uma de 260 cm é devida a quatro pares de fatores de efeitos iguais e cumulativos, tendo a planta de 260 cm genótipo AABBCCDD e a de 100 cm, aabbccdd. Qual a altura e o respetivo genótipo das plantas F1 resultantes do cruzamento entre as duas linhagens puras? 12. Com base nas informações da questão anterior, calcule as alturas de cada indivíduo cujos genótipos são dados a seguir e determine em cada cruzamento quais serão as alturas do indivíduo mais alto e do indivíduo mais baixo produzidos. a) AaBBccdd X AabbCcdd. b) aaBBccdd X aaBBccdd. c) AaBbCcDd X AabbCcDd. d) AABBCcDD X aaBBccDd.