SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
BIOLOGIA CELULAR
 Biologia celular, também denominada de
citologia, é o ramo
da biologia responsável pelo estudo das
células.
 A invenção do microscópio possibilitou a
descoberta das células e inaugurou um
novo campo de investigação, a Citologia.
 E dessa forma foi concluído que todos os
seres vivos são constituídos por células,
podendo ser unicelulares ou
pluricelulares
TEORIA CELULAR
Analisou cortes de cortiça, em um
aumento de 270 vezes, verificando a
presença de compartimentos, os quais
chamou de célula (do latim cella, que
significa câmara).
Após várias análises de diversos
pesquisadores em trabalhos
diferentes, nasceu a Teoria Celular,
dizendo que todos os organismos vivos
eram compostos por células. .
CARACTERÍSTICAS GERAIS DA CÉLULA
Dependendo da estrutura celular, os seres vivos são classificados em:
Procariontes: sem núcleo individualizado
Ex. Bactérias
Eucariontes: com núcleo individualizado
• Ex. Protozoários, algas, fungos, vegetais e animais
E OS VÍRUS NÃO SÃO SERES VIVOS?
São seres acelulares, contrariando
a Teoria Celular, que diz que todos os
seres vivos são formados por células.
Os vírus não apresentam potencial
bioquímico que possibilita a produção
de energia metabólica. Assim sendo, os
vírus não são capazes de respirar e
alimentar-se.
Os vírus só são capazes de se reproduzir
no interior de outra célula. Por essa
razão, dizemos que eles são parasitas
intracelulares obrigatórios.
DIMENSÃO DA CÉLULA
As células medem de 10 à 100 micrometros.
ESTRUTURAS CELULARES
No citoplasma, ou seja, região entre a membrana
plasmática e o núcleo, encontra-se as diversas
organelas celulares:
Ribossomos
Centríolos
Mitocôndrias
Retículo endoplasmático liso e rugoso
Complexo de Golgi
Lisossomos
Vacúolos (em células vegetais)
Cloroplastos (em células vegetais)
MEMBRANA PLASMÁTICA
A membrana plasmática é responsável
por controlar a entrada e saída de
substâncias.
Separa o meio interno do externo.
É formada principalmente, por lipídios
e proteínas . Os lipídios atuam
garantindo a estrutura da membrana,
enquanto as proteínas estão
relacionadas com as principais funções
desempenhadas por essa estrutura
celular.
RIBOSSOMOS
 São grãos formados por ácidos ribonucleicos (RNA) e proteínas. Neles
ocorre a síntese de proteínas por meio da união de aminoácidos
CENTRÍOLOS
São pequenos cilindros ocos, responsáveis pela divisão celular e pela
formação dos cílios e flagelos. Estão presentes na maioria das células
eucarióticas.
RETICULO ENDOPLASMÁTICO
Rugoso: são responsáveis por produzirem algumas proteínas
celulares, principalmente àquelas que atuam fora da célula.
Liso: armazenam substâncias e em suas cavidades há enzimas que
sintetizam diversos tipos de lipídeos.
MITOCÔNDRIA
 São organelas complexas presentes
apenas em células eucarióticas
 Em seu interior há várias enzimas
responsáveis pelas reações químicas
da respiração celular e dessa forma a
célula obtêm energia para realizar
suas atividades.
 Obs. As células bacterianas fazem a
respiração por estruturas na
membrana.
COMPLEXO DE GOLGI
É responsável pela secreção celular (processo de empacotamento).
Também é responsável pela formação do acrossomo dos
espermatozoides.
LISOSSOMOS
São bolsas membranosas que se
originam do complexo de Golgi,
onde possuem enzimas digestivas,
por tanto ela é responsável pela
digestão intracelular.
Obs. Nos fungos e nos vegetais não
há lisossomos, a digestão celular é
feita por enzimas digestivas do
vacúolo
CLOROPLASTOS
São encontrados apenas e células
vegetais e algas, onde possuem em
seu interior a clorofila, sendo
responsáveis pelo processo de
fotossíntese, ou seja, processo onde
os vegetais produzem seu próprio
alimento.
VACÚOLO
• São cavidades do citoplasma, encontradas mais em células vegetais
com a função de digestão celular. Presentes em poucas células
animais com a função de armazenar energia (lipídeos).
NÚCLEO CELULAR
É uma estrutura geralmente
esférica, presentes em todas as
células eucarióticas.
Em seu interior esta o material
genético (DNA), também chamado
de cromossomos, que contêm os
genes.
O núcleo possui uma membrana
que à protege chamada de carioteca.
DIGESTÃO INTRACELULAR
Após a entrada das substâncias pela membrana plasmática ocorre
um longo percurso dentro da célula, onde a célula gasta e ganha
energia e acaba liberando um produto final.
NÍVEL DE ORGANIZAÇÃO DA VIDA
TIPOS DE CÉLULAS DO CORPO HUMANO
TEMPO DE VIDA DAS CÉLULAS
O tempo de vida das células varia conforme a espécie, sendo
classificadas como:
Células Lábeis: são de curta duração, não se agrupam de forma fixa, não
se reproduz. Duram de dias à meses.
Células estáveis: são células que se diferencial durante o
desenvolvimento embrionário e depois mantém um ritmo constante
de multiplicação, quando algumas morrem surgem outras, podem
durar meses ou ano.
Células permanentes: essas células se multiplicam apenas na faze
embrionária, depois ela acompanha o crescimento do individuo
alongando-se exageradamente, (durante toda a vida).
Introdução à Biologia Celular

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celularFlávio Silva
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminasemanuel
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoMarcia Bantim
 
Alteracoes cromossomicas
Alteracoes cromossomicasAlteracoes cromossomicas
Alteracoes cromossomicasURCA
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomosHamilton Nobrega
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosJuliana Mendes
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaTurma Olímpica
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética nielimaia
 
8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICASarah Lemes
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vidaemanuel
 
Metabolismo energético
Metabolismo energéticoMetabolismo energético
Metabolismo energéticoMARCIAMP
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistasAna Castro
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaJoão Paulo Luna
 
Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoKiller Max
 

Mais procurados (20)

1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular1ª aula biologia celular
1ª aula biologia celular
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
Estudo das Células - 7ª Série
Estudo das Células - 7ª SérieEstudo das Células - 7ª Série
Estudo das Células - 7ª Série
 
Vitaminas
VitaminasVitaminas
Vitaminas
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Alteracoes cromossomicas
Alteracoes cromossomicasAlteracoes cromossomicas
Alteracoes cromossomicas
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Segunda Lei de Mendel
Segunda Lei de MendelSegunda Lei de Mendel
Segunda Lei de Mendel
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre GenéticaSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Genética
 
Introdução à genética
Introdução à genética Introdução à genética
Introdução à genética
 
8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA8 ano GENÉTICA BÁSICA
8 ano GENÉTICA BÁSICA
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Teorias de evolução
Teorias de evoluçãoTeorias de evolução
Teorias de evolução
 
Metabolismo energético
Metabolismo energéticoMetabolismo energético
Metabolismo energético
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Nomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomiaNomenclatura taxonomia
Nomenclatura taxonomia
 
Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - Introdução
 

Semelhante a Introdução à Biologia Celular

Semelhante a Introdução à Biologia Celular (20)

Biologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 anoBiologia Celular 8 ano
Biologia Celular 8 ano
 
aula de citologia para tecnico em enfermagem
aula de citologia para tecnico em enfermagemaula de citologia para tecnico em enfermagem
aula de citologia para tecnico em enfermagem
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucariótica
 
Celula eucariotica
Celula eucarioticaCelula eucariotica
Celula eucariotica
 
Biologi a 2019
Biologi a  2019Biologi a  2019
Biologi a 2019
 
Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucariótica
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
 
5 - biologia celular
5 - biologia celular5 - biologia celular
5 - biologia celular
 
Resumão Citologia
Resumão CitologiaResumão Citologia
Resumão Citologia
 
Biologia Celular
Biologia CelularBiologia Celular
Biologia Celular
 
2.1
2.12.1
2.1
 
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
Plano de aula completo Citologia: Tipos e formas de células
 
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)Disci. biologia e ed. aula celula (2)
Disci. biologia e ed. aula celula (2)
 
Células Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e EucariontesCélulas Procariontes e Eucariontes
Células Procariontes e Eucariontes
 
15920796481298051663
1592079648129805166315920796481298051663
15920796481298051663
 
Celula Eucariotica
Celula EucarioticaCelula Eucariotica
Celula Eucariotica
 
Biologia celular
Biologia celularBiologia celular
Biologia celular
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 

Mais de ssuser51d27c1

Trabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxTrabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxssuser51d27c1
 
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptx
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptxSISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptx
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptxssuser51d27c1
 
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptx
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptxATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptx
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptxssuser51d27c1
 
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.ppt
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.pptAS TEORIAS PEDAGÓGICAS.ppt
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.pptssuser51d27c1
 
educaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptxeducaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptxssuser51d27c1
 
slaid educação permanente.pptx
slaid educação permanente.pptxslaid educação permanente.pptx
slaid educação permanente.pptxssuser51d27c1
 
DOENÇA CORONARIANA.pptx
DOENÇA CORONARIANA.pptxDOENÇA CORONARIANA.pptx
DOENÇA CORONARIANA.pptxssuser51d27c1
 
AULA DIA 27.04.2021.pptx
AULA DIA 27.04.2021.pptxAULA DIA 27.04.2021.pptx
AULA DIA 27.04.2021.pptxssuser51d27c1
 
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptx
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptxVIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptx
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptxssuser51d27c1
 
atribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptxatribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptxssuser51d27c1
 
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdf
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdfAula_4_-modelos_de_atenção.pdf
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdfssuser51d27c1
 
aula 02 politicas publicas.pptx
aula 02 politicas publicas.pptxaula 02 politicas publicas.pptx
aula 02 politicas publicas.pptxssuser51d27c1
 
impactos ambientais.pptx
 impactos ambientais.pptx impactos ambientais.pptx
impactos ambientais.pptxssuser51d27c1
 
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptxDEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptxssuser51d27c1
 
TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptxTERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptxssuser51d27c1
 
indicadores de saude.pptx
indicadores de saude.pptxindicadores de saude.pptx
indicadores de saude.pptxssuser51d27c1
 
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptx
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptxBiossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptx
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptxssuser51d27c1
 

Mais de ssuser51d27c1 (20)

Trabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxTrabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptx
 
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptx
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptxSISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptx
SISTEMA CIRCULATÓRIO II novo.pptx
 
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptx
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptxATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptx
ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE.pptx
 
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.ppt
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.pptAS TEORIAS PEDAGÓGICAS.ppt
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS.ppt
 
educaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptxeducaçao em saude aula 01.pptx
educaçao em saude aula 01.pptx
 
slaid educação permanente.pptx
slaid educação permanente.pptxslaid educação permanente.pptx
slaid educação permanente.pptx
 
DOENÇA CORONARIANA.pptx
DOENÇA CORONARIANA.pptxDOENÇA CORONARIANA.pptx
DOENÇA CORONARIANA.pptx
 
AULA DIA 27.04.2021.pptx
AULA DIA 27.04.2021.pptxAULA DIA 27.04.2021.pptx
AULA DIA 27.04.2021.pptx
 
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptx
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptxVIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptx
VIGIALNICIA EM SAUDE - HISTORIA.pptx
 
atribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptxatribuição da enfermagem.pptx
atribuição da enfermagem.pptx
 
08 abdome.pptx
08 abdome.pptx08 abdome.pptx
08 abdome.pptx
 
DANT DCNT.pptx
DANT DCNT.pptxDANT DCNT.pptx
DANT DCNT.pptx
 
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdf
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdfAula_4_-modelos_de_atenção.pdf
Aula_4_-modelos_de_atenção.pdf
 
aula 02 politicas publicas.pptx
aula 02 politicas publicas.pptxaula 02 politicas publicas.pptx
aula 02 politicas publicas.pptx
 
impactos ambientais.pptx
 impactos ambientais.pptx impactos ambientais.pptx
impactos ambientais.pptx
 
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptxDEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
DEGRADAÇÃO DO SOLO.pptx
 
DHAA.pptx
DHAA.pptxDHAA.pptx
DHAA.pptx
 
TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptxTERRITORIALIZAÇÃO.pptx
TERRITORIALIZAÇÃO.pptx
 
indicadores de saude.pptx
indicadores de saude.pptxindicadores de saude.pptx
indicadores de saude.pptx
 
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptx
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptxBiossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptx
Biossegurança e resíduos de serviços de saúde (1).pptx
 

Introdução à Biologia Celular

  • 1.
  • 2. BIOLOGIA CELULAR  Biologia celular, também denominada de citologia, é o ramo da biologia responsável pelo estudo das células.  A invenção do microscópio possibilitou a descoberta das células e inaugurou um novo campo de investigação, a Citologia.  E dessa forma foi concluído que todos os seres vivos são constituídos por células, podendo ser unicelulares ou pluricelulares
  • 3. TEORIA CELULAR Analisou cortes de cortiça, em um aumento de 270 vezes, verificando a presença de compartimentos, os quais chamou de célula (do latim cella, que significa câmara). Após várias análises de diversos pesquisadores em trabalhos diferentes, nasceu a Teoria Celular, dizendo que todos os organismos vivos eram compostos por células. .
  • 4. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA CÉLULA Dependendo da estrutura celular, os seres vivos são classificados em: Procariontes: sem núcleo individualizado Ex. Bactérias Eucariontes: com núcleo individualizado • Ex. Protozoários, algas, fungos, vegetais e animais
  • 5. E OS VÍRUS NÃO SÃO SERES VIVOS? São seres acelulares, contrariando a Teoria Celular, que diz que todos os seres vivos são formados por células. Os vírus não apresentam potencial bioquímico que possibilita a produção de energia metabólica. Assim sendo, os vírus não são capazes de respirar e alimentar-se. Os vírus só são capazes de se reproduzir no interior de outra célula. Por essa razão, dizemos que eles são parasitas intracelulares obrigatórios.
  • 6. DIMENSÃO DA CÉLULA As células medem de 10 à 100 micrometros.
  • 7. ESTRUTURAS CELULARES No citoplasma, ou seja, região entre a membrana plasmática e o núcleo, encontra-se as diversas organelas celulares: Ribossomos Centríolos Mitocôndrias Retículo endoplasmático liso e rugoso Complexo de Golgi Lisossomos Vacúolos (em células vegetais) Cloroplastos (em células vegetais)
  • 8. MEMBRANA PLASMÁTICA A membrana plasmática é responsável por controlar a entrada e saída de substâncias. Separa o meio interno do externo. É formada principalmente, por lipídios e proteínas . Os lipídios atuam garantindo a estrutura da membrana, enquanto as proteínas estão relacionadas com as principais funções desempenhadas por essa estrutura celular.
  • 9. RIBOSSOMOS  São grãos formados por ácidos ribonucleicos (RNA) e proteínas. Neles ocorre a síntese de proteínas por meio da união de aminoácidos
  • 10. CENTRÍOLOS São pequenos cilindros ocos, responsáveis pela divisão celular e pela formação dos cílios e flagelos. Estão presentes na maioria das células eucarióticas.
  • 11. RETICULO ENDOPLASMÁTICO Rugoso: são responsáveis por produzirem algumas proteínas celulares, principalmente àquelas que atuam fora da célula. Liso: armazenam substâncias e em suas cavidades há enzimas que sintetizam diversos tipos de lipídeos.
  • 12. MITOCÔNDRIA  São organelas complexas presentes apenas em células eucarióticas  Em seu interior há várias enzimas responsáveis pelas reações químicas da respiração celular e dessa forma a célula obtêm energia para realizar suas atividades.  Obs. As células bacterianas fazem a respiração por estruturas na membrana.
  • 13. COMPLEXO DE GOLGI É responsável pela secreção celular (processo de empacotamento). Também é responsável pela formação do acrossomo dos espermatozoides.
  • 14. LISOSSOMOS São bolsas membranosas que se originam do complexo de Golgi, onde possuem enzimas digestivas, por tanto ela é responsável pela digestão intracelular. Obs. Nos fungos e nos vegetais não há lisossomos, a digestão celular é feita por enzimas digestivas do vacúolo
  • 15. CLOROPLASTOS São encontrados apenas e células vegetais e algas, onde possuem em seu interior a clorofila, sendo responsáveis pelo processo de fotossíntese, ou seja, processo onde os vegetais produzem seu próprio alimento.
  • 16. VACÚOLO • São cavidades do citoplasma, encontradas mais em células vegetais com a função de digestão celular. Presentes em poucas células animais com a função de armazenar energia (lipídeos).
  • 17. NÚCLEO CELULAR É uma estrutura geralmente esférica, presentes em todas as células eucarióticas. Em seu interior esta o material genético (DNA), também chamado de cromossomos, que contêm os genes. O núcleo possui uma membrana que à protege chamada de carioteca.
  • 18. DIGESTÃO INTRACELULAR Após a entrada das substâncias pela membrana plasmática ocorre um longo percurso dentro da célula, onde a célula gasta e ganha energia e acaba liberando um produto final.
  • 20. TIPOS DE CÉLULAS DO CORPO HUMANO
  • 21. TEMPO DE VIDA DAS CÉLULAS O tempo de vida das células varia conforme a espécie, sendo classificadas como: Células Lábeis: são de curta duração, não se agrupam de forma fixa, não se reproduz. Duram de dias à meses.
  • 22. Células estáveis: são células que se diferencial durante o desenvolvimento embrionário e depois mantém um ritmo constante de multiplicação, quando algumas morrem surgem outras, podem durar meses ou ano. Células permanentes: essas células se multiplicam apenas na faze embrionária, depois ela acompanha o crescimento do individuo alongando-se exageradamente, (durante toda a vida).