Apresentacao drogas 06_06_2013

249 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao drogas 06_06_2013

  1. 1. FlorianópolisFlorianópolisGoverno do Estado de Santa CatarinaGoverno do Estado de Santa CatarinaSecretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e HabitaçãoFlorianópolisFlorianópolisGoverno de Santa CatarinaSecretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e HabitaçãoPlano Estadual de PolíticasPlano Estadual de PolíticasPúblicas sobre DrogasPúblicas sobre Drogasjunho/2013junho/2013
  2. 2. Como iniciou:A partir da adesão do Estado aoprograma federal Crack, é possívelvencer, conforme decreto 991, de25 de maio de 2012.• SST coordena o programa em SC eparalelamente trabalha aelaboração e implantação do Planonum grupo intersetorial.Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  3. 3. • Estabeleceu-se espaço dediscussão intersetorial efoi criado o colegiadogestor.• Colegiado criou o 1ºEncontro Catarinense dePolíticas Públicas sobreDrogas, realizado de 27 a29 de novembro de 2012.Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  4. 4. Participantes do colegiado gestor:• Frente Parlamentar de Combate e Prevenção às Drogas da Alesc;• Secretarias de Estado da: Assistência Social, Trabalho e Habitação; Saúde,Educação, Justiça e Cidadania, Casa Civil e Segurança Pública;• Conselho Estadual de Entorpecentes (Conen);• Casa Civil;• Cruz Azul;• Associação Catarinense de Comunidades Terapêuticas;• Federação Catarinense de Comunidades Terapêuticas;• Prefeitura de Florianópolis;• Centro Cultural Escrava Anastácia;• Instituto Padre Vilson Groh.Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  5. 5. Reuniões do colegiado gestor:Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  6. 6. Colegiado gestor 2012 e 2013:• Mais de 42 reuniões intersetoriais;• Monitoramento de técnicos dos 5Ministérios : Justiça, Saúde, Educação,Des. Social e Casa Civil em 24 e 25 demaio; 14 de agosto; e 6 e 7 de novembrode 2012;• Reuniões mensais com os participantespara debater o andamento da elaboraçãode proposta do Plano.Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  7. 7. Participação dos Ministérios e do Governo do Estado:Plano Estadual de Políticas Públicas sobre DrogasMinistério da Justiça Ministério do DesenvolvimentoSocial e Combate à Fome (MDS)
  8. 8. Resultados do 1º Encontro:Participação de 800 técnicos e representantes de 30 entidades emFlorianópolis (27 a 29 novembro/2012)Objetivos:• Alcançar a intersetorialidade na efetivação das Políticas Públicaspara a superação dos problemas decorrentes do álcool, tabaco eoutras drogas.• Elaborar propostas a serem incluídas na construção do PlanoEstadual de Políticas Públicas sobre Drogas.• Definir as prioridades para o enfrentamento às drogas (trabalhoem rede)Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  9. 9. Resultados do 1º Encontro:Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  10. 10. Resultados do 1º Encontro:Plano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  11. 11. Esta organizado em três câmaras técnicas intersetoriais quese dividem em:• Elaboração de Protocolos/Coordenação de cuidado;• Articulação com os colegiados regionais;• Estruturação de Programas estratégicos.Colegiado Gestor Estadual
  12. 12. Resultados do 1º EncontroCriado Blog para compartilharinformações sobre o 1ºEncontro e temas relacionadosàs drogas.Atualmente, o blog já teve maisde 12 mil visualizaçõeswww.vencerasdrogas.sc.gov.brPlano Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas
  13. 13. • Realizar sete oficinas regionalizadas de junho a outubro.Objetivo: implantar o colegiado gestor e definir prioridadesregionais para a elaboração do Plano e instituir a cultura detrabalho em rede.Participação:• 40 técnicos do Governo do Estado;• 920 profissionais por encontro;• Público estimado 6.500 profissionais.Estratégias para 2013
  14. 14. Em 2013 serão realizadas 7 oficinas regionalizadas:• Florianópolis - 10 e 11 de junho• Jaraguá do Sul – 25 e 26 de junho• Chapecó – 23 e 24 de julho• Lages – data a definir• São Miguel do Oeste - data a definir• Joaçaba - data a definir• Criciúma - data a definirOficinas de Mobilização Intersetorial de Políticas Públicas sobre Drogas
  15. 15. Público-alvo: técnicos e gestores das secretarias setoriais;conselhos: tutelares, de segurança, municipais antidrogas(Comads); fundações; comunidades terapêuticas; MinistérioPúblico; Tribunal de Justiça; representantes de escolasparticulares, de entidades socioeducativas e prisionais.1ª Oficina de Mobilização Intersetorial de PolíticasPúblicas sobre Drogas
  16. 16. Regiões de mobilização e adesão ao Plano
  17. 17. Distribuição populacional nos municípios - 2013
  18. 18. Finalidade do colegiado gestor regional• Realizar a interlocução entre a coordenação estadual e todosos municípios da sua mesorregião;• Socializar informações e definir prioridades para osinvestimentos;• Monitorar e avaliar a execução dos programas estratégicosnacionais e estaduais de prevenção, combate e tratamento dadependência química.
  19. 19. Relação da divisão das vagas pormesorregião para a criação dosgrupos gestores regionais
  20. 20. REGIÃO LESTEGrandeFlorianópolisMunicípiosFlorianópolis - Grande PorteSão José - Grande PortePalhoça -Grande PorteBalneário Camboriú - Grande PorteItajaí - Grande PorteBrusque - Grande PorteBiguaçu - Médio PorteNavegantes – Médio Porte39Camboriú - Médio Porte4 municípios - Pequeno Porte II7 municípios - Pequeno Porte ITOTAL:20 Municípios compondo ogrupo gestorCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios, acaracterização de fronteira marítima, oacesso viário, os serviços ofertados, acirculação de pessoas, os índices decriminalidade e por tratar-se de regiãometropolitana.
  21. 21. REGIÃONORTEJaraguá doSulMunicípiosJaraguá do Sul - Grande PorteJoinville - Grande PorteBlumenau -Grande Porte3 municípios - Pequeno Porte II324 municípios - Pequeno Porte ITOTAL:15 Municípios compondo ogrupo gestorCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios, acaracterização de fronteiras, o acessoviário e os serviços ofertados.
  22. 22. REGIÃOOESTEChapecóMunicípiosChapecó - Grande PorteConcórdia - Médio PorteXaxim - Pequeno Porte II38Xanxerê - Pequeno Porte II5 municípios - Pequeno Porte ITOTAL: 9 MunicípiosCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios,a caracterização de duas áreas defronteira e os serviços ofertados.
  23. 23. REGIÃOEXTREMO-OESTESão Migueldo OesteMunicípiosSão Miguel do Oeste - Pequeno Porte IISão Lourenço do Oeste - Pequeno Porte IIMaravilha - Pequeno Porte II533 municípios de cada região de fronteira(norte, sul e oeste)TOTAL: 12 MunicípiosCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios e acaracterização de três áreas de fronteira.
  24. 24. REGIÃO MEIO-OESTEJoaçabaMunicípiosJoaçaba - Pequeno Porte IICanoinhas - Médio PorteCaçador - Médio Porte8 municípios - Pequeno Porte II453 municípios - Pequeno Porte ITOTAL:13 Municípios compondo ogrupo gestorCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios, acaracterização de duas áreas de fronteirae os serviços ofertados.
  25. 25. REGIÃOPLANALTOLagesMunicípiosLages -Grande PorteSão Joaquim - Pequeno Porte IIRio do Sul - Médio Porte408 municípios - Pequeno Porte I (2 regiãonorte, 3 região central e 3 região sulTOTAL:11 Municípios compondo o grupogestorCritérios deseleção:Considerando o porte dos municípios, oacesso viário e os serviços ofertados.
  26. 26. REGIÃO SULCriciúmaMunicípiosCriciúma - Grande PorteAraranguá - Médio PorteIçara - Médio PorteLaguna - Médio PorteTubarão - Médio Porte475 municípios - Pequeno Porte II4 municípios - Pequeno Porte ITOTAL:14 Municípios compondo ogrupo gestorCritériosde seleção:Considerando o porte dos municípios,o acesso viário,a caracterização defronteira marítima e os serviçosofertados.
  27. 27. Fonte: SSP-SC, 2013Fonte: SSP-SC, 2013Criminalidade/Grande Florianópolis
  28. 28. Registros de Criminalidade Estado/SC Grande Fpolis Comparação %**Extorção Mediante Sequestro 24 11 45,83Sequestro e carc.privado 208 96 46,15Latrocinio 60 26 43,33Extorção 697 255 36,59Homicídio Doloso 740 263 35,54Estupro 1.716 519 30,24Estupro de vulnerável 2.676 666 24,89Porte de Armas 3.170 817 25,77Trafico de Drogas 5.156 2.269 44,01Furtos 125.882 48.820 38,78Roubo 16.293 8.489 52,10Ameaças 114.530 33.037 28,85Lesão Corporal 16.260 4.916 30,23TOTAL 287.412 100.184Importância da região
  29. 29. www.vencerasdrogas.sc.gov.brwww.vencerasdrogas.sc.gov.brWWW.VENCERASDROGAS.SC.GOV.BRWWW.VENCERASDROGAS.SC.GOV.BR

×