Spectrum day 2011 geolocalizacao-principios_e_visao_do_operador

67 visualizações

Publicada em

Star One - Geolocalização: Princípios e Visão do Operador - Daniel Vasconcellos

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
67
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Spectrum day 2011 geolocalizacao-principios_e_visao_do_operador

  1. 1. Geolocalização: Princípios e Visão do Operador Spectrum Day – 16 de Agosto de 2011 Daniel de P. Vasconcellos
  2. 2. Geolocalização: Princípios e Visão do Operador  Introdução  Princípios e Características  Diferentes Métodos  Requisitos e Limitações  Exemplos reais com diferentes técnicas Conclusão 2 / 13
  3. 3. • Mais uma ferramenta no auxílio à pesquisa de interferências. • Processos independentes: Detecção de Interferências e Geolocalização Introdução GeolocalizaçãoDetecção de Interferências Detecção de sinais que degradam a qualidade das portadoras. Através de um algoritmo complexo, localiza geograficamente estações terrenas transmissoras de sinais interferentes. 3 / 13
  4. 4. • Devido às características dos diagramas de transmissão das antenas, os sinais irradiados pela estação interferente acabam por atingir satélites adjacentes. Estação Interferente Satélite Interferido Satélite(s) Adjacente(s) Estações Receptoras do Sistema de Geolocalização Canal Secundário s2 Canal Primário s1 Em função do diagrama de TX, o sinal interferente também é transmitido ao satélite adjacente. Órbitas conhecidas Referência(s) Interseção de coberturas dos dois satélites Princípios e Características Princípios de Localização de Estação Interferente 4 / 13
  5. 5. Princípios e Características Características dos Sistemas de Geolocalização • Nos casos de interferências intencionais (jamming), a potência transmitida é alta. Isso favorece a sua detecção nos satélites adjacentes. • Sistemas de geolocalização possuem um ganho de processamento maior que 70dB. • Os sinais provenientes dos satélites, interferido e adjacente(s), são processados através de uma função de correlação para se obter as diferenças de tempo (função da distância) e frequência (função da velocidade – efeito Doppler). 5 / 13
  6. 6. Através de caminhos com distâncias diferentes, obtém-se o Deslocamento de Tempo Diferencial (DTO). Através das diferentes velocidades, obtém-se o Deslocamento em Frequência Diferencial (DFO). Calcula o erro da elipse diretamente a partir das medidas. Efeitos das medidas das estações de monitoração Efeitos de Propagação Incertezas na translação de frequências ocorridas nos satélites Incertezas nas posições dos satélites e velocidades Referência(s) Princípios e Características Princípios de Localização de Estação Interferente 6 / 13
  7. 7. • TDOA-TDOA Diferentes Métodos Métodos de geolocalização • Dois satélites adjacentes. • As linhas tendem a ser orientadas norte-sul e quase paralelas, maior imprecisão por ter a interseção entre linhas muito grande. • Não funciona para sinais sem modulação. • A combinação das técnicas normalmente apresenta mais precisão. • FDOA-FDOA • Dois satélites adjacentes ou apenas um com medidas realizadas com intervalos de tempo. • Indicada para sinais CW. • Maior precisão quando utiliza satélites com órbita inclinada. • Durante dois períodos do dia, a variação de frequência entre os satélites é mínima, diminuindo a precisão. • TDOA-FDOA 7 / 13
  8. 8. Diferentes Métodos Comparação efeito TDOA-FDOA • Relação entre linhas TDOA e FDOA em relação ao movimento do satélite em um período de 24 horas. 8 / 13
  9. 9. • Necessidade de no mínimo um satélite adjacente (efemérides conhecidas). • Estações de referência para medida da diferença entre os batimentos dos satélites e das efemérides dos satélites envolvidos, visando a calibração do sistema. • Sobreposição de coberturas nos satélites, interferido e adjacente(s). • Limitações:  Número de estações de referência;  Tamanho da antena transmissora;  Precisão das efemérides dos satélites etc. Requisitos e Limitações 9 / 13
  10. 10. Exemplos reais com diferentes técnicas TDOA 10 / 13
  11. 11. Fonte de interferência FDOA Exemplos reais com diferentes técnicas 11 / 13
  12. 12. TDOA / FDOA Exemplos reais com diferentes técnicas 12 / 13
  13. 13. Conclusão 13 / 13 • Única alternativa para solução em menos de 10% dos casos. • Técnica precisa e que garante maior segurança. • Garante praticamente 100% de espectro livre de interferências.

×