Projecoes cartograficas

19.154 visualizações

Publicada em

Excelente trabalho! Foi muito útil.

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
547
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
657
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projecoes cartograficas

  1. 1. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS
  2. 2. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS As projeções cartográficas são formas ou técnicas de representar a superfície terrestre em mapas. Diz respeito às técnicas de representação da superfície “arredondada” da Terra no Plano Cartográfico (3D p/ 2D) Todos os mapas são representações aproximadas da superfície terrestre, uma vez, que a forma esférica da Terra é desenhada sobre uma superfície plana, assim: TODO MAPA POSSUI DISTORÇÕES DE DIREÇÃO, ÁREA OU FORMA!
  3. 3. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Tipo de Superfície Adotada Quanto ao tipo de superfície adotada, são classificadas em: CILÍNDRICAS, PLANAS OU AZIMUTAIS E CÔNICAS Projeção Cilíndrica - o mapa é construído imaginando-o desenhado num cilindro tangente ou secante à superfície da Terra, que é depois desenrolado.
  4. 4. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Tipo de Superfície Adotada Quanto ao tipo de superfície adotada, são classificadas em: CILÍNDRICAS, PLANAS OU AZIMUTAIS E CÔNICAS Projeção Plana ou Azimutal - o mapa é construído imaginando-o situado num plano tangente ou secante a um ponto na superfície da Terra. Ex. Projeção Esterográfica Polar.
  5. 5. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Tipo de Superfície Adotada Quanto ao tipo de superfície adotada, são classificadas em: CILÍNDRICAS, PLANAS OU AZIMUTAIS E CÔNICAS Projeção Cônica - o mapa é construído imaginando-o desenhado num cone que envolve a esfera terrestre, que é em seguida desenrolado.
  6. 6. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Tipo de Superfície Adotada Quanto ao tipo de superfície adotada, são classificadas em: CILÍNDRICAS, PLANAS OU AZIMUTAIS E CÔNICAS
  7. 7. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Grau de Deformação da Superfície Quanto ao grau de deformação das superfícies representadas, são classificadas em: [1] CONFORMES ou isogonais, [2] EQUIVALENTES ou isométricas e [3] EQÜIDISTANTES. 1- Projeções Conformes – - Preserva os ângulos. - Paralelos e os meridianos se cruzam em ângulos retos - Distorce-se a forma dos objetos no mapa
  8. 8. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS <ul><li>2) Projeções Equivalentes ou Isométricas – </li></ul><ul><li>Não deformam áreas, conservando uma relação constante da área, </li></ul><ul><li>Alteram as Formas </li></ul>Peters, cilíndrico equivalente
  9. 9. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Comparação: Conforme / Equivalente Proporção no mapa Mercator Proporção no mapa Mollweide
  10. 10. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS <ul><li>3) Projeções Eqüidistantes – </li></ul><ul><li>são as projeções que não apresentam deformações em linha reta; </li></ul><ul><li>Isso só é possível em determinada direção. </li></ul><ul><li>São menos empregadas que as projeções conformes e equivalentes, porque raramente é desejável um mapa com distâncias corretas apenas em uma direção </li></ul>ONU
  11. 11. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Combinando: Eqüidistante e Equivalente
  12. 12. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Projeções Afiláticas – - não possui nenhuma das propriedades anteriores. - equivalência, conformidade e eqüidistância variam
  13. 13. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS Projeções Afiláticas – - não possui nenhuma das propriedades anteriores. - equivalência, conformidade e eqüidistância variam
  14. 14. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS <ul><li>COELHO,M. de A. &quot;Geografia geral - O espaço natural e sócio-econômico&quot;. São Paulo: Moderna, 1996, p.305. </li></ul><ul><li>ASSERÇÃO: Na projeção de Mercator, a Groenlândia aparece maior que o Brasil, entretanto tem apenas 1/4 da área desse país, </li></ul><ul><li>PORQUE... </li></ul><ul><li>RAZÃO: essa projeção mantém a forma dos continentes e países mas distorce suas áreas, e as distorções aumentam com a latitude. </li></ul><ul><li>- ANALISE AS COLOCAÇÕES ANTERIORES, TENDO POR BASE A PROJEÇÃO DE MERCATOR </li></ul>
  15. 15. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 2) No traçado de certos mapas geográficos, faz-se necessário representa a Terra - que é aproximadamente esférica - como uma região plana, o que é feito por intermédio de projeções. Com relação a essas projeções, julgue os itens abaixo [V/F]. ( ) O objetivo na projeção que originou o mapa da figura I é destacar a distribuição global dos continentes, omitindo-se parte de alguns oceanos e procurando diminuir as distorções das formas e das distâncias. ( ) Há projeções que eliminam distorções que ocorreriam se a transposição de paralelos e meridianos fosse feita diretamente para uma superfície plana. ( ) Alterações na área ou na forma dos países podem ser objeto de manipulações cartográficas com fins diferentes, inclusive o ideológico.
  16. 16. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 3) Considerando a idéia de que os mapas são concebidos como instrumentos utilizados para representar o planeta Terra, é correto afirmar que a) os mapas do século XII, feitos pelos europeus, já representavam a Cordilheira dos Andes. b) o primeiro mapa a considerar a Terra redonda foi feito por Ptolomeu. c) o mapa-múndi feito por Mercator privilegia a representação do continente europeu por exagerar sua extensão territorial. d) a última porção do território mundial a ser representada pelos cartógrafos europeus foi a da África.
  17. 17. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 4) &quot;Olhar os mapas pode ser esclarecedor. Olhar para eles de ângulos novos pode ser ainda mais esclarecedor.&quot;( The Economist, 14.01.95. APUD Magnoli, 1993). Considerando a afirmação anterior, analise o emblema oficial da ONU, que utiliza um mapa com projeção azimutal eqüidistante, e indique a alternativa que explica a representação do mundo expressa no emblema a) A centralização do Pólo Sul reunindo os continentes em torno dele. b) A Europa no centro, com os outros continentes em torno dela. c) O Pólo Norte ao centro e as terras do Hemisfério Sul ao longe, distorcidas. d) Os continentes reunidos, simbolizando a unidade. e) Um aglomerado aleatório dos continentes, a partir da centralização da América.
  18. 18. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 5) Com relação ao mapa a seguir a) o erro está no fato dele ser apresentado de modo invertido, pois a Antártida está colocada ao norte, e a Europa e Ásia, ao sul da Terra, fato que invalida a Projeção de Peters. b) nenhum dado está correto, pois, com a Projeção de Peters, a Europa aparece proporcionalmente menor do que realmente é em relação aos demais continentes. c) a forma do traçado dos continentes está mantida, mas o erro está no fato do mapa ser apresentado de modo invertido, resultado da Projeção de Peters. d) a proporção entre as áreas dos continentes corresponde à da realidade, apesar de comprometer as suas formas, resultado da Projeção de Peters
  19. 19. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 6) Observe os planisférios, construídos a partir de projeções diferentes. A partir da análise e da interpretação dos planisférios, todas as alternativas estão corretas, EXCETO a) A representação correspondente ao Planisfério 1 expressa as reais proporções entre os diferentes continentes que compõem a superfície terrestre. b) A representação correspondente ao Planisfério 2 mostra deformações de áreas que são tanto maiores quanto mais elevadas as latitudes. c) A representação correspondente ao Planisfério 1 possibilita a percepção correta do contorno das massas continentais, principalmente nas regiões e entre os trópicos. d) A representação correspondente ao Planisfério 2 é utilizada intensamente, na navegação aérea e marítima, pela viabilidade de se traçarem nela, com precisão, os rumos de uma rota. e) A cartografia das áreas situadas nas latitudes superiores a 80°N e S é inviável, nas duas representações, devido ao excesso de deformação decorrente do processo de projeção.
  20. 20. PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS 7) Existem diferentes formas de representação plana da superfície da Terra (planisfério). Os planisférios de Mercator e de Peters são atualmente os mais utilizados. Apesar de usarem projeções, respectivamente, conforme e equivalente, ambas utilizam como base da projeção o modelo:

×