Auditoria governamental aula 2

2.688 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.688
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Auditoria governamental aula 2

  1. 1. <ul><li>NORMAS DE AUDITORIA NO BRASIL </li></ul>
  2. 2. Normas de Auditoria no Brasil <ul><li>AUDITORIA PRIVADA : normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Contabilidade (Resoluções n º 820 e 821/97 do CFC) </li></ul><ul><li>AUDITORIA GOVERNAMENTAL : não existe norma de auditoria governamental no Brasil </li></ul>
  3. 3. INTOSAI <ul><li>Organização Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores – INTOSAI, sede em Viena – Áustria </li></ul><ul><li>Organismo filiado à Organização das Nações Unidas – ONU </li></ul><ul><li>Finalidade: fomentar intercâmbios de idéias e de experiências entre as instituições superiores de controle das finanças públicas </li></ul><ul><li>Fonte: Araújo, p.114 </li></ul>
  4. 4. Origem das Normas (1987) <ul><li>Postulados Básicos da Auditoria Pública </li></ul><ul><li>Normas Gerais de Auditoria Pública </li></ul><ul><li>Normas de Procedimentos na Execução da Auditoria Pública </li></ul><ul><li>Normas para a Elaboração dos Relatórios de Auditoria Pública </li></ul>
  5. 5. Postulados Básicos <ul><li>Conceito: </li></ul><ul><li>Constituem pressupostos fundamentais, premissas consistentes, princípios e requisitos lógicos que norteiam os trabalhos de auditoria </li></ul>Fonte: Araújo, p.117/118
  6. 6. Postulados Básicos <ul><li>A) Observância das normas – procurar observar as normas de auditoria da intosai em todas as questões consideradas relevantes e aplicáveis </li></ul><ul><li>B) Julgamento Imparcial – usar da sua própria capacidade de julgamento </li></ul><ul><li>C) Accoutability Pública – consciência da obrigatoriedade de prestar contas </li></ul>
  7. 7. Postulados Básicos <ul><li>D) Responsabilidade Gerencial – implantação de relatórios gerenciais torna mais fácil o cumprimento da obrigação de prestar contas </li></ul><ul><li>E) Promulgação das Normas – auditor e auditado devem basear-se em normas e metas de desempenho </li></ul><ul><li>F) Consistência das Normas – a aplicação das normas deve resultar da apresentação fidedigna dos resultados das operações </li></ul>
  8. 8. Postulados Básicos <ul><li>G) Controles Internos – a existência de um sistema de controle interno reduz o risco de erros e fraudes </li></ul><ul><li>H) Acesso dos Dados – acesso a todas as informações </li></ul><ul><li>I) Atividades Auditadas – todas no exercício da competência legal </li></ul>
  9. 9. Postulados Básicos <ul><li>J) Aperfeiçoamento das Técnicas de Auditoria – necessidade de aperfeiçoamento contínuo das técnicas de auditoria para mensuração de desempenho </li></ul><ul><li>K) Conflito de interesses – evitar conflitos entre auditor e auditado </li></ul>
  10. 10. Normas Gerais <ul><li>Conceito: </li></ul><ul><li>São normas que estabelecem os requisitos fundamentais para o desempenho , com a devida competência e eficácia, das tarefas a que se referem às normas aplicáveis à execução da auditoria e à elaboração de relatórios </li></ul>Fonte: Araújo, p.119
  11. 11. Normas Gerais <ul><li>ASPECTOS COMUNS: AUDITOR E EFSs </li></ul><ul><li>A) Independência – tanto no aspecto administrativo como no financeiro </li></ul><ul><li>B) Competência – ambos devem possuir preparo necessário para realizar o trabalho </li></ul><ul><li>C) Zelo Profissional – cuidado máximo ao avaliar informações comprobatórias, registrar constatações, conclusões e recomendações </li></ul>
  12. 12. Normas Gerais <ul><li>APLICÁVEIS SOMENTE ÀS EFSs </li></ul><ul><li>A) Recrutar pessoal qualificado </li></ul><ul><li>B) Aperfeiçoar e treinar seu pessoal </li></ul><ul><li>C) Preparar manuais, guias e instruções </li></ul><ul><li>D) Conhecimentos técnicos </li></ul><ul><li>E) Revisar para garantir a qualidade do trabalho </li></ul>
  13. 13. Normas de Execução <ul><li>Conceito: </li></ul><ul><li>Representam as regras de exame que o auditor implementa em sua busca de informações comprobatórias, visando alcançar um determinado resultado </li></ul>Fonte: Araújo, p.120
  14. 14. Normas de Execução <ul><li>A) Planejamento – garantir a alta qualidade do trabalho </li></ul><ul><li>B) Supervisão e Revisão – o trabalho deve ser supervisionado na execução e revisado por funcionários hierarquicamente superior </li></ul><ul><li>C) Estudo e avaliação do Controle Interno – estudar e avaliar a confiabilidade do controle interno </li></ul>
  15. 15. Normas de Execução <ul><li>D) Cumprimento das leis e regulamentos aplicáveis </li></ul><ul><li>E) Informações comprobatórias de auditorias - evidências – verificar a observância das leis e regulamentos aplicáveis </li></ul><ul><li>F) Análise das Demonstrações Financeiras – a análise deve ser feita visando proporcionar uma fundamentação sólida que permita a expressão de um parecer sobre elas </li></ul>
  16. 16. Normas de Relatório <ul><li>Conceito: </li></ul><ul><li>São normas que representam um conjunto de princípios que atentam para a boa técnica redacional, como meio de traduzir o resultado de todos os trabalhos executados pelo auditor . </li></ul>Fonte: Araújo, p.121/122
  17. 17. Normas de Relatório <ul><li>A) Título – serve para distinguir de declarações e informações prestadas por terceiros </li></ul><ul><li>B) Assinatura e data –informa que o auditor levou em consideração o efeito dos fatos e operações até a data aposta </li></ul><ul><li>C) Objetivos e âmbito – essas informações estabelecem o alcance ou as fronteiras da auditoria </li></ul>
  18. 18. Normas de Relatório <ul><li>D) Integridade – o relatório do auditor deve ser apresentado na forma em que foi por ele preparado </li></ul><ul><li>E) Destinatário – identificar seus destinatários, de acordo com as circunstâncias que determinaram a realização da auditoria </li></ul><ul><li>F) Identificação do assunto – deve-se informar o nome da entidade auditada, a data e o período abrangido pelas demonstrações financeiras e o assunto auditado </li></ul>
  19. 19. Normas de Relatório <ul><li>G) Fundamento legal – identificar a legislação e disposições que determinaram a execução da auditoria </li></ul><ul><li>H) Conformidade às normas as normas ou práticas de auditoria seguidas em sua de auditoria – o relatório deve indicar realização </li></ul><ul><li>I) Oportunidade – o relatório deve ser emitido prontamente para que seja da maior utilidade aos interessados </li></ul>
  20. 20. <ul><li>EXERCÍCIOS </li></ul>

×