UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros

4.386 visualizações

Publicada em

Texto de geografia adaptado - ensino fundamental - para os alunos da 6ª série/7º ano do CEEJA - Guarujá - SP

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.386
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros

  1. 1. Para iniciar... => O que você conhece sobre a natureza das diferentes regiões brasileiras? => Quais a principais diferenças no clima, na vegetação, no relevo, na flora e na fauna dessas regiões? A diversidade natural brasileira É comum ouvir que o Brasil é um país de extensões continentais. Isso porque ele conta com aproximadamente 8,5 ilhões de km². Em razão dessa extensão territorial e de sua localização no globo (a maior parte esta no Hemisfério Sul, entre a linha do Equador e o trópico de Capricórnio), essa grande extensão permite tenha uma diversidade de climas, de relevo e tipos de solos, de flora e de fauna muitas vezes inexistentes em outras localidades. Avaliando o conhecimento Questão 1. Observando o mapa do Brasil podemos notar que a maior parte de suas terras localiza-se numa região tropical, entre o trópico de____________________e o __________________ Com uma pequena parte do território no hemisfério Norte. Assinale a alternativa que completa o texto acima. a) Capricórnio e Equador b) Capricórnio e Greenwich c) Câncer e Equador d) Equador e Greenwich
  2. 2. Que tipo de relações podem ser estabelecidas entre os tipos de vegetação e as formas de relevo? Observe os mapas a seguir e analise-os, registrando suas conclusões. Os biomas do território brasileiro Neste mapa “Brasil Vegetação” você pode ver que a maior parte do território era, originalmente, coberto por florestas, como a Floresta Equatorial Amazônica e a Floresta tropical. Mas há também grandes áreas do território brasileiro cobertas por outro dois tipos de vegetação: a Caatinga e o Cerrado, nessas regiões o clima é mais seco do que nas áreas da florestas. Essas vegetações estão relacionadas também às formas dominantes de relevo no Brasil: os planaltos e as planícies que você vai observar no mapa 2, “Brasil relevo (Aziz Ab´Saber)” . No mapa 2, “Brasil relevo do geógrafo Aziz Ab´Saber, você observa as duas formas dominantes no relevo brasileiro: planaltos e planícies. Os planaltos, situam-se em atitudes elevadas e surgem em decorrência das erosões causadas pela ação dos ventos e das águas que nivelam seus cumes. Já as planícies localizam-se em baixas altitudes, como as regiões litorâneas por exemplo. O relevo brasileiro não apresenta muitas regiões montanhosas; apenas o Sudeste e o Norte do Brasil têm mais serras.
  3. 3. UE 5 – Os Biomas do Território Brasileiro Biomas: Cada comunidade de plantas e animais existente em determinada região interage entre si e com o ambiente em que esta, isto é, com o clima, o relevo, o solo, a hidrografia. Este conjunto de vida (animal e vegetal) recebe o nome de bioma. No Brasil, há sete biomas: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica, Zona Costeira e Campos Sulinos. Em função dessas diferenças naturais, a ocupação e o uso humano desses espaços são diferenciados e se adéquam a essas regiões do território brasileiro, mas também as transformam.
  4. 4. UE 5 – O Bioma Amazônia Quando se fala no bioma Amazônia, logo vêm à mente dois dos seus principais elementos: A grande floresta Amazônica e o rio Amazonas com seus afluentes. O bioma Amazônia é conhecido pela sua imensidão e complexidade, sendo um dos mais ricos do planeta, porque abriga uma vasta variedade de animais e vegetais. Além da fauna e da flora diversificadas, a Amazônia conta ainda com um número importantes de rios, conforme pode ser visto no mapa ao lado. Os domínios da Floresta Amazônica compreendem os Estados Amazonas, do Acre, do Amapá, do Pará, de Rondônia, de Roraima, e partes dos Estados do Maranhão, de Mato Grosso e de Tocantins, estendendo-se também para os países vizinhos que fazem fronteira com a região Norte do país, como Bolívia, Peru, Equador e Colômbia. Várias formas de ocupação produtiva, de moradia, de transporte e etc. São bastante específicas da região amazônica, como é o caso das moradias em palafitas e do transporte pelos rios da região. Na Amazônia, a coleta do latex (borracha) nas seringueiras, da castanha-do-pará, e do guaraná são atividades típicas, entre outras ligadas ao extrativismo vegetal. A população ribeirinha, que vive às margens dos rios tem atividades ligadas ao artesanato, à agricultura, à criação de animais, à caça e à pesca. Questão 3. Um grande ecossistema, onde um conjunto de vida animal e vegetal interage entre si e também com o clima, solo, relevo e hidrografia da região, é conhecido por: a) Bioma b) Biocenose c) Biosfera d) Biótipo e) Biomassa
  5. 5. Nas últimas décadas, assistiu-se ao crescimento da agropecuária e da mineração na região amazônica. Essas atividades têm atraído trabalhadores migrantes do Nordeste, do Sudeste e do Sul do Brasil, provocando o crescimento de povoados e cidades com a implantação de infraestrutura (estradas, ruas, casas, rede elétrica e etc.), muitas vezes precária - sem rede de esgoto, por exemplo. Essas atividades e o aumento da população local têm intensificado o desmatamento e a mudança no espaço geográfico, o que traz consequências prejudiciais ao meio ambiente e aos cidadãos. Vivencia-se hoje, na região amazônica um conflito de interesses que envolve as empresas de agronegócios, madereiros e pecuaristas e aqueles que defendem a preservação da floresta e seu uso na economia sem destruí-la. A Caatinga é a grande região seca do Brasil, constituida pelo sertão do Nordeste brasileiro. É um espaço do semiárido, com poucas chuvas durante o ano. A população desta região sente os efeitos diretos desse clima, já que muitos rios são temporários ou intermitentes, ou seja, só enchem quando chove. O verão chuvoso é chamado de “inverno”, pois é a época em que há algum aumento de umidade. Como você já viu os rios da Caatinga em geral são intermitentes, isto é, secam completamente durante alguns meses do ano. No entanto, esse fenômeno não ocorre no rio São Francisco, por causa disso, ele é conhecido como rio perene. Um rio é chamado de perene quando nele há água continuadamente. O bioma da Caatinga se estende por 800 mil km² , correspondente a 11% do território brasileiro , onde vivem 23 milhões de pessoas, segundo o censo de 2010. A temperatura média varia de 25º C a 29º C e, as árvores e arbustos de folhas miúdas, assim como os cactos, voltam a ficar verdes. Durante a estação seca, a mata da região da Caatinga perde as suas folhas, mas as plantas conseguem sobreviver em razão do seu mecanismo de adaptação às condições climáticas. Muitas têm raízes longas que lhes permitem buscar água no subsolo. A Caatinga porém, vem sendo degradada nas últimas décadas, principalmente pela agricultura irrigada, pecuária e madereiras. A área restante da vegetação original é inferior a 50% e já existem áreas de desertificação. As principais atividades econômicas existentes nessa região, que modificaram o bioma da caatinga, são a agricultura de subsistência, o cultivo extensivo do algodão, a criação de cabras, a criação extensiva de gado e, nas regiões próximas ao rio São Francisco, o cultivo de frutas para exportação, com apoio de irrigação.
  6. 6. Questão 4. É uma a grande região seca do Brasil, em pleno sertão brasileiro, com poucas chuvas durante o ano, muitos rios são temporários ou intermitentes, ou seja, só enchem quando chove. No entanto, esse fenômeno não afeta o seu mais importante, por causa disso, ele é conhecido como rio perene, isto é, tem água continuadamente. O texto acima refere-se a qual bioma: a) Floresta tropical b) Caatinga c) Formação do Pantanal d) Floresta equatorial e) Cerrado Questão 5. O bioma da Caatinga apresenta um clima semiárido com seus rios na maioria temporários, isto é, só enchem na época das chuvas, mas esta região é cortada por um dos mais importantes rios brasileiros, um rio perene, também conhecido como o rio “Nilo Brasileiro”. Assinale a alternativa que identifica este importante rio da Caatinga. a) rio Tocantins b) rio Paraná c) rio São Farncisco d) rio Amazonas Questão 6. Assinale V (verdadeiro) ou F (falso) para as alternativas que descrevem corretamente as características do rio São Francisco. ( ) O rio São Francisco e seus afluentes constituem uma importante bacia hidrográfica, que percorre a Caatinga, no semiárido do sertão nordestino. ( ) O rio São Francisco, por percorrer áreas de clima semi-árido no interior nordestino, é considerado um rio temporário, isto é, seca durante alguns meses do ano. ( ) A importância do rio São Francisco está relacionada à sua utilização como hidrovia; e em algumas regiões próximas ao rio ocorre o cultivo de frutas para exportação, como uso de irrigação. ( ) O rio São Francisco é classificado como um rio perene, pois nele o fluxo de água é contínuo o ano todo.
  7. 7. UE 5 – A Mata do cocais A região onde esta localizada a Mata dos Cocais é chamada de Meio Norte, nos Estados do Maranhão, Piauí e Tocantins. Esta mata é uma zona de transição, isto é, uma região em que ocorre a passagem entre um bioma e outro, apresentando características dos dois biomas diferentes. Neste caso é uma passagem entre o sertão semiárido (Caatinga) e a Amazônia úmida (Floresta Amazônica). Seu relevo é formado por depressões, planícies e planaltos, além de possuir um clima variado, que tende a ser úmido próximo aos rios Tocantins e Araguaia e semiárido onde não corpos hídricos. A vegetação da Mata dos Cocais é constituida por palmeiras, como a carnaúba e o babaçu. Do caule do babaçu, extrai-se o palmito e, de suas sementes um óleo para fabricação de cosméticos e para uso em aparelhos de alta precisão. Do caule da carnaúba, retira-se a cera e, e do caroço, extrai-se um tipo de óleo, elemento importante para a produção de ceras e velas. As sementes do babaçu são retiradas manualmente por milhares de famílias que vivem na região Nordeste, especialmente por mulheres e crianças. Atualmente há um intenso processo de modificação deste bioma, em consequência das transformações socioespaciais causadas pelo cultivo da soja em larga escala, para exportação. A produção da soja provoca o desmatamento e altera as formas de trabalho da população que vive dos recursos da Mata dos Cocais. Ocorre também nesse espaços alterações culturais, pois os produtores de soja do centro-sul levam à região suas culturas, que divergem da cultura das populações locais. Questão 7. A Mata dos Cocais está presente em três estados do Brasil. Marque a alternativa que indica corretamente essas três unidades federativas que abrigam esse tipo de vegetação. a) Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul b) Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná c) Amazonas, Pará e Roraima d) Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo e) Maranhão, Piauí e Tocantins Questão 8. É um bioma caracterizado por ser uma área de transição entre as florestas úmidas da bacia Amazônica e as terras semiáridas do Nordeste brasileiro. Sua vegetação é formada principalmente por palmeiras, babaçu e carnaúba. Essas são características de qual bioma brasileiro? a) Cerrado b) Mata de Cocais c) Manguezal d) Campos
  8. 8. O Cerrado é uma das maiores formações vegetais do Brasil, cobria uma extensão original de 2 milhões de km², hoje reduzida a 20% do total. Esta presente mais densamente nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins, bem como no Distrito Federal e em partes dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Maranhão, Piauí e Bahia. A área do Cerrado é cortada por três grandes rios: o tocantins- Araguaia, o São Francisco e o Paraná. As chuvas regulares lhe propiciam grande diversidade de espécies de animais e vegetais. No Cerrado há, em termos de padrão climático, duas estações: no verão, predominam as chuvas e, no inverno, tempo seco e de baixa umidade. Outra marca desta formação vegetal é a presença de arbustos com galhos retorcidos, muitas vezes recobertos pela chamada cortiça, de plantas resistentes à baixa umidade e de vegetação rasteira do tipo gramínea. Da metade do século XX até hoje, algumas regiões abrangidas pelo Cerrado, no Brasil, tiveram seus espaços profundamente transformados pela ação humana, devido à implantação de nova infraestrutura, como rodovias e hidrelétricas. Desde a década de 1970, a expansão agrícola optou pela remoção da vegetação nativa, a fim de viabilizar a agroindústria da soja nessa região. A monocultura da soja exige técnicas de fertilização e o uso de agrotóxicos que contaminam os rios e os solos. De acordo com o censo de 2010, a população que vive no Cerrado é de aproximadamente 20 milhões de pessoas, a maioria na área urbana. As atividades desempenhadas por essa população são baseadas em olarias (fábrica de tijolos), grandes projetos agropecuários, agricultura familiar e no setor de serviços e indútrias de transformação nas áreas urbanas. Questão 9: “Constitui um bioma brasileiro que se estendia originalmente por uma área de dois milhões de Km², hoje restam apenas 20% desse total. Esta presente mais densamente nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins, é cortada por três grandes rios: o tocantins-Araguaia, o São Francisco e o Paraná. Desde a década de 1970, a expansão agrícola optou pela remoção da vegetação nativa, a fim de viabilizar a agroindústria da soja nessa região. O Bioma brasileiro a que o texto faz referência é: a) Campos b) Caatinga d) Cerrado e) Floresta Equatorial
  9. 9. CERRADO: A agroindústria e a pecuária A formação da fronteira agrícola: Durante o século XX e mais aceleradamente nos últimos 40 anos, o cerrado vem sofrendo forte ocupação por formas de agricultura, que ameaçam, inclusive, todo o bioma. Essas ocupações começaram a ser impulsionadas na década de 1950, com a instalação de rodovias e ferrovias sobre as áreas do cerrado – por exemplo, a ligação entre São Paulo (SP) e Anápolis (GO)-. Assim recentemente o rítmo de ocupação do centro Oeste acelerou-se, com o aproveitamento de novas terras para exploração agrícola mecanizada e pecuária. Esse processo de ocupação trouxe à região um enorme fluxo de migração. CERRADO: Um impacto social relevante A agricultura moderna exige grandes propriedades e a presença da agroindústria foram a principal causadora do êxodo rural, levando as populações expulsas do campo a viver de forma precária nas periferias ou em favelas na cidade. Questão 10: Sobre o domínio do Cerrado assinale V para verdadeiro e F para falso: ( ) é uma das formações vegetais do Brasil, ocupa parte da região do Planalto Central. ( ) é cortado por três grandes rios, o Tocantins-Araguaia, o São Francisco e o Paraná. ( ) as chuvas regulares lhe permite ter uma grande biodiversidade. ( ) apresenta dois padrões climáticos: chuvas no verão e invernoseco. ( ) os solos são propícios à agricultura desde que sejam corrigidos, com técnicas agrícolas e o uso de agrotóxicos. ( ) o uso de técnicas agrícolas e agrotóxicos no cerrado, nas últimas décadas, é permitido, pois, não têm causado nenhum dano ao meio ambiente. Questão 11: Observe o mapa ao lado onde estão representadas paisagens (biomas) brasileiras. Plantas com as partes aéreas adaptadas para diminuir a perda d'água, árvores de pequeno porte com galhos retorcidos, resistentes a baixa umidade e raízes muito profundas são elementos característicos da vegetação, na região: a) 1 b) 2 c) 3 d) 6 e) 5 Questão 12: O Cerrado se caracteriza por conter: a) Árvores com troncos grossos e muito altas, formando florestas. b) Árvores baixas, com trocos retorcidos e de aparência seca. c) Cactos e palmeiras, longe uns dos outros. d) Pinheiros altos e de troncos finos. e) Somente vegetação de gramíneas.
  10. 10. O Pantanal estende-se do Sudoeste do Mato Grosso (MT) ao Oeste do Mato Grosso do Sul (MS) , em uma área de aproximadamente 220 mil km². O bioma também abrange áreas dos países vizinho, como Bolívia e Paraguai. Esta região fica inundada no período das chuvas, quando os rios enchem e transbordam, pois este bioma se encontra numa área de planície, com altitudes que variam de 100 a 200 metros. Nos últimos anos, vem ocorrendo uma ocupação intensa dessa área, o que levou ao desmatamento, ao crescimento das cidades, à poluição dos rios (por agrotóxicos e esgoto) e a caça predatória dos mais váriados animais, desde aves até mamíferos. Nessas planícies, desenvolvem-se a pecuária extensiva de corte, o extrativismo vegetal (quinino e erva-mate) , a mineração (garimpo) e, principamente, a monocultura da soja. Questão 13: O Pantanal é um tipo de bioma que se caracteriza por ser uma das maiores planícies inundáveis do planeta. Marque a alternativa que corresponde aos estados brasileiros que possuem esse bioma. a) Goiás e Mato Grosso b) Bahia e Minas Gerais c) Pará e Amazonas d) Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e) Rio Grande do Sul e Santa Catarina Questão 14: Além do Brasil, o Pantanal também está presente em outros dois países sul- americanos. Marque a alternativa que corresponde a essas duas nações. a) Argentina e Paraguai b) Bolívia e Peru c) Paraguai e Bolívia d) Argentina e Uruguai
  11. 11. O bioma Mata Atlântica se estende pela região litorânea do Brasil, do Nordeste ao Sul do País, com áreas no interior de alguns Estados (como Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O clima é quente e sempre úmido, e as temperaturas são elevadas durante o ano todo. Dessa formação vêm as nascentes e os rios que abastecem boa parte das grandes cidades brasileiras. A Mata Atlântica é o tipo de floresta tropical com extraordinária variedade de espécies animais e vegetais. Inicialmente, essa cobertura vegetal começou a ser eliminada no século XVI, pela extração de pau-brasil e, em seguida, pela agricultura de cana-de-açucar no Nordeste e pela de café no Sudeste e no Sul. A Mata Atlântica que originalmente abrangia 1 milhão de km², restam hoje apenas 7% da cobertura original. Hoje, a maior parte da área litorânea, antes coberta pela Mata Atlântica, é ocupada por grandes cidades, pastos e áreas agrícolas, mas ainda restam algumas manchas da floresta, como é o caso da Serra do Mar. Segundo dados da organização não governamental SOS Mata Atlântica, 61% da população brasileira vive em áreas que originalmente faziam parte da Mata Atlântica. A história de devastação da floresta é anterior ao processo de industrialização, ou seja, ela vem sendo gradativamente destruida ao longo do tempo. O desenvolvimento das cidades contribuiu para sua degradação. A tentativa de atrair indústrias para a região trouxe consequências para a preservação da Mata. Um exemplo foi a implatação, na cidade de Cubatão (SP), do maior polo petroquímico e siderúrgico do país. A atividade portuária afeta igualmente esse bioma. O porto de Santos (SP) é o mais ativo em termos de movimentação financeira e de cargas, mas os outros portos ao longo de toda a costa também exercem fortes impactos espaciais sobre as áreas de mata Atlântica. Questão 15: Leia o seguinte fragmento: A cobertura original ocupava, originalmente, mais de 1 milhão de km², cerca de 33% do território nacional. No entanto, restam apenas 91 mil km², menos de 7% do volume original. A área original da vegetação abrangia a faixa costeira do Brasil. O extrativismo, a expansão urbana, a atividade agrícola são exemplos de impactos ambientais que afetaram o bioma. A leitura do fragmento identifica o seguinte bioma brasileiro: a) Cerrados b) Mata Atlântica c) Floresta Amazônica d) Caatinga e) Floresta de Araucárias
  12. 12. Essa formação vegetal é predominantemente composta de araucárias, os chamados pinheiros-do- Paraná, e pode ser encontrado no bioma Mata Atlântica, na região Sul do Brasil, nos Estados do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, e nas partes de relevos elevados e montanhosos da região Sudeste. Essa cobertura vegetal desenvolveu-se em regiões de inverno rigoroso e verões quentes, em lugares úmidos, além de se localizar em lugares de solo fértil. As árvores chegam a ter entre 25 e 50 metros de altura e sua semente, o pinhão, é apreciada na culinária nacional. No passado, essa mata recobria partes do Sul e do Sudeste, atualmente restam poucas áreas. Essa espécie vegetal corre atualmente o risco de extinção devida a exploração, pois foi um alvo imediato durante o processo de colonização por dois motivos. Os colonos europeus já conheciam já que era semelhante a uma espécie européia. Já servia, desde o século IX, para fabricação de mobiliário e também era queimada em fornos para a produção de energia. A expansão urbana e agrícola, tanto a comercial quanto a de subsistência, acabou por dizimar grandes áreas onde as araucárias estavam presentes. Questão 16: A Mata de Araucária está relacionada a qual bioma brasileiro? a) Cerrado b) Pantanal c) Caatinga d) Mata de Cocais e) Mata Atlântica Questão 17: Bioma corresponde a cada comunidade de plantas e animais existente em determinada região interage entre si e com o ambiente em que esta, isto é, com o clima, o relevo, o solo, a hidrografia. E no bioma ocorre formações vegetais específicas como esta mostrada na imagem. Com base nas ilustrações e nos conhecimentos sobre os biomas e formações vegetais, identifique a formação vegetal da imagem (Figura II) que está localizado, abaixo do trópico deCapricórnio e seu bioma de localização. Assinale a alternativa correspondente. a) Mata de Araucárias – Amazônico b) Mata de Araucárias – Mata Atlântica c) Cerradão – Cerrado d) Mata de Cocais – Caatinga
  13. 13. O Bioma Zona Costeira é muito variado. Entre os ecossistemas que o compõem estão as Restingas e os Manguezais. Restingas são formações vegetais presentes no litoral, principalmente sobre a areia da praia. É uma vegetação rasteira, pouco densa e que vem sofrendo intensa devastação causada pela ocupação humana das faixas litorâneas. Esta vegetação é importante, pois tem a função de fixar a areia da praia de também das dunas, além de dar estabilidade para o solo dos manguezais. Manguezais: são encontrados em toda a zona costeira do País, do Amapá ao Rio Grande do Sul. É uma formação tipicamente litorânea, com rica fauna, os mangues em geral estão associados ao encontro das águas doces dos rios com as águas salgadas do mar, formando, assim, as águas salobras, ou seja, águas que contêm mais sal do que as águas doces dos rios. As áreas do mangue estão presentes normalmente em terras que permanecem alagadas a maior parte do dia. Este ambiente é fundamental para várias espécies de peixes que desovam neste lugar. Por isso o Mangue também é chamado de berçário da vida marinha. Tal condição favorece a pesca e a busca por caranguejos e crustáceos, fonte de sobrevivência para parte da população. No entanto, essa atividade tem sido prejudicada em virtude da construção de aterros. O atual grau de destruição afeta não somente a população, mas assiste- se o desaparecimento dos manguezais, como ocorreu em Santos, por exemplo, com a urbanização da orla e consequente supressão deste bioma. Questão 18: Os mangues estendem-se desde o Amapá até o Rio Grande do Sul. Sobre esse ecossistema , podemos afirmar: I) são encontrados em toda a zona costeira do País. II) é uma formação tipicamente litorânea. III) tem o predomínio de água salobra, isto é, mais salgada que a água doce dos rios. IV) é conhecido com berçário marinho, pois é, a área de procriação de várias espécies. V) sofre degradação devido a expansão urbana. Assinale a alternativa que contenha as proposições corretas. a) I, II e III, são corretas b) IV e V, são corretas c) II, III e IV, são corretas d) todas as proposições estão corretas.
  14. 14. Bioma – Campos Sulinos Típicos do Rio Grande do Sul, da Argentina e do Uruguai, os Campos Sulinos ou pampas, também chamados de pradarias, estão presentes em regiões de clima frio. A forma dominante da paisagem vegetal nos Campos Sulinos é constituída por vegetação rasteira (predominantemente gramínea) e áreas isoladas com arbustos e pequenas árvores. A maior parte dessas regiões foi ultilizada para atividade agropecuária , principalmente a partir do século XVIII. A maior parte dos campos sulinos já foi degradada em razão das atividades econômicas desenvolvidas com a intensa ocupação por rebanhos de gado e pela agricultura mecanizada de trigo e soja que encontrou nessa região um solo fértil. A pecuária extensiva desgasta o solo, o plantio de soja e trigo diminui sua fertilidade, e os desmatamentos causam erosão e desertificação, da área, que no caso dos Campos Sulinos recebe o nome de arenização, devido a geologia do solo da região. Questão 19: O governo brasileiro assinou, em 1995, acordos com o programa da Organização das Nações Unidas (ONU) contra a desertificação, e, a partir de 2000, entrou em vigor o Plano de Ação de Combate à Desertificação. Além da caatinga, qual outro bioma sofre processo parecido, em território brasileiro, porém devido as características geológicas do solo recebe o nome de arenização? a) o agreste nordestino, principalmente nos trecho paraibano e pernambucano. b) os pampas, ou campos sulinos, no Rio Grande do Sul c) a Amazônia, principalmente no estado do Acre. d) o Polígono das Secas, que abrange o sertão nordestino e o norte de Minas Gerais. Questão 20: O bioma foi o primeiro a sofrer o impacto do desenvolvimento, já no século XVI, com o desmatamento para retirada do pau-brasil e, depois, com as lavouras de cana-de- açúcar. O desmatamento avançou com o crescimento das cidades. O bioma, hoje, abriga algumas das mais populosas cidades brasileiras, que despejam seu esgoto nos rios, poluindo os mananciais. Trata-se: a) Bioma Amazônico. Apesar de ter passado por seis séculos de desflorestamento, sua biodiversidade foi quase totalmente preservada e atualmente não sofre ameaça. b) da mata de Araucária. A vegetação típica do domínio cobria o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e parte de São Paulo. c) da Caatinga. Onde vivem 23 milhões de pessoas, segundo o censo de 2010. d) da Mata Atlântica. O bioma originalmente cobria uma área de 1 milhão de km². Hoje só restam cerca de 91 mil km² de mata - menos de 7% da cobertura original.
  15. 15. Bibliografia: EJA – Mundo do Trabalho – Geografia 6ª série/7º ano – Ensino Fundamental Adaptado com finalidades especificamente pedagógicas – Prof. Silvio Araujo de Sousa

×