SlideShare uma empresa Scribd logo
Geografia - Prof. Silvio
                                                                                                              Revolta Árabe - Sudão do Sul
                 Revolta Árabe - Sudão do Sul                                                          Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
                                                                                                       Moraes - Guarujá - SP— 10/01/2012


Embasamento teórico para Questão proposta na 2º fase da Fuvest—09/01/2012

A Primavera Árabe, também conhecida como Revolta Árabe
Consistiu numa Onda de protestos e manifestações com o objetivo de exigir o fim dos regimes ditatoriais presentes em diversos
países da África do Norte e Oriente Médio. A Revolta Árabe teve como ponto de partida a morte de um jovem tunisiano que ate-
ou fogo ao próprio corpo em dezembro de 2010, em protesto contra as condições de vida no país. A revolta que se espalhou
pela Tunísia levou a queda e fuga do presidente Ben Ali, em 14 de janeiro de 2011, que estava no poder desde 1987.
Essa revolta que teve início na Tunísia se espalhou pelo Oriente Médio e norte da África, derrubou quatro ditadores em um ano e
matou milhares de pessoas.
Nesse contexto, ainda no mês de janeiro, os egípcios foram as ruas exigindo a saída do presidente Hosni Mubarak, no poder há
30 anos, que não resistindo as pressões renunciou 18 dias depois.
Na líbia o coronel Muamar Kadafi no poder há 49 anos (desde 1969), resistiu, levando o país a uma guerra civil, onde os revol-
tosos apoiados por forças rebeldes avançaram lentamente em direção a capital Trípoli, que caiu na mão dos rebeldes em agosto
de 2011, dois meses depois o ex ditador Kadafi foi capturado e morto, em sua cidade natal, Sirte.
E por último ditador do Iêmen, Ali Abdullah Saleh. Meses depois de ficar gravemente ferido em um atentado contra a mesquita
do palácio presidencial em Sanaa, Saleh assinou um acordo para deixar o poder. O vice-presidente, Abd Rabbuh Mansur al-Radi,
anunciou então um governo de reconciliação nacional. A saída negociada de Saleh foi também fruto de pressão popular.

Os motivos
Os principais motivos das manifestações populares foram os altos índices de desemprego, o autoritarismo desses governantes,
os altos índices de corrupção, a violência policial, a falta de moradia, a censura à liberdade de expressão, as péssimas condições
de vida.

Sudão do Sul
A independência do Sudão do Sul foi
aprovada em referendo no mês de
janeiro e foi proclamada neste sábado,
dia 9 de julho de 2011, em cerimônia
na qual o general Salva Kiir Mayardit
foi empossado no cargo de presidente
passando a ser o membro número 193
das Nações Unidas. Essa separação é o
resultado de anos de conflitos, com
centenas de vítimas, envolvendo ára-
bes muçulmanos que ocupam regiões
ao norte do Sudão e os negros, cristão
e animistas que habitam ao sul.

Localização
Além da divisa com o Sudão ao norte,
o Sudão do Sul faz fronteira a leste
com a Etiópia, ao sul com o Quênia,
Uganda e República Democrática do
Congo e a oeste com a República Cen-
tro-Africana. O Sudão do Sul, também
chamado de Novo Sudão, possui quase
todos os seus órgãos administrativos
em Juba, a capital, que é também a maior cidade, considerando a população estimada.
Apesar de ser rico em petróleo, o Sudão do Sul nasce como um dos países mais pobres do mundo. Altas taxas de mortalidade
materna, a maioria das crianças fora da escola e um índice alto de analfabetismo que entre as mulheres chega a 84%.
No Sudão do Sul estão 75% das reservas de petróleo do antigo Sudão, localizadas sobretudo na região de Abyei. Porém, é no
norte que se encontram os oleodutos e os portos.
Enquanto o Sudão do Sul tem uma paisagem repleta de selvas e pântanos, o norte é mais desértico. A maioria da população do
norte é muçulmana e fala árabe; o sul é composto de vários grupos étnicos, de maioria cristã ou animista*.
*animista: Pessoa que atribui a todos os elementos do cosmos (Sol, Lua, estrelas), a todos os elementos da natureza (rio, oceano, montanha,
floresta, rocha), a todos os seres vivos (animais, árvores, plantas) e a todos os fenômenos naturais (chuva, vento, dia, noite) um princípio vital e
pessoal, chamado de "ânima". Para essas pessoas, todos esses elementos são passíveis de possuirem: sentimentos, emoções, vontades ou dese-
jos, e até mesmo inteligência.


    Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
Geografia - Prof. Silvio

                   Revolta Árabe - Sudão do Sul                                                 Revolta Árabe - Sudão do Sul
                                                                                          Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de
                 Questão da Fuvest 2º fase 2012                                           Moraes - Guarujá - SP— 10/01/2012



Questão proposta na 2º fase da Fuvest - Q5 - 09/01/2012




Há anos, a região acima representada vem sendo atingida por sérios conflitos políti-
cos, sociais e étnicos, vários deles com enfrentamento bélico. Acerca das dinâmicas
socioespaciais em curso na região,


A)     explique o significado de “Primavera Árabe” , citando dois países com ela envol-
       vidos diretamente nos últimos anos:


B) identifique uma mudança na configuração territorial da área assinalada pelo cír-
culo. Explique.




     Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Primavera Árabe ou Revolta Árabe

UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptxUNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
KelvinSousa11
 
Sudão e sudão do sul
Sudão e sudão do sulSudão e sudão do sul
Sudão e sudão do sul
João Gabriel Martins
 
A primavera árabe e o futuro do oriente médio
A primavera árabe e o futuro do oriente médioA primavera árabe e o futuro do oriente médio
A primavera árabe e o futuro do oriente médio
Shadi Kobeissi
 
Lista Oriente Médio
Lista Oriente MédioLista Oriente Médio
Lista Oriente Médio
caduatualidades
 
Primavera árabe
Primavera árabePrimavera árabe
Primavera árabe
Viegas Fernandes da Costa
 
Geografia Conflitos na Africa
Geografia Conflitos na AfricaGeografia Conflitos na Africa
Geografia Conflitos na Africa
anasanches96
 

Semelhante a Primavera Árabe ou Revolta Árabe (6)

UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptxUNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
UNI. 6 – CAP. 2 TENSÕES E CONFLITOS I.pptx
 
Sudão e sudão do sul
Sudão e sudão do sulSudão e sudão do sul
Sudão e sudão do sul
 
A primavera árabe e o futuro do oriente médio
A primavera árabe e o futuro do oriente médioA primavera árabe e o futuro do oriente médio
A primavera árabe e o futuro do oriente médio
 
Lista Oriente Médio
Lista Oriente MédioLista Oriente Médio
Lista Oriente Médio
 
Primavera árabe
Primavera árabePrimavera árabe
Primavera árabe
 
Geografia Conflitos na Africa
Geografia Conflitos na AfricaGeografia Conflitos na Africa
Geografia Conflitos na Africa
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
Silvio Araujo de Sousa
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
Silvio Araujo de Sousa
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
Silvio Araujo de Sousa
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Silvio Araujo de Sousa
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Silvio Araujo de Sousa
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Silvio Araujo de Sousa
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Silvio Araujo de Sousa
 
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Silvio Araujo de Sousa
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
Silvio Araujo de Sousa
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
Silvio Araujo de Sousa
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
Silvio Araujo de Sousa
 
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Silvio Araujo de Sousa
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
Silvio Araujo de Sousa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
Silvio Araujo de Sousa
 

Mais de Silvio Araujo de Sousa (17)

UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
UE7 - O Espaço Agropecuário Brasileiro
 
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território BrasileiroUE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
UE5 - EF - 6º série - A Natureza do Território Brasileiro
 
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas BrasilierosUE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
UE5 - 6S - EF - Biomas Brasilieros
 
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território BrasileiroUE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
UE5 - Gênese Geoeconômica do Território Brasileiro
 
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - GuarujáUE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
UE1 - Geografia - CEEJA - Guarujá
 
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
Da Pangéia até os nossos dias - 1º ano - vol 3 - pág. 17,18 e 19
 
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da TerraGeografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
Geografia - Estudos sobre as características geológicas da Terra
 
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da UnicampAbalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
Abalos sísmicos no Brasil - fundamentação teórica e vestibular da Unicamp
 
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseisPetróleo e gás natural podem não ser fósseis
Petróleo e gás natural podem não ser fósseis
 
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
Aquecimento Global - Vestibular e Enem 2013
 
Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012Regiao tropical - Fatec 2012
Regiao tropical - Fatec 2012
 
Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012Energia Nuclear - Fatec 2012
Energia Nuclear - Fatec 2012
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
 
Rio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saberRio + 20, o que você precisa saber
Rio + 20, o que você precisa saber
 
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
Seca no Semiárido e Aquecimento Global ?
 
Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa Africa hidrografia comparativa
Africa hidrografia comparativa
 
África - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e VegetaçãoÁfrica - Hidrografia e Vegetação
África - Hidrografia e Vegetação
 

Último

CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
ALEXANDRODECASTRODOS
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Shakil Y. Rahim
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 

Último (20)

CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
6_201___6o_ano_aula_01_2024_RESUMO_1_5.pptx
 
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e RiscadoresCap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
Cap. 1_Desenho_Elementos, Suportes e Riscadores
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 

Primavera Árabe ou Revolta Árabe

  • 1. Geografia - Prof. Silvio Revolta Árabe - Sudão do Sul Revolta Árabe - Sudão do Sul Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP— 10/01/2012 Embasamento teórico para Questão proposta na 2º fase da Fuvest—09/01/2012 A Primavera Árabe, também conhecida como Revolta Árabe Consistiu numa Onda de protestos e manifestações com o objetivo de exigir o fim dos regimes ditatoriais presentes em diversos países da África do Norte e Oriente Médio. A Revolta Árabe teve como ponto de partida a morte de um jovem tunisiano que ate- ou fogo ao próprio corpo em dezembro de 2010, em protesto contra as condições de vida no país. A revolta que se espalhou pela Tunísia levou a queda e fuga do presidente Ben Ali, em 14 de janeiro de 2011, que estava no poder desde 1987. Essa revolta que teve início na Tunísia se espalhou pelo Oriente Médio e norte da África, derrubou quatro ditadores em um ano e matou milhares de pessoas. Nesse contexto, ainda no mês de janeiro, os egípcios foram as ruas exigindo a saída do presidente Hosni Mubarak, no poder há 30 anos, que não resistindo as pressões renunciou 18 dias depois. Na líbia o coronel Muamar Kadafi no poder há 49 anos (desde 1969), resistiu, levando o país a uma guerra civil, onde os revol- tosos apoiados por forças rebeldes avançaram lentamente em direção a capital Trípoli, que caiu na mão dos rebeldes em agosto de 2011, dois meses depois o ex ditador Kadafi foi capturado e morto, em sua cidade natal, Sirte. E por último ditador do Iêmen, Ali Abdullah Saleh. Meses depois de ficar gravemente ferido em um atentado contra a mesquita do palácio presidencial em Sanaa, Saleh assinou um acordo para deixar o poder. O vice-presidente, Abd Rabbuh Mansur al-Radi, anunciou então um governo de reconciliação nacional. A saída negociada de Saleh foi também fruto de pressão popular. Os motivos Os principais motivos das manifestações populares foram os altos índices de desemprego, o autoritarismo desses governantes, os altos índices de corrupção, a violência policial, a falta de moradia, a censura à liberdade de expressão, as péssimas condições de vida. Sudão do Sul A independência do Sudão do Sul foi aprovada em referendo no mês de janeiro e foi proclamada neste sábado, dia 9 de julho de 2011, em cerimônia na qual o general Salva Kiir Mayardit foi empossado no cargo de presidente passando a ser o membro número 193 das Nações Unidas. Essa separação é o resultado de anos de conflitos, com centenas de vítimas, envolvendo ára- bes muçulmanos que ocupam regiões ao norte do Sudão e os negros, cristão e animistas que habitam ao sul. Localização Além da divisa com o Sudão ao norte, o Sudão do Sul faz fronteira a leste com a Etiópia, ao sul com o Quênia, Uganda e República Democrática do Congo e a oeste com a República Cen- tro-Africana. O Sudão do Sul, também chamado de Novo Sudão, possui quase todos os seus órgãos administrativos em Juba, a capital, que é também a maior cidade, considerando a população estimada. Apesar de ser rico em petróleo, o Sudão do Sul nasce como um dos países mais pobres do mundo. Altas taxas de mortalidade materna, a maioria das crianças fora da escola e um índice alto de analfabetismo que entre as mulheres chega a 84%. No Sudão do Sul estão 75% das reservas de petróleo do antigo Sudão, localizadas sobretudo na região de Abyei. Porém, é no norte que se encontram os oleodutos e os portos. Enquanto o Sudão do Sul tem uma paisagem repleta de selvas e pântanos, o norte é mais desértico. A maioria da população do norte é muçulmana e fala árabe; o sul é composto de vários grupos étnicos, de maioria cristã ou animista*. *animista: Pessoa que atribui a todos os elementos do cosmos (Sol, Lua, estrelas), a todos os elementos da natureza (rio, oceano, montanha, floresta, rocha), a todos os seres vivos (animais, árvores, plantas) e a todos os fenômenos naturais (chuva, vento, dia, noite) um princípio vital e pessoal, chamado de "ânima". Para essas pessoas, todos esses elementos são passíveis de possuirem: sentimentos, emoções, vontades ou dese- jos, e até mesmo inteligência. Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil
  • 2. Geografia - Prof. Silvio Revolta Árabe - Sudão do Sul Revolta Árabe - Sudão do Sul Escola Estadual Prof. Renê Rodrigues de Questão da Fuvest 2º fase 2012 Moraes - Guarujá - SP— 10/01/2012 Questão proposta na 2º fase da Fuvest - Q5 - 09/01/2012 Há anos, a região acima representada vem sendo atingida por sérios conflitos políti- cos, sociais e étnicos, vários deles com enfrentamento bélico. Acerca das dinâmicas socioespaciais em curso na região, A) explique o significado de “Primavera Árabe” , citando dois países com ela envol- vidos diretamente nos últimos anos: B) identifique uma mudança na configuração territorial da área assinalada pelo cír- culo. Explique. Professor Silvio Araujo de Sousa - Geografia - Escola Estadual Professor Renê Rodrigues de Moraes - Guarujá - SP - Brasil