Diversidade das plantas

3.079 visualizações

Publicada em

Soraya Góes Lemos
Aprenda sobre diversidade vegetal.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.079
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diversidade das plantas

  1. 1. E.M. LEIRE PIMENTEL PROFª. SORAYA GÓES LEMOS DISCIPLINA: CIÊNCIAS TURMAS: 7º ANO B, C. DIVERSIDADE DAS PLANTAS
  2. 2. Qual a função de uma flor?
  3. 3. <ul><li>As flores são ramos modificados que contêm os órgãos reprodutores. Sua presença é a principal característica das angiospermas, plantas com flores e frutos pertencentes ao grupo das plantas vasculares (também chamadas de vegetais superiores, onde estão incluídas a maioria das árvores, arbustos e ervas). Após a reprodução, a flor se transforma em um fruto, que protege a semente em seu interior. A semente contém um embrião ou planta em miniatura, que germina para produzir uma nova planta. São vegetais de grande importância no meio terrestre, pois servem de alimento aos animais e influem na umidade relativa do ar e no clima da região. A planta que possui flores dos dois sexos recebe o nome de monoica. Quando as flores de cada um dos sexos estão localizadas em exemplares distintos, a planta é considerada dioica.   </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Angiospermas </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Atualmente são conhecidas cerca de 350 mil espécies de plantas - desse total, mais de 250 mil são angiospermas. </li></ul><ul><li>A palavra angiosperma vem do grego angeios , que significa 'bolsa', e sperma , 'semente'. Essas plantas representam o grupo mais variado em número de espécies entre os componentes do reino Plantae ou Metaphyta. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Flores e frutos: aquisições evolutivas </li></ul><ul><li>As angiospermas produzem raiz, caule, folha, flor, semente e fruto . Considerando essas estruturas, perceba que, em relação às gimnospermas, as angiospermas apresentam duas &quot;novidades&quot;: as flores e os frutos . </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>As flores podem ser vistosas tanto pelo colorido quanto pela forma; muitas vezes também exalam odor agradável e produzem um líquido açucarado - o néctar - que serve de alimento para as abelhas e outros animais. Há também flores que não têm peças coloridas, não são perfumadas e nem produzem néctar. </li></ul><ul><li>Coloridas e perfumadas ou não, é das flores que as angiospermas produzem sementes e frutos. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  5. 5. A flor e o fruto do maracujá  
  6. 6. GIMNOSPERMAS <ul><li>Não possuem frutos </li></ul><ul><li>Primeiros vegetais com flores (sem graça) e sementes </li></ul><ul><li>Primeiros vegetais a surgirem com Grão-de-Pólem e óvulo </li></ul><ul><li>Primeiros vegetais a conquistarem definitivamente a independência da água para fecundação (fim do quimiotactismo) </li></ul>
  7. 8. Pteridófitas <ul><li>  </li></ul><ul><li>Samambaias, avencas, xaxins e cavalinhas são alguns dos exemplos mais conhecidos de plantas do grupo das pteridófitas. A palavra pteridófita vem do grego pteridon , que significa 'feto'; mais phyton , 'planta'. Observe como as folhas em brotamento apresentam uma forma que lembra a posição de um feto humano no útero materno. Antes da invenção das esponjas de aço e de outros produtos, pteridófitas como a &quot;cavalinha&quot;, cujo aspecto lembra a cauda de um cavalo e tem folhas muito ásperas, foram muito utilizadas como instrumento de limpeza. No Brasil, os brotos da samambaia-das-roças ou feto-águia, conhecido como alimento na forma de guisados.Atualmente, a importância das pteridófitas para o interesse humano restringe-se, principalmente, ao seu valor ornamental. É comum casas e jardins serem embelezados com samambaias e avencas, entre outros exemplos. </li></ul>
  8. 9. Briófitas <ul><li>Briófitas (do gergo bryon : 'musgo'; e phyton : 'planta') são plantas pequenas, geralmente com alguns poucos centímetros de altura, que vivem preferencialmente em locais úmidos e sombreados. </li></ul><ul><li>O corpo do musgo é formado basicamente de três partes ou estruturas: </li></ul><ul><li>rizoides - filamentos que fixam a planta no ambiente em que ela vive e absorvem a água e os sais minerais disponíveis nesse ambiente; </li></ul><ul><li>cauloide - pequena haste de onde partem os filoides; </li></ul><ul><li>filoides -estruturas clorofiladas e capazes de fazer fotossíntese. </li></ul>

×