Equipe Fênix

287 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Equipe Fênix

  1. 1. Colégio: Estadual profª Maria Bernadete BrandãoData: 15/09/2011Docente: Soraia OliveiraNome da equipe: FênixComponentes: Adriana Morais Filgueiras Cleidiane Oliveira Natalia Barreto Costa
  2. 2. Que Tal Pensar? Poluição NÃO!
  3. 3. POLUIÇÃO Durante muito tempo na história da humanidade, a produção de lixo foi muito pequena. Mas houve um aumento a partir da primeira revolução industrial, com início dos processos de industrialização e urbanização. Hoje em dia, nas modernas sociedades tecnológicas, na era do consumismo, dos modismos passageiros, da rápida obsolescência tecnológica e dos produtos descartáveis, a produção de lixo sólido atingiu a cifra de milhões de toneladas diárias. O acumulo de lixo no solo traz uma serie de problemas como a: Proliferação de insetos (baratas, moscas) e ratos, que podem transmitir várias doenças como peste bubônica e dengue; Decomposição bacteriana da matéria orgânica (a fração biodegradável lixo predominante nos países subdesenvolvidos) que alem de gerar um mau cheiro típico produz um liquido escuro, e acido denominado Chorume que nos grandes lixões, infiltra-se no subsolo contaminando o lençol freático; Contaminação com produtos tóxicos do solo e das pessoas que manipulam o lixo;
  4. 4. SOLUÇÃO A melhor solução para o problema do lixo é a reciclagem, um processo que consiste em separar o lixo em basicamente em três categorias: PLÁSTICO: o plástico reciclado tem suas características alteradas, sendo utilizadas para fabricação de brinquedos, tubulações e sacolas. METAL: o maior atrativo da reciclagem de metais, além da economia do próprio recurso no ambiente, é a economia de energia. PAPEL: a degradação do papel, muito lenta, e o alto custo ambiental que sua tonelada implica (mais de vinte arvores adultas são sacrificados para cada tonelada de papel) tornam a reciclagem do papel uma das mais importantes. VIDRO: o maior atrativo que o vidro reciclado oferece é a economia de matéria-prima – não há perda: 1 tonelada de vidro recolhido do lixo torna-se 1 tonelada de vidro reciclado.
  5. 5.  Materiais orgânicos: a parte orgânica de lixo passa pala com postagem, processo que consiste na sua degradação por meio de microorganismos em tanques chamados biodigestores. O Material sólido resultante, o “composto”, é utilizado como adubo. Também é produzido gás metano, utilizado como combustível. Materiais não-recicláveis: são as partes do lixo para as quais não existem processos de reaproveitamento, tais como borracha, plásticos sujos, areia. Essas partes têm como destino os aterros sanitários.
  6. 6. MATERIAIS UTILIZADOSO materiais utilizados foram: Uma garrafa pet Tesoura Areia Papel
  7. 7. PROCEDIMENTO Cortamos a garrafa no meio, colocamos uma determinada quantidade de areia simbolizando o solo , colocamos papel picado simbolizando os resíduos de lixos jogados no solo e aguardamos o resultado do experimento.
  8. 8. RESULTADOS Depois de alguns minutos, observamos que o com passar do tempo, os resíduos de lixos jogados no solo, gradativamente vão penetrando no solo, sendo que esses resíduos demoram para se decompor este fator e a principal causa da poluição do solo.
  9. 9. CONCLUSÃOA partir desse experimento foi fácil perceber o que a maioria da população polui o solo e por muitas vezes não tem consciência do mal que prática contra a natureza e a toda sociedade.
  10. 10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MOREIRA, João Carlos; DE SENE, Eustáquio.Geografia. 1 ed.São Paulo:Scipione, 2009 AMABIS, J. L. e MATTOS, G. R. Fundamentos da Biologia Moderna. São Paulo : Moderna, 1999.

×