SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
 A investigação é um processo
formal;
 Compõe-se por fases de actuação
sucessivas;
 Rege-se pelo pensamento metódico
e reflexivo;
 Pretende dar respostas a problemas
e aumentar o conhecimento;
 Exige a aplicação de métodos e
técnicas do domínio das Ciências
Sociais;
 Deve referir-se a objectos concretos,
precisos e específicos
Um método corresponde a um caminho, meio, percurso, projecto de
raciocínio previamente determinado para abordar e compreender os
fenómenos. O rigor do método utilizado permite distinguir o
conhecimento cientifico de outro tipo de conhecimento. As técnicas
são processos práticos que implementam o método, têm por objectivo
a pesquisa, recolha e tratamento da informação.
É possível identificar diferentes estratégias de investigação, como as
seguintes:
 Estratégia intensiva;
 Estratégia extensiva.
A selecção de uma estratégia depende de inúmeros factores, como por
exemplo, o problema orientador da investigação, o público-alvo e os
objectivos pretendidos. As estratégias de investigação mais utilizadas
são a intensiva, a extensiva e a investigação-ação.
Estratégia de Investigação Intensiva:
A estratégia de investigação intensiva estuda um fenómeno em grande
profundidade e detalhe. Procura-se conhecer o maior número de
informações sobre o fenómeno, através da análise e observação de
situações reais, como tambem de informações obtidas diretamente das
pessoas que fazem parte da investigação, denominadas de público-alvo.
Vantagens:
 Profundidade de observação;
 Atenção à especificidade de cada caso;
 Valorização do quotidiano dos agentes sociais e das suas formas
de expressão no próprio momento em que se produzem.
Desvantagens:
 Dificuldade na generalização da informação recolhida;
 Maior tendência para a empatia e identificação com os
observados podendo perder a objetividade.
Este tipo de investigação tem uma natureza extensiva, não tem em
conta a profundidade dos conhecimentos mas sim a quantidade do
mesmo. Na investigação extensiva, é importante que o número de
indivíduos que constituem o estudo seja elevado, podemos encontrar
regularidade nos comportamentos e generalizar os mesmos para
situações semelhantes. Esta estratégia analisa grupos de dimensão
muito grande, impondo-se o recurso às técnicas de amostra.
Vantagens:
 Observação de populações numerosas;
 Comparabilidade dos resultados.
Desvantagens:
 Superficialidade da informação recolhida;
 Dificuldade em captar o lado vivido dos fenómenos sociais.
Estratégia de Investigação Extensiva:
À totalidade dos individuos que constituem o público-alvo chama-se
universo. Nas investigações extensivas, o universo é constituído por
um número elevado de indivíduos, então utiliza-se uma amostra.
Universo: É a totalidade dos indivíduos que se pretende observar,
ou seja, o público-alvo: conjunto de indivíduos em quem recai a
investigação.
Amostra: É o subconjunto representativo do universo, esta
representatividade significa que a amostra mantém as
características do mesmo, seguindo alguns critérios como: idade,
sexo, região, classe.
 A rutura, consiste em romper com os
preconceitos e as falsas evidências, que
nos dão a ilusão de compreender as coisas;
 A construção consiste em erguer as
proposições explicativas do fenómeno a
estudar e prever qual o plano de pesquisa
a definir, as operações a aplicar e as
consequências que logicamente devem
esperar-se no termo da observação. Sem
esta construção teórica não existiria
experimentação válida;
 A verificação, consiste em averiguar os
factos, ou seja, uma proposição só tem
direito ao estatuto científico na medida em
que pode ser verificada pelos factos.
Há dois processos que se utilizam para obter informação sobre os
fenómenos em estudo para que se possa produzir nova informação.
Obtenção da informação
Documentação já existente
sobre o problema em causa
Observação dos fenómenos a
estudar.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Métodos e técnicas de investigação - Jéssica
Métodos e técnicas de investigação - JéssicaMétodos e técnicas de investigação - Jéssica
Métodos e técnicas de investigação - Jéssicaturma12c1617
 
O que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaO que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaMarcelo Avila
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosFrancislaine Souza
 
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoTecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoRosane Domingues
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científicoLuis Costa
 
3. produção do conhecimento em sociologia
3. produção do conhecimento em sociologia3. produção do conhecimento em sociologia
3. produção do conhecimento em sociologiaArnaldo Parente
 
Representações Sociais
Representações SociaisRepresentações Sociais
Representações SociaisSara Afonso
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos HumanosMINV
 
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”Bárbara Morim
 
Características da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativaCaracterísticas da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativaLucila Pesce
 
Atitudes e representações sociais
Atitudes e representações sociais Atitudes e representações sociais
Atitudes e representações sociais RaQuel Oliveira
 
Relações Interpessoais 1
Relações Interpessoais 1Relações Interpessoais 1
Relações Interpessoais 1Jorge Barbosa
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoLarissa Almada
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoHelena Serrão
 

Mais procurados (20)

Métodos e técnicas de investigação - Jéssica
Métodos e técnicas de investigação - JéssicaMétodos e técnicas de investigação - Jéssica
Métodos e técnicas de investigação - Jéssica
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
 
O que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofiaO que é conhecimento - filosofia
O que é conhecimento - filosofia
 
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos CientíficosTipos de Pesquisa e Métodos Científicos
Tipos de Pesquisa e Métodos Científicos
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
 
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhosoTecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
Tecnicas de coleta de dados e instrumentos- Material maravilhoso
 
Como elaborar um projeto
Como elaborar um projetoComo elaborar um projeto
Como elaborar um projeto
 
Método científico
Método científicoMétodo científico
Método científico
 
3. produção do conhecimento em sociologia
3. produção do conhecimento em sociologia3. produção do conhecimento em sociologia
3. produção do conhecimento em sociologia
 
Pesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativaPesquisa qualitativa
Pesquisa qualitativa
 
Representações Sociais
Representações SociaisRepresentações Sociais
Representações Sociais
 
Direitos Humanos
Direitos HumanosDireitos Humanos
Direitos Humanos
 
Método Hipotético Dedutivo
 Método Hipotético Dedutivo Método Hipotético Dedutivo
Método Hipotético Dedutivo
 
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”
OS CRITÉRIOS DE UMA BOA PERGUNTA DE PARTIDA”
 
Características da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativaCaracterísticas da investigação qualitativa
Características da investigação qualitativa
 
Atitudes e representações sociais
Atitudes e representações sociais Atitudes e representações sociais
Atitudes e representações sociais
 
Relações Interpessoais 1
Relações Interpessoais 1Relações Interpessoais 1
Relações Interpessoais 1
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
 
Memoria
MemoriaMemoria
Memoria
 
Senso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científicoSenso comum e conhecimento científico
Senso comum e conhecimento científico
 

Destaque

Metodologia de pesquisa em sociologia
Metodologia de pesquisa em sociologiaMetodologia de pesquisa em sociologia
Metodologia de pesquisa em sociologiaRoberto Izoton
 
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociaisFábio Miguel
 
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...A. Rui Teixeira Santos
 
Metodos e tecnicas em ciencias sociais
Metodos e tecnicas  em ciencias sociaisMetodos e tecnicas  em ciencias sociais
Metodos e tecnicas em ciencias sociaisLucio Braga
 
Métodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de InvestigaçãoMétodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de InvestigaçãoAlfredo Garcia
 
Métodos e técnicas de investigaçao sociológica
Métodos e técnicas de investigaçao sociológicaMétodos e técnicas de investigaçao sociológica
Métodos e técnicas de investigaçao sociológicaAna Antunes
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...Prof. Noe Assunção
 

Destaque (7)

Metodologia de pesquisa em sociologia
Metodologia de pesquisa em sociologiaMetodologia de pesquisa em sociologia
Metodologia de pesquisa em sociologia
 
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação em ciências sociais
 
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
Metodologia das Ciencias Sociais e das Ciencias de Administracao, Prof. Douto...
 
Metodos e tecnicas em ciencias sociais
Metodos e tecnicas  em ciencias sociaisMetodos e tecnicas  em ciencias sociais
Metodos e tecnicas em ciencias sociais
 
Métodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de InvestigaçãoMétodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de Investigação
 
Métodos e técnicas de investigaçao sociológica
Métodos e técnicas de investigaçao sociológicaMétodos e técnicas de investigaçao sociológica
Métodos e técnicas de investigaçao sociológica
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CIDADANIA- DEMOCRACIA- PARTICIPAÇÃO CIDADÃ - Prof. ...
 

Semelhante a Investigação Científica: Métodos e Estratégias

Métodos e técnicas de investigação da sociologia
Métodos e técnicas de investigação da sociologia Métodos e técnicas de investigação da sociologia
Métodos e técnicas de investigação da sociologia turma12d
 
Métodos e técnicas em ciências sociais
Métodos e técnicas em ciências sociaisMétodos e técnicas em ciências sociais
Métodos e técnicas em ciências sociaisturma12c1617
 
Métodos e técnicas de investigação
Métodos e técnicas de investigaçãoMétodos e técnicas de investigação
Métodos e técnicas de investigaçãoLeonor Alves
 
Métodos de investigação das ciências sociais
Métodos de investigação  das ciências sociaisMétodos de investigação  das ciências sociais
Métodos de investigação das ciências sociaisflaviooshakur
 
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociaisMétodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociaisturma12d
 
MIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptxMIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptxVenncioCorreia
 
Métodos e técnicas em ciências sociais final
Métodos e técnicas em ciências sociais finalMétodos e técnicas em ciências sociais final
Métodos e técnicas em ciências sociais finalturma12c1617
 
Metodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaMetodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaturma12c
 
3ª+aula+do+segundo+estágio
3ª+aula+do+segundo+estágio3ª+aula+do+segundo+estágio
3ª+aula+do+segundo+estágioRita Meygan
 
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisturma12c1617
 
Metodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaMetodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaturma12c
 
Pesquisa metodologia 1
Pesquisa metodologia 1Pesquisa metodologia 1
Pesquisa metodologia 1Moises Ribeiro
 
Metodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaMetodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaadriano09
 
Slide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoSlide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoJocyleia Santana
 
Metodo de abordagem e procedimento
Metodo de abordagem e procedimentoMetodo de abordagem e procedimento
Metodo de abordagem e procedimentoDonaldo Quissico
 
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativa
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativaA elaboração de questionários na pesquisa quantitativa
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativaPascoal Lisian
 

Semelhante a Investigação Científica: Métodos e Estratégias (20)

Métodos e técnicas de investigação da sociologia
Métodos e técnicas de investigação da sociologia Métodos e técnicas de investigação da sociologia
Métodos e técnicas de investigação da sociologia
 
Attachment
AttachmentAttachment
Attachment
 
Métodos e técnicas em ciências sociais
Métodos e técnicas em ciências sociaisMétodos e técnicas em ciências sociais
Métodos e técnicas em ciências sociais
 
Métodos e técnicas de investigação
Métodos e técnicas de investigaçãoMétodos e técnicas de investigação
Métodos e técnicas de investigação
 
Ppt0000003
Ppt0000003Ppt0000003
Ppt0000003
 
Métodos de investigação das ciências sociais
Métodos de investigação  das ciências sociaisMétodos de investigação  das ciências sociais
Métodos de investigação das ciências sociais
 
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociaisMétodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociais
Métodos e técnicas de investigação de estudos em ciências sociais
 
MIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptxMIC 2 Métod 2021.pptx
MIC 2 Métod 2021.pptx
 
Métodos e técnicas em ciências sociais final
Métodos e técnicas em ciências sociais finalMétodos e técnicas em ciências sociais final
Métodos e técnicas em ciências sociais final
 
Metodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaMetodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologia
 
3ª+aula+do+segundo+estágio
3ª+aula+do+segundo+estágio3ª+aula+do+segundo+estágio
3ª+aula+do+segundo+estágio
 
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociaisMétodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
Métodos e Técnicas de investigação em ciências sociais
 
Metodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologiaMetodologias de investigação em sociologia
Metodologias de investigação em sociologia
 
Pesquisa metodologia 1
Pesquisa metodologia 1Pesquisa metodologia 1
Pesquisa metodologia 1
 
Metodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativaMetodologia de pesquisa qualitativa
Metodologia de pesquisa qualitativa
 
Metodo de investigacao_cientifica (SMAM)
Metodo de investigacao_cientifica (SMAM)Metodo de investigacao_cientifica (SMAM)
Metodo de investigacao_cientifica (SMAM)
 
Trabalho de metodologia
Trabalho de metodologiaTrabalho de metodologia
Trabalho de metodologia
 
Slide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educaçãoSlide pesquisa em educação
Slide pesquisa em educação
 
Metodo de abordagem e procedimento
Metodo de abordagem e procedimentoMetodo de abordagem e procedimento
Metodo de abordagem e procedimento
 
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativa
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativaA elaboração de questionários na pesquisa quantitativa
A elaboração de questionários na pesquisa quantitativa
 

Último

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxalessandraoliveira324
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Investigação Científica: Métodos e Estratégias

  • 1.
  • 2.  A investigação é um processo formal;  Compõe-se por fases de actuação sucessivas;  Rege-se pelo pensamento metódico e reflexivo;  Pretende dar respostas a problemas e aumentar o conhecimento;  Exige a aplicação de métodos e técnicas do domínio das Ciências Sociais;  Deve referir-se a objectos concretos, precisos e específicos
  • 3. Um método corresponde a um caminho, meio, percurso, projecto de raciocínio previamente determinado para abordar e compreender os fenómenos. O rigor do método utilizado permite distinguir o conhecimento cientifico de outro tipo de conhecimento. As técnicas são processos práticos que implementam o método, têm por objectivo a pesquisa, recolha e tratamento da informação. É possível identificar diferentes estratégias de investigação, como as seguintes:  Estratégia intensiva;  Estratégia extensiva.
  • 4. A selecção de uma estratégia depende de inúmeros factores, como por exemplo, o problema orientador da investigação, o público-alvo e os objectivos pretendidos. As estratégias de investigação mais utilizadas são a intensiva, a extensiva e a investigação-ação. Estratégia de Investigação Intensiva: A estratégia de investigação intensiva estuda um fenómeno em grande profundidade e detalhe. Procura-se conhecer o maior número de informações sobre o fenómeno, através da análise e observação de situações reais, como tambem de informações obtidas diretamente das pessoas que fazem parte da investigação, denominadas de público-alvo.
  • 5. Vantagens:  Profundidade de observação;  Atenção à especificidade de cada caso;  Valorização do quotidiano dos agentes sociais e das suas formas de expressão no próprio momento em que se produzem. Desvantagens:  Dificuldade na generalização da informação recolhida;  Maior tendência para a empatia e identificação com os observados podendo perder a objetividade.
  • 6. Este tipo de investigação tem uma natureza extensiva, não tem em conta a profundidade dos conhecimentos mas sim a quantidade do mesmo. Na investigação extensiva, é importante que o número de indivíduos que constituem o estudo seja elevado, podemos encontrar regularidade nos comportamentos e generalizar os mesmos para situações semelhantes. Esta estratégia analisa grupos de dimensão muito grande, impondo-se o recurso às técnicas de amostra. Vantagens:  Observação de populações numerosas;  Comparabilidade dos resultados. Desvantagens:  Superficialidade da informação recolhida;  Dificuldade em captar o lado vivido dos fenómenos sociais. Estratégia de Investigação Extensiva:
  • 7. À totalidade dos individuos que constituem o público-alvo chama-se universo. Nas investigações extensivas, o universo é constituído por um número elevado de indivíduos, então utiliza-se uma amostra. Universo: É a totalidade dos indivíduos que se pretende observar, ou seja, o público-alvo: conjunto de indivíduos em quem recai a investigação. Amostra: É o subconjunto representativo do universo, esta representatividade significa que a amostra mantém as características do mesmo, seguindo alguns critérios como: idade, sexo, região, classe.
  • 8.  A rutura, consiste em romper com os preconceitos e as falsas evidências, que nos dão a ilusão de compreender as coisas;  A construção consiste em erguer as proposições explicativas do fenómeno a estudar e prever qual o plano de pesquisa a definir, as operações a aplicar e as consequências que logicamente devem esperar-se no termo da observação. Sem esta construção teórica não existiria experimentação válida;  A verificação, consiste em averiguar os factos, ou seja, uma proposição só tem direito ao estatuto científico na medida em que pode ser verificada pelos factos.
  • 9. Há dois processos que se utilizam para obter informação sobre os fenómenos em estudo para que se possa produzir nova informação. Obtenção da informação Documentação já existente sobre o problema em causa Observação dos fenómenos a estudar.