Folclore rio de janeiro

12.622 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.622
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folclore rio de janeiro

  1. 1. FolcloreRio de Janeiro
  2. 2. • A Gruta dos Amores - Uma indiazinha, chamada Poranga, ia diariamente encontrar Itanhantã, mas ele não lhe dava a mínima atenção. Todos os dias Poranga subia na gruta e cantava, esperando Itanhantã chegar, e todos os dias suas lágrimas caíam na pedra. O canto e o choro de Poranga não amoleceram o coração de Itanhantã, mas suas lágrimas conseguiram abrir um buraco na pedra e, certo dia, caíram sobre os olhos do caçador adormecido. Ele se assustou e saiu correndo para a sua ubá, quando avistou Poranga e disse: "Cunhã-Porã" - moça linda em Tupi.
  3. 3. • No dia seguinte, ao voltar ao seu local de descanso, Itanhantã reparou a linda voz da indiazinha e apaixonou-se por ela, e as lágrimas de Poranga se transformaram na fonte que existe até hoje na Gruta dos Amores. Dizem que quem quiser encontrar um amor para a vida inteira, basta beber da fonte da Gruta dos Amores, na Ilha de Paquetá, junto com a pessoa amada.
  4. 4. • Esfinge Carioca - Uma lenda indígena diz que o gigante da Pedra da Guanabara foi um índio que assassinou uma jovem índia. Como castigo, Nhanderú o transformou em pedra e o obrigou a vigiar a Baía. Alguns pescadores afirmam que, às vezes, levanta-se e vai passear. Para tal empreendimento, chama as nuvens e cobre os morros para ninguém notar a sua ausência.
  5. 5. • Cirandas de Paraty – Baile popular que acontece na vila de pescadores de Tarituba, distrito de Paraty. Dança onde os homens sapateiam com tamancos de madeira e as mulheres rodopiam com suas saias rodadas. As cirandas são compostas de um conjunto de danças: “Chiba Cateretê”, “Flore do Mar”, Caranguejo”, “Ciranda” e “Tontinha”.
  6. 6. • Cantigas e histórias – Nesta parte o público relembra cantigas e brincadeiras infantis, tais como “Se Esta Rua Fosse Minha”, “Sapo Jururu”, “Na Beira do rio”, etc.. Sempre acompanhado de flauta, violão e instrumentos de percurssão.
  7. 7. • Jongo Caxambú – Dança de terreiro de origem negra, dança de versos e atabaques, de, ginga e requebrados. Esta dança acontece no morro de serrinha.
  8. 8. • Isaac Lorenzi• 1°C

×