SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
A cor vermelha simboliza e homenageia os bravos chilenos que morreram durante a
guerra de independência. A cor branca representa a neve que há no topo das
montanhas da Cordilheira dos Andes. A cor azul simboliza o céu, enquanto a estrela
representa o unitarismo da República Chilena.
IDIOMAS: espanhol (oficial)
RELIGIÃO: cristianismo 87,5%, agnosticismo 7,7%, ateísmo 2,4%, outras 2,4%.
ECONOMIA DO CHILE :
Produtos Agrícolas: trigo, aveia, cevada, milho, feijão, beterraba, alho, uva, semente
de colza, semente de girassol
Pecuária: bovinos, suínos, ovinos, aves
Mineração: manganês, chumbo, carvão.
Antes da chegada dos conquistadores espanhóis em 1536, o território chamado Chile
foi habitado por diferentes povos indígenas. Tais como: incas, atacameños e diaguitas
no norte; e mapuches, yaganes, tehuelches e onas, no sul.
As múmias mais antigas do mundo
A cultura Chinchorro, de pescadores e coletores, se desenvolveu na costa do norte
chileno. Sua principal herança foi a prática do processo de mumificação ao redor do ano
5.000 a.C., as primeiras das que se tem evidência, dois milênios antes das egípcias.
A Criança del Plomo
Uma lenda antropológica.
Entregado ao Deus Sol, há mais de 500 anos atrás como parte de um ritual religioso em
Tawantinsuyo, território ocupado pelos Incas e Quéchuas, a múmia de oito anos foi
encontrada em Valle Nevado a mais de 5.400 metros na Cordilheira dos Andes tem se
convertido em uma lenda.
A criança del “Plomo” é um dos primeiros descobrimentos nesta modalidade: uma
criança em excelentes condições de conservação devido as baixas temperaturas
proporcionada pelo clima extremadamente frio da cordilheira central do nosso país.
A criança foi descoberta em um santuário em 1954 e atualmente se encontra no Museu
Natural do Chile, exibida como uma peça antropológica de grande valor patrimonial.
Outra cultura que habitou esta zona do país foi a atacameña. Estes indígenas viveram
da agricultura e da criação de gado.
De acordo às pesquisas arqueológicas, também eram grandes observadores das
estrelas. O céu do norte chileno se caracteriza por ser um dos mais limpos do mundo,
por esta razão hoje congrega diferentes observatórios astronômicos.
O UMBIGO DO MUNDO:
Páscoa é uma ilha vulcânica, seu território tem a forma triangular e é o pedaço de terra
mais isolado do mundo, no limite da Polinésia Oriental. Sua origem consiste em três
vulcões que emergiram do mar um junto ao outro, em tempos diferentes, nos últimos
milhões de anos, e têm estado adormecidos ao longo da história de ocupação da ilha.
A Ilha de Páscoa seria só mais um pedacinho de terra no meio do Oceano Pacífico se não
fossem os moais – estátuas de pedra em forma de humanos colocadas ali há mais de mil
anos.
São cerca de 800 estátuas espalhadas pela ilha e que foram feitas pelos rapanuis, antigos
habitantes que viviam no lugar entre os anos 1000 e 1700.
Ninguém sabe como eles conseguiam mover enormes blocos de pedra na época ou qual
seria a função desses gigantes. Alguns pesquisadores acreditam que as estátuas eram
presas a troncos e cordas e levadas por vários homens, até chegar ao local escolhido.
Eles supõem que essas figuras homenageavam antepassados dos rapanuis ou eram
símbolos de deuses que protegeriam a ilha de tempestades e de outras catástrofes
naturais.
DANÇA TRADICIONAL RAPANUI
A HISTÓRIA DOS RAPANUIS
Os ancestrais dos rapanuis vieram de barco da Polinésia (na Ásia) e chegaram à Ilha de
Páscoa por volta do ano 100. Ao encontrar uma terra fértil, repleta de animais silvestres,
formaram povoados e passaram a morar em cavernas ou casas de pedra. Com o tempo,
parte dos recursos naturais se esgotou e aos poucos os nativos foram partindo.
Mas, até hoje, a ilha tem moradores, que são descendentes dos rapanuis e procuram
manter sua cultura. Para isso, preservam seu idioma e, em festas especiais, usam roupas e
pinturas especiais, como os antepassados.
Rongorongo - os rapanuis tinham uma escrita complexa, chamada rongorongo, que
ninguém decifrou, e falavam um idioma próprio. Enriqueça seu vocabulário:
Oi e tchau - iorana!
Tudo bem? - pehé koe?
Muito bem! - riva riva!
Obrigado - maururu.
De nada! - ote aha no!
A forma de se dança a cueca é peculiar: os casais ficam separados, e o objetivo é
simular o assédio amoroso que as moças fazem aos rapazes. Os bailarinos traçam
figuras circulares com voltas e meia-voltas, interrompidas por algumas coreografias.
Todos os dançarinos usam lenços na mão direita.
A cueca é a dança nacional chilena, entretanto, a sua origem não é claramente sabida,
apesar de se saber que houve influências espanholas e africanas em sua formação. A
versão mais comum sobre a origem da cueca diz que ela está relacionada ao ritmo
zamaceca peruano, uma versão sul-americana do Fandango espanhol influenciada pelo
crioulo africano. Então, a dança se espalhou para o Chile, Bolívia e Argentina, onde seu
nome se encurtou e a dança continuou a evoluir.
COMIDAS E BEBIDAS
A mais característica é a “empanada com vinho tinto”. Entre as comidas
temos as provenientes do mar: mariscos em extensa variedade e a
popular “cazuela de ave” (canja de galinha), com abóbora.
A bebida é o “Pisco Sour” preparado com suco de limão, açúcar, clara de
ovo e pisco.
Deserto de Atacama no Chile: o mais árido e seco do mundo
Na região central do deserto, por exemplo, existem regiões que ficam até 4000 anos
sem chuvas.
O deserto é extremamente árido, pois a cordilheira dos Andes atua como uma
barreira, impedindo a entrada de umidade que vem do Oceano Atlântico e da região
Floresta Amazônica.
As temperaturas no deserto variam muito durante o dia. Na parte da manhã e tarde
elas oscilam entre 25º e 32º C. Durante o período noturno, a temperatura cai
bruscamente, atingindo até 25 graus negativos. Isto ocorre, como na maioria dos
desertos, porque não há vegetação e construções que poderiam conservar o calor do
dia para o período noturno.
Em função destas características climáticas, o deserto do Atacama é uma região
inóspita (em que não se pode viver). As dificuldades de sobrevivência do ser humana
são muitas, tornando a região quase totalmente desabitada.
Ocorre no deserto a exploração de recursos minerais como, por exemplo, ferro e cobre.
O Chile é um dos maiores produtores de cobre do mundo graças à exploração de
minas deste metal, na região do deserto do Atacama.
Gêiseres de Tatio:
Localizados em um campo geotérmico a mais de 4.500 m de altitude, os Gêiseres de Tatio
criam um dos espetáculos mais belos do deserto com suas grandes colunas de vapor. Nas
redondezas, os turistas podem se banhar em águas termais, com picos de quase 6 mil m
como pano de fundo
Vale da Morte:
Também conhecido como "Vale de Marte", por sua semelhança com o planeta
vermelho, o Vale da Morte é um dos cenários naturais que fascinam os olhos dos
turistas no Deserto do Atacama. Dunas de areia e formações rochosas fazem parte das
áridas paisagens que os visitantes conhecem em passeios e caminhadas
Lagoas Miscanti e Miñique:
A mais de 4 mil metros acima do nível do mar, as lagoas Miscanti e Miñique são
alimentadas por fontes de água saídas da superfície. Rodeadas por vulcões e montanhas,
as lagoas contrastam com o ambiente árido do deserto e são habitadas por diversas aves
como os abundantes flamingos
Os flamingos são aves pernaltas, de bico encurvado, que medem entre 90 e 150 cm.
A sua plumagem pode ser bastante colorida em tons de rosa vivo. São animais que se
alimentam de algas e pequenos crustáceos através de filtração.
Os flamingos são aves gregárias, que vivem em bandos numerosos junto a zonas
aquáticas.
Salares do Altiplano também é imperdível. Neste local ficam as lagoas mais
azuis, os salares mais brancos
A cordilheira dos Andes possui aproximadamente oito mil quilômetros de extensão. É a
maior cadeia de montanhas do mundo (em comprimento), e em seus trechos mais
largos chega a 160 km do extremo leste ao oeste. Sua altitude média gira em torno de
4000 m e seu ponto culminante é o monte Aconcágua, com 6 962 m de altitude.
CONSELHOS PARA MONTANHISTAS
Não se esqueça de seguir os seguintes conselhos para que sua experiência seja
inesquecível:
 Sempre avise algum familiar ou amigo aonde vai e quando volta.
 Nunca visite a montanha sozinho. Sempre acompanhado idealmente de um guia ou
alguém que conheça o lugar.
 Escolha o roteiro de acordo a sua capacidade física e as horas de luz.
 Utilize roupa térmica resistente ao vento e a chuva.
 No se esqueça que o tempo pode mudar rapidamente.
 Sempre leve uma camiseta térmica para troca.
 Vista-se em camadas para que possa controlar melhor a temperatura.
 Use calçado de cano longo e nunca novo.
 Não se esqueça de utilizar protetor solar.
 Leve água suficiente para todo o trajeto e frutos secos ou chocolates para recuperar
energia.
 Seus bastões de esqui facilitarão o Ascenso e além disso proporcionaram segurança a
seus passos.
 Sempre leve uma lanterna frontal.
 Mantenha o passo tranquilo e constante.
 Nunca desça correndo.
 Não fume ou beba álcool
 Cuide a natureza, não jogue lixo
Quando é a temporada de neve?
Para ter certeza de encontrar neve, os melhores meses para se viajar são de junho a
setembro, embora um pouquinho antes e depois a possibilidade de ver a montanha
branquinha também exista. Já nos meses que vão de novembro até abril, pode esquecer,
a chance se reduz a zero.
Vale Nevado
Este é o ponto mais alto e visível do centro de esqui, de Vale Nevado. Os incas
o nomearam Apu, o guardião do Valle, e o visitavam constantemente para fazer
cerimônias e rituais sagrados. Foi nesta montanha que se encontrou a famosa
múmia de “El Niño del Plomo”, a qual se encontra atualmente no Museu de
Historia Natural do Chile.
Ski e snowboard – Esportes na Neve
ECOSSISTEMA
Uma paisagem cheia de vida
A Cordilheira dos Andes possui uma variedade enorme de espécies, entre as quais se
destaca o condor, ave nacional, que faz seus ninhos em meio às rochas das montanhas . é
o parente andino do urubu. É encontrado normalmente em altitudes acima de 3000 m,
mas também frequenta as terras baixas do litoral. Formam bandos de até vinte indivíduos,
exceto na época do acasalamento, quando vive aos pares.
Esta espécie é a maior ave voadora do mundo, pesando até 12 kg.
A lhama é um mamífero ruminante que pertence à família dos camelos.
Diferentemente destes, no entanto, não tem corcovas; mas, como eles, é
domesticável.
As lhamas costumam ser muito dóceis, mas quando ficam irritadas têm o hábito de
cuspir bastante.
Oceano Pacífico
É o maior oceano do mundo em extensão, possuindo 165,7 milhões de quilômetros
quadrados.
Existem cerca de 25.000 ilhas no Oceano Pacífico, mais do que a quantidade de ilhas
de todos os outros oceanos do planeta.
O Pacífico também é caracterizado pela sua intensa atividade vulcânica. Isso acontece
pelo fato do oceano estar totalmente contido em uma placa tectônica, denominada
“Placa do Pacífico”.
Origem do nome Pacífico
O oceano foi batizado em 1520 na expedição de Fernão de Magalhães e recebeu o
nome de Pacífico por este ser mais calmo, quando comparado com o tempestuoso
Oceano Atlântico.
peixe-leão vermelho
Peixe-Mandarim - O nome do vem das cores e desenhos do seu corpo que
parecem muito com as roupas de seda usadas pelos mandarins na antiga China.
Esta espécie de peixe é mais comumente encontrada no Oceano Pacífico, mas
também pode ser encontrado no Oceano Índico e no Caribe.
Possui cores fortes, brilhantes e desenhos organizados agressivamente em sua
pele. Essa característica é, de fato, um mecanismo de defesa contra
predadores.
Habitando o fundo do oceano Pacífico, este ser bioluminescente traz realmente
uma boa lembrança do ser mitológico que o inspirou. Trata-se de uma fase do
ciclo de vida da água-viva. Machos e fêmeas da espécie soltam espermas e óvulos
na água onde se encontram e formam pólipos como o visto acima.
Vivendo nas águas profundas do oceano Pacífico, esta espécie de lula
consegue iluminar certas partes de seu corpo para achar um par na
escuridão do fundo do mar.
O Chile tem se tornado bastante competitivo no mercado mundial de vinhos. O
país é o nono maior produtor de vinhos do mundo e o quinto maior exportador,
atrás apenas da Itália, França, Espanha e Austrália.
Os vinhos chilenos são conhecidos pela sua qualidade, prestígio e inovação.
http://www.sogeografia.com.br/
http://www.suapesquisa.com/
http://cafenomundo.com.br/2012/09/17/apaix
onados-por-vinhos-chile/
http://www.pipocadebits.com/
http://os-
chilenos.blogspot.com.br/p/cultura.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatingaufmt
 
Países da América t:71
 Países da América  t:71 Países da América  t:71
Países da América t:71Abisague
 
Geografia Região Norte
Geografia   Região NorteGeografia   Região Norte
Geografia Região Nortebethguedes
 
As 27 maravilhas de Angola
As 27 maravilhas de AngolaAs 27 maravilhas de Angola
As 27 maravilhas de AngolaJose Martins
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroJailson Lima
 
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...willianmpauli
 
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...willianmpauli
 
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearenses
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearensesViagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearenses
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearensesKenia Diógenes
 
Bioma Mata AtlâNtica
Bioma   Mata AtlâNticaBioma   Mata AtlâNtica
Bioma Mata AtlâNticaJade
 
Á descoberta dos Açores
Á descoberta dos Açores Á descoberta dos Açores
Á descoberta dos Açores AnaSL18
 

Mais procurados (20)

Dez09 galápagos
Dez09 galápagosDez09 galápagos
Dez09 galápagos
 
Pantanal
Pantanal Pantanal
Pantanal
 
Pantana L
Pantana LPantana L
Pantana L
 
Caminhando pelos Andes
Caminhando pelos AndesCaminhando pelos Andes
Caminhando pelos Andes
 
América andina
América andinaAmérica andina
América andina
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
Países da América t:71
 Países da América  t:71 Países da América  t:71
Países da América t:71
 
Geografia Região Norte
Geografia   Região NorteGeografia   Região Norte
Geografia Região Norte
 
América platina e andina
América platina e andinaAmérica platina e andina
América platina e andina
 
América andina revisado
América andina revisadoAmérica andina revisado
América andina revisado
 
As 27 maravilhas de Angola
As 27 maravilhas de AngolaAs 27 maravilhas de Angola
As 27 maravilhas de Angola
 
As 27 maravilhas de angola
As 27 maravilhas de angolaAs 27 maravilhas de angola
As 27 maravilhas de angola
 
Nordeste Brasileiro
Nordeste BrasileiroNordeste Brasileiro
Nordeste Brasileiro
 
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 72 (2011) EB Maria Conceição ...
 
Ushuaia, a cidade do fim do mundo
Ushuaia, a cidade do fim do mundoUshuaia, a cidade do fim do mundo
Ushuaia, a cidade do fim do mundo
 
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...
Povos indígenas - Projeto Artes/Geografia Turma 73 (2011) EB Maria Conceição ...
 
áReas protegidas
áReas protegidasáReas protegidas
áReas protegidas
 
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearenses
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearensesViagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearenses
Viagem histórico geográfica pelos pontos turísticos cearenses
 
Bioma Mata AtlâNtica
Bioma   Mata AtlâNticaBioma   Mata AtlâNtica
Bioma Mata AtlâNtica
 
Á descoberta dos Açores
Á descoberta dos Açores Á descoberta dos Açores
Á descoberta dos Açores
 

Destaque

Cristo redentor aniversário do rio
Cristo redentor   aniversário do rioCristo redentor   aniversário do rio
Cristo redentor aniversário do rioSonia Amaral
 
Atividade carnaval do rio
Atividade carnaval do rioAtividade carnaval do rio
Atividade carnaval do rioSonia Amaral
 
Projeto brasil verde
Projeto brasil verde Projeto brasil verde
Projeto brasil verde Sonia Amaral
 
Praias do rio atividades
Praias do rio   atividadesPraias do rio   atividades
Praias do rio atividadesSonia Amaral
 
Bingo de sentença de histórias
Bingo de sentença de históriasBingo de sentença de histórias
Bingo de sentença de históriasSonia Amaral
 
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livro
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livroLeitura e interpretaçãapartir de capa de livro
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livroSonia Amaral
 
Leitura e interpretacao_de_textos
Leitura e interpretacao_de_textosLeitura e interpretacao_de_textos
Leitura e interpretacao_de_textosMarcos Ataide
 
Sitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSonia Amaral
 
Refacção de texto
Refacção de textoRefacção de texto
Refacção de textoAna Paula
 
Produção de texto pequeno prínciape
Produção de texto pequeno prínciapeProdução de texto pequeno prínciape
Produção de texto pequeno prínciapeSonia Amaral
 
Multiplicação e divisão
Multiplicação e divisãoMultiplicação e divisão
Multiplicação e divisãoSonia Amaral
 
Oficina matemática i
Oficina matemática iOficina matemática i
Oficina matemática irbonater
 
Vebos ilustrados jogo
Vebos ilustrados  jogoVebos ilustrados  jogo
Vebos ilustrados jogoSonia Amaral
 

Destaque (20)

Inglaterra
InglaterraInglaterra
Inglaterra
 
Suiça
SuiçaSuiça
Suiça
 
Cristo redentor aniversário do rio
Cristo redentor   aniversário do rioCristo redentor   aniversário do rio
Cristo redentor aniversário do rio
 
Praias
PraiasPraias
Praias
 
Atividade carnaval do rio
Atividade carnaval do rioAtividade carnaval do rio
Atividade carnaval do rio
 
Projeto brasil verde
Projeto brasil verde Projeto brasil verde
Projeto brasil verde
 
Japao
JapaoJapao
Japao
 
Praias do rio atividades
Praias do rio   atividadesPraias do rio   atividades
Praias do rio atividades
 
Bingo de sentença de histórias
Bingo de sentença de históriasBingo de sentença de histórias
Bingo de sentença de histórias
 
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livro
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livroLeitura e interpretaçãapartir de capa de livro
Leitura e interpretaçãapartir de capa de livro
 
Leitura e interpretacao_de_textos
Leitura e interpretacao_de_textosLeitura e interpretacao_de_textos
Leitura e interpretacao_de_textos
 
Sitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amarelo
 
Jogo do chapeu
Jogo do chapeuJogo do chapeu
Jogo do chapeu
 
Refacção de texto
Refacção de textoRefacção de texto
Refacção de texto
 
Produção de texto pequeno prínciape
Produção de texto pequeno prínciapeProdução de texto pequeno prínciape
Produção de texto pequeno prínciape
 
Multiplicação e divisão
Multiplicação e divisãoMultiplicação e divisão
Multiplicação e divisão
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Oficina matemática i
Oficina matemática iOficina matemática i
Oficina matemática i
 
Sequência didática anúncio publicitário
Sequência didática   anúncio publicitárioSequência didática   anúncio publicitário
Sequência didática anúncio publicitário
 
Vebos ilustrados jogo
Vebos ilustrados  jogoVebos ilustrados  jogo
Vebos ilustrados jogo
 

Semelhante a A história e cultura do Chile: da independência aos povos indígenas

Semelhante a A história e cultura do Chile: da independência aos povos indígenas (20)

América andina revisado
América andina revisadoAmérica andina revisado
América andina revisado
 
Uma Licao Ambiental Da Ilha De Pascoa
Uma Licao Ambiental Da Ilha De PascoaUma Licao Ambiental Da Ilha De Pascoa
Uma Licao Ambiental Da Ilha De Pascoa
 
Chile cilguara
Chile cilguaraChile cilguara
Chile cilguara
 
Patrimonios da unesco
Patrimonios da unescoPatrimonios da unesco
Patrimonios da unesco
 
Os Fantásticos da Natureza - A Descoberta Interior
Os Fantásticos da Natureza - A Descoberta InteriorOs Fantásticos da Natureza - A Descoberta Interior
Os Fantásticos da Natureza - A Descoberta Interior
 
Galápagos
GalápagosGalápagos
Galápagos
 
Pr6 snt capuchos
Pr6 snt capuchosPr6 snt capuchos
Pr6 snt capuchos
 
CONTINENTE AFRICANO.pptx
CONTINENTE AFRICANO.pptxCONTINENTE AFRICANO.pptx
CONTINENTE AFRICANO.pptx
 
Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica Turismo na Costa Rica
Turismo na Costa Rica
 
Os Fantásticos da Natureza - À procura da Águia-Pesqueira
Os Fantásticos da Natureza - À procura da Águia-PesqueiraOs Fantásticos da Natureza - À procura da Águia-Pesqueira
Os Fantásticos da Natureza - À procura da Águia-Pesqueira
 
Pr s8 — rota do vinho de colares
Pr  s8 — rota do vinho de colaresPr  s8 — rota do vinho de colares
Pr s8 — rota do vinho de colares
 
Vale dos dinossauros
Vale dos dinossaurosVale dos dinossauros
Vale dos dinossauros
 
Chapada das mesas
Chapada das mesasChapada das mesas
Chapada das mesas
 
Ilha do pico
Ilha do picoIlha do pico
Ilha do pico
 
Fauna De Alberta,Canadá E Serra Do Araripe
Fauna  De  Alberta,Canadá E Serra Do AraripeFauna  De  Alberta,Canadá E Serra Do Araripe
Fauna De Alberta,Canadá E Serra Do Araripe
 
3_Caminhos do Cerrado.pdf
3_Caminhos do Cerrado.pdf3_Caminhos do Cerrado.pdf
3_Caminhos do Cerrado.pdf
 
Parque Nacional do Catimbau
Parque Nacional do CatimbauParque Nacional do Catimbau
Parque Nacional do Catimbau
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
Pré história
Pré históriaPré história
Pré história
 
Pré história
Pré históriaPré história
Pré história
 

Mais de Sonia Amaral

Continuação da história da subtração centenas
Continuação da história da subtração   centenasContinuação da história da subtração   centenas
Continuação da história da subtração centenasSonia Amaral
 
Sonia amaral pais.ppt
Sonia amaral pais.pptSonia amaral pais.ppt
Sonia amaral pais.pptSonia Amaral
 
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMAL
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMALDIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMAL
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMALSonia Amaral
 
Historia em 3 atos com atividades
Historia em 3 atos com atividadesHistoria em 3 atos com atividades
Historia em 3 atos com atividadesSonia Amaral
 
Atividades com os continentes olimpiada 2016
Atividades com os continentes   olimpiada 2016Atividades com os continentes   olimpiada 2016
Atividades com os continentes olimpiada 2016Sonia Amaral
 
Tocha olímpica rio 2016
Tocha olímpica   rio 2016Tocha olímpica   rio 2016
Tocha olímpica rio 2016Sonia Amaral
 
Alfabetário olimpíadas do rio 2016
Alfabetário olimpíadas do rio 2016Alfabetário olimpíadas do rio 2016
Alfabetário olimpíadas do rio 2016Sonia Amaral
 
Especial dia dos namorados
Especial dia dos namoradosEspecial dia dos namorados
Especial dia dos namoradosSonia Amaral
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoSonia Amaral
 
Personagens do rio
Personagens do rioPersonagens do rio
Personagens do rioSonia Amaral
 
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.Sonia Amaral
 
Rio em prosa e verso
Rio em prosa e versoRio em prosa e verso
Rio em prosa e versoSonia Amaral
 
Vamos cantor nosso amor ao rio
Vamos cantor nosso amor ao rioVamos cantor nosso amor ao rio
Vamos cantor nosso amor ao rioSonia Amaral
 
Marchinhas de carnaval
Marchinhas de carnavalMarchinhas de carnaval
Marchinhas de carnavalSonia Amaral
 
Alfabetário turismo no rio de janeiro
Alfabetário turismo no rio de janeiroAlfabetário turismo no rio de janeiro
Alfabetário turismo no rio de janeiroSonia Amaral
 

Mais de Sonia Amaral (19)

Continuação da história da subtração centenas
Continuação da história da subtração   centenasContinuação da história da subtração   centenas
Continuação da história da subtração centenas
 
Sonia amaral pais.ppt
Sonia amaral pais.pptSonia amaral pais.ppt
Sonia amaral pais.ppt
 
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMAL
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMALDIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMAL
DIA DAS MÃES NO MUNDO ANIMAL
 
Historia em 3 atos com atividades
Historia em 3 atos com atividadesHistoria em 3 atos com atividades
Historia em 3 atos com atividades
 
Atividades com os continentes olimpiada 2016
Atividades com os continentes   olimpiada 2016Atividades com os continentes   olimpiada 2016
Atividades com os continentes olimpiada 2016
 
Tocha olímpica rio 2016
Tocha olímpica   rio 2016Tocha olímpica   rio 2016
Tocha olímpica rio 2016
 
Mascotes rio 2016
Mascotes  rio 2016Mascotes  rio 2016
Mascotes rio 2016
 
Alfabetário olimpíadas do rio 2016
Alfabetário olimpíadas do rio 2016Alfabetário olimpíadas do rio 2016
Alfabetário olimpíadas do rio 2016
 
Provérbios
ProvérbiosProvérbios
Provérbios
 
Especial dia dos namorados
Especial dia dos namoradosEspecial dia dos namorados
Especial dia dos namorados
 
Chapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelhoChapeuzinho vermelho
Chapeuzinho vermelho
 
Favelas
FavelasFavelas
Favelas
 
Personagens do rio
Personagens do rioPersonagens do rio
Personagens do rio
 
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.
Leitura, interpretação, produdação escrita e gramática.
 
Rio em prosa e verso
Rio em prosa e versoRio em prosa e verso
Rio em prosa e verso
 
Vamos cantor nosso amor ao rio
Vamos cantor nosso amor ao rioVamos cantor nosso amor ao rio
Vamos cantor nosso amor ao rio
 
Cristo redentor
Cristo redentorCristo redentor
Cristo redentor
 
Marchinhas de carnaval
Marchinhas de carnavalMarchinhas de carnaval
Marchinhas de carnaval
 
Alfabetário turismo no rio de janeiro
Alfabetário turismo no rio de janeiroAlfabetário turismo no rio de janeiro
Alfabetário turismo no rio de janeiro
 

Último

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 

Último (20)

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 

A história e cultura do Chile: da independência aos povos indígenas

  • 1.
  • 2. A cor vermelha simboliza e homenageia os bravos chilenos que morreram durante a guerra de independência. A cor branca representa a neve que há no topo das montanhas da Cordilheira dos Andes. A cor azul simboliza o céu, enquanto a estrela representa o unitarismo da República Chilena.
  • 3. IDIOMAS: espanhol (oficial) RELIGIÃO: cristianismo 87,5%, agnosticismo 7,7%, ateísmo 2,4%, outras 2,4%. ECONOMIA DO CHILE : Produtos Agrícolas: trigo, aveia, cevada, milho, feijão, beterraba, alho, uva, semente de colza, semente de girassol Pecuária: bovinos, suínos, ovinos, aves Mineração: manganês, chumbo, carvão.
  • 4.
  • 5. Antes da chegada dos conquistadores espanhóis em 1536, o território chamado Chile foi habitado por diferentes povos indígenas. Tais como: incas, atacameños e diaguitas no norte; e mapuches, yaganes, tehuelches e onas, no sul.
  • 6. As múmias mais antigas do mundo A cultura Chinchorro, de pescadores e coletores, se desenvolveu na costa do norte chileno. Sua principal herança foi a prática do processo de mumificação ao redor do ano 5.000 a.C., as primeiras das que se tem evidência, dois milênios antes das egípcias.
  • 7. A Criança del Plomo Uma lenda antropológica. Entregado ao Deus Sol, há mais de 500 anos atrás como parte de um ritual religioso em Tawantinsuyo, território ocupado pelos Incas e Quéchuas, a múmia de oito anos foi encontrada em Valle Nevado a mais de 5.400 metros na Cordilheira dos Andes tem se convertido em uma lenda. A criança del “Plomo” é um dos primeiros descobrimentos nesta modalidade: uma criança em excelentes condições de conservação devido as baixas temperaturas proporcionada pelo clima extremadamente frio da cordilheira central do nosso país. A criança foi descoberta em um santuário em 1954 e atualmente se encontra no Museu Natural do Chile, exibida como uma peça antropológica de grande valor patrimonial.
  • 8. Outra cultura que habitou esta zona do país foi a atacameña. Estes indígenas viveram da agricultura e da criação de gado. De acordo às pesquisas arqueológicas, também eram grandes observadores das estrelas. O céu do norte chileno se caracteriza por ser um dos mais limpos do mundo, por esta razão hoje congrega diferentes observatórios astronômicos.
  • 9. O UMBIGO DO MUNDO: Páscoa é uma ilha vulcânica, seu território tem a forma triangular e é o pedaço de terra mais isolado do mundo, no limite da Polinésia Oriental. Sua origem consiste em três vulcões que emergiram do mar um junto ao outro, em tempos diferentes, nos últimos milhões de anos, e têm estado adormecidos ao longo da história de ocupação da ilha.
  • 10. A Ilha de Páscoa seria só mais um pedacinho de terra no meio do Oceano Pacífico se não fossem os moais – estátuas de pedra em forma de humanos colocadas ali há mais de mil anos. São cerca de 800 estátuas espalhadas pela ilha e que foram feitas pelos rapanuis, antigos habitantes que viviam no lugar entre os anos 1000 e 1700. Ninguém sabe como eles conseguiam mover enormes blocos de pedra na época ou qual seria a função desses gigantes. Alguns pesquisadores acreditam que as estátuas eram presas a troncos e cordas e levadas por vários homens, até chegar ao local escolhido. Eles supõem que essas figuras homenageavam antepassados dos rapanuis ou eram símbolos de deuses que protegeriam a ilha de tempestades e de outras catástrofes naturais.
  • 12. A HISTÓRIA DOS RAPANUIS Os ancestrais dos rapanuis vieram de barco da Polinésia (na Ásia) e chegaram à Ilha de Páscoa por volta do ano 100. Ao encontrar uma terra fértil, repleta de animais silvestres, formaram povoados e passaram a morar em cavernas ou casas de pedra. Com o tempo, parte dos recursos naturais se esgotou e aos poucos os nativos foram partindo. Mas, até hoje, a ilha tem moradores, que são descendentes dos rapanuis e procuram manter sua cultura. Para isso, preservam seu idioma e, em festas especiais, usam roupas e pinturas especiais, como os antepassados. Rongorongo - os rapanuis tinham uma escrita complexa, chamada rongorongo, que ninguém decifrou, e falavam um idioma próprio. Enriqueça seu vocabulário: Oi e tchau - iorana! Tudo bem? - pehé koe? Muito bem! - riva riva! Obrigado - maururu. De nada! - ote aha no!
  • 13. A forma de se dança a cueca é peculiar: os casais ficam separados, e o objetivo é simular o assédio amoroso que as moças fazem aos rapazes. Os bailarinos traçam figuras circulares com voltas e meia-voltas, interrompidas por algumas coreografias. Todos os dançarinos usam lenços na mão direita. A cueca é a dança nacional chilena, entretanto, a sua origem não é claramente sabida, apesar de se saber que houve influências espanholas e africanas em sua formação. A versão mais comum sobre a origem da cueca diz que ela está relacionada ao ritmo zamaceca peruano, uma versão sul-americana do Fandango espanhol influenciada pelo crioulo africano. Então, a dança se espalhou para o Chile, Bolívia e Argentina, onde seu nome se encurtou e a dança continuou a evoluir.
  • 14. COMIDAS E BEBIDAS A mais característica é a “empanada com vinho tinto”. Entre as comidas temos as provenientes do mar: mariscos em extensa variedade e a popular “cazuela de ave” (canja de galinha), com abóbora. A bebida é o “Pisco Sour” preparado com suco de limão, açúcar, clara de ovo e pisco.
  • 15.
  • 16. Deserto de Atacama no Chile: o mais árido e seco do mundo Na região central do deserto, por exemplo, existem regiões que ficam até 4000 anos sem chuvas. O deserto é extremamente árido, pois a cordilheira dos Andes atua como uma barreira, impedindo a entrada de umidade que vem do Oceano Atlântico e da região Floresta Amazônica. As temperaturas no deserto variam muito durante o dia. Na parte da manhã e tarde elas oscilam entre 25º e 32º C. Durante o período noturno, a temperatura cai bruscamente, atingindo até 25 graus negativos. Isto ocorre, como na maioria dos desertos, porque não há vegetação e construções que poderiam conservar o calor do dia para o período noturno. Em função destas características climáticas, o deserto do Atacama é uma região inóspita (em que não se pode viver). As dificuldades de sobrevivência do ser humana são muitas, tornando a região quase totalmente desabitada. Ocorre no deserto a exploração de recursos minerais como, por exemplo, ferro e cobre. O Chile é um dos maiores produtores de cobre do mundo graças à exploração de minas deste metal, na região do deserto do Atacama.
  • 17. Gêiseres de Tatio: Localizados em um campo geotérmico a mais de 4.500 m de altitude, os Gêiseres de Tatio criam um dos espetáculos mais belos do deserto com suas grandes colunas de vapor. Nas redondezas, os turistas podem se banhar em águas termais, com picos de quase 6 mil m como pano de fundo
  • 18. Vale da Morte: Também conhecido como "Vale de Marte", por sua semelhança com o planeta vermelho, o Vale da Morte é um dos cenários naturais que fascinam os olhos dos turistas no Deserto do Atacama. Dunas de areia e formações rochosas fazem parte das áridas paisagens que os visitantes conhecem em passeios e caminhadas
  • 19. Lagoas Miscanti e Miñique: A mais de 4 mil metros acima do nível do mar, as lagoas Miscanti e Miñique são alimentadas por fontes de água saídas da superfície. Rodeadas por vulcões e montanhas, as lagoas contrastam com o ambiente árido do deserto e são habitadas por diversas aves como os abundantes flamingos
  • 20. Os flamingos são aves pernaltas, de bico encurvado, que medem entre 90 e 150 cm. A sua plumagem pode ser bastante colorida em tons de rosa vivo. São animais que se alimentam de algas e pequenos crustáceos através de filtração. Os flamingos são aves gregárias, que vivem em bandos numerosos junto a zonas aquáticas.
  • 21. Salares do Altiplano também é imperdível. Neste local ficam as lagoas mais azuis, os salares mais brancos
  • 22.
  • 23. A cordilheira dos Andes possui aproximadamente oito mil quilômetros de extensão. É a maior cadeia de montanhas do mundo (em comprimento), e em seus trechos mais largos chega a 160 km do extremo leste ao oeste. Sua altitude média gira em torno de 4000 m e seu ponto culminante é o monte Aconcágua, com 6 962 m de altitude.
  • 24. CONSELHOS PARA MONTANHISTAS Não se esqueça de seguir os seguintes conselhos para que sua experiência seja inesquecível:  Sempre avise algum familiar ou amigo aonde vai e quando volta.  Nunca visite a montanha sozinho. Sempre acompanhado idealmente de um guia ou alguém que conheça o lugar.  Escolha o roteiro de acordo a sua capacidade física e as horas de luz.  Utilize roupa térmica resistente ao vento e a chuva.  No se esqueça que o tempo pode mudar rapidamente.  Sempre leve uma camiseta térmica para troca.  Vista-se em camadas para que possa controlar melhor a temperatura.  Use calçado de cano longo e nunca novo.  Não se esqueça de utilizar protetor solar.  Leve água suficiente para todo o trajeto e frutos secos ou chocolates para recuperar energia.  Seus bastões de esqui facilitarão o Ascenso e além disso proporcionaram segurança a seus passos.  Sempre leve uma lanterna frontal.  Mantenha o passo tranquilo e constante.  Nunca desça correndo.  Não fume ou beba álcool  Cuide a natureza, não jogue lixo
  • 25. Quando é a temporada de neve? Para ter certeza de encontrar neve, os melhores meses para se viajar são de junho a setembro, embora um pouquinho antes e depois a possibilidade de ver a montanha branquinha também exista. Já nos meses que vão de novembro até abril, pode esquecer, a chance se reduz a zero.
  • 27. Este é o ponto mais alto e visível do centro de esqui, de Vale Nevado. Os incas o nomearam Apu, o guardião do Valle, e o visitavam constantemente para fazer cerimônias e rituais sagrados. Foi nesta montanha que se encontrou a famosa múmia de “El Niño del Plomo”, a qual se encontra atualmente no Museu de Historia Natural do Chile.
  • 28. Ski e snowboard – Esportes na Neve
  • 29.
  • 30. ECOSSISTEMA Uma paisagem cheia de vida A Cordilheira dos Andes possui uma variedade enorme de espécies, entre as quais se destaca o condor, ave nacional, que faz seus ninhos em meio às rochas das montanhas . é o parente andino do urubu. É encontrado normalmente em altitudes acima de 3000 m, mas também frequenta as terras baixas do litoral. Formam bandos de até vinte indivíduos, exceto na época do acasalamento, quando vive aos pares. Esta espécie é a maior ave voadora do mundo, pesando até 12 kg.
  • 31. A lhama é um mamífero ruminante que pertence à família dos camelos. Diferentemente destes, no entanto, não tem corcovas; mas, como eles, é domesticável. As lhamas costumam ser muito dóceis, mas quando ficam irritadas têm o hábito de cuspir bastante.
  • 32.
  • 34. É o maior oceano do mundo em extensão, possuindo 165,7 milhões de quilômetros quadrados. Existem cerca de 25.000 ilhas no Oceano Pacífico, mais do que a quantidade de ilhas de todos os outros oceanos do planeta. O Pacífico também é caracterizado pela sua intensa atividade vulcânica. Isso acontece pelo fato do oceano estar totalmente contido em uma placa tectônica, denominada “Placa do Pacífico”. Origem do nome Pacífico O oceano foi batizado em 1520 na expedição de Fernão de Magalhães e recebeu o nome de Pacífico por este ser mais calmo, quando comparado com o tempestuoso Oceano Atlântico.
  • 36. Peixe-Mandarim - O nome do vem das cores e desenhos do seu corpo que parecem muito com as roupas de seda usadas pelos mandarins na antiga China. Esta espécie de peixe é mais comumente encontrada no Oceano Pacífico, mas também pode ser encontrado no Oceano Índico e no Caribe. Possui cores fortes, brilhantes e desenhos organizados agressivamente em sua pele. Essa característica é, de fato, um mecanismo de defesa contra predadores.
  • 37. Habitando o fundo do oceano Pacífico, este ser bioluminescente traz realmente uma boa lembrança do ser mitológico que o inspirou. Trata-se de uma fase do ciclo de vida da água-viva. Machos e fêmeas da espécie soltam espermas e óvulos na água onde se encontram e formam pólipos como o visto acima.
  • 38. Vivendo nas águas profundas do oceano Pacífico, esta espécie de lula consegue iluminar certas partes de seu corpo para achar um par na escuridão do fundo do mar.
  • 39. O Chile tem se tornado bastante competitivo no mercado mundial de vinhos. O país é o nono maior produtor de vinhos do mundo e o quinto maior exportador, atrás apenas da Itália, França, Espanha e Austrália. Os vinhos chilenos são conhecidos pela sua qualidade, prestígio e inovação.
  • 40.