O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Palestra na Semana do Mei - Sebrae SP 2019

78 visualizações

Publicada em

Palestra de Marketing Digital para E-Commerce: práticas de sucesso para empreendedores. Ministrada por Bete Lopes, Daniela Senador e Mila Paes Leme Marques, na Semana do MEI - Sebrae SP 2019.

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Palestra na Semana do Mei - Sebrae SP 2019

  1. 1. MARKETING DIGITAL PARA E-COMMERCE PRÁTICAS DE SUCESSO PARA EMPREENDEDORES
  2. 2. Era uma vez...
  3. 3. Qual plataforma? Como definir as seções? Onde acho um programador? Criar uma página no Face é fácil! Eu já tenho um perfil…
  4. 4. EMPRESA MARKETING MARKETING DIGITAL NEGÓCIOS MARKETING RELAÇÕES PÚBLICAS COMUNICAÇÃO TAXONOMIA TECNOLOGIA MATEMÁTICA ESTATÍSTICA
  5. 5. As ações de marketing digital devem contribuir para a sustentabilidade do negócio e, por isso, são pautadas por definições do plano de negócio.
  6. 6. CLIENTE
  7. 7. Você NÃO é o seu cliente!
  8. 8. Cada um tem sua necessidade e motivação.
  9. 9. Faça pesquisas! Sempre haverá alguma técnica adequada para você!
  10. 10. PESQUISA ONLINE FOCUS GROUP PESQUISA DE SATISFAÇÃO PESQUISA DE USO PESQUISA DE MERCADO ENTREVISTAPERSONAS MAPA DE EXPERIÊNCIA ESTATÍSTICAS DE USOOBSERVAÇÃO REGISTRO DE ATENDIMENTO (SAC, SUPORTE) ESTATÍSTICAS DE BUSCA NPS MAPA DE EMPATIA ESTATÍSTICAS DO SITE
  11. 11. O que descobrir Como descobrir O que fazer a partir do resultado
  12. 12. NEGÓCIO CLIENTE Comunicação
  13. 13. Em marketing digital, as possibilidades são muitas!
  14. 14. Então sua estratégia de marketing digital deve ser focada em conversão em vendas.
  15. 15. Mas, para chegar lá, é preciso passar por outras etapas.
  16. 16. COMO ACONTECE NA PRÁTICA? CONHEÇA ALGUNS CASES DE SUCESSO
  17. 17. A Dalva começou o trabalho como um hobby. Hoje ele é a fonte de renda para sustentar sua criatividade. Ele usa dois canais principais de venda: Facebook e o Elo7, Market place. E tem basicamente dois tipos de venda: as encomendas e os kits.
  18. 18. Quando um cliente compra o Kit, recebe a apostila de apoio e começa a fazer parte do grupo fechado no Facebook para aprender a técnica, tem acesso aos vídeos e tutoriais. Ela também dá suporte pelo WhatsApp para esclarecer as dúvidas das alunas. Ela optou por abrir uma MEI e tem um contador. Hoje, ela trabalha sozinha no atelier e tem 730 clientes desde agosto de 2016.
  19. 19. O Richard iniciou o trabalho com a mãe, com um quiosque de presentes. Hoje, eles tem uma loja física. No digital, usam o e-commerce, Instagram, WhatsApp e Facebook.
  20. 20. Ele conhece bastante o perfil do seu cliente. O Instagram é o principal canal de divulgação da loja. O site funciona como uma vitrine digital e ajuda a esclarecer algumas dúvidas. O Facebook acaba reproduzindo o Instagram e o WhatsApp é a comunicação com os clientes mais fieis.
  21. 21. Todos eles veem algum item no digital, se comunicam com a loja, muitas vezes, reservam o produto e acabam indo à loja para finalizar a compra. Depois de quatro anos, a média de vendas por mês é de 70 pedidos e eles estimam que 80% dos clientes são recorrentes.
  22. 22. • Marca de bolsas criada há 5 anos • Conceito slow fashion • Processo artesanal marcante, com costura manual • Empreendedor/Artesão cuida de todo o processo, desde a criação, modelagem e escolha do material até a fabricação Participou de bazares no início, mas o produto tem ticket médio alto, o público não comprava por impulso... Enfrentou dificuldades na construção do e-commerce...
  23. 23. Peças consignadas em algumas lojas multimarcas ajudaram a impulsionar as vendas pelo Instagram – lojas funcionam como vitrines Instagram é o principal canal de divulgação e vendas
  24. 24. Foi adaptando o produto às demandas do público e está em fase de reposicionamento – grande marca x frescor de atelier Como MEI, paralelamente, está dando aulas, ensinando o próprio ofício (Sesc Campo Limpo, Sesc Sorocaba, aulas particulares)
  25. 25. • Marca de comércio de “desapegos” que atua como intermediária na venda e recebe comissão de 30% em objetos e 40% em roupas, criada por Luciana e agora também gerida por Juliana • Conceito próximo ao da economia compartilhada • Diferencial é a curadoria de produtos feita a partir do conhecimento do público-alvo e o cuidado na entrega do produto
  26. 26. Empreendedoras cuidam de todo o processo – atendimento aos dois clientes (vendedores e compradores), curadoria de produtos, fotografia, armazenamento, divulgação em canais próprios e de terceiros, gestão dos canais, controle de venda, recebimento e repasse de valores, entrega em pacotes personalizados
  27. 27. O principal canal é o WhatsApp – onde se dá o contato com as clientes, divulgação e venda em grupos de terceiros e em grupos próprios, privados, que se destacam pela qualificação do público, hoje, mais de 250 pessoas, e pela gestão rigorosa Instagram replica objetos dos grupos e tem quase 4 mil seguidores
  28. 28. No entanto, sua estratégia deve ser específica para o seu negócio, e a gestão, orientada por resultados.
  29. 29. Em quais canais digitais atuar? Onde o seu público está!
  30. 30. Principalmente nas mídias sociais, prepare-se para ouvir e responder – mais do que isso, relacionar-se
  31. 31. ?Como acompanhar? Com mensuração de resultados!
  32. 32. Plano de Negócio Organize seu projeto digital Pesquisa com clientes Planejamento de Marketing MIRE OS RESULTADOS Monitore os Indicadores
  33. 33. mila@sonetodigital.com.br daniela@sonetodigital.com.br bete@sonetodigital.com.br www.sonetoempreenda.com.br Obrigada!

×