SlideShare uma empresa Scribd logo
ECOLOGIA



  Consequências dos
 impactos antrópicos
sobre os ecossistemas
       naturais
ECOLOGIA

•      INTRODUÇÃO
    - IMPACTO AMBIENTAL
    - AÇÃO ANTRÓPICA
    - MATA ATLÂNTICA

•    DESENVOLVIMENTO
    - AÇÕES ANTRÓPICAS E SEUS IMPACTOS AMBIENTAIS
    - TRÁFICO DE ANIMAIS: UM NEGÓCIO MILIONÁRIO
    - ETNOECOLOGIA

•    CONCLUSÃO

•    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
INTRODUÇÃO

                  Impacto Ambiental
De acordo com a RESOLUÇÃO CONAMA 001/86, Impacto Ambiental é
“qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do
meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia
resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente,
afetam:

 I. a saúde, a segurança e o bem-estar da população;

 II. as atividades sociais e econômicas;

 III. a biota;

 IV. as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente;

 V. a qualidade dos recursos ambientais.”
INTRODUÇÃO

                                  Ação antrópica
- Origem no idioma grego: anthropos.
Significado: “homem”.

- Definição: É a ação feita pelo ser humano.

- Exemplo: Plantar ou derrubar uma árvore.




   Fonte: http://planetativo.com/2010/2011/06/o-que-e-   Fonte: http://www.metabronca.com/2012/07/protesto-
   acao-antropica/                                       contra-derrubada-das-arvores.html
DESENVOLVIMENTO
DESENVOLVIMENTO


       Desmatamento                                Impactos Ambientais


                                                       Erosão;
                                                      Desertificação;
                                                      Deixa o solo sem
                                                       proteção;
                                                      Contribui para o
                                                       esgotamento das fontes
                                                       de água naturais;
                                                      Interfere na flora e na
                                                       fauna.
Fonte: http://www.jetdicas.com/desmatamento.html
DESENVOLVIMENTO


           Queimadas                                      Impactos Ambientais


                                                          Empobrece o solo,
                                                          (falta de nutrientes);
                                                         Polui o ar;
                                                         Ameaça a flora e a
                                                          fauna;
                                                          Retira o hábitat de
                                                          vários organismos;
                                                         Ocasiona a
Fonte: http://mundoverde.com.br/blog/tag/queimadas/       desertificação.
DESENVOLVIMENTO


        Monoculturas                                            Impactos Ambientais



                                                               Diminui a biodiversidade;
                                                                Transforma a paisagem
                                                                e a identidade cultural;
                                                                Esgotamento do solo;
                                                                Proliferação de pragas
                                                                (insetos, por exemplo).

Fonte: http://varzeasnao.blogspot.com.br/2009/09/projeto-
contempla-ate-instituto-do.html
DESENVOLVIMENTO

Introdução de espécies
       invasoras
                                                   Impactos Ambientais


                                                     Ameaçam os locais
                                                      por predação,
                                                      competição ou
                                                      alteração do habitat
                                                      natural;
                                                     Empobrece a biota e
                                                      os ciclos naturais.




               Mico Estrela
 Fonte:http://www.micoleao.org.br/template.php?
 pagina=/ptg/como_trabalhamos/manejando/mic
 o_estrela.php
DESENVOLVIMENTO

   Comércio ilegal de
    animais e plantas                           Impactos Ambientais

                                                   Extinção de espécies;
                                                   Ameaçam a função
                                                    ecológica da espécie em
                                                    questão;
                                                    Perda e mudança de
                                                    habitats;
                                                   Perturbação, perseguição
                                                    e matança por esporte ou
                                                    erradicação;
                                                   Transmissão de doenças.
Fonte: http://di-natureza.blogspot.com.br/
2011/02/introducao-com-reducao-das-florestas-
e.html
DESENVOLVIMENTO


      Expansão
                                                     Impactos Ambientais
urbana/industrialização

                                                    Diminuição da
                                                     biodiversidade;
                                                    Extinção de espécies;
                                                     Poluição do solo, água
                                                     e ar;
                                                     Erosão;
                                                    Fuga de animais.
Fonte:http://charlesdomingues.blogspot.com.br/
DESENVOLVIMENTO


        Poluição dos rios                                        Impactos Ambientais


                                                                Morte ou contaminação
                                                                 de peixes e outros
                                                                 organismos;
                                                                Proliferação de doenças;
                                                                Enchentes;
                                                                 Interrupção de
                                                                 atividades pesqueiras.
Fonte: http://sosriosdobrasil.blogspot.com.br/2011/09/rio-
paraiba-do-sul-o-nono-mais-poluido.html




            RIO PARAÍBA DO SUL: O NONO MAIS POLUÍDO DO BRASIL
DESENVOLVIMENTO


       Poluição do solo                                  Impactos Ambientais


                                                        Desertificação;
                                                        Empobrecimento do solo
                                                         em nutrientes;
                                                        Inutilização do solo para
                                                         plantio;
                                                        Perda de biodiversidade.



Fonte: http://zeppini.com.br/zeppini/2010/02/17/a-
silenciosa-e-perigosa-contaminacao-do-solo/
DESENVOLVIMENTO


                Pecuária                                   Impactos Ambientais


                                                          Desertificação;
                                                          Desmatamento;
                                                          Inutilização do solo para
                                                           plantio;
                                                          Aquecimento Global
                                                           (metano).


Fonte:http://interacaoifba.blogspot.com.br/2010_04_0
1_archive.html
DESENVOLVIMENTO


        Construção de
                                      Impactos Ambientais
          barragens



   Exemplo: A construção
    da barragem de Serro
    Azul, a maior das cinco
    previstas para a
    contenção de
    enchentes em
    Pernambuco, implicará
    o corte de 230
    hectares de mata
    atlântica

                              Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogcma/canais/noticias/20
                              11/11/03/barragem_vai_destruir_230_hectares_de_mata_atlant
                              ica_117848.php
DESENVOLVIMENTO


Pesca e caça predatória                                        Impactos Ambientais



                                                            Extinção de espécies, a
                                                             longo prazo;
                                                            Diminuição da
                                                             população dos
  Fonte:http://www.infoescola.com/mamiferos/onca
  -pintada/
                                                             organismos ali presentes;
                                                            Desaparecimento de
                                                             predadores, com
                                                             consequente mudança
                                                             no ecossistema.
 Fonte:http://www.ambiente.sp.gov.br/acontece/noticias/p
 olicia-ambiental-realiza-operacao-contra-pesca-
 predatoria/
DESENVOLVIMENTO


  Construção de rodovias                                    Impactos Ambientais
                                                          Atropelamento de animais;
                                                         Redução da cobertura vegetal;
                                                         Incêndios nas faixas de
                                                        domínio;
                                                         Impedimento de intercâmbio
                                                          ecológico por corte das áreas;
                                                         Aumento de emissões de gases
                                                          poluentes;
                                                         Impactos na qualidade da
                                                          água: contaminação por óleo
                                                          de máquinas e resíduos;
                                                         Impactos sonoros;
Fonte:http://ocaosambiental.blogspot.com.br/2008_08_2    Perda da biodiversidade;
4_archive.html
                                                         Erosão e mudanças na estrutura
                                                          do solo.
DESENVOLVIMENTO


  Turismo desordenado                                  Impactos Ambientais


                                                      Aumento dos resíduos
                                                       sólidos coletados e
                                                       armazenados em áreas
                                                       inadequadas, que se
                                                       transformam em lixões
                                                       a céu aberto;
                                                      Aumento dos efluentes
                                                       que são despejados
                                                       diretamente e sem
                                                       tratamento.
Fonte:http://programalinhaverde.blogspot.com.br/
DESENVOLVIMENTO


  Degradação florestal, poluição
      sonora e a perda de                              Impactos Ambientais
        biodiversidade


                                                      Afetam as interações
                                                       mutualísticas entre
                                                       animais e plantas;
                                                      Afetam a escolha dos
                                                       frutos pelas aves
Fonte: http://www.cienciahoje.pt/34
                                                       frugívoras;
                                                      Alteram os serviços
                                                       ecológicos (polinização
                                                       e dispersão).


Fonte:http://blogdoeduambiental.blogspot.com.br/
DESENVOLVIMENTO

   Uso de agrotóxicos                                   Impactos Ambientais

                                                      Perda da diversidade dos
                                                       polinizadores devido aos
                                                       agentes estressores;
                                                     Alteração dos serviços
                                                       ecológicos:
                                                    - Desvios comportamentais
                                                    podem comprometer a divisão
                                                    de trabalho e desorientação das
Fonte: http://ideiaweb.org/?p=1191
                                                    abelhas, dificultando a
                                                    localização do alimento e o
                                                    retorno à colônia;
                                                    - Interferência no aprendizado
                                                    olfatório e percepção gustativa,
                                                    entre outros;
                                                    - Efeitos reprodutivos nas rainhas e
                                                    subletais em larvas, podendo
Fonte:http://www.terradagente.com.br/noticias/NOT   comprometer a sobrevivência das
,0,0,395998,Impactos+dos+agrotoxicos+sobre+os+pol
inizadores.aspx
                                                    abelhas em longo prazo.
DESENVOLVIMENTO

      Tráfico de animais, um negócio milionário
         O Brasil é uma das principais fontes do
    contrabando de fauna: mais de 12 milhões de
        animais são tirados do país a cada ano,
        significando15% a 20% do total mundial.
    Existe também um grande comércio de couro,
    penas, órgãos e outras partes, o que também
             atenta contra a biodiversidade.




                                                              .
Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL9471-5606,00-       Fonte:http://oanimallegal.blogspot.com.br/2010/10/trafi
POLICIA+PRENDE+NOVE+POR+TRAFICO+DE+ANIMAIS.html                   co-de-animais-silvestres-parte-i.html
DESENVOLVIMENTO



 Etnoecologia             A posição que o ser
 Segundo Bellon (1990),    humano ocupa na
     define-se como        natureza não deve ser
“tentativas de entender    pensada como a de
     as ligações entre     “hóspede”, mas sim
     conhecimento e        como parte integrante
  comportamento, e a       deste meio, do qual é,
    pertinência dessas     ao mesmo tempo,
 ligações para com as      sujeito e objeto, ator e
    relações homem-        produto.
        ambiente”.
CONCLUSÃO

As consequências dos
impactos ambientais
antrópicos são
desastrosas e cabe ao
poder público e a
sociedade agirem de
maneira consciente e
sustentável, a fim de
conservar o que ainda
se resta.
                        Fonte:http://www.ambientemelhor.com.br/index.php/en/artigos/item
                        /91-mata-atl%C3%A2ntica
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA. 1986. Resolução Conama
no 001. Disponível em:
<http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res86/res0186.html > Acesso em: 24
de novembro de 2012.

PlanetAtivo. Disponível em: <http://planetativo.com/2010/2011/06/o-que-e-
acao-antropica/>. Acesso em: 23 de novembro de 2012.

Ache tudo e região. Disponível em:
<http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/mata_atlantica.htm>. Acesso
em: 23 de novembro de 2012.

Tierramérica. Disponível em:
<http://www.tierramerica.net/2001/0805/particulo.shtml>. Acesso em: 23 de
novembro de 2012.

Diário do Nordeste. Disponível em:
<http://blogs.diariodonordeste.com.br/gestaoambiental/tag/agrotoxicos/>.
Acesso em: 24 de novembro de 2012.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível em:
<http://www.ufrgs.br/pgdr/temas/producao/redes_texto_bassi.pdf> . Acesso em:
25 de novembro de 2012.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticosAtmosfera, tempo e fatores climáticos
Atmosfera, tempo e fatores climáticos
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores ClimáticosClima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Hidrosfera 6º ano
Hidrosfera 6º anoHidrosfera 6º ano
Hidrosfera 6º ano
 
Efeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento globalEfeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento global
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
 
Clima e tempo
Clima e tempoClima e tempo
Clima e tempo
 
6º ano cap 7 o homem e o meio ambiente
6º ano cap 7  o homem e o meio ambiente6º ano cap 7  o homem e o meio ambiente
6º ano cap 7 o homem e o meio ambiente
 
Impactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivoImpactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivo
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Problemas Ambientais
Problemas AmbientaisProblemas Ambientais
Problemas Ambientais
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
 
Atmosfera camadas
Atmosfera camadasAtmosfera camadas
Atmosfera camadas
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 

Semelhante a Impactos antrópicos nos ecossistemas

Os impactos ambientais e suas consequências
Os impactos ambientais e suas consequênciasOs impactos ambientais e suas consequências
Os impactos ambientais e suas consequênciasLaianaLessaTeixeiraP
 
Quadro resumo problemas da biosfera
Quadro resumo problemas da biosferaQuadro resumo problemas da biosfera
Quadro resumo problemas da biosferaAna Margarida Silva
 
Interferência do homem no ecossistema
Interferência do homem no ecossistemaInterferência do homem no ecossistema
Interferência do homem no ecossistemaAngela Boucinha
 
Informações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidadeInformações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidadefranciscaf
 
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do HomemCatástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homemienaamendes
 
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espécies
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espéciesAula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espécies
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espéciessandrosilvaufgd
 
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...Fatima Gouvea
 
Perda da biodiversidade
Perda da biodiversidadePerda da biodiversidade
Perda da biodiversidadefranciscaf
 
Redução da Biodiversidade
Redução da BiodiversidadeRedução da Biodiversidade
Redução da BiodiversidadeHugo Severino
 
Biologia da conservação1
Biologia da conservação1Biologia da conservação1
Biologia da conservação1marianax3
 
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solos
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solosIfes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solos
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solosKéliton Ferreira
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalRoney Gusmão
 
Poluição água solo
Poluição água soloPoluição água solo
Poluição água soloCarla Martins
 
Desflorestação e extinção de espécies
Desflorestação e extinção de espécies Desflorestação e extinção de espécies
Desflorestação e extinção de espécies DaraSilva3d
 
Thaisidoro e Jorge 2º g
Thaisidoro e Jorge 2º gThaisidoro e Jorge 2º g
Thaisidoro e Jorge 2º gprofgilvano
 

Semelhante a Impactos antrópicos nos ecossistemas (20)

Os impactos ambientais e suas consequências
Os impactos ambientais e suas consequênciasOs impactos ambientais e suas consequências
Os impactos ambientais e suas consequências
 
Preservação das espécies
Preservação das espéciesPreservação das espécies
Preservação das espécies
 
Quadro resumo problemas da biosfera
Quadro resumo problemas da biosferaQuadro resumo problemas da biosfera
Quadro resumo problemas da biosfera
 
Interferência do homem no ecossistema
Interferência do homem no ecossistemaInterferência do homem no ecossistema
Interferência do homem no ecossistema
 
Informações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidadeInformações sobre a perda da biodiversidade
Informações sobre a perda da biodiversidade
 
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do HomemCatástrofes provocadas pela intervenção do Homem
Catástrofes provocadas pela intervenção do Homem
 
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espécies
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espéciesAula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espécies
Aula 3 - ameacas a biodiversidade e extincao de espécies
 
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...
Por que Devemos nos Preocupar com a Perda de Biodiversidade e o que Podemos F...
 
Perda da biodiversidade
Perda da biodiversidadePerda da biodiversidade
Perda da biodiversidade
 
Redução da Biodiversidade
Redução da BiodiversidadeRedução da Biodiversidade
Redução da Biodiversidade
 
Biologia Lyndon Jhonson
Biologia   Lyndon JhonsonBiologia   Lyndon Jhonson
Biologia Lyndon Jhonson
 
Biologia da conservação1
Biologia da conservação1Biologia da conservação1
Biologia da conservação1
 
maykon e carmem
maykon e carmemmaykon e carmem
maykon e carmem
 
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solos
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solosIfes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solos
Ifes aula 8-erosão-e_contaminação_dos_solos
 
causas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambientalcausas e consequências da degradação ambiental
causas e consequências da degradação ambiental
 
Poluição água solo
Poluição água soloPoluição água solo
Poluição água solo
 
Desflorestação e extinção de espécies
Desflorestação e extinção de espécies Desflorestação e extinção de espécies
Desflorestação e extinção de espécies
 
Thaisidoro e Jorge 2º g
Thaisidoro e Jorge 2º gThaisidoro e Jorge 2º g
Thaisidoro e Jorge 2º g
 
Ciências7
Ciências7Ciências7
Ciências7
 
Biogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinçãoBiogeografia - A extinção
Biogeografia - A extinção
 

Último

Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfLeandroTelesRocha2
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-carloseduardogonalve36
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosbiancaborges0906
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdfedjailmax
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfrarakey779
 

Último (20)

Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 

Impactos antrópicos nos ecossistemas

  • 1. ECOLOGIA Consequências dos impactos antrópicos sobre os ecossistemas naturais
  • 2. ECOLOGIA • INTRODUÇÃO - IMPACTO AMBIENTAL - AÇÃO ANTRÓPICA - MATA ATLÂNTICA • DESENVOLVIMENTO - AÇÕES ANTRÓPICAS E SEUS IMPACTOS AMBIENTAIS - TRÁFICO DE ANIMAIS: UM NEGÓCIO MILIONÁRIO - ETNOECOLOGIA • CONCLUSÃO • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  • 3. INTRODUÇÃO Impacto Ambiental De acordo com a RESOLUÇÃO CONAMA 001/86, Impacto Ambiental é “qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam: I. a saúde, a segurança e o bem-estar da população; II. as atividades sociais e econômicas; III. a biota; IV. as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; V. a qualidade dos recursos ambientais.”
  • 4. INTRODUÇÃO Ação antrópica - Origem no idioma grego: anthropos. Significado: “homem”. - Definição: É a ação feita pelo ser humano. - Exemplo: Plantar ou derrubar uma árvore. Fonte: http://planetativo.com/2010/2011/06/o-que-e- Fonte: http://www.metabronca.com/2012/07/protesto- acao-antropica/ contra-derrubada-das-arvores.html
  • 6. DESENVOLVIMENTO Desmatamento Impactos Ambientais  Erosão;  Desertificação;  Deixa o solo sem proteção;  Contribui para o esgotamento das fontes de água naturais;  Interfere na flora e na fauna. Fonte: http://www.jetdicas.com/desmatamento.html
  • 7. DESENVOLVIMENTO Queimadas Impactos Ambientais  Empobrece o solo, (falta de nutrientes);  Polui o ar;  Ameaça a flora e a fauna;  Retira o hábitat de vários organismos;  Ocasiona a Fonte: http://mundoverde.com.br/blog/tag/queimadas/ desertificação.
  • 8. DESENVOLVIMENTO Monoculturas Impactos Ambientais  Diminui a biodiversidade;  Transforma a paisagem e a identidade cultural;  Esgotamento do solo;  Proliferação de pragas (insetos, por exemplo). Fonte: http://varzeasnao.blogspot.com.br/2009/09/projeto- contempla-ate-instituto-do.html
  • 9. DESENVOLVIMENTO Introdução de espécies invasoras Impactos Ambientais  Ameaçam os locais por predação, competição ou alteração do habitat natural;  Empobrece a biota e os ciclos naturais. Mico Estrela Fonte:http://www.micoleao.org.br/template.php? pagina=/ptg/como_trabalhamos/manejando/mic o_estrela.php
  • 10. DESENVOLVIMENTO Comércio ilegal de animais e plantas Impactos Ambientais  Extinção de espécies;  Ameaçam a função ecológica da espécie em questão;  Perda e mudança de habitats;  Perturbação, perseguição e matança por esporte ou erradicação;  Transmissão de doenças. Fonte: http://di-natureza.blogspot.com.br/ 2011/02/introducao-com-reducao-das-florestas- e.html
  • 11. DESENVOLVIMENTO Expansão Impactos Ambientais urbana/industrialização  Diminuição da biodiversidade;  Extinção de espécies;  Poluição do solo, água e ar;  Erosão;  Fuga de animais. Fonte:http://charlesdomingues.blogspot.com.br/
  • 12. DESENVOLVIMENTO Poluição dos rios Impactos Ambientais  Morte ou contaminação de peixes e outros organismos;  Proliferação de doenças;  Enchentes;  Interrupção de atividades pesqueiras. Fonte: http://sosriosdobrasil.blogspot.com.br/2011/09/rio- paraiba-do-sul-o-nono-mais-poluido.html RIO PARAÍBA DO SUL: O NONO MAIS POLUÍDO DO BRASIL
  • 13. DESENVOLVIMENTO Poluição do solo Impactos Ambientais  Desertificação;  Empobrecimento do solo em nutrientes;  Inutilização do solo para plantio;  Perda de biodiversidade. Fonte: http://zeppini.com.br/zeppini/2010/02/17/a- silenciosa-e-perigosa-contaminacao-do-solo/
  • 14. DESENVOLVIMENTO Pecuária Impactos Ambientais  Desertificação;  Desmatamento;  Inutilização do solo para plantio;  Aquecimento Global (metano). Fonte:http://interacaoifba.blogspot.com.br/2010_04_0 1_archive.html
  • 15. DESENVOLVIMENTO Construção de Impactos Ambientais barragens  Exemplo: A construção da barragem de Serro Azul, a maior das cinco previstas para a contenção de enchentes em Pernambuco, implicará o corte de 230 hectares de mata atlântica Fonte:http://jc3.uol.com.br/blogs/blogcma/canais/noticias/20 11/11/03/barragem_vai_destruir_230_hectares_de_mata_atlant ica_117848.php
  • 16. DESENVOLVIMENTO Pesca e caça predatória Impactos Ambientais  Extinção de espécies, a longo prazo;  Diminuição da população dos Fonte:http://www.infoescola.com/mamiferos/onca -pintada/ organismos ali presentes;  Desaparecimento de predadores, com consequente mudança no ecossistema. Fonte:http://www.ambiente.sp.gov.br/acontece/noticias/p olicia-ambiental-realiza-operacao-contra-pesca- predatoria/
  • 17. DESENVOLVIMENTO Construção de rodovias Impactos Ambientais  Atropelamento de animais;  Redução da cobertura vegetal;  Incêndios nas faixas de domínio;  Impedimento de intercâmbio ecológico por corte das áreas;  Aumento de emissões de gases poluentes;  Impactos na qualidade da água: contaminação por óleo de máquinas e resíduos;  Impactos sonoros; Fonte:http://ocaosambiental.blogspot.com.br/2008_08_2  Perda da biodiversidade; 4_archive.html  Erosão e mudanças na estrutura do solo.
  • 18. DESENVOLVIMENTO Turismo desordenado Impactos Ambientais  Aumento dos resíduos sólidos coletados e armazenados em áreas inadequadas, que se transformam em lixões a céu aberto;  Aumento dos efluentes que são despejados diretamente e sem tratamento. Fonte:http://programalinhaverde.blogspot.com.br/
  • 19. DESENVOLVIMENTO Degradação florestal, poluição sonora e a perda de Impactos Ambientais biodiversidade  Afetam as interações mutualísticas entre animais e plantas;  Afetam a escolha dos frutos pelas aves Fonte: http://www.cienciahoje.pt/34 frugívoras;  Alteram os serviços ecológicos (polinização e dispersão). Fonte:http://blogdoeduambiental.blogspot.com.br/
  • 20. DESENVOLVIMENTO Uso de agrotóxicos Impactos Ambientais  Perda da diversidade dos polinizadores devido aos agentes estressores;  Alteração dos serviços ecológicos: - Desvios comportamentais podem comprometer a divisão de trabalho e desorientação das Fonte: http://ideiaweb.org/?p=1191 abelhas, dificultando a localização do alimento e o retorno à colônia; - Interferência no aprendizado olfatório e percepção gustativa, entre outros; - Efeitos reprodutivos nas rainhas e subletais em larvas, podendo Fonte:http://www.terradagente.com.br/noticias/NOT comprometer a sobrevivência das ,0,0,395998,Impactos+dos+agrotoxicos+sobre+os+pol inizadores.aspx abelhas em longo prazo.
  • 21. DESENVOLVIMENTO Tráfico de animais, um negócio milionário O Brasil é uma das principais fontes do contrabando de fauna: mais de 12 milhões de animais são tirados do país a cada ano, significando15% a 20% do total mundial. Existe também um grande comércio de couro, penas, órgãos e outras partes, o que também atenta contra a biodiversidade. . Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL9471-5606,00- Fonte:http://oanimallegal.blogspot.com.br/2010/10/trafi POLICIA+PRENDE+NOVE+POR+TRAFICO+DE+ANIMAIS.html co-de-animais-silvestres-parte-i.html
  • 22. DESENVOLVIMENTO Etnoecologia A posição que o ser Segundo Bellon (1990), humano ocupa na define-se como natureza não deve ser “tentativas de entender pensada como a de as ligações entre “hóspede”, mas sim conhecimento e como parte integrante comportamento, e a deste meio, do qual é, pertinência dessas ao mesmo tempo, ligações para com as sujeito e objeto, ator e relações homem- produto. ambiente”.
  • 23. CONCLUSÃO As consequências dos impactos ambientais antrópicos são desastrosas e cabe ao poder público e a sociedade agirem de maneira consciente e sustentável, a fim de conservar o que ainda se resta. Fonte:http://www.ambientemelhor.com.br/index.php/en/artigos/item /91-mata-atl%C3%A2ntica
  • 24. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE - CONAMA. 1986. Resolução Conama no 001. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res86/res0186.html > Acesso em: 24 de novembro de 2012. PlanetAtivo. Disponível em: <http://planetativo.com/2010/2011/06/o-que-e- acao-antropica/>. Acesso em: 23 de novembro de 2012. Ache tudo e região. Disponível em: <http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/mata_atlantica.htm>. Acesso em: 23 de novembro de 2012. Tierramérica. Disponível em: <http://www.tierramerica.net/2001/0805/particulo.shtml>. Acesso em: 23 de novembro de 2012. Diário do Nordeste. Disponível em: <http://blogs.diariodonordeste.com.br/gestaoambiental/tag/agrotoxicos/>. Acesso em: 24 de novembro de 2012. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Disponível em: <http://www.ufrgs.br/pgdr/temas/producao/redes_texto_bassi.pdf> . Acesso em: 25 de novembro de 2012.