Relatório Protetor Solar

743 visualizações

Publicada em

Relatório realizado com o Programa Sketchup para analisar condições climáticas de um ambiente e encontrar a melhor solução de proteção.

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
743
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório Protetor Solar

  1. 1. Implantação Detalhe dos brises Máscara solar  Problematização: Evitar insolação no período de setembro a março das 9h as 16h UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS Cortes: desenvolvimento e solução  Orientação da casa: Nordeste – 15º E  Este relatório tem por objetivo apresentar análises e informações obtidas mediante estudo de insolação e proteções solares, realizado em um ambiente especificado abaixo.  Os estudos necessários para a escolha do protetor solar foram feitos através da carta solar para a região de Tubarão e o transferidor de ângulos, ambos ilustrados abaixo. A máscara solar (em vermelho) foi o resultado obtido, pela escolha da orientação. Planta baixaVista  Os ângulos encontrados sugeriram o comprimento e largura do protetor. A escolha dos brises foi feita através deste estudo e adaptada para ficar com uma estética visual melhor.
  2. 2. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS Solstício de Verão (21/12): O dia mais longo do ano O solstício é o fato que indica que a incidência solar será maior em um dos hemisférios. No dia 21 de dezembro os raios solares estarão incidindo verticalmente no Trópico de Capricórnio, então começa a estação do verão no hemisfério Sul, onde a casa analisada se encontra. Nesta análise, a partir de cenas realizadas no programa SketchUp, exemplificarei a incidência do sol em relação a este ambiente, a cada hora do dia de solstício de verão. Nas imagens aparecem a parte externa do ambiente e a parte inteira que mostrará se há incidência solar dentro da casa, nestes períodos.  8:00h – sombreamento na lateral direita da casa, os brises ajudam a não incidir diretamente os raios na parte interna.  9:00h – este foi o horário que estava sendo solicitado no trabalho, para se evitar a entrada do sol no ambiente, com a ajuda de protetores solares. Os brises horizontais foram os escolhidos e, a partir do desenvolvimento dos cálculos necessários, pode-se determinar esta proteção suficiente para a conclusão do que foi solicitado.  10:00h – nota-se que os brises solucionaram o problema de incidência solar neste período.  11:00h – a sombra já está quase desaparecendo, pois o sol fica cada vez mais a pino.  12:00h – os brises fazem um sombramento, concluí-se que são de extrema importância.
  3. 3. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS  13:00h – o sombreamento começa a aparecer na lateral esquerda da casa, pois o sol começa a se por na orientação oeste.  14:00h – nota-se que se não houvesse os brises, o sol poderia estrar neste horário e o conforto da casa iria diminuir.  15:00h – nota-se que os brises solucionaram o problema de incidência solar também neste período.  16:00h – até este horário, o sol ainda não incidiu na parte interna do ambiente.  17:00h – o sol está cada vez mais baixo e os raios continuam sem entrar na casa.  18:00h – o sol está se pondo e nota-se que o ambiente não possui incidência solar na parte interna, o que concluo que a proteção escolhida foi suficiente para manter o conforto.
  4. 4. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS  Solstício de Inverno (21/06): O dia mais curto do ano Solstício de Inverno é um fenômeno da astronomia que marca o início do Inverno. É o instante em que o hemisfério Norte está inclinado cerca de 23,5º na direção do Sol e terá mais incidência solar, e por isso é quando inicia o inverno no hemisfério Sul. Nesta análise, vou exemplificar, a partir de cenas realizadas no programa SketchUp, a incidência do sol em relação a este ambiente, a cada hora, no dia do solstício de inverno no hemisfério Sul. No inverno, nota-se que os brises são do tamanho ideal para que haja incidência solar no interior da casa, fazendo com que o conforto seja melhorado.  8:00h – o sol ja começa a incidir cedo, o tamanho da janela e do brise é favorável para a entrada dos raios solares.  9:00h – os raios continuam a entrar no ambiente.  10:00h – nota-se, pelo desenho dos raios no chão do ambiente, que o sol incide por quase todo o comprimento da janela.  11:00h – os raios continuam a incidir no interior da casa, porém diminui de largura, por consequência do altura em que o sol se encontra neste horário.  12:00h – o tamanho dos brises consegue manter a entrada de raios de sol mesmo ao meio dia.
  5. 5. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS  13:00h – o sombreamento começa a aparecer na lateral esquerda da casa, pois o sol começa a se por na orientação oeste, a incidência na parte interna da casa continua.  14:00h – agora os raios começam a mudar de posição e a diminuir a largura com que entra.  15:00h – nota-se, neste horário, que os brises utilizados fazem com que forme um desenho no chão com os raios, que continuam a incidir no interior.  16:00h – os raios continuam a entrar pela janela, porém agora estão apenas em uma das paredes.  17:00h – neste momento os brises já não influenciam mais na incidência dos raios, por causa da altura em que o sol se encontra, porém a incidência solar continua.  18:00h – a análise mostra que o ambiente já se encontra no período da noite, sem nenhuma iluminação natural.
  6. 6. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS  Equinócios (21/03 – outono ou 23/09 – primavera) Equinócio significa o momento em que o sol incide com maior intensidade sobre as regiões que estão localizadas próximo a linha do Equador, sendo assim ela incide de igual maneira sobre os hemisférios Norte e Sul. Nos dias de equinócio, 21 de março e 23 de setembro, o dia e a noite tem igual duração: 12 horas. O equinócio que ocorre em março, marca o início do outono e o de setembro marca o início da primavera. Nesta análise, vou exemplificar, a partir de cenas realizadas no programa SketchUp, a incidência do sol em relação a este ambiente, a cada hora, no equinócio do outono no dia 21 de março.  8:00h – o sol ja começa a incidir cedo, o tamanho da janela e do brise é favorável para a entrada dos raios solares, porém nota-se que logo não estará mais incidindo.  9:00h – os raios continuam a entrar no ambiente, em menor escala.  10:00h – neste horário, os raios entraram em um pequeno espaço, por influencia dos brises e do tamanho da janela.  11:00h – nota-se que existe apenas um pequeno ponto em que os raios conseguem incidir no interior do ambiente.  12:00h – agora o sol já está mais alto e os raios não conseguem entrar na casa, nota-se pela sombra que os brises fazem na parede externa.
  7. 7. UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA – ARQUITETURA E URBANISMO CONFORTO TÉRMICO – PROF.: AMÉRICO HARA ACADÊMICA: SOFIA FRETTA ALTHOFF MEDEIROS  13:00h – o sombreamento dos brises começam a se modificar, porém os raios não entrar dentro da casa.  14:00h – os brises conseguem manter que os raios não incidam no interior do ambiente.  15:00h – nota-se que, neste horário, a incidência do sol acontece em um pequeno ponto, quase imperceptível.  16:00h – os raios não entram em nenhum ponto mais, a partir deste horário.  17:00h – os brises são suficientes para não deixar a incidência solar acontecer diretamente no interior do ambiente.  18:00h – o sol está se pondo e a análise mostra que o ambiente está quase sem nenhuma iluminação natural.

×