Catequese 18

1.085 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.085
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Catequese 18

  1. 2. <ul><li>“ Eis meu Servo que eu amparo, meu eleito ao qual dou toda a minha afeição, faço repousar sobre ele meu espírito, para que leve às nações a verdadeira religião .” </li></ul><ul><li>Isaías 42, 1 </li></ul>Assim, no tempo de Exílio, no sofrimento do Povo de Deus, o Profeta anuncia que Deus vai libertar o Seu Povo, como outrora quando da saída do Egipto. O Povo não deixa de reflectir sobre a sua situação, interroga-se como foi possível cair neste sofrimento. Surge então o anúncio de alguém que assume, que encara e proclama a libertação: é o Servo de Deus.
  2. 3. Bastará um Libertador como Moisés? <ul><li>Precisará se um rei como David ? </li></ul>De um general, que lute contra os inimigos e os vença? De um herói mais forte que todos os outros?
  3. 4. QUEM É ESTE SERVO DE DEUS? MAS… PORQUÊ, PARA QUÊ? Quem é este Servo de Deus que vem salvar o seu povo, todos os povos, todas as nações? Como vem ele salvar?
  4. 6. <ul><li>Deus não vem salvar o Seu Povo apenas por meio de um libertador que realiza prodígios… ou de um rei… Também não envia um general ou um herói fantástico, mas um Servo. Jesus é o Servo de Deus. Ele vem salvar toda a Humanidade. Como é que ele nos Salva ainda hoje? </li></ul>Jesus continua hoje a salvar através do amor, da ajuda, do serviço, da confiança… Jesus, o Servo de Deus anunciado há tantos séculos, é ainda hoje o nosso Salvador.
  5. 7. <ul><li>Vamos pensar novamente nos casos… </li></ul>Cristina é adoptada. É tratada com carinho e amor. A Leila é cristã. E descobre que Jesus está sempre com ela e que como ela ele sofreu muito. O Rajesh conhece um homem que o acolhe e toma conta dele assim como outros meninos como ele.
  6. 8. <ul><li>Nós não nos pregamos a nós, </li></ul><ul><li>Mas ao Senhor, </li></ul><ul><li>E apenas o fazemos por Seu Amor </li></ul><ul><li>Das trevas resplandece a Luz, disse Deus, </li></ul><ul><li>E foi Ele quem brilhou n coração dos seus </li></ul><ul><li>Trazemos, porém, este tesouro </li></ul><ul><li>Em vasos de barro </li></ul><ul><li>Para que se passa ver vir de Deus </li></ul><ul><li>Esses poder </li></ul><ul><li>Em tudo somos atribulados </li></ul><ul><li>E perseguidos, </li></ul><ul><li>Mas não desamparados e nunca vencidos. </li></ul><ul><li>No nosso corpo levamos sem cessar </li></ul><ul><li>A morte de Jesus, para Sua Vida manifestar </li></ul>

×