SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
 
LOCAL:  EEFM. Dona Maria Amélia Bezerra Público Alvo: 9º Ano – Ens. Fundamental Coordenadores: Profª Maria  Socorro de Souza  e prof.  João Bosco Lemos Colaboradores: Grêmio Estudantil, PCAs, Professores Diretores de Turma, pais e Núcleo Gestor Parceria(s): SEDUC- CREDE 19, CEREST, Conselho Tutelar ,Ministério Público. Período de Implementação : abril  a dezembro de 2011  
JUSTIFICATIVA : BULLYING, Sem termo equivalente na língua portuguesa, define-se universalmente como “um conjunto de atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotado por um ou mais alunos contra outro(s), causando dor, angústia e sofrimento”. Insultos, intimidações, apelidos cruéis e constrangedores, gozações que magoam profundamente, acusações injustas, atuação de grupos que hostilizam, ridicularizam e infernizam a vida de outros alunos, levando-os à exclusão, além de danos físicos, psíquicos, morais e materiais, são algumas das manifestações do comportamento bullying Diversos pesquisadores em todo o mundo têm direcionado seus estudos para esse fenômeno que toma aspectos preocupantes, tanto pelo seu crescimento, quanto por atingir faixas etárias, cada vez mais baixas, relativas aos primeiros anos de escolaridade.
Com intuito de prevenir e combater o Bullying, o governo do Estado do Ceará  instituiu a LEI N° 14.754, DE 30.07.10 (D.O. DE 02.08.10, que autoriza o poder executivo a instituir programa de prevenção e combate ao preconceito, intimidação, ameaça, violência física e/ou psicológica originária do ambiente escolar “bullying” de ação interdisciplinar e de participação comunitária, nas escolas públicas do Estado do Ceará.  Partindo do exposto,  justifica-se o projeto , dado a importância do tema no âmbito escolar. O referido projeto visa  informar , conscientizar ,diagnosticar e implementar ações efetivas para a redução do comportamento agressivo - bullying, entre estudantes da EEFM. DONA MARIA AMÉLIA BEZERRA , tendo como protagonistas os alunos, através da entidade de classe - Grêmio Estudantil, alunos representantes de urma  sob orientação  e coordenação dos professores coordenadores do projeto ,  Diretores de Turma, parcerias com redes de proteção  do Município( CREA,CRAS, Ministério Público, Conselho Tutelar entre outros) Entre outras ações, serão desenvolvidas, pesquisa ∕ enquete , palestras, campanhas, grupo de ajuda ∕ apoio psicológico, e construção de Blog Anti-Bullying  como suporte de aprendizagem – compartilhamento de ações decorrentes das experiências e vivências no contexto escolar.    
  OBJETIVOS: *Sensibilizar educadores, famílias e sociedade para a existência do problema e suas conseqüências, buscando despertá-los para o reconhecimento do direito de toda criança e adolescente a freqüentar uma escola segura e solidária, capaz de gerar cidadãos conscientes do respeito à pessoa humana e às suas diferenças.   *Diagnosticar e implementar ações efetivas para a redução do comportamento agressivo entre estudantes
AÇÕES :  * Pesquisa da realidade *Busca de parcerias *Formação de um grupo de trabalho *Ouvindo opiniões e definindo  compromissos *Divulgação do tema - informação aos pais, professores, funcionários e alunos *Palestras  *Campanhas *Formação de grupo(s) de ajuda- apoio psicológico para as vít*imas e agressores *Criação de BLOG para divulgação de material informativo e produções dos alunos nas diversas formas de linguagens.  
RESULTADOS ESPERADOS :   Espera-se com este PROJETO,  reconhecimento por parte dos educadores,  alunos e famílias  para a existência do fenômeno e suas conseqüências, buscando despertá-los para adotarem atitudes anti-blluying, garantindo o direito de toda criança e adolescente a freqüentar uma escola segura e solidária, capaz de gerar cidadãos conscientes do respeito à pessoa humana e às suas diferenças. Redução do comportamento agressivo entre estudantes , transformando-se em um instrumento para uma convivência respeitosa e harmoniosa  Com o decorrer de 8(oito) meses  de ações concretas , espera-se que o bullying seja um fenômeno escolar do passado.
FONTES DE REFERÊNCIAS: http: //portalbullying.com.br http://www.psicologia.org.br/internacional/pscl84.htm http://todospelaeducacaoitajai.ning.com/profiles/blogs/programa-de-combate-ao LEI N° 14.754, DE 30.07.10 (D.O. DE 02.08.10- Estado do Ceará Bullying –  Cartilha 2010 Justiça nas Escolas- CNJ( Conselho Nacional de Justiça) www.cnj.jus.br ,[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Webquest bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
Webquest   bullyng uma brincadeira que não é brincadeiraWebquest   bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
Webquest bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
Catia Goulart Goulart
 
Relatório sobre o projeto bullying
Relatório sobre o projeto bullyingRelatório sobre o projeto bullying
Relatório sobre o projeto bullying
maristela51
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
Liliane Machado
 
Projeto bullying 1 d
Projeto bullying   1 dProjeto bullying   1 d
Projeto bullying 1 d
Olidia Maria
 
Projeto bullying
Projeto bullyingProjeto bullying
Projeto bullying
mbl2012
 
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLATCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
regina luzia barros
 

Mais procurados (20)

Bullyng
BullyngBullyng
Bullyng
 
Portfólio bullying
Portfólio bullyingPortfólio bullying
Portfólio bullying
 
Apostila bullying
Apostila   bullyingApostila   bullying
Apostila bullying
 
Projeto bullying
Projeto bullyingProjeto bullying
Projeto bullying
 
Portfólio do Projeto Bullying
Portfólio do Projeto Bullying  Portfólio do Projeto Bullying
Portfólio do Projeto Bullying
 
Projeto Bullying
Projeto BullyingProjeto Bullying
Projeto Bullying
 
Trabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullyingTrabalho sobre bullying
Trabalho sobre bullying
 
Webquest bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
Webquest   bullyng uma brincadeira que não é brincadeiraWebquest   bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
Webquest bullyng uma brincadeira que não é brincadeira
 
Relatório sobre o projeto bullying
Relatório sobre o projeto bullyingRelatório sobre o projeto bullying
Relatório sobre o projeto bullying
 
Campanha educativa bullying
Campanha educativa bullyingCampanha educativa bullying
Campanha educativa bullying
 
Projeto bullyng
Projeto bullyngProjeto bullyng
Projeto bullyng
 
Projeto bullying fique fora dessa
Projeto bullying fique fora dessaProjeto bullying fique fora dessa
Projeto bullying fique fora dessa
 
Violência na Escola Elci_Elciene
Violência na Escola   Elci_ElcieneViolência na Escola   Elci_Elciene
Violência na Escola Elci_Elciene
 
Bullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graçaBullying: a brincadeira que não tem graça
Bullying: a brincadeira que não tem graça
 
Projeto bullying 1 d
Projeto bullying   1 dProjeto bullying   1 d
Projeto bullying 1 d
 
Projeto bullying
Projeto bullyingProjeto bullying
Projeto bullying
 
Violência na escola
Violência na escolaViolência na escola
Violência na escola
 
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLATCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
TCC 2011-PEDAGOGIA Sobre VIOLÊNCIA NA ESCOLA
 
Bullying na escola
Bullying na escolaBullying na escola
Bullying na escola
 
NÃO AO BULLYING: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO 8º. ANO DO CURSO SUPLETIVO
NÃO AO BULLYING: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO 8º. ANO DO CURSO SUPLETIVO NÃO AO BULLYING: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO 8º. ANO DO CURSO SUPLETIVO
NÃO AO BULLYING: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO 8º. ANO DO CURSO SUPLETIVO
 

Destaque

Destaque (8)

A violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da históriaA violência escolar ao longo da história
A violência escolar ao longo da história
 
Test y consejos de autoestima
Test y consejos de autoestimaTest y consejos de autoestima
Test y consejos de autoestima
 
Diapositiva el bullying
Diapositiva el bullyingDiapositiva el bullying
Diapositiva el bullying
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Bullying o matoneo exposicion para niños
Bullying o matoneo exposicion para niñosBullying o matoneo exposicion para niños
Bullying o matoneo exposicion para niños
 
Projeto didático valores humanos
Projeto didático valores humanosProjeto didático valores humanos
Projeto didático valores humanos
 
Valores humanos
Valores humanosValores humanos
Valores humanos
 
Projeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e ValoresProjeto Cidadania e Valores
Projeto Cidadania e Valores
 

Semelhante a Projeto bullying, brincadeiras que fere ppt

Projeto bullying, brincadeiras que fere .pps
Projeto bullying, brincadeiras que fere .ppsProjeto bullying, brincadeiras que fere .pps
Projeto bullying, brincadeiras que fere .pps
socorropsi
 
Registro do resultado do projeto sobre o Bullying
Registro do resultado do projeto sobre o BullyingRegistro do resultado do projeto sobre o Bullying
Registro do resultado do projeto sobre o Bullying
Ana Holmes
 
Poster ativ_2_11
 Poster ativ_2_11 Poster ativ_2_11
Poster ativ_2_11
Erivalda
 
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escolaCartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
ACECTALCT
 
Relato da semana do anti bullyng na escola mul
Relato da semana do anti bullyng na escola mulRelato da semana do anti bullyng na escola mul
Relato da semana do anti bullyng na escola mul
Francineteproinfo
 
Projeto Escola que Protege
Projeto Escola que ProtegeProjeto Escola que Protege
Projeto Escola que Protege
Adson Nunes
 
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
ANDRESSA MILLARD
 

Semelhante a Projeto bullying, brincadeiras que fere ppt (20)

Projeto bullying, brincadeiras que fere .pps
Projeto bullying, brincadeiras que fere .ppsProjeto bullying, brincadeiras que fere .pps
Projeto bullying, brincadeiras que fere .pps
 
Bullying
BullyingBullying
Bullying
 
Matildeslima ativ-5
Matildeslima ativ-5Matildeslima ativ-5
Matildeslima ativ-5
 
Matildeslima ativ-5
Matildeslima ativ-5Matildeslima ativ-5
Matildeslima ativ-5
 
Cópia de projeto bullying na escola em rede
Cópia de projeto bullying na escola em redeCópia de projeto bullying na escola em rede
Cópia de projeto bullying na escola em rede
 
Apreset no bullying
Apreset  no  bullyingApreset  no  bullying
Apreset no bullying
 
Apreset no bullying
Apreset  no  bullyingApreset  no  bullying
Apreset no bullying
 
Registro do resultado do projeto sobre o Bullying
Registro do resultado do projeto sobre o BullyingRegistro do resultado do projeto sobre o Bullying
Registro do resultado do projeto sobre o Bullying
 
Bullying na Escola
Bullying na EscolaBullying na Escola
Bullying na Escola
 
Tcc sobre o Bullygns nas escolas Art 2018 Adelvânia Souza de Oliveira
Tcc sobre o Bullygns nas escolas Art 2018 Adelvânia Souza de OliveiraTcc sobre o Bullygns nas escolas Art 2018 Adelvânia Souza de Oliveira
Tcc sobre o Bullygns nas escolas Art 2018 Adelvânia Souza de Oliveira
 
Nepre 2012
Nepre 2012Nepre 2012
Nepre 2012
 
Poster ativ_2_11
 Poster ativ_2_11 Poster ativ_2_11
Poster ativ_2_11
 
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escolaCartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
Cartilha mprj bullying_praticas_positivas_de_prevencao_na_escola
 
Artigo bullying
Artigo bullyingArtigo bullying
Artigo bullying
 
Relato da semana do anti bullyng na escola mul
Relato da semana do anti bullyng na escola mulRelato da semana do anti bullyng na escola mul
Relato da semana do anti bullyng na escola mul
 
Psicologia da educação
Psicologia da educação Psicologia da educação
Psicologia da educação
 
Projeto escola que protege
Projeto escola que protegeProjeto escola que protege
Projeto escola que protege
 
Projeto Escola que Protege
Projeto Escola que ProtegeProjeto Escola que Protege
Projeto Escola que Protege
 
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
Fmufinalcartilha 110728144919-phpapp02
 
3-plano-de-melhoria-da-convivncia-2020.pdf
3-plano-de-melhoria-da-convivncia-2020.pdf3-plano-de-melhoria-da-convivncia-2020.pdf
3-plano-de-melhoria-da-convivncia-2020.pdf
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 

Projeto bullying, brincadeiras que fere ppt

  • 1.  
  • 2. LOCAL: EEFM. Dona Maria Amélia Bezerra Público Alvo: 9º Ano – Ens. Fundamental Coordenadores: Profª Maria Socorro de Souza e prof. João Bosco Lemos Colaboradores: Grêmio Estudantil, PCAs, Professores Diretores de Turma, pais e Núcleo Gestor Parceria(s): SEDUC- CREDE 19, CEREST, Conselho Tutelar ,Ministério Público. Período de Implementação : abril a dezembro de 2011  
  • 3. JUSTIFICATIVA : BULLYING, Sem termo equivalente na língua portuguesa, define-se universalmente como “um conjunto de atitudes agressivas, intencionais e repetitivas, adotado por um ou mais alunos contra outro(s), causando dor, angústia e sofrimento”. Insultos, intimidações, apelidos cruéis e constrangedores, gozações que magoam profundamente, acusações injustas, atuação de grupos que hostilizam, ridicularizam e infernizam a vida de outros alunos, levando-os à exclusão, além de danos físicos, psíquicos, morais e materiais, são algumas das manifestações do comportamento bullying Diversos pesquisadores em todo o mundo têm direcionado seus estudos para esse fenômeno que toma aspectos preocupantes, tanto pelo seu crescimento, quanto por atingir faixas etárias, cada vez mais baixas, relativas aos primeiros anos de escolaridade.
  • 4. Com intuito de prevenir e combater o Bullying, o governo do Estado do Ceará instituiu a LEI N° 14.754, DE 30.07.10 (D.O. DE 02.08.10, que autoriza o poder executivo a instituir programa de prevenção e combate ao preconceito, intimidação, ameaça, violência física e/ou psicológica originária do ambiente escolar “bullying” de ação interdisciplinar e de participação comunitária, nas escolas públicas do Estado do Ceará. Partindo do exposto, justifica-se o projeto , dado a importância do tema no âmbito escolar. O referido projeto visa informar , conscientizar ,diagnosticar e implementar ações efetivas para a redução do comportamento agressivo - bullying, entre estudantes da EEFM. DONA MARIA AMÉLIA BEZERRA , tendo como protagonistas os alunos, através da entidade de classe - Grêmio Estudantil, alunos representantes de urma sob orientação e coordenação dos professores coordenadores do projeto , Diretores de Turma, parcerias com redes de proteção do Município( CREA,CRAS, Ministério Público, Conselho Tutelar entre outros) Entre outras ações, serão desenvolvidas, pesquisa ∕ enquete , palestras, campanhas, grupo de ajuda ∕ apoio psicológico, e construção de Blog Anti-Bullying como suporte de aprendizagem – compartilhamento de ações decorrentes das experiências e vivências no contexto escolar.    
  • 5.   OBJETIVOS: *Sensibilizar educadores, famílias e sociedade para a existência do problema e suas conseqüências, buscando despertá-los para o reconhecimento do direito de toda criança e adolescente a freqüentar uma escola segura e solidária, capaz de gerar cidadãos conscientes do respeito à pessoa humana e às suas diferenças.   *Diagnosticar e implementar ações efetivas para a redução do comportamento agressivo entre estudantes
  • 6. AÇÕES : * Pesquisa da realidade *Busca de parcerias *Formação de um grupo de trabalho *Ouvindo opiniões e definindo compromissos *Divulgação do tema - informação aos pais, professores, funcionários e alunos *Palestras *Campanhas *Formação de grupo(s) de ajuda- apoio psicológico para as vít*imas e agressores *Criação de BLOG para divulgação de material informativo e produções dos alunos nas diversas formas de linguagens.  
  • 7. RESULTADOS ESPERADOS :   Espera-se com este PROJETO, reconhecimento por parte dos educadores, alunos e famílias para a existência do fenômeno e suas conseqüências, buscando despertá-los para adotarem atitudes anti-blluying, garantindo o direito de toda criança e adolescente a freqüentar uma escola segura e solidária, capaz de gerar cidadãos conscientes do respeito à pessoa humana e às suas diferenças. Redução do comportamento agressivo entre estudantes , transformando-se em um instrumento para uma convivência respeitosa e harmoniosa Com o decorrer de 8(oito) meses de ações concretas , espera-se que o bullying seja um fenômeno escolar do passado.
  • 8.