Diário Ativo – Especial de Inauguração                                                                   http://mt-ativo.b...
Um dia um pouco mais agitado dentro da empresa, com reuniões intermináveisprojetos longos que exigia muito da minha capaci...
pessoa, teria que comprar só pra começar, de 25 a 35 quilos de carne, de 150 a 250 latas decerveja, bom... Já comecei em d...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Diário ativo - Apostando em Viver

263 visualizações

Publicada em

Diário Ativo é um projeto da empresa Motivo, onde conta como as pessoas melhoraram sua condição de Vida a partir da atividade física. Este é o texto de inauguração do Blog e do Projeto.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diário ativo - Apostando em Viver

  1. 1. Diário Ativo – Especial de Inauguração http://mt-ativo.blogspot.com Apostando em Viver Gostaria de contar uma historia de uma fase da minha vida, que hoje sou grato porter tomado esta decisão a tempo. Aos vinte quatro comecei minha vida de casado, nesta época eu era um praticantede esporte, vivia em academias, pesava em torno de 85 quilos com uma altura de 1,82metros gostava de correr e era privilegiado com um corpo sarado, nesta ocasião houve umacontecimento que iria modificar completamente a minha vida, o nascimento do meuprimeiro filho. Meu salário junto com o salário da minha esposa dava para manter nossafamília que agora era composto por três membros em um patamar ainda bastanteaceitável, porém um ano e quatro meses depois nasceu meu segundo filho, agora com osalário um pouco mais apertado, tinha que fazer algumas restrições para manter um padrãonão muito bom, porém ainda aceitável, os anos foram passando e as restrições tambémaumentavam ao ponto de tomar a decisão de parar de frequentar à academia, não foi fácilno começo, mas a condição não nos permitia fazer gastos desnecessários, a situação semodificou, em função de querer aumentar a minha renda familiar. No ano de 1991 fui convidado por um amigo a trabalhar em uma escola que davacursos profissionalizantes, que ficava alguns quilômetros de minha casa, com este trabalhoeu poderia fazê-lo à noite e isto não comprometeria a minha vida profissional, aceitei paraaumentar a minha renda familiar agora já com o terceiro filho integrando a nossa família,totalmente tomado pelo trabalho e pela família, não me dava conta das transformaçõesque iam acontecendo em minha vida. Certo momento quando tive que subir alguns lancesde escadas em um prédio de um amigo, que naquele momento havia acabado a energia eos elevadores não funcionava, ao terminar de subir percebi que não tinha mais toda aquelaenergia que outrora me era peculiar, me dei conta que estava com alguns quilos a mais eque não havia percebido que tinha engordado tanto e na verdade não sabia ao certoquanto estava pesando. Bom, nesta hora ainda não havia me preocupado tanto achava queera somente uma situação que eu poderia controlar e voltar a ter uma condição físicamelhor, achava que poderia dar conta, que era só tomar uma decisão e pronto voltavanovamente à condição física melhor, mas não foi isso que aconteceu..., bom continuandominha historia. Quando fiz meus quarenta anos de idade, trabalhava em uma empresa de grandeporte do ramo de siderurgia, era chefe de projetos do setor de engenharia, meu serviçoconsumia uma boa parte do meu tempo, quase não tinha tempo para nada, de diatrabalhava na indústria e noite dava aula na escola profissionalizante, já não eram maisproblemas financeiros que me prendia o tempo todo sem ter tempo para nada, era naverdade os compromissos que tinham tomado conta de todo meu tempo. 1
  2. 2. Um dia um pouco mais agitado dentro da empresa, com reuniões intermináveisprojetos longos que exigia muito da minha capacidade técnica intelectual, senti um malestar de repente, comecei a suar frio e ter calafrios pelo corpo todo e tive que me retirar dasala de reuniões, e fui procurar o médico da empresa, chegando ao seu consultório queficava aproximadamente uns 300 metros da sala de reunião cheguei totalmente exauridono consultório, o médico que era meu amigo me vendo naquela situação logo veio ao meuencontro para prestar-me socorro, deitei-me na maca e ele começou a fazer os exames quenaquela situação que me encontrara era necessário, ai foi que começou o meu drama. Quando terminou todos os exames que ele havia feito, minutos depois veio overedito, tinha começado um pequeno ataque cardíaco, neste momento quando subi nabalança tomei um susto enorme, aí me dei conta que tinha engordado muito, e medeparei com um peso de aproximadamente 128 quilos, com uma pressão em torno de 19para 11, quanto mais eu pensava no que havia acontecido com o meu estado físico mais ficapreocupado e minha pressão aumentava mais ainda, tive que tomar além dos remédiospara baixar a pressão, calmantes para não agravar mais ainda a minha saúde. Muito bem... Agora sabia que tinha que tomar uma decisão muito importante emminha vida, ou eu emagrecia e tentava perder alguns quilos para melhora a minha novacondição e levar uma vida um pouco melhor ou a vida do jeito que estava prosseguindoterminaria comigo em um estado muito perigoso, sabia que tinha que fazer alguma coisa etinha que ser rápido, não podia mais perder tempo, eu já não tinha mais vontade de fazermuita coisa ao ponto de não querer mais enfrentar os compromissos que havia tomadoconta da minha vida. Em algum momento dentro da empresa encontrei um amigo com os mesmosproblemas que eu tinha, foi quando tivemos uma grande idéia que veio transformar de umavez por toda a minha vida. Resolvemos fazer uma aposta entre nos dois, nós teríamos queperder no mínimo 10 quilos dentro de três meses, para isso estabelecemos algumas regras,para tentar realmente levar a fundo este novo compromisso. Não poderíamos tomarnenhum tipo de remédios para emagrecer e teríamos que fazer tudo isso naturalmente,através de exercícios e reduzido à alimentação de uma maneira sadia, para issoconsultamos um especialista para nos orientar e não prejudicar ainda mais a nossa saúde. Pois bem... Marcamos o dia para nos pesar, tomamos as medidas de nossos corposque naquele momento não era agradável de ver, e marcamos também a data de pesarmosnovamente para ver quem perdeu mais peso, há um detalhe... Para tudo isso acontecer, nóspedimos a ajuda de alguns amigos para ficarem como testemunhas, para que realmente ocompromisso fosse mantido até o fim. Na aposta, quem chegasse com menor perda e maior de peso, teria que pagar umchurrasco para a equipe inteira de trabalho do outro. Ele era chefe da manutenção, ondecomandava uma turma de mais ou menos umas 50 pessoas, eu como era chefe de projetosda engenharia só tinha a meu comando umas 15 pessoas, meu amigo... Ai começou umnovo drama, como sou da área da engenharia, comecei a fazer as contas. Vejam: se cadapessoa consumisse de 500 gramas a 700 gramas de carne, e de 3 a 5 latas de cervejas por 2
  3. 3. pessoa, teria que comprar só pra começar, de 25 a 35 quilos de carne, de 150 a 250 latas decerveja, bom... Já comecei em desvantagem. Comecei a mudar totalmente minha rotina, a primeira decisão que tive que tomarfoi de pedir demissão do meu emprego de professor, para realmente sobrar tempo paravoltar para a academia, e nos finais de semana comecei a fazer caminhadas que no inicionão foi muito fácil, mas eu estava disposto a enfrentar o compromisso que havia tomadocom a aposta, eu realmente não queria ter que pagar a aquele churrasco todo para o meuadversário, sabia que iria me tomar um dinheirão. Porém a aposta foi bastante saudável. Durante todo esse tempo que comecei a fazer os exercícios, fui tomando gosto pelarotina, das caminhadas passei a correr, comecei a gostar tanto que aquilo se tornouprazeroso, foi quando comecei a participar de corridas de ruas onde encontrei variaspessoas com os mesmos objetivos, comecei a notar melhoras expressivas no corpo e nasaúde, percebi que meus maus hábitos estavam sendo trocados por hábitos mais sadios,notara que estava cada dia melhor e sem perceber comecei realmente a perder peso, ecada dia ficava mais entusiasmado com toda aquela nova sensação que tomava meu corpoe minha alma, tive momentos que comecei a superar desafios que nunca havia passado porminha vida. A empresa inteira estava sabendo da aposta, tínhamos torcidas por todos os lados,pessoas que nem eram de nossos setores, pessoas da matriz que ficava em outro estadotambém participaram em paralelo fazendo um bolão, escolhiam um de nós dois eapostavam. Acharam isso exagero...?! E se eu contar que eles ligavam em nossas casas paraver se estávamos indo treinar mesmo, cobravam de nós no trabalho como estávamos indocom nossos compromissos para perder o peso estipulado, todos esperando o dia em queteríamos que comprovar quem havia realmente perdido mais peso. Chegou o dia da comprovação, onde teríamos o veredicto de quem havia realmenteperdido mais peso, eu sabia que meu adversário da maneira dele também tinha sededicado, bom... Estava preparado para o que der e vier, ele foi o primeiro a subir nabalança e perdeu exatamente 11 quilos, ele tinha realmente perdido mais quilos do quehavia prometido na aposta, só faltava a minha comprovação, nesse momento percebi queas pessoas a redor e principalmente a minha turma estavam apreensivas, foi quando subi nabalança e me deparei com um perda de aproximadamente 13 quilos, foi uma alegria geralnão comigo, mas com todos que haviam apostado em mim. Estava tão contente com o que havia acontecido que propus ao meu adversário queeu e ele juntássemos as duas equipes e, ele pagava para a turma dele que era maior e eupagava para a minha turma que como já havia falado era menor. Hoje depois de tanto tempo que passou, continuo com a rotina de exercícios todosdias na academia, e já perdi ao todo 28 quilos, com uma vida muito mais saudável e forte,sinto prazer em praticar vários esportes e os meus dias estão muito melhores, adoro viver. 3

×