SlideShare uma empresa Scribd logo

4º módulo 1ª aula

Mordomia é o manejo responsável dos recursos do reino de Deus que foram confiados a uma pessoa ou a um grupo. (Conciso Dicionário de Teologia Cristã – Millard J. Erickson).

1 de 27
Baixar para ler offline
4º módulo   1ª aula
• Mordomia
• Mordomia é o manejo responsável dos recursos do reino
de Deus que foram confiados a uma pessoa ou a um
grupo. (Conciso Dicionário de Teologia Cristã – Millard J.
Erickson).
• 1)- A mordomia cristã
• Mordomia é Administração (Lc 16.2,RC).
• - Mordomo, - Pessoa encarregada da administração de
uma casa (oikos); administrador. (Gn 39.4-8,RA; Lc
12.42). (Dicionário da Bíblia de Almeida)-(SBB).
• Despenseiro:
• 1) - Pessoa encarregada da Despensa, (Cômodo em
que se guardam mantimentos) - (Gn 43.16,RA
• 2)- O cristão como administrador dos seus Dons (1 Pe
4.10);
• 3)- O obreiro como responsável por cuidar das coisas
de Deus (1 Co 4.1; Tt 1.7). DBA-SBB.- Mordomia é o
ofício do Mordomo.
• Mordomo, (no grego oikonómos) - Administrador dos
bens de uma casa ou de um estabelecimento alheio.
(Pequena Enciclopédia Bíblica – O.S. Boyer).
• 2)- O que é felicidade cristã
• A lealdade de Deus para com o Seu povo na base dos
compromissos do pacto que Ele fez, e uma atitude
semelhante de fidelidade do povo de Deus para com os
seus compromissos implícitos e explícitos no pacto.
• “...Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do
SENHOR...” (Salmos 122:1)
• 3)- Mordomia nos compromissos.
• Por que devemos ter Compromisso?
• O grande motivo é: Porque somos regenerados por
Deus.
• A regeneração difere do arrependimento, da fé e da
conversão no sentido de que ela, a regeneração, é uma
ação direta de Deus na vida do crente. O homem deve
arrepender-se, crer e converter-se; assim Deus ordena.
Mas não há mandamento para que o homem se
regenere, pois esta é uma obra de Deus. Ela, a
regeneração, é o princípio essencial da salvação, que
por sua vez, foi adquirida pela fé.
Anúncio

Recomendados

Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)jonasfreitasdejesus
 
Todos os versículos da bíblia sobre dízimos e ofertas 6.5
Todos os versículos da bíblia sobre dízimos e ofertas 6.5Todos os versículos da bíblia sobre dízimos e ofertas 6.5
Todos os versículos da bíblia sobre dízimos e ofertas 6.5Albérico Henrique
 
Honrando ao senhor com nossos bens dízimos e oferta
Honrando ao senhor com nossos bens dízimos e ofertaHonrando ao senhor com nossos bens dízimos e oferta
Honrando ao senhor com nossos bens dízimos e ofertaCristiano Mascarenhas
 
Aula 04 os dizimos e ofertas alçadas para o site
Aula 04   os dizimos e ofertas alçadas para o siteAula 04   os dizimos e ofertas alçadas para o site
Aula 04 os dizimos e ofertas alçadas para o sitepbmarcelo
 
Dízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e PrimíciasDízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e PrimíciasKaryn Martins
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-bookSammis Reachers
 
Galardão, a recompensa de deus para os santos
Galardão, a recompensa de deus para os santosGalardão, a recompensa de deus para os santos
Galardão, a recompensa de deus para os santosJorge Aymar Costa
 
Aula 7 O homem diante da salvação
Aula 7   O homem diante da salvaçãoAula 7   O homem diante da salvação
Aula 7 O homem diante da salvaçãoRicardo Gondim
 
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertasLicao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertasVilma Longuini
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoSammis Reachers
 
Oração do Pai nosso = Lucas 11
Oração  do Pai nosso = Lucas 11Oração  do Pai nosso = Lucas 11
Oração do Pai nosso = Lucas 11Jair de Barros
 
Estudo20 dizimos oefertas
Estudo20 dizimos oefertasEstudo20 dizimos oefertas
Estudo20 dizimos oefertasHezir Henrique
 
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1Elva Judy Nieri
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassMariadaSilva95
 
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)Instituto Teológico Gamaliel
 
Lição 01 Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015
Lição 01  Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015Lição 01  Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015
Lição 01 Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015João Paulo Silva Mendes
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasEduardo Sousa Gomes
 
O principio da Criação
O principio da CriaçãoO principio da Criação
O principio da Criaçãooitavaera
 

Mais procurados (20)

Antes que seja tarde demais - E-book
Antes que seja tarde demais  - E-bookAntes que seja tarde demais  - E-book
Antes que seja tarde demais - E-book
 
Galardão, a recompensa de deus para os santos
Galardão, a recompensa de deus para os santosGalardão, a recompensa de deus para os santos
Galardão, a recompensa de deus para os santos
 
Aula 7 O homem diante da salvação
Aula 7   O homem diante da salvaçãoAula 7   O homem diante da salvação
Aula 7 O homem diante da salvação
 
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertasLicao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuito
 
Oração do Pai nosso = Lucas 11
Oração  do Pai nosso = Lucas 11Oração  do Pai nosso = Lucas 11
Oração do Pai nosso = Lucas 11
 
Estudo20 dizimos oefertas
Estudo20 dizimos oefertasEstudo20 dizimos oefertas
Estudo20 dizimos oefertas
 
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1
PRIMEIRA CARTA DE PEDRO, CAPÍTULO 1
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Quem é o espirito santo
Quem é o espirito santoQuem é o espirito santo
Quem é o espirito santo
 
A filiação de jesus
A filiação de jesusA filiação de jesus
A filiação de jesus
 
Linguagem do amor
Linguagem do amorLinguagem do amor
Linguagem do amor
 
Estudo sobre arrependimento
Estudo sobre arrependimentoEstudo sobre arrependimento
Estudo sobre arrependimento
 
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)
Institutogamaliel.com o propósito eterno de deus (1)
 
Lição 01 Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015
Lição 01  Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015Lição 01  Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015
Lição 01 Eu Creio em Deus Pai - jovens - CPAD 2015
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos dias
 
Fe para hoje volume15
Fe para hoje volume15Fe para hoje volume15
Fe para hoje volume15
 
O decálogo
O decálogo O decálogo
O decálogo
 
O principio da Criação
O principio da CriaçãoO principio da Criação
O principio da Criação
 

Semelhante a 4º módulo 1ª aula

Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasÉder Tomé
 
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)IBC de Jacarepaguá
 
E.b.d adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d  adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05E.b.d  adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05Joel Silva
 
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGRPreparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGRGerson G. Ramos
 
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 Pr. Andre Luiz
 
Lbj lição 6 O sustento da igreja
Lbj lição 6   O sustento da igrejaLbj lição 6   O sustento da igreja
Lbj lição 6 O sustento da igrejaboasnovassena
 
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13Joel Silva
 
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Slide licao 1 3 t - 2019 - cpad
Slide licao 1   3 t - 2019 - cpadSlide licao 1   3 t - 2019 - cpad
Slide licao 1 3 t - 2019 - cpadVilma Longuini
 
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesLição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesAndrew Guimarães
 
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)IBC de Jacarepaguá
 
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bj
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bjOs Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bj
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bjbigbang519
 
Jovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - VocaçãoJovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - Vocaçãouriank
 
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e ProsperidadeAnderson Silva
 
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e ProsperidadeAnderson Silva
 
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJALição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJAErberson Pinheiro
 

Semelhante a 4º módulo 1ª aula (20)

Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e OfertasLição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
Lição 7 - A Mordomia dos Dízimos e Ofertas
 
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
 
E.b.d adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d  adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05E.b.d  adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05
E.b.d adolescentes - 4ºtrimestre 2016 lição 05
 
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGRPreparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
 
O tribunal de cristo e os galardões lição 6 completa
O tribunal de cristo e os galardões   lição 6  completaO tribunal de cristo e os galardões   lição 6  completa
O tribunal de cristo e os galardões lição 6 completa
 
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
 
Lbj lição 6 O sustento da igreja
Lbj lição 6   O sustento da igrejaLbj lição 6   O sustento da igreja
Lbj lição 6 O sustento da igreja
 
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13E.b.d   jovens 4 trimestre 2016 lição 13
E.b.d jovens 4 trimestre 2016 lição 13
 
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015Lição 13    a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
Lição 13 a manifestação da graça da salvação 3º trimestre de 2015
 
Slide licao 1 3 t - 2019 - cpad
Slide licao 1   3 t - 2019 - cpadSlide licao 1   3 t - 2019 - cpad
Slide licao 1 3 t - 2019 - cpad
 
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os GalardõesLição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
Lição 6 - O Tribunal de Cristo e os Galardões
 
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 05 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
 
Ebd lição 6
Ebd lição 6Ebd lição 6
Ebd lição 6
 
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bj
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bjOs Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bj
Os Atributos de Deus.pdf hhij hh. HB vfuj bj
 
Jovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - VocaçãoJovens Estudo 6 - Vocação
Jovens Estudo 6 - Vocação
 
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
 
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
 
A. w. pink os atributos de deus
A. w. pink   os atributos de deusA. w. pink   os atributos de deus
A. w. pink os atributos de deus
 
A. w. pink os atributos de Deus
A. w. pink   os atributos de DeusA. w. pink   os atributos de Deus
A. w. pink os atributos de Deus
 
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJALição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
 

Mais de Joel Silva

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzJoel Silva
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Joel Silva
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeJoel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruz
 
Colossences 4
Colossences 4Colossences 4
Colossences 4
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidade
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
 
Romanos 15
Romanos   15Romanos   15
Romanos 15
 
Romanos 14
Romanos   14Romanos   14
Romanos 14
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 12
Romanos   12Romanos   12
Romanos 12
 

Último

Novena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNovena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNilson Almeida
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasNilson Almeida
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelNilson Almeida
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNilson Almeida
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeNilson Almeida
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoNilson Almeida
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docxJose Moraes
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioNilson Almeida
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxCelso Napoleon
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptxMarta Gomes
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Nilson Almeida
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfjoseciceroroberto197
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxRodrigoTavares484059
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNilson Almeida
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...advbrunomoretti
 

Último (20)

Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
Carta da Quaresma 2024 Reflexão para grupos Parte 4
 
Novena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De CristoNovena Do Seguimento De Cristo
Novena Do Seguimento De Cristo
 
Orações Cristãs Diárias
Orações Cristãs DiáriasOrações Cristãs Diárias
Orações Cristãs Diárias
 
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo MiguelLimpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
Limpeza Espiritual 21 Dias Arcanjo Miguel
 
Novena De Santa Teresinha
Novena De Santa TeresinhaNovena De Santa Teresinha
Novena De Santa Teresinha
 
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
Reflexão para grupos sobre a carta de Quaresma 2024 Parte 1
 
Oração Da Sobriedade
Oração Da SobriedadeOração Da Sobriedade
Oração Da Sobriedade
 
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E DiscernimentoOração Pedindo Sabedoria E Discernimento
Oração Pedindo Sabedoria E Discernimento
 
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
DIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docxDIZIMOS  - Também é  para nós cristãos?.docx
DIZIMOS - Também é para nós cristãos?.docx
 
A Couraça De São Patrício
A Couraça De São PatrícioA Couraça De São Patrício
A Couraça De São Patrício
 
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptxLição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
Lição 7 - O Ministério da Igreja - 18fev2024.pptx
 
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
4.2.3 - Ressurreição da carne - Paraíso - Inferno - Pugatório.pptx
 
Orações Vocacionais
Orações VocacionaisOrações Vocacionais
Orações Vocacionais
 
Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola Novena A Santo Inácio De Loyola
Novena A Santo Inácio De Loyola
 
Novena A São José
Novena A São JoséNovena A São José
Novena A São José
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdfSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS - PDF.pdf
 
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptxSlide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
Slide Licao 7 - 1T - 2024 - CPAD JOVENS.pptx
 
Invocação À Luz
Invocação À LuzInvocação À Luz
Invocação À Luz
 
Novena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada ConceiçãoNovena Da Imaculada Conceição
Novena Da Imaculada Conceição
 
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
Apresentação Programação Agenda Semanal Igreja Moderno Branco Verde Roxo ...
 

4º módulo 1ª aula

  • 2. • Mordomia • Mordomia é o manejo responsável dos recursos do reino de Deus que foram confiados a uma pessoa ou a um grupo. (Conciso Dicionário de Teologia Cristã – Millard J. Erickson).
  • 3. • 1)- A mordomia cristã • Mordomia é Administração (Lc 16.2,RC). • - Mordomo, - Pessoa encarregada da administração de uma casa (oikos); administrador. (Gn 39.4-8,RA; Lc 12.42). (Dicionário da Bíblia de Almeida)-(SBB).
  • 4. • Despenseiro: • 1) - Pessoa encarregada da Despensa, (Cômodo em que se guardam mantimentos) - (Gn 43.16,RA • 2)- O cristão como administrador dos seus Dons (1 Pe 4.10); • 3)- O obreiro como responsável por cuidar das coisas de Deus (1 Co 4.1; Tt 1.7). DBA-SBB.- Mordomia é o ofício do Mordomo. • Mordomo, (no grego oikonómos) - Administrador dos bens de uma casa ou de um estabelecimento alheio. (Pequena Enciclopédia Bíblica – O.S. Boyer).
  • 5. • 2)- O que é felicidade cristã • A lealdade de Deus para com o Seu povo na base dos compromissos do pacto que Ele fez, e uma atitude semelhante de fidelidade do povo de Deus para com os seus compromissos implícitos e explícitos no pacto. • “...Alegrei-me quando me disseram: Vamos á casa do SENHOR...” (Salmos 122:1)
  • 6. • 3)- Mordomia nos compromissos. • Por que devemos ter Compromisso? • O grande motivo é: Porque somos regenerados por Deus. • A regeneração difere do arrependimento, da fé e da conversão no sentido de que ela, a regeneração, é uma ação direta de Deus na vida do crente. O homem deve arrepender-se, crer e converter-se; assim Deus ordena. Mas não há mandamento para que o homem se regenere, pois esta é uma obra de Deus. Ela, a regeneração, é o princípio essencial da salvação, que por sua vez, foi adquirida pela fé.
  • 7. • A Bíblia utiliza vários termos para referir-se ao que chamamos de regeneração. • Entre outros, ela fala de: (novo nascimento (Jô 3.3); nascido de Deus (Jô 1.13, 1 Jo 5.1,4); vivificação (Ef 2.1,5);renovação pelo espírito (Tt 3.5); nova criação (Ef 2.10, 2 Co 5.17); ressurreição (Cl 2.13, 3.1). • O termo mais apropriado e utilizado na teologia é regeneração (Tt 3.5; 1 Pe 1.3). • A idéia bíblica é de que há um homem natural e outro regenerado, ou feito de novo em Cristo.
  • 8. • 3.1)- A regeneração produz efeitos posicionais, espirituais e práticos. • Os feitos posicionais são a condição de filho de Deus por adoção (Jô 1.12,13; Rm 8.16; Gl 4.6). • Como filho, o crente é também herdeiro de Deus e co- herdeiro com Cristo (Rm 87.17), cuja herança fica assegurada no céu (1 Pe 1.4). • Além disto, por ser filho o crente goza do acesso ao Pai celestial e tem comunhão com Ele (Rm 5.1 ss).
  • 9. • Os efeitos espirituais são as virtudes que o crente recebe do Senhor na sua alma (Gl 2.20). Ele é fortalecido “no Senhor e na força do seu poder” (Ef 6.10; 3.16-19). • Os Efeitos práticos aparecem na vida do crente no dia a dia. Ele busca viver a vida de justiça, santidade, amor reverência e verdade (Ef 4.22ss). Ele pratica o amor fraternal, serve a Cristo e aos irmãos. Produz as obras que são o fruto da vida em Cristo. • Em resumo, o grau do compromisso manifesta o grau da regeneração que Deus já efetuou no crente.
  • 10. • 3.2)- Alguns textos sobre o serviço e porque devemos ter compromisso com Deus e com a Sua Obra: • - Lucas 10.2 – “E dizia-lhes: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara”. • - Ec 3.13 – “... e também que todo homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho, é dom de Deus”.
  • 11. • - Jr 31.16 – “Assim diz o Senhor: Reprime a tua voz do choro, e das lágrimas os teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o Senhor, e eles voltarão da terra do inimigo”. • - 1 Co 3.8 – “Ora, uma só coisa é o que planta e o que rega; e cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho”. • - 1 Co 15.58 – “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”.
  • 12. • 4)- Quando começam os nossos compromisso • Desde quando devemos ter Compromisso? • Desde o primeiro dia que Deus inicia a regeneração em nossas vidas, dia este que coincide com o dia em que aceitamos Jesus Cristo como Salvador e Senhor de nossas vidas, não importando quantos anos de vidas tivermos neste que é o dia mais importante para qualquer um de nós.
  • 13. • Conforme: • - Sl 148.12,13 – “Jovens e donzelas, velhos e crianças, louvai o nome do Senhor, pois só o Seu nome é exaltado; a sua glória está sobre a terra e o céu”. • - Pv 20.11 – “Até a criança se dará a conhecer pelas sua ações, se a sua conduta é pura e reta”.
  • 14. • 5)- Exercitando a mordomia • 5.1)- Do nosso Tempo • – Ef 5.15,16 – “Portanto, vede prudentemente coma andais, não como ignorantes, mas como sábios, remindo (aproveitando bem) o tempo porque os dias são maus”. • 5.2)- Dos nossos Bens. • – Pv 3.9 – “Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda”.
  • 15. • 5.3)- Dos nossos Talentos e Dons • – Lv 23.38 – “Estas ofertas são além dos sábados do Senhor, e além dos vossos dons, e além de todos os vossos votos, e além de todas as vossas ofertas voluntárias que derdes ao Senhor”. • 5.4)- Do nosso Conhecimento e Inteligência • – Pv 20.15 – “Há ouro e abundância de pedras preciosas; mas os lábios do conhecimento são jóia de grande valor.”
  • 16. • – 1 Co 1.5 – “Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda palavra e em todo o conhecimento”. • 5.5)- Dos nossos Dízimos e Ofertas • – Ml 3.8 – “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais , e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas”. • 5.6)- Dos nossos Corpos • – Rm 12.1 – “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional”.
  • 17. • 6)- Origens biblicas para a Mordomia. • Em Gênesis 4.3 a 5 nós lemos: • “Ao cabo de dias trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor. Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura. Ora, atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. Pelo que irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante”.
  • 18. • Este texto é a primeira ocorrência onde podemos encontrar a intenção de ofertar algo a Deus. • É admirável perceber que Deus, apenas uma geração depois do pecado ter entrado no mundo, esta dando a oportunidade do homem se aproximar dEle, do homem se reconciliar com Ele, e principalmente, do homem agradar a Ele. • Mas não apenas a oferta deveria agradar a Deus, o ofertante e, principalmente o ofertante, deveria ofertar com o coração cheio do bem. • A oferta jamais será mais valiosa do que a disposição do coração daquele que oferece.
  • 19. • O texto lido anteriormente continua a nos dizer em Gn 4.6 e 7: • “Então lhe disse o Senhor: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não serás aceito? E se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar”.
  • 20. • 7)- Não basta apenas ofertar. • Em 2 Co 9.7 podemos ler:- “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com trateza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria” Somente está alegre aquele que: • Oferta a Deus com a motivação certa – que é agradar a Deus. Louvar e glorificar o Seu Santo Nome;
  • 21. • Oferta a Deus com sincera gratidão – entendendo que foi Deus quem deu condições para que algo chegasse às suas mãos, e daquilo que Deus permite chegar às mãos, separa-se, com alegria, as ofertas ao Senhor; • Oferta a Deus com a alma limpa – pois Deus não se alegra com ofertas de ímpios, logo, mesmo que aqueles que não temem a Deus façam generosas ofertas, isso por si só, não lhes restitui a paz..., não lhes proporciona graça..., não lhes confere salvação..., e não lhes assegura a vida eterna.
  • 22. • 8)- Deus Aceita a Devolução da parte Daquilo que nos deus... • O senhor Deus não precisa de dízimos e ofertas. • Ele já é o dono de todas as coisas, vidas e tesouros... A Palavra Fiel nos diz em: • Lv 27. 30 – “Também todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor”. • Ageu 2.8 – “Minha é a prata, e meu é o ouro, diz o Senhor dos exércitos”.
  • 23. • Mas o Senhor nos concede o privilégio de contribuir para a Sua obra exatamente porque esta obra tem custos, envolve obreiros e diminui os sofrimentos de muitos, através da diaconia, do serviço social, da distribuição de alimentos, roupas, remédios, etc. • A obra de evangelização do mundo e da edificação da igreja, necessita de mantenedores fiéis, que tenham claro em suas mentes e corações que a responsabilidade da manutenção desta obra pertence a todos os salvos em Jesus Cristo.
  • 24. • 9)- Mordomia cristã no Dízimos. • Onde Devemos Entregar as Nossas Ofertas e Dízimos. • Ml 3.10 – “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança”.
  • 25. • 10)- O desafio da felicidade. • Em Provérbios 9.10a lemos: • “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência”. • É impressionante como tememos os nossos devedores, como tememos o poder público, concessionário dos benefícios ditos públicos, mas também ávido cobrador destes benefícios. Mas o temor de ficar sem os serviços essenciais como telefone, água, luz, etc, nos levam a ser pontuais no recolhimento de taxas, impostas e a pagarmos com naturalidade e pontualidade tudo aquilo que para nós é indispensável.
  • 26. • Em Provérbios 3.9-10 está escrito: • “...Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão fartamente os teus celeiros...” • Em todos os convites de Deus à fidelidade do homem, sempre está implícita uma maravilhosa promessa, que é o Amor de Deus, pois a Palavra nos diz: • 2 Coríntios 9.7: • “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria”.
  • 27. Contribua com alegria! – contribua com o teu tempo, contribua com os teus talentos e dons, contribua com os teus dízimos e ofertas... Contribua com o teu temor e reverência a Deus...