SlideShare uma empresa Scribd logo
YESHUA-M7A40-Aula-Final_-Onde-dois-ou-mais....pdf
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Última Aula: A egrégora ligada à
Jesus e a presença do Cristo Planetário
no plano mental do planeta.
Módulo 1: O Epicentro da Transição Planetária (5 aulas)
Módulo 2: Encontro Místico com Yeshua (6 aulas)
Módulo 3: Mãos à obra (5 aulas)
Módulo 4: A Carta Constitucional da Nova Terra (6 aulas)
Módulo 5: Atitudes e Marcos históricos (8 aulas)
Módulo 6: Metafísica da Vida (8 aulas)
Módulo 7: No meio de nós (2 aulas)
40 aulas gratuitas disponíveis no YouTube enquanto o YouTube
existir e na plataforma CirculoEscola.com com materiais
complementares de apoio.
João 20:1-18
No primeiro dia da semana Maria Madalena foi ao sepulcro de
madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do
sepulcro. Correu pois, e foi a Simão Pedro, e o outro discípulo, a
quem Jesus amava, e disse-lhes: "Levaram o Senhor do
sepulcro, e não sabemos onde o puseram".
Pedro saiu com o outro discípulo, e foram ao sepulcro. E os
dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais
apressadamente do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro.
E, abaixando-se, viu no chão os lençóis; todavia não entrou.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
João 20:1-18
Chegou pois Simão Pedro, que o seguia, e entrou no
sepulcro, e viu no chão os lençóis, e que o lenço, que tinha
estado sobre a sua cabeça, não estava com os lençóis, mas
enrolado num lugar à parte.
Então entrou também o outro discípulo, que chegara
primeiro ao sepulcro, e viu, e creu. Porque ainda não sabiam
a Escritura: que era necessário que ressuscitasse dos mortos.
Tornaram pois os discípulos para casa.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
João 20:1-18
E Maria estava chorando fora, junto ao sepulcro. Estando ela pois
chorando, abaixou-se para o sepulcro, e viu dois anjos vestidos de
branco, assentados onde jazera o corpo de Jesus, um à cabeceira
e outro aos pés. E disseram-lhe eles:
"Mulher, por que choras?" Ela lhes disse: "Porque levaram o meu
Senhor, e não sei onde o puseram".
E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas
não sabia que era Jesus.
Disse-lhe Jesus: "Mulher, por que choras? Quem buscas?"
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
João 20:1-18
Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: "Senhor, se tu o
levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei".
Disse-lhe Jesus: "Maria!"
Ela, voltando-se, disse-lhe: "Raboni!" (que quer dizer, mestre)
Disse-lhe Jesus: "Não me detenhas, porque ainda não subi para
meu Pai, mas vai para meus irmãos e dize-lhes que eu subo
para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus".
Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos que vira o Senhor,
e que ele lhe dissera isto.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Em Lucas:
E no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro,
levando as especiarias que tinham preparado. E acharam a pedra revolvida
do sepulcro.
E, entrando, não acharam o corpo do Senhor Jesus. E aconteceu que,
estando elas perplexas a esse respeito, eis que pararam junto delas dois
varões, com vestidos resplandecentes. E, estando elas muito atemorizadas, e
abaixando o rosto para o chão, eles lhes disseram: "Por que buscais o
vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou. Lembrai-vos
como vos falou, estando ainda na Galileia, dizendo: 'Convém que o Filho do
homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e
ao terceiro dia ressuscite'.' E lembraram-se das suas palavras. E, voltando do
sepulcro, anunciaram todas estas coisas aos onze e a todos os demais.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E eram Maria Madalena, e Joana, e Maria, mãe de Tiago, e as outras que
com elas estavam, as que diziam estas coisas aos apóstolos. E as suas
palavras lhes pareciam como desvario, e não as creram.
Pedro, porém, levantando-se, correu ao sepulcro, e, abaixando-se, viu só
os lençóis ali postos; e retirou-se, admirando consigo aquele caso.
E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de
Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús; e iam falando entre
si de tudo aquilo que havia sucedido. E aconteceu que, indo eles falando
entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou,
e ia com eles; mas os olhos deles estavam como que fechados, para que
o não conhecessem.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E ele lhes disse: "Que palavras são essas que, caminhando, trocais
entre vós, e por que estais tristes?"
E, respondendo um, cujo nome era Cleopas, disse-lhe: "És tu só
peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm
sucedido nestes dias?"
E ele lhes perguntou: "Quais?"
E eles lhe disseram: "As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que
foi varão profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e
de todo o povo; e como os principais dos sacerdotes e os nossos
príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora,
sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas
aconteceram. É verdade que também algumas mulheres dentre nós
nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro; e, não
achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto
uma visão de anjos, que dizem que ele vive. E alguns dos que estavam
conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres
haviam dito, porém a ele não o viram."
E ele lhes disse: "Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os
profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse
estas coisas e entrasse na sua glória?"
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes
o que dele se achava em todas as Escrituras.
E chegaram à aldeia para onde iam, e ele fez como quem ia
para mais longe. E eles o constrangeram, dizendo:
"Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia". E entrou
para ficar com eles.
E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o
abençoou e partiu-o, e lho deu. Abriram-se-lhes então os
olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E disseram um para o outro: "Porventura não ardia em nós o
nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos
abria as Escrituras?"
E na mesma hora, levantando-se, tornaram para Jerusalém, e
acharam congregados os onze, e os que estavam com eles, os
quais diziam:
"Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão". E
eles lhes contaram o que lhes acontecera no caminho, e como
deles foi conhecido no partir do pão.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E, falando eles destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio
deles, e disse-lhes: "Paz seja convosco". E eles, espantados e
atemorizados, pensavam que viam algum espírito.
E ele lhes disse: "Por que estais perturbados, e por que sobem tais
pensamentos aos vossos corações? Vede as minhas mãos e os meus pés,
que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne
nem ossos, como vedes que eu tenho." E, dizendo isto, mostrou-lhes as
mãos e os pés.
E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados,
disse-lhes: "Tendes aqui alguma coisa que comer?" Então eles
apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel, que ele
tomou, e comeu diante deles.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Lucas 24:1-49
E disse-lhes: "São estas as palavras que vos disse estando ainda
convosco: que convinha que se cumprisse tudo o que de mim
estava escrito na Lei de Moisés, e nos Profetas, e nos Salmos".
Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as
Escrituras. E disse-lhes: "Assim está escrito, e assim convinha que
o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dos mortos, e
em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos
pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. E
destas coisas sois vós testemunhas. E eis que sobre vós envio
a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém,
até que do alto sejais revestidos de poder."
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Chave 1
Todo o drama da vida
de Jesus foi um
testemunho da
supremacia do espírito
do homem sobre a
matéria. Yogananda
● Encarnação, curas milagres e prodígios, a cruz, a
desmaterialização do corpo e o ressurgimento
"O que Jesus demonstrou depois da crucificação foi
muito superior: a Ressurreição da alma até alcançar sua
unidade com o Espírito, - a ascensão da alma desde o
confinamento ilusório da consciência corporal até sua
inata imortalidade e liberdade eterna. Lázaro outros
cujos corpos ressuscitaram dentre os mortos por obra de
Jesus obtiveram uma nova vida, uma nova oportunidade
de progresso espiritual; mas a ressurreição de Jesus
levou sua consciência para além de todas as
relatividades da criação vibratória e fez imergir seu Eu
no Pai transcendente, o Espírito Absoluto.
Chave 2
Os três dias
referem-se a três
etapas do
ressurgimento.
"Derrubai este templo, e em três dias o
levantarei. (...) Ele falava do templo do seu
corpo." (João 2:19-21.) "Em três dias" significa "em
três etapas". Jesus não estava enfatizando
literalmente as vinte e quatro horas de cada dia,
mas se referia às três fases de manifestação
requeridas para libertar sua alma:
● primeiro, do plano físico ao astral; então,
● do plano astral ao causal ou espiritual;
● e posteriormente, do plano causal à
completa absorção na Consciência
Cósmica do Pai.
(Yogananda, Livro 3, Pg 424)
"Não me detenhas, porque ainda não subi
para meu Pai"
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 424
Jesus conhecia o processo de descida ao corpo que
havia sido necessário para a encarnação terrena de sua
alma previamente liberta, e com tal conhecimento e
poder ele precisou apenas utilizar os princípios
criadores que reverteriam esse processo. Desse modo,
pôde rapidamente libertar de novo sua alma das
limitações físicas, astrais e causais mediante três
esforços definidos, voltando a unificá-la com a
onisciência e onipotência do Espírito.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 424
Quando a consciência experimenta a unidade com a Consciência Infinita de
Deus no estado de profundo samadhi, enquanto a alma ainda reside no
corpo físico (ou na forma astral que envolve o corpo causal após a morte), a
transcendente consciência extática retorna de maneira inevitável à sua
morada corporal (física ou astral, conforme seja o caso). Do mesmo modo,
quando Jesus entrou no estado de mahasamadhi - a ascensão consciente
desde o corpo físico que uma alma com realização divina efetua no
momento da morte - ele imergiu sua consciência na presença
bem-aventurada da Consciência Cósmica do Deus-Pai e de lá retornou à sua
forma astral celestial, da qual ainda não se havia desfeito. Ali, em êxtase
crístico e aplicando a suprema ciência espiritual da libertação, começou
prontamente a desatar os nós de vida e consciência que haviam
possibilitado sua encarnação terrena e também dela resultaram.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 426
Quando Jesus apareceu pela primeira vez a Maria
Madalena, ele havia ressuscitado seu corpo do sepulcro;
ainda assim, disse: "Não me detenhas, porque ainda não
subi para meu Pai". Ou seja, sua alma não havia se libertado
por completo de todos os enredamentos gerados pelas
interações dos três gunas que estavam registrados em seus
corpos astral e causal de modo que pudesse abandonar
essas limitações e alcançar a unidade com o Espírito.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 426
Uma vez que tal acontecesse, ele teria a liberdade e a onipotência
do Espírito para permanecer imerso na Consciência Infinita ou
então assumir sua forma habitual imortalizada - tangível aos
sentidos mortais mas sem estar sujeita às restrições inerentes à
encarnação. Até que alcançasse essa completa ressurreição no
Espírito, Jesus não queria que nenhuma vibração física - com
densa materialidade - entrasse em contato com sua forma
manifestada, que era altamente espiritualizada com vibrações
astrais vitatrônicas. A natureza superfísica do corpo de Jesus
era tal que Maria, de início, sequer reconheceu que se tratava
de seu mestre.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Chave 3
A ressurreição
é um fato
espiritual
"Portanto, ressurreição não significa apenas a
ressurreição do corpo, mas a ascensão da alma dos
três confinamentos corporais para viver
eternamente em unidade com o Espírito que se
manifesta como o universo inteiro. Quando após a
morte Jesus neutralizou a atuação dos três gunas e
destruiu todas as sementes cármicas resultantes
das ações de causa e efeito de sua encarnação, ele
ascendeu dos três corpos diretamente ao seio de
Deus. Ele então possuía um poder semelhante ao
do próprio Deus. Nesse estado supremo, Jesus
podia usar de novo o seu corpo ou descartá-lo à
vontade." (Yogananda, Livro 3, Pg 430)
Átmico | Búdico
Causal Astral Físico
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 430-433
Um mestre liberto tal como Jesus não precisa depender do
método natural de regresso à Terra mediante o lento processo de
renascimento e crescimento até alcançar a maturidade. Quando
alguém se torna o Espírito, pode materializar um corpo e nele
alojar-se, e então desmaterializá-lo no momento em que assim
queira. Se uma pessoa desce uma escada e alguém tranca a porta
atrás dela, tal pessoa não pode subir de volta. Mas se ela possui a
chave, pode subir e descer como quiser. (...) Ora, para reaparecer
depois da ressurreição, Jesus podia optar por ressuscitar seu corpo
crucificado ou então desmaterializar sua forma e criar um novo
corpo composto de novos átomos.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Poder sobre o corpo
A Segunda Vinda de Cristo,
Volume III pg 434
O corpo nada mais é do que um conglomerado de elétrons e
outros componentes magnéticos subatomicos que giram no
espaço vazio. Podemos libertar essas partículas e dissolver a
ilusão da solidez, mas mesmo o mais avançado dos laboratórios
não pode reestruturar esse corpo. A ressurreição significa
reconstruir o corpo - uma vez que tenha se desintegrado -
mediante o poder da vontade, assim como Jesus fez aparecer
e desaparecer repetidas vezes sua forma ressuscitada diante
de muitos de seus discípulos. Ele tinha esse controle sobre a
eletricidade de todo o cosmos, com seus componentes de
energia cósmica criadora vitatrônica.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Poder sobre o corpo
Mateus 28:16-20
E os onze discípulos partiram para Galileia, para o monte que
Jesus lhes tinha designado. E, quando o viram, o adoraram;
mas alguns duvidaram.
E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: "É-me dado todo o
poder no céu e na terra. Portanto ide, ensinai todas as nações,
batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espirito Santo;
ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho
mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a
consumação dos séculos." Amém.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Marcos 16:15-20
E disse-lhes: "Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda
criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer
será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu
nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas
serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará
dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão."
Ora o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e
assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por
todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a
palavra com os sinais que se seguiram. Amém.
Bíblia King James. 9º Edição.
Imprensa Bíblica Brasileira.
Rio de Janeiro, 1955.
Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
Chave 4
Transmitir com a vida
uma nova consciência à
todas as consciências, é a
missão de todos os
seguidores alcançados
por Jesus.
● Preguem o evangelho a todo tempo,
nem que para isso seja preciso usar
palavras.
● A Comunidade Cristã em Lucas: "Vejam
como eles se amam"
● "Confirmando a palavra com os sinais
que se seguiram"; Agora é hora de
confirmar com a PALAVRA os SINAIS DE
UMA NOVA VIDA.
● Uma vida de atitudes é a melhor
propagação do Evangelho. "Mas como
você consegue ser assim?"
Sobre a
saudade e
quando
“estamos
juntos”
Por que vamos fazer um encontro?
Jesus foi específico: "onde dois ou mais estiverem reunidos".
Um evento é uma ocasião de REUNIÃO: RE-UNIÃO, Re-unir.
Unir novamente ou reafirmar a união.
Reunião Física - Mental - Espiritual
● Reunião física: é sujeita ao espaço e ao tempo.
11/fev - WTC Sampa
● Reunião mental: é sujeita ao tempo, embora não
lhe preceda agenda. (online 11/fev e com acesso
ilimitado em circuloescola.com)
● Reunião Espiritual: vai além do tempo e do espaço.
(sempre disponível em circuloescola.com)
REAFIRMAR A UNIÃO DA NOSSA CONSCIÊNCIA COM A
CONSCIÊNCIA CRÍSTICA PARA REFLETIR EM NÓS TODOS O TODO.
Esse é o objetivo do nosso encontro.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a YESHUA-M7A40-Aula-Final_-Onde-dois-ou-mais....pdf

A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de DeusA ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
Francelia Carvalho Oliveira
 
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdfYESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
GarantiaCorujonda
 
Teologia do antigo testamento p1
Teologia do antigo testamento p1Teologia do antigo testamento p1
Teologia do antigo testamento p1
Gcom digital factory
 
Via Lucis
Via LucisVia Lucis
Via Lucis
dirigentes2009
 
Mini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
Mini Mundo da Bíblia: A História da PáscoaMini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
Mini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
Freekidstories
 
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdfYESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
GarantiaCorujonda
 
Cronograma abril grandes
Cronograma abril   grandesCronograma abril   grandes
Cronograma abril grandes
Escolinha Iigd Cascavel
 
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
Gerson G. Ramos
 
Caminhada da Ressurreição
Caminhada da RessurreiçãoCaminhada da Ressurreição
Caminhada da Ressurreição
guest61eb32c
 
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Gerson G. Ramos
 
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
Gerson G. Ramos
 
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdfYESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
GarantiaCorujonda
 
Libertação na adoração
Libertação na adoraçãoLibertação na adoração
Libertação na adoração
Reverendoh Adry Araujo
 
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida 13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida   13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...Jesus tem poder para dar a verdadeira vida   13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida 13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
Paulo Dias Nogueira
 
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
Rubens Tatekawa
 
Contato: A Páscoa em Jerusalém
Contato: A Páscoa em JerusalémContato: A Páscoa em Jerusalém
Contato: A Páscoa em Jerusalém
Spiritualibrary
 
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdfYESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
GarantiaCorujonda
 
Libertação na adoração
Libertação na adoraçãoLibertação na adoração
Libertação na adoração
Reverendoh Adry Araujo
 
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
PrCacio Silva
 
Jesus a água da vida 27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
Jesus a água da vida   27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertinoJesus a água da vida   27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
Jesus a água da vida 27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
Paulo Dias Nogueira
 

Semelhante a YESHUA-M7A40-Aula-Final_-Onde-dois-ou-mais....pdf (20)

A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de DeusA ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
A ressurreição de Jesus - Lição Juvenis - Jesus e o Reino de Deus
 
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdfYESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
YESHUA-M6A34-A-ressurreicao-e-a-Vida.pdf
 
Teologia do antigo testamento p1
Teologia do antigo testamento p1Teologia do antigo testamento p1
Teologia do antigo testamento p1
 
Via Lucis
Via LucisVia Lucis
Via Lucis
 
Mini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
Mini Mundo da Bíblia: A História da PáscoaMini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
Mini Mundo da Bíblia: A História da Páscoa
 
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdfYESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
YESHUA - M5A23 - Jesus e seus círculos sociais.pdf
 
Cronograma abril grandes
Cronograma abril   grandesCronograma abril   grandes
Cronograma abril grandes
 
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
Cristo como Senhor do sábado_Lição_original com textos_522015
 
Caminhada da Ressurreição
Caminhada da RessurreiçãoCaminhada da Ressurreição
Caminhada da Ressurreição
 
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
Quem é Jesus Cristo?_Lição_original com textos_322015
 
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
O batismo e as tentações_Lição_original com textos_222015
 
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdfYESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
YESHUA - M5A26 - A última ceia.pdf
 
Libertação na adoração
Libertação na adoraçãoLibertação na adoração
Libertação na adoração
 
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida 13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida   13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...Jesus tem poder para dar a verdadeira vida   13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
Jesus tem poder para dar a verdadeira vida 13 03 2005 - 5 dom da quaresma -...
 
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
Libertaonaadorao 130719092609-phpapp02
 
Contato: A Páscoa em Jerusalém
Contato: A Páscoa em JerusalémContato: A Páscoa em Jerusalém
Contato: A Páscoa em Jerusalém
 
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdfYESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
YESHUA-M6A36-A-luz-do-mundo.pdf
 
Libertação na adoração
Libertação na adoraçãoLibertação na adoração
Libertação na adoração
 
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
6637674 os-ultimos-dias-da-humanidade-bispo-alfredo-paulo
 
Jesus a água da vida 27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
Jesus a água da vida   27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertinoJesus a água da vida   27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
Jesus a água da vida 27 02 2005 - 3 dom da quaresma - culto vespertino
 

Mais de GarantiaCorujonda

AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdfAULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
GarantiaCorujonda
 
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
GarantiaCorujonda
 
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
GarantiaCorujonda
 
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
GarantiaCorujonda
 
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
GarantiaCorujonda
 
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
GarantiaCorujonda
 
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdfAULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
GarantiaCorujonda
 
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdfYESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdfYESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdfYESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdfYESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdfYESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdfYESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdfYESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdfYESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdfYESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdfYESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdfYESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
GarantiaCorujonda
 
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
GarantiaCorujonda
 

Mais de GarantiaCorujonda (20)

AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdfAULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 8_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
 
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
AULA 7_ Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_diagramad...
 
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 6_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
 
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
AULA 5_Cópia de Material complementar_ Escola de Mistérios _ Plano de Aulas_d...
 
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 4_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
 
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 3_ Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
 
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdfAULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
AULA 2_ Material complementar_ Escola de Mistérios .pdf
 
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdfAULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
AULA 1_Material complementar_ Escola de Mistérios.pdf
 
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdfYESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
YESHUA-M7A39-A-Encarnacao-de-Jesus-seus-simbolos-e-mitos.pdf
 
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdfYESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
YESHUA - M6A38 - AULA AO VIVO.pdf
 
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdfYESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
 
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdfYESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
YESHUA-M6A35-Fe-e-o-verdadeiro-poder-mental.pdf
 
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdfYESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
YESHUA - M5A29 - As tretas de Jesus e a Religião.pdf
 
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdfYESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
YESHUA - M5A28 - A transfiguração.pdf
 
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdfYESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
YESHUA - M5A27 - Os dois maiores mandamentos.pdf
 
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdfYESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
YESHUA-M5A25-A-segunda-vinda-de-Jesus-e-o-fim-dos-tempos.pdf
 
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdfYESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
YESHUA - M5A24 - Vamos falar de dinheiro.pdf
 
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdfYESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
YESHUA - M4A21 - Sermão da Montanha V_ Nosso papel.pdf
 
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdfYESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
YESHUA - M4A20 - Sermão da Montanha IV_ O Reino.pdf
 
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
YESHUA - M4A19 - Sermão da Montanha III_ O Pai nosso e a Revolução Silenciosa...
 

YESHUA-M7A40-Aula-Final_-Onde-dois-ou-mais....pdf

  • 2. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com Última Aula: A egrégora ligada à Jesus e a presença do Cristo Planetário no plano mental do planeta. Módulo 1: O Epicentro da Transição Planetária (5 aulas) Módulo 2: Encontro Místico com Yeshua (6 aulas) Módulo 3: Mãos à obra (5 aulas) Módulo 4: A Carta Constitucional da Nova Terra (6 aulas) Módulo 5: Atitudes e Marcos históricos (8 aulas) Módulo 6: Metafísica da Vida (8 aulas) Módulo 7: No meio de nós (2 aulas) 40 aulas gratuitas disponíveis no YouTube enquanto o YouTube existir e na plataforma CirculoEscola.com com materiais complementares de apoio.
  • 3. João 20:1-18 No primeiro dia da semana Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro. Correu pois, e foi a Simão Pedro, e o outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: "Levaram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram". Pedro saiu com o outro discípulo, e foram ao sepulcro. E os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais apressadamente do que Pedro, e chegou primeiro ao sepulcro. E, abaixando-se, viu no chão os lençóis; todavia não entrou. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 4. João 20:1-18 Chegou pois Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu no chão os lençóis, e que o lenço, que tinha estado sobre a sua cabeça, não estava com os lençóis, mas enrolado num lugar à parte. Então entrou também o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, e viu, e creu. Porque ainda não sabiam a Escritura: que era necessário que ressuscitasse dos mortos. Tornaram pois os discípulos para casa. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 5. João 20:1-18 E Maria estava chorando fora, junto ao sepulcro. Estando ela pois chorando, abaixou-se para o sepulcro, e viu dois anjos vestidos de branco, assentados onde jazera o corpo de Jesus, um à cabeceira e outro aos pés. E disseram-lhe eles: "Mulher, por que choras?" Ela lhes disse: "Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram". E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus. Disse-lhe Jesus: "Mulher, por que choras? Quem buscas?" Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 6. João 20:1-18 Ela, cuidando que era o hortelão, disse-lhe: "Senhor, se tu o levaste, dize-me onde o puseste, e eu o levarei". Disse-lhe Jesus: "Maria!" Ela, voltando-se, disse-lhe: "Raboni!" (que quer dizer, mestre) Disse-lhe Jesus: "Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus". Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos que vira o Senhor, e que ele lhe dissera isto. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 7. Em Lucas: E no primeiro dia da semana, muito de madrugada, foram elas ao sepulcro, levando as especiarias que tinham preparado. E acharam a pedra revolvida do sepulcro. E, entrando, não acharam o corpo do Senhor Jesus. E aconteceu que, estando elas perplexas a esse respeito, eis que pararam junto delas dois varões, com vestidos resplandecentes. E, estando elas muito atemorizadas, e abaixando o rosto para o chão, eles lhes disseram: "Por que buscais o vivente entre os mortos? Não está aqui, mas ressuscitou. Lembrai-vos como vos falou, estando ainda na Galileia, dizendo: 'Convém que o Filho do homem seja entregue nas mãos de homens pecadores, e seja crucificado, e ao terceiro dia ressuscite'.' E lembraram-se das suas palavras. E, voltando do sepulcro, anunciaram todas estas coisas aos onze e a todos os demais. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 8. Lucas 24:1-49 E eram Maria Madalena, e Joana, e Maria, mãe de Tiago, e as outras que com elas estavam, as que diziam estas coisas aos apóstolos. E as suas palavras lhes pareciam como desvario, e não as creram. Pedro, porém, levantando-se, correu ao sepulcro, e, abaixando-se, viu só os lençóis ali postos; e retirou-se, admirando consigo aquele caso. E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús; e iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido. E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles; mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 9. Lucas 24:1-49 E ele lhes disse: "Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós, e por que estais tristes?" E, respondendo um, cujo nome era Cleopas, disse-lhe: "És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias?" E ele lhes perguntou: "Quais?" E eles lhe disseram: "As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi varão profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; e como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 10. Lucas 24:1-49 E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro; e, não achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto uma visão de anjos, que dizem que ele vive. E alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito, porém a ele não o viram." E ele lhes disse: "Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória?" Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 11. Lucas 24:1-49 E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. E chegaram à aldeia para onde iam, e ele fez como quem ia para mais longe. E eles o constrangeram, dizendo: "Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia". E entrou para ficar com eles. E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu. Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 12. Lucas 24:1-49 E disseram um para o outro: "Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?" E na mesma hora, levantando-se, tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles, os quais diziam: "Ressuscitou verdadeiramente o Senhor, e já apareceu a Simão". E eles lhes contaram o que lhes acontecera no caminho, e como deles foi conhecido no partir do pão. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 13. Lucas 24:1-49 E, falando eles destas coisas, o mesmo Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: "Paz seja convosco". E eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito. E ele lhes disse: "Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações? Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho." E, dizendo isto, mostrou-lhes as mãos e os pés. E, não o crendo eles ainda por causa da alegria, e estando maravilhados, disse-lhes: "Tendes aqui alguma coisa que comer?" Então eles apresentaram-lhe parte de um peixe assado, e um favo de mel, que ele tomou, e comeu diante deles. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 14. Lucas 24:1-49 E disse-lhes: "São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: que convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na Lei de Moisés, e nos Profetas, e nos Salmos". Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras. E disse-lhes: "Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dos mortos, e em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém. E destas coisas sois vós testemunhas. E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder." Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 15. Chave 1 Todo o drama da vida de Jesus foi um testemunho da supremacia do espírito do homem sobre a matéria. Yogananda ● Encarnação, curas milagres e prodígios, a cruz, a desmaterialização do corpo e o ressurgimento "O que Jesus demonstrou depois da crucificação foi muito superior: a Ressurreição da alma até alcançar sua unidade com o Espírito, - a ascensão da alma desde o confinamento ilusório da consciência corporal até sua inata imortalidade e liberdade eterna. Lázaro outros cujos corpos ressuscitaram dentre os mortos por obra de Jesus obtiveram uma nova vida, uma nova oportunidade de progresso espiritual; mas a ressurreição de Jesus levou sua consciência para além de todas as relatividades da criação vibratória e fez imergir seu Eu no Pai transcendente, o Espírito Absoluto.
  • 16. Chave 2 Os três dias referem-se a três etapas do ressurgimento. "Derrubai este templo, e em três dias o levantarei. (...) Ele falava do templo do seu corpo." (João 2:19-21.) "Em três dias" significa "em três etapas". Jesus não estava enfatizando literalmente as vinte e quatro horas de cada dia, mas se referia às três fases de manifestação requeridas para libertar sua alma: ● primeiro, do plano físico ao astral; então, ● do plano astral ao causal ou espiritual; ● e posteriormente, do plano causal à completa absorção na Consciência Cósmica do Pai. (Yogananda, Livro 3, Pg 424) "Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai"
  • 17. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 424 Jesus conhecia o processo de descida ao corpo que havia sido necessário para a encarnação terrena de sua alma previamente liberta, e com tal conhecimento e poder ele precisou apenas utilizar os princípios criadores que reverteriam esse processo. Desse modo, pôde rapidamente libertar de novo sua alma das limitações físicas, astrais e causais mediante três esforços definidos, voltando a unificá-la com a onisciência e onipotência do Espírito. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 18. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 424 Quando a consciência experimenta a unidade com a Consciência Infinita de Deus no estado de profundo samadhi, enquanto a alma ainda reside no corpo físico (ou na forma astral que envolve o corpo causal após a morte), a transcendente consciência extática retorna de maneira inevitável à sua morada corporal (física ou astral, conforme seja o caso). Do mesmo modo, quando Jesus entrou no estado de mahasamadhi - a ascensão consciente desde o corpo físico que uma alma com realização divina efetua no momento da morte - ele imergiu sua consciência na presença bem-aventurada da Consciência Cósmica do Deus-Pai e de lá retornou à sua forma astral celestial, da qual ainda não se havia desfeito. Ali, em êxtase crístico e aplicando a suprema ciência espiritual da libertação, começou prontamente a desatar os nós de vida e consciência que haviam possibilitado sua encarnação terrena e também dela resultaram. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 19. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 426 Quando Jesus apareceu pela primeira vez a Maria Madalena, ele havia ressuscitado seu corpo do sepulcro; ainda assim, disse: "Não me detenhas, porque ainda não subi para meu Pai". Ou seja, sua alma não havia se libertado por completo de todos os enredamentos gerados pelas interações dos três gunas que estavam registrados em seus corpos astral e causal de modo que pudesse abandonar essas limitações e alcançar a unidade com o Espírito. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 20. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 426 Uma vez que tal acontecesse, ele teria a liberdade e a onipotência do Espírito para permanecer imerso na Consciência Infinita ou então assumir sua forma habitual imortalizada - tangível aos sentidos mortais mas sem estar sujeita às restrições inerentes à encarnação. Até que alcançasse essa completa ressurreição no Espírito, Jesus não queria que nenhuma vibração física - com densa materialidade - entrasse em contato com sua forma manifestada, que era altamente espiritualizada com vibrações astrais vitatrônicas. A natureza superfísica do corpo de Jesus era tal que Maria, de início, sequer reconheceu que se tratava de seu mestre. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 21. Chave 3 A ressurreição é um fato espiritual "Portanto, ressurreição não significa apenas a ressurreição do corpo, mas a ascensão da alma dos três confinamentos corporais para viver eternamente em unidade com o Espírito que se manifesta como o universo inteiro. Quando após a morte Jesus neutralizou a atuação dos três gunas e destruiu todas as sementes cármicas resultantes das ações de causa e efeito de sua encarnação, ele ascendeu dos três corpos diretamente ao seio de Deus. Ele então possuía um poder semelhante ao do próprio Deus. Nesse estado supremo, Jesus podia usar de novo o seu corpo ou descartá-lo à vontade." (Yogananda, Livro 3, Pg 430)
  • 22. Átmico | Búdico Causal Astral Físico
  • 23. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 430-433 Um mestre liberto tal como Jesus não precisa depender do método natural de regresso à Terra mediante o lento processo de renascimento e crescimento até alcançar a maturidade. Quando alguém se torna o Espírito, pode materializar um corpo e nele alojar-se, e então desmaterializá-lo no momento em que assim queira. Se uma pessoa desce uma escada e alguém tranca a porta atrás dela, tal pessoa não pode subir de volta. Mas se ela possui a chave, pode subir e descer como quiser. (...) Ora, para reaparecer depois da ressurreição, Jesus podia optar por ressuscitar seu corpo crucificado ou então desmaterializar sua forma e criar um novo corpo composto de novos átomos. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com Poder sobre o corpo
  • 24. A Segunda Vinda de Cristo, Volume III pg 434 O corpo nada mais é do que um conglomerado de elétrons e outros componentes magnéticos subatomicos que giram no espaço vazio. Podemos libertar essas partículas e dissolver a ilusão da solidez, mas mesmo o mais avançado dos laboratórios não pode reestruturar esse corpo. A ressurreição significa reconstruir o corpo - uma vez que tenha se desintegrado - mediante o poder da vontade, assim como Jesus fez aparecer e desaparecer repetidas vezes sua forma ressuscitada diante de muitos de seus discípulos. Ele tinha esse controle sobre a eletricidade de todo o cosmos, com seus componentes de energia cósmica criadora vitatrônica. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com Poder sobre o corpo
  • 25. Mateus 28:16-20 E os onze discípulos partiram para Galileia, para o monte que Jesus lhes tinha designado. E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: "É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espirito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos." Amém. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 26. Marcos 16:15-20 E disse-lhes: "Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão." Ora o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém. Bíblia King James. 9º Edição. Imprensa Bíblica Brasileira. Rio de Janeiro, 1955. Módulo 7: No meio de nós | Materiais complementares disponíveis em https://circuloescola.com
  • 27. Chave 4 Transmitir com a vida uma nova consciência à todas as consciências, é a missão de todos os seguidores alcançados por Jesus. ● Preguem o evangelho a todo tempo, nem que para isso seja preciso usar palavras. ● A Comunidade Cristã em Lucas: "Vejam como eles se amam" ● "Confirmando a palavra com os sinais que se seguiram"; Agora é hora de confirmar com a PALAVRA os SINAIS DE UMA NOVA VIDA. ● Uma vida de atitudes é a melhor propagação do Evangelho. "Mas como você consegue ser assim?"
  • 29. Por que vamos fazer um encontro? Jesus foi específico: "onde dois ou mais estiverem reunidos". Um evento é uma ocasião de REUNIÃO: RE-UNIÃO, Re-unir. Unir novamente ou reafirmar a união. Reunião Física - Mental - Espiritual ● Reunião física: é sujeita ao espaço e ao tempo. 11/fev - WTC Sampa ● Reunião mental: é sujeita ao tempo, embora não lhe preceda agenda. (online 11/fev e com acesso ilimitado em circuloescola.com) ● Reunião Espiritual: vai além do tempo e do espaço. (sempre disponível em circuloescola.com) REAFIRMAR A UNIÃO DA NOSSA CONSCIÊNCIA COM A CONSCIÊNCIA CRÍSTICA PARA REFLETIR EM NÓS TODOS O TODO. Esse é o objetivo do nosso encontro.