SlideShare uma empresa Scribd logo
TRABALHO
OBJETIVOS
• Definir trabalho
• Classificar Trabalho
• Entender o que é o trabalho da força elástica
• Entender o que é o trabalho da força peso
• Definir Potência
TRABALHO
Trabalho
deslocamento.

da

força

constante

paralela

F: força constante.
d: deslocamento.

Unidade S.I.

Joules [J].
[1J] = [1N.m]

ao
TRABALHO
Trabalho motor
Trabalho motor (t >0) ,a força fica no mesmo
sentido do deslocamento.
TRABALHO
Trabalho resistente.
Trabalho resistente (t<0) ,a força fica no sentido
contrário do deslocamento.
TRABALHO
Trabalho da força constante paralela ao deslocamento
Exercícios
Ao puxar um corpo de massa
2 kg com
aceleração constante de 2 m/s2, na mesma direção do
deslocamento qual é o trabalho realizado neste
percurso? Qual é o tipo de trabalho?
Exercícios
Ao puxar um corpo de massa
2 kg com
aceleração constante de 2 m/s2 durante 10 m, na
mesma direção do deslocamento qual é o trabalho
realizado neste percurso? Qual é o tipo de trabalho?

τ = F.d
τ = m.a.d
τ = 2.2.10 = 40 J
Para haver movimento a força tem que estar no mesmo
sentido do deslocamento, então o trabalho é motor.
Exercícios
Um bloco desliza sobre uma mesa em movimento
retilíneo uniforme, uma força F= 12 N foi necessária
para tira-lo do repouso. Calcule o Trabalho da força de
atrito durante um deslocamento de 10 m.
Exercícios
Um bloco desliza sobre uma mesa em movimento
retilíneo uniforme, uma força F= 12 N constante e
paralela ao deslocamento foi necessária para tira-lo do
repouso. Calcule o Trabalho da força de atrito durante
um deslocamento de 10 m.

Corpos em movimento retilíneo uniforme possuem força
resultante nula. Então F- FAT=0
Corpos em movimento retilíneo uniforme possuem
força resultante nula. Então F- FAT=0

F- FAT = 0
FAT= -12 N (pois tem sentido contrário ao deslocamento)

τ = FAT .d
τ = −12.10 = −120 J
força

Trabalho

Mesmo
Trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido Trabalho resistente
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
Complemento do esquema anterior

Trabalho motor

Trabalho
+τ =F.d
motor
Trabalho resistente Trabalho resistente - τ =F.d
TRABALHO
Trabalho da
deslocamento

força

constante

não

paralela

ao

Paralela

ao

θ: Ângulo entre a força e o deslocamento
Ft: Componente
deslocamento.

da

Força

F

na
Exercícios
Uma força F igual a 15 N atua sobre um bloco m
de 6 kg formando um ângulo θ igual a 60 o com a
horizontal, conforme o esquema abaixo.

a) Calcule o Trabalho realizado pela força ao longo de
um deslocamento de 8 m.
b) Qual o Trabalho das forças Peso e Normal?
Justifique.
Exercícios
Uma força F igual a 15 N atua sobre um bloco m
de 6 kg formando um ângulo θ igual a 60o com a
horizontal, conforme o esquema abaixo.

a) Calcule o Trabalho realizado pela força ao longo de
um deslocamento de 8 m.
b) Qual o Trabalho das forças Peso e Normal?
Justifique.
Exercícios

a.

τ = F .d . cos θ τ = 15. cos 60 .8
τ = 60 J
o

b. Tração e Normal são forças perpendiculares ao
deslocamento, por isso não realizam trabalho !
Trabalho

Mesmo
trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido trabalho resistente
força
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
força
trabalho
constante módulo
+τ =F.d. cosθ
τ =F.d.cosθ
motor
ñ paralela trabalho
trabalho -τ =F.d. cosθ
resistente
Complemento do esquema anterior

Trabalho motor

Trabalho
+τ =F.d
motor
Trabalho resistente Trabalho resistente - τ =F.d
TRABALHO
Trabalho de
deslocamento.

uma

força

variável

paralela

ao
TRABALHO
Trabalho de
deslocamento.

uma

força

variável

paralela

ao

Basta calcular a área total, que vai ser a somatória
das áreas 1, 2 e 3:

( B + b).h
A1 =
2
AT = A1+ A2+ A3

A2 = B.h

b.h
A3 =
2
Exercícios
(Unife-sp 2006) A figura representa o gráfico do
módulo F de uma força que atua sobre um corpo em
função do seu deslocamento x. Sabe-se que a força
atua sempre na mesma direção e sentido do
deslocamento.

Pode-se afirmar que o trabalho dessa força no trecho
representado pelo gráfico é, em joules,
a) 0.

b) 2,5.

c) 5,0.

d) 7,5.

e) 10.
Exercícios
(Unife-sp 2006) A figura representa o gráfico do
módulo F de uma força que atua sobre um corpo em
função do seu deslocamento x. Sabe-se que a força
atua sempre na mesma direção e sentido do
deslocamento.

Pode-se afirmar que o trabalho dessa força no trecho
representado pelo gráfico é, em joules,
a) 0.

b) 2,5.

c) 5,0.

d) 7,5.

e) 10.
Exercícios

b.h
τ = A=
2

10.1
τ=
= 5J
2
Exercícios
(Unesp 2003) Uma força atuando em uma caixa varia
com a distância x de acordo com o gráfico.

O trabalho realizado por essa força para mover a caixa
da posição x = 0 até a posição x = 6 m vale
a) 5 J.

b) 15 J.

c) 20 J.

d) 25 J.

e) 30 J.
Exercícios
(Unesp 2003) Uma força atuando em uma caixa varia
com a distância x de acordo com o gráfico.

O trabalho realizado por essa força para mover a caixa
da posição x = 0 até a posição x = 6 m vale
a) 5 J.

b) 15 J.

c) 20 J.

d) 25 J.

e) 30 J.
Exercícios

( B + b).h
τ = A=
2

(6 + 4).5
τ=
2

τ = 25 J
Trabalho

Mesmo
trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido trabalho resistente
força
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
força
trabalho
constante módulo τ=F.d. cosθ
+τ =F.d. cosθ
motor
ñ paralela trabalho
trabalho -τ =F.d. cosθ
resistente
área do
força não módulo
triângulo
constante trabalho
área do
trapézio
Complemento do esquema anterior

Trabalho motor
Trabalho resistente

+τ =F.d
- τ =F.d
TRABALHO
Trabalho de uma força qualquer.
TRABALHO
Trabalho da força elástica.
Por definição a força elástica varia de acordo com
a deformação da mola, portanto ela não é uma força
constante, logo temos que utilizar o cálculo do trabalho
para forças variáveis, ou seja, construir o gráfico ‘Fel’ x
‘d’ e determinar a área no deslocamento desejado.
Conforme distendemos um elástico, a força
restauradora (elástica) aumenta:
TRABALHO
Trabalho da força elástica.

FEl = K .x
K: Constante elástica da mola [N/m]
x: Deformação sofrida pela mola [m]
TRABALHO
Trabalho da força elástica.
Se calcularmos a área no deslocamento ‘x’, então
teremos o trabalho da força elástica neste deslocamento
Portanto:
b.h
A=
2

K .x.x
A=
2

K .x
A=
2

τ Fel

2

K .x
=
2

2
Exercícios
Um bloco de 0,5 kg cai sobre uma mola vertical de
constante elástica k = 2,5 N/cm. O bloco adere à
mola,que ele comprime 12 cm antes de parar
momentaneamente. Enquanto a mola está sendo
comprimida, qual é o trabalho realizado?
Exercícios
Um bloco de 0,5 kg cai sobre uma mola vertical de
constante elástica k = 2,5 N/cm. O bloco adere à mola,
que ele comprime 12 cm antes de parar
momentaneamente. Enquanto a mola está sendo
comprimida, qual é o trabalho realizado?
Exercícios

K= 25 N/cm = 2500 N/m
X=12 cm =0,12 m

τ Fel

K .x
=
2

2

τ Fel

2500.0,12
=
2

2

τ Fel = 18 J
Trabalho

Mesmo
trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido trabalho resistente
força
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
força
trabalho
constante módulo τ=F.d. cosθ
+τ =F.d. cosθ
motor
ñ paralela trabalho
trabalho -τ =F.d. cosθ
resistente
área do
K .x 2
trabalho força
força não módulo
triângulo
τ Fel =
elástica
2
constante trabalho
área do
trapézio
Complemento do esquema anterior

Trabalho motor
Trabalho resistente

+τ =F.d
- τ =F.d
TRABALHO
Trabalho da força Peso.
A força peso é constante e paralela ao
deslocamento, e seu trabalho só depende da diferença
entre dois pontos de uma reta vertical, ou seja, depende
somente da altura.
TRABALHO
Trabalho da força Peso.
Módulo:

τ = P.h

P: Força Peso, módulo (P=m.g) [N].
h: Altura [m].
Exercícios
Para subir do térreo para o primeiro andar, uma
pessoa pode escolher 3 alternativas: ir pela escada,
mais íngreme; ir de elevador e ir pela rampa, menos
inclinada. Sobre o Trabalho realizado pelo Peso da
pessoa podemos afirmar corretamente que:
a) é maior pela escada.
b) é o mesmo por qualquer caminho.
c) é maior pelo elevador.
d) é maior pela rampa.
Exercícios
Para subir do térreo para o primeiro andar, uma
pessoa pode escolher 3 alternativas: ir pela escada,
mais íngreme; ir de elevador e ir pela rampa, menos
inclinada. Sobre o Trabalho realizado pelo Peso da
pessoa podemos afirmar corretamente que:
a) é maior pela escada.
b) é o mesmo por qualquer caminho.
c) é maior pelo elevador.
d) é maior pela rampa.
Exercícios
O trabalho da força Peso é conservativo, ou seja,
só depende da altura, qualquer que seja a trajetória
usada para atingí-la.Letra B
Exercícios
Calcule o trabalho da força peso de um objeto de
massa 9 kg que caiu em queda livre de uma altura de
12 m. Dado g =10m/s2.
Exercícios
Calcule o trabalho da força peso de um objeto de
massa 9 kg que caiu em queda livre de uma altura de
12 m. Dado g=10m/s2.
Exercícios

τ = P.h
τ = m.g .h
τ = 9.10.12 = 1080 J
Trabalho

Mesmo
trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido trabalho resistente
força
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
força
trabalho
constante módulo τ=F.d. cosθ
+τ =F.d. cosθ
motor
ñ paralela trabalho
trabalho -τ =F.d. cosθ
resistente
área do
K .x 2
trabalho força
força não módulo
triângulo
τ Fel =
elástica
2
constante trabalho
área do
trapézio
Complemento do esquema anterior

+τ =F.d trabalho força
τ =P.h
peso
Trabalho resistente - τ =F.d trabalho força -τ =P.h
peso
Trabalho motor
TRABALHO
Potência.
É a capacidade de realizar trabalho com uma
determinada rapidez.

τ
Pot =
∆t

Unidades
Pot: 1 J/s = 1 Watt [W] (S.I)
cavalo vapor (cv): 1cv =735 W
Horse Power (HP): 1 HP =746 W
TRABALHO
Potência e velocidade.

F .∆s
Pot =
∆t
Pot = F .v
Exercícios
Um motor de um barco durante uma travessia de
10 min, realiza um trabalho de 100 kJ. Calcule a
potência fornecida por esse motor, em Joules.
Exercícios
Um motor de um barco durante uma travessia de
10 min, realiza um trabalho de 100 kJ. Calcule a
potência fornecida por esse motor, em Joules.
10 min= 10.60 = 600s
100kJ= 100000J

τ
Pot =
∆t

100000
Pot =
≈ 1667W
600
Trabalho

Mesmo
trabalho motor
sentido
Paralela
deslocamento Sentido trabalho resistente
força
oposto
Mesmo Trabalho
Não Paralela Componente
sentido
motor
deslocamento
da força
Sentido Trabalho
oposto resistente
força
trabalho
constante módulo τ=F.d. cosθ
+τ =F.d. cosθ
motor
ñ paralela trabalho
trabalho -τ =F.d. cosθ
resistente
área do
K .x 2
trabalho força
força não módulo
triângulo
τ Fel =
elástica
2
constante trabalho
área do
trapézio
potencia

τ
força
Pot =
constante
∆t
Complemento do esquema anterior

+τ =F.d trabalho força
τ =P.h
peso
Trabalho resistente - τ =F.d trabalho força -τ =P.h
peso
Trabalho motor
Bibliografia
Ramalho, Nicolau e Toledo. Os fundamentos da
física. Mecânica, ed. Moderna. 7a edição.
Halliday, Resnick, Walker. Fundamentos de física.
Mecânica, ed. LTC, 3a edição.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
Vlamir Gama Rocha
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Bio Sem Limites
 
Trabalho e energia mec+énica
Trabalho e energia mec+énicaTrabalho e energia mec+énica
Trabalho e energia mec+énica
Vídeo Aulas Apoio
 
8 conservacao da energia mecanica
8   conservacao da energia mecanica8   conservacao da energia mecanica
8 conservacao da energia mecanica
daniela pinto
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
Marco Antonio Sanches
 
09 Mecânica Energia
09 Mecânica Energia09 Mecânica Energia
09 Mecânica Energia
Eletrons
 
Ficha de trabalho de física - Energia e Movimentos
Ficha de trabalho de física - Energia e MovimentosFicha de trabalho de física - Energia e Movimentos
Ficha de trabalho de física - Energia e Movimentos
Rui Oliveira
 
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia IAula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
Ronaldo Santana
 
Energia e Trabalho
Energia e TrabalhoEnergia e Trabalho
Energia e Trabalho
Gutierry Prates
 
6 trabalho de uma forca
6   trabalho de uma forca6   trabalho de uma forca
6 trabalho de uma forca
daniela pinto
 
Força, Trabalho, Potência e Energia
Força, Trabalho, Potência e EnergiaForça, Trabalho, Potência e Energia
Força, Trabalho, Potência e Energia
Carla Regina
 
Atividade sobre trabalho para EJA
Atividade sobre  trabalho  para EJAAtividade sobre  trabalho  para EJA
Atividade sobre trabalho para EJA
Cibele Fonseca
 
Exercicios fisica1 capitulo6-7
Exercicios fisica1 capitulo6-7Exercicios fisica1 capitulo6-7
Exercicios fisica1 capitulo6-7
Jeanne Cleide
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
tiowans
 
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
adelinoqueiroz
 
Dinâmica 2
Dinâmica 2Dinâmica 2
Dinâmica 2
SEEDUC-RJ
 
Simulado trabalho e energia
Simulado trabalho e energiaSimulado trabalho e energia
Simulado trabalho e energia
Marco Antonio Sanches
 
Ficha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e TrabalhoFicha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e Trabalho
Plínio Gonçalves
 
Energia sistemas conservativo e dissipativo
Energia sistemas conservativo e dissipativoEnergia sistemas conservativo e dissipativo
Energia sistemas conservativo e dissipativo
Jamilly Andrade
 

Mais procurados (19)

Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Trabalho e energia mec+énica
Trabalho e energia mec+énicaTrabalho e energia mec+énica
Trabalho e energia mec+énica
 
8 conservacao da energia mecanica
8   conservacao da energia mecanica8   conservacao da energia mecanica
8 conservacao da energia mecanica
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
 
09 Mecânica Energia
09 Mecânica Energia09 Mecânica Energia
09 Mecânica Energia
 
Ficha de trabalho de física - Energia e Movimentos
Ficha de trabalho de física - Energia e MovimentosFicha de trabalho de física - Energia e Movimentos
Ficha de trabalho de física - Energia e Movimentos
 
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia IAula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
Aula de Física (Ensino Fundamental) - Trabalho, potência, máquinas e energia I
 
Energia e Trabalho
Energia e TrabalhoEnergia e Trabalho
Energia e Trabalho
 
6 trabalho de uma forca
6   trabalho de uma forca6   trabalho de uma forca
6 trabalho de uma forca
 
Força, Trabalho, Potência e Energia
Força, Trabalho, Potência e EnergiaForça, Trabalho, Potência e Energia
Força, Trabalho, Potência e Energia
 
Atividade sobre trabalho para EJA
Atividade sobre  trabalho  para EJAAtividade sobre  trabalho  para EJA
Atividade sobre trabalho para EJA
 
Exercicios fisica1 capitulo6-7
Exercicios fisica1 capitulo6-7Exercicios fisica1 capitulo6-7
Exercicios fisica1 capitulo6-7
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
 
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
10ºano unidade 2 fisica para 11ºano revisão
 
Dinâmica 2
Dinâmica 2Dinâmica 2
Dinâmica 2
 
Simulado trabalho e energia
Simulado trabalho e energiaSimulado trabalho e energia
Simulado trabalho e energia
 
Ficha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e TrabalhoFicha de Física - Energia e Trabalho
Ficha de Física - Energia e Trabalho
 
Energia sistemas conservativo e dissipativo
Energia sistemas conservativo e dissipativoEnergia sistemas conservativo e dissipativo
Energia sistemas conservativo e dissipativo
 

Destaque

Física trabalho e energia
Física   trabalho e energiaFísica   trabalho e energia
Física trabalho e energia
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 
Trabalho e energia mecânica.
Trabalho e energia mecânica.Trabalho e energia mecânica.
Trabalho e energia mecânica.
HruanaS23
 
04 trabalho e potência
04 trabalho e potência04 trabalho e potência
04 trabalho e potência
Cassio Ferreira
 
Ppt newton
Ppt newtonPpt newton
Ppt newton
hgalante
 
Trabalho, energia e potência ssmed
Trabalho, energia e potência ssmedTrabalho, energia e potência ssmed
Trabalho, energia e potência ssmed
sartremoyses
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
cristbarb
 
Trabalho e Energia - Física.
Trabalho e Energia - Física.Trabalho e Energia - Física.
Trabalho e Energia - Física.
Julia Maldonado Garcia
 
A energia e sua conservação
A energia e sua conservaçãoA energia e sua conservação
A energia e sua conservação
Arthur Borges
 
Trabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia MecânicaTrabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia Mecânica
Pibid Física
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos Energia
www.aulasdefisicaapoio.com -  Física - Exercícios Resolvidos Energiawww.aulasdefisicaapoio.com -  Física - Exercícios Resolvidos Energia
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos Energia
Videoaulas De Física Apoio
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Sandra Barros
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
Pibid Física
 

Destaque (12)

Física trabalho e energia
Física   trabalho e energiaFísica   trabalho e energia
Física trabalho e energia
 
Trabalho e energia mecânica.
Trabalho e energia mecânica.Trabalho e energia mecânica.
Trabalho e energia mecânica.
 
04 trabalho e potência
04 trabalho e potência04 trabalho e potência
04 trabalho e potência
 
Ppt newton
Ppt newtonPpt newton
Ppt newton
 
Trabalho, energia e potência ssmed
Trabalho, energia e potência ssmedTrabalho, energia e potência ssmed
Trabalho, energia e potência ssmed
 
Trabalho de física
Trabalho de físicaTrabalho de física
Trabalho de física
 
Trabalho e Energia - Física.
Trabalho e Energia - Física.Trabalho e Energia - Física.
Trabalho e Energia - Física.
 
A energia e sua conservação
A energia e sua conservaçãoA energia e sua conservação
A energia e sua conservação
 
Trabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia MecânicaTrabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia Mecânica
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos Energia
www.aulasdefisicaapoio.com -  Física - Exercícios Resolvidos Energiawww.aulasdefisicaapoio.com -  Física - Exercícios Resolvidos Energia
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Exercícios Resolvidos Energia
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 

Semelhante a www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica

www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Física - Trabalho
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br     - Física -  Trabalhowww.ApoioAulasParticulares.Com.Br     - Física -  Trabalho
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Física - Trabalho
Aula Particular Aulas Apoio
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho e Energia
Trabalho e EnergiaTrabalho e Energia
Trabalho e Energia
Davi Oliveira
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Trabalho
www.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Trabalhowww.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Trabalho
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Trabalho
Videoaulas De Física Apoio
 
www.aulasapoio.com.br - - Física - Trabalho
www.aulasapoio.com.br  - - Física -  Trabalhowww.aulasapoio.com.br  - - Física -  Trabalho
www.aulasapoio.com.br - - Física - Trabalho
Bárbara Cristina
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física - Trabalho
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física -  Trabalhowww.videoaulagratisapoio.com.br - Física -  Trabalho
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física - Trabalho
Video Aulas Apoio
 
Exemplos de energia mecânica
Exemplos de energia mecânicaExemplos de energia mecânica
Exemplos de energia mecânica
ApoioAulas ParticularesCom
 
www.professoraparticularapoio.com.br - Física - Trabalho
www.professoraparticularapoio.com.br -  Física -  Trabalhowww.professoraparticularapoio.com.br -  Física -  Trabalho
www.professoraparticularapoio.com.br - Física - Trabalho
Patrícia Morais
 
Trabalho.pptx
Trabalho.pptxTrabalho.pptx
Trabalho.pptx
paulo72321
 
Lista (M1) - Trabalho e Energia
Lista (M1) - Trabalho e EnergiaLista (M1) - Trabalho e Energia
Lista (M1) - Trabalho e Energia
Gilberto Rocha
 
Trabalho, energia, fluidos
Trabalho, energia, fluidosTrabalho, energia, fluidos
Trabalho, energia, fluidos
cristina resende
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
Vídeo Aulas Apoio
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
Lucia Silveira
 
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
AulasParticularesInfo
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
Joana Figueredo
 
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma força
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma forçaFisica cn2 parte5 trabalho de uma força
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma força
cavip
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
littlevic4
 
Colégio orion avaliação física 3º bim - 1º e.m
Colégio orion avaliação   física 3º bim - 1º e.mColégio orion avaliação   física 3º bim - 1º e.m
Colégio orion avaliação física 3º bim - 1º e.m
Professorfranciscosimao
 
08 Trabalho e Potência
08 Trabalho e Potência08 Trabalho e Potência
08 Trabalho e Potência
Eletrons
 
Energia e Movimentos - 10ºano FQ A
Energia e Movimentos - 10ºano FQ AEnergia e Movimentos - 10ºano FQ A
Energia e Movimentos - 10ºano FQ A
adelinoqueiroz
 

Semelhante a www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica (20)

www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Física - Trabalho
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br     - Física -  Trabalhowww.ApoioAulasParticulares.Com.Br     - Física -  Trabalho
www.ApoioAulasParticulares.Com.Br - Física - Trabalho
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Trabalho e Energia
Trabalho e EnergiaTrabalho e Energia
Trabalho e Energia
 
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Trabalho
www.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Trabalhowww.aulasdefisicaapoio.com - Física -  Trabalho
www.aulasdefisicaapoio.com - Física - Trabalho
 
www.aulasapoio.com.br - - Física - Trabalho
www.aulasapoio.com.br  - - Física -  Trabalhowww.aulasapoio.com.br  - - Física -  Trabalho
www.aulasapoio.com.br - - Física - Trabalho
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física - Trabalho
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física -  Trabalhowww.videoaulagratisapoio.com.br - Física -  Trabalho
www.videoaulagratisapoio.com.br - Física - Trabalho
 
Exemplos de energia mecânica
Exemplos de energia mecânicaExemplos de energia mecânica
Exemplos de energia mecânica
 
www.professoraparticularapoio.com.br - Física - Trabalho
www.professoraparticularapoio.com.br -  Física -  Trabalhowww.professoraparticularapoio.com.br -  Física -  Trabalho
www.professoraparticularapoio.com.br - Física - Trabalho
 
Trabalho.pptx
Trabalho.pptxTrabalho.pptx
Trabalho.pptx
 
Lista (M1) - Trabalho e Energia
Lista (M1) - Trabalho e EnergiaLista (M1) - Trabalho e Energia
Lista (M1) - Trabalho e Energia
 
Trabalho, energia, fluidos
Trabalho, energia, fluidosTrabalho, energia, fluidos
Trabalho, energia, fluidos
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
 
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
www.aulaparticularonline.net.br - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de ...
 
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
www.AulasParticulares.Info - Física - Exercícios Resolvidos Trabalho de uma F...
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
 
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma força
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma forçaFisica cn2 parte5 trabalho de uma força
Fisica cn2 parte5 trabalho de uma força
 
Trabalho de uma força
Trabalho de uma forçaTrabalho de uma força
Trabalho de uma força
 
Colégio orion avaliação física 3º bim - 1º e.m
Colégio orion avaliação   física 3º bim - 1º e.mColégio orion avaliação   física 3º bim - 1º e.m
Colégio orion avaliação física 3º bim - 1º e.m
 
08 Trabalho e Potência
08 Trabalho e Potência08 Trabalho e Potência
08 Trabalho e Potência
 
Energia e Movimentos - 10ºano FQ A
Energia e Movimentos - 10ºano FQ AEnergia e Movimentos - 10ºano FQ A
Energia e Movimentos - 10ºano FQ A
 

Mais de AulasEnsinoMedio

www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newtonwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genéticawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evoluçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográficowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidadewww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
AulasEnsinoMedio
 
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricasCiclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindroswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexoswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
AulasEnsinoMedio
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Matrizes
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Matrizeswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Matrizes
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Matrizes
AulasEnsinoMedio
 

Mais de AulasEnsinoMedio (20)

www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
www.AulasEnsinoMedio.com.br- Física - Exercícios Reslvidos de Equilíbrio de u...
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Lentes Esféricas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newtonwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercícios resolvidos de Leis de Newton
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetriawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Exercício calorimetria
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimentowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Dinâmica e Movimento
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Dinâmica e Movimento
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Física -  Colisão
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Colisão
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vidawww.AulasEnsinoMedio.com.br -  Biologia – Origem da Vida
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia – Origem da Vida
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genéticawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Genética
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evoluçãowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Evolução
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Evolução
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentarwww.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Biologia - Teia Alimentar e Cadeia Alimentar
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânicawww.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Química Orgânica
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Química Orgânica
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Sujeito e Vozes do Verbo
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Sujeito e Vozes do Verbo
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográficowww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Novo Acordo Ortográfico
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Novo Acordo Ortográfico
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicaswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Português -  Contos e Crônicas
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Português - Contos e Crônicas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidadewww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Probabilidade
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Probabilidade
 
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricasCiclo trigonométrico e razões trigonométricas
Ciclo trigonométrico e razões trigonométricas
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindroswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Prismas e Cilindros
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Prismas e Cilindros
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexoswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Números Complexos
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Números Complexos
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Matrizes
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Matrizeswww.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática -  Matrizes
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Matemática - Matrizes
 

Último

A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 

Último (20)

A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 

www.AulasEnsinoMedio.com.br - Física - Trabalho e Energia Mecânica

  • 2. OBJETIVOS • Definir trabalho • Classificar Trabalho • Entender o que é o trabalho da força elástica • Entender o que é o trabalho da força peso • Definir Potência
  • 3. TRABALHO Trabalho deslocamento. da força constante paralela F: força constante. d: deslocamento. Unidade S.I. Joules [J]. [1J] = [1N.m] ao
  • 4. TRABALHO Trabalho motor Trabalho motor (t >0) ,a força fica no mesmo sentido do deslocamento.
  • 5. TRABALHO Trabalho resistente. Trabalho resistente (t<0) ,a força fica no sentido contrário do deslocamento.
  • 6. TRABALHO Trabalho da força constante paralela ao deslocamento
  • 7. Exercícios Ao puxar um corpo de massa 2 kg com aceleração constante de 2 m/s2, na mesma direção do deslocamento qual é o trabalho realizado neste percurso? Qual é o tipo de trabalho?
  • 8. Exercícios Ao puxar um corpo de massa 2 kg com aceleração constante de 2 m/s2 durante 10 m, na mesma direção do deslocamento qual é o trabalho realizado neste percurso? Qual é o tipo de trabalho? τ = F.d τ = m.a.d τ = 2.2.10 = 40 J Para haver movimento a força tem que estar no mesmo sentido do deslocamento, então o trabalho é motor.
  • 9. Exercícios Um bloco desliza sobre uma mesa em movimento retilíneo uniforme, uma força F= 12 N foi necessária para tira-lo do repouso. Calcule o Trabalho da força de atrito durante um deslocamento de 10 m.
  • 10. Exercícios Um bloco desliza sobre uma mesa em movimento retilíneo uniforme, uma força F= 12 N constante e paralela ao deslocamento foi necessária para tira-lo do repouso. Calcule o Trabalho da força de atrito durante um deslocamento de 10 m. Corpos em movimento retilíneo uniforme possuem força resultante nula. Então F- FAT=0
  • 11. Corpos em movimento retilíneo uniforme possuem força resultante nula. Então F- FAT=0 F- FAT = 0 FAT= -12 N (pois tem sentido contrário ao deslocamento) τ = FAT .d τ = −12.10 = −120 J
  • 12. força Trabalho Mesmo Trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido Trabalho resistente oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente
  • 13. Complemento do esquema anterior Trabalho motor Trabalho +τ =F.d motor Trabalho resistente Trabalho resistente - τ =F.d
  • 14. TRABALHO Trabalho da deslocamento força constante não paralela ao Paralela ao θ: Ângulo entre a força e o deslocamento Ft: Componente deslocamento. da Força F na
  • 15. Exercícios Uma força F igual a 15 N atua sobre um bloco m de 6 kg formando um ângulo θ igual a 60 o com a horizontal, conforme o esquema abaixo. a) Calcule o Trabalho realizado pela força ao longo de um deslocamento de 8 m. b) Qual o Trabalho das forças Peso e Normal? Justifique.
  • 16. Exercícios Uma força F igual a 15 N atua sobre um bloco m de 6 kg formando um ângulo θ igual a 60o com a horizontal, conforme o esquema abaixo. a) Calcule o Trabalho realizado pela força ao longo de um deslocamento de 8 m. b) Qual o Trabalho das forças Peso e Normal? Justifique.
  • 17. Exercícios a. τ = F .d . cos θ τ = 15. cos 60 .8 τ = 60 J o b. Tração e Normal são forças perpendiculares ao deslocamento, por isso não realizam trabalho !
  • 18. Trabalho Mesmo trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido trabalho resistente força oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente força trabalho constante módulo +τ =F.d. cosθ τ =F.d.cosθ motor ñ paralela trabalho trabalho -τ =F.d. cosθ resistente
  • 19. Complemento do esquema anterior Trabalho motor Trabalho +τ =F.d motor Trabalho resistente Trabalho resistente - τ =F.d
  • 21. TRABALHO Trabalho de deslocamento. uma força variável paralela ao Basta calcular a área total, que vai ser a somatória das áreas 1, 2 e 3: ( B + b).h A1 = 2 AT = A1+ A2+ A3 A2 = B.h b.h A3 = 2
  • 22. Exercícios (Unife-sp 2006) A figura representa o gráfico do módulo F de uma força que atua sobre um corpo em função do seu deslocamento x. Sabe-se que a força atua sempre na mesma direção e sentido do deslocamento. Pode-se afirmar que o trabalho dessa força no trecho representado pelo gráfico é, em joules, a) 0. b) 2,5. c) 5,0. d) 7,5. e) 10.
  • 23. Exercícios (Unife-sp 2006) A figura representa o gráfico do módulo F de uma força que atua sobre um corpo em função do seu deslocamento x. Sabe-se que a força atua sempre na mesma direção e sentido do deslocamento. Pode-se afirmar que o trabalho dessa força no trecho representado pelo gráfico é, em joules, a) 0. b) 2,5. c) 5,0. d) 7,5. e) 10.
  • 25. Exercícios (Unesp 2003) Uma força atuando em uma caixa varia com a distância x de acordo com o gráfico. O trabalho realizado por essa força para mover a caixa da posição x = 0 até a posição x = 6 m vale a) 5 J. b) 15 J. c) 20 J. d) 25 J. e) 30 J.
  • 26. Exercícios (Unesp 2003) Uma força atuando em uma caixa varia com a distância x de acordo com o gráfico. O trabalho realizado por essa força para mover a caixa da posição x = 0 até a posição x = 6 m vale a) 5 J. b) 15 J. c) 20 J. d) 25 J. e) 30 J.
  • 27. Exercícios ( B + b).h τ = A= 2 (6 + 4).5 τ= 2 τ = 25 J
  • 28. Trabalho Mesmo trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido trabalho resistente força oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente força trabalho constante módulo τ=F.d. cosθ +τ =F.d. cosθ motor ñ paralela trabalho trabalho -τ =F.d. cosθ resistente área do força não módulo triângulo constante trabalho área do trapézio
  • 29. Complemento do esquema anterior Trabalho motor Trabalho resistente +τ =F.d - τ =F.d
  • 30. TRABALHO Trabalho de uma força qualquer.
  • 31. TRABALHO Trabalho da força elástica. Por definição a força elástica varia de acordo com a deformação da mola, portanto ela não é uma força constante, logo temos que utilizar o cálculo do trabalho para forças variáveis, ou seja, construir o gráfico ‘Fel’ x ‘d’ e determinar a área no deslocamento desejado. Conforme distendemos um elástico, a força restauradora (elástica) aumenta:
  • 32. TRABALHO Trabalho da força elástica. FEl = K .x K: Constante elástica da mola [N/m] x: Deformação sofrida pela mola [m]
  • 33. TRABALHO Trabalho da força elástica. Se calcularmos a área no deslocamento ‘x’, então teremos o trabalho da força elástica neste deslocamento Portanto:
  • 35. Exercícios Um bloco de 0,5 kg cai sobre uma mola vertical de constante elástica k = 2,5 N/cm. O bloco adere à mola,que ele comprime 12 cm antes de parar momentaneamente. Enquanto a mola está sendo comprimida, qual é o trabalho realizado?
  • 36. Exercícios Um bloco de 0,5 kg cai sobre uma mola vertical de constante elástica k = 2,5 N/cm. O bloco adere à mola, que ele comprime 12 cm antes de parar momentaneamente. Enquanto a mola está sendo comprimida, qual é o trabalho realizado?
  • 37. Exercícios K= 25 N/cm = 2500 N/m X=12 cm =0,12 m τ Fel K .x = 2 2 τ Fel 2500.0,12 = 2 2 τ Fel = 18 J
  • 38. Trabalho Mesmo trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido trabalho resistente força oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente força trabalho constante módulo τ=F.d. cosθ +τ =F.d. cosθ motor ñ paralela trabalho trabalho -τ =F.d. cosθ resistente área do K .x 2 trabalho força força não módulo triângulo τ Fel = elástica 2 constante trabalho área do trapézio
  • 39. Complemento do esquema anterior Trabalho motor Trabalho resistente +τ =F.d - τ =F.d
  • 40. TRABALHO Trabalho da força Peso. A força peso é constante e paralela ao deslocamento, e seu trabalho só depende da diferença entre dois pontos de uma reta vertical, ou seja, depende somente da altura.
  • 41. TRABALHO Trabalho da força Peso. Módulo: τ = P.h P: Força Peso, módulo (P=m.g) [N]. h: Altura [m].
  • 42. Exercícios Para subir do térreo para o primeiro andar, uma pessoa pode escolher 3 alternativas: ir pela escada, mais íngreme; ir de elevador e ir pela rampa, menos inclinada. Sobre o Trabalho realizado pelo Peso da pessoa podemos afirmar corretamente que: a) é maior pela escada. b) é o mesmo por qualquer caminho. c) é maior pelo elevador. d) é maior pela rampa.
  • 43. Exercícios Para subir do térreo para o primeiro andar, uma pessoa pode escolher 3 alternativas: ir pela escada, mais íngreme; ir de elevador e ir pela rampa, menos inclinada. Sobre o Trabalho realizado pelo Peso da pessoa podemos afirmar corretamente que: a) é maior pela escada. b) é o mesmo por qualquer caminho. c) é maior pelo elevador. d) é maior pela rampa.
  • 44. Exercícios O trabalho da força Peso é conservativo, ou seja, só depende da altura, qualquer que seja a trajetória usada para atingí-la.Letra B
  • 45. Exercícios Calcule o trabalho da força peso de um objeto de massa 9 kg que caiu em queda livre de uma altura de 12 m. Dado g =10m/s2.
  • 46. Exercícios Calcule o trabalho da força peso de um objeto de massa 9 kg que caiu em queda livre de uma altura de 12 m. Dado g=10m/s2.
  • 47. Exercícios τ = P.h τ = m.g .h τ = 9.10.12 = 1080 J
  • 48. Trabalho Mesmo trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido trabalho resistente força oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente força trabalho constante módulo τ=F.d. cosθ +τ =F.d. cosθ motor ñ paralela trabalho trabalho -τ =F.d. cosθ resistente área do K .x 2 trabalho força força não módulo triângulo τ Fel = elástica 2 constante trabalho área do trapézio
  • 49. Complemento do esquema anterior +τ =F.d trabalho força τ =P.h peso Trabalho resistente - τ =F.d trabalho força -τ =P.h peso Trabalho motor
  • 50. TRABALHO Potência. É a capacidade de realizar trabalho com uma determinada rapidez. τ Pot = ∆t Unidades Pot: 1 J/s = 1 Watt [W] (S.I) cavalo vapor (cv): 1cv =735 W Horse Power (HP): 1 HP =746 W
  • 51. TRABALHO Potência e velocidade. F .∆s Pot = ∆t Pot = F .v
  • 52. Exercícios Um motor de um barco durante uma travessia de 10 min, realiza um trabalho de 100 kJ. Calcule a potência fornecida por esse motor, em Joules.
  • 53. Exercícios Um motor de um barco durante uma travessia de 10 min, realiza um trabalho de 100 kJ. Calcule a potência fornecida por esse motor, em Joules. 10 min= 10.60 = 600s 100kJ= 100000J τ Pot = ∆t 100000 Pot = ≈ 1667W 600
  • 54. Trabalho Mesmo trabalho motor sentido Paralela deslocamento Sentido trabalho resistente força oposto Mesmo Trabalho Não Paralela Componente sentido motor deslocamento da força Sentido Trabalho oposto resistente força trabalho constante módulo τ=F.d. cosθ +τ =F.d. cosθ motor ñ paralela trabalho trabalho -τ =F.d. cosθ resistente área do K .x 2 trabalho força força não módulo triângulo τ Fel = elástica 2 constante trabalho área do trapézio potencia τ força Pot = constante ∆t
  • 55. Complemento do esquema anterior +τ =F.d trabalho força τ =P.h peso Trabalho resistente - τ =F.d trabalho força -τ =P.h peso Trabalho motor
  • 56. Bibliografia Ramalho, Nicolau e Toledo. Os fundamentos da física. Mecânica, ed. Moderna. 7a edição. Halliday, Resnick, Walker. Fundamentos de física. Mecânica, ed. LTC, 3a edição.