SlideShare uma empresa Scribd logo
Ministério da Fazenda                          Reunião CMN – agosto/2010




                          MINISTÉRIO DA FAZENDA
                         Secretaria de Política Econômica




                            CMN
                          25.08.2010

                        Votos Agrícolas




                                Brasília-DF, 25 de agosto de 2010.



                                                                           1
Ministério da Fazenda                                           Reunião CMN – agosto/2010



                 RESUMO DOS VOTOS DA ÁREA AGRÍCOLA
                        REUNIÃO DO CMN – AGOSTO/2010


1  -  AUTORIZA    A    COMPOSIÇÃO   DE DÍVIDAS RURAIS DE
HORTIFRUTICULTORES CONTRATADAS COM RECURSOS DO FNE EM
MUNICÍPIOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO
A hortifruticultura do Vale do São Francisco tem nas exportações seu principal mercado
consumidor. A crise financeira mundial, ocorrida a partir do final de 2008, afetou, fortemente
as exportações da região provocando grandes prejuízos aos produtores e exportadores. Além
disso, a valorização do Real, ocorrida nos últimos anos, afetou negativamente a renda dos
produtores e exportadores de frutas.
Para mitigar os efeitos da crise financeira e permitir a recuperação econômica sustentada dos
produtores e das empresas produtoras de hortifrutícolas, o CMN autorizou:
a) a composição das dívidas por meio da contratação de operação de crédito rural, com
recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), para liquidação do
saldo devedor de dívidas de hortifruticultores e suas cooperativas e empresas de produção de
produtos hortifrutícolas, dos nos municípios de Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa
Vista e Orocó, no estado de Pernambuco, e Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho, Curaçá e Sento
Sé, no estado da Bahia, da região do Vale do São Francisco;
b) as operações devem ter sido contratadas com recursos do FNE, ou já reclassificadas para
esta fonte, originárias de uma ou mais operações de crédito rural do mesmo mutuário
contratadas entre 15/1/2001 e 31/12/2009. A nova operação será limitada ao saldo devedor
atual e o valor total destinado à composição dessas dívidas não poderá ultrapassar R$ 450
milhões;
c) o mutuário deverá demonstrar a incapacidade de pagamento de suas atuais operações nos
prazos anteriormente contratados e se manifestar formalmente junto a instituição financeira
credora até 31/12/2010. A instituição financeira credora deverá formalizar a operação até
28/2/2011.
d) na apuração do saldo devedor:
      x   as parcelas vencidas das operações devem ser atualizadas pelos encargos
          contratuais de normalidade, exceto quanto ao bônus de adimplência contratual,
          sendo exigida a amortização de no mínimo 5% do saldo devedor vencido atualizado
          para qualificação ao processo de renegociação;
      x   as parcelas vincendas das operações devem ser atualizadas pelos encargos
          contratuais de normalidade;
      x   o saldo devedor total será apurado somando as parcelas, obtidas na forma desta
          alínea, de todas as operações enquadráveis do mesmo mutuário;
e) a composição das dívidas de crédito rural, por meio da contração de operação de crédito
rural, ficará sujeita às seguintes condições:
      x   limite: o saldo devedor apurado descontada a amortização realizada;
      x   encargos financeiros: os vigentes para operações de crédito rural no FNE, em
          função do porte do produtor ou da empresa, inclusive com o bônus de adimplência
          regulamentar;

                                                                                            2
Ministério da Fazenda                                             Reunião CMN – agosto/2010

      x   prazo do reembolso: até 12 (doze) anos;
      x   reembolso: nos dois primeiros anos, será exigido o pagamento dos juros do período,
          e, a partir do terceiro ano, será exigido pagamento do saldo devedor restante;
      x   risco das operações: do FNE e da instituição financeira, na mesma posição original
          das operações;
f) as operações inadimplidas deverão ser mantidas nesta condição até a efetiva contratação da
operação para composição das dívidas;
g) as condições previstas neste voto não se aplicam às operações renegociadas com base no
art. 5º da Lei nº 9.138, de 1995, ou repactuadas nos termos da Lei nº 10.437, de 2002, ou
renegociadas com base nos arts. 3º ou 4º da Lei nº 10.177, de 2001, ou, ainda, enquadradas na
Resolução CMN nº 2.471, de 1998.


2 - CRÉDITO RURAL – FUNDO DE DEFESA DA ECONOMIA CAFEEIRA
(FUNCAFÉ)
O CMN aprovou a criação de linha especial de crédito de comercialização amparada em
recursos do Funcafé, destinada ao financiamento da constituição de margens e de ajustes
diários, em operações de vendas a futuros, aquisição de prêmios em contratos de opções de
venda, e demais taxas e emolumentos necessários a essas transações referenciadas em café
junto a bolsas de mercadorias e futuros nacionais.
Esta medida visa oferecer aos produtores e às suas cooperativas de produção uma opção a
mais para a comercialização da produção de café da safra 2010/2011, em melhores condições
de mercado, e possibilitar a redução do risco de preço em relação a esta commodity,
Para isso serão disponibilizados R$ 50 milhões do Funcafé, que poderá financiar até 100% do
valor exigido em bolsas de mercadorias e de futuro nacionais limitado a R$ 80 mil por
produtor e, no caso de cooperativa de produção, o resultado da multiplicação de R$ 40 mil
pela quantidade de cooperados ativos que tenham depositado a produção de café.
Os cafeicultores poderão contratar está linha de crédito até 1º/12/2010, com prazo de
reembolso coincidente com o prazo de liquidação da operação de mercado de futuros ou de
opções, limitado a 360 dias contados a partir da data de contratação, à taxa de juros efetiva de
6,75% a.a.




                                                                                              3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 10 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
apostilacontabil
 
Apresentação ppp habitacional
Apresentação ppp habitacional Apresentação ppp habitacional
Apresentação ppp habitacional
Associação Cohabs
 
Document58 210629122154
Document58 210629122154Document58 210629122154
Document58 210629122154
RenanDantasdosSantos
 
Aula I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula   I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula   I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Neon Online
 
Proposicao 302.00233.2010
Proposicao 302.00233.2010Proposicao 302.00233.2010
Proposicao 302.00233.2010
Professora Josete
 
Transferência de cotas em sociedade ltda
Transferência de cotas em sociedade ltdaTransferência de cotas em sociedade ltda
Transferência de cotas em sociedade ltda
Monitoria Contabil S/C
 
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - ReintegraLei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
Celso Daví Rodrigues
 
V WSF, Juazeiro - PROALBA
V WSF, Juazeiro - PROALBA V WSF, Juazeiro - PROALBA
V WSF, Juazeiro - PROALBA
Oxya Agro e Biociências
 
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento) O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
Gilderllan P. Santos
 
Aula i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula   i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula   i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Neon Online
 
IPTU 2012
IPTU 2012IPTU 2012
Apresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmoApresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmo
Associação Cohabs
 
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
CBE2012
 
020010000101011
020010000101011020010000101011
020010000101011
RenanDantasdosSantos
 
Proposicao 302.00547.2010
Proposicao 302.00547.2010Proposicao 302.00547.2010
Proposicao 302.00547.2010
Professora Josete
 
020532000101011 (1)
020532000101011 (1)020532000101011 (1)
020532000101011 (1)
RenanDantasdosSantos
 
Exercicios contabilidade 01
Exercicios contabilidade 01Exercicios contabilidade 01
Exercicios contabilidade 01
capitulocontabil
 
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
Tarcisio De Oliveira Lemos
 
Captação de Recursos - Secretaria de Finanças
Captação de Recursos - Secretaria de FinançasCaptação de Recursos - Secretaria de Finanças
Captação de Recursos - Secretaria de Finanças
Raul Jungmann
 

Mais procurados (19)

Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 10 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
 
Apresentação ppp habitacional
Apresentação ppp habitacional Apresentação ppp habitacional
Apresentação ppp habitacional
 
Document58 210629122154
Document58 210629122154Document58 210629122154
Document58 210629122154
 
Aula I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula   I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula   I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula I - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
 
Proposicao 302.00233.2010
Proposicao 302.00233.2010Proposicao 302.00233.2010
Proposicao 302.00233.2010
 
Transferência de cotas em sociedade ltda
Transferência de cotas em sociedade ltdaTransferência de cotas em sociedade ltda
Transferência de cotas em sociedade ltda
 
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - ReintegraLei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
Lei 12844 2013 - Desoneração da Folha de Pagamento - Reintegra
 
V WSF, Juazeiro - PROALBA
V WSF, Juazeiro - PROALBA V WSF, Juazeiro - PROALBA
V WSF, Juazeiro - PROALBA
 
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento) O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
O pmss (o programa de modernização do setor saneamento)
 
Aula i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula   i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioliAula   i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
Aula i - ate-fiscal-ms-prof. onei f. savioli
 
IPTU 2012
IPTU 2012IPTU 2012
IPTU 2012
 
Apresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmoApresentação maria do carmo
Apresentação maria do carmo
 
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
XIV CBE - MESA 6 - José gutman - 25 outubro 2012
 
020010000101011
020010000101011020010000101011
020010000101011
 
Proposicao 302.00547.2010
Proposicao 302.00547.2010Proposicao 302.00547.2010
Proposicao 302.00547.2010
 
020532000101011 (1)
020532000101011 (1)020532000101011 (1)
020532000101011 (1)
 
Exercicios contabilidade 01
Exercicios contabilidade 01Exercicios contabilidade 01
Exercicios contabilidade 01
 
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
28694600749 irpf-2015-2014-origi-imagem-recibo
 
Captação de Recursos - Secretaria de Finanças
Captação de Recursos - Secretaria de FinançasCaptação de Recursos - Secretaria de Finanças
Captação de Recursos - Secretaria de Finanças
 

Destaque

Gestion de calidad
Gestion de calidadGestion de calidad
Gestion de calidad
Wilfrido Rosero
 
Empresa bd
Empresa bdEmpresa bd
Empresa bd
dulcementefanny
 
Pnaic síntese caderno 3
Pnaic síntese caderno 3Pnaic síntese caderno 3
Pnaic síntese caderno 3
Fatima Lima
 
Caso de Uso UFAL - WPD
Caso de Uso UFAL - WPDCaso de Uso UFAL - WPD
Caso de Uso UFAL - WPD
Alexandre Marinho
 
1 david romero plataformas tecnológicas
1 david romero   plataformas tecnológicas1 david romero   plataformas tecnológicas
1 david romero plataformas tecnológicas
Fundación Romero
 
Alimentos 3er. año
Alimentos 3er. añoAlimentos 3er. año
Alimentos 3er. año
betfor
 
Charla servicio al cliente
Charla servicio al clienteCharla servicio al cliente
Charla servicio al cliente
fredybal
 
Rocas volcánicas cenozoicas en la
Rocas volcánicas cenozoicas en laRocas volcánicas cenozoicas en la
Rocas volcánicas cenozoicas en la
riorancheria
 
Newsletter 1º período 11-12
Newsletter 1º período 11-12Newsletter 1º período 11-12
Newsletter 1º período 11-12
manuelaborges
 
Test int multiples
Test int multiplesTest int multiples
Como aumentar a produtividade da sua equipe
Como aumentar a produtividade da sua equipeComo aumentar a produtividade da sua equipe
Como aumentar a produtividade da sua equipe
Wende Mendes
 
Caso practico
Caso practicoCaso practico
Caso practico
Juan Gaviria
 
Mapa conceptual2
Mapa conceptual2Mapa conceptual2
Mapa conceptual2
Katherin Moreno
 
Paypal
PaypalPaypal
Universidad nacional de chimborazo tópicos
Universidad nacional de chimborazo tópicosUniversidad nacional de chimborazo tópicos
Universidad nacional de chimborazo tópicos
Dany Barraquil
 
Universidad de panama diana
Universidad de panama dianaUniversidad de panama diana
Universidad de panama diana
Luis Dominguez
 
Domain-Driven-Design
Domain-Driven-DesignDomain-Driven-Design
Domain-Driven-Design
Wende Mendes
 
Guía para el aprendizaje
Guía para el aprendizajeGuía para el aprendizaje
Guía para el aprendizaje
José De Jesus Gómez
 
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
SPC Brasil
 

Destaque (20)

Gestion de calidad
Gestion de calidadGestion de calidad
Gestion de calidad
 
Empresa bd
Empresa bdEmpresa bd
Empresa bd
 
Pnaic síntese caderno 3
Pnaic síntese caderno 3Pnaic síntese caderno 3
Pnaic síntese caderno 3
 
Caso de Uso UFAL - WPD
Caso de Uso UFAL - WPDCaso de Uso UFAL - WPD
Caso de Uso UFAL - WPD
 
Pimiento garden
Pimiento gardenPimiento garden
Pimiento garden
 
1 david romero plataformas tecnológicas
1 david romero   plataformas tecnológicas1 david romero   plataformas tecnológicas
1 david romero plataformas tecnológicas
 
Alimentos 3er. año
Alimentos 3er. añoAlimentos 3er. año
Alimentos 3er. año
 
Charla servicio al cliente
Charla servicio al clienteCharla servicio al cliente
Charla servicio al cliente
 
Rocas volcánicas cenozoicas en la
Rocas volcánicas cenozoicas en laRocas volcánicas cenozoicas en la
Rocas volcánicas cenozoicas en la
 
Newsletter 1º período 11-12
Newsletter 1º período 11-12Newsletter 1º período 11-12
Newsletter 1º período 11-12
 
Test int multiples
Test int multiplesTest int multiples
Test int multiples
 
Como aumentar a produtividade da sua equipe
Como aumentar a produtividade da sua equipeComo aumentar a produtividade da sua equipe
Como aumentar a produtividade da sua equipe
 
Caso practico
Caso practicoCaso practico
Caso practico
 
Mapa conceptual2
Mapa conceptual2Mapa conceptual2
Mapa conceptual2
 
Paypal
PaypalPaypal
Paypal
 
Universidad nacional de chimborazo tópicos
Universidad nacional de chimborazo tópicosUniversidad nacional de chimborazo tópicos
Universidad nacional de chimborazo tópicos
 
Universidad de panama diana
Universidad de panama dianaUniversidad de panama diana
Universidad de panama diana
 
Domain-Driven-Design
Domain-Driven-DesignDomain-Driven-Design
Domain-Driven-Design
 
Guía para el aprendizaje
Guía para el aprendizajeGuía para el aprendizaje
Guía para el aprendizaje
 
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
56% dos brasileiros acreditam que a economia vai piorar nos próximos meses em...
 

Semelhante a Votos cmn-250810

votos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
votos agrícolas do Conselho Monetário Nacionalvotos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
votos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
Revista Cafeicultura
 
Resolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
Resolução 3.966 CMN - Dividas da CafeiculturaResolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
Resolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
Revista Cafeicultura
 
Clipping cnc 27062014 versao de impressao
Clipping cnc 27062014   versao de impressaoClipping cnc 27062014   versao de impressao
Clipping cnc 27062014 versao de impressao
Paulo André Colucci Kawasaki
 
Plano safra 2021 2022 - proposta da Contag
Plano safra 2021 2022 - proposta da ContagPlano safra 2021 2022 - proposta da Contag
Plano safra 2021 2022 - proposta da Contag
José Florentino
 
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas RuraisCircular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
José Florentino
 
Manual Funrural - Aprosoja Brasil
Manual Funrural - Aprosoja BrasilManual Funrural - Aprosoja Brasil
Manual Funrural - Aprosoja Brasil
Fábio Santos
 
Plano Safra 2023.pdf
Plano Safra 2023.pdfPlano Safra 2023.pdf
Plano Safra 2023.pdf
PauloSantos194674
 
Aqui tem crédito para fruticultura
Aqui tem crédito para fruticulturaAqui tem crédito para fruticultura
Aqui tem crédito para fruticultura
Agricultura Sao Paulo
 
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
Revista Cafeicultura
 
Crédito rural
Crédito ruralCrédito rural
Crédito rural
Linda Noara
 
Apresentação abc
Apresentação abcApresentação abc
Apresentação abc
Associação Cohabs
 
Resolução cmn nº 3 856 de
Resolução cmn nº 3 856 deResolução cmn nº 3 856 de
Resolução cmn nº 3 856 de
nataliafernandes
 
Cmn - Votos agrícolas
Cmn - Votos agrícolasCmn - Votos agrícolas
Cmn - Votos agrícolas
nataliafernandes
 
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 milPls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
José Ripardo
 
Exposição de motivo mp 763 fgts
Exposição de motivo mp 763 fgtsExposição de motivo mp 763 fgts
Exposição de motivo mp 763 fgts
Tania Gurgel
 
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
PauloSantos1104
 
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantesPrefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
Jornal do Commercio
 
Inicial adriana
Inicial adrianaInicial adriana
Inicial adriana
Juliane Espíndola
 
Atualização de créditos tributários
Atualização de créditos tributáriosAtualização de créditos tributários
Atualização de créditos tributários
Renata Santana Santos
 
Institucional FEAP
Institucional FEAPInstitucional FEAP
Institucional FEAP
Agricultura Sao Paulo
 

Semelhante a Votos cmn-250810 (20)

votos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
votos agrícolas do Conselho Monetário Nacionalvotos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
votos agrícolas do Conselho Monetário Nacional
 
Resolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
Resolução 3.966 CMN - Dividas da CafeiculturaResolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
Resolução 3.966 CMN - Dividas da Cafeicultura
 
Clipping cnc 27062014 versao de impressao
Clipping cnc 27062014   versao de impressaoClipping cnc 27062014   versao de impressao
Clipping cnc 27062014 versao de impressao
 
Plano safra 2021 2022 - proposta da Contag
Plano safra 2021 2022 - proposta da ContagPlano safra 2021 2022 - proposta da Contag
Plano safra 2021 2022 - proposta da Contag
 
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas RuraisCircular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
Circular do BNDES sobre programa para Composição de Dívidas Rurais
 
Manual Funrural - Aprosoja Brasil
Manual Funrural - Aprosoja BrasilManual Funrural - Aprosoja Brasil
Manual Funrural - Aprosoja Brasil
 
Plano Safra 2023.pdf
Plano Safra 2023.pdfPlano Safra 2023.pdf
Plano Safra 2023.pdf
 
Aqui tem crédito para fruticultura
Aqui tem crédito para fruticulturaAqui tem crédito para fruticultura
Aqui tem crédito para fruticultura
 
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
CIRCULAR SUP/ADIG N° 41/2019-BNDES Programa BNDES para Composição de Dívidas ...
 
Crédito rural
Crédito ruralCrédito rural
Crédito rural
 
Apresentação abc
Apresentação abcApresentação abc
Apresentação abc
 
Resolução cmn nº 3 856 de
Resolução cmn nº 3 856 deResolução cmn nº 3 856 de
Resolução cmn nº 3 856 de
 
Cmn - Votos agrícolas
Cmn - Votos agrícolasCmn - Votos agrícolas
Cmn - Votos agrícolas
 
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 milPls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
Pls 688 2011 que autoriza o perdão de dívidas de crédito rural de até r$ 35 mil
 
Exposição de motivo mp 763 fgts
Exposição de motivo mp 763 fgtsExposição de motivo mp 763 fgts
Exposição de motivo mp 763 fgts
 
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
Comunicado tecnico-cna-ed-04 2021
 
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantesPrefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
Prefeitura de Caruaru pede abertura de crédito especial para feirantes
 
Inicial adriana
Inicial adrianaInicial adriana
Inicial adriana
 
Atualização de créditos tributários
Atualização de créditos tributáriosAtualização de créditos tributários
Atualização de créditos tributários
 
Institucional FEAP
Institucional FEAPInstitucional FEAP
Institucional FEAP
 

Mais de nataliafernandes

Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - CerradoProcafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
nataliafernandes
 
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de MinasProcafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
nataliafernandes
 
Coffee USDA junho/11
Coffee USDA junho/11Coffee USDA junho/11
Coffee USDA junho/11
nataliafernandes
 
1105 coffee huntersclass-project3_release
1105 coffee huntersclass-project3_release1105 coffee huntersclass-project3_release
1105 coffee huntersclass-project3_release
nataliafernandes
 
Sondagem conjuntural café _abril/11
Sondagem conjuntural café _abril/11Sondagem conjuntural café _abril/11
Sondagem conjuntural café _abril/11nataliafernandes
 
Cafe manejo cultura
Cafe manejo culturaCafe manejo cultura
Cafe manejo cultura
nataliafernandes
 
Cafe plantas daninhas
Cafe plantas daninhasCafe plantas daninhas
Cafe plantas daninhas
nataliafernandes
 
Cafe nutricao
Cafe nutricaoCafe nutricao
Cafe nutricao
nataliafernandes
 
Cafe manejo solo_agua
Cafe manejo solo_aguaCafe manejo solo_agua
Cafe manejo solo_agua
nataliafernandes
 
Cafe boas praticas
Cafe boas praticasCafe boas praticas
Cafe boas praticas
nataliafernandes
 
Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011
nataliafernandes
 
Cecafe resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
Cecafe   resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]Cecafe   resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
Cecafe resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
nataliafernandes
 
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahia
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahiaDiagnostico e propostas_cafe_da_bahia
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahia
nataliafernandes
 
Cna 2011 vpb
Cna 2011 vpbCna 2011 vpb
Cna 2011 vpb
nataliafernandes
 
Cna 2011
Cna 2011Cna 2011
Cecafe resumo das exportacoes de cafe março 2011
Cecafe   resumo das exportacoes de cafe março 2011Cecafe   resumo das exportacoes de cafe março 2011
Cecafe resumo das exportacoes de cafe março 2011
nataliafernandes
 
8 simpósio estadual 2011 ES
8 simpósio estadual 2011 ES8 simpósio estadual 2011 ES
8 simpósio estadual 2011 ESnataliafernandes
 
Coletade folhas
Coletade folhasColetade folhas
Coletade folhas
nataliafernandes
 

Mais de nataliafernandes (20)

Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - CerradoProcafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
Procafé Aviso fitossanitário - jul12 - Cerrado
 
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de MinasProcafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
Procafé jul12-AvisoFitossanitario-Sul de Minas
 
Coffee USDA junho/11
Coffee USDA junho/11Coffee USDA junho/11
Coffee USDA junho/11
 
Folder final
Folder finalFolder final
Folder final
 
1105 coffee huntersclass-project3_release
1105 coffee huntersclass-project3_release1105 coffee huntersclass-project3_release
1105 coffee huntersclass-project3_release
 
Sondagem conjuntural café _abril/11
Sondagem conjuntural café _abril/11Sondagem conjuntural café _abril/11
Sondagem conjuntural café _abril/11
 
Cafe manejo cultura
Cafe manejo culturaCafe manejo cultura
Cafe manejo cultura
 
Cafe pragas doencas
Cafe pragas doencasCafe pragas doencas
Cafe pragas doencas
 
Cafe plantas daninhas
Cafe plantas daninhasCafe plantas daninhas
Cafe plantas daninhas
 
Cafe nutricao
Cafe nutricaoCafe nutricao
Cafe nutricao
 
Cafe manejo solo_agua
Cafe manejo solo_aguaCafe manejo solo_agua
Cafe manejo solo_agua
 
Cafe boas praticas
Cafe boas praticasCafe boas praticas
Cafe boas praticas
 
Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011
 
Cecafe resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
Cecafe   resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]Cecafe   resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
Cecafe resumo das exportacoes de cafe abril 2011[1]
 
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahia
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahiaDiagnostico e propostas_cafe_da_bahia
Diagnostico e propostas_cafe_da_bahia
 
Cna 2011 vpb
Cna 2011 vpbCna 2011 vpb
Cna 2011 vpb
 
Cna 2011
Cna 2011Cna 2011
Cna 2011
 
Cecafe resumo das exportacoes de cafe março 2011
Cecafe   resumo das exportacoes de cafe março 2011Cecafe   resumo das exportacoes de cafe março 2011
Cecafe resumo das exportacoes de cafe março 2011
 
8 simpósio estadual 2011 ES
8 simpósio estadual 2011 ES8 simpósio estadual 2011 ES
8 simpósio estadual 2011 ES
 
Coletade folhas
Coletade folhasColetade folhas
Coletade folhas
 

Último

Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 

Último (20)

Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 

Votos cmn-250810

  • 1. Ministério da Fazenda Reunião CMN – agosto/2010 MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Política Econômica CMN 25.08.2010 Votos Agrícolas Brasília-DF, 25 de agosto de 2010. 1
  • 2. Ministério da Fazenda Reunião CMN – agosto/2010 RESUMO DOS VOTOS DA ÁREA AGRÍCOLA REUNIÃO DO CMN – AGOSTO/2010 1 - AUTORIZA A COMPOSIÇÃO DE DÍVIDAS RURAIS DE HORTIFRUTICULTORES CONTRATADAS COM RECURSOS DO FNE EM MUNICÍPIOS DO VALE DO SÃO FRANCISCO A hortifruticultura do Vale do São Francisco tem nas exportações seu principal mercado consumidor. A crise financeira mundial, ocorrida a partir do final de 2008, afetou, fortemente as exportações da região provocando grandes prejuízos aos produtores e exportadores. Além disso, a valorização do Real, ocorrida nos últimos anos, afetou negativamente a renda dos produtores e exportadores de frutas. Para mitigar os efeitos da crise financeira e permitir a recuperação econômica sustentada dos produtores e das empresas produtoras de hortifrutícolas, o CMN autorizou: a) a composição das dívidas por meio da contratação de operação de crédito rural, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), para liquidação do saldo devedor de dívidas de hortifruticultores e suas cooperativas e empresas de produção de produtos hortifrutícolas, dos nos municípios de Petrolina, Lagoa Grande, Santa Maria da Boa Vista e Orocó, no estado de Pernambuco, e Juazeiro, Casa Nova, Sobradinho, Curaçá e Sento Sé, no estado da Bahia, da região do Vale do São Francisco; b) as operações devem ter sido contratadas com recursos do FNE, ou já reclassificadas para esta fonte, originárias de uma ou mais operações de crédito rural do mesmo mutuário contratadas entre 15/1/2001 e 31/12/2009. A nova operação será limitada ao saldo devedor atual e o valor total destinado à composição dessas dívidas não poderá ultrapassar R$ 450 milhões; c) o mutuário deverá demonstrar a incapacidade de pagamento de suas atuais operações nos prazos anteriormente contratados e se manifestar formalmente junto a instituição financeira credora até 31/12/2010. A instituição financeira credora deverá formalizar a operação até 28/2/2011. d) na apuração do saldo devedor: x as parcelas vencidas das operações devem ser atualizadas pelos encargos contratuais de normalidade, exceto quanto ao bônus de adimplência contratual, sendo exigida a amortização de no mínimo 5% do saldo devedor vencido atualizado para qualificação ao processo de renegociação; x as parcelas vincendas das operações devem ser atualizadas pelos encargos contratuais de normalidade; x o saldo devedor total será apurado somando as parcelas, obtidas na forma desta alínea, de todas as operações enquadráveis do mesmo mutuário; e) a composição das dívidas de crédito rural, por meio da contração de operação de crédito rural, ficará sujeita às seguintes condições: x limite: o saldo devedor apurado descontada a amortização realizada; x encargos financeiros: os vigentes para operações de crédito rural no FNE, em função do porte do produtor ou da empresa, inclusive com o bônus de adimplência regulamentar; 2
  • 3. Ministério da Fazenda Reunião CMN – agosto/2010 x prazo do reembolso: até 12 (doze) anos; x reembolso: nos dois primeiros anos, será exigido o pagamento dos juros do período, e, a partir do terceiro ano, será exigido pagamento do saldo devedor restante; x risco das operações: do FNE e da instituição financeira, na mesma posição original das operações; f) as operações inadimplidas deverão ser mantidas nesta condição até a efetiva contratação da operação para composição das dívidas; g) as condições previstas neste voto não se aplicam às operações renegociadas com base no art. 5º da Lei nº 9.138, de 1995, ou repactuadas nos termos da Lei nº 10.437, de 2002, ou renegociadas com base nos arts. 3º ou 4º da Lei nº 10.177, de 2001, ou, ainda, enquadradas na Resolução CMN nº 2.471, de 1998. 2 - CRÉDITO RURAL – FUNDO DE DEFESA DA ECONOMIA CAFEEIRA (FUNCAFÉ) O CMN aprovou a criação de linha especial de crédito de comercialização amparada em recursos do Funcafé, destinada ao financiamento da constituição de margens e de ajustes diários, em operações de vendas a futuros, aquisição de prêmios em contratos de opções de venda, e demais taxas e emolumentos necessários a essas transações referenciadas em café junto a bolsas de mercadorias e futuros nacionais. Esta medida visa oferecer aos produtores e às suas cooperativas de produção uma opção a mais para a comercialização da produção de café da safra 2010/2011, em melhores condições de mercado, e possibilitar a redução do risco de preço em relação a esta commodity, Para isso serão disponibilizados R$ 50 milhões do Funcafé, que poderá financiar até 100% do valor exigido em bolsas de mercadorias e de futuro nacionais limitado a R$ 80 mil por produtor e, no caso de cooperativa de produção, o resultado da multiplicação de R$ 40 mil pela quantidade de cooperados ativos que tenham depositado a produção de café. Os cafeicultores poderão contratar está linha de crédito até 1º/12/2010, com prazo de reembolso coincidente com o prazo de liquidação da operação de mercado de futuros ou de opções, limitado a 360 dias contados a partir da data de contratação, à taxa de juros efetiva de 6,75% a.a. 3