SlideShare uma empresa Scribd logo
a university for the worldreal
R
1www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
2www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Uires Tapajós
 Palestrante e Consultor especialista em GRC - Governança, Risco e
Conformidade da CompanyWeb®;
 Professor de MBAs em instituições Federais e Privadas;
 Especialista em Estratégias pela FGV em São Paulo;
 Possui a CGEIT® (Certified in the Governance of Enterprise Information
Technology) emitida pelo ISACA® e outras certificações.
Facilitador
a university for the worldreal
R
3www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
A CompanyWeb® tem 14 anos de experiência em serviços de consultoria e treinamento
em Governança e Gestão de TI (Governança de Tecnologia da Informação, Gestão por
Processos, e Engenharia de Software). Nossos principais clientes são: Petrobras, Banco
do Brasil, Ambev, Correios, JBS Friboi, Aços Villares, Serasa, Honda, Gerdau, Medley,
Yamaha, Bertin, Banco Bradesco, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Bradesco
Seguros, Coca-cola, Sabesp, Nova Schin, Novartis, Comgás, Cervejaria Petrópolis e
outros.
a university for the worldreal
R
4www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Governança e Gestão da Tecnologia da
Informação
Gestão de Serviços de TI (ITIL/ISO 20000)
Melhoria de Processos
Implantação de Escritório de Projetos com as
melhores práticas do PMI®
Gestão de Risco
Segurança da Informação | ISO 27001
Projetos para adoção das melhores práticas:
COBIT, ITIL, SCRUM, eSCM, PMBOK, BSC,
COSO, CBOK, BABOK, FDD, TDD, SOX, DRP
(PCN)
Governança & Gestão da TI:
GRC (Governança, Risco e Compliance):
. Gestão de Risco com COSO
. Gestão de Risco de TI
. Segurança da Informação com ISO 27001
Governança e Gestão de Serviços de TI:
. Certificação ITIL / Certificação Cobit.
. ITIL/Cobit Implementation.
. Formação de Analista em Governança de TI.
BPM (Processos)
. Gestão por Processos de Negócios
. Formação Analista de Processo de Negócio
Negócios & Gestão de Pessoas:
. Estratégia e BSC
. Formação Analista de Negócio
. Liderança com foco em Resultados
. Práticas de Gestão de Projetos
Métodos Ágeis e Engenharia de Software:
. Métodos Ágeis (SCRUM e FDD)
. Qualidade e Maturidade em Desenvolvimento de
Software
. Formação em Engenharia de Software
Consultoria Treinamento Solução
Consultoria Treinamento
Portfólio
a university for the worldreal
R
5www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
6www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
6
Visão
Missão
Valores
pessoa
processo produto
A visão significa responder: Para onde
queremos ir juntos ?
 Qual é o sonho mais ambicioso de
nossa organização ?
 Qual é a nossa visão do futuro ?
 O que queremos alcançar a longo
prazo ?
 Para onde nós vamos a partir de onde
estamos ?
A visão significa responder: Para onde
queremos ir juntos ?
 Qual é o sonho mais ambicioso de
nossa organização ?
 Qual é a nossa visão do futuro ?
 O que queremos alcançar a longo
prazo ?
 Para onde nós vamos a partir de onde
estamos ?
A missão procura explicar a razão de ser
de uma empresa e serve como referência
(guia) para executivos para orientar a
escolha de negócios entre as várias
oportunidades existentes no seu mercado
competitivo.
A missão procura explicar a razão de ser
de uma empresa e serve como referência
(guia) para executivos para orientar a
escolha de negócios entre as várias
oportunidades existentes no seu mercado
competitivo.
Valores são as crenças e os princípios morais
que representam a essência da filosofia e da
cultura da empresa. Presentes na declaração de
missão e comunicados fortemente aos
colaboradores, os Valores servem como um guia
pessoal para o comportamento diário, porque
demonstram como o trabalho e os negócios
deverão ser conduzidos por todos que trabalham
na empresa.
Valores são as crenças e os princípios morais
que representam a essência da filosofia e da
cultura da empresa. Presentes na declaração de
missão e comunicados fortemente aos
colaboradores, os Valores servem como um guia
pessoal para o comportamento diário, porque
demonstram como o trabalho e os negócios
deverão ser conduzidos por todos que trabalham
na empresa.
a university for the worldreal
R
7www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
estratégiaMissão
Visão
Valores
a university for the worldreal
R
8www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
• Missão
• Visão
• Valores
Estratégia
• Objetivos
• Metas
Determinam
• Processos
de
Negócios
Criação/Mudança
a university for the worldreal
R
9www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
10www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
 Visão Geral BPM
O que é Processo?
Para compreender BPM, é necessário compreender o
significado de processo de negócio.
Nesse contexto, um “processo” é um conjunto definido de
atividades ou comportamentos executados por humanos
ou máquinas para alcançar uma ou mais metas.
Os processos são disparados por eventos específicos e
apresentam um ou mais resultados que podem conduzir
ao término do processo ou a transferência de controle
para outro processo.
O que é Processo?
Para compreender BPM, é necessário compreender o
significado de processo de negócio.
Nesse contexto, um “processo” é um conjunto definido de
atividades ou comportamentos executados por humanos
ou máquinas para alcançar uma ou mais metas.
Os processos são disparados por eventos específicos e
apresentam um ou mais resultados que podem conduzir
ao término do processo ou a transferência de controle
para outro processo.
a university for the worldreal
R
11www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
1. Planejamento
e Estratégia
2. Análise de
Processos
3. Desenho de
Processos
4. Implantação de
Processos
5. Monitoramento
e Controle de
Processos
6. Refinamento
de Processos
Ciclo de Vida BPM CBOK
a university for the worldreal
R
12www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Metas estratégicas
Processos de Negócios
Planejamento e Estratégia
a university for the worldreal
R
13www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Tipos de
Atividades
Valor
Agregado
Handoff
Atividades
de
Controle
pontos no processo onde o
trabalho ou a informação
passa de um sistema, pessoa
ou grupo para outro
são aquelas que
contribuem para o
resultado do processo
de forma positiva
atividades de controle
asseguram que os processos
se comportem dentro das
tolerâncias desejadas
a university for the worldreal
R
14www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
15www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
“Um Sistema de representação ou designação
convencional” ou o “Conjunto de sinais com que se faz
essa representação ou designação”. Enfim, notação pode
ser definida como uma escrita simplificada ou abreviada
por meio de um conjunto de sinais convencionados.
Fonte: Dicionário Aurélio
O que é Notação?
a university for the worldreal
R
16www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
o conjunto de símbolos e
formatos usado para descrever
os elementos da programação,
da matemática ou de algum
campo científico
o conjunto de símbolos e
formatos usado para descrever
os elementos da programação,
da matemática ou de algum
campo científico
Notação científica https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_cient%C3%ADfica
Notação matemática https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_matem%C3
%A1tica
Notação musical https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_musical
O que é Notação?
a university for the worldreal
R
17www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
O que é Notação?
Régua de fluxograma de 1982
Fonte: http://www.flickr.com/photos/joaolellis/5023638311/
a university for the worldreal
R
18www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Notação para mapear processos
O Business Process Modeling Notation (BPMN) (em português Notação de
Modelagem de Processos de Negócio) é uma notação da metodologia
de gerenciamento de processos de negócio e trata-se de uma série de ícones
padrões para o desenho de processos, o que facilita o entendimento do usuário. A
modelagem é uma etapa importante da automação pois é nela que os processos
são descobertos e desenhados. É nela também que pode ser feita alguma
alteração no percurso do processo visando a sua otimização. A notação também
pode ser utilizada para a modelagem de Arquitetura de Processos.
Foi desenvolvido pela Business Process Management Initiative (BPMI) e
atualmente é mantida pelo Object Management Group já que as duas organizações
se fundiram em 2005. Em março de 2011, a versão atual do BPMN é a 2.0.1
A BPMN, desde o início, foi apoiada por várias empresas de renome mundial no
segmento de modelagem de processos, sendo uma resposta independente de
fornecedor de solução à demanda de modelagem de processos.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/BPMN
a university for the worldreal
R
19www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Business Process Modeling Notation (BPMN)
Define uma maneira padrão de representar processos de
negócios em diagramas de processos de negócios
(Business Process Diagrams (BPD) )
Ganhos:
• Notação gráfica padrão
• Intuitiva e compreensível
• Preencher a lacuna entre analistas de negócios/analista
de processos e desenvolvedores
a university for the worldreal
R
20www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Gaps (lacunas) entre o Analista e o Desenvolvedor
• Preencher a lacuna entre analistas
de negócios/analista de processos
e desenvolvedores
a university for the worldreal
R
21www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Business Process Modeling Notation (BPMN)
Fonte: www.bizagi.com
a university for the worldreal
R
22www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Mapa Mental do BPMN
a university for the worldreal
R
23www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Data Object
Task
Multiple Instances
Collapsed Subprocess
Text Annotation
Group
Business Process Modelling Notation
Plain
Message
Timer
Error
Cancel
Compensation
Conditional
Signal
Multiple
Link
Terminate
Catching Throwing
EndIntermediateStart
Data-based Exclusive Gateway
Inclusive Gateway
Event-based Exclusive Gateway
Paralllel Gateway
Complex Gateway
Sequence Flow
Conditional Flow
Default Flow
Data Object
Undirected Association
Directed Association
Bidirected Association
Message Flow
Pool
a university for the worldreal
R
24www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Poster em português com a notação BPMN
a university for the worldreal
R
25www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Objetos do fluxo
• Elementos principais
• Três tipos:
– Evento
– Atividade
– Desvio/Gateway
a university for the worldreal
R
26www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Categoria Objetos do Fluxo: atividade, evento, gateway
a university for the worldreal
R
27www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Tipos de Tarefas
a university for the worldreal
R
28www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Analisar: Tarefas usuários e Serviço
Fonte: www.bizagi.com
a university for the worldreal
R
29www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
1. a primeira tarefa (“incluir informação sobre o veículo”) é
realizada por um usuário de sistema;
2. a segunda tarefa (“enviar notificação ao fornecedor”)
corresponde ao encaminhamento de informações, via correio,
e-mail ou outra forma de comunicação;
3. a terceira tarefa (“autorizar pagamento no sistema”) é
realizada de forma automática por um sistema informatizado.
Fonte: Tribunal de Contas da União – Instituto Serzedello Corrêa
a university for the worldreal
R
30www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Subprocesso
a university for the worldreal
R
31www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Atividades
a university for the worldreal
R
32www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Tipo de loop
a university for the worldreal
R
33www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Eventos
a university for the worldreal
R
34www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Eventos
a university for the worldreal
R
35www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Objetos do fluxo de Eventos
• Três diferentes tipos:
– Evento início:
– Evento Intermediario:
– Evento fim/término:
a university for the worldreal
R
36www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Evento Início
a university for the worldreal
R
37www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Evento Intermediário
a university for the worldreal
R
38www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Evento Fim
a university for the worldreal
R
39www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Gateways (desvios)
a university for the worldreal
R
40www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
41www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
42www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
43www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Processo Seqüencial – as is
Tempo Total de 6 horas
a university for the worldreal
R
44www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Processo Paralelo – to be
4
Tempo Total de
2 horas
a university for the worldreal
R
45www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Swinlanes (Piscinas, Rais, Milestones)
a university for the worldreal
R
46www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
47www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
a university for the worldreal
R
48www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Lane (raia)
a university for the worldreal
R
49www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Milestones (fase, etapa, estágio, marco)
a university for the worldreal
R
50www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Categoria de Artefatos
a university for the worldreal
R
51www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Categoria de Artefatos
a university for the worldreal
R
52www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Categoria Objetos de Conexão
a university for the worldreal
R
53www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
Categoria Objetos de Conexão
a university for the worldreal
R
54www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
www.CompanyWeb.com.br
contato@CompanyWeb.com.br
11 3532-1076
twitter.com/companyweb
slideshare.net/companyweb
facebook.com/companyweb
Vídeos: Gestão & Governança
http://bit.ly/eMR2Vt
54

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Manual de Modelagem de Processos em BPMN
Manual de Modelagem de Processos em BPMNManual de Modelagem de Processos em BPMN
Manual de Modelagem de Processos em BPMN
Farmanguinhos
 
Introdução ao BPM - André Venâncio
Introdução ao BPM - André VenâncioIntrodução ao BPM - André Venâncio
Introdução ao BPM - André Venâncio
André Venâncio
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De Processos
Marcos Barato
 
Conceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de InformaçãoConceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de Informação
luanrjesus
 
Mapeamento processos
Mapeamento processosMapeamento processos
Mapeamento processos
Cláudio Marques
 
Apresentação do ERP
Apresentação do ERPApresentação do ERP
Apresentação do ERP
Murilojose10
 
Transformacao digital
Transformacao digitalTransformacao digital
Transformacao digital
Charlley Luz
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Sandra Oliveira
 
Introdução à Sistemas de Informação
Introdução à Sistemas de InformaçãoIntrodução à Sistemas de Informação
Introdução à Sistemas de Informação
Álvaro Farias Pinheiro
 
Introdução a poo
Introdução a pooIntrodução a poo
Introdução a poo
Sedu
 
Escritório de governança de dados
Escritório de governança de dadosEscritório de governança de dados
Escritório de governança de dados
BLRDATA
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Sergio Luis Seloti Jr
 
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
Philippe Elias
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
Rildo (@rildosan) Santos
 
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplinaSistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de NegóciosBPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
Sergio Sorrentino Moraes
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Rildo (@rildosan) Santos
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
vivianepga
 
Bpm apresentação
Bpm apresentaçãoBpm apresentação
Bpm apresentação
Unicerp
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
AyslanAnholon
 

Mais procurados (20)

Manual de Modelagem de Processos em BPMN
Manual de Modelagem de Processos em BPMNManual de Modelagem de Processos em BPMN
Manual de Modelagem de Processos em BPMN
 
Introdução ao BPM - André Venâncio
Introdução ao BPM - André VenâncioIntrodução ao BPM - André Venâncio
Introdução ao BPM - André Venâncio
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De Processos
 
Conceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de InformaçãoConceitos de Sistemas de Informação
Conceitos de Sistemas de Informação
 
Mapeamento processos
Mapeamento processosMapeamento processos
Mapeamento processos
 
Apresentação do ERP
Apresentação do ERPApresentação do ERP
Apresentação do ERP
 
Transformacao digital
Transformacao digitalTransformacao digital
Transformacao digital
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
 
Introdução à Sistemas de Informação
Introdução à Sistemas de InformaçãoIntrodução à Sistemas de Informação
Introdução à Sistemas de Informação
 
Introdução a poo
Introdução a pooIntrodução a poo
Introdução a poo
 
Escritório de governança de dados
Escritório de governança de dadosEscritório de governança de dados
Escritório de governança de dados
 
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
Aulas - Organizações, Sistemas e Métodos - Prof. Sergio Seloti.Jr - 2010
 
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
13 - Tipos de Processos x Arranjo Físico
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
 
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplinaSistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
Sistemas de Informação II - Aula01- Apresentação da disciplina
 
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de NegóciosBPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
BPM: Conceitos de Gestão de Processos de Negócios
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
 
Bpm apresentação
Bpm apresentaçãoBpm apresentação
Bpm apresentação
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
 

Semelhante a Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)

Portfólio coaching
Portfólio coachingPortfólio coaching
Portfólio coaching
Tecnologia Humana
 
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
Product Camp Brasil
 
Ganho na Gestão através dos Processos de Negócios
Ganho na Gestão através dos Processos de NegóciosGanho na Gestão através dos Processos de Negócios
Ganho na Gestão através dos Processos de Negócios
CompanyWeb
 
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de ProcessosIQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
EloGroup
 
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
Kelly Sganderla
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
CompanyWeb
 
Palestra - Organize seus processos para crescer
Palestra - Organize seus processos para crescerPalestra - Organize seus processos para crescer
Palestra - Organize seus processos para crescer
Michelle Raimundo dos Santos
 
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
Kelly Sganderla
 
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em softwareGerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
elliando dias
 
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócioPalestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
CRA - MG
 
Métodos Ágeis
Métodos ÁgeisMétodos Ágeis
Métodos Ágeis
Aldo Pires
 
MAThobias Portfolio 2015
MAThobias Portfolio 2015MAThobias Portfolio 2015
MAThobias Portfolio 2015
Marino Thobias
 
Gestão e Governança de TI - Uma visão executiva
Gestão e Governança de TI - Uma visão executivaGestão e Governança de TI - Uma visão executiva
Gestão e Governança de TI - Uma visão executiva
CompanyWeb
 
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdfUFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
ssusere9e7d1
 
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TI
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TISegredos de Uma Avaliação em Governança de TI
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TI
Fernando Palma
 
Borelli Consultoria (PDF)
Borelli Consultoria (PDF)Borelli Consultoria (PDF)
Borelli Consultoria (PDF)
Suellen Borelli
 
EP3S_Portfolio_semPEdro
EP3S_Portfolio_semPEdroEP3S_Portfolio_semPEdro
People Centric IT
People Centric ITPeople Centric IT
People Centric IT
Aldo Pires
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Rildo (@rildosan) Santos
 
Folha Informativa de Consultoria P&P
Folha Informativa de Consultoria P&PFolha Informativa de Consultoria P&P
Folha Informativa de Consultoria P&P
P&P - Pessoas e Processos
 

Semelhante a Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM) (20)

Portfólio coaching
Portfólio coachingPortfólio coaching
Portfólio coaching
 
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
[Product Camp 2020] - Níveis de Maturidade em Prod Ops - Thiago Belluf - Favo
 
Ganho na Gestão através dos Processos de Negócios
Ganho na Gestão através dos Processos de NegóciosGanho na Gestão através dos Processos de Negócios
Ganho na Gestão através dos Processos de Negócios
 
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de ProcessosIQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
IQPC Workshop Implantando a Governança de BPM com o Escritório de Processos
 
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
Design Sprint e Design Thinking na inovação para processos de negócio [Semana...
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
 
Palestra - Organize seus processos para crescer
Palestra - Organize seus processos para crescerPalestra - Organize seus processos para crescer
Palestra - Organize seus processos para crescer
 
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
A Democratização da Arquitetura de Processos como fator chave para Inovação [...
 
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em softwareGerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
Gerenciamento de projetos, MPS.BR e qualidade em software
 
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócioPalestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
Palestra Gerenciamento de Projetos sempre agrega, seja qual for o seu negócio
 
Métodos Ágeis
Métodos ÁgeisMétodos Ágeis
Métodos Ágeis
 
MAThobias Portfolio 2015
MAThobias Portfolio 2015MAThobias Portfolio 2015
MAThobias Portfolio 2015
 
Gestão e Governança de TI - Uma visão executiva
Gestão e Governança de TI - Uma visão executivaGestão e Governança de TI - Uma visão executiva
Gestão e Governança de TI - Uma visão executiva
 
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdfUFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
UFPE - Metodologia de Gestão de Processos_UFPE.pdf
 
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TI
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TISegredos de Uma Avaliação em Governança de TI
Segredos de Uma Avaliação em Governança de TI
 
Borelli Consultoria (PDF)
Borelli Consultoria (PDF)Borelli Consultoria (PDF)
Borelli Consultoria (PDF)
 
EP3S_Portfolio_semPEdro
EP3S_Portfolio_semPEdroEP3S_Portfolio_semPEdro
EP3S_Portfolio_semPEdro
 
People Centric IT
People Centric ITPeople Centric IT
People Centric IT
 
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business StudioModelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
Modelagem de Processos com BPMN e Tibco Business Studio
 
Folha Informativa de Consultoria P&P
Folha Informativa de Consultoria P&PFolha Informativa de Consultoria P&P
Folha Informativa de Consultoria P&P
 

Mais de CompanyWeb

Jornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parteJornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parte
CompanyWeb
 
Infográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMOInfográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMO
CompanyWeb
 
Roadmap do PMO
Roadmap do PMORoadmap do PMO
Roadmap do PMO
CompanyWeb
 
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
CompanyWeb
 
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles InternosMentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
CompanyWeb
 
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fasesLGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
CompanyWeb
 
LGPD
LGPDLGPD
Apresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWebApresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWeb
CompanyWeb
 
ITIL 4
ITIL 4ITIL 4
ITIL 4
CompanyWeb
 
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPDPrivacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
CompanyWeb
 
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de DefesaGestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
CompanyWeb
 
ISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de ComplianceISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de Compliance
CompanyWeb
 
EAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de ProcessosEAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de Processos
CompanyWeb
 
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de NegóciosCurso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
CompanyWeb
 
Software riskM - Tutorial
Software riskM - TutorialSoftware riskM - Tutorial
Software riskM - Tutorial
CompanyWeb
 
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e ConformidadeSoftware riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
CompanyWeb
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em Fundações
CompanyWeb
 
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passosMatriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
CompanyWeb
 
Liderando Mudança
Liderando MudançaLiderando Mudança
Liderando Mudança
CompanyWeb
 
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantaçãoInfográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
CompanyWeb
 

Mais de CompanyWeb (20)

Jornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parteJornada do Risco - 1/2 parte
Jornada do Risco - 1/2 parte
 
Infográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMOInfográfico do Roadmap do PMO
Infográfico do Roadmap do PMO
 
Roadmap do PMO
Roadmap do PMORoadmap do PMO
Roadmap do PMO
 
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
Fluxo dos projetos dentro do Escritório de Projeto (PMO)
 
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles InternosMentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
Mentoria em Compliance, BPM e Gestão de Riscos e Controles Internos
 
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fasesLGPD - Projeto de compliance em 4 fases
LGPD - Projeto de compliance em 4 fases
 
LGPD
LGPDLGPD
LGPD
 
Apresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWebApresentação Executiva da CompanyWeb
Apresentação Executiva da CompanyWeb
 
ITIL 4
ITIL 4ITIL 4
ITIL 4
 
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPDPrivacy Manager - Para atender compliance LGPD
Privacy Manager - Para atender compliance LGPD
 
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de DefesaGestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
Gestão Eficaz da GRC - Governança, Risco e Conformidade | Três Linhas de Defesa
 
ISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de ComplianceISO 19600 - Programa de Compliance
ISO 19600 - Programa de Compliance
 
EAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de ProcessosEAD - FAP Formação Analista de Processos
EAD - FAP Formação Analista de Processos
 
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de NegóciosCurso FAP – Analista de Processos de Negócios
Curso FAP – Analista de Processos de Negócios
 
Software riskM - Tutorial
Software riskM - TutorialSoftware riskM - Tutorial
Software riskM - Tutorial
 
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e ConformidadeSoftware riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
Software riskM | Gestão Eficaz da GRC – Governança, Risco e Conformidade
 
Compliance em Fundações
Compliance em FundaçõesCompliance em Fundações
Compliance em Fundações
 
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passosMatriz de Risco Corporativo | em 3 passos
Matriz de Risco Corporativo | em 3 passos
 
Liderando Mudança
Liderando MudançaLiderando Mudança
Liderando Mudança
 
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantaçãoInfográfico - Programa de Compliance & Integridade  – 6 passos para implantação
Infográfico - Programa de Compliance & Integridade – 6 passos para implantação
 

Visão Geral da Notação BPMN - Gestão por Processos (BPM)

  • 1. a university for the worldreal R 1www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 2. a university for the worldreal R 2www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Uires Tapajós  Palestrante e Consultor especialista em GRC - Governança, Risco e Conformidade da CompanyWeb®;  Professor de MBAs em instituições Federais e Privadas;  Especialista em Estratégias pela FGV em São Paulo;  Possui a CGEIT® (Certified in the Governance of Enterprise Information Technology) emitida pelo ISACA® e outras certificações. Facilitador
  • 3. a university for the worldreal R 3www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires A CompanyWeb® tem 14 anos de experiência em serviços de consultoria e treinamento em Governança e Gestão de TI (Governança de Tecnologia da Informação, Gestão por Processos, e Engenharia de Software). Nossos principais clientes são: Petrobras, Banco do Brasil, Ambev, Correios, JBS Friboi, Aços Villares, Serasa, Honda, Gerdau, Medley, Yamaha, Bertin, Banco Bradesco, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Bradesco Seguros, Coca-cola, Sabesp, Nova Schin, Novartis, Comgás, Cervejaria Petrópolis e outros.
  • 4. a university for the worldreal R 4www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Governança e Gestão da Tecnologia da Informação Gestão de Serviços de TI (ITIL/ISO 20000) Melhoria de Processos Implantação de Escritório de Projetos com as melhores práticas do PMI® Gestão de Risco Segurança da Informação | ISO 27001 Projetos para adoção das melhores práticas: COBIT, ITIL, SCRUM, eSCM, PMBOK, BSC, COSO, CBOK, BABOK, FDD, TDD, SOX, DRP (PCN) Governança & Gestão da TI: GRC (Governança, Risco e Compliance): . Gestão de Risco com COSO . Gestão de Risco de TI . Segurança da Informação com ISO 27001 Governança e Gestão de Serviços de TI: . Certificação ITIL / Certificação Cobit. . ITIL/Cobit Implementation. . Formação de Analista em Governança de TI. BPM (Processos) . Gestão por Processos de Negócios . Formação Analista de Processo de Negócio Negócios & Gestão de Pessoas: . Estratégia e BSC . Formação Analista de Negócio . Liderança com foco em Resultados . Práticas de Gestão de Projetos Métodos Ágeis e Engenharia de Software: . Métodos Ágeis (SCRUM e FDD) . Qualidade e Maturidade em Desenvolvimento de Software . Formação em Engenharia de Software Consultoria Treinamento Solução Consultoria Treinamento Portfólio
  • 5. a university for the worldreal R 5www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 6. a university for the worldreal R 6www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires 6 Visão Missão Valores pessoa processo produto A visão significa responder: Para onde queremos ir juntos ?  Qual é o sonho mais ambicioso de nossa organização ?  Qual é a nossa visão do futuro ?  O que queremos alcançar a longo prazo ?  Para onde nós vamos a partir de onde estamos ? A visão significa responder: Para onde queremos ir juntos ?  Qual é o sonho mais ambicioso de nossa organização ?  Qual é a nossa visão do futuro ?  O que queremos alcançar a longo prazo ?  Para onde nós vamos a partir de onde estamos ? A missão procura explicar a razão de ser de uma empresa e serve como referência (guia) para executivos para orientar a escolha de negócios entre as várias oportunidades existentes no seu mercado competitivo. A missão procura explicar a razão de ser de uma empresa e serve como referência (guia) para executivos para orientar a escolha de negócios entre as várias oportunidades existentes no seu mercado competitivo. Valores são as crenças e os princípios morais que representam a essência da filosofia e da cultura da empresa. Presentes na declaração de missão e comunicados fortemente aos colaboradores, os Valores servem como um guia pessoal para o comportamento diário, porque demonstram como o trabalho e os negócios deverão ser conduzidos por todos que trabalham na empresa. Valores são as crenças e os princípios morais que representam a essência da filosofia e da cultura da empresa. Presentes na declaração de missão e comunicados fortemente aos colaboradores, os Valores servem como um guia pessoal para o comportamento diário, porque demonstram como o trabalho e os negócios deverão ser conduzidos por todos que trabalham na empresa.
  • 7. a university for the worldreal R 7www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires estratégiaMissão Visão Valores
  • 8. a university for the worldreal R 8www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires • Missão • Visão • Valores Estratégia • Objetivos • Metas Determinam • Processos de Negócios Criação/Mudança
  • 9. a university for the worldreal R 9www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 10. a university for the worldreal R 10www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires  Visão Geral BPM O que é Processo? Para compreender BPM, é necessário compreender o significado de processo de negócio. Nesse contexto, um “processo” é um conjunto definido de atividades ou comportamentos executados por humanos ou máquinas para alcançar uma ou mais metas. Os processos são disparados por eventos específicos e apresentam um ou mais resultados que podem conduzir ao término do processo ou a transferência de controle para outro processo. O que é Processo? Para compreender BPM, é necessário compreender o significado de processo de negócio. Nesse contexto, um “processo” é um conjunto definido de atividades ou comportamentos executados por humanos ou máquinas para alcançar uma ou mais metas. Os processos são disparados por eventos específicos e apresentam um ou mais resultados que podem conduzir ao término do processo ou a transferência de controle para outro processo.
  • 11. a university for the worldreal R 11www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires 1. Planejamento e Estratégia 2. Análise de Processos 3. Desenho de Processos 4. Implantação de Processos 5. Monitoramento e Controle de Processos 6. Refinamento de Processos Ciclo de Vida BPM CBOK
  • 12. a university for the worldreal R 12www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Metas estratégicas Processos de Negócios Planejamento e Estratégia
  • 13. a university for the worldreal R 13www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Tipos de Atividades Valor Agregado Handoff Atividades de Controle pontos no processo onde o trabalho ou a informação passa de um sistema, pessoa ou grupo para outro são aquelas que contribuem para o resultado do processo de forma positiva atividades de controle asseguram que os processos se comportem dentro das tolerâncias desejadas
  • 14. a university for the worldreal R 14www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 15. a university for the worldreal R 15www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires “Um Sistema de representação ou designação convencional” ou o “Conjunto de sinais com que se faz essa representação ou designação”. Enfim, notação pode ser definida como uma escrita simplificada ou abreviada por meio de um conjunto de sinais convencionados. Fonte: Dicionário Aurélio O que é Notação?
  • 16. a university for the worldreal R 16www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires o conjunto de símbolos e formatos usado para descrever os elementos da programação, da matemática ou de algum campo científico o conjunto de símbolos e formatos usado para descrever os elementos da programação, da matemática ou de algum campo científico Notação científica https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_cient%C3%ADfica Notação matemática https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_matem%C3 %A1tica Notação musical https://pt.wikipedia.org/wiki/Nota%C3%A7%C3%A3o_musical O que é Notação?
  • 17. a university for the worldreal R 17www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires O que é Notação? Régua de fluxograma de 1982 Fonte: http://www.flickr.com/photos/joaolellis/5023638311/
  • 18. a university for the worldreal R 18www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Notação para mapear processos O Business Process Modeling Notation (BPMN) (em português Notação de Modelagem de Processos de Negócio) é uma notação da metodologia de gerenciamento de processos de negócio e trata-se de uma série de ícones padrões para o desenho de processos, o que facilita o entendimento do usuário. A modelagem é uma etapa importante da automação pois é nela que os processos são descobertos e desenhados. É nela também que pode ser feita alguma alteração no percurso do processo visando a sua otimização. A notação também pode ser utilizada para a modelagem de Arquitetura de Processos. Foi desenvolvido pela Business Process Management Initiative (BPMI) e atualmente é mantida pelo Object Management Group já que as duas organizações se fundiram em 2005. Em março de 2011, a versão atual do BPMN é a 2.0.1 A BPMN, desde o início, foi apoiada por várias empresas de renome mundial no segmento de modelagem de processos, sendo uma resposta independente de fornecedor de solução à demanda de modelagem de processos. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/BPMN
  • 19. a university for the worldreal R 19www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Business Process Modeling Notation (BPMN) Define uma maneira padrão de representar processos de negócios em diagramas de processos de negócios (Business Process Diagrams (BPD) ) Ganhos: • Notação gráfica padrão • Intuitiva e compreensível • Preencher a lacuna entre analistas de negócios/analista de processos e desenvolvedores
  • 20. a university for the worldreal R 20www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Gaps (lacunas) entre o Analista e o Desenvolvedor • Preencher a lacuna entre analistas de negócios/analista de processos e desenvolvedores
  • 21. a university for the worldreal R 21www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Business Process Modeling Notation (BPMN) Fonte: www.bizagi.com
  • 22. a university for the worldreal R 22www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Mapa Mental do BPMN
  • 23. a university for the worldreal R 23www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Data Object Task Multiple Instances Collapsed Subprocess Text Annotation Group Business Process Modelling Notation Plain Message Timer Error Cancel Compensation Conditional Signal Multiple Link Terminate Catching Throwing EndIntermediateStart Data-based Exclusive Gateway Inclusive Gateway Event-based Exclusive Gateway Paralllel Gateway Complex Gateway Sequence Flow Conditional Flow Default Flow Data Object Undirected Association Directed Association Bidirected Association Message Flow Pool
  • 24. a university for the worldreal R 24www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Poster em português com a notação BPMN
  • 25. a university for the worldreal R 25www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Objetos do fluxo • Elementos principais • Três tipos: – Evento – Atividade – Desvio/Gateway
  • 26. a university for the worldreal R 26www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Categoria Objetos do Fluxo: atividade, evento, gateway
  • 27. a university for the worldreal R 27www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Tipos de Tarefas
  • 28. a university for the worldreal R 28www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Analisar: Tarefas usuários e Serviço Fonte: www.bizagi.com
  • 29. a university for the worldreal R 29www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires 1. a primeira tarefa (“incluir informação sobre o veículo”) é realizada por um usuário de sistema; 2. a segunda tarefa (“enviar notificação ao fornecedor”) corresponde ao encaminhamento de informações, via correio, e-mail ou outra forma de comunicação; 3. a terceira tarefa (“autorizar pagamento no sistema”) é realizada de forma automática por um sistema informatizado. Fonte: Tribunal de Contas da União – Instituto Serzedello Corrêa
  • 30. a university for the worldreal R 30www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Subprocesso
  • 31. a university for the worldreal R 31www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Atividades
  • 32. a university for the worldreal R 32www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Tipo de loop
  • 33. a university for the worldreal R 33www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Eventos
  • 34. a university for the worldreal R 34www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Eventos
  • 35. a university for the worldreal R 35www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Objetos do fluxo de Eventos • Três diferentes tipos: – Evento início: – Evento Intermediario: – Evento fim/término:
  • 36. a university for the worldreal R 36www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Evento Início
  • 37. a university for the worldreal R 37www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Evento Intermediário
  • 38. a university for the worldreal R 38www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Evento Fim
  • 39. a university for the worldreal R 39www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Gateways (desvios)
  • 40. a university for the worldreal R 40www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 41. a university for the worldreal R 41www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 42. a university for the worldreal R 42www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 43. a university for the worldreal R 43www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Processo Seqüencial – as is Tempo Total de 6 horas
  • 44. a university for the worldreal R 44www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Processo Paralelo – to be 4 Tempo Total de 2 horas
  • 45. a university for the worldreal R 45www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Swinlanes (Piscinas, Rais, Milestones)
  • 46. a university for the worldreal R 46www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 47. a university for the worldreal R 47www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires
  • 48. a university for the worldreal R 48www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Lane (raia)
  • 49. a university for the worldreal R 49www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Milestones (fase, etapa, estágio, marco)
  • 50. a university for the worldreal R 50www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Categoria de Artefatos
  • 51. a university for the worldreal R 51www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Categoria de Artefatos
  • 52. a university for the worldreal R 52www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Categoria Objetos de Conexão
  • 53. a university for the worldreal R 53www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires Categoria Objetos de Conexão
  • 54. a university for the worldreal R 54www.CompanyWeb.com.br Prof. Uires Tapajós – www.linkedin.com/in/uires www.CompanyWeb.com.br contato@CompanyWeb.com.br 11 3532-1076 twitter.com/companyweb slideshare.net/companyweb facebook.com/companyweb Vídeos: Gestão & Governança http://bit.ly/eMR2Vt 54