SlideShare uma empresa Scribd logo
Uma Prenda de Natal
O vento gelado acordou o Pequeno Ouriço-Cacheiro do seu profundo sono de inverno.
À sua volta, as folhas esvoaçavam pelo ar e um imenso manto de neve cobria a clareira.
Cheio de frio, tentou adormecer
novamente, mas em vão.
Subitamente, algo caiu do céu...
BUMM!BUMM!BUMM!BUMM!
…e aterrou mesmo à sua frente.
Era uma linda prenda! E tinha o seu nome
escrito na etiqueta!
O Pequeno Ouriço-Cacheiro abriu com entusiasmo o embrulho.
Que surpresa! Um lindo gorro de lã vermelho... mesmo do seu tamanho!
Enfiou-o logo na cabeça. Puxou-o para trás. Puxou-o para a frente. Puxou-o para um lado;
e depois, para o outro…
Que estranho! O pompom ficava sempre virado
para o lado errado. Talvez, o gorro fosse demasiado
grande para um ouriço-cacheiro ainda tão pequenino.
Tirou-o e decidiu guardá-lo.
Até que teve uma brilhante ideia...
Embrulhou novamente o gorro e fez um bonito
laço.
Rasgou uma parte da etiqueta e escreveu na
outra umas palavras misteriosas.
De seguida, dirigiu-se a casa do seu amigo
Coelhinho.
Como ele não estava, deixou a prenda à frente da sua porta.
Um forte nevão começou a cair.
O Pequeno Ouriço-Cacheiro tentou encontrar o caminho de regresso à sua casa.
Os flocos de neve caíam cada vez mais. Perdido, já não sabia por onde ir.
— Oh, meu Deus! Eu não devia ter saído com este tempo tão frio! — murmurou. — Mas,
tenho a certeza que o meu amigo Coelhinho vai ficar muito feliz com o lindo gorro de lã que lhe
ofereci.
— Que mau tempo! — resmungou o Coelhinho de regresso a casa.
Viu a prenda pousada na soleira da porta e ficou radiante.
— O que será? — exclamou. Abriu o embrulho e gritou: — Um
gorro de lã! Para MIM!
Entusiasmado, experimentou-o. Primeiro, com as orelhas
dentro e depois com elas de fora. Puxou-o para um lado, para o
outro... De todas as maneiras, as suas grandes orelhas ficavam
sempre MAL!
O gorro estava agora muito maior. Tornara-se demasiado
grande para um coelho tão pequeno.
Por isso... o Coelhinho voltou a embrulhar o gorro e escreveu algo no canto da etiqueta.
Depois, saiu e dirigiu-se a casa do seu amigo Texugo. Com o frio, este ficava muito
resmungão.
— Feliz Natal, amigo! — exclamou o Coelhinho, alegremente.
— Quem está aí? — perguntou, intrigado, o Texugo.
— Feliz Natal! — repetiu o Coelhinho. E, com carinho, entregou o misterioso embrulho ao
seu amigo.
— Uma prenda de Natal? — exclamou o Texugo, muito admirado. — Para MIM?
Feliz, o Texugo colocou o gorro na cabeça, mas as suas orelhas ficaram completamente
tapadas.
— Que tal? Fica-me BEM? — perguntou, olhando-se ao espelho.
— Muito bem! — respondeu o seu amigo.
— Como? Que disseste? — perguntou o Texugo.
— Muito bem! — gritou o Coelhinho, saindo aos saltos.
— Não gostas dele? — perguntou o Texugo, voltando-se para trás.
Contudo, o Coelhinho já tinha partido.
— Este gorro não me serve! — disse ele, tirando-o. — Não consigo ouvir nada. Que pena!
Tem uma cor tão bonita!
O texugo tornou a embrulhar o gorro, sem se preocupar com a etiqueta.
Dirigiu-se a casa da sua amiga Raposa.
A Raposa estava a sair para o seu passeio habitual.
— Que bom, estás aqui! — disse o Texugo. — Tenho uma prenda de Natal para ti.
— Uma prenda de Natal? — perguntou a Raposa, intrigada.
— Sim de Natal! — confirmou o Texugo. — É uma época muito especial que nos lembra que
devemos ser todos amigos! — respondeu, afastando-se.
— Um gorro? — exclamou a Raposa, sorrindo. — Para que preciso eu de um gorro?
Pensativa, observou-o de novo.
Fez dois buracos para as suas orelhas e enfiou-o.
Feliz, prosseguiu o seu caminho.
As planícies esbranquiçadas brilhavam sob a
luz do luar.
A Raposa farejava à sua volta, quando de
repente, descobriu um pequeno trilho. Seguiu-o
por um lado, depois por outro...
De súbito, parou.
Alguma coisa estava debaixo da neve!
A Raposa começou a escavar, a escavar... até
que encontrou um pequeno ouriço-cacheiro.
Ele estava gelado e não se mexia.
— Pobrezinho! — exclamou a Raposa.
Colocou o pequenino dentro do gorro de lã e levou-o, com cuidado, até à casa do Coelhinho.
Ele e o seu amigo Texugo estavam a lanchar.
— Vejam o que eu encontrei na neve! — exclamou a Raposa.
Ambos espreitaram para dentro do gorro.
— Um ouriço-cacheiro? Como é possível teres encontrado um ouriço-cacheiro com este
frio? — perguntou o Texugo. — Ele tem de ser reanimado imediatamente!
— É o meu amigo, o Pequeno — gritou o Coelhinho. — Talvez se tenha perdido quando
tentava regressar a casa.
O Pequeno Ouriço-Cacheiro abriu os olhos.
— Olá! — balbuciou, sonolento. — Que bom! Este cobertor é tão quentinho!
Os amigos olharam uns para os outros.
O Coelhinho riu-se e a raposa abanou a cabeça.
— Hummm! — disse o Texugo.— Penso que este gorro de lã é mesmo perfeito para o nosso
Pequeno Ouriço-Cacheiro!
— Feliz Natal, amigo! — gritaram todos... mas o Pequeno Ouriço-Cacheiro, feliz, já caíra
num profundo sono.
M. Christina Butler
Uma Prenda de Natal
Vila Nova de Gaia, Editora Educação Nacional, 2007

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Uma prenda de_natal[1]
Uma prenda de_natal[1]Uma prenda de_natal[1]
Uma prenda de_natal[1]
sonia cordeiro
 
Uma Prenda De Natal
Uma Prenda De NatalUma Prenda De Natal
Uma Prenda De Natal
paulasalvador
 
Uma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da PortaUma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da Porta
Maria Borges
 
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animadoNatal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
Jorge Armenio
 
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
beebgondomar Judite
 
Quem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natalQuem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natal
Marcio Flores
 
Ninguem da prendas pai natal
Ninguem da prendas pai natalNinguem da prendas pai natal
Ninguem da prendas pai natal
esquecimento1
 
Quem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natalQuem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natal
Ana Moreira
 
Uma prenda de natal
Uma prenda de natalUma prenda de natal
Uma prenda de natal
Ana Moreira
 
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
Natália Santos
 
Uma prenda de natal
Uma prenda de natalUma prenda de natal
Uma prenda de natal
Maria Ferreira
 
Uma prenda de natal[1]
Uma prenda de natal[1]Uma prenda de natal[1]
Uma prenda de natal[1]
tecaromeugil
 
A história do pai natal
A história do pai natalA história do pai natal
A história do pai natal
Ana Teresa
 
O natal das bruxas
O natal das bruxasO natal das bruxas
O natal das bruxas
Fatimapedro
 
O natal power point
O natal power pointO natal power point
O natal power point
Madalena Santos
 
O pai natal verde
O  pai natal verdeO  pai natal verde
O pai natal verde
Constantino Alves
 
O cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino JesusO cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino Jesus
Isabel Pinheiro
 
Uma história de natal
Uma história de natalUma história de natal
Uma história de natal
becresforte
 

Mais procurados (18)

Uma prenda de_natal[1]
Uma prenda de_natal[1]Uma prenda de_natal[1]
Uma prenda de_natal[1]
 
Uma Prenda De Natal
Uma Prenda De NatalUma Prenda De Natal
Uma Prenda De Natal
 
Uma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da PortaUma Estrela Atrás Da Porta
Uma Estrela Atrás Da Porta
 
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animadoNatal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
Natal conto ninguem-da-prendas-painatal_animado
 
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
Oarmriodopainatal livro-121114154441-phpapp01
 
Quem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natalQuem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natal
 
Ninguem da prendas pai natal
Ninguem da prendas pai natalNinguem da prendas pai natal
Ninguem da prendas pai natal
 
Quem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natalQuem da prenda ao pai natal
Quem da prenda ao pai natal
 
Uma prenda de natal
Uma prenda de natalUma prenda de natal
Uma prenda de natal
 
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
Umaprendadenatal 091227142448-phpapp01
 
Uma prenda de natal
Uma prenda de natalUma prenda de natal
Uma prenda de natal
 
Uma prenda de natal[1]
Uma prenda de natal[1]Uma prenda de natal[1]
Uma prenda de natal[1]
 
A história do pai natal
A história do pai natalA história do pai natal
A história do pai natal
 
O natal das bruxas
O natal das bruxasO natal das bruxas
O natal das bruxas
 
O natal power point
O natal power pointO natal power point
O natal power point
 
O pai natal verde
O  pai natal verdeO  pai natal verde
O pai natal verde
 
O cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino JesusO cavalinho de pau do Menino Jesus
O cavalinho de pau do Menino Jesus
 
Uma história de natal
Uma história de natalUma história de natal
Uma história de natal
 

Semelhante a Uma prenda de Natal - M. Christina Butler

UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para criançasUMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
AnaPT9
 
Paragem aLer+_ dezembro.2012
Paragem aLer+_ dezembro.2012Paragem aLer+_ dezembro.2012
Paragem aLer+_ dezembro.2012
bibliotecasjuliomartins
 
16874606 Espiritismo Infantil Historia 28
16874606 Espiritismo Infantil Historia 2816874606 Espiritismo Infantil Historia 28
16874606 Espiritismo Infantil Historia 28
Ana Cristina Freitas
 
Livro " A família dos Mumins"
Livro " A família dos Mumins"Livro " A família dos Mumins"
Livro " A família dos Mumins"
dudabastos8
 
Alegria no natal
Alegria no natalAlegria no natal
Alegria no natal
Freekidstories
 
o-vendedor-de-arvores
o-vendedor-de-arvoreso-vendedor-de-arvores
o-vendedor-de-arvores
Bruno César Palma
 
Promessa de Natal
Promessa de NatalPromessa de Natal
Promessa de Natal
Mima Badan
 

Semelhante a Uma prenda de Natal - M. Christina Butler (7)

UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para criançasUMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
UMA PRENDA DE NATAL.ppt- conto para crianças
 
Paragem aLer+_ dezembro.2012
Paragem aLer+_ dezembro.2012Paragem aLer+_ dezembro.2012
Paragem aLer+_ dezembro.2012
 
16874606 Espiritismo Infantil Historia 28
16874606 Espiritismo Infantil Historia 2816874606 Espiritismo Infantil Historia 28
16874606 Espiritismo Infantil Historia 28
 
Livro " A família dos Mumins"
Livro " A família dos Mumins"Livro " A família dos Mumins"
Livro " A família dos Mumins"
 
Alegria no natal
Alegria no natalAlegria no natal
Alegria no natal
 
o-vendedor-de-arvores
o-vendedor-de-arvoreso-vendedor-de-arvores
o-vendedor-de-arvores
 
Promessa de Natal
Promessa de NatalPromessa de Natal
Promessa de Natal
 

Mais de m_momentoi

Ao Encontro da Natureza
Ao Encontro da NaturezaAo Encontro da Natureza
Ao Encontro da Natureza
m_momentoi
 
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill PittarA tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
m_momentoi
 
Descobrindo a infância
Descobrindo a infância Descobrindo a infância
Descobrindo a infância
m_momentoi
 
Caminhos de Paz
Caminhos de PazCaminhos de Paz
Caminhos de Paz
m_momentoi
 
Milly e Molly e os barulhos da quinta
Milly e Molly e os barulhos da quintaMilly e Molly e os barulhos da quinta
Milly e Molly e os barulhos da quinta
m_momentoi
 
A mais pequenina estrela de natal
A mais pequenina estrela de natalA mais pequenina estrela de natal
A mais pequenina estrela de natal
m_momentoi
 
Natal em casa de Ernesto e Celestina
Natal em casa de Ernesto e CelestinaNatal em casa de Ernesto e Celestina
Natal em casa de Ernesto e Celestina
m_momentoi
 
O pássaro de Natal
O pássaro de NatalO pássaro de Natal
O pássaro de Natal
m_momentoi
 
Uma prenda para o Menino Jesus
Uma prenda para o Menino JesusUma prenda para o Menino Jesus
Uma prenda para o Menino Jesus
m_momentoi
 
Celestina e o pinheirinho de Natal
Celestina e o pinheirinho de Natal Celestina e o pinheirinho de Natal
Celestina e o pinheirinho de Natal
m_momentoi
 
Sonhos de Natal
Sonhos de NatalSonhos de Natal
Sonhos de Natal
m_momentoi
 
Cada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
Cada gesto de bondade - Jacqueline WoodsonCada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
Cada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
m_momentoi
 
Laranjas de Natal - Linda Bethers
Laranjas de Natal - Linda BethersLaranjas de Natal - Linda Bethers
Laranjas de Natal - Linda Bethers
m_momentoi
 
O desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
O desejo secreto de Annika - Beverly LewisO desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
O desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
m_momentoi
 
Mário Quintana-Escritos
Mário Quintana-EscritosMário Quintana-Escritos
Mário Quintana-Escritos
m_momentoi
 
O comboio de Natal - Ivan Gantschev
O comboio de Natal - Ivan GantschevO comboio de Natal - Ivan Gantschev
O comboio de Natal - Ivan Gantschev
m_momentoi
 

Mais de m_momentoi (16)

Ao Encontro da Natureza
Ao Encontro da NaturezaAo Encontro da Natureza
Ao Encontro da Natureza
 
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill PittarA tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
A tia Odete aprende a tricotar - Milly e Molly - Gill Pittar
 
Descobrindo a infância
Descobrindo a infância Descobrindo a infância
Descobrindo a infância
 
Caminhos de Paz
Caminhos de PazCaminhos de Paz
Caminhos de Paz
 
Milly e Molly e os barulhos da quinta
Milly e Molly e os barulhos da quintaMilly e Molly e os barulhos da quinta
Milly e Molly e os barulhos da quinta
 
A mais pequenina estrela de natal
A mais pequenina estrela de natalA mais pequenina estrela de natal
A mais pequenina estrela de natal
 
Natal em casa de Ernesto e Celestina
Natal em casa de Ernesto e CelestinaNatal em casa de Ernesto e Celestina
Natal em casa de Ernesto e Celestina
 
O pássaro de Natal
O pássaro de NatalO pássaro de Natal
O pássaro de Natal
 
Uma prenda para o Menino Jesus
Uma prenda para o Menino JesusUma prenda para o Menino Jesus
Uma prenda para o Menino Jesus
 
Celestina e o pinheirinho de Natal
Celestina e o pinheirinho de Natal Celestina e o pinheirinho de Natal
Celestina e o pinheirinho de Natal
 
Sonhos de Natal
Sonhos de NatalSonhos de Natal
Sonhos de Natal
 
Cada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
Cada gesto de bondade - Jacqueline WoodsonCada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
Cada gesto de bondade - Jacqueline Woodson
 
Laranjas de Natal - Linda Bethers
Laranjas de Natal - Linda BethersLaranjas de Natal - Linda Bethers
Laranjas de Natal - Linda Bethers
 
O desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
O desejo secreto de Annika - Beverly LewisO desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
O desejo secreto de Annika - Beverly Lewis
 
Mário Quintana-Escritos
Mário Quintana-EscritosMário Quintana-Escritos
Mário Quintana-Escritos
 
O comboio de Natal - Ivan Gantschev
O comboio de Natal - Ivan GantschevO comboio de Natal - Ivan Gantschev
O comboio de Natal - Ivan Gantschev
 

Último

Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 

Último (20)

Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 

Uma prenda de Natal - M. Christina Butler

  • 1. Uma Prenda de Natal O vento gelado acordou o Pequeno Ouriço-Cacheiro do seu profundo sono de inverno. À sua volta, as folhas esvoaçavam pelo ar e um imenso manto de neve cobria a clareira. Cheio de frio, tentou adormecer novamente, mas em vão. Subitamente, algo caiu do céu... BUMM!BUMM!BUMM!BUMM! …e aterrou mesmo à sua frente. Era uma linda prenda! E tinha o seu nome escrito na etiqueta!
  • 2. O Pequeno Ouriço-Cacheiro abriu com entusiasmo o embrulho. Que surpresa! Um lindo gorro de lã vermelho... mesmo do seu tamanho! Enfiou-o logo na cabeça. Puxou-o para trás. Puxou-o para a frente. Puxou-o para um lado; e depois, para o outro… Que estranho! O pompom ficava sempre virado para o lado errado. Talvez, o gorro fosse demasiado grande para um ouriço-cacheiro ainda tão pequenino. Tirou-o e decidiu guardá-lo. Até que teve uma brilhante ideia... Embrulhou novamente o gorro e fez um bonito laço. Rasgou uma parte da etiqueta e escreveu na outra umas palavras misteriosas. De seguida, dirigiu-se a casa do seu amigo Coelhinho.
  • 3. Como ele não estava, deixou a prenda à frente da sua porta. Um forte nevão começou a cair. O Pequeno Ouriço-Cacheiro tentou encontrar o caminho de regresso à sua casa. Os flocos de neve caíam cada vez mais. Perdido, já não sabia por onde ir.
  • 4. — Oh, meu Deus! Eu não devia ter saído com este tempo tão frio! — murmurou. — Mas, tenho a certeza que o meu amigo Coelhinho vai ficar muito feliz com o lindo gorro de lã que lhe ofereci. — Que mau tempo! — resmungou o Coelhinho de regresso a casa. Viu a prenda pousada na soleira da porta e ficou radiante. — O que será? — exclamou. Abriu o embrulho e gritou: — Um gorro de lã! Para MIM! Entusiasmado, experimentou-o. Primeiro, com as orelhas dentro e depois com elas de fora. Puxou-o para um lado, para o outro... De todas as maneiras, as suas grandes orelhas ficavam sempre MAL! O gorro estava agora muito maior. Tornara-se demasiado grande para um coelho tão pequeno.
  • 5. Por isso... o Coelhinho voltou a embrulhar o gorro e escreveu algo no canto da etiqueta. Depois, saiu e dirigiu-se a casa do seu amigo Texugo. Com o frio, este ficava muito resmungão. — Feliz Natal, amigo! — exclamou o Coelhinho, alegremente. — Quem está aí? — perguntou, intrigado, o Texugo. — Feliz Natal! — repetiu o Coelhinho. E, com carinho, entregou o misterioso embrulho ao seu amigo. — Uma prenda de Natal? — exclamou o Texugo, muito admirado. — Para MIM? Feliz, o Texugo colocou o gorro na cabeça, mas as suas orelhas ficaram completamente tapadas. — Que tal? Fica-me BEM? — perguntou, olhando-se ao espelho. — Muito bem! — respondeu o seu amigo. — Como? Que disseste? — perguntou o Texugo. — Muito bem! — gritou o Coelhinho, saindo aos saltos. — Não gostas dele? — perguntou o Texugo, voltando-se para trás.
  • 6. Contudo, o Coelhinho já tinha partido. — Este gorro não me serve! — disse ele, tirando-o. — Não consigo ouvir nada. Que pena! Tem uma cor tão bonita! O texugo tornou a embrulhar o gorro, sem se preocupar com a etiqueta. Dirigiu-se a casa da sua amiga Raposa. A Raposa estava a sair para o seu passeio habitual. — Que bom, estás aqui! — disse o Texugo. — Tenho uma prenda de Natal para ti.
  • 7. — Uma prenda de Natal? — perguntou a Raposa, intrigada. — Sim de Natal! — confirmou o Texugo. — É uma época muito especial que nos lembra que devemos ser todos amigos! — respondeu, afastando-se. — Um gorro? — exclamou a Raposa, sorrindo. — Para que preciso eu de um gorro? Pensativa, observou-o de novo. Fez dois buracos para as suas orelhas e enfiou-o. Feliz, prosseguiu o seu caminho. As planícies esbranquiçadas brilhavam sob a luz do luar. A Raposa farejava à sua volta, quando de repente, descobriu um pequeno trilho. Seguiu-o por um lado, depois por outro... De súbito, parou. Alguma coisa estava debaixo da neve! A Raposa começou a escavar, a escavar... até
  • 8. que encontrou um pequeno ouriço-cacheiro. Ele estava gelado e não se mexia. — Pobrezinho! — exclamou a Raposa. Colocou o pequenino dentro do gorro de lã e levou-o, com cuidado, até à casa do Coelhinho.
  • 9. Ele e o seu amigo Texugo estavam a lanchar. — Vejam o que eu encontrei na neve! — exclamou a Raposa. Ambos espreitaram para dentro do gorro. — Um ouriço-cacheiro? Como é possível teres encontrado um ouriço-cacheiro com este frio? — perguntou o Texugo. — Ele tem de ser reanimado imediatamente! — É o meu amigo, o Pequeno — gritou o Coelhinho. — Talvez se tenha perdido quando tentava regressar a casa. O Pequeno Ouriço-Cacheiro abriu os olhos. — Olá! — balbuciou, sonolento. — Que bom! Este cobertor é tão quentinho! Os amigos olharam uns para os outros. O Coelhinho riu-se e a raposa abanou a cabeça. — Hummm! — disse o Texugo.— Penso que este gorro de lã é mesmo perfeito para o nosso Pequeno Ouriço-Cacheiro! — Feliz Natal, amigo! — gritaram todos... mas o Pequeno Ouriço-Cacheiro, feliz, já caíra num profundo sono.
  • 10. M. Christina Butler Uma Prenda de Natal Vila Nova de Gaia, Editora Educação Nacional, 2007