SlideShare uma empresa Scribd logo
A discussion  of youth sport participacion and competition Sally Mackenzie Uma discussão do adolescente na participação e competição do esporte. Valesca de Lima - 5º termo Victor Hugo Medeiros - 3º termo Terapia Ocupacional
Introdução Crianças praticam esporte por diversão. Conseqüências: Desenvolvimento das habilidades físicas e psicológicas; Desenvolvimento moral.
Aspectos positivos: Desenvolvimento de habilidades, sensação de prazer, afinidade com os colegas e outros, sensação de sucesso e domínio de uma habilidade particular Aspectos negativos: Altos riscos do esporte de contato, o nível intenso de competição, ansiedade pelos treinadores, o nível de formação e especialização dos treinadores, e professores que algumas vezes não estão adequado (fatores ambientais).
Aquisição das habilidades motoras Entre 6 e 12 anos auge do refinamento motor; Fatores importantes: As aptidões físicas, capacidades de administrar seus corpos, práticas anteriores e seu nível de maturidade (sua atenção e idade de desenvolvimento), motivação (prazer e sensação de competência)
Aquisição das habilidades motoras Processamento de informações: Antes dos 7anos: atenção exclusiva; 7-11 anos: atenção inclusiva; A partir dos 11 anos: atenção seletiva.
A influência dos fatores psicológicas Percepção de capacidade: 2 e 6 anos de idade    o feedback do adulto; 6 e 11 anos de idade    a avaliação dos colegas e menos a avaliação dos paismedidas concretas como pontuação e troféus; 13 e 18 anos    comparação de si mesmo com  o mundo dos adolescentes;
Percepção do desempenho(competência) Motivação (gostar do que faz) Auto-estima (permanência no esporte)
Fatores ambientais Colegas    Aceitação; Pais: Pais não presentes: sensação de liberdade ou abandono? Pais presentes:  próprio comportamento  e feddback influenciam a atitude da criança e as percepções do esporte; Apoio.
Treinadores: Professores ou pais; Treinador despreparado    abandono das crianças pelo esporte. Treinador preparado     apropriado e de reforço, para proporcionar desafios ideal para as crianças, e para desenvolver habilidades de observação a fim de estar ciente dos sentimentos das crianças
Conclusão Participação de criança no esporte    desenvolvimento físico, psicológico e moral. As habilidades motoras, psicológicas e as pessoas do ambiente da criança influenciam seu desempenho. Programas de treinamento adequados desempenham papel importante para proporcionar desenvolvimento saudável.
The Elite athlete : stress management, "burn-out" and sport injuries  Sally Mackenzie O atleta de elite: gestão do estresse, burn-out e lesões esportivas
Introdução Atletas de elite    treinamento intensivo para máximo desempenho. Consequências: Fadiga crônica Lesões; Doenças relacionadas ao estresse.
Estresse e tensão no contexto esportivo Incluem ansiedade no desempenho, ansiedade somática, o desenvolvimento da carreira, produção de recordes pessoais, o estresse das viagens e as alterações no ritmo circadiano, as pressões de treinamentos longos, as pressões financeiras (falta de estabilidade no emprego e a necessidade de patrocínio). Expectativa da família, competições, dificuldades do esporte entre outrous
“ Burn-out” em atletas Burn-out caracteriza como uma série de sintomas psicológicos, físicos e comportamentais, devido a um estado de exaustão emocional resultante de pressões sobre o atleta ou tecnico  que se acumularam ao longo de um período de tempo prolongado.
Causas: falta de recuperação do estresse competitivo, fadiga física extrema, esgotamento emocional e tédio. Sintomas: perda de interesse ou desejo de jogar o esporte, a falta de cuidados e de extrema exaustão física e emocional Prevenção: determinar os atletas vulneráveis.
atletas que sofrem de burn-out podem precisar de tempo afastado do seu esporte  Técnicas de gestão de estresse   relaxamento muscular progressivo, hipnose e meditação, massagem, visualizaçãoou planejamento de desempenho, pensar no fim da carreira. Técnicas devem ser específicas à cada indivíduo.
As causas e os esportivas feitos das lesões em atletas Lesões comprometem os objetivos dos atletas; Tratamentos, dor, frustrações de não poder competir; Estresses que podem prejudicar processo de recuperação
Processo de reabilitação: Terapeuta treinador devem tentar compreender o momento do atleta; Lesão é um experiêcia traumáica que abala a auto-estima; A saída do esporte    perda da identidade;
Sucesso do processo de reabilitação: Locus de controle do atleta: Se eles acreditam que sua vida é determinada pelo destino    diminuição da probabilidade de recuperação; Se eles acreditam que estão no controle de suas vidas (locus interno)    probabilidade de melhor prognóstico; Apoio social
Conclusão Existe relações entre os níveis de estresse em um atleta e as chances de burn-out e de lesão; O estresse, burn-out e lesões aparentam ter causalidade circular; Estresse e ansiedade podem causar maior tensão muscular que pode levar à diminuição da flexibilidade; O estresse pode ao comprometimento da concentração aumentar o risco de lesõese; A fadiga pode causar uma diminuição na coordenação e aumentar o risco de lesões.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Uma discusso da participao e competio de adolescentes

Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
Gil Junior
 
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas aula ppt.pptx
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas  aula ppt.pptxAspectos Psicológicos das Lesões Desportivas  aula ppt.pptx
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas aula ppt.pptx
AndreyLima16
 
Psicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geralPsicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geral
Adriana Fayad Campos
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
Daniela Costa
 
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptxdokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
Igor Sampaio Pinho
 
Acção Divulgação Psicologia do Desporto
Acção Divulgação Psicologia do DesportoAcção Divulgação Psicologia do Desporto
Acção Divulgação Psicologia do Desporto
ma1at0
 
Psicologia Do Desporto
Psicologia Do DesportoPsicologia Do Desporto
Psicologia Do Desporto
scp25
 
Psicologia Do Desporto
Psicologia Do DesportoPsicologia Do Desporto
Psicologia Do Desporto
scp25
 
Oliveira hospital abril2014-dalp
Oliveira hospital abril2014-dalpOliveira hospital abril2014-dalp
Oliveira hospital abril2014-dalp
Luis Sénica
 
Artigo: O coaching e o esporte
Artigo: O coaching e o esporteArtigo: O coaching e o esporte
Artigo: O coaching e o esporte
Gustavo D'Avila
 
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdfPos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Keith Sato Urbinati Urbinati
 
Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1
Dom Fisiologia
 
Psicólogos respondem
Psicólogos respondemPsicólogos respondem
Psicólogos respondem
Fernando Farias
 
V8n4a05
V8n4a05V8n4a05
Psicologia desportiva
Psicologia desportivaPsicologia desportiva
Psicologia desportiva
Raquel Tavares
 
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docxPROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
xvtyxkcd9d
 
MVP Consultores
MVP ConsultoresMVP Consultores
MVP Consultores
MVPconsultores
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Mundus Esportivus
 
Revista Colégio OPET - Número 8
Revista Colégio OPET - Número 8Revista Colégio OPET - Número 8
Revista Colégio OPET - Número 8
Patricia Hoça
 
Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2
Dom Fisiologia
 

Semelhante a Uma discusso da participao e competio de adolescentes (20)

Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
Direção motivacional, motivação e traços de ansiedade em jovens atletas da mo...
 
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas aula ppt.pptx
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas  aula ppt.pptxAspectos Psicológicos das Lesões Desportivas  aula ppt.pptx
Aspectos Psicológicos das Lesões Desportivas aula ppt.pptx
 
Psicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geralPsicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geral
 
Especialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisicaEspecialização precoce - educação fisica
Especialização precoce - educação fisica
 
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptxdokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
dokumen.tips_psicologia-do-esporte-geral.pptx
 
Acção Divulgação Psicologia do Desporto
Acção Divulgação Psicologia do DesportoAcção Divulgação Psicologia do Desporto
Acção Divulgação Psicologia do Desporto
 
Psicologia Do Desporto
Psicologia Do DesportoPsicologia Do Desporto
Psicologia Do Desporto
 
Psicologia Do Desporto
Psicologia Do DesportoPsicologia Do Desporto
Psicologia Do Desporto
 
Oliveira hospital abril2014-dalp
Oliveira hospital abril2014-dalpOliveira hospital abril2014-dalp
Oliveira hospital abril2014-dalp
 
Artigo: O coaching e o esporte
Artigo: O coaching e o esporteArtigo: O coaching e o esporte
Artigo: O coaching e o esporte
 
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdfPos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
Pos db pe_aulas_1_e_2_vpdf
 
Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1
 
Psicólogos respondem
Psicólogos respondemPsicólogos respondem
Psicólogos respondem
 
V8n4a05
V8n4a05V8n4a05
V8n4a05
 
Psicologia desportiva
Psicologia desportivaPsicologia desportiva
Psicologia desportiva
 
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docxPROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
 
MVP Consultores
MVP ConsultoresMVP Consultores
MVP Consultores
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
Revista Colégio OPET - Número 8
Revista Colégio OPET - Número 8Revista Colégio OPET - Número 8
Revista Colégio OPET - Número 8
 
Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2
 

Uma discusso da participao e competio de adolescentes

  • 1. A discussion of youth sport participacion and competition Sally Mackenzie Uma discussão do adolescente na participação e competição do esporte. Valesca de Lima - 5º termo Victor Hugo Medeiros - 3º termo Terapia Ocupacional
  • 2. Introdução Crianças praticam esporte por diversão. Conseqüências: Desenvolvimento das habilidades físicas e psicológicas; Desenvolvimento moral.
  • 3. Aspectos positivos: Desenvolvimento de habilidades, sensação de prazer, afinidade com os colegas e outros, sensação de sucesso e domínio de uma habilidade particular Aspectos negativos: Altos riscos do esporte de contato, o nível intenso de competição, ansiedade pelos treinadores, o nível de formação e especialização dos treinadores, e professores que algumas vezes não estão adequado (fatores ambientais).
  • 4. Aquisição das habilidades motoras Entre 6 e 12 anos auge do refinamento motor; Fatores importantes: As aptidões físicas, capacidades de administrar seus corpos, práticas anteriores e seu nível de maturidade (sua atenção e idade de desenvolvimento), motivação (prazer e sensação de competência)
  • 5. Aquisição das habilidades motoras Processamento de informações: Antes dos 7anos: atenção exclusiva; 7-11 anos: atenção inclusiva; A partir dos 11 anos: atenção seletiva.
  • 6. A influência dos fatores psicológicas Percepção de capacidade: 2 e 6 anos de idade  o feedback do adulto; 6 e 11 anos de idade  a avaliação dos colegas e menos a avaliação dos paismedidas concretas como pontuação e troféus; 13 e 18 anos  comparação de si mesmo com o mundo dos adolescentes;
  • 7. Percepção do desempenho(competência) Motivação (gostar do que faz) Auto-estima (permanência no esporte)
  • 8. Fatores ambientais Colegas  Aceitação; Pais: Pais não presentes: sensação de liberdade ou abandono? Pais presentes: próprio comportamento e feddback influenciam a atitude da criança e as percepções do esporte; Apoio.
  • 9. Treinadores: Professores ou pais; Treinador despreparado  abandono das crianças pelo esporte. Treinador preparado  apropriado e de reforço, para proporcionar desafios ideal para as crianças, e para desenvolver habilidades de observação a fim de estar ciente dos sentimentos das crianças
  • 10. Conclusão Participação de criança no esporte  desenvolvimento físico, psicológico e moral. As habilidades motoras, psicológicas e as pessoas do ambiente da criança influenciam seu desempenho. Programas de treinamento adequados desempenham papel importante para proporcionar desenvolvimento saudável.
  • 11. The Elite athlete : stress management, "burn-out" and sport injuries Sally Mackenzie O atleta de elite: gestão do estresse, burn-out e lesões esportivas
  • 12. Introdução Atletas de elite  treinamento intensivo para máximo desempenho. Consequências: Fadiga crônica Lesões; Doenças relacionadas ao estresse.
  • 13. Estresse e tensão no contexto esportivo Incluem ansiedade no desempenho, ansiedade somática, o desenvolvimento da carreira, produção de recordes pessoais, o estresse das viagens e as alterações no ritmo circadiano, as pressões de treinamentos longos, as pressões financeiras (falta de estabilidade no emprego e a necessidade de patrocínio). Expectativa da família, competições, dificuldades do esporte entre outrous
  • 14. “ Burn-out” em atletas Burn-out caracteriza como uma série de sintomas psicológicos, físicos e comportamentais, devido a um estado de exaustão emocional resultante de pressões sobre o atleta ou tecnico que se acumularam ao longo de um período de tempo prolongado.
  • 15. Causas: falta de recuperação do estresse competitivo, fadiga física extrema, esgotamento emocional e tédio. Sintomas: perda de interesse ou desejo de jogar o esporte, a falta de cuidados e de extrema exaustão física e emocional Prevenção: determinar os atletas vulneráveis.
  • 16. atletas que sofrem de burn-out podem precisar de tempo afastado do seu esporte Técnicas de gestão de estresse  relaxamento muscular progressivo, hipnose e meditação, massagem, visualizaçãoou planejamento de desempenho, pensar no fim da carreira. Técnicas devem ser específicas à cada indivíduo.
  • 17. As causas e os esportivas feitos das lesões em atletas Lesões comprometem os objetivos dos atletas; Tratamentos, dor, frustrações de não poder competir; Estresses que podem prejudicar processo de recuperação
  • 18. Processo de reabilitação: Terapeuta treinador devem tentar compreender o momento do atleta; Lesão é um experiêcia traumáica que abala a auto-estima; A saída do esporte  perda da identidade;
  • 19. Sucesso do processo de reabilitação: Locus de controle do atleta: Se eles acreditam que sua vida é determinada pelo destino  diminuição da probabilidade de recuperação; Se eles acreditam que estão no controle de suas vidas (locus interno)  probabilidade de melhor prognóstico; Apoio social
  • 20. Conclusão Existe relações entre os níveis de estresse em um atleta e as chances de burn-out e de lesão; O estresse, burn-out e lesões aparentam ter causalidade circular; Estresse e ansiedade podem causar maior tensão muscular que pode levar à diminuição da flexibilidade; O estresse pode ao comprometimento da concentração aumentar o risco de lesõese; A fadiga pode causar uma diminuição na coordenação e aumentar o risco de lesões.