SlideShare uma empresa Scribd logo
RESUMO:
               1o. Capitilo do Livro A Escola participativa – O trabalho do gestor da escola
Autores: Heloisa Luck; Kátia Siqueira de Freitas; Robert Girling e Sherry Keith – Editora Vozes – 8a.edicao
               “Uma abordagem participtiva para a gestão escolar”



 Alunos(as):
 Elisabete Jorgino Ferreira Coelho
 Rosangela Aparecida Silva
 Urubatan de Almeida Ramos

                                   Grupo Lusofona – agosto de 2011.
Uma abordagem participativa para a gestão escolar
A forma de gerir as escolas no Brasil tem mudado com a institucionalização,
   com a democracia e com o aprimoramento da eficiência e da qualidade da
   educação publica.


- A participação da comunidade escolar (professores, pais, funcionários,
   alunos e gestores),
- A criação de um colegiado/conselho (APM, conselho de escola e o Grêmio
   Estudantil) com autoridade deliberativa e decisória, e
- Repasse de recursos financeiros às escolas, permitindo maior autonomia,


 Tem contribuído para a descentralização e para a democratização da gestão
                                    escolar.
continuação...

 Mas para isso é necessário que a escola tenha um projeto pedagógico
  comprometido com a promoção de educação em acordo com as
  necessidades de uma sociedade moderna e justa. Isto é, com a
  aprendizagem significativa dos seus alunos de modo que conheçam o seu
  mundo, a si mesmo e tenham instrumentos adequados para enfrentarem
  os seus desafios de vida.


Segundo o principio da democratização, a gestão escolar promove na
  comunidade escolar, a redistribuição e compartilhamento das
  responsabilidades que objetivam intensificar a legitimidade do sistema
  escolar, pelo cumprimento mais efetivo dos objetivos educacionais, onde
  todos os envolvidos passam a ser responsáveis pela aprendizagem e pelo
  sucesso dos alunos daquela comunidade escolar.
O que é Gestão Participativa
É a forma regular e significante de envolvimento dos funcionários de uma
   organização no processo decisório (Likert, 1971; Xavier, Amaral e Marra,
   1994).

Já na escola o conceito de gestão participativa envolve, além de professores e
funcionários, os pais, os alunos e qualquer representante da comunidade que
esteja interessado na escola e na melhoria do processo pedagógico.



A abordagem participativa na gestão demanda maior envolvimento de todos
os interessados no processo decisório da escola, mobilizando-os, da mesma
forma, na realização das múltiplas ações de gestão, para que não recaia no
erro de praticas de “gestão participativas” pelos quais os participantes são
apenas convidados a simplesmente escutar e tomar ciência de questões já
definidas.
continuação...
 A gestão participativa é fundamental para:
- Melhorar a qualidade pedagógica do processo educacional das escolas.


- Garantir ao currículo escolar maior sentido de realidade e atualidade.

- Aumentar o profissionalismo dos professores.

-Combater o isolamento físico, administrativo e profissional dos gestores e
professores.


- Motivar o apoio das comunidades escolar e local às escolas.


- Desenvolver objetivos comuns na comunidade escola.
Sentido pleno da participação
A participação no seu sentido pleno, caracteriza - se por uma força de
  atuação consciente, pela qual os membros de uma unidade social
  reconhecem e assumem seu poder de exercer influência na determinação
  da dinâmica dessa unidade social, de sua cultura e de resultados, poder
  este resultante de sua competência e vontade de compreender, decidir e
  agir em torno de questões que lhe são afeitas (Lück,1996).


Para participar a pessoa tem que querer, tem que ter consciência que pode
exercer influência sobre o contexto de que faz parte e a falta dessa
consciência pode trazer resultados negativos para a organização e para a
comunidade escolar.
Gestão escolar implica criação de ambiente
                  participativo
A participação na dinâmica escolar não se constitui uma prática comum nas
   escolas dada a tendência burocrática e centralizadora ainda vigente na
   cultura organizacional. O que leva a reclamação de muitos gestores que se
   sentem sozinhos para resolver os problemas da escola, por que os
   professores se limitam aos problemas da sala de aula, os pais apenas os
   aspectos físicos e dos materiais da escola, o que leva a uma subdivisão
   dentro da escola onde cada grupo trabalham sozinhos na resolução de
   problemas e soluções.
      Pode – se, no entanto afirmar que essa situação acontece porque as
   pessoas envolvidas não têm claro o que significa realmente participar. É
   isso não é algo que vai mudar apenas por desejo e necessário aumentar o
   alargamento da consciência e da competência técnica para isso.
continuação...
 O gestor tem papel fundamental, pois ele deve promover à criação e a
  sustentação de um ambiente propicio à participação plena, no processo
  social escolar, dos seus profissionais, de alunos e de seus pais, uma vez que
  se entende que é por essa participação que os mesmos desenvolve
  consciência social critica e sentido de cidadania.
Ações para criar um ambiente estimulador dessa
                  participação:
- criar uma visão do conjunto associadas a uma ação de cooperação.
- promover um clima de confiança.
- valorizar as capacidades e aptidões dos participantes.
- associar esforços, quebrar arestas, eliminar divisões e integrar esforços.
-estabelecer demanda de trabalho centrada nas idéias e não em pessoas.
- desenvolver a pratica de assumir responsabilidades em conjunto.
Orientações teóricas para a gestão participativa
A literatura sobre gestão participativa reconhece que a vida organizacional
   atual e altamente complexa, assim como seus problemas, por isso não é
   possível para o gestor solucionar sozinho todos os problemas e questões
   relativos à escola. Para resolver a esse problema adotou - se a abordagem
   participativa fundada no principio de que, para organização ter sucesso, é
   necessário que os gestores busquem o conhecimento especifico e a
   experiência dos seus companheiros de trabalho, dividindo o poder com
   representantes da comunidade escolar e local e as responsabilidades assim
   são assumidas em conjunto (autoridade compartilhada).
Três tendências globais são encontradas a este
                    respeito:

 Gestão participativa como elemento significativo entre as variáveis
  identificadas em “escolas eficazes”;
 A mudança do papel do gestor na gestão da escola;
 Os vários elementos da tendência para autonomia escolar ou gestão
  descentralizada.
Na literatura são identificadas quatro teorias,
 duas de base psicologia e duas de base social
 Teoria administrativa ou modelo cognitivo: Propõe que a participação
  aumenta a produtividade ao disponibilizar, para a tomada de decisões,
  estratégias e informações mais qualificadas, provenientes de áreas e níveis
  organizacionais diferentes.

 Teoria das relações humanas ou modelos afetivos: estabelece que os
  ganhos de produtividade são resultados da melhoria da satisfação das
  pessoas e da motivação.

 Mesmo eles sendo estudados separadamente, na prática eles interagem
  equilibradamente.
Em contraste existem os modelos de democracia
         clássica e de consciência política.

 O modelo de democracia clássica: permite a alienação e a apatia do
  empregado que impede a qualidade do processo nas organizações e
  acabam por se constituir em uma ameaça para todas as instituições
  democráticas; a participação não está diretamente relacionada à produção
  ou a satisfação do funcionário, mas à institucionalização e preservação da
  ação e dos direitos democráticos na sociedade com um todo (Ex. lutas por
  direitos civis e pela igualdade social e econômica).
 O modelo de consciência política: percebe-se a participação no ambiente
  de trabalho como forma de desenvolver a consciência de classe em favor
  da luta do socialismo. A participação e valorizada quando se concentra em
  questões sociais e políticas mais abrangentes ao invés de preocupações
  mais especificas tais como salários, benefícios e condições de trabalho
  (sindicatos)

Tendência: eficácia escolar, liderança do gestor,
       ênfase na autonomia da escola

Três tendências surgem em meados da década de 1980 na gestão escolar:

 Concentração em explorar e relação entre a eficácia da escola com base na
  pesquisa tradicional e a participação na administração escolar,

 Tendência prática e administrativa da “auto gestão escolar”,


 Calcada na reconceituação do papel do gestor como gestor da escola
  eficaz.
Gestão participativa e eficácia escolar
 A primeira tendência, que trata da eficácia, esta dirigida a característica da
  clientela daquela determinada escola, em que região geográfica esta
  inserida, como é vista pela comunidade (reputação), seus recursos,
  desempenho dos alunos.
 Estudos variam na sua orientação metodológica, podendo ser desde
  estudos de casos qualitativos ou etnográficos, até análises multivariadas
  em larga escola, do relacionamento entre as carateristicas escolares
  mensurais e o desempenho do aluno.
 as características organizacionais das escolas são responsáveis por 32% na
  variação do desempenho dos alunos entre as escolas, segundo Rosenholz,
  1985. Entende-se então que 1/3 de perdas ou ganhos dos alunos resulta na
  qualidade da escola,
 partem do principio que os gestores das escolas são profissionais capazes e
  trabalham para construir a escola.
Papel da liderança do gestor
 Segundo Eberts & Stone, 1988, através dos testes padronizados sobre o
  desempenho individual dos alunos, pode-se medir se a escola é eficaz.

 Nas escolas eficazes os gestores atuam apoiando em toda a dinâmica da
  escola, seja na infra-estrutura, no auxilio ou na liderança da parte
  pedagógica ou na gestão de pessoas trazendo um clima positivo para a
  ambiente estudantil.

 A pesquisa realizada por Cohn & Rossmiller em 1987 da qual trata de que
  os paises desenvolvem quando a gestão escolar torna-se eficaz.

 Segundo Little, 1997, a escola eficaz não é só medida pelo desempenho
  dos gestores lideres e sim pela harmonia entre professores, alunos e
  gestores, todos contribuem para um resultado propicio.
Dimensões de liderança relacionadas com as
               escolas eficazes
Elementos de liderança:
 enfoque pedagógico do gestor
 ênfase nas relações humanas
 Criação de ambiente positivo,
 Ações de ambiente positivo,
 Ações voltadas para metas claras, realizáveis e relevantes,
 Disciplina em sala de aula garantida pelos professores,
 Capacitação em serviço voltadas para qestões pedagógicas,
 Acompanhamento continuo das atividades escolares
Elementos de apoio de liderança em escolas
                  eficazes:

 Consenso sobre valores e objetivos
 Planejamento de longo prazo,
 Estabilidade e manutenção do corpo docente,
 Apoio em âmbito municipal e estadual para a melhoria escolar.
Há fatores predominantes para o alcance da
    escola eficaz ou gestão escolar eficaz, são:

 Apoio com objetivos claro ao estabelecimento
 Descentralização,
 Saber priorizar ações e problemas
 Delegação da alocação de recursos,
 Domínio nas inovações escolares envolvendo em mudanças dos currículos.
 Criar condições necessárias para professores desenvolver sua docência.
Segundo Mackenzie, 1983: 10-11, qualquer currículo funciona melhor se for
  implantado com entusiasmo. O ambiente da escola, de uma maneira geral,
  ode ser visto como um fator fundamental para a eficácia pessoal dos seus
  funcionários. A interação dos funcionários e o planejamento de objetivos
  pedagógicos específicos de modo participativo ajudam a formar um
  consenso sobre os valores e metas, que tornam o clima de realizações
  autossustentável.
Lições da escola participativa

As característica da gestão participativa (Quadro 3):

 Compartilhamento de autoridade e de poder,
 Responsabilidade assumidas em conjunto,
 Valorização de talentos e iniciativa em todos os segmentos da organização,
 Compartilhamento constante e aberto de informações,
 Comunicação aberta e ampla disseminação de informações.
Que bom que gostaram…




FIM
Uma abordagem participativa para a gestão escolar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
Andreia Gomes
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Dirce Cristiane Camilotti
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
Kajdy Ejdy
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
guestba32bfa
 
Papel pedagogo
Papel pedagogo Papel pedagogo
Papel pedagogo
Fatima Luzs
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
Marcelo Assis
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
Ulisses Vakirtzis
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
mtolentino1507
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Marily Oliveira
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
joao jose saraiva da fonseca
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
profamiriamnavarro
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
Heilane Santos
 
Aula nota 10
Aula nota 10Aula nota 10
Aula nota 10
Janaina Lopes
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
carmemlima
 
Diversidade na educação
Diversidade na educaçãoDiversidade na educação
Diversidade na educação
Fernnandaok
 
respeito as pessoas.
respeito as pessoas.respeito as pessoas.
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
Thaisduarte
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
Pedagogo Santos
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
UESPI - PI
 

Mais procurados (20)

Slide educação especial
Slide educação especialSlide educação especial
Slide educação especial
 
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especialSlides educacao inclusiva-e_educacao_especial
Slides educacao inclusiva-e_educacao_especial
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
Papel pedagogo
Papel pedagogo Papel pedagogo
Papel pedagogo
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
Teorias do curriculo
Teorias do curriculoTeorias do curriculo
Teorias do curriculo
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
 
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
EJA AULA 10: Currículo, Avaliação do ensino e aprendizagem e as Diretrizes Op...
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
Aula nota 10
Aula nota 10Aula nota 10
Aula nota 10
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Diversidade na educação
Diversidade na educaçãoDiversidade na educação
Diversidade na educação
 
respeito as pessoas.
respeito as pessoas.respeito as pessoas.
respeito as pessoas.
 
Inclusão
InclusãoInclusão
Inclusão
 
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇASA EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
A EDUCAÇÃO EM UMA PRÁTICA INCLUSIVA, ACOLHENDO AS DIFERENÇAS
 
A avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processoA avaliação da aprendizagem como processo
A avaliação da aprendizagem como processo
 

Destaque

Gestão participativa no contexto escolar
Gestão participativa no contexto escolarGestão participativa no contexto escolar
Gestão participativa no contexto escolar
gcordeiro42
 
A gestão participativa
A gestão participativaA gestão participativa
A gestão participativa
Blog Amiga da Pedagogia By Nathália
 
Heloisa Luck
Heloisa LuckHeloisa Luck
Heloisa Luck
Maristela Couto
 
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVAGESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
Pedagogo Santos
 
A história e os caminhos da gestão escolar
A história e os caminhos da gestão escolarA história e os caminhos da gestão escolar
A história e os caminhos da gestão escolar
marliceci
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
nilvacirilo
 
Slides Gestão Escolar
Slides Gestão EscolarSlides Gestão Escolar
Slides Gestão Escolar
roxanessavivi
 
Escola participativa v final
Escola participativa  v  finalEscola participativa  v  final
Escola participativa v final
Silviardeloreto
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sonia Garrido
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
Jaciravila
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
Soares Junior
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
Miltinho Rodrigues
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
Joao Balbi
 
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman KhanUm mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
Elizabeth Fantauzzi
 
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolarDimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Alexandra Balbino de Souza
 
Gestão da Educação Escolar
Gestão da Educação EscolarGestão da Educação Escolar
Gestão da Educação Escolar
Profuncionario Paranaíba
 
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
Najara Nascimento
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
NEAGERED
 
Gestão Colegiada
Gestão Colegiada Gestão Colegiada
Gestão Colegiada
UBIRAJARA COUTO LIMA
 
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O BoticárioComparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
Rossana Dagostin
 

Destaque (20)

Gestão participativa no contexto escolar
Gestão participativa no contexto escolarGestão participativa no contexto escolar
Gestão participativa no contexto escolar
 
A gestão participativa
A gestão participativaA gestão participativa
A gestão participativa
 
Heloisa Luck
Heloisa LuckHeloisa Luck
Heloisa Luck
 
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVAGESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
GESTÃO ESOLAR DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA
 
A história e os caminhos da gestão escolar
A história e os caminhos da gestão escolarA história e os caminhos da gestão escolar
A história e os caminhos da gestão escolar
 
Gestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública municípioGestão democrática da escola pública município
Gestão democrática da escola pública município
 
Slides Gestão Escolar
Slides Gestão EscolarSlides Gestão Escolar
Slides Gestão Escolar
 
Escola participativa v final
Escola participativa  v  finalEscola participativa  v  final
Escola participativa v final
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
 
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãOGestãO DemocráTica Na EducaçãO
GestãO DemocráTica Na EducaçãO
 
Libâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlosLibâneo, josé carlos
Libâneo, josé carlos
 
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
GESTÃO DEMOCRÁTICA:desafios e possibilidades de mudanças na escola para uma e...
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
 
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman KhanUm mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
Um mundo, uma escola - a Educação Reinventada - Salman Khan
 
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolarDimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
 
Gestão da Educação Escolar
Gestão da Educação EscolarGestão da Educação Escolar
Gestão da Educação Escolar
 
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
Caderno 5 – conselho escolar, gestão democrática da educação e escolha do dir...
 
Gestão participativa
Gestão participativaGestão participativa
Gestão participativa
 
Gestão Colegiada
Gestão Colegiada Gestão Colegiada
Gestão Colegiada
 
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O BoticárioComparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
Comparativo de Preços Mary Kay, Natura e O Boticário
 

Semelhante a Uma abordagem participativa para a gestão escolar

GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICAGESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
lissandra pereira
 
Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.
mtolentino1507
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula SouzaPalestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Renata Aquino
 
328 174
328 174328 174
328 174
328 174328 174
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Jose Arnaldo Silva
 
Tcc heterogeneidade no ambiente escolar
Tcc heterogeneidade no ambiente escolarTcc heterogeneidade no ambiente escolar
Tcc heterogeneidade no ambiente escolar
AlanWillianLeonioSil
 
Pacto EM
Pacto EMPacto EM
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
Marjorie Klich Nunes
 
A importancia da gestão democratica
A importancia da gestão democraticaA importancia da gestão democratica
A importancia da gestão democratica
Jose Gomes DE Abreu
 
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolarDimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Alexandra Balbino de Souza
 
A eficacia-das-escolas-nao-se-mede
A eficacia-das-escolas-nao-se-medeA eficacia-das-escolas-nao-se-mede
A eficacia-das-escolas-nao-se-mede
Lauro Cesar
 
gestão democrática
gestão democráticagestão democrática
gestão democrática
Aline Katiuce Spezzatto
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
marcaocampos
 
Gestão democrática – desafios de um gestor - Claudeir Novais
Gestão democrática – desafios de um gestor -  Claudeir NovaisGestão democrática – desafios de um gestor -  Claudeir Novais
Gestão democrática – desafios de um gestor - Claudeir Novais
Claudeir Novais
 
Projeto politico pedagógico
Projeto politico pedagógicoProjeto politico pedagógico
Projeto politico pedagógico
Heles Souza
 
Resumo 1
Resumo  1 Resumo  1
Resumo 1
Delziene Jesus
 
Gestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publicaGestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publica
vilemarm
 
Gestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publicaGestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publica
vilemarm
 

Semelhante a Uma abordagem participativa para a gestão escolar (20)

GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICAGESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
GESTÃO ESCOLAR DEMOCRÁTICA, UM COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA
 
Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.Ensaio modulo ii.
Ensaio modulo ii.
 
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivoArtigo - Gestão do trabalho coletivo
Artigo - Gestão do trabalho coletivo
 
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula SouzaPalestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
 
328 174
328 174328 174
328 174
 
328 174
328 174328 174
328 174
 
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivoArtigo em Gestão do trabalho coletivo
Artigo em Gestão do trabalho coletivo
 
Tcc heterogeneidade no ambiente escolar
Tcc heterogeneidade no ambiente escolarTcc heterogeneidade no ambiente escolar
Tcc heterogeneidade no ambiente escolar
 
Pacto EM
Pacto EMPacto EM
Pacto EM
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
 
A importancia da gestão democratica
A importancia da gestão democraticaA importancia da gestão democratica
A importancia da gestão democratica
 
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolarDimensao participativa-da-gestao-escolar
Dimensao participativa-da-gestao-escolar
 
A eficacia-das-escolas-nao-se-mede
A eficacia-das-escolas-nao-se-medeA eficacia-das-escolas-nao-se-mede
A eficacia-das-escolas-nao-se-mede
 
gestão democrática
gestão democráticagestão democrática
gestão democrática
 
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da Sacristan, josé e gomes, peres, a.i   as funções sociais da
Sacristan, josé e gomes, peres, a.i as funções sociais da
 
Gestão democrática – desafios de um gestor - Claudeir Novais
Gestão democrática – desafios de um gestor -  Claudeir NovaisGestão democrática – desafios de um gestor -  Claudeir Novais
Gestão democrática – desafios de um gestor - Claudeir Novais
 
Projeto politico pedagógico
Projeto politico pedagógicoProjeto politico pedagógico
Projeto politico pedagógico
 
Resumo 1
Resumo  1 Resumo  1
Resumo 1
 
Gestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publicaGestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publica
 
Gestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publicaGestão administrativa da escola publica
Gestão administrativa da escola publica
 

Último

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 

Último (20)

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 

Uma abordagem participativa para a gestão escolar

  • 1. RESUMO: 1o. Capitilo do Livro A Escola participativa – O trabalho do gestor da escola Autores: Heloisa Luck; Kátia Siqueira de Freitas; Robert Girling e Sherry Keith – Editora Vozes – 8a.edicao “Uma abordagem participtiva para a gestão escolar” Alunos(as): Elisabete Jorgino Ferreira Coelho Rosangela Aparecida Silva Urubatan de Almeida Ramos Grupo Lusofona – agosto de 2011.
  • 2. Uma abordagem participativa para a gestão escolar A forma de gerir as escolas no Brasil tem mudado com a institucionalização, com a democracia e com o aprimoramento da eficiência e da qualidade da educação publica. - A participação da comunidade escolar (professores, pais, funcionários, alunos e gestores), - A criação de um colegiado/conselho (APM, conselho de escola e o Grêmio Estudantil) com autoridade deliberativa e decisória, e - Repasse de recursos financeiros às escolas, permitindo maior autonomia, Tem contribuído para a descentralização e para a democratização da gestão escolar.
  • 3. continuação... Mas para isso é necessário que a escola tenha um projeto pedagógico comprometido com a promoção de educação em acordo com as necessidades de uma sociedade moderna e justa. Isto é, com a aprendizagem significativa dos seus alunos de modo que conheçam o seu mundo, a si mesmo e tenham instrumentos adequados para enfrentarem os seus desafios de vida. Segundo o principio da democratização, a gestão escolar promove na comunidade escolar, a redistribuição e compartilhamento das responsabilidades que objetivam intensificar a legitimidade do sistema escolar, pelo cumprimento mais efetivo dos objetivos educacionais, onde todos os envolvidos passam a ser responsáveis pela aprendizagem e pelo sucesso dos alunos daquela comunidade escolar.
  • 4. O que é Gestão Participativa É a forma regular e significante de envolvimento dos funcionários de uma organização no processo decisório (Likert, 1971; Xavier, Amaral e Marra, 1994). Já na escola o conceito de gestão participativa envolve, além de professores e funcionários, os pais, os alunos e qualquer representante da comunidade que esteja interessado na escola e na melhoria do processo pedagógico. A abordagem participativa na gestão demanda maior envolvimento de todos os interessados no processo decisório da escola, mobilizando-os, da mesma forma, na realização das múltiplas ações de gestão, para que não recaia no erro de praticas de “gestão participativas” pelos quais os participantes são apenas convidados a simplesmente escutar e tomar ciência de questões já definidas.
  • 5. continuação... A gestão participativa é fundamental para: - Melhorar a qualidade pedagógica do processo educacional das escolas. - Garantir ao currículo escolar maior sentido de realidade e atualidade. - Aumentar o profissionalismo dos professores. -Combater o isolamento físico, administrativo e profissional dos gestores e professores. - Motivar o apoio das comunidades escolar e local às escolas. - Desenvolver objetivos comuns na comunidade escola.
  • 6. Sentido pleno da participação A participação no seu sentido pleno, caracteriza - se por uma força de atuação consciente, pela qual os membros de uma unidade social reconhecem e assumem seu poder de exercer influência na determinação da dinâmica dessa unidade social, de sua cultura e de resultados, poder este resultante de sua competência e vontade de compreender, decidir e agir em torno de questões que lhe são afeitas (Lück,1996). Para participar a pessoa tem que querer, tem que ter consciência que pode exercer influência sobre o contexto de que faz parte e a falta dessa consciência pode trazer resultados negativos para a organização e para a comunidade escolar.
  • 7. Gestão escolar implica criação de ambiente participativo A participação na dinâmica escolar não se constitui uma prática comum nas escolas dada a tendência burocrática e centralizadora ainda vigente na cultura organizacional. O que leva a reclamação de muitos gestores que se sentem sozinhos para resolver os problemas da escola, por que os professores se limitam aos problemas da sala de aula, os pais apenas os aspectos físicos e dos materiais da escola, o que leva a uma subdivisão dentro da escola onde cada grupo trabalham sozinhos na resolução de problemas e soluções.  Pode – se, no entanto afirmar que essa situação acontece porque as pessoas envolvidas não têm claro o que significa realmente participar. É isso não é algo que vai mudar apenas por desejo e necessário aumentar o alargamento da consciência e da competência técnica para isso.
  • 8. continuação...  O gestor tem papel fundamental, pois ele deve promover à criação e a sustentação de um ambiente propicio à participação plena, no processo social escolar, dos seus profissionais, de alunos e de seus pais, uma vez que se entende que é por essa participação que os mesmos desenvolve consciência social critica e sentido de cidadania.
  • 9. Ações para criar um ambiente estimulador dessa participação: - criar uma visão do conjunto associadas a uma ação de cooperação. - promover um clima de confiança. - valorizar as capacidades e aptidões dos participantes. - associar esforços, quebrar arestas, eliminar divisões e integrar esforços. -estabelecer demanda de trabalho centrada nas idéias e não em pessoas. - desenvolver a pratica de assumir responsabilidades em conjunto.
  • 10. Orientações teóricas para a gestão participativa A literatura sobre gestão participativa reconhece que a vida organizacional atual e altamente complexa, assim como seus problemas, por isso não é possível para o gestor solucionar sozinho todos os problemas e questões relativos à escola. Para resolver a esse problema adotou - se a abordagem participativa fundada no principio de que, para organização ter sucesso, é necessário que os gestores busquem o conhecimento especifico e a experiência dos seus companheiros de trabalho, dividindo o poder com representantes da comunidade escolar e local e as responsabilidades assim são assumidas em conjunto (autoridade compartilhada).
  • 11. Três tendências globais são encontradas a este respeito:  Gestão participativa como elemento significativo entre as variáveis identificadas em “escolas eficazes”;  A mudança do papel do gestor na gestão da escola;  Os vários elementos da tendência para autonomia escolar ou gestão descentralizada.
  • 12. Na literatura são identificadas quatro teorias, duas de base psicologia e duas de base social  Teoria administrativa ou modelo cognitivo: Propõe que a participação aumenta a produtividade ao disponibilizar, para a tomada de decisões, estratégias e informações mais qualificadas, provenientes de áreas e níveis organizacionais diferentes.  Teoria das relações humanas ou modelos afetivos: estabelece que os ganhos de produtividade são resultados da melhoria da satisfação das pessoas e da motivação.  Mesmo eles sendo estudados separadamente, na prática eles interagem equilibradamente.
  • 13. Em contraste existem os modelos de democracia clássica e de consciência política.  O modelo de democracia clássica: permite a alienação e a apatia do empregado que impede a qualidade do processo nas organizações e acabam por se constituir em uma ameaça para todas as instituições democráticas; a participação não está diretamente relacionada à produção ou a satisfação do funcionário, mas à institucionalização e preservação da ação e dos direitos democráticos na sociedade com um todo (Ex. lutas por direitos civis e pela igualdade social e econômica).  O modelo de consciência política: percebe-se a participação no ambiente de trabalho como forma de desenvolver a consciência de classe em favor da luta do socialismo. A participação e valorizada quando se concentra em questões sociais e políticas mais abrangentes ao invés de preocupações mais especificas tais como salários, benefícios e condições de trabalho (sindicatos) 
  • 14. Tendência: eficácia escolar, liderança do gestor, ênfase na autonomia da escola Três tendências surgem em meados da década de 1980 na gestão escolar:  Concentração em explorar e relação entre a eficácia da escola com base na pesquisa tradicional e a participação na administração escolar,  Tendência prática e administrativa da “auto gestão escolar”,  Calcada na reconceituação do papel do gestor como gestor da escola eficaz.
  • 15. Gestão participativa e eficácia escolar  A primeira tendência, que trata da eficácia, esta dirigida a característica da clientela daquela determinada escola, em que região geográfica esta inserida, como é vista pela comunidade (reputação), seus recursos, desempenho dos alunos.  Estudos variam na sua orientação metodológica, podendo ser desde estudos de casos qualitativos ou etnográficos, até análises multivariadas em larga escola, do relacionamento entre as carateristicas escolares mensurais e o desempenho do aluno.  as características organizacionais das escolas são responsáveis por 32% na variação do desempenho dos alunos entre as escolas, segundo Rosenholz, 1985. Entende-se então que 1/3 de perdas ou ganhos dos alunos resulta na qualidade da escola,  partem do principio que os gestores das escolas são profissionais capazes e trabalham para construir a escola.
  • 16. Papel da liderança do gestor  Segundo Eberts & Stone, 1988, através dos testes padronizados sobre o desempenho individual dos alunos, pode-se medir se a escola é eficaz.  Nas escolas eficazes os gestores atuam apoiando em toda a dinâmica da escola, seja na infra-estrutura, no auxilio ou na liderança da parte pedagógica ou na gestão de pessoas trazendo um clima positivo para a ambiente estudantil.  A pesquisa realizada por Cohn & Rossmiller em 1987 da qual trata de que os paises desenvolvem quando a gestão escolar torna-se eficaz.  Segundo Little, 1997, a escola eficaz não é só medida pelo desempenho dos gestores lideres e sim pela harmonia entre professores, alunos e gestores, todos contribuem para um resultado propicio.
  • 17. Dimensões de liderança relacionadas com as escolas eficazes Elementos de liderança:  enfoque pedagógico do gestor  ênfase nas relações humanas  Criação de ambiente positivo,  Ações de ambiente positivo,  Ações voltadas para metas claras, realizáveis e relevantes,  Disciplina em sala de aula garantida pelos professores,  Capacitação em serviço voltadas para qestões pedagógicas,  Acompanhamento continuo das atividades escolares
  • 18. Elementos de apoio de liderança em escolas eficazes:  Consenso sobre valores e objetivos  Planejamento de longo prazo,  Estabilidade e manutenção do corpo docente,  Apoio em âmbito municipal e estadual para a melhoria escolar.
  • 19. Há fatores predominantes para o alcance da escola eficaz ou gestão escolar eficaz, são:  Apoio com objetivos claro ao estabelecimento  Descentralização,  Saber priorizar ações e problemas  Delegação da alocação de recursos,  Domínio nas inovações escolares envolvendo em mudanças dos currículos.  Criar condições necessárias para professores desenvolver sua docência.
  • 20. Segundo Mackenzie, 1983: 10-11, qualquer currículo funciona melhor se for implantado com entusiasmo. O ambiente da escola, de uma maneira geral, ode ser visto como um fator fundamental para a eficácia pessoal dos seus funcionários. A interação dos funcionários e o planejamento de objetivos pedagógicos específicos de modo participativo ajudam a formar um consenso sobre os valores e metas, que tornam o clima de realizações autossustentável.
  • 21. Lições da escola participativa As característica da gestão participativa (Quadro 3):  Compartilhamento de autoridade e de poder,  Responsabilidade assumidas em conjunto,  Valorização de talentos e iniciativa em todos os segmentos da organização,  Compartilhamento constante e aberto de informações,  Comunicação aberta e ampla disseminação de informações.
  • 22. Que bom que gostaram… FIM