SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA
ORIENTADORA: MANUELA DE MENDONÇA FIGUEIRÊDO COELHO
UM OLHAR SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL:
POSSIBILIDADES PARA A GESTÃO
PEDAGÓGICA
Fortaleza - 2016
Fábio de Oliveira Matos
OBJETIVO
Analisar as potencialidades da prática da Gestão
Pedagógica no desenvolvimento da Educação Ambiental
(EA), na busca pela construção de um educando analítico,
crítico e consciente de seu papel na sociedade.
METODOLOGIA
Pesquisa Bibliográfica.
Educação
Meio
Ambiente
Gestão
Pedagógica
De modo a contribuir para uma análise comparativa do levantamento
bibliográfico sobre o assunto, foram aplicados 246 questionários via
Google Docs (ver Apêndice), junto a professores-cursistas do Curso de
Extensão em Educação Ambiental, Sustentável e Com-Vidas, oferecido
pela Universidade Federal do Ceará (UFC), no período de Outubro de
2014 a Janeiro de 2015, cujos resultados se encontraram sintetizados
ao final do presente trabalho.
SOBRE A EMERGÊNCIA ECOLÓGICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
A Educação Ambiental deve ser entendida como educação
política, por construir cidadania nacional e planetária,
preparando cidadãos para reivindicar justiça social, autogestão
e ética nas relações sociais e com a natureza (REIGOTA, 2004)
O conhecimento científico não deve ser considerado, notadamente nas ciências
naturais, apenas em seus aspectos teóricos e experimentais dissociados das
implicações sociais e culturais de suas contribuições para a remediação de
problemas ambientais. A aproximação entre as ciências da natureza e as
práticas de EA perpassa o intercâmbio mais eficiente entre instituições de
ensino e educadores ambientais, a coletividade em geral e outros interessados
nas questões ambientais.
A EA precisa discutir ciência; os cientistas precisam se
preocupar com a EA. Esse fato elementar não exclui os
educadores, muito pelo contrário: a ponte deve ser vista
como uma complexa ligação entre cientistas, professores
e ambientalistas. Aliás, no caso da escola, sugiro que os
professores atuem como mediadores desse diálogo.
(MENDONÇA JÚNIOR, 2012, p. 124)
Diante dessa urgência, emerge na atualidade o papel do Gestor
Pedagógico como personalidade de significativa importância no
estabelecimento de metodologias a serem desenvolvidas na
escola, de modo a estimular a prática da interdisciplinaridade da
Educação Ambiental no corpo da equipe pedagógica da unidade
educacional.
GESTÃO PEDAGÓGICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL
Deve-se compreender a Gestão Pedagógica
como uma prática de ação continua. Ela não é
autossustentada, pois necessita da
articulação com os demais atores do
cotidiano escolar. Ela não é autocrática, uma
vez que o poder é emanado pelo conjunto, e
não pelo sujeito. E ela não se finda em si
mesma, tendo em vista que ela é meio.
É nesse ponto onde a EA se aproxima da Gestão Pedagógica, no ponto em que se
compreende que promover uma prática de educação ambiental corresponde um
processo educativo essencialmente político. Assim, é evidenciado “o
desenvolvimento nos educandos de uma consciência crítica acerca das
instituições, atores e fatores sociais geradores de riscos e respectivos conflitos
socioambientais” (LAYRARGUES, 2002, p. 32).
Demanda-se, assim, por um conjunto de políticas
públicas marcadas pelo viés participativo, consoante
com a lógica da gestão ambiental democrática.
Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica
PORÉM...
Leff (2005) alerta que a educação ambiental, sob o enfoque
interdisciplinar, a depender da metodologia adotada, por ventura é
reduzida a uma mera “consciência ecológica” sem contato com a
realidade, reproduzindo o conhecimento a respeito da perspectiva
ambiental de modo fragmentado e genérico.
Em Fortaleza, reportagem do jornal “O Povo”, a
Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente do
município afirma não haver qualquer ação
específica sobre EA nas escolas da capital cearense,
ao afirmar que “as escolas não têm isso dentro dos
projetos pedagógico delas, sempre é algo de
extensão” (SEVERO, 2015, n. p.).
EXEMPLO
Curso ofertado para 300
professores, em dois
polos: Fortaleza (150
alunos) e Sobral (150
alunos).
246 professores
responderam o
questionário sendo 184
em Sobral e 62 em
Fortaleza.
128
70%
56
30% Sim
Não
SOBRAL
Houve apoio da gestão pedagógica para a realização
do curso?
19
32%
43
69%
Sim
Não
FORTALEZA
Sobral – 35% de desistentes,
enquanto Fortaleza houve 74%
de desistência
Gestão
pedagógica
Desenvolvimento
Sustentável
A Ecopedagogia difere da pedagogia escolar, buscando fornecer ferramentas para a
transição para uma sociedade sustentável, onde se exercita a cidadania e a
corresponsabilidade.
A Ecopedagogia é fundamental para o efetivo desenvolvimento sustentável, que
almeja atingir um estado de harmonia ambiental, para as gerações presentes e
futuras.
A elaboração e aplicação continuada de práticas de EA agregando
conhecimentos e articulando ações as quais resultem em benefícios inerentes à
conservação, podem ser fundamentais para integralizar a comunidade escolar
com ambientes negativamente afetados por suas ações.
Como parte das estratégias de proteção, a EA revela-se importante na
compreensão das realidades ambientais em suas diversas dimensões, sem
prescindir de uma perspectiva ecológica, mas também comprometida com um
novo paradigma incorporador de justiça socioambiental
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS
ANDRADE, J. A. P.; ALMEIDA, L. Q. A Continuidade da Degradação na APA do Estuário do Rio Ceará. In:
Geosaberes, v.3, n.6, p. 60-70. Dez/2012. Universidade Federal do Ceará – UFC. Fortaleza, 2012.
AVANZI, M. R. Ecopedagogia. In: LAYARGUES, P. P. (org.) Identidades da Educação Ambiental Brasileira.
Brasília: Ministério do Meio Ambiente. Diretoria de Educação Ambiental, 2004. p. 35 - 49.
BOFF, L. Sustentabilidade: o que é, o que não é. Petrópolis: Editora Vozes, 2012.
BRASIL. Lei Nº 10.172, de 9 de Janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras
providências. 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm. Acesso
em 17 Nov. 2015.
BRASIL. Lei Nº 9.795, de 27 de Abril de 1999. Dispõe sobre a Política Nacional de Educação Ambiental e dá
outras providências. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em
22 Out. 2015.
BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.
1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 01 Nov. 2015.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1988. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em 23 Out. 2015.
BRASIL. Lei Nº 6.938, de 31 de Agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins
e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6938.htm. Acesso em: 10 Nov. 2015.
BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s) - Temas transversais: Meio Ambiente. Brasília: MEC/SEF,
1998.
CARVALHO, M. L. R. D. Escola e Democracia. São Paulo: EPU, 1979.
CEARÁ. Secretaria do Meio Ambiente do Ceará. Decreto Lei nº 25.413 de 29 de março de 1999. Fortaleza:
Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, 1999.
DUARTE, F.P. “Save the Earth” or “Manage the Earth”? The politics of environmental globality in high
modernity. Current Sociology. 49 (1): p. 91-111, 2001.
GADOTTI, M. Pedagogia da Terra: Ecopedagogia e educação sustentável. In: TORRES, C. A. (org.) Paulo Freire y la
agenda de la educación latinoamericana en el siglo XXI. Buenos Aires: CLACSO, 2001.
GARRISON, T. Fundamentos de Oceanografia. São Paulo: Cengage Learning, 2010.
GERHARDT, T. E.; RAMOS, I. C. A.; RIQUINIHO, D. L.; SANTOS, D. L. Estrutura do Projeto de Pesquisa. In: GERHARDT,
T. E. & SILVEIRA, D. T. Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.
FIGUEIREDO, J. B. A. Educação Ambiental Dialógica: As contribuições de Paulo Freire e a cultura sertaneja
nordestina. Fortaleza: Edições UFC, 2007.
IUCN. Managing protected areas in the tropics. 1986. Disponível em: https://portals.iucn.org/library/node/5839.
Acesso em 16 de Out. 2015.
LAYRARGUES, P. P. Educação para a gestão ambiental: a cidadania no enfrentamento político dos conflitos
socioambientais. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. de (orgs.). Sociedade
e meio ambiente: a educação ambiental em debate. São Paulo: Cortez, 2002.
LEFF, H. Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade e poder.
Petrópolis: Vozes, 2005.
LIPAI, E. M.; LAYRARGUES, P. P.; PEDRO, V. V. Educação ambiental na escola: tá na lei. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R.
(orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007. p.
23-32.
LOUREIRO, C. F. B. Trajetória e Fundamentos da Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, 2004.
LÜCK, H. Dimensões da gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009.
LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Vozes, 1994.
MAY, T. Pesquisa social: questões, métodos e processo. Porto Alegre: Artmed, 2004.
MENDONÇA JÚNIOR. M.S. Ecologia e Educação Ambiental: Temas para um diálogo Conceitual. In: LISBOA, C.P.;
KINDEL, E.A.I. (orgs.). Educação Ambiental: da teoria à prática. Porto Alegre: Mediação, 2012.
MENDONÇA, P. R. Políticas de educação continuada de professores e professoras em Educação Ambiental no
Ministério da Educação. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em
educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007. p. 45-53.
MIRANDA, D. J. P. Educação e percepção ambiental: o despertar consciente do saber ambiental para a ação do
saber ambiental para a ação do homem na natureza. Rev Eletrônica Mestr Educ Ambient., v.19, p.157-64,
2007.
MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. Porto Alegre: Sulina, 2005.
MORIN, E. A Religação dos saberes. O desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.
ODUM, E. P.; BARRET, G. W. Fundamentos de Ecologia. São Paulo: Thomson, 2007.
PEDRINI, A.G. et al. Metodologias em Educação Ambiental para a Conservação Socioambiental dos
Ecossistemas Marinhos. In: PEDRINI, A.G.; SAITO, C.H. (orgs.). Paradigmas Metodológicos em Educação
Ambiental. Rio de Janeiro: Vozes, 2014.
PEREIRA, F. A. O Gestor Escolar e o desafio da interdisciplinaridade no contexto do currículo de Ciências.
2008. Dissertação (Mestrado em Educação). Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2008.
SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Record: São Paulo,
2003.
SEN, A. Sobre Ética e Economia. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
SEVERO, L. Professores de Fortaleza são capacitados para educação ambiental. In: Jornal O Povo, de 16 Jun.
2015. Disponível em: http://goo.gl/shFdgq. Acesso em 10 de Dez. 2015.
SORRENTINO, M.; TRAJBER, R. Políticas de Educação Ambiental do Órgão Gestor. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R.
(orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007.
p.13-21.
WILSON, E. O. Diversidade da Vida. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
Obrigado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Artigo in..
Artigo in..Artigo in..
Artigo in..
Jusemara
 
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htmWww espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
Luiz Pereira
 
Projeto ea daniela
Projeto ea danielaProjeto ea daniela
Projeto ea daniela
Daniela Menezes
 
Projeto EA FURG
Projeto EA FURGProjeto EA FURG
Projeto EA FURG
Daniela Menezes
 
Educação ambiental e formação de professores
Educação ambiental e formação de professoresEducação ambiental e formação de professores
Educação ambiental e formação de professores
ngsilva
 
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
christianceapcursos
 
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
christianceapcursos
 
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
christianceapcursos
 
O curriculo e a educação ambiental
O curriculo e a educação ambientalO curriculo e a educação ambiental
O curriculo e a educação ambiental
Sara Cristina
 
Programa Nacional de Educação Ambiental
Programa Nacional de Educação AmbientalPrograma Nacional de Educação Ambiental
Programa Nacional de Educação Ambiental
Fabio Alves
 
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
Francielle Camargo
 
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORESO TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
ProfessorPrincipiante
 
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Thiago Ávila Medeiros
 
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
Emanuella Andrade Silva
 
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POTENCIALIDADES E LIMI...
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL:  POTENCIALIDADES E LIMI...A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL:  POTENCIALIDADES E LIMI...
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POTENCIALIDADES E LIMI...
Claraluz Gris
 
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superiorDiagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Marisa Correia
 
Bncc
BnccBncc
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
Paulo Lima
 
VIII FBEA apresentação
VIII FBEA apresentaçãoVIII FBEA apresentação
VIII FBEA apresentação
Fidelis Paixão
 
Boletim Maricá Setembro
Boletim Maricá SetembroBoletim Maricá Setembro
Boletim Maricá Setembro
Jorge Amaro
 

Mais procurados (20)

Artigo in..
Artigo in..Artigo in..
Artigo in..
 
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htmWww espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
Www espacoacademico com_br_083_83vieira_htm
 
Projeto ea daniela
Projeto ea danielaProjeto ea daniela
Projeto ea daniela
 
Projeto EA FURG
Projeto EA FURGProjeto EA FURG
Projeto EA FURG
 
Educação ambiental e formação de professores
Educação ambiental e formação de professoresEducação ambiental e formação de professores
Educação ambiental e formação de professores
 
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR1
 
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLARA EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: NO CONTEXTO ESCOLAR
 
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
A educação ambiental no contexto escolar Maria Ana Pereira da Silva
 
O curriculo e a educação ambiental
O curriculo e a educação ambientalO curriculo e a educação ambiental
O curriculo e a educação ambiental
 
Programa Nacional de Educação Ambiental
Programa Nacional de Educação AmbientalPrograma Nacional de Educação Ambiental
Programa Nacional de Educação Ambiental
 
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
Escolas gerenciadas: planos de desenvolvimento e projetos político -pedagógic...
 
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORESO TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
O TRABALHO DE CAMPO NA APRENDIZAGEM CONJUNTA DE ALUNOS E FUTUROS PROFESSORES
 
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
Educação para Saúde e Meio Ambiente - Aula 3
 
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
713 educacao ambiental na optica discente analise pre-teste
 
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POTENCIALIDADES E LIMI...
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL:  POTENCIALIDADES E LIMI...A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL:  POTENCIALIDADES E LIMI...
A PERMACULTURA COMO ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POTENCIALIDADES E LIMI...
 
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superiorDiagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
Diagnóstico ambiental de uma instituição de ensino superior
 
Bncc
BnccBncc
Bncc
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
 
VIII FBEA apresentação
VIII FBEA apresentaçãoVIII FBEA apresentação
VIII FBEA apresentação
 
Boletim Maricá Setembro
Boletim Maricá SetembroBoletim Maricá Setembro
Boletim Maricá Setembro
 

Destaque

Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
Fábio de Oliveira Matos
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
moniquests
 
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Debora_Marques
 
Teste de Avaliação Autoscopia Final
Teste de Avaliação Autoscopia FinalTeste de Avaliação Autoscopia Final
Teste de Avaliação Autoscopia Final
Debora_Marques
 
Corrigenda de avaliação
Corrigenda de avaliaçãoCorrigenda de avaliação
Corrigenda de avaliação
Debora_Marques
 
Corrigenda de Avaliação PIP
Corrigenda de Avaliação PIPCorrigenda de Avaliação PIP
Corrigenda de Avaliação PIP
Debora_Marques
 
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano LageProposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Cristiano Esperto Lage
 
intervenção escolar
 intervenção escolar intervenção escolar
intervenção escolar
Eraldo Fonseca
 
Projeto de Intervenção
Projeto de Intervenção Projeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
Superestagio
 
Orientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervençãoOrientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervenção
Lidiane Lima
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Goretti Silva
 
Game Based Learning for Language Learners
Game Based Learning for Language LearnersGame Based Learning for Language Learners
Game Based Learning for Language Learners
Shelly Sanchez Terrell
 

Destaque (12)

Projeto de intervenção
Projeto de intervençãoProjeto de intervenção
Projeto de intervenção
 
Projeto de Intervenção
Projeto de IntervençãoProjeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
Projeto de Intervenção Pedagógica (PIP)
 
Teste de Avaliação Autoscopia Final
Teste de Avaliação Autoscopia FinalTeste de Avaliação Autoscopia Final
Teste de Avaliação Autoscopia Final
 
Corrigenda de avaliação
Corrigenda de avaliaçãoCorrigenda de avaliação
Corrigenda de avaliação
 
Corrigenda de Avaliação PIP
Corrigenda de Avaliação PIPCorrigenda de Avaliação PIP
Corrigenda de Avaliação PIP
 
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano LageProposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
Proposta de intervenção pedagógica - PIP - Cristiano Lage
 
intervenção escolar
 intervenção escolar intervenção escolar
intervenção escolar
 
Projeto de Intervenção
Projeto de Intervenção Projeto de Intervenção
Projeto de Intervenção
 
Orientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervençãoOrientações para o projeto de intervenção
Orientações para o projeto de intervenção
 
Roteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de IntervençãoRoteiro básico Projeto de Intervenção
Roteiro básico Projeto de Intervenção
 
Game Based Learning for Language Learners
Game Based Learning for Language LearnersGame Based Learning for Language Learners
Game Based Learning for Language Learners
 

Semelhante a Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica

CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
Marisa Correia
 
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
Daniela Menezes
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
guestc41abb70
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
ONG Instituto Ambiente em Foco
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
ONU Meio Ambiente e Ministério do Meio Ambiente
 
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
Leonardo Kaplan
 
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
ValdeciCorreia2
 
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptxSLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
FranciscaalineBrito
 
Consumo sustentável
Consumo sustentávelConsumo sustentável
Consumo sustentável
José Marcio Mendes
 
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
SimoneHelenDrumond
 
Percepção ambiental
Percepção ambientalPercepção ambiental
Percepção ambiental
gcordeiro42
 
tema livre-pb
tema livre-pbtema livre-pb
tema livre-pb
Fabricio Duarte
 
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
UBIRAJARA COUTO LIMA
 
Elaine jessica jose
Elaine jessica joseElaine jessica jose
Elaine jessica jose
Fernando Pissuto
 
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
JeanRocha30
 
Apostila projeto político pedagógico fak
Apostila projeto político pedagógico   fakApostila projeto político pedagógico   fak
Apostila projeto político pedagógico fak
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docxTRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
AdrianaEspindola9
 
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docxTRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
AdrianaEspindola9
 
SLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptxSLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptx
adriana miranda
 
Discentes ecológicos
Discentes ecológicosDiscentes ecológicos
Discentes ecológicos
Fenilda
 

Semelhante a Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica (20)

CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
CONCEPÇÕES DE FUTURAS PROFESSORAS DO ENSINO BÁSICO ACERCA DO AMBIENTE, DA EDU...
 
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
O Protagonismo dos Educandos diante das Demandas Socioambientais da Escola: a...
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
 
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
Encontros e Caminhos: Formação de Educadoras(es) Ambientais e Coletivos Educa...
 
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
Apresentação cespeb 2016 - A inserção da EA nas escolas e a tensão público-pr...
 
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
SIMULADO ORIENTADOR EDUCACIONAL/PEDAGÓGICO - 2022
 
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptxSLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
SLIDE DO PRE- PROJETO-FRANCISCA ALINE.pptx
 
Consumo sustentável
Consumo sustentávelConsumo sustentável
Consumo sustentável
 
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
Educação ambiental estudos numa perspectiva para uma sociedade sustentável no...
 
Percepção ambiental
Percepção ambientalPercepção ambiental
Percepção ambiental
 
tema livre-pb
tema livre-pbtema livre-pb
tema livre-pb
 
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
POLÍTICAS DE INCENTIVO À DOCÊNCIA - UMA ANÁLISE DAS IMPLICAÇÕES FORMATIVAS NO...
 
Elaine jessica jose
Elaine jessica joseElaine jessica jose
Elaine jessica jose
 
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
Souza etal. Percepção ambiental de atores sociais de escolas públicas e priva...
 
Apostila projeto político pedagógico fak
Apostila projeto político pedagógico   fakApostila projeto político pedagógico   fak
Apostila projeto político pedagógico fak
 
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docxTRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
 
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docxTRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
TRABALHO SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.docx
 
SLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptxSLIDE PRONTO.pptx
SLIDE PRONTO.pptx
 
Discentes ecológicos
Discentes ecológicosDiscentes ecológicos
Discentes ecológicos
 

Mais de Fábio de Oliveira Matos

Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Fábio de Oliveira Matos
 
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
Fábio de Oliveira Matos
 
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisaAula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Fábio de Oliveira Matos
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
Fábio de Oliveira Matos
 
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
Fábio de Oliveira Matos
 
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Fábio de Oliveira Matos
 

Mais de Fábio de Oliveira Matos (6)

Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
Instrumentos de Gerenciamento Costeiro: Convenção das Nações Unidas Sobre o D...
 
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
Aula - Guia de Citações (ABNT-UFC)
 
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisaAula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
Aula 1 - Iniciando um projeto de pesquisa
 
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
IDEB e a Educação em Caucaia, Ceará.
 
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
A cidade de papel: cartografia e fotografia na formação do espaço litorâneo d...
 
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
Formação e limitações regionais do Plano de Desenvolvimento Sustentável da Re...
 

Último

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 

Último (20)

Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 

Um olhar sobre a educação ambiental: possibilidades para a gestão pedagógica

  • 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA ORIENTADORA: MANUELA DE MENDONÇA FIGUEIRÊDO COELHO UM OLHAR SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: POSSIBILIDADES PARA A GESTÃO PEDAGÓGICA Fortaleza - 2016 Fábio de Oliveira Matos
  • 2. OBJETIVO Analisar as potencialidades da prática da Gestão Pedagógica no desenvolvimento da Educação Ambiental (EA), na busca pela construção de um educando analítico, crítico e consciente de seu papel na sociedade.
  • 4. De modo a contribuir para uma análise comparativa do levantamento bibliográfico sobre o assunto, foram aplicados 246 questionários via Google Docs (ver Apêndice), junto a professores-cursistas do Curso de Extensão em Educação Ambiental, Sustentável e Com-Vidas, oferecido pela Universidade Federal do Ceará (UFC), no período de Outubro de 2014 a Janeiro de 2015, cujos resultados se encontraram sintetizados ao final do presente trabalho.
  • 5. SOBRE A EMERGÊNCIA ECOLÓGICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL A Educação Ambiental deve ser entendida como educação política, por construir cidadania nacional e planetária, preparando cidadãos para reivindicar justiça social, autogestão e ética nas relações sociais e com a natureza (REIGOTA, 2004) O conhecimento científico não deve ser considerado, notadamente nas ciências naturais, apenas em seus aspectos teóricos e experimentais dissociados das implicações sociais e culturais de suas contribuições para a remediação de problemas ambientais. A aproximação entre as ciências da natureza e as práticas de EA perpassa o intercâmbio mais eficiente entre instituições de ensino e educadores ambientais, a coletividade em geral e outros interessados nas questões ambientais.
  • 6. A EA precisa discutir ciência; os cientistas precisam se preocupar com a EA. Esse fato elementar não exclui os educadores, muito pelo contrário: a ponte deve ser vista como uma complexa ligação entre cientistas, professores e ambientalistas. Aliás, no caso da escola, sugiro que os professores atuem como mediadores desse diálogo. (MENDONÇA JÚNIOR, 2012, p. 124) Diante dessa urgência, emerge na atualidade o papel do Gestor Pedagógico como personalidade de significativa importância no estabelecimento de metodologias a serem desenvolvidas na escola, de modo a estimular a prática da interdisciplinaridade da Educação Ambiental no corpo da equipe pedagógica da unidade educacional.
  • 7. GESTÃO PEDAGÓGICA E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL Deve-se compreender a Gestão Pedagógica como uma prática de ação continua. Ela não é autossustentada, pois necessita da articulação com os demais atores do cotidiano escolar. Ela não é autocrática, uma vez que o poder é emanado pelo conjunto, e não pelo sujeito. E ela não se finda em si mesma, tendo em vista que ela é meio.
  • 8. É nesse ponto onde a EA se aproxima da Gestão Pedagógica, no ponto em que se compreende que promover uma prática de educação ambiental corresponde um processo educativo essencialmente político. Assim, é evidenciado “o desenvolvimento nos educandos de uma consciência crítica acerca das instituições, atores e fatores sociais geradores de riscos e respectivos conflitos socioambientais” (LAYRARGUES, 2002, p. 32). Demanda-se, assim, por um conjunto de políticas públicas marcadas pelo viés participativo, consoante com a lógica da gestão ambiental democrática.
  • 10. PORÉM... Leff (2005) alerta que a educação ambiental, sob o enfoque interdisciplinar, a depender da metodologia adotada, por ventura é reduzida a uma mera “consciência ecológica” sem contato com a realidade, reproduzindo o conhecimento a respeito da perspectiva ambiental de modo fragmentado e genérico. Em Fortaleza, reportagem do jornal “O Povo”, a Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente do município afirma não haver qualquer ação específica sobre EA nas escolas da capital cearense, ao afirmar que “as escolas não têm isso dentro dos projetos pedagógico delas, sempre é algo de extensão” (SEVERO, 2015, n. p.).
  • 11. EXEMPLO Curso ofertado para 300 professores, em dois polos: Fortaleza (150 alunos) e Sobral (150 alunos). 246 professores responderam o questionário sendo 184 em Sobral e 62 em Fortaleza.
  • 12. 128 70% 56 30% Sim Não SOBRAL Houve apoio da gestão pedagógica para a realização do curso? 19 32% 43 69% Sim Não FORTALEZA Sobral – 35% de desistentes, enquanto Fortaleza houve 74% de desistência
  • 13. Gestão pedagógica Desenvolvimento Sustentável A Ecopedagogia difere da pedagogia escolar, buscando fornecer ferramentas para a transição para uma sociedade sustentável, onde se exercita a cidadania e a corresponsabilidade. A Ecopedagogia é fundamental para o efetivo desenvolvimento sustentável, que almeja atingir um estado de harmonia ambiental, para as gerações presentes e futuras.
  • 14. A elaboração e aplicação continuada de práticas de EA agregando conhecimentos e articulando ações as quais resultem em benefícios inerentes à conservação, podem ser fundamentais para integralizar a comunidade escolar com ambientes negativamente afetados por suas ações. Como parte das estratégias de proteção, a EA revela-se importante na compreensão das realidades ambientais em suas diversas dimensões, sem prescindir de uma perspectiva ecológica, mas também comprometida com um novo paradigma incorporador de justiça socioambiental CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 15. REFERÊNCIAS ANDRADE, J. A. P.; ALMEIDA, L. Q. A Continuidade da Degradação na APA do Estuário do Rio Ceará. In: Geosaberes, v.3, n.6, p. 60-70. Dez/2012. Universidade Federal do Ceará – UFC. Fortaleza, 2012. AVANZI, M. R. Ecopedagogia. In: LAYARGUES, P. P. (org.) Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente. Diretoria de Educação Ambiental, 2004. p. 35 - 49. BOFF, L. Sustentabilidade: o que é, o que não é. Petrópolis: Editora Vozes, 2012. BRASIL. Lei Nº 10.172, de 9 de Janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10172.htm. Acesso em 17 Nov. 2015. BRASIL. Lei Nº 9.795, de 27 de Abril de 1999. Dispõe sobre a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em 22 Out. 2015. BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 01 Nov. 2015. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em 23 Out. 2015. BRASIL. Lei Nº 6.938, de 31 de Agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6938.htm. Acesso em: 10 Nov. 2015. BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s) - Temas transversais: Meio Ambiente. Brasília: MEC/SEF, 1998. CARVALHO, M. L. R. D. Escola e Democracia. São Paulo: EPU, 1979. CEARÁ. Secretaria do Meio Ambiente do Ceará. Decreto Lei nº 25.413 de 29 de março de 1999. Fortaleza: Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, 1999. DUARTE, F.P. “Save the Earth” or “Manage the Earth”? The politics of environmental globality in high modernity. Current Sociology. 49 (1): p. 91-111, 2001.
  • 16. GADOTTI, M. Pedagogia da Terra: Ecopedagogia e educação sustentável. In: TORRES, C. A. (org.) Paulo Freire y la agenda de la educación latinoamericana en el siglo XXI. Buenos Aires: CLACSO, 2001. GARRISON, T. Fundamentos de Oceanografia. São Paulo: Cengage Learning, 2010. GERHARDT, T. E.; RAMOS, I. C. A.; RIQUINIHO, D. L.; SANTOS, D. L. Estrutura do Projeto de Pesquisa. In: GERHARDT, T. E. & SILVEIRA, D. T. Métodos de Pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. FIGUEIREDO, J. B. A. Educação Ambiental Dialógica: As contribuições de Paulo Freire e a cultura sertaneja nordestina. Fortaleza: Edições UFC, 2007. IUCN. Managing protected areas in the tropics. 1986. Disponível em: https://portals.iucn.org/library/node/5839. Acesso em 16 de Out. 2015. LAYRARGUES, P. P. Educação para a gestão ambiental: a cidadania no enfrentamento político dos conflitos socioambientais. In: LOUREIRO, Carlos Frederico Bernardo; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. de (orgs.). Sociedade e meio ambiente: a educação ambiental em debate. São Paulo: Cortez, 2002. LEFF, H. Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade e poder. Petrópolis: Vozes, 2005. LIPAI, E. M.; LAYRARGUES, P. P.; PEDRO, V. V. Educação ambiental na escola: tá na lei. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007. p. 23-32. LOUREIRO, C. F. B. Trajetória e Fundamentos da Educação Ambiental. São Paulo: Cortez, 2004. LÜCK, H. Dimensões da gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009. LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Vozes, 1994. MAY, T. Pesquisa social: questões, métodos e processo. Porto Alegre: Artmed, 2004. MENDONÇA JÚNIOR. M.S. Ecologia e Educação Ambiental: Temas para um diálogo Conceitual. In: LISBOA, C.P.; KINDEL, E.A.I. (orgs.). Educação Ambiental: da teoria à prática. Porto Alegre: Mediação, 2012. MENDONÇA, P. R. Políticas de educação continuada de professores e professoras em Educação Ambiental no Ministério da Educação. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007. p. 45-53.
  • 17. MIRANDA, D. J. P. Educação e percepção ambiental: o despertar consciente do saber ambiental para a ação do saber ambiental para a ação do homem na natureza. Rev Eletrônica Mestr Educ Ambient., v.19, p.157-64, 2007. MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. Porto Alegre: Sulina, 2005. MORIN, E. A Religação dos saberes. O desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001. ODUM, E. P.; BARRET, G. W. Fundamentos de Ecologia. São Paulo: Thomson, 2007. PEDRINI, A.G. et al. Metodologias em Educação Ambiental para a Conservação Socioambiental dos Ecossistemas Marinhos. In: PEDRINI, A.G.; SAITO, C.H. (orgs.). Paradigmas Metodológicos em Educação Ambiental. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. PEREIRA, F. A. O Gestor Escolar e o desafio da interdisciplinaridade no contexto do currículo de Ciências. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação). Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2008. SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Record: São Paulo, 2003. SEN, A. Sobre Ética e Economia. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. SEVERO, L. Professores de Fortaleza são capacitados para educação ambiental. In: Jornal O Povo, de 16 Jun. 2015. Disponível em: http://goo.gl/shFdgq. Acesso em 10 de Dez. 2015. SORRENTINO, M.; TRAJBER, R. Políticas de Educação Ambiental do Órgão Gestor. In: MELLO, S. S.; TRAJBER, R. (orgs.) Vamos cuidar do Brasil: conceitos e práticas em educação ambiental na escola. Brasília: UNESCO, 2007. p.13-21. WILSON, E. O. Diversidade da Vida. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.