SlideShare uma empresa Scribd logo
EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO
INDIVIDUAL
OBJETIVO
O objetivo deste treinamento é conscientizar o funcionário do uso
correto e conservação dos Equipamentos de Proteção Individual – EPIs,
para a finalidade que se destina.
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
CONCEITO DE EPI
EPI (Equipamento de Proteção Individual) é todo dispositivo de uso
individual, utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção de riscos
suscetíveis de ameaçar a saúde e a segurança no trabalho.
Fonte: Norma Regulamentadora – NR 06, aprovada pela portaria do MTE 3214/78.
OBRIGAÇÕES DO EMPREGADOR
CABE AO EMPREDOR:
- Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade;
- Exigir o seu uso;
- Fornecer ao empregado somente EPI’s aprovados pelo órgão nacional
competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
- Orientar e capacitar o empregado quanto ao uso adequado,
acondicionamento e conservação;
- Substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;
- Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
TREINAMENTO DE EPIs.ppt
OBRIGAÇÃO DOS EMPREGADOS
CABE AO EMPREGADO QUANTO AO EPI:
a) usar, utilizando apenas para a finalidade a que se destina;
b) responsabilizar-se pela guarda e conservação;
c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne
impróprio para o uso; e
d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.
CLASSIFICAÇÃO DOS EPIs
EPI's Básicos:
São todos os equipamentos de proteção individual que deverão
ser utilizados nos canteiros de obras da SECOL
EMPREENDIMENTOS.
Os EPI's básicos são:
- Capacete de segurança;
- Calçados de segurança;
- Luvas de segurança;
- Óculos de segurança incolor ou fume;
- Protetor auricular.
CLASSIFICAÇÃO DOS EPIs
EPI's ESPECÍFICOS:
São todos os equipamentos de proteção individual que indicados
para utilização de acordo com cada tipo de atividade e exposição aos
risco ambientais, exemplos:
- Bota de PVC;
- Cinto de segurança do tipo paraquedista;
- Mascara de proteção respiratória;
- Trava quedas.
VALDIR LEMOS LUIS
TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
QUEM DEVE SELECIONAR OS EPI's
A seleção correta do EPI deverá ser efetuada pelo SESMT da
empresa. O trabalhador deverá auxiliar nas informações quanto à
adequação dos equipamentos no dia-a-dia.
20/04/2013 VALDIR LEMOS LUIS
TIPOS DE EPI's.
Existem EPI's para diversos tipos de proteção à agentes agressivos.
São eles:
Mascara de proteção
panorâmica com cartucho
químico
Mascara de proteção semi
facial com cartucho químico.
Mascara de solda com
escurecimento automático
Mascara de solda com
lentes escuras.
Perneira de segurança,
contra agentes cortantes e
animais peçonhentos.
Avental de chumbo p/ rx.
COMO UTILIZAR OS EPI's
PROTEÇÃO DA CABEÇA
CONHECENDO O CAPACETE DE SEGURANÇA
Itens do Capacete
- Casco: é a parte regida e externa do capacete, sem a suspenção e demais acessórios.
- Carneira: parte da suspenção ajustável para todas as medidas de cabeça. A carneira
deve ter um mínimo de quatro pontos de fixação e estar posicionada em forma de cruz e
possuir testeira de absorvidor de suor, peça que integra a carneira, revistida de material
absorvente e que fica em contato com a testa do usuário
- Jugular: peça regulável em plástico, silicone ou tecido elástico, com dois ganchos nas
extremidades que se encaixam à suspensão do capacete de segurança para melhor
fixação deste à cabeça, não devendo possuir componentes metálicos.
Os capacetes também podem ser conjugados:
Uso:
- Passe uma das mãos de trás da cabeça e puxe levemente a parte
superior da orelha e, com a outra mão, introduza o protetor no canal
auditivo.
Higienização:
- Não manuseie o protetor com as mãos sujas;
- Utilize os protetores durante todo o período de trabalho;
- Lave regularmente seu protetor auditivo com água e sabão neutro.
Conservação:
Para retirar o protetor, puxe-o pela extremidade que fica na orelha.
- Evite puxar os protetores pelo cordão;
- Após o uso, guarde o protetor na embalagem.
Protetor Auditivo
Protetor Auditivo
Proteção Respiratória
Uso:
1 - Leve o respirador ao rosto, apoiando-o inicialmente no
queixo e depois cobrindo a boca e o nariz. Puxe o elástico de
baixo, passando-o pela cabeça e ajustando-o na nuca. Depois
faça o mesmo com o elástico superior, ajustando-o bem acima
das orelhas.
2 - Para verificar o ajuste, coloque as mãos na frente do
respirador cobrindo toda sua superfície e inale.
O ar não deve passar pelas laterais.
3 - Esta é a forma correta de colocação deste tipo de
respirador.
Mascara Respiratória
HIGIENIZAÇÃO:
Para que os Respiradores tenham um bom tempo de duração e
conservação, são necessários os seguintes cuidados:
Não deixe o respirador em lugares sujos e, se tiver que manuseá-lo com as
mãos sujas, pegue-o pela parte externa;
Quando não estiver utilizando o respirador, guarde-o em um saco plástico
e coloque-o em um lugar apropriado;
Se sentir dificuldade na respiração, cheiro ou gosto do produto com o qual
está trabalhando, talvez esteja na hora de trocar o respirador por um
novo.
Luvas de Segurança
Uso:
- Certifique se as mãos estão limpas e secas antes de calçar as
luvas;
Higienização:
- As luvas impermeáveis devem ser lavadas logo após o uso;
- Após lavar, secar a sombra;
- Luvas de couros não devem ser lavadas, somente retirar o
excesso de sujeira.
Conservação:
Armazenar fora de qualquer fonte de calor, se molhada secar à
sombra e guardar em local apropriado.
Cinto de Segurança
USO:
Cinto de Segurança para a proteção contra quedas em trabalhos
com diferença de nível (acima de 2m.);
Higienização:
Limpar diariamente com pano o excesso de sujeira.
CONSERVAÇÃO:
Armazenar fora de ação direta de calor, estar sempre limpo.
Manter longe de materiais cortantes/perfurantes.
TESTES:
Visualmente, verificar furos, rasgos e cortes.
Cinto de Segurança
MAL AJUSTADO
CINTO DE SEGURANÇA FROUXO OU FOLGADO
Cinto de Segurança
Mal Ajustado
Fonte: Prevenção Online
Consequências pela não Utilização de EPIs
Não utilização de cintos de segurança
Segundo testemunhas, ele estava no segundo
andar do prédio, quando se desequilibrou e caiu.
A vítima, que não teve a identidade revelada,
bateu a cabeça e teve morte imediata.
Fonte:blogspot.tstword
Falta de capacete de segurança
Massa pouco depois do acidente:
Uma mola de 12 centímetros e 800 gramas se soltou do
amortecedor traseiro do carro de Rubens Barrichello, que
estava à sua frente, e, quatro segundos depois
Para se ter uma ideia da magnitude do choque, ele
produziu um impacto de 210 quilos, equivalente ao de um
disparo de fuzil AK-47, arma militar semiautomática.
Fonte: revista Veja
Não utilização de luvas de segurança
Dermatite alérgica
Fonte: FAPERJ
Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
Não utilizar Óculos de segurança
Importância da Botina com Biqueira de Aço
TREINAMENTO DE EPIs.ppt

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
RogrioTorresTorres
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
breno90
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
RosaneLopes14
 
Certificado curso designado de cipa
Certificado curso designado de cipaCertificado curso designado de cipa
Certificado curso designado de cipa
TIAGO SAMPOGNA DE MORAES
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
Ythia Karla
 
inspeção equipamentos.doc
inspeção equipamentos.docinspeção equipamentos.doc
inspeção equipamentos.doc
FilipeDosSantos28
 
Nr 12 canteiro de obras
Nr 12   canteiro de obrasNr 12   canteiro de obras
Nr 12 canteiro de obras
jhonatantst
 
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Adams David
 
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantesSeguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Eliane Damião Alves
 
Pta
PtaPta
Minigrua
MinigruaMinigrua
NR 12
NR 12NR 12
DDS - Dialogo Diario de Segurança
DDS - Dialogo Diario de SegurançaDDS - Dialogo Diario de Segurança
DDS - Dialogo Diario de Segurança
Tuany Caldas
 
Treinamento NR 12
Treinamento NR 12Treinamento NR 12
Treinamento NR 12
Mauro Sergio Vales de Souza
 
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente GruaNR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
Claudio Cesar Pontes ن
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
RogrioTorresTorres
 
treinamento lixadeira
treinamento lixadeira treinamento lixadeira
treinamento lixadeira
Ane Costa
 
Ordem de serviço operador de empilhadeira
Ordem de serviço operador de empilhadeiraOrdem de serviço operador de empilhadeira
Ordem de serviço operador de empilhadeira
EVALDO JUNIO SILVA DA GAMA
 
Treinamento Esmerilhadeira
Treinamento EsmerilhadeiraTreinamento Esmerilhadeira
Treinamento Esmerilhadeira
Ane Costa
 
Folheto para visitantes
Folheto para visitantesFolheto para visitantes
Folheto para visitantes
Sergio Silva
 

Mais procurados (20)

Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
 
Treinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptxTreinamento NR 12.pptx
Treinamento NR 12.pptx
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
 
Certificado curso designado de cipa
Certificado curso designado de cipaCertificado curso designado de cipa
Certificado curso designado de cipa
 
Integração
IntegraçãoIntegração
Integração
 
inspeção equipamentos.doc
inspeção equipamentos.docinspeção equipamentos.doc
inspeção equipamentos.doc
 
Nr 12 canteiro de obras
Nr 12   canteiro de obrasNr 12   canteiro de obras
Nr 12 canteiro de obras
 
Procedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circularProcedimento de segurança na operação de serra circular
Procedimento de segurança na operação de serra circular
 
Seguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantesSeguranca na operacao de pontes rolantes
Seguranca na operacao de pontes rolantes
 
Pta
PtaPta
Pta
 
Minigrua
MinigruaMinigrua
Minigrua
 
NR 12
NR 12NR 12
NR 12
 
DDS - Dialogo Diario de Segurança
DDS - Dialogo Diario de SegurançaDDS - Dialogo Diario de Segurança
DDS - Dialogo Diario de Segurança
 
Treinamento NR 12
Treinamento NR 12Treinamento NR 12
Treinamento NR 12
 
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente GruaNR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
NR-11 Ponte Rolante / Puente Grua
 
Treinamento pta
Treinamento ptaTreinamento pta
Treinamento pta
 
treinamento lixadeira
treinamento lixadeira treinamento lixadeira
treinamento lixadeira
 
Ordem de serviço operador de empilhadeira
Ordem de serviço operador de empilhadeiraOrdem de serviço operador de empilhadeira
Ordem de serviço operador de empilhadeira
 
Treinamento Esmerilhadeira
Treinamento EsmerilhadeiraTreinamento Esmerilhadeira
Treinamento Esmerilhadeira
 
Folheto para visitantes
Folheto para visitantesFolheto para visitantes
Folheto para visitantes
 

Semelhante a TREINAMENTO DE EPIs.ppt

Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptxTreinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
eversonclaudino21
 
Uso correto dos EPIs Sidinei
Uso correto dos EPIs   SidineiUso correto dos EPIs   Sidinei
Uso correto dos EPIs Sidinei
Sidiseguranca
 
Treinamento nr 06 epi
Treinamento nr  06   epiTreinamento nr  06   epi
Treinamento nr 06 epi
Lorraine Ingrid
 
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
Fabio Silva Leao
 
Apostila equipamentos de_protecao_individual
Apostila equipamentos de_protecao_individualApostila equipamentos de_protecao_individual
Apostila equipamentos de_protecao_individual
mrto10
 
Ep is equipamentos de proteção individual
Ep is   equipamentos de proteção individualEp is   equipamentos de proteção individual
Ep is equipamentos de proteção individual
Cleber Costa
 
Treinamento sobre epi
Treinamento sobre epiTreinamento sobre epi
Treinamento sobre epi
Nathanael Rodrigues
 
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptxApostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
MarceloNunesSampaio
 
NR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptxNR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptx
RafaelPacopedra
 
Palestra EPI
Palestra EPI  Palestra EPI
Palestra EPI
JhonatanCabralCabral
 
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnTREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
segurancaigf
 
EPI.ppt
EPI.pptEPI.ppt
NR 06 EPIS - Equipamento de Proteção Individual
NR 06 EPIS -  Equipamento de Proteção IndividualNR 06 EPIS -  Equipamento de Proteção Individual
NR 06 EPIS - Equipamento de Proteção Individual
FabricioSalami
 
treinamento epiiiis guarda e conservação
treinamento epiiiis guarda e conservaçãotreinamento epiiiis guarda e conservação
treinamento epiiiis guarda e conservação
SeguranaPerfinao
 
Instruções quanto a higienização e uso correto dos EPI
Instruções  quanto a higienização e uso correto dos EPIInstruções  quanto a higienização e uso correto dos EPI
Instruções quanto a higienização e uso correto dos EPI
Caroline Bernardes
 
DDS EPI.ppt
DDS EPI.pptDDS EPI.ppt
DDS EPI.ppt
IgorAgaznogvich
 
Treinamento de EPIs.pptx
Treinamento de EPIs.pptxTreinamento de EPIs.pptx
Treinamento de EPIs.pptx
JoseSoaresSementesBo
 
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
AntonioSouzs
 
NR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptxNR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptx
AlfaTreinamentoseAss
 
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptxM7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
soniaalmeida38
 

Semelhante a TREINAMENTO DE EPIs.ppt (20)

Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptxTreinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
Treinamento de NR06 Sem os vídeos.pptx
 
Uso correto dos EPIs Sidinei
Uso correto dos EPIs   SidineiUso correto dos EPIs   Sidinei
Uso correto dos EPIs Sidinei
 
Treinamento nr 06 epi
Treinamento nr  06   epiTreinamento nr  06   epi
Treinamento nr 06 epi
 
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
Treinamentosobreepi 111120200058-phpapp01
 
Apostila equipamentos de_protecao_individual
Apostila equipamentos de_protecao_individualApostila equipamentos de_protecao_individual
Apostila equipamentos de_protecao_individual
 
Ep is equipamentos de proteção individual
Ep is   equipamentos de proteção individualEp is   equipamentos de proteção individual
Ep is equipamentos de proteção individual
 
Treinamento sobre epi
Treinamento sobre epiTreinamento sobre epi
Treinamento sobre epi
 
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptxApostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
Apostila_Equipamentos_de_Protecao_Individual (1).pptx
 
NR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptxNR 06 - EPI.pptx
NR 06 - EPI.pptx
 
Palestra EPI
Palestra EPI  Palestra EPI
Palestra EPI
 
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnTREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
TREINAMENTO- NR06 nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn
 
EPI.ppt
EPI.pptEPI.ppt
EPI.ppt
 
NR 06 EPIS - Equipamento de Proteção Individual
NR 06 EPIS -  Equipamento de Proteção IndividualNR 06 EPIS -  Equipamento de Proteção Individual
NR 06 EPIS - Equipamento de Proteção Individual
 
treinamento epiiiis guarda e conservação
treinamento epiiiis guarda e conservaçãotreinamento epiiiis guarda e conservação
treinamento epiiiis guarda e conservação
 
Instruções quanto a higienização e uso correto dos EPI
Instruções  quanto a higienização e uso correto dos EPIInstruções  quanto a higienização e uso correto dos EPI
Instruções quanto a higienização e uso correto dos EPI
 
DDS EPI.ppt
DDS EPI.pptDDS EPI.ppt
DDS EPI.ppt
 
Treinamento de EPIs.pptx
Treinamento de EPIs.pptxTreinamento de EPIs.pptx
Treinamento de EPIs.pptx
 
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
1 - NR 6 – EPI - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - R5 (1).pdf
 
NR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptxNR06 - EPI.pptx
NR06 - EPI.pptx
 
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptxM7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
M7 Equipamento de Protecao Individual.pptx
 

Mais de TRISEGENGENHARIAEMED

Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
TRISEGENGENHARIAEMED
 
treinamento furadeira.pptx
treinamento furadeira.pptxtreinamento furadeira.pptx
treinamento furadeira.pptx
TRISEGENGENHARIAEMED
 
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.pptTREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
TRISEGENGENHARIAEMED
 
Andaimes.pptx
Andaimes.pptxAndaimes.pptx
Andaimes.pptx
TRISEGENGENHARIAEMED
 
Treinamento CIPA.pptx
Treinamento CIPA.pptxTreinamento CIPA.pptx
Treinamento CIPA.pptx
TRISEGENGENHARIAEMED
 
PRIMEIROS SOCORROS.docx
PRIMEIROS SOCORROS.docxPRIMEIROS SOCORROS.docx
PRIMEIROS SOCORROS.docx
TRISEGENGENHARIAEMED
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.pptTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
TRISEGENGENHARIAEMED
 
PRIMEIROS SOCORROS.pdf
PRIMEIROS SOCORROS.pdfPRIMEIROS SOCORROS.pdf
PRIMEIROS SOCORROS.pdf
TRISEGENGENHARIAEMED
 

Mais de TRISEGENGENHARIAEMED (8)

Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
Caldeira e V.P. NR 13.ppt...............
 
treinamento furadeira.pptx
treinamento furadeira.pptxtreinamento furadeira.pptx
treinamento furadeira.pptx
 
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.pptTREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
TREINAMENTO PARA OPERAR BETONEIRA - Copia.ppt
 
Andaimes.pptx
Andaimes.pptxAndaimes.pptx
Andaimes.pptx
 
Treinamento CIPA.pptx
Treinamento CIPA.pptxTreinamento CIPA.pptx
Treinamento CIPA.pptx
 
PRIMEIROS SOCORROS.docx
PRIMEIROS SOCORROS.docxPRIMEIROS SOCORROS.docx
PRIMEIROS SOCORROS.docx
 
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.pptTREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
TREINAMENTO TRABALHO EM ALTURA-1.ppt
 
PRIMEIROS SOCORROS.pdf
PRIMEIROS SOCORROS.pdfPRIMEIROS SOCORROS.pdf
PRIMEIROS SOCORROS.pdf
 

Último

Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 

Último (20)

Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 

TREINAMENTO DE EPIs.ppt

  • 2. OBJETIVO O objetivo deste treinamento é conscientizar o funcionário do uso correto e conservação dos Equipamentos de Proteção Individual – EPIs, para a finalidade que se destina.
  • 11. CONCEITO DE EPI EPI (Equipamento de Proteção Individual) é todo dispositivo de uso individual, utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a saúde e a segurança no trabalho. Fonte: Norma Regulamentadora – NR 06, aprovada pela portaria do MTE 3214/78.
  • 12. OBRIGAÇÕES DO EMPREGADOR CABE AO EMPREDOR: - Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade; - Exigir o seu uso; - Fornecer ao empregado somente EPI’s aprovados pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho; - Orientar e capacitar o empregado quanto ao uso adequado, acondicionamento e conservação; - Substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado; - Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
  • 14. OBRIGAÇÃO DOS EMPREGADOS CABE AO EMPREGADO QUANTO AO EPI: a) usar, utilizando apenas para a finalidade a que se destina; b) responsabilizar-se pela guarda e conservação; c) comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para o uso; e d) cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado.
  • 15. CLASSIFICAÇÃO DOS EPIs EPI's Básicos: São todos os equipamentos de proteção individual que deverão ser utilizados nos canteiros de obras da SECOL EMPREENDIMENTOS. Os EPI's básicos são: - Capacete de segurança; - Calçados de segurança; - Luvas de segurança; - Óculos de segurança incolor ou fume; - Protetor auricular.
  • 16. CLASSIFICAÇÃO DOS EPIs EPI's ESPECÍFICOS: São todos os equipamentos de proteção individual que indicados para utilização de acordo com cada tipo de atividade e exposição aos risco ambientais, exemplos: - Bota de PVC; - Cinto de segurança do tipo paraquedista; - Mascara de proteção respiratória; - Trava quedas. VALDIR LEMOS LUIS TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO
  • 17. QUEM DEVE SELECIONAR OS EPI's A seleção correta do EPI deverá ser efetuada pelo SESMT da empresa. O trabalhador deverá auxiliar nas informações quanto à adequação dos equipamentos no dia-a-dia.
  • 19. TIPOS DE EPI's. Existem EPI's para diversos tipos de proteção à agentes agressivos. São eles: Mascara de proteção panorâmica com cartucho químico Mascara de proteção semi facial com cartucho químico. Mascara de solda com escurecimento automático Mascara de solda com lentes escuras. Perneira de segurança, contra agentes cortantes e animais peçonhentos. Avental de chumbo p/ rx.
  • 21. PROTEÇÃO DA CABEÇA CONHECENDO O CAPACETE DE SEGURANÇA Itens do Capacete - Casco: é a parte regida e externa do capacete, sem a suspenção e demais acessórios. - Carneira: parte da suspenção ajustável para todas as medidas de cabeça. A carneira deve ter um mínimo de quatro pontos de fixação e estar posicionada em forma de cruz e possuir testeira de absorvidor de suor, peça que integra a carneira, revistida de material absorvente e que fica em contato com a testa do usuário - Jugular: peça regulável em plástico, silicone ou tecido elástico, com dois ganchos nas extremidades que se encaixam à suspensão do capacete de segurança para melhor fixação deste à cabeça, não devendo possuir componentes metálicos. Os capacetes também podem ser conjugados:
  • 22. Uso: - Passe uma das mãos de trás da cabeça e puxe levemente a parte superior da orelha e, com a outra mão, introduza o protetor no canal auditivo. Higienização: - Não manuseie o protetor com as mãos sujas; - Utilize os protetores durante todo o período de trabalho; - Lave regularmente seu protetor auditivo com água e sabão neutro. Conservação: Para retirar o protetor, puxe-o pela extremidade que fica na orelha. - Evite puxar os protetores pelo cordão; - Após o uso, guarde o protetor na embalagem. Protetor Auditivo Protetor Auditivo
  • 23. Proteção Respiratória Uso: 1 - Leve o respirador ao rosto, apoiando-o inicialmente no queixo e depois cobrindo a boca e o nariz. Puxe o elástico de baixo, passando-o pela cabeça e ajustando-o na nuca. Depois faça o mesmo com o elástico superior, ajustando-o bem acima das orelhas. 2 - Para verificar o ajuste, coloque as mãos na frente do respirador cobrindo toda sua superfície e inale. O ar não deve passar pelas laterais. 3 - Esta é a forma correta de colocação deste tipo de respirador.
  • 24. Mascara Respiratória HIGIENIZAÇÃO: Para que os Respiradores tenham um bom tempo de duração e conservação, são necessários os seguintes cuidados: Não deixe o respirador em lugares sujos e, se tiver que manuseá-lo com as mãos sujas, pegue-o pela parte externa; Quando não estiver utilizando o respirador, guarde-o em um saco plástico e coloque-o em um lugar apropriado; Se sentir dificuldade na respiração, cheiro ou gosto do produto com o qual está trabalhando, talvez esteja na hora de trocar o respirador por um novo.
  • 25. Luvas de Segurança Uso: - Certifique se as mãos estão limpas e secas antes de calçar as luvas; Higienização: - As luvas impermeáveis devem ser lavadas logo após o uso; - Após lavar, secar a sombra; - Luvas de couros não devem ser lavadas, somente retirar o excesso de sujeira. Conservação: Armazenar fora de qualquer fonte de calor, se molhada secar à sombra e guardar em local apropriado.
  • 26. Cinto de Segurança USO: Cinto de Segurança para a proteção contra quedas em trabalhos com diferença de nível (acima de 2m.); Higienização: Limpar diariamente com pano o excesso de sujeira. CONSERVAÇÃO: Armazenar fora de ação direta de calor, estar sempre limpo. Manter longe de materiais cortantes/perfurantes. TESTES: Visualmente, verificar furos, rasgos e cortes.
  • 27. Cinto de Segurança MAL AJUSTADO CINTO DE SEGURANÇA FROUXO OU FOLGADO
  • 28. Cinto de Segurança Mal Ajustado Fonte: Prevenção Online
  • 29. Consequências pela não Utilização de EPIs
  • 30. Não utilização de cintos de segurança Segundo testemunhas, ele estava no segundo andar do prédio, quando se desequilibrou e caiu. A vítima, que não teve a identidade revelada, bateu a cabeça e teve morte imediata. Fonte:blogspot.tstword
  • 31. Falta de capacete de segurança Massa pouco depois do acidente: Uma mola de 12 centímetros e 800 gramas se soltou do amortecedor traseiro do carro de Rubens Barrichello, que estava à sua frente, e, quatro segundos depois Para se ter uma ideia da magnitude do choque, ele produziu um impacto de 210 quilos, equivalente ao de um disparo de fuzil AK-47, arma militar semiautomática. Fonte: revista Veja
  • 32. Não utilização de luvas de segurança Dermatite alérgica Fonte: FAPERJ Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro
  • 33. Não utilizar Óculos de segurança
  • 34. Importância da Botina com Biqueira de Aço

Notas do Editor

  1. 1
  2. 2
  3. 11
  4. 12
  5. 14
  6. 15
  7. 16
  8. 17
  9. 19
  10. 20
  11. 21
  12. 22
  13. 23
  14. 24
  15. 25
  16. 26
  17. 27
  18. 28
  19. 29
  20. 30
  21. 31
  22. 32
  23. 33
  24. 34
  25. 35