SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Trabalho Individual - História dos Videojogos - 2010
Fallout
Em 2004 Bethesda Softworks (The Elder Scrolls) comprou os direitos de desenvolvimento do
Fallout 3 e mais dois possíveis episódios, antes licenciados a Interplay Entertainment. Em 2007
adquiriu toda a série Fallout, e todos os episódios futuros.
Ideia central por detrás da série
Uma série passada num futuro em que os elementos artísticos e a história se baseia na cultura dos
anos 50 dos E.U.A. e tem como ideia central a combinação de esperança nas promessas da
tecnologia e do medo inconsciente da aniquilação nuclear, tendo sido nesses aspectos bastante
influenciado pela antologia científica Mundos do Amanhã, publicada também nos anos 50.
A série também foi buscar muito do ambiente ao cinema, mais propriamente à série Mad Max, com
Mel Gibson, sendo mesmo possível, encontrar e vestir um casaco com só uma manga, arranjar uma
caçadeira de canos serrados e também conseguir durante o jogo um companheiro (canino) de nome
Dogmeat (também como nos filmes)
Assim, foi criada uma linha alternativa de tempo num mundo pós-apocalíptico (de uma guerra
nuclear) onde a cultura dominante antes era a dos anos 50, mas tecnologicamente mais avançado.
Elementos e mecanismos de jogo que se mantiveram constantes ao longo dos diferentes episódios
➢ Mistura de RPG com RPS e FPS (nos dois últimos jogos, é possível jogar na 1ª e 3ª pessoa)
➢ Narrativa com cheia de humor negro, violência extrema. (Nos 2 primeiros jogos, ambos
falaram de assuntos críticos na época (prostituição, escravidão), podendo no jogo Fallout 2,
ser um actor pornográfico e apanhar doenças venéreas, incluindo a possibilidade de matar
crianças (o jogo europeu foi lançado sem as crianças, ficando no sitio delas as falas delas).
Em relação ao humor negro, faz um grande trabalho, a tornar o jogo um pouco mais leve,
pois os cenários são tão impressionantes, que sem essa parte, o jogo provavelmente se
tornaria muito pesado, para passar tantas horas a jogar num jogo que não tem multiplayer.
Na parte da violência extrema, esta está presente principalmente quando se recorre ao modo
VATS (Vault-Tec Assisted Targeting System) em que o jogo entra em modo de pausa e nos
permite fazer pontaria para várias partes do corpo e dependendo dos nossos Action Points
podemos dar vários tiros e o jogo passa para camera lenta mostrando pormenores de
violência de incrível detalhe (cabeças a serem decepadas, a rebentarem, saindo partes do
crânio, membros a ficarem aos pedaços, pernas pelos ares, e muito mais). Também aqui
Fallout 3 foi alvo de alguma censura, já que deixou de se poder fazer mira “nas partes entre
as pernas” e nos olhos.
➢ Jogos com uma não linearidade elevada, pois conseguimos completar os jogos de múltiplas
maneiras e com vários finais, em que o jogador pode ser considerado como um herói,
sempre disponível para ajudar o próximo e um exemplo a ser seguido (Champion); ou como
vilão, que mata inocentes apenas pelo prazer de vê-los sofrer, sendo odiado por personagens
de bom carácter (Berserker); ou quando se mata 2 ou mais crianças Assassino de Crianças
(Childkiller) ficando com a cabeça a prémio.
A parte da não linearidade, permite que se por acaso estamos a meio de uma missão, mas já
estivermos cansados de dela, partir, para outro caminho e ir fazer outra coisa, ficando a
Docente – Jorge Almeida Restart – Videojogos Instruendo – Marcos Reis
Trabalho Individual - História dos Videojogos - 2010
missão a meio, e podendo acaba-la noutra altura.
➢ Mundos com liberdade quase total em termos de movimentação da personagem no mundo.
Esta liberdade, juntamente com a não linearidade, dá-nos a liberdade de explorar-mos o que
quisermos, quando quisermos.
➢ A série, usa o sistema SPECIAL (sendo também um acrónimo para as habilidades inerentes
do personagem: Strength, Perception, Endurance, Charisma, Intelligence, Agility e Luck;
sendo representadas numericamente). Este sistema é a pedra base de todo o jogo, pois é
através da atribuição de determinados pontos em cada característica, que a personalidade do
personagem é criada. Personalidade esta que vai influenciar o rumo do jogo e as diferentes
maneiras de o completar.
Os personagens no sistema de jogo SPECIAL, são definidos através de vários níveis de
características:
Características Principais; Características Secundárias; Competências (Skills); Regalias
(Perks); Peculiaridades (Trait).
A série Fallout caracteriza-se por ser composta pelos seguintes episódios (jogos)
• Fallout (1997)
• Fallout 2 (1998)
• Fallout 3 (2008)
• Fallout: New Vegas (2010)
Fallout spin-offs (versões com história e abordagem paralelas)
• Fallout Tactics: Brotherhood of Steel (2001)
• Fallout: Warfare (2001)
• Fallout: Brotherhood of Steel (2004)
Docente – Jorge Almeida Restart – Videojogos Instruendo – Marcos Reis

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Trabalho individual historia videojogos (7)

Astro
AstroAstro
Astro
 
Coluna gamer #1
Coluna gamer #1Coluna gamer #1
Coluna gamer #1
 
Advergame Peu
Advergame PeuAdvergame Peu
Advergame Peu
 
6Game Design Process 2010 Unibero Kao Tokio Upload
6Game Design Process 2010 Unibero Kao Tokio Upload6Game Design Process 2010 Unibero Kao Tokio Upload
6Game Design Process 2010 Unibero Kao Tokio Upload
 
30 jogos mega drive
30 jogos mega drive30 jogos mega drive
30 jogos mega drive
 
Seminário - Video game e suas convergências
Seminário - Video game e suas convergênciasSeminário - Video game e suas convergências
Seminário - Video game e suas convergências
 
Little big planet
Little big planetLittle big planet
Little big planet
 

Trabalho individual historia videojogos

  • 1. Trabalho Individual - História dos Videojogos - 2010 Fallout Em 2004 Bethesda Softworks (The Elder Scrolls) comprou os direitos de desenvolvimento do Fallout 3 e mais dois possíveis episódios, antes licenciados a Interplay Entertainment. Em 2007 adquiriu toda a série Fallout, e todos os episódios futuros. Ideia central por detrás da série Uma série passada num futuro em que os elementos artísticos e a história se baseia na cultura dos anos 50 dos E.U.A. e tem como ideia central a combinação de esperança nas promessas da tecnologia e do medo inconsciente da aniquilação nuclear, tendo sido nesses aspectos bastante influenciado pela antologia científica Mundos do Amanhã, publicada também nos anos 50. A série também foi buscar muito do ambiente ao cinema, mais propriamente à série Mad Max, com Mel Gibson, sendo mesmo possível, encontrar e vestir um casaco com só uma manga, arranjar uma caçadeira de canos serrados e também conseguir durante o jogo um companheiro (canino) de nome Dogmeat (também como nos filmes) Assim, foi criada uma linha alternativa de tempo num mundo pós-apocalíptico (de uma guerra nuclear) onde a cultura dominante antes era a dos anos 50, mas tecnologicamente mais avançado. Elementos e mecanismos de jogo que se mantiveram constantes ao longo dos diferentes episódios ➢ Mistura de RPG com RPS e FPS (nos dois últimos jogos, é possível jogar na 1ª e 3ª pessoa) ➢ Narrativa com cheia de humor negro, violência extrema. (Nos 2 primeiros jogos, ambos falaram de assuntos críticos na época (prostituição, escravidão), podendo no jogo Fallout 2, ser um actor pornográfico e apanhar doenças venéreas, incluindo a possibilidade de matar crianças (o jogo europeu foi lançado sem as crianças, ficando no sitio delas as falas delas). Em relação ao humor negro, faz um grande trabalho, a tornar o jogo um pouco mais leve, pois os cenários são tão impressionantes, que sem essa parte, o jogo provavelmente se tornaria muito pesado, para passar tantas horas a jogar num jogo que não tem multiplayer. Na parte da violência extrema, esta está presente principalmente quando se recorre ao modo VATS (Vault-Tec Assisted Targeting System) em que o jogo entra em modo de pausa e nos permite fazer pontaria para várias partes do corpo e dependendo dos nossos Action Points podemos dar vários tiros e o jogo passa para camera lenta mostrando pormenores de violência de incrível detalhe (cabeças a serem decepadas, a rebentarem, saindo partes do crânio, membros a ficarem aos pedaços, pernas pelos ares, e muito mais). Também aqui Fallout 3 foi alvo de alguma censura, já que deixou de se poder fazer mira “nas partes entre as pernas” e nos olhos. ➢ Jogos com uma não linearidade elevada, pois conseguimos completar os jogos de múltiplas maneiras e com vários finais, em que o jogador pode ser considerado como um herói, sempre disponível para ajudar o próximo e um exemplo a ser seguido (Champion); ou como vilão, que mata inocentes apenas pelo prazer de vê-los sofrer, sendo odiado por personagens de bom carácter (Berserker); ou quando se mata 2 ou mais crianças Assassino de Crianças (Childkiller) ficando com a cabeça a prémio. A parte da não linearidade, permite que se por acaso estamos a meio de uma missão, mas já estivermos cansados de dela, partir, para outro caminho e ir fazer outra coisa, ficando a Docente – Jorge Almeida Restart – Videojogos Instruendo – Marcos Reis
  • 2. Trabalho Individual - História dos Videojogos - 2010 missão a meio, e podendo acaba-la noutra altura. ➢ Mundos com liberdade quase total em termos de movimentação da personagem no mundo. Esta liberdade, juntamente com a não linearidade, dá-nos a liberdade de explorar-mos o que quisermos, quando quisermos. ➢ A série, usa o sistema SPECIAL (sendo também um acrónimo para as habilidades inerentes do personagem: Strength, Perception, Endurance, Charisma, Intelligence, Agility e Luck; sendo representadas numericamente). Este sistema é a pedra base de todo o jogo, pois é através da atribuição de determinados pontos em cada característica, que a personalidade do personagem é criada. Personalidade esta que vai influenciar o rumo do jogo e as diferentes maneiras de o completar. Os personagens no sistema de jogo SPECIAL, são definidos através de vários níveis de características: Características Principais; Características Secundárias; Competências (Skills); Regalias (Perks); Peculiaridades (Trait). A série Fallout caracteriza-se por ser composta pelos seguintes episódios (jogos) • Fallout (1997) • Fallout 2 (1998) • Fallout 3 (2008) • Fallout: New Vegas (2010) Fallout spin-offs (versões com história e abordagem paralelas) • Fallout Tactics: Brotherhood of Steel (2001) • Fallout: Warfare (2001) • Fallout: Brotherhood of Steel (2004) Docente – Jorge Almeida Restart – Videojogos Instruendo – Marcos Reis