SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho de historia -
Japão
Alunos:Luis Eduardo Gelbcke, Luis
Cesar Hryckiv, Crystian Elizio
Matéria : História
7 ° ano matutino
Localização do
Japão
O Japão é localizado no
Continente Asiático,
que fica no Hemisfério Norte, o
Japão é um
arquipélago por isso não tem
fronteiras, mas
tem países muitos próximos de
ter uma
fronteira como a Rússia, Coreia
do Sul e a China.
Contexto histórico
Desde as suas origens mais remotas, passando pela era dos destemidos
samurais até os eventos da Segunda Guerra Mundial, a história do Japão tem
sido objeto de discussões acaloradas e com diversas interpretações.
A sequência de eventos ocorridos no arquipélago japonês, influenciada pela
sua natureza geográfica e localização próximo a civilização continental,
permitiu seu desenvolvimento através da influência do Império Chinês, tanto
na língua, na escrita quanto na cultura em geral; posteriormente, a sua
política isolacionista permitiu o desenvolvimento de uma cultura própria,
refinada e altamente sofisticada tanto estética quanto no seu sentido mais
profundo. Por outro lado, após o fim da era dos samurais, com a restauração
do poder imperial, na era Meiji, o Japão sofreu forte influência do Ocidente,
convertendo-se de nação rural para nação industrial, permitindo, com isso,
que o Japão deixasse de vez a era do feudalismo para a era moderna.
Historia do contato entre os povos
/ características
A civilização japonesa sofreu várias interferências de outros povos, tentando
influenciar o povo japonês com ideais e cultura estrangeira. Porém, houve
momentos na história dos japoneses que obtiveram o mínimo possível de
contato com outros povos. Com o passar dos anos, os japoneses evoluíram
com maestria as habilidades e conhecimentos, aprofundando o estudo sobre
tudo o que há a nossa volta, assim, aproveitando as outras culturas
absorvendo apenas aquilo que complementasse os princípios da civilização
japonesa.
O povo
O país
Em 1914, logo após o surgimento da Primeira
Guerra Mundial, o Japão se entregou do lado
dos aliados. No ano de 1915, o Império
apresentou as vinte e uma demandas para a
China, na qual queria alguns privilégios
industriais, minerais e ferroviários, logo
esses requerimentos foram atendidos. Isso
foi a primeira declaração de uma política de
dominação perante a China. Já no ano de
1916, os chineses cederam os direitos de
comércio na Mongólia Interior e o Sul da
Manchúria ao Japão.
Religião
O budismo foi inserido no Japão em 538 por
monges da Coréia. Eles estavam
acompanhando um emissário do rei Kudura
de Paejche e levaram imagens e escrituras
como presentes ao imperador japonês da
época. A partir daí o budismo passou a se
desenvolver na região.
Conclusão
O povo japonês sofreu várias interferências com outros
povos que dificultaram o modo de vida dos japonês.
Mas com muita força e determinação conseguiram
forma um grande civilização.
Referências
Slide 2 disponível em :
http://japaomaravilhamundial.
blogspot.com.br/2009/06/local
izacao-do-japao.html
Slide 3 disponível em :
http://www.ishindo.org.br/guia-do-
japao/historia-do-japao/
Slide 4 ,5 ,6
http://www.estudopratico.com.br/civilizaca
o-japonesa/
Imagem do Slide 6
disponível em :
http://www.herof
actory.com.br/bud
a.php

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Primeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencialPrimeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencial
Tatiana Rezende
 
A Sociedade Ateniense
A Sociedade AtenienseA Sociedade Ateniense
A Sociedade Ateniense
Sílvia Mendonça
 
A Europa cristã nos séculos VI a IX
A Europa cristã nos séculos VI a IXA Europa cristã nos séculos VI a IX
A Europa cristã nos séculos VI a IX
Patrícia Morais
 
A Queda do Império Romano do Oriente.
A Queda do Império Romano do Oriente. A Queda do Império Romano do Oriente.
A Queda do Império Romano do Oriente.
Adail Silva
 
Inquisição
InquisiçãoInquisição
Inquisição
Torah
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
eb23ja
 
1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras
Kerol Brombal
 
os hebreus
os  hebreusos  hebreus
os hebreus
Gean Bonatto
 
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Janaína Bindá
 
O Japão
O JapãoO Japão
O Japão
HistoriaCoja
 
Crise da república romana
Crise da república romana Crise da república romana
Crise da república romana
Patrick Von Braun
 
Descobrimento da América 1492
Descobrimento da América 1492  Descobrimento da América 1492
Descobrimento da América 1492
Ricardo Diniz campos
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
Patrick Von Braun
 
O Egito Antigo
O Egito AntigoO Egito Antigo
O Egito Antigo
Professor Marcelo
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
marcos ursi
 
Resumão Egito Antigo
Resumão Egito AntigoResumão Egito Antigo
Resumão Egito Antigo
Wilton Silva
 
Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1
cattonia
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
Nelia Salles Nantes
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
Cristina Soares
 
Slides santa inquisição
Slides santa inquisiçãoSlides santa inquisição
Slides santa inquisição
Colegio GGE
 

Mais procurados (20)

Primeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencialPrimeiro reinado e período regencial
Primeiro reinado e período regencial
 
A Sociedade Ateniense
A Sociedade AtenienseA Sociedade Ateniense
A Sociedade Ateniense
 
A Europa cristã nos séculos VI a IX
A Europa cristã nos séculos VI a IXA Europa cristã nos séculos VI a IX
A Europa cristã nos séculos VI a IX
 
A Queda do Império Romano do Oriente.
A Queda do Império Romano do Oriente. A Queda do Império Romano do Oriente.
A Queda do Império Romano do Oriente.
 
Inquisição
InquisiçãoInquisição
Inquisição
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
 
1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras
 
os hebreus
os  hebreusos  hebreus
os hebreus
 
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
 
O Japão
O JapãoO Japão
O Japão
 
Crise da república romana
Crise da república romana Crise da república romana
Crise da república romana
 
Descobrimento da América 1492
Descobrimento da América 1492  Descobrimento da América 1492
Descobrimento da América 1492
 
Império romano ascensão e crise
Império romano  ascensão e crise Império romano  ascensão e crise
Império romano ascensão e crise
 
O Egito Antigo
O Egito AntigoO Egito Antigo
O Egito Antigo
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
Resumão Egito Antigo
Resumão Egito AntigoResumão Egito Antigo
Resumão Egito Antigo
 
Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1
 
O egito antigo a mumificação
O egito antigo   a mumificaçãoO egito antigo   a mumificação
O egito antigo a mumificação
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Slides santa inquisição
Slides santa inquisiçãoSlides santa inquisição
Slides santa inquisição
 

Semelhante a Trabalho de história-Japão

Cultura Japonesa
Cultura JaponesaCultura Japonesa
Resumo japão 1ºano hist
Resumo japão 1ºano histResumo japão 1ºano hist
Resumo japão 1ºano hist
Péricles Penuel
 
Seminário Japão Antigo
Seminário  Japão AntigoSeminário  Japão Antigo
Seminário Japão Antigo
E.E. Prof. João Magiano Pinto
 
JAPAO
JAPAOJAPAO
Idade.média.fora.europa
Idade.média.fora.europaIdade.média.fora.europa
Idade.média.fora.europa
Mauro Marques
 
JapãO HistóRia E Geopolitica
JapãO   HistóRia E GeopoliticaJapãO   HistóRia E Geopolitica
JapãO HistóRia E Geopolitica
Joacir Pimenta
 
ÁSIA - Parte 2 (UNO)
ÁSIA - Parte 2 (UNO)ÁSIA - Parte 2 (UNO)
ÁSIA - Parte 2 (UNO)
Caio Fernando
 
O choque das civilizações
O choque das civilizaçõesO choque das civilizações
O choque das civilizações
Doug Caesar
 
Historia da educação japão - delmir
Historia da educação   japão - delmirHistoria da educação   japão - delmir
Historia da educação japão - delmir
geografia
 
Historia da educação Japão - delmir
Historia da educação   Japão - delmirHistoria da educação   Japão - delmir
Historia da educação Japão - delmir
geografia
 
Historia Da Educação - Japão - Delmir
Historia Da Educação -  Japão -   DelmirHistoria Da Educação -  Japão -   Delmir
Historia Da Educação - Japão - Delmir
geografia
 
Historia da educação japão - delmir
Historia da educação   japão - delmirHistoria da educação   japão - delmir
Historia da educação japão - delmir
geografia
 
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdfAula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
Josinaldo Sousa
 
áSia
áSiaáSia
áSia
noiousnick
 
áSia
áSiaáSia
áSia
noiousnick
 
Resumo china
Resumo chinaResumo china
Resumo china
Péricles Penuel
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
victor medeiros
 
china wesley help me
china wesley help mechina wesley help me
china wesley help me
Micael José
 
china porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda niggachina porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda nigga
Micael José
 
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º anoOs muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
Ana Beatriz Gonçalves
 

Semelhante a Trabalho de história-Japão (20)

Cultura Japonesa
Cultura JaponesaCultura Japonesa
Cultura Japonesa
 
Resumo japão 1ºano hist
Resumo japão 1ºano histResumo japão 1ºano hist
Resumo japão 1ºano hist
 
Seminário Japão Antigo
Seminário  Japão AntigoSeminário  Japão Antigo
Seminário Japão Antigo
 
JAPAO
JAPAOJAPAO
JAPAO
 
Idade.média.fora.europa
Idade.média.fora.europaIdade.média.fora.europa
Idade.média.fora.europa
 
JapãO HistóRia E Geopolitica
JapãO   HistóRia E GeopoliticaJapãO   HistóRia E Geopolitica
JapãO HistóRia E Geopolitica
 
ÁSIA - Parte 2 (UNO)
ÁSIA - Parte 2 (UNO)ÁSIA - Parte 2 (UNO)
ÁSIA - Parte 2 (UNO)
 
O choque das civilizações
O choque das civilizaçõesO choque das civilizações
O choque das civilizações
 
Historia da educação japão - delmir
Historia da educação   japão - delmirHistoria da educação   japão - delmir
Historia da educação japão - delmir
 
Historia da educação Japão - delmir
Historia da educação   Japão - delmirHistoria da educação   Japão - delmir
Historia da educação Japão - delmir
 
Historia Da Educação - Japão - Delmir
Historia Da Educação -  Japão -   DelmirHistoria Da Educação -  Japão -   Delmir
Historia Da Educação - Japão - Delmir
 
Historia da educação japão - delmir
Historia da educação   japão - delmirHistoria da educação   japão - delmir
Historia da educação japão - delmir
 
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdfAula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
Aula 9 - Nambanjin - Sobre os portugueses no Japão - Copia.pdf
 
áSia
áSiaáSia
áSia
 
áSia
áSiaáSia
áSia
 
Resumo china
Resumo chinaResumo china
Resumo china
 
Povos mesopotamico
Povos mesopotamicoPovos mesopotamico
Povos mesopotamico
 
china wesley help me
china wesley help mechina wesley help me
china wesley help me
 
china porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda niggachina porra weslley me ajuda nigga
china porra weslley me ajuda nigga
 
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º anoOs muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
Os muçulmanos e o Condado Portucalense- História do 7.º ano
 

Mais de Luis_Cesar_Hryckiv

Expressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artesExpressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artes
Luis_Cesar_Hryckiv
 
Eurípedes - Trabalho de artes
Eurípedes - Trabalho de artes Eurípedes - Trabalho de artes
Eurípedes - Trabalho de artes
Luis_Cesar_Hryckiv
 
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do BrasilTrabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
Luis_Cesar_Hryckiv
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Suevos
SuevosSuevos
Situações de contradições no nosso mundo
Situações de contradições no nosso mundoSituações de contradições no nosso mundo
Situações de contradições no nosso mundo
Luis_Cesar_Hryckiv
 

Mais de Luis_Cesar_Hryckiv (6)

Expressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artesExpressionismo - Trabalho de artes
Expressionismo - Trabalho de artes
 
Eurípedes - Trabalho de artes
Eurípedes - Trabalho de artes Eurípedes - Trabalho de artes
Eurípedes - Trabalho de artes
 
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do BrasilTrabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
Trabalho de geografia - Movimentos sociais rurais do Brasil
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Pneumonia
 
Suevos
SuevosSuevos
Suevos
 
Situações de contradições no nosso mundo
Situações de contradições no nosso mundoSituações de contradições no nosso mundo
Situações de contradições no nosso mundo
 

Último

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 

Último (20)

Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 

Trabalho de história-Japão

  • 1. Trabalho de historia - Japão Alunos:Luis Eduardo Gelbcke, Luis Cesar Hryckiv, Crystian Elizio Matéria : História 7 ° ano matutino
  • 2. Localização do Japão O Japão é localizado no Continente Asiático, que fica no Hemisfério Norte, o Japão é um arquipélago por isso não tem fronteiras, mas tem países muitos próximos de ter uma fronteira como a Rússia, Coreia do Sul e a China.
  • 3. Contexto histórico Desde as suas origens mais remotas, passando pela era dos destemidos samurais até os eventos da Segunda Guerra Mundial, a história do Japão tem sido objeto de discussões acaloradas e com diversas interpretações. A sequência de eventos ocorridos no arquipélago japonês, influenciada pela sua natureza geográfica e localização próximo a civilização continental, permitiu seu desenvolvimento através da influência do Império Chinês, tanto na língua, na escrita quanto na cultura em geral; posteriormente, a sua política isolacionista permitiu o desenvolvimento de uma cultura própria, refinada e altamente sofisticada tanto estética quanto no seu sentido mais profundo. Por outro lado, após o fim da era dos samurais, com a restauração do poder imperial, na era Meiji, o Japão sofreu forte influência do Ocidente, convertendo-se de nação rural para nação industrial, permitindo, com isso, que o Japão deixasse de vez a era do feudalismo para a era moderna.
  • 4. Historia do contato entre os povos / características A civilização japonesa sofreu várias interferências de outros povos, tentando influenciar o povo japonês com ideais e cultura estrangeira. Porém, houve momentos na história dos japoneses que obtiveram o mínimo possível de contato com outros povos. Com o passar dos anos, os japoneses evoluíram com maestria as habilidades e conhecimentos, aprofundando o estudo sobre tudo o que há a nossa volta, assim, aproveitando as outras culturas absorvendo apenas aquilo que complementasse os princípios da civilização japonesa. O povo
  • 5. O país Em 1914, logo após o surgimento da Primeira Guerra Mundial, o Japão se entregou do lado dos aliados. No ano de 1915, o Império apresentou as vinte e uma demandas para a China, na qual queria alguns privilégios industriais, minerais e ferroviários, logo esses requerimentos foram atendidos. Isso foi a primeira declaração de uma política de dominação perante a China. Já no ano de 1916, os chineses cederam os direitos de comércio na Mongólia Interior e o Sul da Manchúria ao Japão.
  • 6. Religião O budismo foi inserido no Japão em 538 por monges da Coréia. Eles estavam acompanhando um emissário do rei Kudura de Paejche e levaram imagens e escrituras como presentes ao imperador japonês da época. A partir daí o budismo passou a se desenvolver na região.
  • 7. Conclusão O povo japonês sofreu várias interferências com outros povos que dificultaram o modo de vida dos japonês. Mas com muita força e determinação conseguiram forma um grande civilização.
  • 8. Referências Slide 2 disponível em : http://japaomaravilhamundial. blogspot.com.br/2009/06/local izacao-do-japao.html Slide 3 disponível em : http://www.ishindo.org.br/guia-do- japao/historia-do-japao/ Slide 4 ,5 ,6 http://www.estudopratico.com.br/civilizaca o-japonesa/ Imagem do Slide 6 disponível em : http://www.herof actory.com.br/bud a.php