SlideShare uma empresa Scribd logo
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
ÍNDICE
Introdução ...................................................................................................................2
1 Equações Diferenciais do Tipo Hiperbólico ..........................................................3
1.1 Métodos de Resolução das EDP....................................................................3
1.1.1 Método da Integração Básica Directa......................................................4
1.1.2 Método de Mudança de Variáveis ...........................................................5
1.1.3 Separação de Variáveis...........................................................................8
2 Série de Fourier ..................................................................................................10
2.1 Funções Pares e Ímpares ............................................................................11
2.1.1 Propriedades das Funções Pares e Ímpares.........................................12
2.2 Série de Fourier de Cossenos e de Senos...................................................12
2.3 Equação de Uma Oscilação de Uma Corda.................................................13
2.3.1 Solução da Equação da Onda pelo Método de Fourier .........................13
Conclusão .................................................................................................................17
Referências Bibliográficas.........................................................................................18
Integrantes do Grupo.................................................................................................19
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
2
INTRODUÇÃO
A Matemática na sua abrangência, oferece conexões preponderantes a diversos
campos científicos. Salientando a aparição das Equações Diferenciais Parciais como
sustento de diversos problemas físicos como: Problema de mecânica de fluidos, de
sólidos-dinâmica, de elasticidade, de transferência de calor, da teoria
electromagnética, mecânica quântica, e outros.
Nas EDP de Ordem Superior aparecem as EDP Lineares Homogéneas e não
Homogéneas. No que tange as EDP de 2ª ordem eis a classificação: Hiperbólico,
Elíptico e Parabólico.
No entanto a nossa abordagem cingir-se-á, nas Equações Diferenciais Parciais de
tipo Hiperbólico, abarcando assim a demonstração e resolução da mesma, a
equação de oscilação de uma corda, condições com valores de contorno do
problema e solução da equação da corda pelos métodos de Fourier.
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
3
1 EQUAÇÕES DIFERENCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO
Dada uma EDP na forma, GFU
y
U
E
x
U
D
y
U
C
yx
U
B
x
U
A 














2
22
2
2
onde
todos os coeficientes A, B, C, D, E e F são funções que dependem das variáveis
em que pelo menos um dos coeficientes A, B, C é não nulo; é do Tipo
Hiperbólico se, .
EXEMPLOS.
1. Diga se as seguintes equações diferenciais são do tipo Hiperbólico
a)
b)
Solução:
a)
( ) é uma equação diferencial
hiperbólica.
b)
não é uma equação diferencial
hiperbólica.
EXERCÍCIOS.
1-Diga se as seguintes equações diferenciais são do tipo Hiperbólico
)
b)
c)
1.1 MÉTODOS DE RESOLUÇÃO DAS EDP
Há vários métodos que podem aplicar-se para encontrar as soluções particulares de
uma equação diferencial.
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
4
1.1.1 MÉTODO DA INTEGRAÇÃO BÁSICA DIRECTA
No método de integração básica directa procede-se como nas EDO´s (Equações
Diferencias Ordinárias) exactas, quando integramos em ordem a uma das variáveis,
consideramos as outras como constantes, ou seja, considerando uma função
arbitrária nas outras variáveis como uma constante.
EXEMPLOS.
1. Sabendo que U é uma função de x e de y, determinar as soluções gerais das
equações diferenciais parciais seguintes:
a) ( )
b) ( )
Solução:
a) ( )
, Integrando ambos os membros em ordem a x, como U é uma função de x e
y, então considera-se como constante uma função em ordem a y.
Logo vem:
( ) ( ), que é neste caso a solução geral.
b) ( )
Integrando primeiro em ordem a vem ( ) ( ) e integrando agora em
ordem a y temos como solução geral
( ) ∫ ( ) ( ).
EXERCÍCIOS
Obter as soluções gerais das equações diferenciais parciais Seguintes:
a. ( )
b. ( )
c. ( )
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
5
1.1.2 MÉTODO DE MUDANÇA DE VARIÁVEIS
EQUAÇÃO CARACTERÍSTICA
Para a EDP ( ) ( ) ( ) Definimos a equação
diferencial característica associada como:
( )( ) ( )( )( ) ( )( ) As curvas características
associadas são as soluções da equação diferencial (ordinária) característica.
Exemplo de equações características de uma EDP A equação
definida em 2
 ,tem a equação característica ( ) ( )
A solução desta EDO característica, fornece duas curvas características:
É muito útil realizar mudanças de variáveis para simplificar uma EDP com o objectivo
de obter formas mais simples para resolver esta equação parcial e o mecanismo que
oferece mudança de variáveis para simplificar uma EDP é a equação característica
associada.
Dada uma EDP de segunda ordem (ou equação de Euler)
=0
Onde são números reais. Usando as mudanças de variáveis:
e aplicando a regra da cadeia poderemos escrever :
e
E assim temos:
Neste caso a solução geral é dada por ( ) ( ) ( )
De forma análoga temos:
( )
( ) ( )
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
6
Assim: ( ) ( )
Ou seja:
Ou em uma notação mais simples:
( )
Analogamente:
( ) ( )
( ) ( )
)
( ) )
Ou mais simplesmente:
( ) ( )
Do mesmo modo:
( ) ( )
( ) ( )
( ) ( )
Ou seja:
Ou ainda vem:
( )
EXEMPLO.
Determinar a solução geral para a equação:
Solução:
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
7
Determinando primeiro a equação característica ordinária vem:
( ) ( ) ( )( )
Integrando cada uma das equações temos
, fazendo
Fazendo também .
Então:
=
( ) ( )
( ) ( )
Ou simplesmente:
Analogamente:
( ) ( )
( ) ( )
Ou apenas:
Substituindo as derivadas de segunda ordem na equação dada temos:
( )
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
8
, Aplicando o método da integração básica directa temos que:
( ) ( ) ( ) que é solução da equação
Com as variáveis originais obtemos a solução:
( ) ( ) ( ) que é a solução geral.
EXERCÍCIOS.
Usando as transformações indicadas, resolver a seguinte equação:
a) 0456  yyxyxx
ZZZ
Pelas condições:
yxvyxu 2;34 
1.1.3 SEPARAÇÃO DE VARIÁVEIS
Quando se busca uma solução particular em forma de um produto de uma função de
x por uma função de y, como:
( ) ( ) ( )
As vezes é possível converter uma equação em derivadas parciais, linear com duas
variáveis em uma equação ordinária. Para fazê-lo notemos que:
,
E que ,
EXEMPLOS.
Determine:
a)
b)
Solução:
a)  
Visto que o membro esquerdo é independente de y e o membro direito também é
independente de x, chegamos a conclusão que ambos os membros são
independentes de x como de y. Por outras palavras cada lado da equação deve ser
uma constante. Na prática se costuma escrever esta constante de separação como
 ou 
Desta forma distinguimos os três casos seguintes:
CASO I
Se as duas igualdades  , então temos:
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
9
, assim temos as Respectivas
equações auxiliares seguintes:
, onde para x e para 
Dessa forma temos as soluções seguintes:
x x  , assim uma solução particular da EDP
dada é:
U =XY
( x x )  
 x  x onde
CASO II
Se  as igualdades
onde para x e para y
temos que  , assim as soluções respectivas são:
x x  , a solução particular
correspondente é:
( x x ) 
 x  x onde e
representa a unidade imaginária.
CASO III
Se 0, as igualdades
 
onde
PRINCÍPIO DE SUPERPOSIÇÃO
Se , são soluções particulares de uma equação diferencial em
derivadas parciais linear e homogénea, então a combinação linear
também é uma solução, em que são constantes e 0
k
Assim é também solução da equação anterior a expressão:
 x  x  x
 x
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
10
)
então
pelas equações auxiliares temos que
, então vem:
X= e Y= , assim a solução produto
( )
( )
( ) ( ) ( )
2 SÉRIE DE FOURIER
A série de Fourier de uma função f definida em um intervalo( ) é
( ) ∑ ( ) onde: ∫ ( ) ,
∫ ( ) ∫ ( )
EXEMPLOS.
Determine as séries de Fourier das seguintes funções no intervalo dado:
) ( ) { ) ( ) { ) ( ) {
Solução:
) ( ) {
A série de Fourier de função f (x) é dada por:
( ) ∑ ( ),
Determinando os coeficientes temos:
∫ ( )–
, Neste caso ∫ ( ) ∫–
∫ ( )
–
∫ ( )
–
∫ ∫ ∫
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
11
∫ ( )
–
∫ ( )
–
∫ ( ) [ ]
( ) [ ( ) ] Então a série de Fourier para a função dada
é: ( ) ∑
[ ( ) ]
) ( ) { ∫ ( )
–
∫ ( )
–
∫ ∫
–
[ ] [ ]
∫ ( )–
∫ ( ) ∫ ∫––
Integrando por partes a segunda parcela temos:
[ ( )] [
( )
] [( ) ]
∫ ( ) ∫ ∫
[ ] [
( )
]
logo a série correspondente é:
( ) ∑ [( ) ]
EXERCÍCIOS.
1- Determine a série de Fourier de cada função no intervalo dado:
) ( ) { ) ( ) {
2.1 FUNÇÕES PARES E ÍMPARES
A função seno e co-seno são funções impar e par respectivamente, ou seja, uma
função é par se ( ) ( ) e é ímpar se ( ) ( ).
Vemos que ( ) ( )
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
12
2.1.1 PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES PARES E ÍMPARES
a) O produto de duas funções pares é par
b) O produto de duas funções ímpares é par
c) O produto de uma função impar por uma função par é uma função
ímpar
d) A soma ou diferença de duas funções pares é par
e) A soma ou diferença de duas funções ímpares é ímpar
f) Se f é par, ∫ ( ) ∫ ( )
g) Se é ímpar, ∫ ( )
2.2 SÉRIE DE FOURIER DE COSSENOS E DE SENOS
I) A série de Fourier de uma função par num intervalo (-p, p) é a série de
Co-senos ( ) ∑
Em que ∫ ( ) e ∫ ( )
II) A série de Fourier de uma função ímpar num intervalo (-p, p) é a série de senos:
( ) ∑ , onde ∫ ( )
EXEMPLOS.
1. Desenvolver em série de Fourier as seguintes funções:
a) ( )
b) ( )
Solução:
a) ( )
Verificando primeiro se a função é par ou ímpar vem:
( ) ( ), mas ( ) ( ) logo a função é ímpar, assim podemos
desenvolver em série de Fourier de senos.
( ) ∑ ,
∫ ( )
∫
∫ [ ]
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
13
, a série correspondente para este caso é:
( ) ∑ ( ) ,
b) ( )
( ) ( ) , Conclui-se que a função é par.
Por ser par, o desenvolvimento desta função será mediante a série de Fourier de co-
seno.
( ) ∑
∫ ( )
∫ [ ]
∫ ( )
∫ * ( ) +
( ) ∑
EXERCÍCIOS.
Desenvolver em série de Fourier as seguintes funções:
a) ( )
b) ( )
c) ( )
d) ( )
2.3 EQUAÇÃO DE UMA OSCILAÇÃO DE UMA CORDA
2.3.1 SOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DA ONDA PELO MÉTODO DE FOURIER
A equação se chama de oscilação de uma corda
(equação de corda vibrante ), onde é considerado como uma constante positiva, a
menos que se especifique o contrário.
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
14
CONDIÇÕES COM VALORES DE CONTORNO DO PROBLEMA
O problema da corda vibrante com extremidades fixas, consiste em determinar uma
função ( ), para e , que satisfaça a equação das ondas, as
condições de fronteira e as condições iniciais. Um problema desse tipo é conhecido
como um problema de valores inicial e de fronteira, ou abreviadamente, um PVIF.
Suponhamos que a corda tenha um comprimento L, e que, quando em sua posição
de repouso, ela ocupe a porção do eixo dos x (no plano x ,u) entre 0 e L. Assim, a
hipótese de extremidades fixas implica que ( ) ( ) ,Para . Que são
chamadas condições de fronteiras. Sob o ponto de vista matemático não interessa a
natureza do processo que provoca o início das vibrações. O que importa, é o
deslocamento inicial da corda, representado por u (x,0) e o modo como a corda é
abandonada nesta posição, o que é traduzido pela velocidade inicial ( ). Assim
devem ser dados
( ) ( )
( ) ( ) ; que são chamadas de condições iniciais.
EXEMPLOS
1. Resolva a equação da onda sujeita as condições citadas acima:
( ) ( ) , Para
) ( ) ( ) | ( )
( ) ( )
) ( ) ( ) |
Solução
( ) ( )
) ( ) ( ) | ( )
Separando as variáveis tem-se:
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
15
Onde as suas equações auxiliares são:
Resolvendo estas equações auxiliares, tem-se:  ,
Atendendo as condições de fronteira, temos ( ) ( )
0
Esta última equação define os valores próprios
As funções próprias respectivas são ,
As soluções da equação da onda que satisfazem as condições na fronteira
são ( )
( ) ∑ ( )
Como t=0 na última expressão, obtemos então
( ) ∑ ( )
Sendo que e que ∫ ( )
E para determinar , apenas derivamos ( ) em ordem a t e fazemos t=0:
∑ ( )
| ( ) ∑ ( )
Para que a última série seja desenvolvida de g em senos da metade do
intervalo no intervalo, o coeficiente total ( )deve estar na forma
∫ ( )
∫ ( )
A solução do problema está formada por série, com definidos
respectivamente.
E é importante notar que quando a corda se solta partindo de repouso,
( ) , para todo em em consequência,
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
16
( ) ( )
) ( ) ( ) |
Vimos no exemplo anterior que resolvendo a equação da onda pelo método de
separação de variáveis obtém-se:
, então atendendo as condições de
fronteira e iniciais vem: ( ) ( )
Então, ∑ ( )
Impondo ( ) ( ) ∑
∑ ( )
( ) ∑
( ) ∑ ( )
EXERCÍCIOS PROPOSTOS.
Resolver a equação da onda pelo método de Fourier de modo que satisfaça as
condições citadas:
a) ( ) ( ) ( ) , ( )
b) ( ) ( ) ( ) , ( )
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
17
CONCLUSÃO
Portanto, é de salientar que uma EDP na forma,
Onde todos os coeficientes A, B, C, D, E e F são funções que dependem
das variáveis em que pelo menos um dos coeficientes A, B, C é não nulo; é do
Tipo Hiperbólico se, . E para resolver as EDP do tipo hiperbólico,
aplicam-se alguns métodos tais como: método da integração básica directa, método
de mudança de variáveis, separação de variáveis e o princípio de superposição.
Ainda nesta abordagem, aparece as séries Fourier, a equação de oscilação de uma
corda pelos métodos de Fourier.
Assim incide a imensa preponderância das equações diferenciais do tipo hiperbólico
nos diversos problemas físicos.
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
18
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
 BOYCE, William E., DIPRIMA, Richard C., Elementary Differential Equations
and Boundary Value Problems, John Wiley and sons ,Inc., (2001), 7th ed,
USA.
 BRONSON, Richard, COSTA, Gabriel, Equações Diferenciais,
ColeçãoSchaum, McGraw- Hill do Brasil, (2006), 3ªed, São Paulo.
 FARLOW, Stanley J. , Partial Differential Equations for Scientists and
Engineers, Dover Publications Inc., (1993), New York, USA.
 FIGUEIREDO, Djairo Guedes, Análise de Fourier e Equações Diferenciais
Parciais, coleção Euclides, IMPA/CNPq, (1986), Rio de Janeiro , Brasil.
 Hispanoamericana, S. A, (1983), México.
 KAPLAN, wilfred, Cálculo Avançado ,vol 1 e 2, EdgardBlucher Editora e
EDUSP, (1972), São Paulo , Brasil.
 KREYSZIG, Erwin., Matemáticas Avanzadas Para Ingenieríavol 2,
LimusaWiley, (2003), 3 ªed, México.
 PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral, Vol I
 PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral, Vol II
 SOLDRÉ ,Ulysses, Equações Diferenciais Parciais, 2003.
 SPIEGEL, MurrayR. , Equaciones Diferenciales Aplicadas, Prentice-Hall
EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016
19
INTEGRANTES DO GRUPO
 Emília Muteca
 Evaristo Hakombo Oliveira
 Mateus das Neves Bango
 Paulo dos Santos Cambinda
 Francisco Javela Pereira
 Samuel José Domingos Maquengo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto ValoresDecomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
Felipe Schimith Batista
 
Algebra linear operações com matrizes
Algebra linear   operações com matrizesAlgebra linear   operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizes
Felipe Schimith Batista
 
Algebra linear operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizesAlgebra linear operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizes
Felipe Schimith Batista
 
áLgebra booleana e circuitos lógicos
áLgebra booleana e circuitos lógicosáLgebra booleana e circuitos lógicos
áLgebra booleana e circuitos lógicos
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
W. Carvalho Carvalho
 
Álgebra Booleana
Álgebra BooleanaÁlgebra Booleana
Álgebra Booleana
Tony Alexander Hild
 
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge KuttaConemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
Rodrigo Romais
 
Finit Elements Analysis
Finit Elements AnalysisFinit Elements Analysis
Finit Elements Analysis
Joana Ribeiro Paulo
 
Calculo d edo_1
Calculo d edo_1Calculo d edo_1
Calculo d edo_1
Sigmar de Lima
 
Aula de eletrônica digital
Aula de eletrônica digitalAula de eletrônica digital
Aula de eletrônica digital
luizgraf
 
Cap06
Cap06Cap06
Cap06
mvbahamut
 
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
Mara Farias
 
Pts equilibrio
Pts equilibrioPts equilibrio
Pts equilibrio
Joyce Maia
 
Edo
EdoEdo
Edo
wvnf
 
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funções
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funçõesPortas logicas eletrônica. tudo sobre funções
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funções
Josuel Marques
 

Mais procurados (15)

Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto ValoresDecomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
Decomposições de matrizes utilizando conceitos de Auto Vetores e Auto Valores
 
Algebra linear operações com matrizes
Algebra linear   operações com matrizesAlgebra linear   operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizes
 
Algebra linear operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizesAlgebra linear operações com matrizes
Algebra linear operações com matrizes
 
áLgebra booleana e circuitos lógicos
áLgebra booleana e circuitos lógicosáLgebra booleana e circuitos lógicos
áLgebra booleana e circuitos lógicos
 
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
Apostilade precalculodiferencialeintegral(1) (1)
 
Álgebra Booleana
Álgebra BooleanaÁlgebra Booleana
Álgebra Booleana
 
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge KuttaConemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
Conemat 2010 - Aplicação de alguns métodos de Runge Kutta
 
Finit Elements Analysis
Finit Elements AnalysisFinit Elements Analysis
Finit Elements Analysis
 
Calculo d edo_1
Calculo d edo_1Calculo d edo_1
Calculo d edo_1
 
Aula de eletrônica digital
Aula de eletrônica digitalAula de eletrônica digital
Aula de eletrônica digital
 
Cap06
Cap06Cap06
Cap06
 
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
Cálculo e equações em Química - Apostila + exercícios com gabarito.
 
Pts equilibrio
Pts equilibrioPts equilibrio
Pts equilibrio
 
Edo
EdoEdo
Edo
 
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funções
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funçõesPortas logicas eletrônica. tudo sobre funções
Portas logicas eletrônica. tudo sobre funções
 

Semelhante a Trabalho de Equações Diferenciais Parciais

Trabalho de Equações Diferenciais Parciais
Trabalho de Equações Diferenciais ParciaisTrabalho de Equações Diferenciais Parciais
Trabalho de Equações Diferenciais Parciais
Paulo Cambinda
 
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdfEquacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
CarlosRodrigues832670
 
Tccfinal
TccfinalTccfinal
Tccfinal
abbeg
 
Apostila elementos de matemática aplicada
Apostila elementos de matemática aplicadaApostila elementos de matemática aplicada
Apostila elementos de matemática aplicada
Wagner Queiroz Barros
 
Apresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
Apresentação Equações Diferenciais - BernoulliApresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
Apresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
Jose Bueno
 
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
Brian Supra
 
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.pptEquações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
JavierSneiderMendezA
 
Resolução da lista 3
Resolução da lista 3Resolução da lista 3
Resolução da lista 3
Ronaldo Chaves
 
Aula 07 derivadas parciais. 3
Aula 07    derivadas parciais. 3Aula 07    derivadas parciais. 3
Aula 07 derivadas parciais. 3
Raimundo Nonato de Oliveira Martins Junior
 
Introdução aos espaços de dimensão infinita
Introdução aos espaços de dimensão infinitaIntrodução aos espaços de dimensão infinita
Introdução aos espaços de dimensão infinita
Felipe Rocha Felix
 
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdfEquacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
CarlosRodrigues832670
 
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 GujaratiMonica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
Monica Barros
 
Apresentação Equação de Schrodinger
Apresentação  Equação de SchrodingerApresentação  Equação de Schrodinger
Apresentação Equação de Schrodinger
Rayane Sodré
 
equações diferenciais
equações diferenciais equações diferenciais
equações diferenciais
Fisionomia
 
Fourier
FourierFourier
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio PeríodoSéries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
Ciro Marcus
 
Aula_Algebra de Boole.pdf
Aula_Algebra de Boole.pdfAula_Algebra de Boole.pdf
Aula_Algebra de Boole.pdf
MrioSitoe2
 
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements method
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements methodAnalysis of a structure of bars with the Finite Elements method
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements method
Paula Antunes
 
Rodrigo de lima (uff) edo - parte 1edo
Rodrigo de lima (uff)   edo - parte 1edoRodrigo de lima (uff)   edo - parte 1edo
Rodrigo de lima (uff) edo - parte 1edo
Naldo Martins
 
Conicas cordpolar parametrizada
Conicas cordpolar parametrizadaConicas cordpolar parametrizada
Conicas cordpolar parametrizada
Ananias Neto
 

Semelhante a Trabalho de Equações Diferenciais Parciais (20)

Trabalho de Equações Diferenciais Parciais
Trabalho de Equações Diferenciais ParciaisTrabalho de Equações Diferenciais Parciais
Trabalho de Equações Diferenciais Parciais
 
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdfEquacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
Equacoes_Diferenciais_Parciais.pdf
 
Tccfinal
TccfinalTccfinal
Tccfinal
 
Apostila elementos de matemática aplicada
Apostila elementos de matemática aplicadaApostila elementos de matemática aplicada
Apostila elementos de matemática aplicada
 
Apresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
Apresentação Equações Diferenciais - BernoulliApresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
Apresentação Equações Diferenciais - Bernoulli
 
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
Equações diferenciais de ordem n(metodo dos coeficientes indeterminados)
 
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.pptEquações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
Equações Separáveis baseado no livro do Calculo 2 Stewart.ppt
 
Resolução da lista 3
Resolução da lista 3Resolução da lista 3
Resolução da lista 3
 
Aula 07 derivadas parciais. 3
Aula 07    derivadas parciais. 3Aula 07    derivadas parciais. 3
Aula 07 derivadas parciais. 3
 
Introdução aos espaços de dimensão infinita
Introdução aos espaços de dimensão infinitaIntrodução aos espaços de dimensão infinita
Introdução aos espaços de dimensão infinita
 
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdfEquacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
Equacao_Diferencial_Ordinaria.pdf
 
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 GujaratiMonica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
Monica Barros - Econometria - ENCE - 2010 - Resumo Capitulo 7 Gujarati
 
Apresentação Equação de Schrodinger
Apresentação  Equação de SchrodingerApresentação  Equação de Schrodinger
Apresentação Equação de Schrodinger
 
equações diferenciais
equações diferenciais equações diferenciais
equações diferenciais
 
Fourier
FourierFourier
Fourier
 
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio PeríodoSéries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
Séries fourier cap_5 Desenvolvimento em Meio Período
 
Aula_Algebra de Boole.pdf
Aula_Algebra de Boole.pdfAula_Algebra de Boole.pdf
Aula_Algebra de Boole.pdf
 
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements method
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements methodAnalysis of a structure of bars with the Finite Elements method
Analysis of a structure of bars with the Finite Elements method
 
Rodrigo de lima (uff) edo - parte 1edo
Rodrigo de lima (uff)   edo - parte 1edoRodrigo de lima (uff)   edo - parte 1edo
Rodrigo de lima (uff) edo - parte 1edo
 
Conicas cordpolar parametrizada
Conicas cordpolar parametrizadaConicas cordpolar parametrizada
Conicas cordpolar parametrizada
 

Último

DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 

Último (20)

DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 

Trabalho de Equações Diferenciais Parciais

  • 1. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 ÍNDICE Introdução ...................................................................................................................2 1 Equações Diferenciais do Tipo Hiperbólico ..........................................................3 1.1 Métodos de Resolução das EDP....................................................................3 1.1.1 Método da Integração Básica Directa......................................................4 1.1.2 Método de Mudança de Variáveis ...........................................................5 1.1.3 Separação de Variáveis...........................................................................8 2 Série de Fourier ..................................................................................................10 2.1 Funções Pares e Ímpares ............................................................................11 2.1.1 Propriedades das Funções Pares e Ímpares.........................................12 2.2 Série de Fourier de Cossenos e de Senos...................................................12 2.3 Equação de Uma Oscilação de Uma Corda.................................................13 2.3.1 Solução da Equação da Onda pelo Método de Fourier .........................13 Conclusão .................................................................................................................17 Referências Bibliográficas.........................................................................................18 Integrantes do Grupo.................................................................................................19
  • 2. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 2 INTRODUÇÃO A Matemática na sua abrangência, oferece conexões preponderantes a diversos campos científicos. Salientando a aparição das Equações Diferenciais Parciais como sustento de diversos problemas físicos como: Problema de mecânica de fluidos, de sólidos-dinâmica, de elasticidade, de transferência de calor, da teoria electromagnética, mecânica quântica, e outros. Nas EDP de Ordem Superior aparecem as EDP Lineares Homogéneas e não Homogéneas. No que tange as EDP de 2ª ordem eis a classificação: Hiperbólico, Elíptico e Parabólico. No entanto a nossa abordagem cingir-se-á, nas Equações Diferenciais Parciais de tipo Hiperbólico, abarcando assim a demonstração e resolução da mesma, a equação de oscilação de uma corda, condições com valores de contorno do problema e solução da equação da corda pelos métodos de Fourier.
  • 3. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 3 1 EQUAÇÕES DIFERENCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO Dada uma EDP na forma, GFU y U E x U D y U C yx U B x U A                2 22 2 2 onde todos os coeficientes A, B, C, D, E e F são funções que dependem das variáveis em que pelo menos um dos coeficientes A, B, C é não nulo; é do Tipo Hiperbólico se, . EXEMPLOS. 1. Diga se as seguintes equações diferenciais são do tipo Hiperbólico a) b) Solução: a) ( ) é uma equação diferencial hiperbólica. b) não é uma equação diferencial hiperbólica. EXERCÍCIOS. 1-Diga se as seguintes equações diferenciais são do tipo Hiperbólico ) b) c) 1.1 MÉTODOS DE RESOLUÇÃO DAS EDP Há vários métodos que podem aplicar-se para encontrar as soluções particulares de uma equação diferencial.
  • 4. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 4 1.1.1 MÉTODO DA INTEGRAÇÃO BÁSICA DIRECTA No método de integração básica directa procede-se como nas EDO´s (Equações Diferencias Ordinárias) exactas, quando integramos em ordem a uma das variáveis, consideramos as outras como constantes, ou seja, considerando uma função arbitrária nas outras variáveis como uma constante. EXEMPLOS. 1. Sabendo que U é uma função de x e de y, determinar as soluções gerais das equações diferenciais parciais seguintes: a) ( ) b) ( ) Solução: a) ( ) , Integrando ambos os membros em ordem a x, como U é uma função de x e y, então considera-se como constante uma função em ordem a y. Logo vem: ( ) ( ), que é neste caso a solução geral. b) ( ) Integrando primeiro em ordem a vem ( ) ( ) e integrando agora em ordem a y temos como solução geral ( ) ∫ ( ) ( ). EXERCÍCIOS Obter as soluções gerais das equações diferenciais parciais Seguintes: a. ( ) b. ( ) c. ( )
  • 5. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 5 1.1.2 MÉTODO DE MUDANÇA DE VARIÁVEIS EQUAÇÃO CARACTERÍSTICA Para a EDP ( ) ( ) ( ) Definimos a equação diferencial característica associada como: ( )( ) ( )( )( ) ( )( ) As curvas características associadas são as soluções da equação diferencial (ordinária) característica. Exemplo de equações características de uma EDP A equação definida em 2  ,tem a equação característica ( ) ( ) A solução desta EDO característica, fornece duas curvas características: É muito útil realizar mudanças de variáveis para simplificar uma EDP com o objectivo de obter formas mais simples para resolver esta equação parcial e o mecanismo que oferece mudança de variáveis para simplificar uma EDP é a equação característica associada. Dada uma EDP de segunda ordem (ou equação de Euler) =0 Onde são números reais. Usando as mudanças de variáveis: e aplicando a regra da cadeia poderemos escrever : e E assim temos: Neste caso a solução geral é dada por ( ) ( ) ( ) De forma análoga temos: ( ) ( ) ( )
  • 6. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 6 Assim: ( ) ( ) Ou seja: Ou em uma notação mais simples: ( ) Analogamente: ( ) ( ) ( ) ( ) ) ( ) ) Ou mais simplesmente: ( ) ( ) Do mesmo modo: ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) Ou seja: Ou ainda vem: ( ) EXEMPLO. Determinar a solução geral para a equação: Solução:
  • 7. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 7 Determinando primeiro a equação característica ordinária vem: ( ) ( ) ( )( ) Integrando cada uma das equações temos , fazendo Fazendo também . Então: = ( ) ( ) ( ) ( ) Ou simplesmente: Analogamente: ( ) ( ) ( ) ( ) Ou apenas: Substituindo as derivadas de segunda ordem na equação dada temos: ( )
  • 8. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 8 , Aplicando o método da integração básica directa temos que: ( ) ( ) ( ) que é solução da equação Com as variáveis originais obtemos a solução: ( ) ( ) ( ) que é a solução geral. EXERCÍCIOS. Usando as transformações indicadas, resolver a seguinte equação: a) 0456  yyxyxx ZZZ Pelas condições: yxvyxu 2;34  1.1.3 SEPARAÇÃO DE VARIÁVEIS Quando se busca uma solução particular em forma de um produto de uma função de x por uma função de y, como: ( ) ( ) ( ) As vezes é possível converter uma equação em derivadas parciais, linear com duas variáveis em uma equação ordinária. Para fazê-lo notemos que: , E que , EXEMPLOS. Determine: a) b) Solução: a)   Visto que o membro esquerdo é independente de y e o membro direito também é independente de x, chegamos a conclusão que ambos os membros são independentes de x como de y. Por outras palavras cada lado da equação deve ser uma constante. Na prática se costuma escrever esta constante de separação como  ou  Desta forma distinguimos os três casos seguintes: CASO I Se as duas igualdades  , então temos:
  • 9. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 9 , assim temos as Respectivas equações auxiliares seguintes: , onde para x e para  Dessa forma temos as soluções seguintes: x x  , assim uma solução particular da EDP dada é: U =XY ( x x )    x  x onde CASO II Se  as igualdades onde para x e para y temos que  , assim as soluções respectivas são: x x  , a solução particular correspondente é: ( x x )   x  x onde e representa a unidade imaginária. CASO III Se 0, as igualdades   onde PRINCÍPIO DE SUPERPOSIÇÃO Se , são soluções particulares de uma equação diferencial em derivadas parciais linear e homogénea, então a combinação linear também é uma solução, em que são constantes e 0 k Assim é também solução da equação anterior a expressão:  x  x  x  x
  • 10. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 10 ) então pelas equações auxiliares temos que , então vem: X= e Y= , assim a solução produto ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) 2 SÉRIE DE FOURIER A série de Fourier de uma função f definida em um intervalo( ) é ( ) ∑ ( ) onde: ∫ ( ) , ∫ ( ) ∫ ( ) EXEMPLOS. Determine as séries de Fourier das seguintes funções no intervalo dado: ) ( ) { ) ( ) { ) ( ) { Solução: ) ( ) { A série de Fourier de função f (x) é dada por: ( ) ∑ ( ), Determinando os coeficientes temos: ∫ ( )– , Neste caso ∫ ( ) ∫– ∫ ( ) – ∫ ( ) – ∫ ∫ ∫
  • 11. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 11 ∫ ( ) – ∫ ( ) – ∫ ( ) [ ] ( ) [ ( ) ] Então a série de Fourier para a função dada é: ( ) ∑ [ ( ) ] ) ( ) { ∫ ( ) – ∫ ( ) – ∫ ∫ – [ ] [ ] ∫ ( )– ∫ ( ) ∫ ∫–– Integrando por partes a segunda parcela temos: [ ( )] [ ( ) ] [( ) ] ∫ ( ) ∫ ∫ [ ] [ ( ) ] logo a série correspondente é: ( ) ∑ [( ) ] EXERCÍCIOS. 1- Determine a série de Fourier de cada função no intervalo dado: ) ( ) { ) ( ) { 2.1 FUNÇÕES PARES E ÍMPARES A função seno e co-seno são funções impar e par respectivamente, ou seja, uma função é par se ( ) ( ) e é ímpar se ( ) ( ). Vemos que ( ) ( )
  • 12. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 12 2.1.1 PROPRIEDADES DAS FUNÇÕES PARES E ÍMPARES a) O produto de duas funções pares é par b) O produto de duas funções ímpares é par c) O produto de uma função impar por uma função par é uma função ímpar d) A soma ou diferença de duas funções pares é par e) A soma ou diferença de duas funções ímpares é ímpar f) Se f é par, ∫ ( ) ∫ ( ) g) Se é ímpar, ∫ ( ) 2.2 SÉRIE DE FOURIER DE COSSENOS E DE SENOS I) A série de Fourier de uma função par num intervalo (-p, p) é a série de Co-senos ( ) ∑ Em que ∫ ( ) e ∫ ( ) II) A série de Fourier de uma função ímpar num intervalo (-p, p) é a série de senos: ( ) ∑ , onde ∫ ( ) EXEMPLOS. 1. Desenvolver em série de Fourier as seguintes funções: a) ( ) b) ( ) Solução: a) ( ) Verificando primeiro se a função é par ou ímpar vem: ( ) ( ), mas ( ) ( ) logo a função é ímpar, assim podemos desenvolver em série de Fourier de senos. ( ) ∑ , ∫ ( ) ∫ ∫ [ ]
  • 13. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 13 , a série correspondente para este caso é: ( ) ∑ ( ) , b) ( ) ( ) ( ) , Conclui-se que a função é par. Por ser par, o desenvolvimento desta função será mediante a série de Fourier de co- seno. ( ) ∑ ∫ ( ) ∫ [ ] ∫ ( ) ∫ * ( ) + ( ) ∑ EXERCÍCIOS. Desenvolver em série de Fourier as seguintes funções: a) ( ) b) ( ) c) ( ) d) ( ) 2.3 EQUAÇÃO DE UMA OSCILAÇÃO DE UMA CORDA 2.3.1 SOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DA ONDA PELO MÉTODO DE FOURIER A equação se chama de oscilação de uma corda (equação de corda vibrante ), onde é considerado como uma constante positiva, a menos que se especifique o contrário.
  • 14. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 14 CONDIÇÕES COM VALORES DE CONTORNO DO PROBLEMA O problema da corda vibrante com extremidades fixas, consiste em determinar uma função ( ), para e , que satisfaça a equação das ondas, as condições de fronteira e as condições iniciais. Um problema desse tipo é conhecido como um problema de valores inicial e de fronteira, ou abreviadamente, um PVIF. Suponhamos que a corda tenha um comprimento L, e que, quando em sua posição de repouso, ela ocupe a porção do eixo dos x (no plano x ,u) entre 0 e L. Assim, a hipótese de extremidades fixas implica que ( ) ( ) ,Para . Que são chamadas condições de fronteiras. Sob o ponto de vista matemático não interessa a natureza do processo que provoca o início das vibrações. O que importa, é o deslocamento inicial da corda, representado por u (x,0) e o modo como a corda é abandonada nesta posição, o que é traduzido pela velocidade inicial ( ). Assim devem ser dados ( ) ( ) ( ) ( ) ; que são chamadas de condições iniciais. EXEMPLOS 1. Resolva a equação da onda sujeita as condições citadas acima: ( ) ( ) , Para ) ( ) ( ) | ( ) ( ) ( ) ) ( ) ( ) | Solução ( ) ( ) ) ( ) ( ) | ( ) Separando as variáveis tem-se:
  • 15. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 15 Onde as suas equações auxiliares são: Resolvendo estas equações auxiliares, tem-se:  , Atendendo as condições de fronteira, temos ( ) ( ) 0 Esta última equação define os valores próprios As funções próprias respectivas são , As soluções da equação da onda que satisfazem as condições na fronteira são ( ) ( ) ∑ ( ) Como t=0 na última expressão, obtemos então ( ) ∑ ( ) Sendo que e que ∫ ( ) E para determinar , apenas derivamos ( ) em ordem a t e fazemos t=0: ∑ ( ) | ( ) ∑ ( ) Para que a última série seja desenvolvida de g em senos da metade do intervalo no intervalo, o coeficiente total ( )deve estar na forma ∫ ( ) ∫ ( ) A solução do problema está formada por série, com definidos respectivamente. E é importante notar que quando a corda se solta partindo de repouso, ( ) , para todo em em consequência,
  • 16. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 16 ( ) ( ) ) ( ) ( ) | Vimos no exemplo anterior que resolvendo a equação da onda pelo método de separação de variáveis obtém-se: , então atendendo as condições de fronteira e iniciais vem: ( ) ( ) Então, ∑ ( ) Impondo ( ) ( ) ∑ ∑ ( ) ( ) ∑ ( ) ∑ ( ) EXERCÍCIOS PROPOSTOS. Resolver a equação da onda pelo método de Fourier de modo que satisfaça as condições citadas: a) ( ) ( ) ( ) , ( ) b) ( ) ( ) ( ) , ( )
  • 17. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 17 CONCLUSÃO Portanto, é de salientar que uma EDP na forma, Onde todos os coeficientes A, B, C, D, E e F são funções que dependem das variáveis em que pelo menos um dos coeficientes A, B, C é não nulo; é do Tipo Hiperbólico se, . E para resolver as EDP do tipo hiperbólico, aplicam-se alguns métodos tais como: método da integração básica directa, método de mudança de variáveis, separação de variáveis e o princípio de superposição. Ainda nesta abordagem, aparece as séries Fourier, a equação de oscilação de uma corda pelos métodos de Fourier. Assim incide a imensa preponderância das equações diferenciais do tipo hiperbólico nos diversos problemas físicos.
  • 18. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 18 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  BOYCE, William E., DIPRIMA, Richard C., Elementary Differential Equations and Boundary Value Problems, John Wiley and sons ,Inc., (2001), 7th ed, USA.  BRONSON, Richard, COSTA, Gabriel, Equações Diferenciais, ColeçãoSchaum, McGraw- Hill do Brasil, (2006), 3ªed, São Paulo.  FARLOW, Stanley J. , Partial Differential Equations for Scientists and Engineers, Dover Publications Inc., (1993), New York, USA.  FIGUEIREDO, Djairo Guedes, Análise de Fourier e Equações Diferenciais Parciais, coleção Euclides, IMPA/CNPq, (1986), Rio de Janeiro , Brasil.  Hispanoamericana, S. A, (1983), México.  KAPLAN, wilfred, Cálculo Avançado ,vol 1 e 2, EdgardBlucher Editora e EDUSP, (1972), São Paulo , Brasil.  KREYSZIG, Erwin., Matemáticas Avanzadas Para Ingenieríavol 2, LimusaWiley, (2003), 3 ªed, México.  PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral, Vol I  PISKOUNOV, N. Cálculo Diferencial e Integral, Vol II  SOLDRÉ ,Ulysses, Equações Diferenciais Parciais, 2003.  SPIEGEL, MurrayR. , Equaciones Diferenciales Aplicadas, Prentice-Hall
  • 19. EQUAÇÕES DIFERÊNCIAIS PARCIAIS DO TIPO HIPERBÓLICO 2016 19 INTEGRANTES DO GRUPO  Emília Muteca  Evaristo Hakombo Oliveira  Mateus das Neves Bango  Paulo dos Santos Cambinda  Francisco Javela Pereira  Samuel José Domingos Maquengo