SlideShare uma empresa Scribd logo
Seis Sigma
Adm. Da Produção 2

                         Equipe:
                      Aline Mendes
                        Aliny Kelly
                     Barbara Pinheiro
   Administração     Cleverson Carlos
                       Kemel Loiola
O QUE É SEIS SIGMA
   Definição: É uma metodologia focada na
    eliminação dos defeitos de processos
    dentro de uma organização e que tem
    como objetivo máximo proporcionar aos
    seus clientes um serviço/produto, próximo
    da perfeição.

   A     metodologia      se   baseia    no
    desenvolvimento de projetos com forte
    aplicação   estatística   com   coerente
    alinhamento no uso das ferramentas da
    qualidade e uso de métodos quantitativos
    em geral.
COMO SURGIU?
   Em meados da década de 1980, a Motorola decidiu levar a
    questão da qualidade a sério. Ficando para trás em relação
    aos concorrentes estrangeiros que conseguiam vender
    produtos de melhor qualidade e custos inferiores. Nessa
    época, a Motorola destinava cerca de 5% a 10% dos
    investimentos - as vezes até 20% - para corrigir defeitos em
    seus produtos, o que equivalia cerca de US$ 900 milhões por
    ano. Então a Motorola criou o programa Seis Sigma, cujo
    conceito estatístico é muito simples: reduzir a variabilidade de
    um processo de tal maneira que entre a sua média até o
    limite da especificação (superior ou inferior) contenha seis
    vezes o desvio padrão.
QUEM CRIOU?
   De modo simplificado, o 6-Sigma é um programa de
    redução de defeitos que nasceu na Motorola sob
    influência das idéias de Joseph M. Juran e W. Edwards
    Deming. Com o objetivo de reduzir a taxa de falhas em
    seus produtos eletrônicos manufaturados. O programa
    foi elaborado com o severo desafio do “desempenho
    livre de defeitos”, e tinha como principais objetivos o
    aprimoramento da confiabilidade do produto final e a
    redução de sucata. No entanto, ele é muito mais do que
    isso, como explica o criador do conceito de seis sigmas
    Gary Cone.
   Cone diz que, na verdade, não se trata de um
    simples esforço para aumentar a qualidade; é
    um processo para aperfeiçoar processos
    empresariais. No nível mais elevado, é um
    programa de melhoria do negócio como um
    todo que utiliza ferramentas diversas. O
    importante garante Cone, é que isso pode ter
    grande impacto nos resultados financeiros da
    companhia, aumentar a satisfação de seus
    clientes e ampliar a participação no mercado
    –tudo o que significa mais valor para os
    acionistas.
FINALIDADE
Chegar muito próximo de zero defeito, erro ou falha.

Medir elementos do processo de gerenciamento pela
 qualidade

Forma quantitativa de medir os esforços de qualidade

Melhorar a qualidade da gestão.

Redução de custos.

Ampliar a qualidade do produto/serviço
META DO SEIS SIGMA
O QUE DETERMINA O SUCESSO DO SEIS SIGMA

Mudança da cultura da empresa
Conhecimento
Comprometimento da alta administração
Seleção das pessoas certas para
 treinamento
Alinhamento dos projetos
Adequar os investimentos iniciais às
 expectativas da empresa
Incentivo dos funcionários
Trabalho em equipe
ESTRATÉGIA DE APLICAÇÃO DO SEIS
            SIGMA
EQUIPE SEIS SIGMA
   Equipe seis sigma

 Champions (frente
  gerencial)
 “Master black-belt”
  (frente técnica)
 “Black-belt”

 “Green-belt”

 “Yellow/white

Belt”
TREINAMENTO
   É dado para os Green-Belts e Black-Belts e visa
    ensinar como utilizar as ferramentas da qualidade
    e a estatística para desenvolver projetos Seis
    Sigma. O Black-Belt e o Green-Belt para
    participarem de um treinamento devem ter definido
    ou pelo menos ter uma idéia do que vai ser o
    projeto. O treinamento é dividido em várias fases
    onde ao final de cada fase há um espaço de tempo
    para que o participante aplique os conceitos
    aprendidos no desenvolvimento do projeto Seis
    Sigma.
Trabalho de 6 sigmas   administração da produção 2
O Modelo DMAIC
SOLUÇÕES QUE ASSEGURAM O DESEMPENHO SEIS SIGMA

   Existem alguns conceitos que, se bem compreendidos e
    aplicados, asseguram o desempenho Seis Sigma:
   O primeiro é compreender os Controls Technicals Quality (CTQ’s)
    do cliente, ou seja, os requisitos críticos para a qualidade, que
    são os requisitos de desempenho definidos pelo cliente para um
    produto ou serviço.
   O segundo conceito que assegura o desempenho Seis Sigma é
    a utilização da metodologia do processo de melhoria, mais
    conhecida como DMAIC.

                             CONCEITO
   DMAIC significa definir, medir, analisar, melhorar e controlar.
   É um método utilizado para melhorar processos existentes.
CADA ETAPA DA METODOLOGIA SIGNIFICA
                 UMA AÇÃO:
   Definir: Nesta fase deve ser identificado qual processo (Y) do
    negócio será melhorado para atender a uma Característica
    Crítica para o Cliente (CTQ) aumentando a sua satisfação. Uma
    vez identificado o processo a ser melhorado diz-se que está
    identificado um “Projeto Seis Sigma”. Deve ser verificada a
    viabilidade econômica do “projeto” e fazer uma previsão dos
    benefícios (financeiros inclusive) que podem ser alcançados.

   Medir: Nesta fase deve-se fazer um levantamento geral de
    todas as entradas do processo (X’s) e como se relacionam com
    os CTQ’s (características críticas para a qualidade) do cliente. O
    processo deve ser mapeado. Deve-se medir a habilidade do
    processo em produzir itens não defeituosos.
   As principais ferramentas utilizadas são: Mapa do
    processo (detalhado), Espinha de peixe ou
    Diagrama de Ishikawa, Matriz de Causa &
    Efeito, Análise do sistema de medição e Cálculo
    da capabilidade, assim com estatística básica.


   Analisar: Nesta fase deve-se procurar pelas fontes
    de variação (X’s) que aumentam a variabilidade
    do processo e que são responsáveis pela geração
    de defeitos. As principais ferramentas utilizadas
    são: Estatística básica, Análise gráfica dos
    dados, Teste de hipótese, Teste de chiquadrado e
    Análise de Regressão.
   Melhorar (improvement): é a soma das atividades
    relacionadas com a geração, seleção e implementação
    de soluções. A melhoria é conseguida com soluções
    que eliminem, atenuem ou minimizem as causas do
    problema;

   Controlar: é a ação de garantir que as melhorias se
    sustentem ao longo do tempo. O controle deve
    acontecer nos níveis tático e estratégico, e é garantido
    por meio de soluções e gráficos da estatística que
    alertem quando acontecerem mudanças ou surgirem
    defeitos no processo.

   As principais ferramentas utilizadas são:
    FMEA, Delineamento de experimentos, EVOP, Análise
    de Regressão.
O Modelo DMADV
DMADV
 Definir:
Definir os objetivos do projeto e do cliente (interno e externo)
entregáveis;

 Analisar:
Medir e determinar as necessidades e especificações do
cliente;

 Projeto/Melhorar:
Analisar as opções de processamento para atender as
necessidades do cliente;

 Verificar/Controlar:
Verificar se o desempenho do projeto e capacidade de atender
as necessidades dos clientes.
Quando utilizar DMADV?
A metodologia DMADV, em vez da metodologia
 DMAIC, deve ser usado quando;

Um produto ou processo não está na existência
 de sua empresa e é preciso ser desenvolvidos;

O produto já existente ou processo existe e foi
 otimizado (usando DMAIC ou não) e ainda não
 satisfaz o nível de especificação do cliente ou Seis
 Sigma nível.
P
a
s
s
o

a

P
a
s
s
o
PRINCIPAIS
 CASOS DE
SUCESSO DO
 SEIS SIGMA
Trabalho de 6 sigmas   administração da produção 2
Acredita-se que a maioria das empresas
 brasileiras opera num nível de qualidade
 próximo a três sigma. Isso representa um
 enorme custo, de 25 a 40 por cento de seu
 faturamento bruto. Só para fazer uma rápida
 comparação: no nível seis sigma, o custo da
 qualidade não chega a 1% das vendas.
 Quando a General Electric reduziu seu custo
 de 20% para menos de 10% - e aumentou seu
 nível total de qualidade de quatro para cinco
 sigma, sua receita líquida cresceu US$ 1 bilhão
 em apenas 24 meses.
OBRIGADO!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
Lean manufacturing   3-técnicas e  ferramentasLean manufacturing   3-técnicas e  ferramentas
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
jparsilva
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Jucioliver
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Sustentare Escola de Negócios
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
Adeildo Caboclo
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
Mayra de Souza
 
Aula Lean
Aula LeanAula Lean
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
Templum Consultoria Online
 
Aula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramasAula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramas
Kércia Silva
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Pricila Yessayan
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
HealthMinds Academy
 
Apresentação TCC - Sistemas de Informação
Apresentação TCC - Sistemas de Informação Apresentação TCC - Sistemas de Informação
Apresentação TCC - Sistemas de Informação
Fernando Almeida
 
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou ComplementaresPdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
Thiago Ferreira Querino,Msc
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
Rafael Pinheiro
 
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
Carci
 
Apresentação pdca
Apresentação pdcaApresentação pdca
Apresentação pdca
emc5714
 
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
Gerisval Pessoa
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
Euller Barros
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
CLT Valuebased Services
 
Sistema de Informação Gerencial
Sistema de Informação GerencialSistema de Informação Gerencial
Sistema de Informação Gerencial
Loham Silva
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
toni984
 

Mais procurados (20)

Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
Lean manufacturing   3-técnicas e  ferramentasLean manufacturing   3-técnicas e  ferramentas
Lean manufacturing 3-técnicas e ferramentas
 
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoesGerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
Gerenciamento de-projetos-exercicios-resolvidos-estudo-de-casos-e-simulacoes
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
 
Gestao por Processos
Gestao por ProcessosGestao por Processos
Gestao por Processos
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Aula Lean
Aula LeanAula Lean
Aula Lean
 
Mapeamento de Processos
Mapeamento de ProcessosMapeamento de Processos
Mapeamento de Processos
 
Aula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramasAula10 fluxogramas
Aula10 fluxogramas
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
Apresentação TCC - Sistemas de Informação
Apresentação TCC - Sistemas de Informação Apresentação TCC - Sistemas de Informação
Apresentação TCC - Sistemas de Informação
 
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou ComplementaresPdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
Pdca X Six Sigma Substitutos Ou Complementares
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
 
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
 
Apresentação pdca
Apresentação pdcaApresentação pdca
Apresentação pdca
 
Gestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidadeGestão de processos e qualidade
Gestão de processos e qualidade
 
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de ProcessosOMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
OMS UnB 01_2013 - Aula 11 - Diagrama de Escopo e Interface de Processos
 
O Sistema Kanban
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
O Sistema Kanban
 
Sistema de Informação Gerencial
Sistema de Informação GerencialSistema de Informação Gerencial
Sistema de Informação Gerencial
 
Gestão por processos
Gestão por processosGestão por processos
Gestão por processos
 

Destaque

Trabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigmaTrabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigma
Júlio César Milla
 
Seis sigma
Seis sigmaSeis sigma
Introdução a 6sigma
Introdução a  6sigmaIntrodução a  6sigma
Introdução a 6sigma
Marcus Vinicius Carina
 
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacionalSeis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Sustentare Escola de Negócios
 
Projeto Seis Sigma Black Belt Six Sigma Black Belt Project
Projeto Seis Sigma Black Belt  Six Sigma Black Belt ProjectProjeto Seis Sigma Black Belt  Six Sigma Black Belt Project
Projeto Seis Sigma Black Belt Six Sigma Black Belt Project
Marcelo Pedrosa
 
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo BarcelosManutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
Rodrigo Barcelos
 
Prejeto green belt rodrigo roque
Prejeto green belt   rodrigo roquePrejeto green belt   rodrigo roque
Prejeto green belt rodrigo roque
roquebh
 
Projeto green belt andre carvalho versão final
Projeto green belt andre carvalho   versão finalProjeto green belt andre carvalho   versão final
Projeto green belt andre carvalho versão final
Andre Celestino de Carvalho
 
Apostila Lean Six Sigma para iniciantes
Apostila Lean Six Sigma para iniciantesApostila Lean Six Sigma para iniciantes
Apostila Lean Six Sigma para iniciantes
eadsigma1
 
Aplicação do 6 sigma
Aplicação do 6 sigmaAplicação do 6 sigma
Aplicação do 6 sigma
Fabio Simone
 
Fundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
Fundação Vanzolini :: Lean Seis SigmaFundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
Fundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
Fundação Vanzolini
 
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigmaPrincípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
Nara Oliveira
 
Curso on line Seis Sigma
Curso on line Seis SigmaCurso on line Seis Sigma
Curso on line Seis Sigma
Unichristus Centro Universitário
 
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Green Belts   Six Sigma Programa 2010Green Belts   Six Sigma Programa 2010
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Luis Fernandes
 
6 sigma utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
6 sigma   utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...6 sigma   utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
6 sigma utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
amandagarcezmel
 
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
elliando dias
 
Lean Thinking
Lean ThinkingLean Thinking
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
Wilson Perumal and Company
 
Projeto Six Sigma
Projeto Six SigmaProjeto Six Sigma
Projeto Six Sigma
nathan_medeiros
 
The Impact of Complexity Costs on Operations Planning
The Impact of Complexity Costs on Operations PlanningThe Impact of Complexity Costs on Operations Planning
The Impact of Complexity Costs on Operations Planning
Wilson Perumal and Company
 

Destaque (20)

Trabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigmaTrabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigma
 
Seis sigma
Seis sigmaSeis sigma
Seis sigma
 
Introdução a 6sigma
Introdução a  6sigmaIntrodução a  6sigma
Introdução a 6sigma
 
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacionalSeis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
 
Projeto Seis Sigma Black Belt Six Sigma Black Belt Project
Projeto Seis Sigma Black Belt  Six Sigma Black Belt ProjectProjeto Seis Sigma Black Belt  Six Sigma Black Belt Project
Projeto Seis Sigma Black Belt Six Sigma Black Belt Project
 
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo BarcelosManutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
Manutenção Mecânica Seis Sigma Rodrigo Barcelos
 
Prejeto green belt rodrigo roque
Prejeto green belt   rodrigo roquePrejeto green belt   rodrigo roque
Prejeto green belt rodrigo roque
 
Projeto green belt andre carvalho versão final
Projeto green belt andre carvalho   versão finalProjeto green belt andre carvalho   versão final
Projeto green belt andre carvalho versão final
 
Apostila Lean Six Sigma para iniciantes
Apostila Lean Six Sigma para iniciantesApostila Lean Six Sigma para iniciantes
Apostila Lean Six Sigma para iniciantes
 
Aplicação do 6 sigma
Aplicação do 6 sigmaAplicação do 6 sigma
Aplicação do 6 sigma
 
Fundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
Fundação Vanzolini :: Lean Seis SigmaFundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
Fundação Vanzolini :: Lean Seis Sigma
 
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigmaPrincípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
 
Curso on line Seis Sigma
Curso on line Seis SigmaCurso on line Seis Sigma
Curso on line Seis Sigma
 
Green Belts Six Sigma Programa 2010
Green Belts   Six Sigma Programa 2010Green Belts   Six Sigma Programa 2010
Green Belts Six Sigma Programa 2010
 
6 sigma utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
6 sigma   utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...6 sigma   utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
6 sigma utiliza--o do six sigma para o alcance do n-vel 5 de maturidade do ...
 
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
Lean Seis Sigma como Filosofia ou como Metodologia?
 
Lean Thinking
Lean ThinkingLean Thinking
Lean Thinking
 
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
Reshape Your IT Spend, Increase Agility, & Defend Against Operational Risk
 
Projeto Six Sigma
Projeto Six SigmaProjeto Six Sigma
Projeto Six Sigma
 
The Impact of Complexity Costs on Operations Planning
The Impact of Complexity Costs on Operations PlanningThe Impact of Complexity Costs on Operations Planning
The Impact of Complexity Costs on Operations Planning
 

Semelhante a Trabalho de 6 sigmas administração da produção 2

e book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigmae book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigma
edinilsonfarias
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
Manoel Sidnesio
 
Slideshare green belt
Slideshare green beltSlideshare green belt
Slideshare green belt
Paulo Bandeira
 
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem CompetitivaSix Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
kakasound
 
Seis sigma apres fap
Seis sigma apres fapSeis sigma apres fap
Seis sigma apres fap
Filippe Lagôa Do Nascimento
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
Lisiane Morais
 
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean finalTrabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
Guilherme Pereira
 
6 sigma
6 sigma6 sigma
Yellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptxYellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptx
ssuser7f0c56
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
Universidade Federal Fluminense
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
Universidade Federal Fluminense
 
Lean six sigma operations
Lean six sigma operationsLean six sigma operations
Lean six sigma operations
CLT Valuebased Services
 
Qualidade de software
Qualidade de softwareQualidade de software
Qualidade de software
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
1419 seis sigma qualidade com lucratividade
1419 seis sigma   qualidade com lucratividade1419 seis sigma   qualidade com lucratividade
1419 seis sigma qualidade com lucratividade
Romulo Luy Sant
 
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Carlos Neves
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Paulo Bandeira
 
Qualidade & Métodos
Qualidade & MétodosQualidade & Métodos
Qualidade & Métodos
Jaime Maeda
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
Marco Fontes
 
7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic
guestcfdccb15
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
danbonfimsouza
 

Semelhante a Trabalho de 6 sigmas administração da produção 2 (20)

e book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigmae book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigma
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Slideshare green belt
Slideshare green beltSlideshare green belt
Slideshare green belt
 
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem CompetitivaSix Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
 
Seis sigma apres fap
Seis sigma apres fapSeis sigma apres fap
Seis sigma apres fap
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean finalTrabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
 
6 sigma
6 sigma6 sigma
6 sigma
 
Yellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptxYellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptx
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
 
Lean six sigma operations
Lean six sigma operationsLean six sigma operations
Lean six sigma operations
 
Qualidade de software
Qualidade de softwareQualidade de software
Qualidade de software
 
1419 seis sigma qualidade com lucratividade
1419 seis sigma   qualidade com lucratividade1419 seis sigma   qualidade com lucratividade
1419 seis sigma qualidade com lucratividade
 
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigmaConcepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
Concepção e desenvolvimento de projectos 6 sigma
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigma
 
Qualidade & Métodos
Qualidade & MétodosQualidade & Métodos
Qualidade & Métodos
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
 
7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic7 6 Sigma Dmaic
7 6 Sigma Dmaic
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 

Trabalho de 6 sigmas administração da produção 2

  • 1. Seis Sigma Adm. Da Produção 2 Equipe: Aline Mendes Aliny Kelly Barbara Pinheiro Administração Cleverson Carlos Kemel Loiola
  • 2. O QUE É SEIS SIGMA  Definição: É uma metodologia focada na eliminação dos defeitos de processos dentro de uma organização e que tem como objetivo máximo proporcionar aos seus clientes um serviço/produto, próximo da perfeição.  A metodologia se baseia no desenvolvimento de projetos com forte aplicação estatística com coerente alinhamento no uso das ferramentas da qualidade e uso de métodos quantitativos em geral.
  • 3. COMO SURGIU?  Em meados da década de 1980, a Motorola decidiu levar a questão da qualidade a sério. Ficando para trás em relação aos concorrentes estrangeiros que conseguiam vender produtos de melhor qualidade e custos inferiores. Nessa época, a Motorola destinava cerca de 5% a 10% dos investimentos - as vezes até 20% - para corrigir defeitos em seus produtos, o que equivalia cerca de US$ 900 milhões por ano. Então a Motorola criou o programa Seis Sigma, cujo conceito estatístico é muito simples: reduzir a variabilidade de um processo de tal maneira que entre a sua média até o limite da especificação (superior ou inferior) contenha seis vezes o desvio padrão.
  • 4. QUEM CRIOU?  De modo simplificado, o 6-Sigma é um programa de redução de defeitos que nasceu na Motorola sob influência das idéias de Joseph M. Juran e W. Edwards Deming. Com o objetivo de reduzir a taxa de falhas em seus produtos eletrônicos manufaturados. O programa foi elaborado com o severo desafio do “desempenho livre de defeitos”, e tinha como principais objetivos o aprimoramento da confiabilidade do produto final e a redução de sucata. No entanto, ele é muito mais do que isso, como explica o criador do conceito de seis sigmas Gary Cone.
  • 5. Cone diz que, na verdade, não se trata de um simples esforço para aumentar a qualidade; é um processo para aperfeiçoar processos empresariais. No nível mais elevado, é um programa de melhoria do negócio como um todo que utiliza ferramentas diversas. O importante garante Cone, é que isso pode ter grande impacto nos resultados financeiros da companhia, aumentar a satisfação de seus clientes e ampliar a participação no mercado –tudo o que significa mais valor para os acionistas.
  • 6. FINALIDADE Chegar muito próximo de zero defeito, erro ou falha. Medir elementos do processo de gerenciamento pela qualidade Forma quantitativa de medir os esforços de qualidade Melhorar a qualidade da gestão. Redução de custos. Ampliar a qualidade do produto/serviço
  • 7. META DO SEIS SIGMA
  • 8. O QUE DETERMINA O SUCESSO DO SEIS SIGMA Mudança da cultura da empresa Conhecimento Comprometimento da alta administração Seleção das pessoas certas para treinamento Alinhamento dos projetos Adequar os investimentos iniciais às expectativas da empresa Incentivo dos funcionários Trabalho em equipe
  • 10. EQUIPE SEIS SIGMA  Equipe seis sigma  Champions (frente gerencial)  “Master black-belt” (frente técnica)  “Black-belt”  “Green-belt”  “Yellow/white Belt”
  • 11. TREINAMENTO  É dado para os Green-Belts e Black-Belts e visa ensinar como utilizar as ferramentas da qualidade e a estatística para desenvolver projetos Seis Sigma. O Black-Belt e o Green-Belt para participarem de um treinamento devem ter definido ou pelo menos ter uma idéia do que vai ser o projeto. O treinamento é dividido em várias fases onde ao final de cada fase há um espaço de tempo para que o participante aplique os conceitos aprendidos no desenvolvimento do projeto Seis Sigma.
  • 14. SOLUÇÕES QUE ASSEGURAM O DESEMPENHO SEIS SIGMA  Existem alguns conceitos que, se bem compreendidos e aplicados, asseguram o desempenho Seis Sigma:  O primeiro é compreender os Controls Technicals Quality (CTQ’s) do cliente, ou seja, os requisitos críticos para a qualidade, que são os requisitos de desempenho definidos pelo cliente para um produto ou serviço.  O segundo conceito que assegura o desempenho Seis Sigma é a utilização da metodologia do processo de melhoria, mais conhecida como DMAIC. CONCEITO  DMAIC significa definir, medir, analisar, melhorar e controlar.  É um método utilizado para melhorar processos existentes.
  • 15. CADA ETAPA DA METODOLOGIA SIGNIFICA UMA AÇÃO:  Definir: Nesta fase deve ser identificado qual processo (Y) do negócio será melhorado para atender a uma Característica Crítica para o Cliente (CTQ) aumentando a sua satisfação. Uma vez identificado o processo a ser melhorado diz-se que está identificado um “Projeto Seis Sigma”. Deve ser verificada a viabilidade econômica do “projeto” e fazer uma previsão dos benefícios (financeiros inclusive) que podem ser alcançados.  Medir: Nesta fase deve-se fazer um levantamento geral de todas as entradas do processo (X’s) e como se relacionam com os CTQ’s (características críticas para a qualidade) do cliente. O processo deve ser mapeado. Deve-se medir a habilidade do processo em produzir itens não defeituosos.
  • 16. As principais ferramentas utilizadas são: Mapa do processo (detalhado), Espinha de peixe ou Diagrama de Ishikawa, Matriz de Causa & Efeito, Análise do sistema de medição e Cálculo da capabilidade, assim com estatística básica.  Analisar: Nesta fase deve-se procurar pelas fontes de variação (X’s) que aumentam a variabilidade do processo e que são responsáveis pela geração de defeitos. As principais ferramentas utilizadas são: Estatística básica, Análise gráfica dos dados, Teste de hipótese, Teste de chiquadrado e Análise de Regressão.
  • 17. Melhorar (improvement): é a soma das atividades relacionadas com a geração, seleção e implementação de soluções. A melhoria é conseguida com soluções que eliminem, atenuem ou minimizem as causas do problema;  Controlar: é a ação de garantir que as melhorias se sustentem ao longo do tempo. O controle deve acontecer nos níveis tático e estratégico, e é garantido por meio de soluções e gráficos da estatística que alertem quando acontecerem mudanças ou surgirem defeitos no processo.  As principais ferramentas utilizadas são: FMEA, Delineamento de experimentos, EVOP, Análise de Regressão.
  • 19. DMADV  Definir: Definir os objetivos do projeto e do cliente (interno e externo) entregáveis;  Analisar: Medir e determinar as necessidades e especificações do cliente;  Projeto/Melhorar: Analisar as opções de processamento para atender as necessidades do cliente;  Verificar/Controlar: Verificar se o desempenho do projeto e capacidade de atender as necessidades dos clientes.
  • 20. Quando utilizar DMADV? A metodologia DMADV, em vez da metodologia DMAIC, deve ser usado quando; Um produto ou processo não está na existência de sua empresa e é preciso ser desenvolvidos; O produto já existente ou processo existe e foi otimizado (usando DMAIC ou não) e ainda não satisfaz o nível de especificação do cliente ou Seis Sigma nível.
  • 24. Acredita-se que a maioria das empresas brasileiras opera num nível de qualidade próximo a três sigma. Isso representa um enorme custo, de 25 a 40 por cento de seu faturamento bruto. Só para fazer uma rápida comparação: no nível seis sigma, o custo da qualidade não chega a 1% das vendas. Quando a General Electric reduziu seu custo de 20% para menos de 10% - e aumentou seu nível total de qualidade de quatro para cinco sigma, sua receita líquida cresceu US$ 1 bilhão em apenas 24 meses.