SlideShare uma empresa Scribd logo
1
2
3
Sejam bem-vindos à equipe BIOTEC!
A ciência e a tecnologia influenciam a sociedade em diferentes aspectos,
desde o nosso cotidiano até a nossa maneira de pensar. A Biotecnologia, por
exemplo, é uma das áreas da ciência que tem se desenvolvido de forma expressiva.
Apesar de, muitas vezes, a enxergarmos como algo distante ou que apenas inspira
roteiros de filmes de ficção científica, ela influencia diretamente como vivemos em
sociedade.
Você já parou para pensar no que é a Biotecnologia?
A Biotecnologia é um campo amplo e desafiador! Integra conhecimentos
transdisciplinares do passado, aprimorados para o presente e, que nos remete ao
futuro. Aliás, a Biotecnologia está bem perto da gente. Está na nossa alimentação,
nos produtos de limpeza que utilizamos em casa e, em muitos momentos do seu dia-
a-dia. Literalmente ela nos cerca! E não para de ter coisa nova rolando nessa área!
Nesta disciplina você pode ficar à vontade para conversar conosco sobre isso!
Humm, mas calma aí.. É melhor a gente recapitular.
O termo “Biotecnologia” foi utilizado pela primeira vez por Robert Bud em 1917
para descrever processos usando organismos vivos para produzir um produto ou
executar um processo, como fermentações industriais. Desde então, já foram
estabelecidas diferentes definições sobre o seu significado.
Para saber mais:
Vejam algumas definições de biotecnologia mundo afora.
Confira também a definição da ONU
Confira também informações sobre sistemas biológicos e química
#dica - Aprofunde seus conhecimentos... Utilize, por exemplo, o Google e o Google
acadêmico e PESQUISE por definições de Biotecnologia diferentes das apresentadas por
nós
4
#dica – Clique nos
links em azul para
saber mais sobre o
assunto.
A Biotecnologia representada por uma aquarela
Como a gente já conversou no fórum ‘Café com
Biotecnologia’, a Biotecnologia é um campo amplo e que não
para de crescer. Para facilitar a abordagem do tema, a
Biotecnologia já foi organizada e classificada de diferentes
formas. Uma delas foi por meio de uma aquarela de cores,
onde cada cor representa uma área de estudo/aplicação da Biotecnologia.
Leia mais sobre esse arco-íris biotecnológico.
Utilizamos, como base para estruturar a disciplina Tópicos em Biotecnologia, a
classificação da biotecnologia adotada pela OECD (Organisation for Economic
Co-operation and Development) É possível estabelecer um verdadeiro “arco-íris”, uma
aquarela de áreas da biotecnologia, com suas respectivas cores representativas.
Figura 01 - Aquarela Biotecnológica – Equipe Biotec 2017.1
5
Essa aquarela de cores divide a Biotecnologia em diferentes áreas de
aplicação. Como pode ser notado, são muitas as áreas e cores, mas nesta disciplina
optamos por resumir e reorganizar em três áreas principais:
#dica: É interessante aprendermos mais sobre as diferentes formas possíveis de organizar
o conhecimento, com objetivo de ser facilitada sua compreensão. Exemplificado temos o
uso de cores.
6
De acordo com a estratégia de cores, a equipe de Tópicos em Biotecnologia
2017.1 terá três áreas de enfoque:
 A Biotecnologia Vermelha – relacionada à área da biomedicina, se
relacionando aos processos médicos e de saúde. Nela estão incluídos: o teste
rápido de HIV, o de hepatite e o de gravidez, diversos medicamentos, como a
insulina e os antibióticos, e várias vacinas. As técnicas que utilizam
células-tronco e engenharia genética também serão abordadas neste grupo.
 A Biotecnologia Verde – se refere aos processos agrícolas, à produção de
alimentos e às tecnologias vegetais. Por exemplo, neste grupo serão
abordados o desenvolvimento de plantas transgênicas que sejam capazes de
resistir a seca, resistir à pragas e obter maior capacidade produtiva de
alimentos (como a soja), dentre outras.
 A Biotecnologia Branca – engloba as aplicações industriais e nesta, também,
incluímos as aplicações ambientais da Biotecnologia como, por exemplo,
produção de agentes ou produtos biorremediadores. Aqui se inclui a fabricação
de jeans, que usa enzimas na sua produção, e de diversos alimentos, como
queijo, pão e vinho, que usam organismos na sua produção e processamento.
7
É importante destacar que, com tantas aplicações, a Biotecnologia trouxe
inúmeros benefícios para a sociedade e tornou-se extremamente lucrativa para o
setor econômico. Algumas aplicações tecnológicas, como a engenharia genética, por
exemplo, estão presentes em mais de uma área, independentemente das divisões
ou agrupamentos. Isto ocorre, pois as classificações tem apenas a finalidade de
facilitar nossos estudo e compreensão de cada um dos temas.
Recentemente tem sido levantados debates sobre os possíveis riscos que a
Biotecnologia e, especificamente, as técnicas de manipulação de organismos
geneticamente modificados (OGMs) podem acarretar à saúde humana e ao meio
ambiente. Debates como esses são importantes, pois ajudam a gerar um pensamento
crítico e reflexivo sobre o desenvolvimento científico e também nos permite, como
membros da sociedade, refletir e opinar de forma mais consciente sobre o uso da
Biotecnologia e suas consequências.
Assim como, também, têm sido levantado problemas relacionados ao
bioterrorismo. Não abordaremos diretamente esse assunto nesta disciplina. É uma
área, ainda, de muitas dúvidas. Caso se interesse, vale a pesquisa e a reflexão.
Já deu pra perceber que este é só o começo da nossa aventura pelo
fascinante mundo da Biotecnologia, não é? E não se preocupe, pois vamos seguir
neste caminho passo-a-passo. Afinal de contas, primeiro temos que saber definir o
que é ou não Biotecnologia. Só assim poderemos explorar as suas aplicações e os
processos que estão envolvidos nisso.
Pronto? Então lá vamos nós!
8
Referências:
AS cores da Biotecnologia. Youblisher. Disponível em:
<http://www.youblisher.com/p/627546-As-cores-da-Biotecnologia/>. Acesso em:
janeiro de 2017.
BUD, R. The Uses of Life: A History of Biotechnology. Reed E. Barker - The Quarterly
Review of Biology 1995 70:4, 497-497
CIBPT. Grandes áreas biotecnológicas. CiB (blog). Disponível em:
<https://cibpt.wordpress.com/2008/10/10/grandes-areas-biotecnologicas/>. Acesso em:
janeiro de 2017.
DASILVA, Edgar J. The colours of biotechnology: science, development and
humankind. Electronic Journal of Biotechnology, v. 7, n. 3, p. 01-02, 2004.
ENZIMAS se destacam em pesquisas biotecnológicas. Atos & Fatos. nº 6, p 10-11.
2012. Agosto, 2012. Disponível em:
<https://www.ucs.br/site/midia/arquivos/agosto_2012_enzimas_unico.pdf>> Acesso
em: janeiro de 2017.
GANDER, E.S.; MARCELLINO, L.H.; RURAL, S.P. Plantas transgênicas.
Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, v. 1, p. 34-37, 1997.
GAYLARDE, C.C.; BELLINASO, M.L.; MANFIO, G.P. Biorremediação. Biotecnologia
Ciência & Desenvolvimento, v. 34, p. 36-43, 2005.
GLOBO RURAL. Embrapa desenvolve variedades transgênicas resistentes à seca.
Globo Rural On-line. Disponível em:
<http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI315905-18077,00-
EMBRAPA+DESENVOLVE+VARIEDADES+TRANSGENICAS+RESISTENTES+A+SE
CA.html>. Acesso em: janeiro de 2017.
Invenções e descobertas - A aventura dos antibióticos. Local: YouTube, 2009.
5:44 min. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=sFrBt96Lht8>. Acesso
em: janeiro de 2017.
MALAJOVICH, M.A. Biotecnologia. 2ª ed. Rio de Janeiro, RJ. 2016
MARANHÃO, A.Q.; BRÍGIDO, M.M.. Anticorpos humanizados. Biotecnologia,
Ciência e Desenvolvimento, v. 23, p. 38-43, 2001.
MILAGRE, C. Aquarela Biotecnológica: as Cores da Ciência. Natura Campus.
Disponível em: <http://www.naturacampus.com.br/cs/naturacampus/post/2014-
05/aquarela-biotecnologica---as-cores-da-ciencia> Acesso em: janeiro de 2017.
MIYAKI, C. Entenda como é produzida uma vacina – Vacina de influenza, Instituto
Butantan [online]. Disponível em: <https://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-4906.pdf>.
Acesso em: janeiro de 2017.
9
PORTAL EDUCAÇÃO. Biotecnologia Vermelha. Disponível em:
<https://www.portaleducacao.com.br/informatica/artigos/49978/biotecnologia-
vermelha>. Acesso em: janeiro de 2017.
RNTC. O que são células-tronco. Disponível em: <http://www.rntc.org.br/ceacutelulas-
tronco.html>. Acesso em: janeiro de 2017.
ROCHA, L. Novas plantações transgênicas podem derrotar pragas das mais fortes.
TecMundo. Disponível em: <https://www.tecmundo.com.br/ciencia/104070-novas-
plantacoes-transgenicas-derrotar-pragas-fortes.htm>. Acesso em: janeiro de 2017.
SALIMULLAH & ISLAM, I. Potentials of biotechnology. <
http://www.thedailystar.net/25th-anniversary-special-part-1/potentials-biotechnology-
210547> Acessado em 10 de fevereiro de 2017
SEDICIAS, S. Teste de Gravidez - Diferenças entre o teste de farmácia e o exame de
sangue. Tua Saúde (blog). Disponível em: <https://www.tuasaude.com/teste-de-
gravidez>. Acesso em: janeiro de 2017.
SILVA, F.T. Queijos. AGEITEC. Disponível em
<http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/tecnologia_de_alimentos/arvore/CONT0
00girl7f3902wx5ok05vadr1r72tozg.html> Acesso em: janeiro de 2017.
Teste Rápido para diagnóstico de HIV (ABON). Cursos TELELAB. Local: YouTube,
2015. 11:11 min. Disponível em: <https://youtu.be/QCmEV68ubIQ?t=1m46s> . Acesso
em: janeiro de 2017.
Teste Rápidos para diagnóstico da Hepatite C. Cursos TELELAB. Local: YouTube,
2014. 8:38 min. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=YbtHVFm6LQo>.
Acesso em: janeiro de 2017.
TOLEDO, K. Soja transgênica apresenta alterações nutricionais e bioquímicas.
FAPESP. Disponível em:
<http://agencia.fapesp.br/soja_transgenica_apresenta_alteracoes_nutricionais_e_bioq
uimicas/18644/>. Acesso em: janeiro de 2017.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivos
Silvana Sanches
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
Matheus Faria do Valle
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Carlos Priante
 
Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - Introdução
Killer Max
 
Metabolismo Energético
Metabolismo EnergéticoMetabolismo Energético
Metabolismo Energético
Killer Max
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Gabriela Bruno
 
Pirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicasPirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicas
URCA
 
Embriologia animal
Embriologia animalEmbriologia animal
Embriologia animal
Thiago Benevides
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
Gisele A. Barbosa
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Patrícia Silva
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Agrotóxicos
AgrotóxicosAgrotóxicos
Agrotóxicos
Centro Paula Souza
 
Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
Evandro Batista
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
PIBID Joel Job
 
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
Ronaldo Santana
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Aula Proteinas
Aula ProteinasAula Proteinas
Aula Proteinas
Ronnie Carlos Lourenço
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celular
santhdalcin
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
emanuel
 
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURAIMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
Geagra UFG
 

Mais procurados (20)

Relações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivosRelações ecológicas entre seres vivos
Relações ecológicas entre seres vivos
 
Reprodução assexuada e sexuada
Reprodução assexuada  e sexuadaReprodução assexuada  e sexuada
Reprodução assexuada e sexuada
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
 
Ecologia - Introdução
Ecologia - IntroduçãoEcologia - Introdução
Ecologia - Introdução
 
Metabolismo Energético
Metabolismo EnergéticoMetabolismo Energético
Metabolismo Energético
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Pirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicasPirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicas
 
Embriologia animal
Embriologia animalEmbriologia animal
Embriologia animal
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Agrotóxicos
AgrotóxicosAgrotóxicos
Agrotóxicos
 
Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
Aula Biologia: introdução à biologia [1° Ano Ensino Médio]
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Aula Proteinas
Aula ProteinasAula Proteinas
Aula Proteinas
 
Aula biologia celular
Aula   biologia celularAula   biologia celular
Aula biologia celular
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURAIMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
IMPACTO DO USO DE AGROTÓXICOS NA AGRICULTURA
 

Semelhante a TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO

Modulo biotecnologia
Modulo biotecnologiaModulo biotecnologia
Modulo biotecnologia
Raimunda Pinto
 
Trabalho agro biotecnologia e biodiversidade
Trabalho   agro biotecnologia e biodiversidadeTrabalho   agro biotecnologia e biodiversidade
Trabalho agro biotecnologia e biodiversidade
CromossomioGenias
 
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
william pereira dahora
 
Webquest genética e biotecnologia
Webquest genética e  biotecnologiaWebquest genética e  biotecnologia
Webquest genética e biotecnologia
Helder Neves de Albuquerque
 
Biotecnologia 2 a
Biotecnologia 2 aBiotecnologia 2 a
Biotecnologia 2 a
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanços da biotecnologia 2 B
Avanços da biotecnologia   2 BAvanços da biotecnologia   2 B
Avanços da biotecnologia 2 B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Avanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2BAvanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2B
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Nereide siqueira
Nereide siqueiraNereide siqueira
Nereide siqueira
Carlos Elson Cunha
 
Biofest2015
Biofest2015   Biofest2015
Biofest2015
sparksupernova
 
212629
212629212629
212629
JosBarros59
 
Xxi n6 pt ciência para a vida
Xxi n6 pt ciência para a vidaXxi n6 pt ciência para a vida
Xxi n6 pt ciência para a vida
João Siqueira da Mata
 
Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Projeto Angelini Farmaceutica
Projeto Angelini FarmaceuticaProjeto Angelini Farmaceutica
Projeto Angelini Farmaceutica
Laís Ribeiro
 
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
ProjetoBr
 
Cartilha transgenicos
Cartilha transgenicosCartilha transgenicos
Cartilha transgenicos
fabio silva
 
Biotecnologia industrial vol. 2 valter borzani - 1ª ed. pt.
Biotecnologia industrial vol. 2   valter borzani - 1ª ed. pt.Biotecnologia industrial vol. 2   valter borzani - 1ª ed. pt.
Biotecnologia industrial vol. 2 valter borzani - 1ª ed. pt.
livro10
 
Avanços da biotecnologia 2 A --
Avanços da biotecnologia 2 A  --Avanços da biotecnologia 2 A  --
Avanços da biotecnologia 2 A --
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Sequência didática - Biotecnologia.pdf
Sequência didática - Biotecnologia.pdfSequência didática - Biotecnologia.pdf
Sequência didática - Biotecnologia.pdf
ElizangelaAlinidaSil1
 
Avanço da-biotecnologia -2 B --
Avanço da-biotecnologia -2 B --Avanço da-biotecnologia -2 B --
Avanço da-biotecnologia -2 B --
Maria Teresa Iannaco Grego
 
Biotecnologias
BiotecnologiasBiotecnologias
Biotecnologias
Fernanda Dias
 

Semelhante a TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO (20)

Modulo biotecnologia
Modulo biotecnologiaModulo biotecnologia
Modulo biotecnologia
 
Trabalho agro biotecnologia e biodiversidade
Trabalho   agro biotecnologia e biodiversidadeTrabalho   agro biotecnologia e biodiversidade
Trabalho agro biotecnologia e biodiversidade
 
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
2- Aplicação da biotecnologia(Ciencias).pptx
 
Webquest genética e biotecnologia
Webquest genética e  biotecnologiaWebquest genética e  biotecnologia
Webquest genética e biotecnologia
 
Biotecnologia 2 a
Biotecnologia 2 aBiotecnologia 2 a
Biotecnologia 2 a
 
Avanços da biotecnologia 2 B
Avanços da biotecnologia   2 BAvanços da biotecnologia   2 B
Avanços da biotecnologia 2 B
 
Avanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2BAvanço da-biotecnologia-2B
Avanço da-biotecnologia-2B
 
Nereide siqueira
Nereide siqueiraNereide siqueira
Nereide siqueira
 
Biofest2015
Biofest2015   Biofest2015
Biofest2015
 
212629
212629212629
212629
 
Xxi n6 pt ciência para a vida
Xxi n6 pt ciência para a vidaXxi n6 pt ciência para a vida
Xxi n6 pt ciência para a vida
 
Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..Avanços da biotecnologia 2 A..
Avanços da biotecnologia 2 A..
 
Projeto Angelini Farmaceutica
Projeto Angelini FarmaceuticaProjeto Angelini Farmaceutica
Projeto Angelini Farmaceutica
 
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
BIOTECNOLOGIA NA INDÚSTRIA DO PETRÓLEO: 1988-1997
 
Cartilha transgenicos
Cartilha transgenicosCartilha transgenicos
Cartilha transgenicos
 
Biotecnologia industrial vol. 2 valter borzani - 1ª ed. pt.
Biotecnologia industrial vol. 2   valter borzani - 1ª ed. pt.Biotecnologia industrial vol. 2   valter borzani - 1ª ed. pt.
Biotecnologia industrial vol. 2 valter borzani - 1ª ed. pt.
 
Avanços da biotecnologia 2 A --
Avanços da biotecnologia 2 A  --Avanços da biotecnologia 2 A  --
Avanços da biotecnologia 2 A --
 
Sequência didática - Biotecnologia.pdf
Sequência didática - Biotecnologia.pdfSequência didática - Biotecnologia.pdf
Sequência didática - Biotecnologia.pdf
 
Avanço da-biotecnologia -2 B --
Avanço da-biotecnologia -2 B --Avanço da-biotecnologia -2 B --
Avanço da-biotecnologia -2 B --
 
Biotecnologias
BiotecnologiasBiotecnologias
Biotecnologias
 

Mais de Juliana Aguiar

Labirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológicoLabirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológico
Juliana Aguiar
 
Labirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológicoLabirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológico
Juliana Aguiar
 
Rede de pesquisadores_ infográfico
Rede  de  pesquisadores_ infográficoRede  de  pesquisadores_ infográfico
Rede de pesquisadores_ infográfico
Juliana Aguiar
 
Feedback conversando sobre mapas e genética
Feedback   conversando sobre mapas e genéticaFeedback   conversando sobre mapas e genética
Feedback conversando sobre mapas e genética
Juliana Aguiar
 
Feedback ad instrugen_2017_1
Feedback ad instrugen_2017_1Feedback ad instrugen_2017_1
Feedback ad instrugen_2017_1
Juliana Aguiar
 
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
Juliana Aguiar
 
Feedback diagnostico instrugen_2016_2
Feedback diagnostico instrugen_2016_2Feedback diagnostico instrugen_2016_2
Feedback diagnostico instrugen_2016_2
Juliana Aguiar
 
Infográfico tas
Infográfico tasInfográfico tas
Infográfico tas
Juliana Aguiar
 
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGENINFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
Juliana Aguiar
 
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
Juliana Aguiar
 
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Juliana Aguiar
 
Sustainability
SustainabilitySustainability
Sustainability
Juliana Aguiar
 
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
Juliana Aguiar
 
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
Juliana Aguiar
 
Innovation in Education
Innovation in EducationInnovation in Education
Innovation in Education
Juliana Aguiar
 

Mais de Juliana Aguiar (15)

Labirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológicoLabirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológico
 
Labirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológicoLabirinto biotecnológico
Labirinto biotecnológico
 
Rede de pesquisadores_ infográfico
Rede  de  pesquisadores_ infográficoRede  de  pesquisadores_ infográfico
Rede de pesquisadores_ infográfico
 
Feedback conversando sobre mapas e genética
Feedback   conversando sobre mapas e genéticaFeedback   conversando sobre mapas e genética
Feedback conversando sobre mapas e genética
 
Feedback ad instrugen_2017_1
Feedback ad instrugen_2017_1Feedback ad instrugen_2017_1
Feedback ad instrugen_2017_1
 
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
Feedback rede social_proposta_diagnostico_instrugen_2016_2
 
Feedback diagnostico instrugen_2016_2
Feedback diagnostico instrugen_2016_2Feedback diagnostico instrugen_2016_2
Feedback diagnostico instrugen_2016_2
 
Infográfico tas
Infográfico tasInfográfico tas
Infográfico tas
 
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGENINFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
INFOGRÁFICO PROCESSO DE APRENDIZAGEM INSTRUGEN
 
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
Papel da UENF na implementação e gestão do curso de Licenciatura em Ciências ...
 
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
Aplicação de modelo de tutoria proativa na modalidade semipresencial de ensin...
 
Sustainability
SustainabilitySustainability
Sustainability
 
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
Uso do ensino híbrido como proposta de ensino aprendizagem na disciplina a di...
 
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
Processo Identitário de tutores a distância revelado a partir através da teor...
 
Innovation in Education
Innovation in EducationInnovation in Education
Innovation in Education
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 

TÓPICOS EM BIOTECNOLOGIA - TEXTO INTRODUTÓRIO

  • 1. 1
  • 2. 2
  • 3. 3 Sejam bem-vindos à equipe BIOTEC! A ciência e a tecnologia influenciam a sociedade em diferentes aspectos, desde o nosso cotidiano até a nossa maneira de pensar. A Biotecnologia, por exemplo, é uma das áreas da ciência que tem se desenvolvido de forma expressiva. Apesar de, muitas vezes, a enxergarmos como algo distante ou que apenas inspira roteiros de filmes de ficção científica, ela influencia diretamente como vivemos em sociedade. Você já parou para pensar no que é a Biotecnologia? A Biotecnologia é um campo amplo e desafiador! Integra conhecimentos transdisciplinares do passado, aprimorados para o presente e, que nos remete ao futuro. Aliás, a Biotecnologia está bem perto da gente. Está na nossa alimentação, nos produtos de limpeza que utilizamos em casa e, em muitos momentos do seu dia- a-dia. Literalmente ela nos cerca! E não para de ter coisa nova rolando nessa área! Nesta disciplina você pode ficar à vontade para conversar conosco sobre isso! Humm, mas calma aí.. É melhor a gente recapitular. O termo “Biotecnologia” foi utilizado pela primeira vez por Robert Bud em 1917 para descrever processos usando organismos vivos para produzir um produto ou executar um processo, como fermentações industriais. Desde então, já foram estabelecidas diferentes definições sobre o seu significado. Para saber mais: Vejam algumas definições de biotecnologia mundo afora. Confira também a definição da ONU Confira também informações sobre sistemas biológicos e química #dica - Aprofunde seus conhecimentos... Utilize, por exemplo, o Google e o Google acadêmico e PESQUISE por definições de Biotecnologia diferentes das apresentadas por nós
  • 4. 4 #dica – Clique nos links em azul para saber mais sobre o assunto. A Biotecnologia representada por uma aquarela Como a gente já conversou no fórum ‘Café com Biotecnologia’, a Biotecnologia é um campo amplo e que não para de crescer. Para facilitar a abordagem do tema, a Biotecnologia já foi organizada e classificada de diferentes formas. Uma delas foi por meio de uma aquarela de cores, onde cada cor representa uma área de estudo/aplicação da Biotecnologia. Leia mais sobre esse arco-íris biotecnológico. Utilizamos, como base para estruturar a disciplina Tópicos em Biotecnologia, a classificação da biotecnologia adotada pela OECD (Organisation for Economic Co-operation and Development) É possível estabelecer um verdadeiro “arco-íris”, uma aquarela de áreas da biotecnologia, com suas respectivas cores representativas. Figura 01 - Aquarela Biotecnológica – Equipe Biotec 2017.1
  • 5. 5 Essa aquarela de cores divide a Biotecnologia em diferentes áreas de aplicação. Como pode ser notado, são muitas as áreas e cores, mas nesta disciplina optamos por resumir e reorganizar em três áreas principais: #dica: É interessante aprendermos mais sobre as diferentes formas possíveis de organizar o conhecimento, com objetivo de ser facilitada sua compreensão. Exemplificado temos o uso de cores.
  • 6. 6 De acordo com a estratégia de cores, a equipe de Tópicos em Biotecnologia 2017.1 terá três áreas de enfoque:  A Biotecnologia Vermelha – relacionada à área da biomedicina, se relacionando aos processos médicos e de saúde. Nela estão incluídos: o teste rápido de HIV, o de hepatite e o de gravidez, diversos medicamentos, como a insulina e os antibióticos, e várias vacinas. As técnicas que utilizam células-tronco e engenharia genética também serão abordadas neste grupo.  A Biotecnologia Verde – se refere aos processos agrícolas, à produção de alimentos e às tecnologias vegetais. Por exemplo, neste grupo serão abordados o desenvolvimento de plantas transgênicas que sejam capazes de resistir a seca, resistir à pragas e obter maior capacidade produtiva de alimentos (como a soja), dentre outras.  A Biotecnologia Branca – engloba as aplicações industriais e nesta, também, incluímos as aplicações ambientais da Biotecnologia como, por exemplo, produção de agentes ou produtos biorremediadores. Aqui se inclui a fabricação de jeans, que usa enzimas na sua produção, e de diversos alimentos, como queijo, pão e vinho, que usam organismos na sua produção e processamento.
  • 7. 7 É importante destacar que, com tantas aplicações, a Biotecnologia trouxe inúmeros benefícios para a sociedade e tornou-se extremamente lucrativa para o setor econômico. Algumas aplicações tecnológicas, como a engenharia genética, por exemplo, estão presentes em mais de uma área, independentemente das divisões ou agrupamentos. Isto ocorre, pois as classificações tem apenas a finalidade de facilitar nossos estudo e compreensão de cada um dos temas. Recentemente tem sido levantados debates sobre os possíveis riscos que a Biotecnologia e, especificamente, as técnicas de manipulação de organismos geneticamente modificados (OGMs) podem acarretar à saúde humana e ao meio ambiente. Debates como esses são importantes, pois ajudam a gerar um pensamento crítico e reflexivo sobre o desenvolvimento científico e também nos permite, como membros da sociedade, refletir e opinar de forma mais consciente sobre o uso da Biotecnologia e suas consequências. Assim como, também, têm sido levantado problemas relacionados ao bioterrorismo. Não abordaremos diretamente esse assunto nesta disciplina. É uma área, ainda, de muitas dúvidas. Caso se interesse, vale a pesquisa e a reflexão. Já deu pra perceber que este é só o começo da nossa aventura pelo fascinante mundo da Biotecnologia, não é? E não se preocupe, pois vamos seguir neste caminho passo-a-passo. Afinal de contas, primeiro temos que saber definir o que é ou não Biotecnologia. Só assim poderemos explorar as suas aplicações e os processos que estão envolvidos nisso. Pronto? Então lá vamos nós!
  • 8. 8 Referências: AS cores da Biotecnologia. Youblisher. Disponível em: <http://www.youblisher.com/p/627546-As-cores-da-Biotecnologia/>. Acesso em: janeiro de 2017. BUD, R. The Uses of Life: A History of Biotechnology. Reed E. Barker - The Quarterly Review of Biology 1995 70:4, 497-497 CIBPT. Grandes áreas biotecnológicas. CiB (blog). Disponível em: <https://cibpt.wordpress.com/2008/10/10/grandes-areas-biotecnologicas/>. Acesso em: janeiro de 2017. DASILVA, Edgar J. The colours of biotechnology: science, development and humankind. Electronic Journal of Biotechnology, v. 7, n. 3, p. 01-02, 2004. ENZIMAS se destacam em pesquisas biotecnológicas. Atos & Fatos. nº 6, p 10-11. 2012. Agosto, 2012. Disponível em: <https://www.ucs.br/site/midia/arquivos/agosto_2012_enzimas_unico.pdf>> Acesso em: janeiro de 2017. GANDER, E.S.; MARCELLINO, L.H.; RURAL, S.P. Plantas transgênicas. Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, v. 1, p. 34-37, 1997. GAYLARDE, C.C.; BELLINASO, M.L.; MANFIO, G.P. Biorremediação. Biotecnologia Ciência & Desenvolvimento, v. 34, p. 36-43, 2005. GLOBO RURAL. Embrapa desenvolve variedades transgênicas resistentes à seca. Globo Rural On-line. Disponível em: <http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI315905-18077,00- EMBRAPA+DESENVOLVE+VARIEDADES+TRANSGENICAS+RESISTENTES+A+SE CA.html>. Acesso em: janeiro de 2017. Invenções e descobertas - A aventura dos antibióticos. Local: YouTube, 2009. 5:44 min. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=sFrBt96Lht8>. Acesso em: janeiro de 2017. MALAJOVICH, M.A. Biotecnologia. 2ª ed. Rio de Janeiro, RJ. 2016 MARANHÃO, A.Q.; BRÍGIDO, M.M.. Anticorpos humanizados. Biotecnologia, Ciência e Desenvolvimento, v. 23, p. 38-43, 2001. MILAGRE, C. Aquarela Biotecnológica: as Cores da Ciência. Natura Campus. Disponível em: <http://www.naturacampus.com.br/cs/naturacampus/post/2014- 05/aquarela-biotecnologica---as-cores-da-ciencia> Acesso em: janeiro de 2017. MIYAKI, C. Entenda como é produzida uma vacina – Vacina de influenza, Instituto Butantan [online]. Disponível em: <https://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-4906.pdf>. Acesso em: janeiro de 2017.
  • 9. 9 PORTAL EDUCAÇÃO. Biotecnologia Vermelha. Disponível em: <https://www.portaleducacao.com.br/informatica/artigos/49978/biotecnologia- vermelha>. Acesso em: janeiro de 2017. RNTC. O que são células-tronco. Disponível em: <http://www.rntc.org.br/ceacutelulas- tronco.html>. Acesso em: janeiro de 2017. ROCHA, L. Novas plantações transgênicas podem derrotar pragas das mais fortes. TecMundo. Disponível em: <https://www.tecmundo.com.br/ciencia/104070-novas- plantacoes-transgenicas-derrotar-pragas-fortes.htm>. Acesso em: janeiro de 2017. SALIMULLAH & ISLAM, I. Potentials of biotechnology. < http://www.thedailystar.net/25th-anniversary-special-part-1/potentials-biotechnology- 210547> Acessado em 10 de fevereiro de 2017 SEDICIAS, S. Teste de Gravidez - Diferenças entre o teste de farmácia e o exame de sangue. Tua Saúde (blog). Disponível em: <https://www.tuasaude.com/teste-de- gravidez>. Acesso em: janeiro de 2017. SILVA, F.T. Queijos. AGEITEC. Disponível em <http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/tecnologia_de_alimentos/arvore/CONT0 00girl7f3902wx5ok05vadr1r72tozg.html> Acesso em: janeiro de 2017. Teste Rápido para diagnóstico de HIV (ABON). Cursos TELELAB. Local: YouTube, 2015. 11:11 min. Disponível em: <https://youtu.be/QCmEV68ubIQ?t=1m46s> . Acesso em: janeiro de 2017. Teste Rápidos para diagnóstico da Hepatite C. Cursos TELELAB. Local: YouTube, 2014. 8:38 min. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=YbtHVFm6LQo>. Acesso em: janeiro de 2017. TOLEDO, K. Soja transgênica apresenta alterações nutricionais e bioquímicas. FAPESP. Disponível em: <http://agencia.fapesp.br/soja_transgenica_apresenta_alteracoes_nutricionais_e_bioq uimicas/18644/>. Acesso em: janeiro de 2017.