SlideShare uma empresa Scribd logo
ÉTICA E MORAL
REFLEXÕES
Qual são os significados dos termos:
Moral e Ética?
Do que trata especificamente esse ramo
da filosofia que estuda o
comportamento e os valores
humanos?
MORAL
 é originada do termo latino mores.
 é relativo aos costumes, às regras,
ao hábito.
 tem relação com os valores de uma
sociedade específica.
 valores variáveis no tempo e no
espaço que adquirem caráter
normativos.
 está intimamente relacionada as
convencionalidades humanas.
ÉTICA
 provém do grego ethos.
 significa, no singular, o caráter
que cada pessoa constrói e
cultiva em si.
 é compreendida como o estudo
da moral, ou seja, entendimento
das normas, princípios e valores
de uma determinada época, lugar e
sociedade.
ENEM/PPL - 2018)Uma criança com deficiência mental deve ser
mantida em casa ou mandada a uma instituição? Um parente mais
velho que costuma causar problemas deve ser cuidado ou podemos
pedir que vá embora? Um casamento infeliz deve ser prolongado pelo
bem das crianças? Os questionamentos apresentados no texto possuem
uma relevância filosófica à medida que problematizam conflitos que
estão nos domínios da:
a)política e da esfera pública.
b)teologia e dos valores religiosos.
c)lógica e da validade dos raciocínios.
d)ética e dos padrões de comportamento..
e) epistemologia e dos limites do conhecimento.
ENEM PPL - 2016)
A figura do inquilino ao qual a personagem da tirinha se refere é
o(a):
a)constrangimento por olhares de reprovação.
b)costume importo aos filhos por coação.
c)consciência da obrigação moral..
d)pessoa habitante da mesma casa.
e)temor de possível castigo.
Aristóteles (384 a.C.- 22 a.C.)
Nasceu em Estagira.
Influencia o mundo ocidental (lógica, política,
física, metafísica e estética)
Os estudos na METAFÍSICA, influenciam os
estudos da ÉTICA .
ÉTICA EM ARISTÓTELES
 livro “ Ética a Nicômaco”: a felicidade
(eudaimonia) é finalidade da vida humana
(sumo bem).
 Ser humano essência racional é o único ser
vivo capaz de realizar escolhas.
 O uso da razão para alcance da felicidade
(virtude contemplativa) sempre, fora dos
impulsos emocionais e momentâneos.
MCAUS
METAFÍSICA:
FINALIDADE
SERES DO
MUNDO
ÉTICA
ESTUDA
AÇÕES
HUMANAS.
ÉTICA
ARISTOTELES
FINALIDADE
DAS AÇÕES
HUMANAS
FELICIDADE
Precisamos pensar e agir nas relações e
situações com outros (virtudes éticas)
Ex: amizade/ ser amigo.
Nossas ações (virtudes éticas )são
contextuais
Ex: Ser amigo: ser presente, não apoiar, ser
cúmplice etc..
As virtudes éticas devemos buscar o hábito e
o equilibrio ( meio termo) para evitar o
excesso ou carência dos nossos impulsos.
)
VIRTUDE VÍCIO POR
EXCESSO
VÍCIO POR
DEFICIÊNCI
A
CORAGEM TEMERIDADE/
AUDÁCIA
COVARDIA
GENEROSIDADE DESPERDÍCIO AVAREZA
TEMPERANÇA VOLUPTUOSIDA
DE
INSENSIBILIDA
DE
AFABILIDADE SUBSERVIÊNCI
A
GROSSERIA
EX: Em certas situações,
ter coragem é calar-se, ou
enfrentar, ou ter postura
neutra.
Ex2 Para dirigir : Raissa
não é corajosa , isso me fez
deixar de viver boas
experiências.
(Enem PPL 2014) Ao falar do caráter de um homem não dizemos que ele é
sábio ou que possui entendimento, mas que é calmo ou temperante. No entanto,
louvamos também o sábio, referindo-se ao hábito; e aos hábitos dignos de
louvor chamamos virtude.
ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. São Paulo: Nova CuIturaI, 1973.
Em Aristóteles, o conceito de virtude ética expressa a:
a) excelência de atividades praticadas em consonância com o bem comum..
b) concretização utilitária de ações que revelam a manifestação de propósitos
privados.
c) concordância das ações humanas aos preceitos emanados da divindade.
d) realização de ações que permitem a configuração da paz interior.
e) manifestação de ações estéticas, coroadas de adorno e beleza.
O QUE É SER FELIZ?
Cada pessoa que responder a esta pergunta apresentará
uma resposta própria, pois a felicidade é algo individual,
pessoal e intransferível...
A FELICIDADE NA SOCIEDADE ATUAL
EIXOS TEMÁTICOS:
CULTURA/ SAÚDE
• CONSUMO (obrigação/ ideais): é ter saúde, amor, dinheiro
suficiente, corpo, redes sociais, midias etc...
• DEPRESSÃO (estatística): antidepressivos, suicidio, transtornos
mentais etc..
FILOSOFIAS HELENISTICAS
São as quatro escolas gregas que surgiram após a morte de Sócrates.
Possui a busca da felicidade como tema comum a partir :
 Vida Ética (reflexão sobre ações);
 Filosofia como modo de vida (pessoa sábia).
 busca pela paz de espírito (Ataraxia).
EPICURISMO
• Epicuro (324 – 271 a.C.);
• buscar do prazer para uma vida feliz.
• Tipos de prazeres:
 Duradouros (conhecimentos, convivência);
 Imediatos (desejos);
• Precisamos através da reflexão, dominar os
prazeres imediatos para desfrutarmos de uma
vida sem dor (ataraxia).
Estoicismo
 Zenão de Citio- 300 AC
 O universo segue uma lei natural,
divina e racional;
 Compreender a ordem do mundo
deste é viver segundo ele.
 Não podemos controlar
acontecimentos externos, apenas
vivê-los.
Ceticismo
• Pirro de Élida(360 A. C)
• todo conhecimento é incerto, duvidoso.
• Por isso devemos suspender nosso juízo e não
afirmar nada como verdadeiro, com o intuito de
alcançarmos a tranquilidade.
• Devemos viver conforme o que acreditamos, não
buscando a verdadepara nossas ações.
CINISMO
Diógenes (413 A.C)
• Palavra grega kyon (cachorro).
• pois pregavam uma vida semelhante à dos cães.
• O homem deve conhecer a si mesmo (tal como
Sócrates pregava), desprezar todos os bens
materiais e ter liberdade de discurso.
Enem 2016) Pirro afirmava que nada é nobre nem vergonhoso, justo ou injusto; e que, da
mesma maneira, nada existe do ponto de vista da verdade; que os homens agem apenas
segundo a lei e o costume, nada sendo mais isto do que aquilo. Ele levou uma vida de
acordo com esta doutrina, nada procurando evitar e não se desviando do que quer que
fosse, suportando tudo, carroças, por exemplo, precipícios, cães, nada deixando ao arbítrio
dos sentidos.
LAÉRCIO, D. Vidas e sentenças dos filósofos ilustres. Brasília: Editora UnB, 1988.
O ceticismo, conforme sugerido no texto, caracteriza-se por:
a) Desprezar quaisquer convenções e obrigações da sociedade.
b) Atingir o verdadeiro prazer como o princípio e o fim da vida feliz.
c) Defender a indiferença e a impossibilidade de obter alguma certeza.
d) Aceitar o determinismo e ocupar-se com a esperança transcendente.
e) Agir de forma virtuosa e sábia a fim de enaltecer o homem bom e belo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
Fatima Silva
 
Ética moral e valores
Ética moral e valoresÉtica moral e valores
Ética moral e valores
Patrícia Éderson Dias
 
Aula 05 07 valores e escolhas
Aula 05 07 valores e escolhasAula 05 07 valores e escolhas
Aula 05 07 valores e escolhas
Alessandra Bertão Ribas
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
Mariangela Santos
 
Etica e valores
Etica e valoresEtica e valores
Etica e valores
Márcia Corrêa
 
Diferenca entre moral e etica
Diferenca entre moral e eticaDiferenca entre moral e etica
Diferenca entre moral e etica
Dominus Auditoria
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Etica e cidadania lps
Etica e cidadania   lpsEtica e cidadania   lps
Etica e cidadania lps
Lubelia Barbosa
 
Ética na Politica
Ética na  PoliticaÉtica na  Politica
Ética na Politica
ffasolo3
 
Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
orim84
 
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Trezetepe
 
Ética e moral
Ética e moralÉtica e moral
Ética e moral
Arlindo Picoli
 
ÉTica No Trabalho
ÉTica No TrabalhoÉTica No Trabalho
ÉTica No Trabalho
aroudus
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
Secretaria da Educação
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
Over Lane
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
Jéssika Monteiro
 
éTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissionaléTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissional
leojusto
 
Aula de bioética
Aula de bioéticaAula de bioética
Aula de bioética
Alessandra Floriano Amaro
 
O racionalismo
O racionalismoO racionalismo
O racionalismo
Alison Nunes
 
Cidadania e ética
Cidadania e éticaCidadania e ética

Mais procurados (20)

Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
 
Ética moral e valores
Ética moral e valoresÉtica moral e valores
Ética moral e valores
 
Aula 05 07 valores e escolhas
Aula 05 07 valores e escolhasAula 05 07 valores e escolhas
Aula 05 07 valores e escolhas
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
 
Etica e valores
Etica e valoresEtica e valores
Etica e valores
 
Diferenca entre moral e etica
Diferenca entre moral e eticaDiferenca entre moral e etica
Diferenca entre moral e etica
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
Etica e cidadania lps
Etica e cidadania   lpsEtica e cidadania   lps
Etica e cidadania lps
 
Ética na Politica
Ética na  PoliticaÉtica na  Politica
Ética na Politica
 
Ética e Moral
Ética e MoralÉtica e Moral
Ética e Moral
 
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
 
Ética e moral
Ética e moralÉtica e moral
Ética e moral
 
ÉTica No Trabalho
ÉTica No TrabalhoÉTica No Trabalho
ÉTica No Trabalho
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
 
éTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissionaléTica no ambiente profissional
éTica no ambiente profissional
 
Aula de bioética
Aula de bioéticaAula de bioética
Aula de bioética
 
O racionalismo
O racionalismoO racionalismo
O racionalismo
 
Cidadania e ética
Cidadania e éticaCidadania e ética
Cidadania e ética
 

Semelhante a ÉTICA E MORAL.pptx

O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
Katia Lopes
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
Stefanie Rodrigues
 
Ética 3º ano
Ética   3º anoÉtica   3º ano
Ética 3º ano
Edirlene Fraga
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
vater
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
vater
 
ÉTica e moral
ÉTica e moralÉTica e moral
ÉTica e moral
Rosineide Santos
 
PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA
Fatinha Bretas
 
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
GersonPrates
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
paulocesarSilva47
 
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
Trezetepe
 
etica_educ.pptx
etica_educ.pptxetica_educ.pptx
etica_educ.pptx
ssuser161715
 
Trabalho O que é Etica - Valles
Trabalho  O que é  Etica - VallesTrabalho  O que é  Etica - Valles
Trabalho O que é Etica - Valles
Erika Pereira
 
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
DraEvenlySilva
 
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica,  Moral e Valores.pdfDefinicoes de Etica,  Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
bomfimrosimeirelima
 
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
arthur2018106500
 
teologia moral
teologia moralteologia moral
teologia moral
Manoel Inacio Oliveira
 
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
AndrArajo349716
 
Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca
Reflexões sobre ética e moral Janaira FrancaReflexões sobre ética e moral Janaira Franca
Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca
Profa. Janaíra França
 
Ética e Moral - Filosofia
Ética e Moral - FilosofiaÉtica e Moral - Filosofia
Ética e Moral - Filosofia
Kely Cristina Metzker
 

Semelhante a ÉTICA E MORAL.pptx (20)

O que é ética
O que é éticaO que é ética
O que é ética
 
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos ContemporâneosA moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
A moral e a Etica na Perspectiva dos Filósofos Contemporâneos
 
Ética 3º ano
Ética   3º anoÉtica   3º ano
Ética 3º ano
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
 
4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx4-2-ética word.docx
4-2-ética word.docx
 
ÉTica e moral
ÉTica e moralÉTica e moral
ÉTica e moral
 
PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA
 
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
T300 revisão provastrimestre1.25.04.13
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
 
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
Ética e Moral - Grupo 04 (Felipe, Shayanne, Luana e Erick)
 
etica_educ.pptx
etica_educ.pptxetica_educ.pptx
etica_educ.pptx
 
Trabalho O que é Etica - Valles
Trabalho  O que é  Etica - VallesTrabalho  O que é  Etica - Valles
Trabalho O que é Etica - Valles
 
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1ÉTICA origem definicao e historia aula 1
ÉTICA origem definicao e historia aula 1
 
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica,  Moral e Valores.pdfDefinicoes de Etica,  Moral e Valores.pdf
Definicoes de Etica, Moral e Valores.pdf
 
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
Aula 3 - Ética no Serviço Público - normas e conduta dentro do serviço públic...
 
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
Palestra etical, conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral d...
 
teologia moral
teologia moralteologia moral
teologia moral
 
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx01-  Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
01- Introdução a Ética e Legislação Profissional.pptx
 
Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca
Reflexões sobre ética e moral Janaira FrancaReflexões sobre ética e moral Janaira Franca
Reflexões sobre ética e moral Janaira Franca
 
Ética e Moral - Filosofia
Ética e Moral - FilosofiaÉtica e Moral - Filosofia
Ética e Moral - Filosofia
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 

ÉTICA E MORAL.pptx

  • 2. REFLEXÕES Qual são os significados dos termos: Moral e Ética? Do que trata especificamente esse ramo da filosofia que estuda o comportamento e os valores humanos?
  • 3. MORAL  é originada do termo latino mores.  é relativo aos costumes, às regras, ao hábito.  tem relação com os valores de uma sociedade específica.  valores variáveis no tempo e no espaço que adquirem caráter normativos.  está intimamente relacionada as convencionalidades humanas.
  • 4. ÉTICA  provém do grego ethos.  significa, no singular, o caráter que cada pessoa constrói e cultiva em si.  é compreendida como o estudo da moral, ou seja, entendimento das normas, princípios e valores de uma determinada época, lugar e sociedade.
  • 5. ENEM/PPL - 2018)Uma criança com deficiência mental deve ser mantida em casa ou mandada a uma instituição? Um parente mais velho que costuma causar problemas deve ser cuidado ou podemos pedir que vá embora? Um casamento infeliz deve ser prolongado pelo bem das crianças? Os questionamentos apresentados no texto possuem uma relevância filosófica à medida que problematizam conflitos que estão nos domínios da: a)política e da esfera pública. b)teologia e dos valores religiosos. c)lógica e da validade dos raciocínios. d)ética e dos padrões de comportamento.. e) epistemologia e dos limites do conhecimento.
  • 6. ENEM PPL - 2016)
  • 7. A figura do inquilino ao qual a personagem da tirinha se refere é o(a): a)constrangimento por olhares de reprovação. b)costume importo aos filhos por coação. c)consciência da obrigação moral.. d)pessoa habitante da mesma casa. e)temor de possível castigo.
  • 8. Aristóteles (384 a.C.- 22 a.C.) Nasceu em Estagira. Influencia o mundo ocidental (lógica, política, física, metafísica e estética) Os estudos na METAFÍSICA, influenciam os estudos da ÉTICA .
  • 9. ÉTICA EM ARISTÓTELES  livro “ Ética a Nicômaco”: a felicidade (eudaimonia) é finalidade da vida humana (sumo bem).  Ser humano essência racional é o único ser vivo capaz de realizar escolhas.  O uso da razão para alcance da felicidade (virtude contemplativa) sempre, fora dos impulsos emocionais e momentâneos.
  • 11. Precisamos pensar e agir nas relações e situações com outros (virtudes éticas) Ex: amizade/ ser amigo. Nossas ações (virtudes éticas )são contextuais Ex: Ser amigo: ser presente, não apoiar, ser cúmplice etc.. As virtudes éticas devemos buscar o hábito e o equilibrio ( meio termo) para evitar o excesso ou carência dos nossos impulsos.
  • 12. ) VIRTUDE VÍCIO POR EXCESSO VÍCIO POR DEFICIÊNCI A CORAGEM TEMERIDADE/ AUDÁCIA COVARDIA GENEROSIDADE DESPERDÍCIO AVAREZA TEMPERANÇA VOLUPTUOSIDA DE INSENSIBILIDA DE AFABILIDADE SUBSERVIÊNCI A GROSSERIA EX: Em certas situações, ter coragem é calar-se, ou enfrentar, ou ter postura neutra. Ex2 Para dirigir : Raissa não é corajosa , isso me fez deixar de viver boas experiências.
  • 13. (Enem PPL 2014) Ao falar do caráter de um homem não dizemos que ele é sábio ou que possui entendimento, mas que é calmo ou temperante. No entanto, louvamos também o sábio, referindo-se ao hábito; e aos hábitos dignos de louvor chamamos virtude. ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. São Paulo: Nova CuIturaI, 1973. Em Aristóteles, o conceito de virtude ética expressa a: a) excelência de atividades praticadas em consonância com o bem comum.. b) concretização utilitária de ações que revelam a manifestação de propósitos privados. c) concordância das ações humanas aos preceitos emanados da divindade. d) realização de ações que permitem a configuração da paz interior. e) manifestação de ações estéticas, coroadas de adorno e beleza.
  • 14. O QUE É SER FELIZ? Cada pessoa que responder a esta pergunta apresentará uma resposta própria, pois a felicidade é algo individual, pessoal e intransferível...
  • 15. A FELICIDADE NA SOCIEDADE ATUAL EIXOS TEMÁTICOS: CULTURA/ SAÚDE • CONSUMO (obrigação/ ideais): é ter saúde, amor, dinheiro suficiente, corpo, redes sociais, midias etc... • DEPRESSÃO (estatística): antidepressivos, suicidio, transtornos mentais etc..
  • 16. FILOSOFIAS HELENISTICAS São as quatro escolas gregas que surgiram após a morte de Sócrates. Possui a busca da felicidade como tema comum a partir :  Vida Ética (reflexão sobre ações);  Filosofia como modo de vida (pessoa sábia).  busca pela paz de espírito (Ataraxia).
  • 17. EPICURISMO • Epicuro (324 – 271 a.C.); • buscar do prazer para uma vida feliz. • Tipos de prazeres:  Duradouros (conhecimentos, convivência);  Imediatos (desejos); • Precisamos através da reflexão, dominar os prazeres imediatos para desfrutarmos de uma vida sem dor (ataraxia).
  • 18. Estoicismo  Zenão de Citio- 300 AC  O universo segue uma lei natural, divina e racional;  Compreender a ordem do mundo deste é viver segundo ele.  Não podemos controlar acontecimentos externos, apenas vivê-los.
  • 19. Ceticismo • Pirro de Élida(360 A. C) • todo conhecimento é incerto, duvidoso. • Por isso devemos suspender nosso juízo e não afirmar nada como verdadeiro, com o intuito de alcançarmos a tranquilidade. • Devemos viver conforme o que acreditamos, não buscando a verdadepara nossas ações.
  • 20. CINISMO Diógenes (413 A.C) • Palavra grega kyon (cachorro). • pois pregavam uma vida semelhante à dos cães. • O homem deve conhecer a si mesmo (tal como Sócrates pregava), desprezar todos os bens materiais e ter liberdade de discurso.
  • 21. Enem 2016) Pirro afirmava que nada é nobre nem vergonhoso, justo ou injusto; e que, da mesma maneira, nada existe do ponto de vista da verdade; que os homens agem apenas segundo a lei e o costume, nada sendo mais isto do que aquilo. Ele levou uma vida de acordo com esta doutrina, nada procurando evitar e não se desviando do que quer que fosse, suportando tudo, carroças, por exemplo, precipícios, cães, nada deixando ao arbítrio dos sentidos. LAÉRCIO, D. Vidas e sentenças dos filósofos ilustres. Brasília: Editora UnB, 1988. O ceticismo, conforme sugerido no texto, caracteriza-se por: a) Desprezar quaisquer convenções e obrigações da sociedade. b) Atingir o verdadeiro prazer como o princípio e o fim da vida feliz. c) Defender a indiferença e a impossibilidade de obter alguma certeza. d) Aceitar o determinismo e ocupar-se com a esperança transcendente. e) Agir de forma virtuosa e sábia a fim de enaltecer o homem bom e belo.