SlideShare uma empresa Scribd logo
Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância D. Lourenço Vicente
Escola Básica 2,3 Dr. João das Regras
Língua Portuguesa
Nome: __________________________________ Nº _______ Ano/Turma: ________
Teste Sumativo
O SAPATEIRO POBRE
Havia um sapateiro que trabalhava à porta de casa e todo o santíssimo dia
cantava. Tinha muitos filhos, que andam rotinhos pela rua pela muita pobreza e à
noite, enquanto a mulher fazia a ceia, o homem puxava da viola e tocava os seus
batuques muito contente.
Ora defronte do sapateiro morava um ricaço, que reparava naquele viver e
teve pelo sapateiro tal compaixão que lhe mandou um saco de dinheiro, porque o
queria fazer feliz.
O sapateiro lá ficou admirado. Pegou no dinheiro e à noite fechou-se com a
mulher para o contarem. Naquela noite, o pobre já não tocou viola. As crianças,
como andavam a brincar pela casa, faziam barulho e levaram-no a errar na conta e
ele teve de lhes bater. Ouviu-se uma choradeira como nunca tinham feito quando
estavam com mais fome. Dizia a mulher:
- E agora, que havemos nós de fazer a tanto dinheiro?
- Enterra-se!
- Perdemos-lhe o tino. É melhor metê-lo na arca.
- Mas podem roubá-lo! O melhor é pô-lo a render.
- Ora, isso é ser onzeneiro!
- Então levantam-se as casas e fazem-se de sobrado e depois arranjo a oficina
toda pintadinha.
- Isso não tem nada com a obra! O melhor era comprarmos uns campinhos. Eu
sou filha de um lavrador e puxa-me o corpo para o campo.
- Nessa não caio eu.
- Pois o que me faz a conta é ter terra. Tudo o mais é vento.
As coisas foram-se azedando, palavra puxa palavra, o homem zanga-se, atiça
duas solhas na mulher, berreiro de uma banda, berreiro da outra, naquela noite não
pregaram olho.
O vizinho ricaço reparava em tudo e não sabia explicar aquela mudança. Por
fim, o sapateiro disse à mulher:
- Sabes que mais? O dinheiro tirou-nos a nossa antiga alegria! O melhor era ir
levá-lo outra vez ao vizinho dali defronte, e que nos deixe cá com aquela pobreza que
nos fazia amigos um do outro!
A mulher abraçou aquilo com ambas as mãos, e o sapateiro, com vontade de
recobrar a sua alegria e a da mulher e dos filhos, foi entregar o dinheiro e voltou para
a sua tripeça a cantar e a trabalhar como de costume.
Vale Moutinho, Contos Populares Portugueses
Vocabulário: batuque – tambor; perder o tino- deixar de saber onde está; onzeneiro- pessoa que
empresta dinheiro a juro muito elevado.
Grupo I – Interpretação de Texto:
1 - A ação do conto gira em torno de uma família rural.
1.1 – Identifica as personagens intervenientes.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
1.2 – Indica (com chavetas) no texto as seguintes partes:
- Situação inicial
- Parte preparatória
- Nó da intriga
- Desenlace
1.3. – Indica quais das seguintes afirmações são verdadeiras ou falsas:
a) O marido sugere que se enterre o dinheiro. ________________________
b) A mulher sugere que se dê o dinheiro. _____________________________
c) A mulher afirma: « Nessa não caio eu ». ____________________________
d) O marido afirma: «É melhor metê-lo na arca» ______________________
1.4 - Faz o levantamento das marcas temporais e espaciais presentes no conto.
Temporais: ________________________________________________________________________________
Espaciais: _________________________________________________________________________________
1.5. – Podemos retirar uma lição de moral deste conto? Qual?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
1.6. – Completa os espaços em branco com a opção correta de acordo com os conteúdos
estudados.
- O Conto Popular, normalmente, é um texto ______________ (curto/longo), com um
número__________________ (reduzido/elevado) de personagens. Tem origem no seio do _________
(povo/nobreza), que o transmite ________________________ (oralmente/por escrito) de geração
em geração, com objetivos ____________________ e _______________________( lúdicos/críticos/
moralizantes/intelectuais).
Grupo II – Conhecimento Explícito da Língua
1 – Classifica morfologicamente as palavras da seguinte frase.
“O Tejo é um rio português.”
O: ____________________________________________________________________
Tejo: __________________________________________________________________
é: ____________________________________________________________________
um: __________________________________________________________________
rio: ___________________________________________________________________
português: _____________________________________________________________
2 – Entre os nomes destacados, distingue os contáveis dos não contáveis.
Contáveis Não contáveis
Gosto de observar de longe o casario.
Ele era um vendedor de algodão.
A porta fechou-se.
O medo dominou o João.
A árvore está coberta de flores azuis.
3 – Forma o feminino e o plural dos seguintes nomes.
Feminino Plural
cidadão
marido
astronauta
profeta
imperador
padrasto
4 – Completa as frases a partir das informações apresentadas.
a) Esta aldeia é _________________________________ a minha.
(Luminoso – comparativo de igualdade)
b) Tenho os pés _________________________________ as mãos.
(frio – comparativo de superioridade)
c) Esta personagem é _____________________________ do livro.
(misterioso – superlativo relativo de superioridade)
d) Os aposentos da princesa são ___________________________.
(simples – superlativo absoluto analítico)
Grupo III – Escrita
1. Elabora uma notícia para um dos títulos a seguir propostos:
A – Homem é preso por ter mordido um cão.
B – Peixe agride pescador.
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
________________________________________________________________
Bom Trabalho!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teste sumativo 2
Teste sumativo 2Teste sumativo 2
Teste sumativo 2
Delfina Sousa
 
Fábula em verso: O Corvo e a Raposa
Fábula em verso: O Corvo e a RaposaFábula em verso: O Corvo e a Raposa
Fábula em verso: O Corvo e a Raposa
A. Simoes
 
A raposa e o corvo
A raposa e o corvoA raposa e o corvo
A raposa e o corvo
anapatriciadesouza
 
Teste 1 6ºano port
Teste 1 6ºano portTeste 1 6ºano port
Teste 1 6ºano port
Rute Almeida
 
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
João Tavares
 
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festaSequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
Suzy Santana
 
Teste lp
Teste lp Teste lp
Teste lp
Carina Caldeira
 
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lc
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lcFicha de avaliação diagnóstica b2 lc
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lc
helena frança
 
Fa4eee
Fa4eeeFa4eee
Fa4eee
Rute Almeida
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
Fernando Santos
 
Ficha de revisões L.Portuguesa
Ficha de revisões L.PortuguesaFicha de revisões L.Portuguesa
Ficha de revisões L.Portuguesa
Ana Tapadinhas
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
Zulmira Lima
 
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
Profmaria
 
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunesConto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
bibliotecap
 
Sequencia cigarra formiga 2015
Sequencia cigarra formiga 2015Sequencia cigarra formiga 2015
Sequencia cigarra formiga 2015
Érika Vecci
 
Sequencia didactica o segredo do rio
Sequencia didactica   o segredo do rioSequencia didactica   o segredo do rio
Sequencia didactica o segredo do rio
bibliotecap
 
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º anoAvaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
Vania Alice Carinha
 
6ºano
6ºano6ºano
6ºano
susanapaula
 
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-anoInterpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
ALEXANDRA DAMASCENO
 
Apostila 2º ano Ensino Fundamental
Apostila 2º ano Ensino FundamentalApostila 2º ano Ensino Fundamental
Apostila 2º ano Ensino Fundamental
escolatkc
 

Mais procurados (20)

Teste sumativo 2
Teste sumativo 2Teste sumativo 2
Teste sumativo 2
 
Fábula em verso: O Corvo e a Raposa
Fábula em verso: O Corvo e a RaposaFábula em verso: O Corvo e a Raposa
Fábula em verso: O Corvo e a Raposa
 
A raposa e o corvo
A raposa e o corvoA raposa e o corvo
A raposa e o corvo
 
Teste 1 6ºano port
Teste 1 6ºano portTeste 1 6ºano port
Teste 1 6ºano port
 
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
Teste 6 maio 2010_reencontro_e2
 
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festaSequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
Sequência Didática - Bruxa,bruxa venha a minha festa
 
Teste lp
Teste lp Teste lp
Teste lp
 
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lc
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lcFicha de avaliação diagnóstica b2 lc
Ficha de avaliação diagnóstica b2 lc
 
Fa4eee
Fa4eeeFa4eee
Fa4eee
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Ficha de revisões L.Portuguesa
Ficha de revisões L.PortuguesaFicha de revisões L.Portuguesa
Ficha de revisões L.Portuguesa
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
 
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
Ficha De Verificação De Leitura, "Leandro, rei da Helíria"
 
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunesConto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
Conto segredo.do.rio guiao_vaz.nunes
 
Sequencia cigarra formiga 2015
Sequencia cigarra formiga 2015Sequencia cigarra formiga 2015
Sequencia cigarra formiga 2015
 
Sequencia didactica o segredo do rio
Sequencia didactica   o segredo do rioSequencia didactica   o segredo do rio
Sequencia didactica o segredo do rio
 
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º anoAvaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
Avaliação diagnostica linguaportuguesa 5º ano
 
6ºano
6ºano6ºano
6ºano
 
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-anoInterpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
Interpretação de-texto-e-gramática-4º-ano
 
Apostila 2º ano Ensino Fundamental
Apostila 2º ano Ensino FundamentalApostila 2º ano Ensino Fundamental
Apostila 2º ano Ensino Fundamental
 

Semelhante a testesumativo1-120320052835-phpapp01.pdf

Teste sumativo 1
Teste sumativo 1Teste sumativo 1
Teste sumativo 1
Delfina Sousa
 
Atividades para o nível i
Atividades para o nível iAtividades para o nível i
Atividades para o nível i
josivaldopassos
 
Avaliação de portugues iii unidade
Avaliação de portugues iii unidadeAvaliação de portugues iii unidade
Avaliação de portugues iii unidade
Eliane Soares
 
Teste sumativo 2 ricardo ana catarina
Teste sumativo 2 ricardo ana catarinaTeste sumativo 2 ricardo ana catarina
Teste sumativo 2 ricardo ana catarina
Delfina Sousa
 
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
PCS Informatica
 
Dançando com o morto.docx
Dançando com o morto.docxDançando com o morto.docx
Dançando com o morto.docx
IedaGoethe
 
3 ano
3 ano3 ano
letra B 2022.docx
letra B 2022.docxletra B 2022.docx
letra B 2022.docx
nislene nogueira santos
 
075 teste diagnóstico_5.º
075 teste diagnóstico_5.º075 teste diagnóstico_5.º
075 teste diagnóstico_5.º
Cristina Nascimento
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
Zulmira Lima
 
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologicaLeitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
Ministry of Education (Brazil)
 
O menino e a lua corre corre cabacinha - ficha fonologica
O menino e a lua   corre corre cabacinha - ficha fonologicaO menino e a lua   corre corre cabacinha - ficha fonologica
O menino e a lua corre corre cabacinha - ficha fonologica
professora licenciada do 1º ciclo
 
Coerrencia coesão
Coerrencia coesãoCoerrencia coesão
Coerrencia coesão
VERA OLIVEIRA
 
Menina do mar
Menina do marMenina do mar
Menina do mar
Lúcia Martins
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
Fernanda Antunes
 
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptxLINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
simoneantoniadasilva
 
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptxLINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
simoneantoniadasilva
 
Cabe na mala_1
Cabe na mala_1Cabe na mala_1
Cabe na mala_1
ANA PAULA LOPES
 
Projeto cabe na mala
Projeto cabe na malaProjeto cabe na mala
Projeto cabe na mala
carinateixeira23
 

Semelhante a testesumativo1-120320052835-phpapp01.pdf (20)

Teste sumativo 1
Teste sumativo 1Teste sumativo 1
Teste sumativo 1
 
Atividades para o nível i
Atividades para o nível iAtividades para o nível i
Atividades para o nível i
 
Avaliação de portugues iii unidade
Avaliação de portugues iii unidadeAvaliação de portugues iii unidade
Avaliação de portugues iii unidade
 
Teste sumativo 2 ricardo ana catarina
Teste sumativo 2 ricardo ana catarinaTeste sumativo 2 ricardo ana catarina
Teste sumativo 2 ricardo ana catarina
 
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
Apostila plantao portugues_6_ano_1_bim_4_2 (1)
 
Dançando com o morto.docx
Dançando com o morto.docxDançando com o morto.docx
Dançando com o morto.docx
 
3 ano
3 ano3 ano
3 ano
 
letra B 2022.docx
letra B 2022.docxletra B 2022.docx
letra B 2022.docx
 
075 teste diagnóstico_5.º
075 teste diagnóstico_5.º075 teste diagnóstico_5.º
075 teste diagnóstico_5.º
 
O rapaz de pedra
O rapaz de pedraO rapaz de pedra
O rapaz de pedra
 
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologicaLeitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
Leitura alice.vieira cabacinha.rola.velha.lobo_ficha.fonologica
 
O menino e a lua corre corre cabacinha - ficha fonologica
O menino e a lua   corre corre cabacinha - ficha fonologicaO menino e a lua   corre corre cabacinha - ficha fonologica
O menino e a lua corre corre cabacinha - ficha fonologica
 
Coerrencia coesão
Coerrencia coesãoCoerrencia coesão
Coerrencia coesão
 
Menina do mar
Menina do marMenina do mar
Menina do mar
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
43548929 teste-cavaleiro-dinamarca
 
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptxLINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
 
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptxLINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
LINGUAGEM VERBAL, LINGUAGEM VISUAL E LINGUAGEM MULTIMODAL.pptx
 
Cabe na mala_1
Cabe na mala_1Cabe na mala_1
Cabe na mala_1
 
Projeto cabe na mala
Projeto cabe na malaProjeto cabe na mala
Projeto cabe na mala
 

Mais de DianaBejaBeja

poesia_trovadoresca.pptx
poesia_trovadoresca.pptxpoesia_trovadoresca.pptx
poesia_trovadoresca.pptx
DianaBejaBeja
 
FURACÕES 2022.docx
FURACÕES 2022.docxFURACÕES 2022.docx
FURACÕES 2022.docx
DianaBejaBeja
 
F.Q8 Natureza da matéria.ppt
F.Q8 Natureza da matéria.pptF.Q8 Natureza da matéria.ppt
F.Q8 Natureza da matéria.ppt
DianaBejaBeja
 
re82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docxre82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docx
DianaBejaBeja
 
3º f6.PDF.doc
3º f6.PDF.doc3º f6.PDF.doc
3º f6.PDF.doc
DianaBejaBeja
 
3º ano-avaliacao.PDF.doc
3º ano-avaliacao.PDF.doc3º ano-avaliacao.PDF.doc
3º ano-avaliacao.PDF.doc
DianaBejaBeja
 
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
DianaBejaBeja
 
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
DianaBejaBeja
 
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
DianaBejaBeja
 
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
DianaBejaBeja
 
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
DianaBejaBeja
 
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
DianaBejaBeja
 
diversidadeanimais.doc
diversidadeanimais.docdiversidadeanimais.doc
diversidadeanimais.doc
DianaBejaBeja
 

Mais de DianaBejaBeja (13)

poesia_trovadoresca.pptx
poesia_trovadoresca.pptxpoesia_trovadoresca.pptx
poesia_trovadoresca.pptx
 
FURACÕES 2022.docx
FURACÕES 2022.docxFURACÕES 2022.docx
FURACÕES 2022.docx
 
F.Q8 Natureza da matéria.ppt
F.Q8 Natureza da matéria.pptF.Q8 Natureza da matéria.ppt
F.Q8 Natureza da matéria.ppt
 
re82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docxre82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docx
 
3º f6.PDF.doc
3º f6.PDF.doc3º f6.PDF.doc
3º f6.PDF.doc
 
3º ano-avaliacao.PDF.doc
3º ano-avaliacao.PDF.doc3º ano-avaliacao.PDF.doc
3º ano-avaliacao.PDF.doc
 
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
06_av_set_out_em_3ano15_16.doc
 
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
277058164-Fichas-de-Avaliacao-Portugues-3-ano.pdf
 
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno - Cópia.pdf
 
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
245373770-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Portugues-3ºAno.pdf
 
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
245374056-Fichas-de-Avaliacao-Desafios-Estudo-Meio-3ºAno.pdf
 
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
245376029-Rafa-3-Diagnostico-e-Trimestral.pdf
 
diversidadeanimais.doc
diversidadeanimais.docdiversidadeanimais.doc
diversidadeanimais.doc
 

Último

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

testesumativo1-120320052835-phpapp01.pdf

  • 1. Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância D. Lourenço Vicente Escola Básica 2,3 Dr. João das Regras Língua Portuguesa Nome: __________________________________ Nº _______ Ano/Turma: ________ Teste Sumativo O SAPATEIRO POBRE Havia um sapateiro que trabalhava à porta de casa e todo o santíssimo dia cantava. Tinha muitos filhos, que andam rotinhos pela rua pela muita pobreza e à noite, enquanto a mulher fazia a ceia, o homem puxava da viola e tocava os seus batuques muito contente. Ora defronte do sapateiro morava um ricaço, que reparava naquele viver e teve pelo sapateiro tal compaixão que lhe mandou um saco de dinheiro, porque o queria fazer feliz. O sapateiro lá ficou admirado. Pegou no dinheiro e à noite fechou-se com a mulher para o contarem. Naquela noite, o pobre já não tocou viola. As crianças, como andavam a brincar pela casa, faziam barulho e levaram-no a errar na conta e ele teve de lhes bater. Ouviu-se uma choradeira como nunca tinham feito quando estavam com mais fome. Dizia a mulher: - E agora, que havemos nós de fazer a tanto dinheiro? - Enterra-se! - Perdemos-lhe o tino. É melhor metê-lo na arca. - Mas podem roubá-lo! O melhor é pô-lo a render. - Ora, isso é ser onzeneiro! - Então levantam-se as casas e fazem-se de sobrado e depois arranjo a oficina toda pintadinha. - Isso não tem nada com a obra! O melhor era comprarmos uns campinhos. Eu sou filha de um lavrador e puxa-me o corpo para o campo. - Nessa não caio eu. - Pois o que me faz a conta é ter terra. Tudo o mais é vento. As coisas foram-se azedando, palavra puxa palavra, o homem zanga-se, atiça duas solhas na mulher, berreiro de uma banda, berreiro da outra, naquela noite não pregaram olho. O vizinho ricaço reparava em tudo e não sabia explicar aquela mudança. Por fim, o sapateiro disse à mulher: - Sabes que mais? O dinheiro tirou-nos a nossa antiga alegria! O melhor era ir levá-lo outra vez ao vizinho dali defronte, e que nos deixe cá com aquela pobreza que nos fazia amigos um do outro! A mulher abraçou aquilo com ambas as mãos, e o sapateiro, com vontade de recobrar a sua alegria e a da mulher e dos filhos, foi entregar o dinheiro e voltou para a sua tripeça a cantar e a trabalhar como de costume. Vale Moutinho, Contos Populares Portugueses Vocabulário: batuque – tambor; perder o tino- deixar de saber onde está; onzeneiro- pessoa que empresta dinheiro a juro muito elevado.
  • 2. Grupo I – Interpretação de Texto: 1 - A ação do conto gira em torno de uma família rural. 1.1 – Identifica as personagens intervenientes. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 1.2 – Indica (com chavetas) no texto as seguintes partes: - Situação inicial - Parte preparatória - Nó da intriga - Desenlace 1.3. – Indica quais das seguintes afirmações são verdadeiras ou falsas: a) O marido sugere que se enterre o dinheiro. ________________________ b) A mulher sugere que se dê o dinheiro. _____________________________ c) A mulher afirma: « Nessa não caio eu ». ____________________________ d) O marido afirma: «É melhor metê-lo na arca» ______________________ 1.4 - Faz o levantamento das marcas temporais e espaciais presentes no conto. Temporais: ________________________________________________________________________________ Espaciais: _________________________________________________________________________________ 1.5. – Podemos retirar uma lição de moral deste conto? Qual? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 1.6. – Completa os espaços em branco com a opção correta de acordo com os conteúdos estudados. - O Conto Popular, normalmente, é um texto ______________ (curto/longo), com um número__________________ (reduzido/elevado) de personagens. Tem origem no seio do _________ (povo/nobreza), que o transmite ________________________ (oralmente/por escrito) de geração em geração, com objetivos ____________________ e _______________________( lúdicos/críticos/ moralizantes/intelectuais).
  • 3. Grupo II – Conhecimento Explícito da Língua 1 – Classifica morfologicamente as palavras da seguinte frase. “O Tejo é um rio português.” O: ____________________________________________________________________ Tejo: __________________________________________________________________ é: ____________________________________________________________________ um: __________________________________________________________________ rio: ___________________________________________________________________ português: _____________________________________________________________ 2 – Entre os nomes destacados, distingue os contáveis dos não contáveis. Contáveis Não contáveis Gosto de observar de longe o casario. Ele era um vendedor de algodão. A porta fechou-se. O medo dominou o João. A árvore está coberta de flores azuis. 3 – Forma o feminino e o plural dos seguintes nomes. Feminino Plural cidadão marido astronauta profeta imperador padrasto 4 – Completa as frases a partir das informações apresentadas. a) Esta aldeia é _________________________________ a minha. (Luminoso – comparativo de igualdade) b) Tenho os pés _________________________________ as mãos. (frio – comparativo de superioridade) c) Esta personagem é _____________________________ do livro. (misterioso – superlativo relativo de superioridade) d) Os aposentos da princesa são ___________________________. (simples – superlativo absoluto analítico)
  • 4. Grupo III – Escrita 1. Elabora uma notícia para um dos títulos a seguir propostos: A – Homem é preso por ter mordido um cão. B – Peixe agride pescador. ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ ________________________________________________________________ Bom Trabalho!