SlideShare uma empresa Scribd logo
Terceirização e Empreendedorismo
TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO
Contexto:
● Reestruturação Organizacional
● Modernização de negócios
● Competitividade
TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO
Por que terceirizar?
• Mão-de-obra qualificada
• Redução de custos
• Rapidez para executar as demandas
• Acesso a novas tecnologias
TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO
● Foco no Core Business:
“A empresa, com a Terceirização, irá voltar-se totalmente para sua atividade principal, otimizando
seus recursos, desenvolvendo práticas precisas para o atingimento das metas (...).” (GIOSA, 1997)
TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO
A maior desvantagem da terceirização
está no desconhecimento na escolha
do parceiro/colaborador ou da
qualidade do serviço prestado.
EMPREENDEDORISMO
Quem?
EMPREENDEDORISMO
O que é?
É o estudo dedicado ao desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação.
Saber identificar oportunidades e transformá-las em realidade.
A importância do empreendedorismo está na geração de riquezas, promovendo crescimento,
desenvolvimento. Gerar mudança tanto econômica quanto social.
EMPREENDEDORISMO
Vídeo:
https://www.youtube.com/watch?v=mYrJFNSr2_8&feature=youtu.be
EMPREENDEDORISMO
Como criar minha empresa?
Vídeo:
https://youtu.be/tDGsYK5me_s
EMPREENDEDORISMO
Comunicação Social
• Currículo acadêmico
• Campos mais explorados
• Curriculo ideal
EMPREENDEDORISMO
Outras esferas
• ONG?
Organizações não governamentais (sem fins lucrativos), que atuam no terceiro setor da sociedade civil. Atuam
em diversas áreas, tais como: meio ambiente, combate à pobreza, assistência social, saúde, educação,
reciclagem, desenvolvimento sustentável, entre outras. Seus serviços chegam em locais e situações em que o
Estado é pouco presente. Muitas vezes as ONGs trabalham em parceria com o Estado. As ONGs obtêm
recursos através de financiamento dos governos, empresas privadas, venda de produtos e da população em
geral (através de doações). Grande parte da mão-de-obra que atua nas ONGs é formada por voluntários.
EMPREENDEDORISMO
Outras esferas
• OSCIP?
Organização da Sociedade Civil de Interesse Público ou OSCIP é um título fornecido pelo Ministério da Justiça
do Brasil, cuja finalidade é facilitar o aparecimento de parcerias e convênios com todos os níveis de governo e
órgãos públicos (federal, estadual e municipal) e permite que doações realizadas por empresas possam ser
descontadas no imposto de renda. OSCIPs são ONGs criadas por iniciativa privada, que obtêm um certificado
emitido pelo poder público federal ao comprovar o cumprimento de certos requisitos, especialmente aqueles
derivados de normas de transparência administrativas.
Pode-se dizer que as OSCIPs são o reconhecimento oficial e legal mais próximo do que modernamente se
entende por ONG, especialmente porque são marcadas por uma extrema transparência administrativa.
Contudo ser uma OSCIP é uma opção institucional, não uma obrigação.
EMPREENDEDORISMO
Outras esferas
• Vantagens de estar no SIMPLES.
O Simples Nacional não é um tipo de empresa, mas sim um regime de tributação. Isso significa que você pode ter
uma empresa (de qualquer um, dentre vários tipos disponíveis) e ainda assim participar do Simples Nacional.
Todas as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte podem se enquadrar no Simples Nacional, desde que
estejam devidamente registrados no Registro de Empresas Mercantis ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas e
desde que sejam respeitados os seguintes limites de faturamento:
• Empreendedores Individuais: R$60.000,00 por ano;
• Microempresas: R$360.000,00 por ano
• Empresas de Pequeno Porte: R$3.6 milhões por ano.
EMPREENDEDORISMO
Outras esferas
• Vantagens de estar no SIMPLES.
As principais vantagens do Simples são:
Unifica a arrecadação de tributos através de uma única alíquota;
A redução da carga tributária pode chegar até a 40%, dependendo das condições da empresa;
Desburocratização: não há necessidade de realização de cadastros estaduais e municipais;
Tem um processo mais fácil de controle e de contabilidade
Tem uma redução da carga tributária
Tem redução dos custos trabalhistas (Folha de Pagamento), pois não há contribuição do INSS Patronal
EMPREENDEDORISMO
Outras esferas
• Como se ordenam as S/A (sociedades anônimas) ?
Sociedade Anônima (S/A) é um tipo de companhia que tem seu capital dividido por ações. Os sócios são chamados
acionistas e têm responsabilidade limitada ao preço das ações adquiridas. Ela surgiu em meados do século XVII,
quando a maioria dos negócios ainda era financiada pelo capital familiar.
EMPREENDEDORISMO
S/A (sociedades anônimas)
• Possui capital divido em ações;
• O importante, nesse tipo de sociedade são os capitais acumulados e não o acionista em si. A posse de ações é que faz
valer a participação do acionista;
• As ações só podem ser emitidas pela empresa com autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários);
• Somente as próprias ações são usadas como garantia financeira da companhia. Nenhum dos sócios precisa responder
com seu patrimônio particular pelas dívidas da empresa;
• Sua estrutura organizacional se compõe por uma assembleia geral, o conselho de administração, diretoria e conselho
fiscal;
• Pode ser uma sociedade aberta ou fechada;
• A responsabilidade do acionista é limitada ao preço das ações adquiridas ou subscritas;
• As ações são títulos circuláveis, isto é, o acionista tem a liberdade de cedê-las e negociá-las;
• Constitui pessoa jurídica de direito privado.
EMPREENDEDORISMO
Plano de negócios
Profissional
Criar o
negócio
Planejamento,
Controle e
gestão
Dominar
produtos
Saber vender
seu produto
“Essa matriz é uma forma de representar algumas formas
que o autor acreditava que poderiam aprimorar o negócio
de determinada organização por meio de quatro estratégias
distintas: penetração de mercado, desenvolvimento de
mercado, desenvolvimento de produto e diversificação
pura”. (MINTZBERG, 2001).
EMPREENDEDORISMO
A Matriz de Ansoff, é um modelo utilizado para determinar oportunidades
de crescimento de unidades de negócio de uma organização.
A matriz tem duas dimensões: produtos (ou serviços) e mercados. Sobre
essas duas dimensões, quatro estratégias podem ser formadas:
• Penetração de mercado: a empresa tenta conquistar clientes da
concorrência, aumentando a sua quota de mercado;
• Desenvolvimento de mercado: a empresa foca na conquista de novos
mercados com os produtos existentes;
• Desenvolvimento de produtos: a empresa busca criar produtos e
serviços, oferecendo-os ao seu mercado habitual;
• Diversificação: sendo a mais arriscada das estratégias, a empresa
normalmente foca na comunicação explicando porquê está entrando em
novos mercados com novos produtos, visando ganhar credibilidade.
EMPREENDEDORISMO
Vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=GA8z7f7a2Pk
Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como constituir uma empresa
Como constituir uma empresaComo constituir uma empresa
Como constituir uma empresa
Nyedson Barbosa
 
Aula de rotinas adm. iel1
Aula de rotinas adm. iel1Aula de rotinas adm. iel1
Aula de rotinas adm. iel1
Julio Pyramo
 
Empresarial 7
Empresarial 7Empresarial 7
Empresarial 7
Norberto Gonzaga
 
Critérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresasCritérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresas
turmaec11a
 
Classificação das empresas e regimes tributários
Classificação das empresas e regimes tributáriosClassificação das empresas e regimes tributários
Classificação das empresas e regimes tributários
Eliseu Fortolan
 
Aspectos jurídicos para startups
Aspectos jurídicos para startups Aspectos jurídicos para startups
Aspectos jurídicos para startups
Elizabeth Alves Fernandes
 
Tipos de empresas
Tipos de empresasTipos de empresas
Tipos de empresas
Murtinheira1964
 
Práticas administrativas - Conhecimentos Gerais
Práticas administrativas - Conhecimentos GeraisPráticas administrativas - Conhecimentos Gerais
Práticas administrativas - Conhecimentos Gerais
Wandick Rocha de Aquino
 
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacionalGovernança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
TR Consulting
 
Critérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresasCritérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresas
turmaec11a
 
Tipos de sociedades
Tipos de sociedadesTipos de sociedades
Tipos de sociedades
rosangelafremes
 
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de RiscosBidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
Andre Medeiros
 
Formas jurídicas de empresa
Formas jurídicas de empresaFormas jurídicas de empresa
Formas jurídicas de empresa
Vasco Andorinha
 
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEIFique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
Alexandre Monis
 
Curso -assistente-administrativo
Curso  -assistente-administrativoCurso  -assistente-administrativo
Curso -assistente-administrativo
Douracursos
 
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação SocietáriaTorres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
Torres e Pires Advogados Associados
 
Constitução de uma empresa
Constitução de uma empresaConstitução de uma empresa
Constitução de uma empresa
Filipe Simão Kembo
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
albumina
 
Artigo fusões e aquisições pdf
Artigo fusões e aquisições pdfArtigo fusões e aquisições pdf
Artigo fusões e aquisições pdf
Universidade de São Paulo (EEL USP)
 
Empresarial 6
Empresarial 6Empresarial 6
Empresarial 6
Norberto Gonzaga
 

Mais procurados (20)

Como constituir uma empresa
Como constituir uma empresaComo constituir uma empresa
Como constituir uma empresa
 
Aula de rotinas adm. iel1
Aula de rotinas adm. iel1Aula de rotinas adm. iel1
Aula de rotinas adm. iel1
 
Empresarial 7
Empresarial 7Empresarial 7
Empresarial 7
 
Critérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresasCritérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresas
 
Classificação das empresas e regimes tributários
Classificação das empresas e regimes tributáriosClassificação das empresas e regimes tributários
Classificação das empresas e regimes tributários
 
Aspectos jurídicos para startups
Aspectos jurídicos para startups Aspectos jurídicos para startups
Aspectos jurídicos para startups
 
Tipos de empresas
Tipos de empresasTipos de empresas
Tipos de empresas
 
Práticas administrativas - Conhecimentos Gerais
Práticas administrativas - Conhecimentos GeraisPráticas administrativas - Conhecimentos Gerais
Práticas administrativas - Conhecimentos Gerais
 
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacionalGovernança Corporaiva no cenário global organizacional
Governança Corporaiva no cenário global organizacional
 
Critérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresasCritérios de classificação das empresas
Critérios de classificação das empresas
 
Tipos de sociedades
Tipos de sociedadesTipos de sociedades
Tipos de sociedades
 
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de RiscosBidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
Bidoia Mello Advogados - Compliance e Gestão de Riscos
 
Formas jurídicas de empresa
Formas jurídicas de empresaFormas jurídicas de empresa
Formas jurídicas de empresa
 
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEIFique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
Fique Sabendo: Como calcular o pró-labore do MEI
 
Curso -assistente-administrativo
Curso  -assistente-administrativoCurso  -assistente-administrativo
Curso -assistente-administrativo
 
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação SocietáriaTorres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
Torres e Pires - Capacitação Baanko sobre Estruturação Societária
 
Constitução de uma empresa
Constitução de uma empresaConstitução de uma empresa
Constitução de uma empresa
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Artigo fusões e aquisições pdf
Artigo fusões e aquisições pdfArtigo fusões e aquisições pdf
Artigo fusões e aquisições pdf
 
Empresarial 6
Empresarial 6Empresarial 6
Empresarial 6
 

Destaque

CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
Paulo Castanho
 
Ps3
Ps3Ps3
Apresentação Franquia e Negócios - Vendedores
Apresentação Franquia e Negócios - VendedoresApresentação Franquia e Negócios - Vendedores
Apresentação Franquia e Negócios - Vendedores
Nairana Baptista
 
Computação de Alto Desempenho com PS3
Computação de Alto Desempenho com PS3Computação de Alto Desempenho com PS3
Computação de Alto Desempenho com PS3
Orlando Junior
 
Clusters e incubadoras
Clusters e incubadorasClusters e incubadoras
Clusters e incubadoras
Mariana Wey
 
Programa de Investimento em Portos
Programa de Investimento em PortosPrograma de Investimento em Portos
Programa de Investimento em Portos
Palácio do Planalto
 
Desenvolvimento de Sistemas de Franquias
Desenvolvimento de Sistemas de FranquiasDesenvolvimento de Sistemas de Franquias
Desenvolvimento de Sistemas de Franquias
Cardinalis Consultoria
 
Clusters e Sistemas Regionais de Inovação
Clusters e Sistemas Regionais de InovaçãoClusters e Sistemas Regionais de Inovação
Clusters e Sistemas Regionais de Inovação
Givanildo Silva
 
Portos 2021
Portos 2021Portos 2021
Medidas de controle
Medidas de controleMedidas de controle
Medidas de controle
André Souza
 
Estufagem de Containers
Estufagem de ContainersEstufagem de Containers
Estufagem de Containers
International Foreign Trade
 
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEEUma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
Fundação de Economia e Estatística
 
Apresentação Franquias
Apresentação FranquiasApresentação Franquias
Apresentação Franquias
Gilberto Fernandes
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
Márcio Vales
 
Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
Palestra   franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquiaPalestra   franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
Sebrae Santa Catarina
 
Terceirizacao
TerceirizacaoTerceirizacao
Terceirizacao
Alberto Oliveira
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
Ana Maria Magni Coelho
 
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias EmpreededorismoCase: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
Aloizio Ziareski
 
Canal de distribuição Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
Canal de distribuição   Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.Canal de distribuição   Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
Canal de distribuição Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
Idene Santos
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
Graziela Bernardo Mota
 

Destaque (20)

CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
CURSO: FRANQUIAS, COMO MONTAR UMA REDE
 
Ps3
Ps3Ps3
Ps3
 
Apresentação Franquia e Negócios - Vendedores
Apresentação Franquia e Negócios - VendedoresApresentação Franquia e Negócios - Vendedores
Apresentação Franquia e Negócios - Vendedores
 
Computação de Alto Desempenho com PS3
Computação de Alto Desempenho com PS3Computação de Alto Desempenho com PS3
Computação de Alto Desempenho com PS3
 
Clusters e incubadoras
Clusters e incubadorasClusters e incubadoras
Clusters e incubadoras
 
Programa de Investimento em Portos
Programa de Investimento em PortosPrograma de Investimento em Portos
Programa de Investimento em Portos
 
Desenvolvimento de Sistemas de Franquias
Desenvolvimento de Sistemas de FranquiasDesenvolvimento de Sistemas de Franquias
Desenvolvimento de Sistemas de Franquias
 
Clusters e Sistemas Regionais de Inovação
Clusters e Sistemas Regionais de InovaçãoClusters e Sistemas Regionais de Inovação
Clusters e Sistemas Regionais de Inovação
 
Portos 2021
Portos 2021Portos 2021
Portos 2021
 
Medidas de controle
Medidas de controleMedidas de controle
Medidas de controle
 
Estufagem de Containers
Estufagem de ContainersEstufagem de Containers
Estufagem de Containers
 
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEEUma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
Uma análise econômica da Terceirização - Igor Morais - Presidente da FEE
 
Apresentação Franquias
Apresentação FranquiasApresentação Franquias
Apresentação Franquias
 
Terceirização
TerceirizaçãoTerceirização
Terceirização
 
Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
Palestra   franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquiaPalestra   franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
Palestra franchising - o que é, como funciona e como adquirir uma franquia
 
Terceirizacao
TerceirizacaoTerceirizacao
Terceirizacao
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
 
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias EmpreededorismoCase: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
Case: Cacau Show Estudo dos Sistema de Franquias Empreededorismo
 
Canal de distribuição Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
Canal de distribuição   Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.Canal de distribuição   Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
Canal de distribuição Projeto Logístico -coca-cola, Castelo Branco.
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
 

Semelhante a Terceirização e Empreendedorismo

Como planejar seu negócio de moda
Como planejar seu negócio de modaComo planejar seu negócio de moda
Como planejar seu negócio de moda
Marcia Abrahim
 
Apresentação visão global.
Apresentação visão global.Apresentação visão global.
Apresentação visão global.
Carlos Rocha
 
Palestra Planejando a Abertura da sua Empresa
Palestra Planejando a Abertura da sua EmpresaPalestra Planejando a Abertura da sua Empresa
Palestra Planejando a Abertura da sua Empresa
sebraeleste1
 
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
Unipac - Conselheiro Lafaiete
 
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Universidade de Pernambuco
 
Manual do empreendedor em Espanha
Manual do empreendedor em EspanhaManual do empreendedor em Espanha
Técnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismoTécnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismo
Luís Roberto de Toledo
 
Atps administração financeira.doc
Atps administração financeira.docAtps administração financeira.doc
Atps administração financeira.doc
Giseli Cristina Silva
 
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEIPALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
Carlos Rocha
 
Plano De Negócios Estrutura Passo A Passo
Plano De Negócios   Estrutura Passo A PassoPlano De Negócios   Estrutura Passo A Passo
Plano De Negócios Estrutura Passo A Passo
Prefeitura Municipal de Uberlândia
 
Plano De NegóCios Estrutura Passo A Passo
Plano De NegóCios   Estrutura Passo A PassoPlano De NegóCios   Estrutura Passo A Passo
Plano De NegóCios Estrutura Passo A Passo
Prefeitura Municipal de Uberlândia
 
Aprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o SebraeAprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o Sebrae
Óscar Curros
 
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aul
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aulApresentação PPTX AF.pdf slides para aul
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aul
SergioPinheiro34
 
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
Marco Antonio P. Gonçalves
 
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Elizabeth Custodio
 
OnBehalf Brasil
OnBehalf Brasil OnBehalf Brasil
Como fazer um plano de negócios slides módulo i
Como fazer um plano de negócios   slides módulo iComo fazer um plano de negócios   slides módulo i
Como fazer um plano de negócios slides módulo i
Fdtensino
 
Manual do empreendedor em Portugal
Manual do empreendedor em PortugalManual do empreendedor em Portugal
Ciclo de vida
Ciclo de vidaCiclo de vida
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Professora Patricia Lima
 

Semelhante a Terceirização e Empreendedorismo (20)

Como planejar seu negócio de moda
Como planejar seu negócio de modaComo planejar seu negócio de moda
Como planejar seu negócio de moda
 
Apresentação visão global.
Apresentação visão global.Apresentação visão global.
Apresentação visão global.
 
Palestra Planejando a Abertura da sua Empresa
Palestra Planejando a Abertura da sua EmpresaPalestra Planejando a Abertura da sua Empresa
Palestra Planejando a Abertura da sua Empresa
 
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
 
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
 
Manual do empreendedor em Espanha
Manual do empreendedor em EspanhaManual do empreendedor em Espanha
Manual do empreendedor em Espanha
 
Técnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismoTécnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismo
 
Atps administração financeira.doc
Atps administração financeira.docAtps administração financeira.doc
Atps administração financeira.doc
 
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEIPALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
PALESTRA SIMPLES NACIONAL E MEI
 
Plano De Negócios Estrutura Passo A Passo
Plano De Negócios   Estrutura Passo A PassoPlano De Negócios   Estrutura Passo A Passo
Plano De Negócios Estrutura Passo A Passo
 
Plano De NegóCios Estrutura Passo A Passo
Plano De NegóCios   Estrutura Passo A PassoPlano De NegóCios   Estrutura Passo A Passo
Plano De NegóCios Estrutura Passo A Passo
 
Aprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o SebraeAprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o Sebrae
 
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aul
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aulApresentação PPTX AF.pdf slides para aul
Apresentação PPTX AF.pdf slides para aul
 
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
Gestão profissional nos escritórios de advocacia: Gestão e marketing para adv...
 
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
 
OnBehalf Brasil
OnBehalf Brasil OnBehalf Brasil
OnBehalf Brasil
 
Como fazer um plano de negócios slides módulo i
Como fazer um plano de negócios   slides módulo iComo fazer um plano de negócios   slides módulo i
Como fazer um plano de negócios slides módulo i
 
Manual do empreendedor em Portugal
Manual do empreendedor em PortugalManual do empreendedor em Portugal
Manual do empreendedor em Portugal
 
Ciclo de vida
Ciclo de vidaCiclo de vida
Ciclo de vida
 
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014Aula de gestão empresarial 11 01-2014
Aula de gestão empresarial 11 01-2014
 

Mais de Turmadomarcondes

Especialidades da Administração
Especialidades da AdministraçãoEspecialidades da Administração
Especialidades da Administração
Turmadomarcondes
 
Marketing para as Artes
Marketing para as ArtesMarketing para as Artes
Marketing para as Artes
Turmadomarcondes
 
Marketing cultural
Marketing culturalMarketing cultural
Marketing cultural
Turmadomarcondes
 
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp marcondes
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp     marcondesDa relação entre os conceitos fundamentais de rrpp     marcondes
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp marcondes
Turmadomarcondes
 
Sobre a-indústria-cultural
Sobre a-indústria-culturalSobre a-indústria-cultural
Sobre a-indústria-cultural
Turmadomarcondes
 
Sobre Assessoria de Imprensa
Sobre Assessoria de ImprensaSobre Assessoria de Imprensa
Sobre Assessoria de Imprensa
Turmadomarcondes
 

Mais de Turmadomarcondes (6)

Especialidades da Administração
Especialidades da AdministraçãoEspecialidades da Administração
Especialidades da Administração
 
Marketing para as Artes
Marketing para as ArtesMarketing para as Artes
Marketing para as Artes
 
Marketing cultural
Marketing culturalMarketing cultural
Marketing cultural
 
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp marcondes
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp     marcondesDa relação entre os conceitos fundamentais de rrpp     marcondes
Da relação entre os conceitos fundamentais de rrpp marcondes
 
Sobre a-indústria-cultural
Sobre a-indústria-culturalSobre a-indústria-cultural
Sobre a-indústria-cultural
 
Sobre Assessoria de Imprensa
Sobre Assessoria de ImprensaSobre Assessoria de Imprensa
Sobre Assessoria de Imprensa
 

Último

A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 

Último (6)

A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 

Terceirização e Empreendedorismo

  • 2. TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO Contexto: ● Reestruturação Organizacional ● Modernização de negócios ● Competitividade
  • 3. TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO Por que terceirizar? • Mão-de-obra qualificada • Redução de custos • Rapidez para executar as demandas • Acesso a novas tecnologias
  • 4. TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO ● Foco no Core Business: “A empresa, com a Terceirização, irá voltar-se totalmente para sua atividade principal, otimizando seus recursos, desenvolvendo práticas precisas para o atingimento das metas (...).” (GIOSA, 1997)
  • 5. TERCEIRIZAÇÃO NA COMUNICAÇÃO A maior desvantagem da terceirização está no desconhecimento na escolha do parceiro/colaborador ou da qualidade do serviço prestado.
  • 7. EMPREENDEDORISMO O que é? É o estudo dedicado ao desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação. Saber identificar oportunidades e transformá-las em realidade. A importância do empreendedorismo está na geração de riquezas, promovendo crescimento, desenvolvimento. Gerar mudança tanto econômica quanto social.
  • 9. EMPREENDEDORISMO Como criar minha empresa? Vídeo: https://youtu.be/tDGsYK5me_s
  • 10. EMPREENDEDORISMO Comunicação Social • Currículo acadêmico • Campos mais explorados • Curriculo ideal
  • 11. EMPREENDEDORISMO Outras esferas • ONG? Organizações não governamentais (sem fins lucrativos), que atuam no terceiro setor da sociedade civil. Atuam em diversas áreas, tais como: meio ambiente, combate à pobreza, assistência social, saúde, educação, reciclagem, desenvolvimento sustentável, entre outras. Seus serviços chegam em locais e situações em que o Estado é pouco presente. Muitas vezes as ONGs trabalham em parceria com o Estado. As ONGs obtêm recursos através de financiamento dos governos, empresas privadas, venda de produtos e da população em geral (através de doações). Grande parte da mão-de-obra que atua nas ONGs é formada por voluntários.
  • 12. EMPREENDEDORISMO Outras esferas • OSCIP? Organização da Sociedade Civil de Interesse Público ou OSCIP é um título fornecido pelo Ministério da Justiça do Brasil, cuja finalidade é facilitar o aparecimento de parcerias e convênios com todos os níveis de governo e órgãos públicos (federal, estadual e municipal) e permite que doações realizadas por empresas possam ser descontadas no imposto de renda. OSCIPs são ONGs criadas por iniciativa privada, que obtêm um certificado emitido pelo poder público federal ao comprovar o cumprimento de certos requisitos, especialmente aqueles derivados de normas de transparência administrativas. Pode-se dizer que as OSCIPs são o reconhecimento oficial e legal mais próximo do que modernamente se entende por ONG, especialmente porque são marcadas por uma extrema transparência administrativa. Contudo ser uma OSCIP é uma opção institucional, não uma obrigação.
  • 13. EMPREENDEDORISMO Outras esferas • Vantagens de estar no SIMPLES. O Simples Nacional não é um tipo de empresa, mas sim um regime de tributação. Isso significa que você pode ter uma empresa (de qualquer um, dentre vários tipos disponíveis) e ainda assim participar do Simples Nacional. Todas as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte podem se enquadrar no Simples Nacional, desde que estejam devidamente registrados no Registro de Empresas Mercantis ou no Registro Civil de Pessoas Jurídicas e desde que sejam respeitados os seguintes limites de faturamento: • Empreendedores Individuais: R$60.000,00 por ano; • Microempresas: R$360.000,00 por ano • Empresas de Pequeno Porte: R$3.6 milhões por ano.
  • 14. EMPREENDEDORISMO Outras esferas • Vantagens de estar no SIMPLES. As principais vantagens do Simples são: Unifica a arrecadação de tributos através de uma única alíquota; A redução da carga tributária pode chegar até a 40%, dependendo das condições da empresa; Desburocratização: não há necessidade de realização de cadastros estaduais e municipais; Tem um processo mais fácil de controle e de contabilidade Tem uma redução da carga tributária Tem redução dos custos trabalhistas (Folha de Pagamento), pois não há contribuição do INSS Patronal
  • 15. EMPREENDEDORISMO Outras esferas • Como se ordenam as S/A (sociedades anônimas) ? Sociedade Anônima (S/A) é um tipo de companhia que tem seu capital dividido por ações. Os sócios são chamados acionistas e têm responsabilidade limitada ao preço das ações adquiridas. Ela surgiu em meados do século XVII, quando a maioria dos negócios ainda era financiada pelo capital familiar.
  • 16. EMPREENDEDORISMO S/A (sociedades anônimas) • Possui capital divido em ações; • O importante, nesse tipo de sociedade são os capitais acumulados e não o acionista em si. A posse de ações é que faz valer a participação do acionista; • As ações só podem ser emitidas pela empresa com autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários); • Somente as próprias ações são usadas como garantia financeira da companhia. Nenhum dos sócios precisa responder com seu patrimônio particular pelas dívidas da empresa; • Sua estrutura organizacional se compõe por uma assembleia geral, o conselho de administração, diretoria e conselho fiscal; • Pode ser uma sociedade aberta ou fechada; • A responsabilidade do acionista é limitada ao preço das ações adquiridas ou subscritas; • As ações são títulos circuláveis, isto é, o acionista tem a liberdade de cedê-las e negociá-las; • Constitui pessoa jurídica de direito privado.
  • 17. EMPREENDEDORISMO Plano de negócios Profissional Criar o negócio Planejamento, Controle e gestão Dominar produtos Saber vender seu produto “Essa matriz é uma forma de representar algumas formas que o autor acreditava que poderiam aprimorar o negócio de determinada organização por meio de quatro estratégias distintas: penetração de mercado, desenvolvimento de mercado, desenvolvimento de produto e diversificação pura”. (MINTZBERG, 2001).
  • 18. EMPREENDEDORISMO A Matriz de Ansoff, é um modelo utilizado para determinar oportunidades de crescimento de unidades de negócio de uma organização. A matriz tem duas dimensões: produtos (ou serviços) e mercados. Sobre essas duas dimensões, quatro estratégias podem ser formadas: • Penetração de mercado: a empresa tenta conquistar clientes da concorrência, aumentando a sua quota de mercado; • Desenvolvimento de mercado: a empresa foca na conquista de novos mercados com os produtos existentes; • Desenvolvimento de produtos: a empresa busca criar produtos e serviços, oferecendo-os ao seu mercado habitual; • Diversificação: sendo a mais arriscada das estratégias, a empresa normalmente foca na comunicação explicando porquê está entrando em novos mercados com novos produtos, visando ganhar credibilidade.