SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
O Poder da Tecnologia e Mídias
 Sociais para Transformação Social




 Lucia Dellagnelo - ICOM
 Fernanda Bornhausen Sá - IVA
Synergos Fellows
Redes Sociais são sobre relacionamentos e conexão,
não tecnologia



É necessário que a rede realmente exista, deve haver
um número de pessoas dispostas a se concetar a
rede


Isso não pode ser oferecido por algumas tecnologias
da informação e comunicação
Tecnologias podem ajudar a articular e engajar uma
rede, mas não podem criar uma rede
Mídias Sociais & Seu Poder…




 A "nova web" transformou a maneira
   como as pessoas interagem e até        As mídias sociais tem o poder de mudar a
 mesmo a maneira como eles pensam!        maneira como as pessoas se envolvem e
Plataformas de mídia social estão agora    doam para as suas comunidades, assim
  ocupando uma parte vital de muitas           estão redefinindo filantropia e
    estratégias organizacionais e de          organizações sem fins lucrativos
     negócios em diferentes níveis
Mídias Sociais& Seu Poder…




    Organizações sem fins
lucrativos podem mudar o seu   Há uma nova oportunidade
 modo de operação e engajar    para promover a mudança
   doadores usando mídias               social
            sociais
Clay Shirk
(Criatividade e Generosidade numa Idade Conectada)


     A capacidade das redes sociais (e grupos autogeridos) de
           promover o bem público, privado e cívico.



      A internet reduz de maneira substancial as barreiras para
                           participação.



      A oportunidade diante de nós, individual e coletivamente, é
         enorme, o que fazemos com ela será em grande parte
     determinado por como somos capazes de imaginar e premiar
          a criatividade do público, participação e distribuição
Conectado: O Poder Surpreendente das nossas
 redes sociais e como elas moldam nossas vidas

 "Nossa interconexão não é
  apenas uma parte natural e
  necessária de nossas
  vidas, mas também uma
  força para o bem".

 "Assim como o cérebro pode fazer
  coisas que nenhum único
  neurônio pode fazer,as redes
  sociais podem fazer coisas
  que nenhuma pessoa pode fazer"
Como as Mídias Sociais ajudam as ONGs
Fornecendo varias ferramentas estratégicas para engajamento

Criando um meio para construção de relacionamento com stakeholders e
comunidade.

Promoção de redes e captação de recursos.

Facilitando campanhas para grande público alvo.

Permitindo maior espaço para disseminação de informações com baixo custo

Atingindo a geração jovem com maiores chances de envolvê-los.

Contar uma história de forma transparente através de som e imagem

Compartilhando suas mensagens com o grande público através de ferramentas
GRATÍS
O que esta acontecendo?
       Tendências
ONGs Conectadas

     ONGs Conectadas são organizações
     simples e transparentes.
           São fáceis de entrar e sair.
           Elas engajam as pessoas para
            definir e compartilhar seu
            trabalho com intuito de
            conscientizar sobre questões
            sociais e organizar
            comunidades. No longo
            prazo, estão ajudando a fazer do
            mundo um lugar mais
            seguro, mais justo e mais
            saudável para se viver.
ONGs Conectadas

 ONGs Conectadas não se esforçam mais que outras
  organizações, mas sim trabalham diferentemente. Elas
  se envolvem em conversas com pessoas além de suas
  paredes — muitas conversas — para construir
  relacionamentos que propagam seu trabalho através
  da rede. Incorporar a construção de relacionamentos
  como responsabilidade fundamental de todos os
  colaboradores transformou a perspectivas de seus
  afazeres. Trabalhar desta forma só foi possível com o
  advento das mídias sociais.

       •As ONGs Conectadas estão confortáveis usando o novo
      ferramental de mídias sociais – estas ferramentas como e-
       mail, blog, Facebook, que encorajam a conversa de duas
  vias, entre pessoas e entre pessoas e organizações, ampliam seus
                esforços de forma rápida, fácil e barata.
http://www.slideshare.net/kanter/networked-
         nonprofit-slides-3671181
Seminários e Conferências (exemplos)




                Social
Social Good
                Media 4
Summit                          TIB 10 (2010
(NYC 2010 e
                Nonprofits
                                Brasil)
2011)           (US 8 cidades
                em 2011)
http://socialmedia4nonprofits.org/wp-
content/uploads/2011/08/Socialmediafornonprofits_NYCProgram.pdf
How tecnology can help Organizations to promote social change and sustentability
Por que TiB
  Tecnologia da informação e        Através desta tecnologia somos
   internet podem ajudar as                   capazes de
organizações sem fins lucrativos   conectar, compartilhar e agir por
    para explorar e construir        uma causa em escala global e
  comunidades afim de gerar          numa velocidade nunca antes
impacto positivo na sociedade.                   vista
TiB 2010


Tecnologia e comunicação como agentes facilitadores de
 mudança social já é temática para organizaçõe sem fins
   lucrativos, empresas de tecnologia, profissionais e
             voluntários há mais de 10 anos
Sumário
Palestrantes Internacionais e Nacionais: Emmett Carson, Ph.D, President e
CEO da Silicon Valley Community Foundation e Vyria Paselk, Senior
Director, International Partnership for TechSoup Global; Lucia Delagnello –
Coordenadora do ICOM
Apresentação de experiências bem sucedidas sobre investimentos sociais de
empresas no Vale do Silício, também de outras empresas americanas, e
multinacionais que operam no Brasil, tais como Google e IBM




Apresentação formal de 3 Portais




Workshops de treinamento para as ONGs
Cobertura de mídia
TiB: Resultados e Conclusões

              Há uma urgente demanda e
           oportunidade única para iniciativas
          que promovem a inclusão digital das
                        ONGs




          As ONGs precisam de ferramentas e
          treinamentos para o uso efetivo da
            tecnologia na promoção de sua
            causa, apoio e sustentabilidade
                    organizacional
Literatura Disponível
Exemplos de Livros e Referências:




    Social         The      Twitter for      The       We First
   Media for    Dragonfly     Good        Networked
    Social        Effect                  Nonprofits
    Good
Webinars: DIOSA



DIOSA é especialista em midias
sociais e serviços de mobile
marketing e webinars para ONGs e
pequenas empresas.
ONGs Conectadas (exemplos)
Games for Change
VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR
     nas Redes Sociais

    Redes Sociais são cada vez mais importante para as
    estratégias de ação do Voluntários On-
    line, principalmente como instrumento de organização
    e articulação para a nossa causa


    As Redes nos ajudam a identificar diariamente novas e
    melhores formas de ativismo, apresentando idéias e
    inovações, juntamente com forte apoio do público
    para disseminar nossa causa do voluntariado para
    transformação social em escala global.
VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR
nas Redes Sociais
      A popularização do conceito de pluralidade e redes
      constantemente nos guia, fomentando assim a construção
      de grupos que se identificam com a nossa causa.

      Nosso maior público nas redes sociais são os jovens
      investidos de ética e comprometimento. As redes os
      ajudam, de forma coletiva, atingir seus objetivos de
      transformação social.


      A inovação no engajamento da sociedade civil esta
      remodelando estes novos sistemas de informação.
VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR
 nas Redes Sociais
Nosso Facebook, Twitter, canais do
Youtube e Blog tem um papel crucial na
forma que mobilizamos nossos
stakeholders.

Hoje estamos cada vez mais recrutando
voluntários e integrando as ONGs através
destes canáis. Potencializando assim a
disseminação de nossas
campanhas, criando conecções entre
pessoas e causas, e aumentando a
visibilidade das crescentes
oportunidades de voluntariado.
Oportunidade de “blogar”
• Contact
    Lucia Dellagnelo                      Fernanda Bornhausen Sá
   www.synergos.org/bios/ldellagnelo.ht
                                          www.synergos.org/bios/fbornhausensa.htm
   m


   www.slideshare.net/icomfloripa         www.slideshare.net/fernandabbsa


                                          www.twitter.com/fernandabornsa
   www.twitter.com/icomfloripa
                                          www.twitter.com/sejavoluntario


   http://br.linkedin.com/pub/lucia-
                                          www.linkedin.com/in/fernandabornhausensa
   dellagnelo/13/a22/a4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide GlobalizaçãO
Slide GlobalizaçãOSlide GlobalizaçãO
Slide GlobalizaçãO
rsaloes
 
Industria cultural
Industria culturalIndustria cultural
Industria cultural
pacobr
 
Aula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalhoAula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalho
Daniel Alves
 
Aula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anosAula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anos
ProfMario De Mori
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 

Mais procurados (20)

3 revolução industrial
3   revolução industrial3   revolução industrial
3 revolução industrial
 
O conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gênerosO conceito de gênero e as relações de gêneros
O conceito de gênero e as relações de gêneros
 
O mundo do trabalho
O mundo do trabalhoO mundo do trabalho
O mundo do trabalho
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Slide GlobalizaçãO
Slide GlobalizaçãOSlide GlobalizaçãO
Slide GlobalizaçãO
 
Os problemas da globalização
Os problemas da globalizaçãoOs problemas da globalização
Os problemas da globalização
 
O movimento operário
O movimento operárioO movimento operário
O movimento operário
 
Desenvolvimento industrial e as revoluções Industriais
Desenvolvimento industrial e as revoluções IndustriaisDesenvolvimento industrial e as revoluções Industriais
Desenvolvimento industrial e as revoluções Industriais
 
Industria cultural
Industria culturalIndustria cultural
Industria cultural
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Precarizacao social do_trabalho
Precarizacao social do_trabalhoPrecarizacao social do_trabalho
Precarizacao social do_trabalho
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
Modernidade
ModernidadeModernidade
Modernidade
 
Aula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalhoAula 01 sociologia do trabalho
Aula 01 sociologia do trabalho
 
As Transformações no Mundo do Trabalho
As Transformações no Mundo do TrabalhoAs Transformações no Mundo do Trabalho
As Transformações no Mundo do Trabalho
 
Aula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anosAula charges sociologia 2º anos
Aula charges sociologia 2º anos
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 

Semelhante a Tecnologias e Mídias Sociais para Mudanças Sociais s sociais port

Terceiro setor e o mundo digital
Terceiro setor e o mundo digitalTerceiro setor e o mundo digital
Terceiro setor e o mundo digital
Regina Farias
 

Semelhante a Tecnologias e Mídias Sociais para Mudanças Sociais s sociais port (20)

Tecnologia e Mídias Sociais para Mudanças sociais português
Tecnologia e Mídias Sociais para Mudanças sociais portuguêsTecnologia e Mídias Sociais para Mudanças sociais português
Tecnologia e Mídias Sociais para Mudanças sociais português
 
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação SocialO Poder  da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social
 
Novas mídias; ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
Novas mídias; ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...Novas mídias; ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
Novas mídias; ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
 
Novas Mídias: Ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
Novas Mídias: Ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...Novas Mídias: Ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
Novas Mídias: Ferramentas estratégicas para o enfrentamento dos grandes probl...
 
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo DigitalOportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
Oportunidades para o Terceiro Setor no Mundo Digital
 
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativosMídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
Mídias Sociais para organizações sem fins lucrativos
 
Novas Mídias Ferramentas Estratégicas para o Enfrentamento dos Grandes Proble...
Novas Mídias Ferramentas Estratégicas para o Enfrentamento dos Grandes Proble...Novas Mídias Ferramentas Estratégicas para o Enfrentamento dos Grandes Proble...
Novas Mídias Ferramentas Estratégicas para o Enfrentamento dos Grandes Proble...
 
Redes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos AiresRedes Sociales UNV Buenos Aires
Redes Sociales UNV Buenos Aires
 
A sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaioA sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaio
 
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo DigitalVanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
Vanessa Aguiar Oportunidades para o 3º Setor Mundo Digital
 
TiB - Together is Better - Juntos é Melhor - Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
TiB - Together is Better - Juntos é Melhor - Palestra Vanessa Aguiar de JeusTiB - Together is Better - Juntos é Melhor - Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
TiB - Together is Better - Juntos é Melhor - Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
 
Sociedade da Informação x Sociedade do Conhecimento.docx
Sociedade da Informação x Sociedade do Conhecimento.docxSociedade da Informação x Sociedade do Conhecimento.docx
Sociedade da Informação x Sociedade do Conhecimento.docx
 
Palestra midias sociais robson
Palestra midias sociais robsonPalestra midias sociais robson
Palestra midias sociais robson
 
Aula 1 introdução ao tema
Aula 1 introdução ao temaAula 1 introdução ao tema
Aula 1 introdução ao tema
 
Vanessa Aguiar de Jesus
Vanessa Aguiar de JesusVanessa Aguiar de Jesus
Vanessa Aguiar de Jesus
 
Atração de talentos por meio das mídias sociais
Atração de talentos por meio das mídias sociaisAtração de talentos por meio das mídias sociais
Atração de talentos por meio das mídias sociais
 
Terceiro setor e o mundo digital
Terceiro setor e o mundo digitalTerceiro setor e o mundo digital
Terceiro setor e o mundo digital
 
3 marketing nas redes sociais
3   marketing nas redes sociais3   marketing nas redes sociais
3 marketing nas redes sociais
 
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de JeusConexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
Conexão digital Florianópolis Palestra Vanessa Aguiar de Jeus
 
Inclusão Social 2 0
Inclusão Social 2 0Inclusão Social 2 0
Inclusão Social 2 0
 

Mais de Social Good Brasil

Mais de Social Good Brasil (20)

Relatório SGB 2017 - edição de 5 anos
 Relatório SGB 2017 - edição de 5 anos  Relatório SGB 2017 - edição de 5 anos
Relatório SGB 2017 - edição de 5 anos
 
Dados abertos e melhoria na saúde
Dados abertos e melhoria na saúdeDados abertos e melhoria na saúde
Dados abertos e melhoria na saúde
 
Inovação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis
Inovação para os Objetivos de Desenvolvimento SustentáveisInovação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis
Inovação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis
 
Relatório Social Good Brasil 2016
Relatório Social Good Brasil 2016 Relatório Social Good Brasil 2016
Relatório Social Good Brasil 2016
 
Apresentação Hangout Fellow SGB
Apresentação Hangout Fellow SGBApresentação Hangout Fellow SGB
Apresentação Hangout Fellow SGB
 
Impacto do SGB Lab - Edições 2013, 2014 e 2015
Impacto do SGB Lab - Edições 2013, 2014 e 2015Impacto do SGB Lab - Edições 2013, 2014 e 2015
Impacto do SGB Lab - Edições 2013, 2014 e 2015
 
SGB Lab 2016: apresentação Webinário pré-selecionados
SGB Lab 2016: apresentação Webinário pré-selecionados SGB Lab 2016: apresentação Webinário pré-selecionados
SGB Lab 2016: apresentação Webinário pré-selecionados
 
Versão enxuta - Relatório do Social Good Brasil 2015
Versão enxuta - Relatório do Social Good Brasil 2015Versão enxuta - Relatório do Social Good Brasil 2015
Versão enxuta - Relatório do Social Good Brasil 2015
 
Relatório do Social Good Brasil 2015
Relatório do Social Good Brasil 2015Relatório do Social Good Brasil 2015
Relatório do Social Good Brasil 2015
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Edgard Gouveia Júnior
Seminário Social Good Brasil 2015 | Edgard Gouveia JúniorSeminário Social Good Brasil 2015 | Edgard Gouveia Júnior
Seminário Social Good Brasil 2015 | Edgard Gouveia Júnior
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Anna Penido
Seminário Social Good Brasil 2015 | Anna PenidoSeminário Social Good Brasil 2015 | Anna Penido
Seminário Social Good Brasil 2015 | Anna Penido
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Leonardo Aguiar
Seminário Social Good Brasil 2015 | Leonardo AguiarSeminário Social Good Brasil 2015 | Leonardo Aguiar
Seminário Social Good Brasil 2015 | Leonardo Aguiar
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Luis Fernando Guggenberger
Seminário Social Good Brasil 2015 | Luis Fernando GuggenbergerSeminário Social Good Brasil 2015 | Luis Fernando Guggenberger
Seminário Social Good Brasil 2015 | Luis Fernando Guggenberger
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Kathleen Bennett
Seminário Social Good Brasil 2015 | Kathleen Bennett Seminário Social Good Brasil 2015 | Kathleen Bennett
Seminário Social Good Brasil 2015 | Kathleen Bennett
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Haroldo Machado Filho
Seminário Social Good Brasil 2015 | Haroldo Machado FilhoSeminário Social Good Brasil 2015 | Haroldo Machado Filho
Seminário Social Good Brasil 2015 | Haroldo Machado Filho
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Alexa Clay
Seminário Social Good Brasil 2015 | Alexa Clay Seminário Social Good Brasil 2015 | Alexa Clay
Seminário Social Good Brasil 2015 | Alexa Clay
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Joana Castello Branco
Seminário Social Good Brasil 2015 | Joana Castello BrancoSeminário Social Good Brasil 2015 | Joana Castello Branco
Seminário Social Good Brasil 2015 | Joana Castello Branco
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Cida Franco
Seminário Social Good Brasil 2015 | Cida FrancoSeminário Social Good Brasil 2015 | Cida Franco
Seminário Social Good Brasil 2015 | Cida Franco
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Maria Julia Kurth de Azambuja
Seminário Social Good Brasil 2015 | Maria Julia Kurth de Azambuja Seminário Social Good Brasil 2015 | Maria Julia Kurth de Azambuja
Seminário Social Good Brasil 2015 | Maria Julia Kurth de Azambuja
 
Seminário Social Good Brasil 2015 | Américo Mattar
Seminário Social Good Brasil 2015 | Américo MattarSeminário Social Good Brasil 2015 | Américo Mattar
Seminário Social Good Brasil 2015 | Américo Mattar
 

Último

Último (8)

COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 

Tecnologias e Mídias Sociais para Mudanças Sociais s sociais port

  • 1. O Poder da Tecnologia e Mídias Sociais para Transformação Social  Lucia Dellagnelo - ICOM  Fernanda Bornhausen Sá - IVA Synergos Fellows
  • 2. Redes Sociais são sobre relacionamentos e conexão, não tecnologia É necessário que a rede realmente exista, deve haver um número de pessoas dispostas a se concetar a rede Isso não pode ser oferecido por algumas tecnologias da informação e comunicação Tecnologias podem ajudar a articular e engajar uma rede, mas não podem criar uma rede
  • 3. Mídias Sociais & Seu Poder… A "nova web" transformou a maneira como as pessoas interagem e até As mídias sociais tem o poder de mudar a mesmo a maneira como eles pensam! maneira como as pessoas se envolvem e Plataformas de mídia social estão agora doam para as suas comunidades, assim ocupando uma parte vital de muitas estão redefinindo filantropia e estratégias organizacionais e de organizações sem fins lucrativos negócios em diferentes níveis
  • 4. Mídias Sociais& Seu Poder… Organizações sem fins lucrativos podem mudar o seu Há uma nova oportunidade modo de operação e engajar para promover a mudança doadores usando mídias social sociais
  • 5. Clay Shirk (Criatividade e Generosidade numa Idade Conectada) A capacidade das redes sociais (e grupos autogeridos) de promover o bem público, privado e cívico. A internet reduz de maneira substancial as barreiras para participação. A oportunidade diante de nós, individual e coletivamente, é enorme, o que fazemos com ela será em grande parte determinado por como somos capazes de imaginar e premiar a criatividade do público, participação e distribuição
  • 6. Conectado: O Poder Surpreendente das nossas redes sociais e como elas moldam nossas vidas  "Nossa interconexão não é apenas uma parte natural e necessária de nossas vidas, mas também uma força para o bem".  "Assim como o cérebro pode fazer coisas que nenhum único neurônio pode fazer,as redes sociais podem fazer coisas que nenhuma pessoa pode fazer"
  • 7. Como as Mídias Sociais ajudam as ONGs Fornecendo varias ferramentas estratégicas para engajamento Criando um meio para construção de relacionamento com stakeholders e comunidade. Promoção de redes e captação de recursos. Facilitando campanhas para grande público alvo. Permitindo maior espaço para disseminação de informações com baixo custo Atingindo a geração jovem com maiores chances de envolvê-los. Contar uma história de forma transparente através de som e imagem Compartilhando suas mensagens com o grande público através de ferramentas GRATÍS
  • 8. O que esta acontecendo? Tendências
  • 9.
  • 10. ONGs Conectadas ONGs Conectadas são organizações simples e transparentes.  São fáceis de entrar e sair.  Elas engajam as pessoas para definir e compartilhar seu trabalho com intuito de conscientizar sobre questões sociais e organizar comunidades. No longo prazo, estão ajudando a fazer do mundo um lugar mais seguro, mais justo e mais saudável para se viver.
  • 11. ONGs Conectadas  ONGs Conectadas não se esforçam mais que outras organizações, mas sim trabalham diferentemente. Elas se envolvem em conversas com pessoas além de suas paredes — muitas conversas — para construir relacionamentos que propagam seu trabalho através da rede. Incorporar a construção de relacionamentos como responsabilidade fundamental de todos os colaboradores transformou a perspectivas de seus afazeres. Trabalhar desta forma só foi possível com o advento das mídias sociais. •As ONGs Conectadas estão confortáveis usando o novo ferramental de mídias sociais – estas ferramentas como e- mail, blog, Facebook, que encorajam a conversa de duas vias, entre pessoas e entre pessoas e organizações, ampliam seus esforços de forma rápida, fácil e barata.
  • 13.
  • 14. Seminários e Conferências (exemplos) Social Social Good Media 4 Summit TIB 10 (2010 (NYC 2010 e Nonprofits Brasil) 2011) (US 8 cidades em 2011)
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 27.
  • 28.
  • 29. How tecnology can help Organizations to promote social change and sustentability
  • 30. Por que TiB Tecnologia da informação e Através desta tecnologia somos internet podem ajudar as capazes de organizações sem fins lucrativos conectar, compartilhar e agir por para explorar e construir uma causa em escala global e comunidades afim de gerar numa velocidade nunca antes impacto positivo na sociedade. vista
  • 31. TiB 2010 Tecnologia e comunicação como agentes facilitadores de mudança social já é temática para organizaçõe sem fins lucrativos, empresas de tecnologia, profissionais e voluntários há mais de 10 anos
  • 32. Sumário Palestrantes Internacionais e Nacionais: Emmett Carson, Ph.D, President e CEO da Silicon Valley Community Foundation e Vyria Paselk, Senior Director, International Partnership for TechSoup Global; Lucia Delagnello – Coordenadora do ICOM Apresentação de experiências bem sucedidas sobre investimentos sociais de empresas no Vale do Silício, também de outras empresas americanas, e multinacionais que operam no Brasil, tais como Google e IBM Apresentação formal de 3 Portais Workshops de treinamento para as ONGs
  • 34. TiB: Resultados e Conclusões Há uma urgente demanda e oportunidade única para iniciativas que promovem a inclusão digital das ONGs As ONGs precisam de ferramentas e treinamentos para o uso efetivo da tecnologia na promoção de sua causa, apoio e sustentabilidade organizacional
  • 35. Literatura Disponível Exemplos de Livros e Referências: Social The Twitter for The We First Media for Dragonfly Good Networked Social Effect Nonprofits Good
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43. Webinars: DIOSA DIOSA é especialista em midias sociais e serviços de mobile marketing e webinars para ONGs e pequenas empresas.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 49.
  • 50.
  • 51. VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR nas Redes Sociais Redes Sociais são cada vez mais importante para as estratégias de ação do Voluntários On- line, principalmente como instrumento de organização e articulação para a nossa causa As Redes nos ajudam a identificar diariamente novas e melhores formas de ativismo, apresentando idéias e inovações, juntamente com forte apoio do público para disseminar nossa causa do voluntariado para transformação social em escala global.
  • 52. VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR nas Redes Sociais A popularização do conceito de pluralidade e redes constantemente nos guia, fomentando assim a construção de grupos que se identificam com a nossa causa. Nosso maior público nas redes sociais são os jovens investidos de ética e comprometimento. As redes os ajudam, de forma coletiva, atingir seus objetivos de transformação social. A inovação no engajamento da sociedade civil esta remodelando estes novos sistemas de informação.
  • 53. VOLUNTARIOSONLINE.ORG.BR nas Redes Sociais Nosso Facebook, Twitter, canais do Youtube e Blog tem um papel crucial na forma que mobilizamos nossos stakeholders. Hoje estamos cada vez mais recrutando voluntários e integrando as ONGs através destes canáis. Potencializando assim a disseminação de nossas campanhas, criando conecções entre pessoas e causas, e aumentando a visibilidade das crescentes oportunidades de voluntariado.
  • 55. • Contact Lucia Dellagnelo Fernanda Bornhausen Sá www.synergos.org/bios/ldellagnelo.ht www.synergos.org/bios/fbornhausensa.htm m www.slideshare.net/icomfloripa www.slideshare.net/fernandabbsa www.twitter.com/fernandabornsa www.twitter.com/icomfloripa www.twitter.com/sejavoluntario http://br.linkedin.com/pub/lucia- www.linkedin.com/in/fernandabornhausensa dellagnelo/13/a22/a4