SlideShare uma empresa Scribd logo
Modelagem plana: utilização
em saia godê

Aluna: Vanessa Martins
Curso: Produção de Moda
Problema

Modelagem bidimensional

Modelagem
Modelagem tridimensional
Embasamento teórico
A modelagem da roupa deve possibilitar os movimentos de sentar,

caminhar e movimentar os braços naturalmente, sem restrição. A roupa
deve sempre retornar a sua posição normal no corpo, quando cessa o
movimento. Havendo a necessidade de esticar, puxar ou acomodar a
roupa para que retorne a posição normal, significa que esta muito estreita,
comprometendo o conforto. O mesmo acontece se a roupa estiver muito
ampla caindo sobre os ombros ou caindo além da cintura.
De acordo com Sue, o molde deve constar informações importantes, tais
como:



Sentido do fio.



Nome da peça do molde.



Número de vezes que a peça deve ser cortada.



Nome do modelo que esteja sendo produzido.



Tamanho do manequim.

.
O modelista é aquele que atua na área de desenvolvimento da indústria do
vestuário. Trata de cortar novos moldes baseados nos croquis e pode alterar
moldes anteriores para que passem a adequar as novas tendências e estilos.

Trabalhando lado a lado com o estilista, o modelista é responsável pela acepção
apurada dos croquis em corte e linha.
A utilização das ferramentas certas faz com que a planificação da modelagem
se torne mais fácil. Logo abaixo, alguns das principais ferramentas.













Giz de alfaiate.
Curvas francesas.
Esquadro.
Sovela.
Alfinetes.
Fita métrica.
Perfurador.
Alicate de molde.
Tesoura de papel.
Carretilha.
Régua curva com esquadro.
Régua de alumínio.
Figura: Ferramentas da modelagem plana.
Fonte: http://www.casa208.com/2012_02_01_archive.html
Na modelagem plana os modelos são projetados sobre o papel, junto
com uma tabela de medidas e cálculos geométricos. A tabela de medidas
retrata as circunferências de tórax, cintura e quadril.
Tabela de Medidas - Feminino
PP

P

M

G

GG

Tamanhos
36

38

40

42

44

46

48

50

52

54

Pescoço

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

Ombro

11,5

11,5

12

12,5

13

13,5

14

14,5

15

15,5

Busto

82

86

90

94

98

102

106

110

114

118

Cintura

66

70

74

78

82

86

90

94

98

102

Quadris

88

92

96

100

104

108

112

116

120

124

Largura do Braço

26

26

27

28

30

32

34

36

38

39

Altura da Frente

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

Altura do Busto

22,5

23,5

24,5

25,5

26,5

27,5

28,5

29,5

30,5

31,5

Altura do Quadril

19

19

20

20

20

20

21

21

22

22

Largura das Costas

34

35

36

37

38

39

39

40

40

41

Altura do Gancho

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

Figura: Tabelas de Medidas Femininas.
Fonte: http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html
Tabela de Medidas - Masculino
PP

P

M

G

GG

Tamanhos
36

38

40

42

44

46

48

50

52

54

Pescoço

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

Ombro

13

13,5

14

14,5

15

15,5

16

16,5

17

17,5

Tórax

92

96

100

104

108

112

116

120

124

128

Cintura

74

78

82

86

90

94

98

102

106

110

Quadris

90

92

96

100

104

108

112

116

120

124

Largura do Braço

27

28

29

31

33

35

37

39

41

43

Altura da Frente

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

Largura das Costas

43

44

45

46

46,5

47

48

49

50

51

Figura: Tabelas de Medidas Masculinas.
Fonte: http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html
A moulage é a técnica de modelagem tridimensional, em que se utiliza
manequim industrial acolchoado, com medidas e formatos próximos ao biótipo
feminino, masculino ou até mesmo infantil. Este processo obtém resultados
positivos no caimento de pelas do vestuário, e propõe para a modelista uma grande
diversidade na construção da peça.

Figura: Madeleine Vionnet.
Fonte: http://vionnet.com/about/madeleine-vionnet
De acordo com Luciane Repellato, para realizar uma moulage devemos utilizar
alguns materiais básicos:
 Fita métrica.
Caneta de duas cores para tecido.
Papel Kraft.
Tesoura e Alfinete.
Curva Francesa.
Curva de Alfaiate.
Tecido morim.
Carretilha.
Fita cadarço de 0,5 cm.

Figura: Manequim para Moulage.
Fonte: http://www.casadasararas.com/wp-content/gallery/manequinspara-costureira/manequim_019.jpg

O método de moulage tornou-se um grande ícone dos mestres da alta costura
francesa e européia. Ao se espalhar pelos Estados Unidos, teve o nome traduzido para
draping, entretanto permaneceu no Brasil o nome de origem, moulage, que foi trazida
pela francesa Janine Niepceron, no inicio da década de 1980.

*Luciane Repellato: professora da Univali
* Univali, Universidade do Vale do Itajaí.
O estilo de saias godê são soltinhas na parte de baixo, contém volume e
balanço. A saia rodada ficou muito famosa na década de 50 por conta do New Look
do pós-guerra, na qual têm como características principais o estilo mais rock.
Atualmente, existem vários tipos de tecidos que se adaptam com esta saia, como
jérsei, viscose, microfibra, tricoline algodão e seda, todos são ótimos para um bom

caimento.

Figura: Modelos saias godês.
Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.135)
Figura: Tabela para raios de godês.
Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.134)
De acordo com Anette Ficher (2010, p. 64), “um tecido é fabricado por meio da
articulação de um fio na posição longitudinal (urdume) e outro na transversal ou
horizontal (trama). A borda longitudinal do tecido é chamada de ourela. O corte de uma
roupa em relação ao sentido do fio afetara a forma como o tecido se comportara no
corpo”. A três formas de se cortar uma peça:

No urdume – neste método o fio do tecido no molde, fica paralelo à ourela. O
fio usado na posição longitudinal é mais resistente perante o usado na posição
transversal, e por isso é um dos métodos mais comum a ser utilizados.

Figura: Exemplo de saia godê fio reto.
Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.38)


Na trama – usado para partes de moldes que são cortadas em um ângulo de
90 graus em relação à ourela. Estes fios são geralmente mais fracos do que os fios
do urdume. As partes cortadas neste sentido tende a ser mais decorativa, como
punhos, golas, entre outros.

No viés – para um efeito enviesado, neste método, o molde deve ser cortado
em um ângulo de 45 graus em relação ao urdume e a trama. O tecido fica mais
maleável quando cortado em viés, assumindo melhor a forma do corpo, sendo desta
forma, muito importante para moulage.

Figura: Exemplo de saia godê fio enviesado.
Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.39)
O godê consiste em uma peça de tecido triangular, na qual se adiciona uma
costura ou uma linha de corte. As formas do godê variam, ele pode ser pontudo,
redondo, e também quadrado no topo, construído como meio godê, três quartos e
godê inteiro.
De acordo com a revista costura perfeita (2010, p.56), a modelagem é muito

simples e a classificação dos tamanhos das saias é a seguinte:

 Micro 35 cm: entre 8 e 10cm baixo da altura do gancho de uma calça.
 Mini 40 cm: localiza-se no meio da coxa.
 Midi 45 cm: este comprimento é acima do joelho.
 Chanel 55 cm: na altura do joelho.
 Maxi 60 cm: na altura da batata da perna.

 Longuete 75 cm: localiza-se no meio da canela.
 Longo 105 cm: cobrindo o sapato.
Figura: 1 Exemplo em modelagem plana para saia godê
Fonte: Autor do estudo (Outubro, 2012).

Figura: 2 Exemplo em modelagem plana para saia godê
Fonte: Autor do estudo (Outubro, 2012).
Figura: Exemplo de moulage
Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012)

Figura: Comparação de modelagem plana e moulage (Novembro, 2012).
Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012)
Figura: Trabalho final(Novembro, 2012).
Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012)
Conclusão
Conforme as pesquisas realizadas durante o processo deste trabalho, concluí-se que
as técnicas de modelagem, bidimensional e tridimensional, são de grande importância para
as indústrias de vestuário.
A técnica bidimensional, por ser a técnica mais rápida na elaboração do molde, é a

mais utilizada pelas indústrias de vestuário com a produção de grande escala. Entretanto, na
técnica tridimensional, a moulage, é uma técnica em que seu processo exige um tempo
maior, porém esta sempre dando novas possibilidades de modelos diferentes e únicos.
Observa-se que o profissional modelista interpreta na peça, o tamanho e a forma

presumidos pelo estilista, para que desta forma possa evitar desperdícios de tempo e
matéria prima.
Contudo, apesar de abordar sobre os métodos de modelagem plana e moulage, visa
revelar o quanto que o domínio da técnica de modelagem é essencial e indispensável ao
profissional modelista, que produz para confecções ou ateliês.
Referências
ARAÚJO, M. Tecnologia do vestuário. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.Encontrado em: BORBAS, M. C.;
BRUSCAGIM, R. R. Modelagem plana e tridimensional –moulage – na indústria do vestuário. Rev. Ciên. Empresariais
da UNIPAR, Umuarama, v. 8, n. 1 e 2, p. 155-167, jan./dez. 2007.
DUARTE, Sônia e Sylvia Saggese. Modelagem Industrial Brasileira-Saias. Editora Vozes. Rio de Janeiro 2009
DUBURG, Annette. Moulage: arte e tecniva no design de moda. Porto Alegre, 2012.
FICHER, Anette. Construção de vestuário: ação ou processo de construir vestimentas. Porto Alegre, 2010
GRAVE, M de F.A modelagem sob a ótica da ergonomia. São Paulo: Zennex Publishing, 2004.
JONES, Sue Jenkyn. Fashion design: Manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005.
REPELLATO, Luciane. Apostila de moulage; Univalli, abril de 2010.
SABRA, Flavio – Modelagem tecnologia em produção de vestuário. – 1. Ed. São Paulo: estação das letras e cores,
2009.
SIMMEL, Georg. La moda. In: Sobre la aventura: Ensayos filosoficos. Barcelona: Ediciones Peninsula, 1988.
TREPTOW, Doris. Inventando moda: planejamento de coleções - 4.ed. Brusque: D. Treptow, 2007.
http://www.modelagemmib.com/2007/08/madeleine-vionnet-1876-1975.html
(Acesso realizado em 15/08/2012)
http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html (Acesso realizado em
18/10/2012)
http://vionnet.com/about/madeleine-vionnet (Acesso realizado em 25/09/2012)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp0101 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
Claudia Luzz
 
Apostila completa modelagem
Apostila completa modelagemApostila completa modelagem
Apostila completa modelagem
Maria Helena da Silva
 
Calças fem
Calças femCalças fem
Calças fem
Ana Beatriz Novais
 
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
Nathilucy Marinho
 
4modelagem uba masculina
4modelagem uba masculina4modelagem uba masculina
4modelagem uba masculina
Letícia Fortes
 
2modelagem ubá calça
2modelagem ubá calça2modelagem ubá calça
2modelagem ubá calça
Letícia Fortes
 
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app68913apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
AnaCristina583
 
Manual completo de costura [comadreja78]
Manual completo de costura [comadreja78]Manual completo de costura [comadreja78]
Manual completo de costura [comadreja78]
Trang Nguyen Minh
 
Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.
Adequin
 
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
vmaria03
 
Como tirar medidas do corpo feminino
Como tirar medidas do corpo   femininoComo tirar medidas do corpo   feminino
Como tirar medidas do corpo feminino
Marcos Cinto
 
Faça suas próprias roupas
Faça suas próprias roupasFaça suas próprias roupas
Senaimodelagemfem 160115083738
Senaimodelagemfem 160115083738Senaimodelagemfem 160115083738
Senaimodelagemfem 160115083738
Lilian Helena Hampel
 
Apostila do Senai modelagem
Apostila do Senai modelagem Apostila do Senai modelagem
Apostila do Senai modelagem
Grazielle Martins
 
Moulage e Modelagem
Moulage e ModelagemMoulage e Modelagem
Moulage e Modelagem
CarlosReinke
 
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
Denise Rodrigues
 
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
Denise Rodrigues
 
Moulage exercício criativo
Moulage   exercício criativoMoulage   exercício criativo
Moulage exercício criativo
Carolina Domingues
 
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
Jaqueline Kuhn
 
25 modelos de blusas e blusões gil brandão
25 modelos de blusas e blusões gil brandão25 modelos de blusas e blusões gil brandão
25 modelos de blusas e blusões gil brandão
Tixa Fernandes
 

Mais procurados (20)

01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp0101 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
 
Apostila completa modelagem
Apostila completa modelagemApostila completa modelagem
Apostila completa modelagem
 
Calças fem
Calças femCalças fem
Calças fem
 
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
A MODA-VESTUÁRIO FEMININA SEM PADRÕES DE MEDIDAS
 
4modelagem uba masculina
4modelagem uba masculina4modelagem uba masculina
4modelagem uba masculina
 
2modelagem ubá calça
2modelagem ubá calça2modelagem ubá calça
2modelagem ubá calça
 
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app68913apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
3apostila3demodelagemblusa 150508005444-lva1-app6891
 
Manual completo de costura [comadreja78]
Manual completo de costura [comadreja78]Manual completo de costura [comadreja78]
Manual completo de costura [comadreja78]
 
Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.Apostila de corte e costura.
Apostila de corte e costura.
 
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i01   modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
01 modelagem -tecnologia-de-costura-e-modelagem-i
 
Como tirar medidas do corpo feminino
Como tirar medidas do corpo   femininoComo tirar medidas do corpo   feminino
Como tirar medidas do corpo feminino
 
Faça suas próprias roupas
Faça suas próprias roupasFaça suas próprias roupas
Faça suas próprias roupas
 
Senaimodelagemfem 160115083738
Senaimodelagemfem 160115083738Senaimodelagemfem 160115083738
Senaimodelagemfem 160115083738
 
Apostila do Senai modelagem
Apostila do Senai modelagem Apostila do Senai modelagem
Apostila do Senai modelagem
 
Moulage e Modelagem
Moulage e ModelagemMoulage e Modelagem
Moulage e Modelagem
 
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-150326112330-conversion-gate01
 
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
Corteecostura nvelbsicomodainfantil-150312205124-conversion-gate01
 
Moulage exercício criativo
Moulage   exercício criativoMoulage   exercício criativo
Moulage exercício criativo
 
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
Senai modelageminfantil-traadobsico-150208162044-conversion-gate01
 
25 modelos de blusas e blusões gil brandão
25 modelos de blusas e blusões gil brandão25 modelos de blusas e blusões gil brandão
25 modelos de blusas e blusões gil brandão
 

Destaque

Método de corte e costura sem mestre Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
Método de corte e costura sem mestre   Toutemode ( clicar com o mouse lado di...Método de corte e costura sem mestre   Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
Método de corte e costura sem mestre Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
Beatriz Esteves
 
Moldes de calcinha
Moldes de calcinhaMoldes de calcinha
Moldes de calcinha
Márcia Bezerra
 
Fashion sketchbook
Fashion sketchbookFashion sketchbook
Fashion sketchbook
Luka279
 
Blusa cropped
Blusa croppedBlusa cropped
Blusa cropped
Daniele Queiroz
 
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAWModelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Daniele Queiroz
 
Molde 001 quimono
Molde 001 quimono Molde 001 quimono
Molde 001 quimono
Daniele Queiroz
 
Modelagem
ModelagemModelagem
Blusa inf. tamanho 4 anos
 Blusa inf. tamanho 4 anos  Blusa inf. tamanho 4 anos
Blusa inf. tamanho 4 anos
Daniele Queiroz
 
Short pdf
Short  pdfShort  pdf
Short pdf
Daniele Queiroz
 
Molde de biquini
Molde de biquiniMolde de biquini
Molde de biquini
Alessandra Oliveira
 
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
dezyneecole
 
Pattern magic vol. 1
Pattern magic vol. 1Pattern magic vol. 1
Pattern magic vol. 1
Maverick Maverick
 
Basics fashion design construction (2009)bbs
Basics fashion design construction (2009)bbsBasics fashion design construction (2009)bbs
Basics fashion design construction (2009)bbs
Mia Delos Santos
 
Nuvens
NuvensNuvens
Nuvens
BiaEsteves
 

Destaque (14)

Método de corte e costura sem mestre Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
Método de corte e costura sem mestre   Toutemode ( clicar com o mouse lado di...Método de corte e costura sem mestre   Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
Método de corte e costura sem mestre Toutemode ( clicar com o mouse lado di...
 
Moldes de calcinha
Moldes de calcinhaMoldes de calcinha
Moldes de calcinha
 
Fashion sketchbook
Fashion sketchbookFashion sketchbook
Fashion sketchbook
 
Blusa cropped
Blusa croppedBlusa cropped
Blusa cropped
 
Modelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAWModelagem do vestuário no corelDRAW
Modelagem do vestuário no corelDRAW
 
Molde 001 quimono
Molde 001 quimono Molde 001 quimono
Molde 001 quimono
 
Modelagem
ModelagemModelagem
Modelagem
 
Blusa inf. tamanho 4 anos
 Blusa inf. tamanho 4 anos  Blusa inf. tamanho 4 anos
Blusa inf. tamanho 4 anos
 
Short pdf
Short  pdfShort  pdf
Short pdf
 
Molde de biquini
Molde de biquiniMolde de biquini
Molde de biquini
 
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
Fashion Design student work (Dezyne E' cole College)
 
Pattern magic vol. 1
Pattern magic vol. 1Pattern magic vol. 1
Pattern magic vol. 1
 
Basics fashion design construction (2009)bbs
Basics fashion design construction (2009)bbsBasics fashion design construction (2009)bbs
Basics fashion design construction (2009)bbs
 
Nuvens
NuvensNuvens
Nuvens
 

Semelhante a Tcc modelagem plana utilização em saia godê

Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptxModa criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
CacauClaudiaReginaMa
 
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptxFundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
AndreaFerraz22
 
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Claudia Luzz
 
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Jaqueline Kuhn
 
A influência histórica do vestuário na modelagem
A influência histórica do vestuário na modelagemA influência histórica do vestuário na modelagem
A influência histórica do vestuário na modelagem
Carolina Domingues
 
Tabelas de medidas para modelagem de roupas
Tabelas de medidas para modelagem de roupasTabelas de medidas para modelagem de roupas
Tabelas de medidas para modelagem de roupas
Graça De Fátima Nascimento Bohrer
 
Apresentação
Apresentação Apresentação
Apresentação
Laise Cardoso
 
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecidoProcesso do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
William Pinheiro
 
Universo da Costura
Universo da CosturaUniverso da Costura
Universo da Costura
Nilzeth Gusmao
 
Apostila desenho parte 1
Apostila desenho parte 1Apostila desenho parte 1
Apostila desenho parte 1
arkanjomk
 
Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01
possofazermoda
 
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitarDesperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
audacesbrasil
 
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp0101 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
Silvia Cristina Silveira
 
Apostila desenho moda
Apostila desenho modaApostila desenho moda
Apostila desenho moda
Sabrine Souza
 
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus proDesign de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
Sabrine Souza
 
Coleção verao de hering ano de 2024 brasil
Coleção verao de  hering ano de 2024 brasilColeção verao de  hering ano de 2024 brasil
Coleção verao de hering ano de 2024 brasil
NetoPaes2
 
Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01
Martoso2013
 
Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01
Katia Maria
 

Semelhante a Tcc modelagem plana utilização em saia godê (18)

Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptxModa criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
Moda criativa aula 2 - Técnicas 18.08.pptx
 
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptxFundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
Fundamentos da Produção do Vestuário - Modelagem.pptx
 
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
 
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
Apostiladecorteecostura 121220045441-phpapp01
 
A influência histórica do vestuário na modelagem
A influência histórica do vestuário na modelagemA influência histórica do vestuário na modelagem
A influência histórica do vestuário na modelagem
 
Tabelas de medidas para modelagem de roupas
Tabelas de medidas para modelagem de roupasTabelas de medidas para modelagem de roupas
Tabelas de medidas para modelagem de roupas
 
Apresentação
Apresentação Apresentação
Apresentação
 
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecidoProcesso do Algodão des da Plantação até virar tecido
Processo do Algodão des da Plantação até virar tecido
 
Universo da Costura
Universo da CosturaUniverso da Costura
Universo da Costura
 
Apostila desenho parte 1
Apostila desenho parte 1Apostila desenho parte 1
Apostila desenho parte 1
 
Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01Apostila de desenho parte 01
Apostila de desenho parte 01
 
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitarDesperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
Desperdício de tecido na confecção: saiba como evitar
 
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp0101 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
01 modelagem-tecnologia-de-costura-e-modelagem-i-121212192016-phpapp01
 
Apostila desenho moda
Apostila desenho modaApostila desenho moda
Apostila desenho moda
 
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus proDesign de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
Design de vestuário de moda contemporânea criação versus pro
 
Coleção verao de hering ano de 2024 brasil
Coleção verao de  hering ano de 2024 brasilColeção verao de  hering ano de 2024 brasil
Coleção verao de hering ano de 2024 brasil
 
Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01
 
Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01Apostila desenho técnico_parte_01
Apostila desenho técnico_parte_01
 

Tcc modelagem plana utilização em saia godê

  • 1. Modelagem plana: utilização em saia godê Aluna: Vanessa Martins Curso: Produção de Moda
  • 3. Embasamento teórico A modelagem da roupa deve possibilitar os movimentos de sentar, caminhar e movimentar os braços naturalmente, sem restrição. A roupa deve sempre retornar a sua posição normal no corpo, quando cessa o movimento. Havendo a necessidade de esticar, puxar ou acomodar a roupa para que retorne a posição normal, significa que esta muito estreita, comprometendo o conforto. O mesmo acontece se a roupa estiver muito ampla caindo sobre os ombros ou caindo além da cintura.
  • 4. De acordo com Sue, o molde deve constar informações importantes, tais como:  Sentido do fio.  Nome da peça do molde.  Número de vezes que a peça deve ser cortada.  Nome do modelo que esteja sendo produzido.  Tamanho do manequim. .
  • 5. O modelista é aquele que atua na área de desenvolvimento da indústria do vestuário. Trata de cortar novos moldes baseados nos croquis e pode alterar moldes anteriores para que passem a adequar as novas tendências e estilos. Trabalhando lado a lado com o estilista, o modelista é responsável pela acepção apurada dos croquis em corte e linha.
  • 6. A utilização das ferramentas certas faz com que a planificação da modelagem se torne mais fácil. Logo abaixo, alguns das principais ferramentas.             Giz de alfaiate. Curvas francesas. Esquadro. Sovela. Alfinetes. Fita métrica. Perfurador. Alicate de molde. Tesoura de papel. Carretilha. Régua curva com esquadro. Régua de alumínio. Figura: Ferramentas da modelagem plana. Fonte: http://www.casa208.com/2012_02_01_archive.html
  • 7. Na modelagem plana os modelos são projetados sobre o papel, junto com uma tabela de medidas e cálculos geométricos. A tabela de medidas retrata as circunferências de tórax, cintura e quadril. Tabela de Medidas - Feminino PP P M G GG Tamanhos 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 Pescoço 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 Ombro 11,5 11,5 12 12,5 13 13,5 14 14,5 15 15,5 Busto 82 86 90 94 98 102 106 110 114 118 Cintura 66 70 74 78 82 86 90 94 98 102 Quadris 88 92 96 100 104 108 112 116 120 124 Largura do Braço 26 26 27 28 30 32 34 36 38 39 Altura da Frente 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 Altura do Busto 22,5 23,5 24,5 25,5 26,5 27,5 28,5 29,5 30,5 31,5 Altura do Quadril 19 19 20 20 20 20 21 21 22 22 Largura das Costas 34 35 36 37 38 39 39 40 40 41 Altura do Gancho 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Figura: Tabelas de Medidas Femininas. Fonte: http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html
  • 8. Tabela de Medidas - Masculino PP P M G GG Tamanhos 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 Pescoço 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 Ombro 13 13,5 14 14,5 15 15,5 16 16,5 17 17,5 Tórax 92 96 100 104 108 112 116 120 124 128 Cintura 74 78 82 86 90 94 98 102 106 110 Quadris 90 92 96 100 104 108 112 116 120 124 Largura do Braço 27 28 29 31 33 35 37 39 41 43 Altura da Frente 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 Largura das Costas 43 44 45 46 46,5 47 48 49 50 51 Figura: Tabelas de Medidas Masculinas. Fonte: http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html
  • 9. A moulage é a técnica de modelagem tridimensional, em que se utiliza manequim industrial acolchoado, com medidas e formatos próximos ao biótipo feminino, masculino ou até mesmo infantil. Este processo obtém resultados positivos no caimento de pelas do vestuário, e propõe para a modelista uma grande diversidade na construção da peça. Figura: Madeleine Vionnet. Fonte: http://vionnet.com/about/madeleine-vionnet
  • 10. De acordo com Luciane Repellato, para realizar uma moulage devemos utilizar alguns materiais básicos:  Fita métrica. Caneta de duas cores para tecido. Papel Kraft. Tesoura e Alfinete. Curva Francesa. Curva de Alfaiate. Tecido morim. Carretilha. Fita cadarço de 0,5 cm. Figura: Manequim para Moulage. Fonte: http://www.casadasararas.com/wp-content/gallery/manequinspara-costureira/manequim_019.jpg O método de moulage tornou-se um grande ícone dos mestres da alta costura francesa e européia. Ao se espalhar pelos Estados Unidos, teve o nome traduzido para draping, entretanto permaneceu no Brasil o nome de origem, moulage, que foi trazida pela francesa Janine Niepceron, no inicio da década de 1980. *Luciane Repellato: professora da Univali * Univali, Universidade do Vale do Itajaí.
  • 11. O estilo de saias godê são soltinhas na parte de baixo, contém volume e balanço. A saia rodada ficou muito famosa na década de 50 por conta do New Look do pós-guerra, na qual têm como características principais o estilo mais rock. Atualmente, existem vários tipos de tecidos que se adaptam com esta saia, como jérsei, viscose, microfibra, tricoline algodão e seda, todos são ótimos para um bom caimento. Figura: Modelos saias godês. Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.135)
  • 12. Figura: Tabela para raios de godês. Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.134)
  • 13. De acordo com Anette Ficher (2010, p. 64), “um tecido é fabricado por meio da articulação de um fio na posição longitudinal (urdume) e outro na transversal ou horizontal (trama). A borda longitudinal do tecido é chamada de ourela. O corte de uma roupa em relação ao sentido do fio afetara a forma como o tecido se comportara no corpo”. A três formas de se cortar uma peça:  No urdume – neste método o fio do tecido no molde, fica paralelo à ourela. O fio usado na posição longitudinal é mais resistente perante o usado na posição transversal, e por isso é um dos métodos mais comum a ser utilizados. Figura: Exemplo de saia godê fio reto. Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.38)
  • 14.  Na trama – usado para partes de moldes que são cortadas em um ângulo de 90 graus em relação à ourela. Estes fios são geralmente mais fracos do que os fios do urdume. As partes cortadas neste sentido tende a ser mais decorativa, como punhos, golas, entre outros.  No viés – para um efeito enviesado, neste método, o molde deve ser cortado em um ângulo de 45 graus em relação ao urdume e a trama. O tecido fica mais maleável quando cortado em viés, assumindo melhor a forma do corpo, sendo desta forma, muito importante para moulage. Figura: Exemplo de saia godê fio enviesado. Fonte: (Duarte e Saggese, 2009, p.39)
  • 15. O godê consiste em uma peça de tecido triangular, na qual se adiciona uma costura ou uma linha de corte. As formas do godê variam, ele pode ser pontudo, redondo, e também quadrado no topo, construído como meio godê, três quartos e godê inteiro. De acordo com a revista costura perfeita (2010, p.56), a modelagem é muito simples e a classificação dos tamanhos das saias é a seguinte:  Micro 35 cm: entre 8 e 10cm baixo da altura do gancho de uma calça.  Mini 40 cm: localiza-se no meio da coxa.  Midi 45 cm: este comprimento é acima do joelho.  Chanel 55 cm: na altura do joelho.  Maxi 60 cm: na altura da batata da perna.  Longuete 75 cm: localiza-se no meio da canela.  Longo 105 cm: cobrindo o sapato.
  • 16. Figura: 1 Exemplo em modelagem plana para saia godê Fonte: Autor do estudo (Outubro, 2012). Figura: 2 Exemplo em modelagem plana para saia godê Fonte: Autor do estudo (Outubro, 2012).
  • 17. Figura: Exemplo de moulage Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012) Figura: Comparação de modelagem plana e moulage (Novembro, 2012). Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012)
  • 18. Figura: Trabalho final(Novembro, 2012). Fonte: Autor do estudo (Novembro, 2012)
  • 19. Conclusão Conforme as pesquisas realizadas durante o processo deste trabalho, concluí-se que as técnicas de modelagem, bidimensional e tridimensional, são de grande importância para as indústrias de vestuário. A técnica bidimensional, por ser a técnica mais rápida na elaboração do molde, é a mais utilizada pelas indústrias de vestuário com a produção de grande escala. Entretanto, na técnica tridimensional, a moulage, é uma técnica em que seu processo exige um tempo maior, porém esta sempre dando novas possibilidades de modelos diferentes e únicos. Observa-se que o profissional modelista interpreta na peça, o tamanho e a forma presumidos pelo estilista, para que desta forma possa evitar desperdícios de tempo e matéria prima. Contudo, apesar de abordar sobre os métodos de modelagem plana e moulage, visa revelar o quanto que o domínio da técnica de modelagem é essencial e indispensável ao profissional modelista, que produz para confecções ou ateliês.
  • 20. Referências ARAÚJO, M. Tecnologia do vestuário. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.Encontrado em: BORBAS, M. C.; BRUSCAGIM, R. R. Modelagem plana e tridimensional –moulage – na indústria do vestuário. Rev. Ciên. Empresariais da UNIPAR, Umuarama, v. 8, n. 1 e 2, p. 155-167, jan./dez. 2007. DUARTE, Sônia e Sylvia Saggese. Modelagem Industrial Brasileira-Saias. Editora Vozes. Rio de Janeiro 2009 DUBURG, Annette. Moulage: arte e tecniva no design de moda. Porto Alegre, 2012. FICHER, Anette. Construção de vestuário: ação ou processo de construir vestimentas. Porto Alegre, 2010 GRAVE, M de F.A modelagem sob a ótica da ergonomia. São Paulo: Zennex Publishing, 2004. JONES, Sue Jenkyn. Fashion design: Manual do estilista. São Paulo: Cosac Naify, 2005. REPELLATO, Luciane. Apostila de moulage; Univalli, abril de 2010. SABRA, Flavio – Modelagem tecnologia em produção de vestuário. – 1. Ed. São Paulo: estação das letras e cores, 2009. SIMMEL, Georg. La moda. In: Sobre la aventura: Ensayos filosoficos. Barcelona: Ediciones Peninsula, 1988. TREPTOW, Doris. Inventando moda: planejamento de coleções - 4.ed. Brusque: D. Treptow, 2007. http://www.modelagemmib.com/2007/08/madeleine-vionnet-1876-1975.html (Acesso realizado em 15/08/2012) http://www.moldesmodelitus.com.br/Tabela%20de%20Medidas%20do%20Corpo%20Humano.html (Acesso realizado em 18/10/2012) http://vionnet.com/about/madeleine-vionnet (Acesso realizado em 25/09/2012)