SlideShare uma empresa Scribd logo
Xintoísmo e Judaísmo

Visão geral.
Aula de Ensino Religioso
Turma 100 – 12/09/2013

Ensino Religioso

Prof. e Pr. Gerson Dieter Prates
Capelão
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
- William Secker
1. Hinduísmo
2. Budismo (rever parte)

3. Taoísmo (rever)
4. Xintoísmo
5. Judaísmo
6. Cristianismo
7. Islamismo
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
Origem, fundador:
ancestrais primitivos do
Japão, mitológica, sem
datação histórica, porém
muito antiga.
 Região predominante
e número aproximado
de adeptos: Arquipélago
do Japão, com cerca de
80 milhões de adeptos.
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
 Fonte doutrinária ou

 Principais ritos e

livros sagrados: Kojiki e
Nihonji.
 Principais
crenças,doutrinas e
dogmas: crença e culto
aos “kamis” (espírito dos
antepassados);
obediência ao
Imperador, respeito à
família e anciãos.

costumes: culto aos
antepassados (kamis),
veneração ao imperador,
oferendas nos santuários.
 Idéia de Deus: Há uma
deusa maior,
“Amaterazu”, porém pode
ser considerada uma
religião panteísta
(adoração ao monte Fuji,
rios, árvores...).
Origem, fundador: Abraão
(pai do povo judeu) e
Moisés (codificador e
organizador da religião), na
Palestina, cerca de 1.800
a.C.
 Região predominante e
número aproximado de
adeptos: cerca de 18
milhões, especialmente
radicados nos EUA e Israel;
estão presentes nas
colônias de imigração
judaica em todo o mundo.
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
 Fonte doutrinária ou livros

sagrados: Torah (Lei),
escritos proféticos históricos e
poéticos (Bíblia Hebraica =
Antigo Testamento dos
cristãos); Também o Talmude
(comentários sobre a Torah).
 Principais
crenças,doutrinas e
dogmas: Criação-RevelaçãoJuízo; Céu e Inferno; crença
em anjos, nos profetas e num
futuro Messias; leis morais
imutáveis; ressurreição.

 Principais ritos e costumes:

guardar o sábado,
alimentação kosher,
circuncisão, obediência aos
mandamentos, Páscoa, Dia do
Perdão, muitas festas,
Jerusalém como cidade
sagrada, jejum,...
 Idéia de Deus: Monoteísta:
crença em Jeová (ou Javé).
 Observação: atualmente as
diferentes correntes judaicas
possuem crenças e costumes
diferenciados.
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

10 maiores religioes do mundo
10 maiores religioes do mundo10 maiores religioes do mundo
10 maiores religioes do mundo
Fran Rodrigues
 
Confucionismo
ConfucionismoConfucionismo
Confucionismo
moniqueyael
 
Confucionismo
ConfucionismoConfucionismo
Confucionismo
Vitor Peixoto
 
Educafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioesEducafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioes
educafro
 
Confucionismo f23
Confucionismo f23Confucionismo f23
Confucionismo f23
Espaço Emrc
 
Escola estadual deputado gregorio bezerra
Escola estadual deputado gregorio bezerraEscola estadual deputado gregorio bezerra
Escola estadual deputado gregorio bezerra
1983odilon
 
Religião
ReligiãoReligião
Tradições relegiosas orientais
Tradições relegiosas orientaisTradições relegiosas orientais
Tradições relegiosas orientais
AnaMelo857165
 
Trabalho de moral
Trabalho de moralTrabalho de moral
Trabalho de moral
Madalena Barbosa
 
Cristianismo2
Cristianismo2Cristianismo2
Cristianismo2
Mariana Monteiro
 
As 10 grandes religiões do mundo
As 10 grandes religiões do mundoAs 10 grandes religiões do mundo
As 10 grandes religiões do mundo
Antonio Manuel Marques
 
As religiões
As religiõesAs religiões
As religiões
João Jesus
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
Alexandre Ernest
 
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiAReligião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
JeisonBR
 
Religiões da humanidade
Religiões da humanidadeReligiões da humanidade
Religiões da humanidade
Over Lane
 
Ciência vs religião
Ciência vs religiãoCiência vs religião
Ciência vs religião
dianacondeco38
 
Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1
André Janzon
 
Religião e a ciência universal
Religião e a ciência universalReligião e a ciência universal
Religião e a ciência universal
Jesh Wah-DE
 
Hínduismo
HínduismoHínduismo
Hínduismo
Virgilio
 
Judaísmo - EREM
Judaísmo - EREMJudaísmo - EREM
Judaísmo - EREM
Nayra Benvenuto
 

Mais procurados (20)

10 maiores religioes do mundo
10 maiores religioes do mundo10 maiores religioes do mundo
10 maiores religioes do mundo
 
Confucionismo
ConfucionismoConfucionismo
Confucionismo
 
Confucionismo
ConfucionismoConfucionismo
Confucionismo
 
Educafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioesEducafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioes
 
Confucionismo f23
Confucionismo f23Confucionismo f23
Confucionismo f23
 
Escola estadual deputado gregorio bezerra
Escola estadual deputado gregorio bezerraEscola estadual deputado gregorio bezerra
Escola estadual deputado gregorio bezerra
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Tradições relegiosas orientais
Tradições relegiosas orientaisTradições relegiosas orientais
Tradições relegiosas orientais
 
Trabalho de moral
Trabalho de moralTrabalho de moral
Trabalho de moral
 
Cristianismo2
Cristianismo2Cristianismo2
Cristianismo2
 
As 10 grandes religiões do mundo
As 10 grandes religiões do mundoAs 10 grandes religiões do mundo
As 10 grandes religiões do mundo
 
As religiões
As religiõesAs religiões
As religiões
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
 
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiAReligião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
 
Religiões da humanidade
Religiões da humanidadeReligiões da humanidade
Religiões da humanidade
 
Ciência vs religião
Ciência vs religiãoCiência vs religião
Ciência vs religião
 
Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1
 
Religião e a ciência universal
Religião e a ciência universalReligião e a ciência universal
Religião e a ciência universal
 
Hínduismo
HínduismoHínduismo
Hínduismo
 
Judaísmo - EREM
Judaísmo - EREMJudaísmo - EREM
Judaísmo - EREM
 

Destaque

Xintoísmo
XintoísmoXintoísmo
Xintoísmo
infoAndreia
 
Xintoismo
XintoismoXintoismo
Xintoismo
infoAndreia
 
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
GersonPrates
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
PIBJA
 
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
GersonPrates
 
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religiosoComo apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Xintoísmo temporalidade sagrada
Xintoísmo   temporalidade sagradaXintoísmo   temporalidade sagrada
Xintoísmo temporalidade sagrada
Reflexao Dialogada
 
Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão
Estela Mattaraia
 
Os símbolos religiosos
Os símbolos religiosos Os símbolos religiosos
Os símbolos religiosos
Karume Franco
 
As religiões orientais
As religiões orientais As religiões orientais
As religiões orientais
ebelly26
 
Demografia geral
Demografia geralDemografia geral
Demografia geral
Colégio Nova Geração COC
 
Religiões Abraâmicas, judaísmo
 Religiões Abraâmicas, judaísmo  Religiões Abraâmicas, judaísmo
Religiões Abraâmicas, judaísmo
MoralitoAGVL
 
Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia C
Drew Mello
 
Maçonaria Aventais
Maçonaria AventaisMaçonaria Aventais
Maçonaria Aventais
Laboulaye
 
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
Sônia Oliveira Oliveira
 
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e CulturaO Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
Filipe De Freitas Leal
 
Livros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembrançasLivros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembranças
Ana Campana
 
Cultura japonesa
Cultura japonesaCultura japonesa
Cultura japonesa
Poly Silva
 
Japão
JapãoJapão
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
guestcace43
 

Destaque (20)

Xintoísmo
XintoísmoXintoísmo
Xintoísmo
 
Xintoismo
XintoismoXintoismo
Xintoismo
 
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade islamismo_26.09.13
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 5
 
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
T100 as grandes religiões da humanidade cristianismo e islamismo_19.09.13
 
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religiosoComo apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
Como apresentar temas difíceis nas aulas de ensino religioso
 
Xintoísmo temporalidade sagrada
Xintoísmo   temporalidade sagradaXintoísmo   temporalidade sagrada
Xintoísmo temporalidade sagrada
 
Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão
 
Os símbolos religiosos
Os símbolos religiosos Os símbolos religiosos
Os símbolos religiosos
 
As religiões orientais
As religiões orientais As religiões orientais
As religiões orientais
 
Demografia geral
Demografia geralDemografia geral
Demografia geral
 
Religiões Abraâmicas, judaísmo
 Religiões Abraâmicas, judaísmo  Religiões Abraâmicas, judaísmo
Religiões Abraâmicas, judaísmo
 
Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia C
 
Maçonaria Aventais
Maçonaria AventaisMaçonaria Aventais
Maçonaria Aventais
 
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
Turma da Mônica - "Pela ética e cidadania"
 
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e CulturaO Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
O Judaísmo - História, Filosofia e Cultura
 
Livros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembrançasLivros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembranças
 
Cultura japonesa
Cultura japonesaCultura japonesa
Cultura japonesa
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
 

Semelhante a T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13

Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
Claudio Macedo
 
34
3434
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
PIBJA
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade
Paulo Henrique
 
Eae 74 - ciencia e religião 5a. parte
Eae   74 - ciencia e religião 5a. parteEae   74 - ciencia e religião 5a. parte
Eae 74 - ciencia e religião 5a. parte
Norberto Scavone Augusto
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
Daladier Lima
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
Vi Meirim
 
Estudo do livro Roteiro liçao 11
Estudo do livro Roteiro liçao 11Estudo do livro Roteiro liçao 11
Estudo do livro Roteiro liçao 11
Candice Gunther
 
Slides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton HjSlides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton Hj
jorlanlucio
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
Over Lane
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
Over Lane
 
Religiões Comparadas
Religiões ComparadasReligiões Comparadas
rel.pptx
rel.pptxrel.pptx
rel.pptx
Antonio Burnat
 
Introdução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religiosoIntrodução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religioso
Jarley Fernandes
 
Introducao apometria4
Introducao apometria4Introducao apometria4
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
Virna Salgado Barra
 
Trabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religiosoTrabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religioso
thayscler
 
Trabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religiosoTrabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religioso
thayscler
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Joao Balbi
 
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
INOVAR CLUB
 

Semelhante a T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13 (20)

Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
 
34
3434
34
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Eae 74 - ciencia e religião 5a. parte
Eae   74 - ciencia e religião 5a. parteEae   74 - ciencia e religião 5a. parte
Eae 74 - ciencia e religião 5a. parte
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
 
A IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMAA IMORTALIDADE DA ALMA
A IMORTALIDADE DA ALMA
 
Estudo do livro Roteiro liçao 11
Estudo do livro Roteiro liçao 11Estudo do livro Roteiro liçao 11
Estudo do livro Roteiro liçao 11
 
Slides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton HjSlides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton Hj
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Religiões Comparadas
Religiões ComparadasReligiões Comparadas
Religiões Comparadas
 
rel.pptx
rel.pptxrel.pptx
rel.pptx
 
Introdução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religiosoIntrodução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religioso
 
Introducao apometria4
Introducao apometria4Introducao apometria4
Introducao apometria4
 
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
O Estudo das Religiões: das primitivas às contemporâneas.
 
Trabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religiosoTrabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religioso
 
Trabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religiosoTrabalho de ensino religioso
Trabalho de ensino religioso
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
 
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
Alexandre z. bacich_-_manual_de_teologia_
 

Mais de GersonPrates

T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
GersonPrates
 
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
GersonPrates
 
T300 jesus e a ética mt 5.21-26-26.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.21-26-26.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.21-26-26.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.21-26-26.09.13
GersonPrates
 
T300 jesus e a ética mt 5.1-12-12.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.1-12-12.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.1-12-12.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.1-12-12.09.13
GersonPrates
 
T300 jesus e a ética mt 5.13-20-19.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.13-20-19.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.13-20-19.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.13-20-19.09.13
GersonPrates
 
T200 reforma luterana 17.10.13
T200 reforma luterana 17.10.13T200 reforma luterana 17.10.13
T200 reforma luterana 17.10.13
GersonPrates
 
T200 fé salvadora 26.09.13
T200 fé salvadora 26.09.13T200 fé salvadora 26.09.13
T200 fé salvadora 26.09.13
GersonPrates
 
T200 vida cristã 19.09.13
T200 vida cristã 19.09.13T200 vida cristã 19.09.13
T200 vida cristã 19.09.13
GersonPrates
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
GersonPrates
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
GersonPrates
 
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte IIIT300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
GersonPrates
 
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
GersonPrates
 
T200 O início da Igreja Cristã até Roma
T200 O início da Igreja Cristã até RomaT200 O início da Igreja Cristã até Roma
T200 O início da Igreja Cristã até Roma
GersonPrates
 
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãosT200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
GersonPrates
 
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristãT100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
GersonPrates
 
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbaçãoT100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
GersonPrates
 
T100 Moisés apresenta a Lei
T100 Moisés apresenta a LeiT100 Moisés apresenta a Lei
T100 Moisés apresenta a Lei
GersonPrates
 
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
GersonPrates
 
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
GersonPrates
 
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
GersonPrates
 

Mais de GersonPrates (20)

T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_parte ii_10.10.13
 
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
T300 martinho lutero protagonista da reforma_03.10.13
 
T300 jesus e a ética mt 5.21-26-26.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.21-26-26.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.21-26-26.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.21-26-26.09.13
 
T300 jesus e a ética mt 5.1-12-12.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.1-12-12.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.1-12-12.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.1-12-12.09.13
 
T300 jesus e a ética mt 5.13-20-19.09.13
T300 jesus e a ética   mt 5.13-20-19.09.13T300 jesus e a ética   mt 5.13-20-19.09.13
T300 jesus e a ética mt 5.13-20-19.09.13
 
T200 reforma luterana 17.10.13
T200 reforma luterana 17.10.13T200 reforma luterana 17.10.13
T200 reforma luterana 17.10.13
 
T200 fé salvadora 26.09.13
T200 fé salvadora 26.09.13T200 fé salvadora 26.09.13
T200 fé salvadora 26.09.13
 
T200 vida cristã 19.09.13
T200 vida cristã 19.09.13T200 vida cristã 19.09.13
T200 vida cristã 19.09.13
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero 03.10.13
 
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13T100 a trajetória do reformador martinho lutero   parte ii-10.10.13
T100 a trajetória do reformador martinho lutero parte ii-10.10.13
 
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte IIIT300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte III
 
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
T200 Carta para os pais Dia dos Pais_08.08.13
 
T200 O início da Igreja Cristã até Roma
T200 O início da Igreja Cristã até RomaT200 O início da Igreja Cristã até Roma
T200 O início da Igreja Cristã até Roma
 
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãosT200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
T200 Atos dos Apóstolos, os primeiros cristãos
 
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristãT100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
T100 Sexualidade: masturbação II e orientação cristã
 
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbaçãoT100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
T100 Sexualidade: namoro, carícias e masturbação
 
T100 Moisés apresenta a Lei
T100 Moisés apresenta a LeiT100 Moisés apresenta a Lei
T100 Moisés apresenta a Lei
 
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
T300 A ética dos Dez mandamentos - parte II_06.06.13
 
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
T300 A ética dos Dez Mandamentos - parte I_23.05.13
 
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
T200 Pentecostes o início da Igreja Cristã_06.06.13
 

Último

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 

T100 as grandes religiões da humanidade xintoísmo e judaísmo_12.09.13

  • 1. Xintoísmo e Judaísmo Visão geral. Aula de Ensino Religioso Turma 100 – 12/09/2013 Ensino Religioso Prof. e Pr. Gerson Dieter Prates Capelão
  • 4. 1. Hinduísmo 2. Budismo (rever parte) 3. Taoísmo (rever) 4. Xintoísmo 5. Judaísmo 6. Cristianismo 7. Islamismo
  • 6. Origem, fundador: ancestrais primitivos do Japão, mitológica, sem datação histórica, porém muito antiga.  Região predominante e número aproximado de adeptos: Arquipélago do Japão, com cerca de 80 milhões de adeptos.
  • 8.  Fonte doutrinária ou  Principais ritos e livros sagrados: Kojiki e Nihonji.  Principais crenças,doutrinas e dogmas: crença e culto aos “kamis” (espírito dos antepassados); obediência ao Imperador, respeito à família e anciãos. costumes: culto aos antepassados (kamis), veneração ao imperador, oferendas nos santuários.  Idéia de Deus: Há uma deusa maior, “Amaterazu”, porém pode ser considerada uma religião panteísta (adoração ao monte Fuji, rios, árvores...).
  • 9. Origem, fundador: Abraão (pai do povo judeu) e Moisés (codificador e organizador da religião), na Palestina, cerca de 1.800 a.C.  Região predominante e número aproximado de adeptos: cerca de 18 milhões, especialmente radicados nos EUA e Israel; estão presentes nas colônias de imigração judaica em todo o mundo.
  • 11.  Fonte doutrinária ou livros sagrados: Torah (Lei), escritos proféticos históricos e poéticos (Bíblia Hebraica = Antigo Testamento dos cristãos); Também o Talmude (comentários sobre a Torah).  Principais crenças,doutrinas e dogmas: Criação-RevelaçãoJuízo; Céu e Inferno; crença em anjos, nos profetas e num futuro Messias; leis morais imutáveis; ressurreição.  Principais ritos e costumes: guardar o sábado, alimentação kosher, circuncisão, obediência aos mandamentos, Páscoa, Dia do Perdão, muitas festas, Jerusalém como cidade sagrada, jejum,...  Idéia de Deus: Monoteísta: crença em Jeová (ou Javé).  Observação: atualmente as diferentes correntes judaicas possuem crenças e costumes diferenciados.