SlideShare uma empresa Scribd logo
Mulheres vocês são
TESTEMUNHAS do SENHOR!
INTRODUÇÃO
• Testemunhar sempre foi uma palavra associada à
mensagem cristã. Nos lembramos do
palavras de João Batista: que veio para dar
testemunho daquele que o seguiria.
• Após as experiências de ressurreição, os discípulos
foram testemunhas dos eventos que tiveram
visto. Ao longo da história, as testemunhas têm
sido uma parte importante da história cristã.
• Em particular, como mulheres membros da igreja,
é importante para nós considerarmos as
implicações dessa palavra, pois é a primeira das
quatro marcos que são nomeados em nosso
propósito.
Texto base: ISAÍAS 43:9-12
• Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam;
quem dentre eles pode anunciar isto, e fazer-nos ouvir
as coisas antigas? Apresentem as suas testemunhas,
para que se justifiquem, e se ouça, e se diga: Verdade
é.
• Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu
servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais,
e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim
deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum
haverá.
• Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador.
• Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus
estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas
testemunhas, diz o Senhor; eu sou Deus.
1. A Mulher Samaritana (João 4: 1-42)
• Uma das mulheres que destacamos no texto bíblico.
Ela veio ao poço ao meio-dia para evitar as outras
mulheres.
• Um dia, ela ficou surpresa ao ver um homem sentado
ali e teve uma surpresa ainda maior
quando ele falou com ela e pediu água. Ele era
obviamente um judeu. Ele nunca deveria ter
falado com ela em público. Ela era uma samaritana e
uma mulher.
• A conversa que se seguiu foi animada; um bom debate.
Raramente esta mulher teve tal conversa com qualquer
pessoa e tê-la com alguém que ela reconheceu como
um rabino, foi uma experiência estimulante.
DE QUE VOCÊ TEM FALADO?
• Para ser como mulheres transformadoras você precisa
falar De Deus
• Ela percebeu a verdade da afirmação e deixou seu pote
de água e correu para a aldeia para contar os outros o
que ela havia aprendido.
• Contar também não foi o fim de tudo. Sua vida
certamente havia mudado, e ela estava agora uma
mulher diferente. Não sabemos o que ela fez, mas deve
ter continuado a crescer, aprender e compartilhar sua
história.
• Como a mulher samaritana, precisamos nos esforçar
para entender nosso chamado e então correr
para outros para compartilhar as Boas Novas com eles.
2. Mulheres que transparecem Cristo
• Nós nos juntamos para testemunhar como comunidade à
presença de Deus conosco no mundo. Nós nos reunimos
em fé para adorar.
• Também precisamos ser uma janela com vidros
transparentes. Falando sobre nossa fé interior, nossas
lutas para entender, nossa incerteza e nossa crença na
constância de Deus é um convite para que outros
encontrem um vislumbre de Deus em nós.
• Uma janela suja ou embaçada não dá uma imagem
nítida. A janela de nossas vidas deve mostrar a presença
de Deus em nossas vidas e a luz de Deus deve ser capaz
de brilhar.
• Egoísmo, amargura, raiva, inveja e muitos outros tipos de
pensamentos negativos obscurecem nossa visão
e portanto, a visão de outros.
VOCÊ TEM SIDO TRANSPARENTE?
• Precisamos buscar a cura e integridade em nossas
próprias vidas e assim ajudar outros a encontrar a
paz que somente Cristo pode trazer.
• Muitas de mulheres nas igrejas têm vitrais. Elas são
lindas mas a menos que sejam iluminadas elas
revelam pouco ao mundo que passa.
• Assim é com o janelas de nossas vidas. Eles devem
ser preenchidos com a luz do amor para que os
outros vejam e então eles podem se juntar a nós e
seguir o caminho que Cristo mostrou ao mundo.
3. Mulheres aprovadas para obra
• Faça o seu melhor para se apresentar a Deus
como alguém aprovado por ele, um obreiro que
não tem necessidade envergonhar-se, explicando
bem a palavra da verdade. (2 Timóteo 2:15)
• Como mulheres, mães, tias, avós e professoras,
temos uma grande responsabilidade de
nossas crianças e jovens. É nossa tarefa e
privilégio ensinar nossa fé à próxima geração
história e encorajá-los a fazer o caminho da
verdade de Deus, o seu modo de vida.;
VOCÊ ESTÁ APROVADA?
• Não podemos ensinar o que não sabemos. Se
quisermos ensinar as grandes verdades da fé,
nós devemos conhecê-los nós mesmos.
• Isso significa conhecer a Bíblia, seus grandes
temas de amor, perdão, compaixão e
esperança. Significa saber algo da história de
nossa Fé cristã e nossa própria denominação.
• O estudo tem sido uma parte importante do
nosso propósito!
4. Hulda, a Profeta - 2 Reis 22: 12–20
• Esta história se passa após o retorno dos judeus
do cativeiro na Babilônia. Eles estavam
reconstruindo sua comunidade: casas, lojas, as
muralhas da cidade e, o mais importante, o
templo.
• Enquanto removiam alguns escombros, os
trabalhadores encontraram um pergaminho. O rei
acreditou que ajudaria a levar o povo a uma
renovação da fé em Deus.
• Os sacerdotes e os homens os acompanhantes
levaram o pergaminho a uma mulher para que
fosse lido e explicado. Essa mulher era Hulda.
O testemunho de Hulda
• Ela era conhecida em todo o reino, e não houve
hesitação em recorrer a ela quando para ler o
pergaminho. O rei e seus assessores tinham fé
nessa mulher.
• Ela profetizou que o Senhor traria o mal sobre a
terra porque o povo abandonou a Deus e estava
adorando imagens e ídolos.
• O rei respeitou sua sabedoria, e reformas foram
iniciadas.
• A sabedoria e a fé dessa mulher foram benéficas
para todos; seu conhecimento e a fé tocaram a
todos no reino.
5. O Lar de Maria (baseado em Atos
12: 11-17)
• Maria, a mãe de João Marcos, era uma cristã que abriu
sua casa aos discípulos.
• Alguns estudiosos da Bíblia acreditam que foi em sua
casa que aconteceu a Última Ceia. Sua casa também
pode ter sido o lugar onde Jesus se encontrou com os
discípulos após a ressurreição.
• Na noite em que Pedro foi libertado da prisão, ele foi
direto para a casa dela para compartilhe sua história,
sabendo que ele encontraria crentes lá.
• Maria fez de sua casa um centro da nova fé em
Jerusalém. Marcos teria
aprendido sobre a fé, não só com sua mãe, mas com as
pessoas fiéis que vieram para sua casa, incluindo Jesus
e os discípulos.
Você tem sido uma boa influência?
• Maria deve ter sido uma grande influência para o
bem em seu filho. Ela era uma mulher de fé e
coragem, capaz de deixar o filho acompanhar
Barnabé nas suas viagens missionárias.
• Embora fossem primos, deve ter sido difícil para
ela vê-lo enfrentar uma vida de perigo e
sofrimento.
• A comunidade, ou irmandade, que ela nutriu ao
abrir sua casa para a nova fé deu a ela um grupo
para apoiá-la e encorajá-la.
• A comunidade que ela apoiou agora seria capaz
de dar-lhe conforto e força.
CONCLUSÃO
• Essas passagens apresentam duas imagens
bastante diferentes.
• Como Mulheres da Igreja devemos crer:
• na promoção da verdade, justiça, paz, carinho e
partilha com respeito por todos;
• em amar a Deus e aos outros, vivendo
generosamente; e,
• em nos afirmar e fortalecer criativamente no
estudo e no testemunho.
• Servindo jantares, fazendo café, decorando salões
de igreja, visitando, ouvindo ... a lista das
maneiras pelas quais podemos oferecer nossos
serviços aos outros são quase infinitas.
SÉRIE GUERREIRAS - ESTUDO 5.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a SÉRIE GUERREIRAS - ESTUDO 5.pptx

02 A VisitaçãO
02 A VisitaçãO02 A VisitaçãO
02 A VisitaçãO
Leone Orlando
 
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos DesafiadoresLição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
I.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequeseCreio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
catsimoes
 
A formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo webA formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo web
Luiza Dayana
 
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno delesHebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
Moravios
 
Testemunho true mother pt
Testemunho true mother ptTestemunho true mother pt
Testemunho true mother pt
Hideumi Sekiguchi
 
O papel da igreja
O  papel    da   igrejaO  papel    da   igreja
O papel da igreja
Marcos De Oliveira Leite
 
Primeiro relatório das missões
Primeiro relatório das missõesPrimeiro relatório das missões
Primeiro relatório das missões
Bruno Da Montanha
 
Cristianismo hoje
Cristianismo hojeCristianismo hoje
Cristianismo hoje
Fer Nanda
 
Nenhuma nova organização
Nenhuma  nova organizaçãoNenhuma  nova organização
Nenhuma nova organização
ASD Remanescentes
 
Sermão para o sábado 23 de julho.pdf
Sermão para o sábado 23 de julho.pdfSermão para o sábado 23 de julho.pdf
Sermão para o sábado 23 de julho.pdf
ELIVELSON MAIA
 
Diaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandroDiaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandro
Evandro Cruz
 
AULA 30.pptx
AULA 30.pptxAULA 30.pptx
AULA 30.pptx
PatiSousa1
 
Relatório de missões resistência missionária, agosto
Relatório de missões     resistência missionária, agostoRelatório de missões     resistência missionária, agosto
Relatório de missões resistência missionária, agosto
Bruno Da Montanha
 
John mein a biblia e como chegou até nós
John mein   a biblia e como chegou até nósJohn mein   a biblia e como chegou até nós
John mein a biblia e como chegou até nós
ibeerj
 
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdfO Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
FbioBezerra18
 
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos JovensO fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
Francelia Carvalho Oliveira
 
Por62 1104 e ordination vgr
Por62 1104 e ordination vgrPor62 1104 e ordination vgr
Por62 1104 e ordination vgr
nara machado
 
A figueira murcha (c .h. spurgeon)
A figueira murcha (c .h. spurgeon)A figueira murcha (c .h. spurgeon)
A figueira murcha (c .h. spurgeon)
Deusdete Soares
 
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp012579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
Hellen Rocha
 

Semelhante a SÉRIE GUERREIRAS - ESTUDO 5.pptx (20)

02 A VisitaçãO
02 A VisitaçãO02 A VisitaçãO
02 A VisitaçãO
 
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos DesafiadoresLição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
Lição 6 - A Evangelização dos Grupos Desafiadores
 
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequeseCreio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
Creio em Jesus Cristo -10 º ano catequese
 
A formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo webA formação-do-líder-servo web
A formação-do-líder-servo web
 
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno delesHebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
Hebreus 11:38 - O mundo não era digno deles
 
Testemunho true mother pt
Testemunho true mother ptTestemunho true mother pt
Testemunho true mother pt
 
O papel da igreja
O  papel    da   igrejaO  papel    da   igreja
O papel da igreja
 
Primeiro relatório das missões
Primeiro relatório das missõesPrimeiro relatório das missões
Primeiro relatório das missões
 
Cristianismo hoje
Cristianismo hojeCristianismo hoje
Cristianismo hoje
 
Nenhuma nova organização
Nenhuma  nova organizaçãoNenhuma  nova organização
Nenhuma nova organização
 
Sermão para o sábado 23 de julho.pdf
Sermão para o sábado 23 de julho.pdfSermão para o sábado 23 de julho.pdf
Sermão para o sábado 23 de julho.pdf
 
Diaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandroDiaconia reunião apresentacao-evandro
Diaconia reunião apresentacao-evandro
 
AULA 30.pptx
AULA 30.pptxAULA 30.pptx
AULA 30.pptx
 
Relatório de missões resistência missionária, agosto
Relatório de missões     resistência missionária, agostoRelatório de missões     resistência missionária, agosto
Relatório de missões resistência missionária, agosto
 
John mein a biblia e como chegou até nós
John mein   a biblia e como chegou até nósJohn mein   a biblia e como chegou até nós
John mein a biblia e como chegou até nós
 
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdfO Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
O Pastor Imperfeito - Zack Eswine.pdf
 
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos JovensO fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
O fruto de um trabalho zeloso - Lições Bíblicas dos Jovens
 
Por62 1104 e ordination vgr
Por62 1104 e ordination vgrPor62 1104 e ordination vgr
Por62 1104 e ordination vgr
 
A figueira murcha (c .h. spurgeon)
A figueira murcha (c .h. spurgeon)A figueira murcha (c .h. spurgeon)
A figueira murcha (c .h. spurgeon)
 
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp012579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
2579110 curando-os-enfermos-charles-e-frances-hunter-100226170808-phpapp01
 

Mais de Adina Silva

A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptxA Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptxA Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptxA Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - ANA.pptx
A Mulher que Deus usa - ANA.pptxA Mulher que Deus usa - ANA.pptx
A Mulher que Deus usa - ANA.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptxA Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptxA Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptxA Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptxA Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa - EVA.pptx
A Mulher que Deus usa - EVA.pptxA Mulher que Deus usa - EVA.pptx
A Mulher que Deus usa - EVA.pptx
Adina Silva
 
A Mulher que Deus usa.pptx
A Mulher que Deus usa.pptxA Mulher que Deus usa.pptx
A Mulher que Deus usa.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
Adina Silva
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
Adina Silva
 

Mais de Adina Silva (20)

A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptxA Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
A Mulher que Deus usa - HULDA E MIRIÃ.pptx
 
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptxA Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
A Mulher que Deus usa - A VIÚVA DE SEREPTA.pptx
 
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptxA Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
A Mulher que Deus usa - ABIGAIL.pptx
 
A Mulher que Deus usa - ANA.pptx
A Mulher que Deus usa - ANA.pptxA Mulher que Deus usa - ANA.pptx
A Mulher que Deus usa - ANA.pptx
 
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptxA Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
A Mulher que Deus usa - RUTE.pptx
 
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptxA Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
A Mulher que Deus usa - DÉBORA.pptx
 
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptxA Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
A Mulher que Deus usa - RAABE.pptx
 
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptxA Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
 
A Mulher que Deus usa - EVA.pptx
A Mulher que Deus usa - EVA.pptxA Mulher que Deus usa - EVA.pptx
A Mulher que Deus usa - EVA.pptx
 
A Mulher que Deus usa.pptx
A Mulher que Deus usa.pptxA Mulher que Deus usa.pptx
A Mulher que Deus usa.pptx
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 4.pptx
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 3.pptx
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 5.pptx
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 2.pptx
 
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptxSÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
SÉRIE VIDA QUE VENCE - ESTUDO 1.pptx
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 2.pptx
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 5.pptx
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 6.pptx
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 7.pptx
 
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptxSÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
SÉRIE MULHERES COM ESPADAS - ESTUDO 4.pptx
 

Último

Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (18)

Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

SÉRIE GUERREIRAS - ESTUDO 5.pptx

  • 1.
  • 3. INTRODUÇÃO • Testemunhar sempre foi uma palavra associada à mensagem cristã. Nos lembramos do palavras de João Batista: que veio para dar testemunho daquele que o seguiria. • Após as experiências de ressurreição, os discípulos foram testemunhas dos eventos que tiveram visto. Ao longo da história, as testemunhas têm sido uma parte importante da história cristã. • Em particular, como mulheres membros da igreja, é importante para nós considerarmos as implicações dessa palavra, pois é a primeira das quatro marcos que são nomeados em nosso propósito.
  • 4. Texto base: ISAÍAS 43:9-12 • Todas as nações se congreguem, e os povos se reúnam; quem dentre eles pode anunciar isto, e fazer-nos ouvir as coisas antigas? Apresentem as suas testemunhas, para que se justifiquem, e se ouça, e se diga: Verdade é. • Vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor, e meu servo, a quem escolhi; para que o saibais, e me creiais, e entendais que eu sou o mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. • Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há Salvador. • Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz o Senhor; eu sou Deus.
  • 5. 1. A Mulher Samaritana (João 4: 1-42) • Uma das mulheres que destacamos no texto bíblico. Ela veio ao poço ao meio-dia para evitar as outras mulheres. • Um dia, ela ficou surpresa ao ver um homem sentado ali e teve uma surpresa ainda maior quando ele falou com ela e pediu água. Ele era obviamente um judeu. Ele nunca deveria ter falado com ela em público. Ela era uma samaritana e uma mulher. • A conversa que se seguiu foi animada; um bom debate. Raramente esta mulher teve tal conversa com qualquer pessoa e tê-la com alguém que ela reconheceu como um rabino, foi uma experiência estimulante.
  • 6. DE QUE VOCÊ TEM FALADO? • Para ser como mulheres transformadoras você precisa falar De Deus • Ela percebeu a verdade da afirmação e deixou seu pote de água e correu para a aldeia para contar os outros o que ela havia aprendido. • Contar também não foi o fim de tudo. Sua vida certamente havia mudado, e ela estava agora uma mulher diferente. Não sabemos o que ela fez, mas deve ter continuado a crescer, aprender e compartilhar sua história. • Como a mulher samaritana, precisamos nos esforçar para entender nosso chamado e então correr para outros para compartilhar as Boas Novas com eles.
  • 7. 2. Mulheres que transparecem Cristo • Nós nos juntamos para testemunhar como comunidade à presença de Deus conosco no mundo. Nós nos reunimos em fé para adorar. • Também precisamos ser uma janela com vidros transparentes. Falando sobre nossa fé interior, nossas lutas para entender, nossa incerteza e nossa crença na constância de Deus é um convite para que outros encontrem um vislumbre de Deus em nós. • Uma janela suja ou embaçada não dá uma imagem nítida. A janela de nossas vidas deve mostrar a presença de Deus em nossas vidas e a luz de Deus deve ser capaz de brilhar. • Egoísmo, amargura, raiva, inveja e muitos outros tipos de pensamentos negativos obscurecem nossa visão e portanto, a visão de outros.
  • 8. VOCÊ TEM SIDO TRANSPARENTE? • Precisamos buscar a cura e integridade em nossas próprias vidas e assim ajudar outros a encontrar a paz que somente Cristo pode trazer. • Muitas de mulheres nas igrejas têm vitrais. Elas são lindas mas a menos que sejam iluminadas elas revelam pouco ao mundo que passa. • Assim é com o janelas de nossas vidas. Eles devem ser preenchidos com a luz do amor para que os outros vejam e então eles podem se juntar a nós e seguir o caminho que Cristo mostrou ao mundo.
  • 9. 3. Mulheres aprovadas para obra • Faça o seu melhor para se apresentar a Deus como alguém aprovado por ele, um obreiro que não tem necessidade envergonhar-se, explicando bem a palavra da verdade. (2 Timóteo 2:15) • Como mulheres, mães, tias, avós e professoras, temos uma grande responsabilidade de nossas crianças e jovens. É nossa tarefa e privilégio ensinar nossa fé à próxima geração história e encorajá-los a fazer o caminho da verdade de Deus, o seu modo de vida.;
  • 10. VOCÊ ESTÁ APROVADA? • Não podemos ensinar o que não sabemos. Se quisermos ensinar as grandes verdades da fé, nós devemos conhecê-los nós mesmos. • Isso significa conhecer a Bíblia, seus grandes temas de amor, perdão, compaixão e esperança. Significa saber algo da história de nossa Fé cristã e nossa própria denominação. • O estudo tem sido uma parte importante do nosso propósito!
  • 11. 4. Hulda, a Profeta - 2 Reis 22: 12–20 • Esta história se passa após o retorno dos judeus do cativeiro na Babilônia. Eles estavam reconstruindo sua comunidade: casas, lojas, as muralhas da cidade e, o mais importante, o templo. • Enquanto removiam alguns escombros, os trabalhadores encontraram um pergaminho. O rei acreditou que ajudaria a levar o povo a uma renovação da fé em Deus. • Os sacerdotes e os homens os acompanhantes levaram o pergaminho a uma mulher para que fosse lido e explicado. Essa mulher era Hulda.
  • 12. O testemunho de Hulda • Ela era conhecida em todo o reino, e não houve hesitação em recorrer a ela quando para ler o pergaminho. O rei e seus assessores tinham fé nessa mulher. • Ela profetizou que o Senhor traria o mal sobre a terra porque o povo abandonou a Deus e estava adorando imagens e ídolos. • O rei respeitou sua sabedoria, e reformas foram iniciadas. • A sabedoria e a fé dessa mulher foram benéficas para todos; seu conhecimento e a fé tocaram a todos no reino.
  • 13. 5. O Lar de Maria (baseado em Atos 12: 11-17) • Maria, a mãe de João Marcos, era uma cristã que abriu sua casa aos discípulos. • Alguns estudiosos da Bíblia acreditam que foi em sua casa que aconteceu a Última Ceia. Sua casa também pode ter sido o lugar onde Jesus se encontrou com os discípulos após a ressurreição. • Na noite em que Pedro foi libertado da prisão, ele foi direto para a casa dela para compartilhe sua história, sabendo que ele encontraria crentes lá. • Maria fez de sua casa um centro da nova fé em Jerusalém. Marcos teria aprendido sobre a fé, não só com sua mãe, mas com as pessoas fiéis que vieram para sua casa, incluindo Jesus e os discípulos.
  • 14. Você tem sido uma boa influência? • Maria deve ter sido uma grande influência para o bem em seu filho. Ela era uma mulher de fé e coragem, capaz de deixar o filho acompanhar Barnabé nas suas viagens missionárias. • Embora fossem primos, deve ter sido difícil para ela vê-lo enfrentar uma vida de perigo e sofrimento. • A comunidade, ou irmandade, que ela nutriu ao abrir sua casa para a nova fé deu a ela um grupo para apoiá-la e encorajá-la. • A comunidade que ela apoiou agora seria capaz de dar-lhe conforto e força.
  • 15. CONCLUSÃO • Essas passagens apresentam duas imagens bastante diferentes. • Como Mulheres da Igreja devemos crer: • na promoção da verdade, justiça, paz, carinho e partilha com respeito por todos; • em amar a Deus e aos outros, vivendo generosamente; e, • em nos afirmar e fortalecer criativamente no estudo e no testemunho. • Servindo jantares, fazendo café, decorando salões de igreja, visitando, ouvindo ... a lista das maneiras pelas quais podemos oferecer nossos serviços aos outros são quase infinitas.