SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
OPINIÃO/DEBATE                                                                     JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 4 DE MARÇO DE 2012                                  3
                                                        SÉRIE CF 2012 | SUS TEM CONCEPÇÃO MARAVILHOSA,
                                                             MAS, NA PRÁTICA, DEIXA MUITO A DESEJAR

                                           Saúde brasileira: resgatar a esperança
                  Pe. Leo Pessini          de abrangência nacional, regional e         “valores” de mercado, sem qualquer                  O mundo da saúde é hoje um
                  imprensa@saocamilo.br    local, dentro de uma estrutura marcada      referência a valores éticos de saúde,           campo de grandes injustiças,
                                           pelos valores e referenciais éticos de      qualidade de vida e bem-estar social.           desigualdades e iniquidades! Hoje,
    A saúde é um dos valores de busca      solidariedade, justiça e equidade. Essa           Os sistemas de saúde das nações mais      no Brasil, dois em cada 10 habitantes
mais básicos do coração humano,            concepção socioecológica da saúde           desenvolvidas do mundo estão em crise. Os       depende do Sistema Único de Saúde
juntamente com o desejo de amar e ser      nos ajuda a entender não somente as         recursos econômicos não são suficientes para    (SUS). Dos quase 200 milhões de
amado e a busca de uma longa vida ou       causas físicas, mentais e espirituais       suprir todas as necessidades relacionadas à     brasileiros, somente 40 milhões têm
mesmo de querer viver para sempre!         de doenças, mas também as causas            saúde que as pessoas possuem, somando-se        planos de saúde. O sistema público de
É uma questão vital em termos de se        político-sociais que provocam, além         a isso a chamada “medicina dos desejos”         saúde brasileiro tem uma concepção
construir um futuro para a humanidade      das doenças, injustiça nessa área. Os       (cirurgias estéticas etc.)! Ultimamente,        filosófica humanista comunitária
com qualidade de vida, para além do        mais necessitados de cuidados com a         estamos presenciando ásperos debates            maravilhosa, perfeita na teoria, mas,
nível da mera sobrevivência sofrida,       saúde são simplesmente excluídos. Essa      políticos em busca de uma saída para            na prática, um caos em termos de
garantindo possibilidade de futuro para    realidade iníqua não deixa de ser uma       esse impasse estrutural governamental           funcionamento, deixando muito a
as novas e próximas gerações. O mundo      injustiça que clama aos céus!               relacionado aos sistemas de saúde. Foi o        desejar. Deveria funcionar bem para
da saúde se transformou hoje numa               A área da saúde transformou-se num     que vimos recentemente nos Estados Unidos       atender com dignidade os brasileiros
questão de salvação (possibilidade de      gigante complexo industrial e tecnológico   com o governo Obama, incluindo no sistema       mais necessitados e não serem vítimas
viver mais e com qualidade de vida)        com investimentos astronômicos de           30 milhões de americanos que estavam à          de discriminações absurdas que negam
ou condenação (morte prematura) para       recursos para pesquisas, equipamentos       margem de qualquer “direito a cuidados          um dos direitos mais básicos do ser
milhões de pessoas no mundo.               e treinamentos de profissionais             de saúde”, sem contar o problema dos            humano, a vida saudável.
    É necessário agir para promover        especializados. Os protagonistas nessa      chamados imigrantes ilegais. É importante           Esta é a hora da esperança ética
e proteger a vida humana e a saúde,        área de investimentos almejam ganhar        registrar que o último relatório sobre a        na busca por justiça e equidade.
não somente cuidando das necessidades      dinheiro e aumentar seu capital, mais       saúde no mundo, da Organização Mundial          Sem melodrama ou mentalidade
individuais imediatas, das comunidades     do que ser uma presença motivada por        da Saúde, tocando justamente na questão         apocalíptica, lembramos que o século
e das relações interpessoais, mas também   valores humanos de cuidado da saúde         econômica dos sistemas de saúde, intitula-      XXI ou será o que colocará a ética no
visando a construção de políticas          dos mais vulneráveis da sociedade. É        -se: “Financiamento dos Sistemas de Saúde:      centro de tudo como prioridade ou,
públicas e projetos de desenvolvimento     muito preocupante a hegemonia dos           o caminho para a cobertura Universal”.          simplesmente, não existiremos!


                                                                                               Que futuro construir? Alguns desafios

  – Nutrir a utopia do “Reino              e forçar o direito básico à saúde, que é    – Desenvolver uma bioética dos
  da saúde” – precisamos nutrir a          garantida por constituições de muitos       “4Ps” – Nesse âmbito da saúde, faz-
  “utopia”, ou seja, construir em          países (Controle social do Estado           -se necessário desenvolver a chamada
  meio a este contexto social injusto      pela sociedade civil), mas ainda é um       ética ou bioética dos “4 Ps”: promo-
  e desigual, em que a doença e a          “direito teórico e meramente virtual”       ção da saúde; prevenção de doenças;
  pobreza falam mais alto do que           na maioria dos países da América Lati-      proteção dos vulneráveis, presas fáceis
  o bem da saúde, um horizonte de          na e na região do Caribe. Em teoria,        de manipulação; e precaução fren-
  significado (o conceito evangélico       tudo é perfeito! Mas tudo é perfeito        te ao desenvolvimento biotecnológi-
  de “Reino de Deus”). Em nossas           em retórica legal, já que, na realidade,    co, proteção da população frente a
  terras, o SUS tem que funcionar          as coisas são injustas. A mudança que       possíveis riscos de danos moralmente
  muito bem e devemos colaborar            todos esperamos e estamos buscando          inaceitáveis, quer sejam uma ameaça
  nessa direção. Esta é uma gran-          não vem de cima para baixo, mas a           à saúde ou à vida humana, ameaças de
  de utopia a ser concretizada. Esse       partir da conscientização e educação        danos graves e irreversíveis, injustos
  horizonte deve ser o guia para           para a cidadania e controle social.         com as gerações presentes e futuras.
  todas as nossas ações, escolhas,
  investimentos, buscas e pesquisas,       – Papel da Pastoral da Saúde – Tem
  pensamentos e sonhos nessa área,         que fazer a diferença pela sua presença
  em busca do “Reino da saúde”. É          e ser “o sal e a luz” nesse contexto
  preciso ousar profeticamente para a      marcado pela escuridão de doença
  implementação de políticas sociais       e mortes evitáveis. Além de cuidar
  orientadas pelos referenciais éticos     dos doentes (dimensão samaritana),
  de justiça, equidade e solidarie-        deve trabalhar para mudar estruturas
  dade. Saúde é um direito humano          político-sociais desiguais (dimensão
  básico.                                  político-institucional). Outro desafio é
                                           o de preservar a identidade cristã das
  – Mudança no conceito de saúde,          Instituições de saúde que são mantidas                                                       Desde o dia 12 de fevereiro, o
  de “caridade” para “direito” –           pela Igreja e Congregações religiosas,                                                       JS publica uma série de artigos
  Hoje em dia, esse direito está sendo     cujo carisma coloca-as no mundo da                                                           exclusivos de autoria de padres
  transformado em “negócio”, em            saúde a serviço dos pobres e doentes.                                                        camilianos, que têm como carisma
  mercado livre, sem coração! Há a         Além disso, zelar pelos valores huma-                                                        o cuidado dos doentes. Você pode
  necessidade de empoderamento dos         nos e cristãos na formação dos futuros                                                       conferir todos os textos na internet.
  pobres em termos de reivindicação        profissionais da área da saúde.
                                                                                                                                                      Acesse
                                                                                       Pe. Leo é presidente das Entidades Camilianas    http://bit.ly/artigosjs_cf2012
  (cidadania) e de fazer algo concreto                                                 e Doutor em Teologia Moral – Bioética

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 
Dimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudávelDimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudável
nucane
 

Mais procurados (15)

Racismo como determinante social de saúde
Racismo como determinante social de saúdeRacismo como determinante social de saúde
Racismo como determinante social de saúde
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 
Dimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudávelDimensões da alimentação saudável
Dimensões da alimentação saudável
 
Saúde pública
Saúde públicaSaúde pública
Saúde pública
 
Saúde pública
Saúde públicaSaúde pública
Saúde pública
 
PSF E DESIGUALDADES
PSF E DESIGUALDADESPSF E DESIGUALDADES
PSF E DESIGUALDADES
 
Saúde Pública
Saúde PúblicaSaúde Pública
Saúde Pública
 
Bioética e Biopoder
Bioética e BiopoderBioética e Biopoder
Bioética e Biopoder
 
Aula 1 - Saúde e Sociedade
Aula 1 - Saúde e SociedadeAula 1 - Saúde e Sociedade
Aula 1 - Saúde e Sociedade
 
Aula 01 ética
Aula 01 éticaAula 01 ética
Aula 01 ética
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
Saúde.mc
Saúde.mcSaúde.mc
Saúde.mc
 
Biotecnologia e Ética
Biotecnologia e Ética  Biotecnologia e Ética
Biotecnologia e Ética
 
Cartilha Educativa sobre Bioética
Cartilha Educativa sobre BioéticaCartilha Educativa sobre Bioética
Cartilha Educativa sobre Bioética
 
Cuidador idoso
Cuidador idosoCuidador idoso
Cuidador idoso
 

Destaque

Avaliacao simplificada competencias
Avaliacao simplificada competenciasAvaliacao simplificada competencias
Avaliacao simplificada competencias
Lp8 Consulting
 
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
CCAM
 
Publicação3[1]
Publicação3[1]Publicação3[1]
Publicação3[1]
mfilomenac
 
Competências 1.º ficha de avaliaçãº
Competências 1.º ficha de avaliaçãºCompetências 1.º ficha de avaliaçãº
Competências 1.º ficha de avaliaçãº
Natália Cabral
 
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele águaCom nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
Thaluan Silva
 
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
Ernani Romano Moura
 
Alevin b
Alevin bAlevin b
Alevin b
fbcat
 

Destaque (20)

Avaliacao simplificada competencias
Avaliacao simplificada competenciasAvaliacao simplificada competencias
Avaliacao simplificada competencias
 
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
Feijoada de-gambas-foto-sabor intenso[1]
 
Catálogo de formação 2012
Catálogo de formação 2012Catálogo de formação 2012
Catálogo de formação 2012
 
OFC 1531 S
OFC 1531 SOFC 1531 S
OFC 1531 S
 
Actividades
ActividadesActividades
Actividades
 
Publicação3[1]
Publicação3[1]Publicação3[1]
Publicação3[1]
 
Novena São José
Novena São JoséNovena São José
Novena São José
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Mulheres da minha vida guerreiras 004
Mulheres da minha vida guerreiras 004Mulheres da minha vida guerreiras 004
Mulheres da minha vida guerreiras 004
 
Competências 1.º ficha de avaliaçãº
Competências 1.º ficha de avaliaçãºCompetências 1.º ficha de avaliaçãº
Competências 1.º ficha de avaliaçãº
 
Convite sm
Convite smConvite sm
Convite sm
 
Clube unesco folheto alunos AE Alves Redol 2012
Clube unesco folheto alunos AE Alves Redol 2012Clube unesco folheto alunos AE Alves Redol 2012
Clube unesco folheto alunos AE Alves Redol 2012
 
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele águaCom nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
Com nanotecnologia, nokia mostra superfície que repele água
 
S1160005
S1160005S1160005
S1160005
 
Perfume do cão
Perfume do cãoPerfume do cão
Perfume do cão
 
Mistura de um animal-português
Mistura de um animal-portuguêsMistura de um animal-português
Mistura de um animal-português
 
Pase de entrada
Pase de entradaPase de entrada
Pase de entrada
 
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
Escopo do Método Construtivo - [rascunho]
 
Alevin b
Alevin bAlevin b
Alevin b
 
Grelha das religiões
Grelha das religiõesGrelha das religiões
Grelha das religiões
 

Semelhante a Série CF 2012 - Saúde brasileira: resgatar a esperança

Campanha da fraternidade parte 1
Campanha da fraternidade parte 1Campanha da fraternidade parte 1
Campanha da fraternidade parte 1
marquione ban
 
Campanha da fraternidade parte 3
Campanha da fraternidade parte 3Campanha da fraternidade parte 3
Campanha da fraternidade parte 3
marquione ban
 
Saúde pública – históricos e conceitos
Saúde pública – históricos e conceitosSaúde pública – históricos e conceitos
Saúde pública – históricos e conceitos
Victor Said
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Jesiele Spindler
 
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúdeO acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
B&R Consultoria Empresarial
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
sofy853108
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
sofy853108
 

Semelhante a Série CF 2012 - Saúde brasileira: resgatar a esperança (20)

Série CF 2012 - Saúde e cidadania
Série CF 2012 - Saúde e cidadaniaSérie CF 2012 - Saúde e cidadania
Série CF 2012 - Saúde e cidadania
 
53152572 apostila
53152572 apostila53152572 apostila
53152572 apostila
 
Campanha da fraternidade parte 1
Campanha da fraternidade parte 1Campanha da fraternidade parte 1
Campanha da fraternidade parte 1
 
ATENDIMENTO AOS IDOSOS NA REDE DE SAUDE PUBLICA
ATENDIMENTO AOS IDOSOS NA REDE DE SAUDE PUBLICAATENDIMENTO AOS IDOSOS NA REDE DE SAUDE PUBLICA
ATENDIMENTO AOS IDOSOS NA REDE DE SAUDE PUBLICA
 
Campanha da fraternidade parte 3
Campanha da fraternidade parte 3Campanha da fraternidade parte 3
Campanha da fraternidade parte 3
 
Saúde pública – históricos e conceitos
Saúde pública – históricos e conceitosSaúde pública – históricos e conceitos
Saúde pública – históricos e conceitos
 
Tudo junto subjetividade
Tudo junto subjetividadeTudo junto subjetividade
Tudo junto subjetividade
 
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
 
Politica nac prom_saude
Politica nac prom_saudePolitica nac prom_saude
Politica nac prom_saude
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
 
Direitos Humanos e Qualidade de Vida.26.05.2010.ppt
Direitos Humanos e Qualidade de Vida.26.05.2010.pptDireitos Humanos e Qualidade de Vida.26.05.2010.ppt
Direitos Humanos e Qualidade de Vida.26.05.2010.ppt
 
Programa de Formação de Professores em Educação Infantil
Programa de Formação de Professores em Educação InfantilPrograma de Formação de Professores em Educação Infantil
Programa de Formação de Professores em Educação Infantil
 
Saúde salinas
Saúde salinasSaúde salinas
Saúde salinas
 
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúdeO acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
O acolhimento como diferencial humanizado em instituições de saúde
 
Aula 01 - Saúde, Cultura e Sociedade
Aula 01 - Saúde, Cultura e SociedadeAula 01 - Saúde, Cultura e Sociedade
Aula 01 - Saúde, Cultura e Sociedade
 
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
 
Mural sus
Mural susMural sus
Mural sus
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
 
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdfÉtica e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
Ética e Deontologia na atividade Farmacêutica.pdf
 
Saúde pública
Saúde públicaSaúde pública
Saúde pública
 

Série CF 2012 - Saúde brasileira: resgatar a esperança

  • 1. OPINIÃO/DEBATE JORNAL SANTUÁRIO DE APARECIDA • 4 DE MARÇO DE 2012 3 SÉRIE CF 2012 | SUS TEM CONCEPÇÃO MARAVILHOSA, MAS, NA PRÁTICA, DEIXA MUITO A DESEJAR Saúde brasileira: resgatar a esperança Pe. Leo Pessini de abrangência nacional, regional e “valores” de mercado, sem qualquer O mundo da saúde é hoje um imprensa@saocamilo.br local, dentro de uma estrutura marcada referência a valores éticos de saúde, campo de grandes injustiças, pelos valores e referenciais éticos de qualidade de vida e bem-estar social. desigualdades e iniquidades! Hoje, A saúde é um dos valores de busca solidariedade, justiça e equidade. Essa Os sistemas de saúde das nações mais no Brasil, dois em cada 10 habitantes mais básicos do coração humano, concepção socioecológica da saúde desenvolvidas do mundo estão em crise. Os depende do Sistema Único de Saúde juntamente com o desejo de amar e ser nos ajuda a entender não somente as recursos econômicos não são suficientes para (SUS). Dos quase 200 milhões de amado e a busca de uma longa vida ou causas físicas, mentais e espirituais suprir todas as necessidades relacionadas à brasileiros, somente 40 milhões têm mesmo de querer viver para sempre! de doenças, mas também as causas saúde que as pessoas possuem, somando-se planos de saúde. O sistema público de É uma questão vital em termos de se político-sociais que provocam, além a isso a chamada “medicina dos desejos” saúde brasileiro tem uma concepção construir um futuro para a humanidade das doenças, injustiça nessa área. Os (cirurgias estéticas etc.)! Ultimamente, filosófica humanista comunitária com qualidade de vida, para além do mais necessitados de cuidados com a estamos presenciando ásperos debates maravilhosa, perfeita na teoria, mas, nível da mera sobrevivência sofrida, saúde são simplesmente excluídos. Essa políticos em busca de uma saída para na prática, um caos em termos de garantindo possibilidade de futuro para realidade iníqua não deixa de ser uma esse impasse estrutural governamental funcionamento, deixando muito a as novas e próximas gerações. O mundo injustiça que clama aos céus! relacionado aos sistemas de saúde. Foi o desejar. Deveria funcionar bem para da saúde se transformou hoje numa A área da saúde transformou-se num que vimos recentemente nos Estados Unidos atender com dignidade os brasileiros questão de salvação (possibilidade de gigante complexo industrial e tecnológico com o governo Obama, incluindo no sistema mais necessitados e não serem vítimas viver mais e com qualidade de vida) com investimentos astronômicos de 30 milhões de americanos que estavam à de discriminações absurdas que negam ou condenação (morte prematura) para recursos para pesquisas, equipamentos margem de qualquer “direito a cuidados um dos direitos mais básicos do ser milhões de pessoas no mundo. e treinamentos de profissionais de saúde”, sem contar o problema dos humano, a vida saudável. É necessário agir para promover especializados. Os protagonistas nessa chamados imigrantes ilegais. É importante Esta é a hora da esperança ética e proteger a vida humana e a saúde, área de investimentos almejam ganhar registrar que o último relatório sobre a na busca por justiça e equidade. não somente cuidando das necessidades dinheiro e aumentar seu capital, mais saúde no mundo, da Organização Mundial Sem melodrama ou mentalidade individuais imediatas, das comunidades do que ser uma presença motivada por da Saúde, tocando justamente na questão apocalíptica, lembramos que o século e das relações interpessoais, mas também valores humanos de cuidado da saúde econômica dos sistemas de saúde, intitula- XXI ou será o que colocará a ética no visando a construção de políticas dos mais vulneráveis da sociedade. É -se: “Financiamento dos Sistemas de Saúde: centro de tudo como prioridade ou, públicas e projetos de desenvolvimento muito preocupante a hegemonia dos o caminho para a cobertura Universal”. simplesmente, não existiremos! Que futuro construir? Alguns desafios – Nutrir a utopia do “Reino e forçar o direito básico à saúde, que é – Desenvolver uma bioética dos da saúde” – precisamos nutrir a garantida por constituições de muitos “4Ps” – Nesse âmbito da saúde, faz- “utopia”, ou seja, construir em países (Controle social do Estado -se necessário desenvolver a chamada meio a este contexto social injusto pela sociedade civil), mas ainda é um ética ou bioética dos “4 Ps”: promo- e desigual, em que a doença e a “direito teórico e meramente virtual” ção da saúde; prevenção de doenças; pobreza falam mais alto do que na maioria dos países da América Lati- proteção dos vulneráveis, presas fáceis o bem da saúde, um horizonte de na e na região do Caribe. Em teoria, de manipulação; e precaução fren- significado (o conceito evangélico tudo é perfeito! Mas tudo é perfeito te ao desenvolvimento biotecnológi- de “Reino de Deus”). Em nossas em retórica legal, já que, na realidade, co, proteção da população frente a terras, o SUS tem que funcionar as coisas são injustas. A mudança que possíveis riscos de danos moralmente muito bem e devemos colaborar todos esperamos e estamos buscando inaceitáveis, quer sejam uma ameaça nessa direção. Esta é uma gran- não vem de cima para baixo, mas a à saúde ou à vida humana, ameaças de de utopia a ser concretizada. Esse partir da conscientização e educação danos graves e irreversíveis, injustos horizonte deve ser o guia para para a cidadania e controle social. com as gerações presentes e futuras. todas as nossas ações, escolhas, investimentos, buscas e pesquisas, – Papel da Pastoral da Saúde – Tem pensamentos e sonhos nessa área, que fazer a diferença pela sua presença em busca do “Reino da saúde”. É e ser “o sal e a luz” nesse contexto preciso ousar profeticamente para a marcado pela escuridão de doença implementação de políticas sociais e mortes evitáveis. Além de cuidar orientadas pelos referenciais éticos dos doentes (dimensão samaritana), de justiça, equidade e solidarie- deve trabalhar para mudar estruturas dade. Saúde é um direito humano político-sociais desiguais (dimensão básico. político-institucional). Outro desafio é o de preservar a identidade cristã das – Mudança no conceito de saúde, Instituições de saúde que são mantidas Desde o dia 12 de fevereiro, o de “caridade” para “direito” – pela Igreja e Congregações religiosas, JS publica uma série de artigos Hoje em dia, esse direito está sendo cujo carisma coloca-as no mundo da exclusivos de autoria de padres transformado em “negócio”, em saúde a serviço dos pobres e doentes. camilianos, que têm como carisma mercado livre, sem coração! Há a Além disso, zelar pelos valores huma- o cuidado dos doentes. Você pode necessidade de empoderamento dos nos e cristãos na formação dos futuros conferir todos os textos na internet. pobres em termos de reivindicação profissionais da área da saúde. Acesse Pe. Leo é presidente das Entidades Camilianas http://bit.ly/artigosjs_cf2012 (cidadania) e de fazer algo concreto e Doutor em Teologia Moral – Bioética