SlideShare uma empresa Scribd logo
A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL
PEDAGOGIA
IDALICE CRUZ ARAÚJO
ALTAMIRA – PA
INTRODUÇÃO
As histórias infantis são uma boa maneira de criar um vínculo de união
com as crianças, favorecendo a sua imaginação e sua criatividade,
dissipando temores e em muitos casos fazem com que se sintam mais
corajosas ao serem inspiradas por seus personagens favoritos.
A contação de histórias é atividade própria de incentivo à imaginação e
o trânsito entre o fictício e o real. Ao preparar uma história para ser
contada, tomamos a experiência do narrador e de cada personagem
como nossa e ampliamos nossa experiência vivencial por meio da
narrativa do autor. Os fatos, as cenas e os contextos são do plano do
imaginário, mas os sentimentos e as emoções transcendem a ficção e
se materializam na vida real (RODRIGUES, 2005, p. 4).
CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA
As histórias são muito boas para relaxar os nossos alunos quando eles
estão especialmente preocupados. Também é uma boa ideia ter um
objeto, como um chapéu ou uma varinha mágica, que as crianças
interajam diretamente com este momento.
De acordo com Abramovich (1989), importante se faz para a Educação
Infantil que no momento de contar uma história é importante dar a
cada personagem uma voz, gestos e personalidade própria, a fim de
que a criança possa imaginar a história que nós dissemos a ela.
Cabe aos educadores também fazer o exercício de imaginar o que isso
é, porque dessa forma será mais credível para as crianças. É preciso
colocar uma boa entonação, levar um ritmo de narração para mantê-la
interessada e até mesmo atuar.
PROBLEMA DE PESQUISA
De acordo com esta perspectiva, para as crianças de hoje, a história
continua a ser um instrumento mágico e emocional em seus anos de
escola. É claramente um recurso socializador, que tem uma chave
especial para abrir a porta da leitura e escrita, e mesmo de convivência
e tolerância. Mas, acima de tudo, a sua principal habilidade é baseada
no que ainda são capazes de ativar o aprendizado da língua escrita.
Ante o exposto, o trabalho se guiará em responder à seguinte questão
básica: qual a importância da contação de histórias no processo ensino-
aprendizagem na Educação Infantil?
OBJETIVOS
Objetivo Geral
O presente trabalho tem a pretensão de expor uma análise sucinta
sobre a importância da contação de histórias na educação infantil e
as suas vantagens pedagógicas.
Objetivos Específicos
• Apresentar a importância de se ouvir histórias;
• Analisar as histórias contadas e seu valor educativo na Educação
Infantil;
• Compreender a importância da literatura infantil no processo
ensino-aprendizagem.
METODOLOGIA
Este artigo é produto de um processo de reflexão, análise e síntese em
torno de questões relacionadas ao objetivo de compreender a estreita
relação entre a contação de histórias e o processo de ensino e
aprendizagem na Educação Infantil. Para tanto, como metodologia,
utilizamos uma revisão de literatura de tipo “revisão narrativa”; esta que
se caracteriza ser menos exaustiva, feita por especialistas no assunto,
não declaram os métodos que utilizaram para obter, selecionar as
informações (BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS, 2015).
Portanto, são ideais para responder a perguntas básicas (consideradas
como aquelas que se referem a aspectos gerais de uma condição. Para
isso, foi elaborada uma lista de temas de interesse e palavras-chaves
dentro das quais são: contação de histórias, Educação Infantil, literatura
e ensino, a fim de avançar na busca de obras sobre a temática.
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
O ouvir histórias pode estimular o desenhar, o musicar, o sair, o ficar, o
pensar, o teatral, o imaginar, o brincar, o ver o livro, o escrever, o querer
ouvir de novo (a mesma história ou outra). Afinal, tudo pode nascer
dum texto. Por isso educadores nunca deixem de contar histórias!
(ABRAMOVICH, 1989, p23).
A história consiste na pedra angular e o ponto da comunicação da arte
de contar histórias. Tal comunicação consiste na capacidade de juntar
em algumas páginas de sua extensão: intensidade concentrada, elevado
interesse e apurada condição expressiva (NUNES, 2000, p. 27).
Se consegue um ambiente descontraído em sala de aula ao serem trabalhada a
contação de histórias; se consegue uma corrente de confiança entre o professor e
o aluno. Busca soluções simbólicas para problemas que o inquietam.
Ajuda a assimilar valores e atitudes através dos personagens. Ajuda a projetar
seus meios e angústias nos personagens.
Desenvolve a imaginação e o espírito crítico.
Desenvolve a linguagem, não somente em seu aspecto comunicativo, mas
também no estético e criativo.
Favorece o desenvolvimento social enquanto que lhe permite compreender
funções e valores e é um meio de transmissão de ideias, de crenças e de valores.
É um veículo da criatividade: através do qual as crianças podem inventar novas
histórias ou imaginar e criar personagens. Põe a criança em contato com a
realidade.
Favorece momentos de diálogo e encontros afetivos entre crianças e adultos e
entre crianças e seus iguais. Favorece o processo de evolução da personalidade
da criança. Inicia-o em um código moral: conceito do bem e do mal (BORTOLUSSI,
1995, p. 53).
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Desenvolver o interesse e criar o hábito pela leitura é um processo
lento que exige eficiência do educador e dos pais, pois a forma como
será apresentada à literatura a criança é que vai fazer com que ela
goste ou não de ler.
A contação de história é um exercício que não está presente apenas
nas instituições escolares. Pode também ser encontrada em espaços
voltados para a cultura como é comum encontrarmos hoje em feiras
de livros, por exemplo. Isso pode possibilitar uma melhor efetivação e
diversificar as possibilidades de intercâmbio entre a criançada e o
saber das letras, ou seja, o universo literário.
A história infantil é uma das bases de desenvolvimento intelectual. A
contar-lhes uma história podemos conseguir que eles entendem as
coisas rapidamente, que seu cérebro trabalhe com mais certeza,
estimulando a sua memória e a sua vontade de se expressar.
REFERÊNCIAS
ABRAMOVICH, F. Literatura infantil: gostosura e bobices. 1. ed. São Paulo: Scipione, 1989.
BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS. Tipos de Revisão de Literatura. Faculdade
de Ciências Agronômicas. UNESP. Botucatu, 2015.
BITENCOURT, R. B. As novas tecnologias e a contação de histórias em sala de aula. 2015
Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/as-novas-tecnologias-e-a-contacao-de-
historias-em-sala-de-aula/13659/> Acesso em: 23 jun. 2021.
BORTOLUSSI, M. Análise Teórica da Contação de Histórias na Educação Infantil. Rio de
Janeiro: Brasiliense. 1995.
NUNES, G. A Educação Literária. São Paulo: Coutrix. 2000.
RODRIGUES, Edvânia Braz Teixeira. Cultura, arte e contação de histórias. Goiânia, 2005.
ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global, 2003.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atps história e geografia
Atps história e geografiaAtps história e geografia
Atps história e geografia
Paulo Wanderson
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
Carla Karinne Oliveira
 
Literatura infanto juvenil
Literatura infanto juvenilLiteratura infanto juvenil
Literatura infanto juvenil
bielsvl14
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
estercotrim
 
Atps -literatura_infantil
Atps  -literatura_infantilAtps  -literatura_infantil
Atps -literatura_infantil
mkbariotto
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Amanda Freitas
 
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLALiteratura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Magno Oliveira
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
Joana Melazzo
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
Universidade Federal de Roraima
 
Relatório de Literatura Infantil
Relatório de Literatura InfantilRelatório de Literatura Infantil
Relatório de Literatura Infantil
Amanda Freitas
 
Palestra de rolim de moura literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
Palestra de rolim de moura   literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...Palestra de rolim de moura   literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
Palestra de rolim de moura literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
angelamariagomes
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
Susanne Messias
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Ana Lúcia Hennemann
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
marcia cristina da silva souza
 
Slide seminário
Slide seminárioSlide seminário
Slide seminário
Silvana Menezes
 
Atps literatura infantil oficial
Atps literatura infantil oficialAtps literatura infantil oficial
Atps literatura infantil oficial
Regina Gidzinski
 
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertasLivro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
Edilson A. Souza
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
Patrícia Éderson Dias
 
Apresentação do slide do projeto literatura infantil
Apresentação do slide do projeto literatura infantilApresentação do slide do projeto literatura infantil
Apresentação do slide do projeto literatura infantil
Rosimeire Rodrigues
 
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Letícia Cristina
 

Mais procurados (20)

Atps história e geografia
Atps história e geografiaAtps história e geografia
Atps história e geografia
 
Literatura infantil e juvenil aula2
Literatura  infantil e juvenil   aula2Literatura  infantil e juvenil   aula2
Literatura infantil e juvenil aula2
 
Literatura infanto juvenil
Literatura infanto juvenilLiteratura infanto juvenil
Literatura infanto juvenil
 
Literatura Infantil Slides
Literatura Infantil   SlidesLiteratura Infantil   Slides
Literatura Infantil Slides
 
Atps -literatura_infantil
Atps  -literatura_infantilAtps  -literatura_infantil
Atps -literatura_infantil
 
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leituraProjeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
Projeto de Pesquisa: A Literatura Infantil no desenvolvimento da leitura
 
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLALiteratura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
Literatura Infanto Juvenil - LITERATUA INFANTIL NA ESCOLA
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
 
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
[Resenha] Afinal, o que é Literatura Infantil?
 
Relatório de Literatura Infantil
Relatório de Literatura InfantilRelatório de Literatura Infantil
Relatório de Literatura Infantil
 
Palestra de rolim de moura literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
Palestra de rolim de moura   literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...Palestra de rolim de moura   literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
Palestra de rolim de moura literatura infanto-juvenil ou simplesmente liter...
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
 
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitoresA literatura infantil e seu poder de formar leitores
A literatura infantil e seu poder de formar leitores
 
Slide seminário
Slide seminárioSlide seminário
Slide seminário
 
Atps literatura infantil oficial
Atps literatura infantil oficialAtps literatura infantil oficial
Atps literatura infantil oficial
 
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertasLivro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
Livro - literatura infantil construção, recepção e descobertas
 
Literatura infantil
Literatura infantilLiteratura infantil
Literatura infantil
 
Apresentação do slide do projeto literatura infantil
Apresentação do slide do projeto literatura infantilApresentação do slide do projeto literatura infantil
Apresentação do slide do projeto literatura infantil
 
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
Que leitores queremos formar com a literatura infanto-juvenil?
 

Semelhante a Slides idalice

Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
Fernando Pissuto
 
Artigo11
Artigo11Artigo11
Artigo11
cefaprodematupa
 
trabalho
trabalhotrabalho
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
waldilsonBarros1
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
Shirley Costa
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
A arte de contar histórias andrea e patricia
A arte de contar histórias  andrea e patriciaA arte de contar histórias  andrea e patricia
A arte de contar histórias andrea e patricia
Luana Maria Ferreira Fernandes
 
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
Ainsf Eder Dalberto
 
Artigo christiane jarosky
Artigo christiane jaroskyArtigo christiane jarosky
Artigo christiane jarosky
Pedro da Silva
 
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
morgana83
 
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTILA ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
Rossita Figueira
 
A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve
Dinny Rubini
 
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
SoniaMaia18
 
Projeto contos de fadas
Projeto contos de fadasProjeto contos de fadas
Projeto contos de fadas
Natalia Pinheiro
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
EscolaMunicipalMaria16
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
EscolaMunicipalMaria16
 
Livros e Infância
Livros e InfânciaLivros e Infância
Livros e Infância
educadores
 
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdfprojeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
Emiliamarques
 
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio CardosoLeitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Sistema Municipal de Bibliotecas
 
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticasA arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
Rossita Figueira
 

Semelhante a Slides idalice (20)

Eva edilaine erika
Eva edilaine erikaEva edilaine erika
Eva edilaine erika
 
Artigo11
Artigo11Artigo11
Artigo11
 
trabalho
trabalhotrabalho
trabalho
 
Artigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanchesArtigo ana-lucia-sanches
Artigo ana-lucia-sanches
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
 
Atv4marcia
Atv4marciaAtv4marcia
Atv4marcia
 
A arte de contar histórias andrea e patricia
A arte de contar histórias  andrea e patriciaA arte de contar histórias  andrea e patricia
A arte de contar histórias andrea e patricia
 
Contador de Histórias
Contador de HistóriasContador de Histórias
Contador de Histórias
 
Artigo christiane jarosky
Artigo christiane jaroskyArtigo christiane jarosky
Artigo christiane jarosky
 
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
Recreação jogos e brincadeiras webfólio trabalho em grupo02
 
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTILA ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO  DESENVOLVIMENTO INFANTIL
A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL
 
A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve A Formiguinha e a Neve
A Formiguinha e a Neve
 
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
 
Projeto contos de fadas
Projeto contos de fadasProjeto contos de fadas
Projeto contos de fadas
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
 
Livros e Infância
Livros e InfânciaLivros e Infância
Livros e Infância
 
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdfprojeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
projeto; Era uma vez... As creches no mundo da imaginação.pdf
 
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio CardosoLeitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
 
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticasA arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
A arte de contar histórias: perspectivas teóricas e práticas
 

Último

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 

Slides idalice

  • 1. A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PEDAGOGIA IDALICE CRUZ ARAÚJO ALTAMIRA – PA
  • 2. INTRODUÇÃO As histórias infantis são uma boa maneira de criar um vínculo de união com as crianças, favorecendo a sua imaginação e sua criatividade, dissipando temores e em muitos casos fazem com que se sintam mais corajosas ao serem inspiradas por seus personagens favoritos. A contação de histórias é atividade própria de incentivo à imaginação e o trânsito entre o fictício e o real. Ao preparar uma história para ser contada, tomamos a experiência do narrador e de cada personagem como nossa e ampliamos nossa experiência vivencial por meio da narrativa do autor. Os fatos, as cenas e os contextos são do plano do imaginário, mas os sentimentos e as emoções transcendem a ficção e se materializam na vida real (RODRIGUES, 2005, p. 4).
  • 3. CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA As histórias são muito boas para relaxar os nossos alunos quando eles estão especialmente preocupados. Também é uma boa ideia ter um objeto, como um chapéu ou uma varinha mágica, que as crianças interajam diretamente com este momento. De acordo com Abramovich (1989), importante se faz para a Educação Infantil que no momento de contar uma história é importante dar a cada personagem uma voz, gestos e personalidade própria, a fim de que a criança possa imaginar a história que nós dissemos a ela. Cabe aos educadores também fazer o exercício de imaginar o que isso é, porque dessa forma será mais credível para as crianças. É preciso colocar uma boa entonação, levar um ritmo de narração para mantê-la interessada e até mesmo atuar.
  • 4. PROBLEMA DE PESQUISA De acordo com esta perspectiva, para as crianças de hoje, a história continua a ser um instrumento mágico e emocional em seus anos de escola. É claramente um recurso socializador, que tem uma chave especial para abrir a porta da leitura e escrita, e mesmo de convivência e tolerância. Mas, acima de tudo, a sua principal habilidade é baseada no que ainda são capazes de ativar o aprendizado da língua escrita. Ante o exposto, o trabalho se guiará em responder à seguinte questão básica: qual a importância da contação de histórias no processo ensino- aprendizagem na Educação Infantil?
  • 5. OBJETIVOS Objetivo Geral O presente trabalho tem a pretensão de expor uma análise sucinta sobre a importância da contação de histórias na educação infantil e as suas vantagens pedagógicas. Objetivos Específicos • Apresentar a importância de se ouvir histórias; • Analisar as histórias contadas e seu valor educativo na Educação Infantil; • Compreender a importância da literatura infantil no processo ensino-aprendizagem.
  • 6. METODOLOGIA Este artigo é produto de um processo de reflexão, análise e síntese em torno de questões relacionadas ao objetivo de compreender a estreita relação entre a contação de histórias e o processo de ensino e aprendizagem na Educação Infantil. Para tanto, como metodologia, utilizamos uma revisão de literatura de tipo “revisão narrativa”; esta que se caracteriza ser menos exaustiva, feita por especialistas no assunto, não declaram os métodos que utilizaram para obter, selecionar as informações (BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS, 2015). Portanto, são ideais para responder a perguntas básicas (consideradas como aquelas que se referem a aspectos gerais de uma condição. Para isso, foi elaborada uma lista de temas de interesse e palavras-chaves dentro das quais são: contação de histórias, Educação Infantil, literatura e ensino, a fim de avançar na busca de obras sobre a temática.
  • 7. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O ouvir histórias pode estimular o desenhar, o musicar, o sair, o ficar, o pensar, o teatral, o imaginar, o brincar, o ver o livro, o escrever, o querer ouvir de novo (a mesma história ou outra). Afinal, tudo pode nascer dum texto. Por isso educadores nunca deixem de contar histórias! (ABRAMOVICH, 1989, p23). A história consiste na pedra angular e o ponto da comunicação da arte de contar histórias. Tal comunicação consiste na capacidade de juntar em algumas páginas de sua extensão: intensidade concentrada, elevado interesse e apurada condição expressiva (NUNES, 2000, p. 27).
  • 8. Se consegue um ambiente descontraído em sala de aula ao serem trabalhada a contação de histórias; se consegue uma corrente de confiança entre o professor e o aluno. Busca soluções simbólicas para problemas que o inquietam. Ajuda a assimilar valores e atitudes através dos personagens. Ajuda a projetar seus meios e angústias nos personagens. Desenvolve a imaginação e o espírito crítico. Desenvolve a linguagem, não somente em seu aspecto comunicativo, mas também no estético e criativo. Favorece o desenvolvimento social enquanto que lhe permite compreender funções e valores e é um meio de transmissão de ideias, de crenças e de valores. É um veículo da criatividade: através do qual as crianças podem inventar novas histórias ou imaginar e criar personagens. Põe a criança em contato com a realidade. Favorece momentos de diálogo e encontros afetivos entre crianças e adultos e entre crianças e seus iguais. Favorece o processo de evolução da personalidade da criança. Inicia-o em um código moral: conceito do bem e do mal (BORTOLUSSI, 1995, p. 53).
  • 9. CONSIDERAÇÕES FINAIS Desenvolver o interesse e criar o hábito pela leitura é um processo lento que exige eficiência do educador e dos pais, pois a forma como será apresentada à literatura a criança é que vai fazer com que ela goste ou não de ler. A contação de história é um exercício que não está presente apenas nas instituições escolares. Pode também ser encontrada em espaços voltados para a cultura como é comum encontrarmos hoje em feiras de livros, por exemplo. Isso pode possibilitar uma melhor efetivação e diversificar as possibilidades de intercâmbio entre a criançada e o saber das letras, ou seja, o universo literário. A história infantil é uma das bases de desenvolvimento intelectual. A contar-lhes uma história podemos conseguir que eles entendem as coisas rapidamente, que seu cérebro trabalhe com mais certeza, estimulando a sua memória e a sua vontade de se expressar.
  • 10. REFERÊNCIAS ABRAMOVICH, F. Literatura infantil: gostosura e bobices. 1. ed. São Paulo: Scipione, 1989. BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS. Tipos de Revisão de Literatura. Faculdade de Ciências Agronômicas. UNESP. Botucatu, 2015. BITENCOURT, R. B. As novas tecnologias e a contação de histórias em sala de aula. 2015 Disponível em: <http://www.webartigos.com/artigos/as-novas-tecnologias-e-a-contacao-de- historias-em-sala-de-aula/13659/> Acesso em: 23 jun. 2021. BORTOLUSSI, M. Análise Teórica da Contação de Histórias na Educação Infantil. Rio de Janeiro: Brasiliense. 1995. NUNES, G. A Educação Literária. São Paulo: Coutrix. 2000. RODRIGUES, Edvânia Braz Teixeira. Cultura, arte e contação de histórias. Goiânia, 2005. ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global, 2003.