SlideShare uma empresa Scribd logo
KanbanKanban
Trabalho Engenharia de SoftwareTrabalho Engenharia de Software
NomesNomes
Jônatas FerreiraJônatas Ferreira
Emerson OliveiraEmerson Oliveira
Wemerson ThiagoWemerson Thiago
Valci DiasValci Dias
O que é o Kanban?O que é o Kanban?
 Foi criado no Japão por Taiichi Ohno, engenheiroFoi criado no Japão por Taiichi Ohno, engenheiro
chefe da Toyota, a introdução desse método devido achefe da Toyota, a introdução desse método devido a
necessidade de manter um eficaz funcionamento donecessidade de manter um eficaz funcionamento do
sistema de produção em série.sistema de produção em série.
 O nome Kanban é de origem japonesa e sua tradução seria como “sinal” ou “cartão”.O nome Kanban é de origem japonesa e sua tradução seria como “sinal” ou “cartão”.
 O sistema Kanban é uma das variantes mais conhecidas do O sistema Kanban é uma das variantes mais conhecidas do JustJust in Timein Time (metodologia(metodologia
desenvolvida e aperfeiçoada por Taiichi Ohno e Sakichi Toyoda com o intuito de reduzirdesenvolvida e aperfeiçoada por Taiichi Ohno e Sakichi Toyoda com o intuito de reduzir
estoques e os custos decorrentes.)estoques e os custos decorrentes.)
 Uma das ferramentas que contribuiu para um melhor funcionamento do sistema Just in Time é oUma das ferramentas que contribuiu para um melhor funcionamento do sistema Just in Time é o
Kanban.Kanban.
O Sistema KanbanO Sistema Kanban
Para entendermos a proposta deste conceito, primeiro vamos estudar o sistema KanbanPara entendermos a proposta deste conceito, primeiro vamos estudar o sistema Kanban.
 O kanban possui um painel. As tarefas que o compõe chamamosO kanban possui um painel. As tarefas que o compõe chamamos
de cartões.de cartões.
 O número de cartões representa a capacidade limite acordada emO número de cartões representa a capacidade limite acordada em
cada fase de um sistema que são colocadas em circulação.cada fase de um sistema que são colocadas em circulação.
 Cada cartão funciona como um mecanismo de sinalização.Cada cartão funciona como um mecanismo de sinalização.
 Só é permitido iniciar uma nova iniciar uma nova tarefa quando umSó é permitido iniciar uma nova iniciar uma nova tarefa quando um
cartão está disponível.cartão está disponível.
 É importante respeitar esta regra, para se obter resultados,
gerenciar o limite de atividades em andamento e garantir o bom
desempenho da equipe.
É um processo de fácil entendimento para os funcionários, pois eles jáÉ um processo de fácil entendimento para os funcionários, pois eles já
sabem o que está faltando, através da ausência do cartão.sabem o que está faltando, através da ausência do cartão.
 Os cartões podem ser usados na forma ilustrativa nas coresOs cartões podem ser usados na forma ilustrativa nas cores
vermelha, verde e amarelo.vermelha, verde e amarelo.
 Hoje é comum o uso do kanban digital (e-kanban) mas algumasHoje é comum o uso do kanban digital (e-kanban) mas algumas
empresas ainda implementamempresas ainda implementam o Kanban físico utilizando lousas,
painéis, paredes ou tabuleiros.
e-kanbane-kanban
||
||
||
||
||
||
||
||
||
||
kanbankanban
As qualidades do sistema KanbanAs qualidades do sistema Kanban
Agora que já temos a base do sistema kanban, vamos saber quais sãoAgora que já temos a base do sistema kanban, vamos saber quais são
os benefícios de utilizar esta metodologia.os benefícios de utilizar esta metodologia.
 Identificar problemasIdentificar problemas
 Visualização dos processosVisualização dos processos
 Avaliar mudançasAvaliar mudanças
 Eliminar desperdíciosEliminar desperdícios
– QualidadeQualidade
– Menor tempo e custoMenor tempo e custo
 FlexibilidadeFlexibilidade
 Equipe envolvidaEquipe envolvida
 O Kanban atua fornecendo visibilidade nos processos, deixando
explícito os problemas e prendendo o foco da equipe em qualidade.
 A simples regra de limitar os trabalhos em andamento estimula
maior qualidade e maior desempenho na execução de cada tarefa.
 Contribui para a redução do estresse da equipe e melhora a
colaboração e previsibilidade, refletindo com isso, nas datas de
vencimento para entrega de tarefas.
 Com a equipe produzindo e cumprindo os prazos de liberação, os
laços de confiança dos clientes,parceiros, fornecedores e outras
entidades relacionadas são fortalecidos.
 Por conta desta “filosofia”, o Kanban vem mostrando eficiência
e ganhando diariamente diversos profissionais que se renderam aos
benefícios proporcionados por ele.
O sistema Kanban no desenvolvimento deO sistema Kanban no desenvolvimento de
softwaresoftware
 Para o desenvolvimento de software, o uso mais comum é umPara o desenvolvimento de software, o uso mais comum é um
sistema Kanban digital.sistema Kanban digital.
 É necessário aplicar algumas etapas cruciais que são: criar o painelÉ necessário aplicar algumas etapas cruciais que são: criar o painel
de visualização, limitar os processos e gerenciar o lead-time.de visualização, limitar os processos e gerenciar o lead-time.
 Os resultados tendem a aparecer com: códigos de alta qualidade,Os resultados tendem a aparecer com: códigos de alta qualidade,
lead-time de desenvolvimento relativamente curto, e controle dolead-time de desenvolvimento relativamente curto, e controle do
desempenho de produção.desempenho de produção.
 Deve ser feito de forma rígida,evitando a priorizar exceçõesDeve ser feito de forma rígida,evitando a priorizar exceções
imprevistas no negócio, e focando no desenvolvimento dos itens doimprevistas no negócio, e focando no desenvolvimento dos itens do
projeto.projeto.
 AA maturidade na produção
-- Fundamental que a equipe primeiro busque aprender a construir
códigos de alta qualidade.
- Equilíbrio no trabalho em andamento para cumprir suas datas de
entrega.
- O desempenho da equipe de desenvolvimento pode ser
fortemente beneficiada com a eliminação de retrabalhos, com isso,
a equipe pode alcançar um ritmo de produção de alta performance.
 Os efeitos do Kanban nas empresas.
Os comportamentos que preenchem a lista atualmente são:
1. Processos limitados e adequados para cada fluxo do projeto;
2. Desenvolvimento sem a necessidade de iteração;
3. Gerenciamento do custo de implementação;
4. Valores otimizados para classes de serviços;
5. Gerenciamento de risco com alocação de capacidade;
6. Gestão quantitativa;
7. Tende a atingir outros departamentos;
8. Mescla pequenas equipes e proporciona um maior grupo de trabalho;
Sinalizadores VisuaisSinalizadores Visuais
 O sinalizador visual funciona como uma ferramenta de sinalização
de processos, deixando explícito o fluxo de valor através do
processo em andamento.
 Para os adeptos ao Scrum (será explicado por outro grupo), o
quadro Kanban pode ser comparado ao recurso de quadro/placa
Scrum para visualização de tarefas.
 A sequência de colunas que representam os diferentes estados de
uma tarefa durante o processo de desenvolvimento, o cartão ou
sinalizador é movido de um estado para outro, até que tenha sido
aprovado para entrega.
No próximo slide mostraremos um modelo simples
de sinalizador visual Kanban.
 Nesta representação, fica fácil entender, no backlog ficam
as atividades que ainda não se, ou seja, as demandas.
 A medida em que as atividades forem iniciadas elas são
movidas para análise, passando por todas as etapas até
serem consideradas como finalizadas.
 Portanto, este exemplo aplica as três etapas cruciais para
obter os benefícios alcançados com o sistema Kanban.
 Logo em seguida demonstraremos um projeto fictício feito
por nós utilizando a metodologia kanban.
Slides do vt1 kanban
O ProjetoO Projeto
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Slides do vt1 kanban
Benefícios AlcançadosBenefícios Alcançados
 Algumas vantagens observadas são:Algumas vantagens observadas são:
- Falhas tornam-se claramente visíveis em tempo real;- Falhas tornam-se claramente visíveis em tempo real;
- Benefício de encontrar os “gargalos” faz com que as pessoas- Benefício de encontrar os “gargalos” faz com que as pessoas
passem a colaborar ainda mais para a cadeia de valor em vez depassem a colaborar ainda mais para a cadeia de valor em vez de
apenas fazerem a sua parte.apenas fazerem a sua parte.
- Evolução gradual do processo cascata para o modelo de- Evolução gradual do processo cascata para o modelo de
desenvolvimento ágil de software.desenvolvimento ágil de software.
Com isso, o kanban vem conquistando as empresas que ainda nãoCom isso, o kanban vem conquistando as empresas que ainda não
tinham se rendido às metodologias ágeis.tinham se rendido às metodologias ágeis.
 Outro benefício relevante observado com o uso do Kanban é que,
naturalmente, o conceito tende a se espalhar para outros
departamentos da organização, aumentando a visibilidade de
tudo o que está acontecendo na empresa.
Há alguns pontos fracos que podemos verHá alguns pontos fracos que podemos ver
no kanban também.no kanban também.
 Alguns atrasos nas fases.Alguns atrasos nas fases.
 Estes atrasos nas etapas geram os chamados “gasgalos”Estes atrasos nas etapas geram os chamados “gasgalos”
(imagem).(imagem).
 Indivíduo não consegue entrar no contexto do Kanban.Indivíduo não consegue entrar no contexto do Kanban.
Mitos e verdades sobre o kanbanMitos e verdades sobre o kanban
 Mito que o Kanban não é um processo com iterações.
- Na verdade, a iteração Kanban pode ser usada se necessária. Esse
recurso é opcional, o importante é fazê-lo somente se existe uma
necessidade em seu contexto.
 Outro mito comum sobre o Kanban é dizer que não se
usa estimativas.
- Na verdade, esse também é um item opcional, e requer cuidado comNa verdade, esse também é um item opcional, e requer cuidado com
o uso desse recurso.o uso desse recurso.
 Um erro comum visto em debates sobre Kanban é dizerUm erro comum visto em debates sobre Kanban é dizer
que esse modelo é melhor que Scrum, XP, RUP e etc.que esse modelo é melhor que Scrum, XP, RUP e etc.
- O Kanban é apenas mais uma ferramenta do processo, e não há talO Kanban é apenas mais uma ferramenta do processo, e não há tal
comparação para determinar qual é melhor ou pior.comparação para determinar qual é melhor ou pior.
 Outro erro é dizer que o Kanban veio para substituir asOutro erro é dizer que o Kanban veio para substituir as
tradicionais metodologias ágeis.tradicionais metodologias ágeis.
-- Novamente cabe lembrar que o Kanban é apenas um recurso queNovamente cabe lembrar que o Kanban é apenas um recurso que
interfere sobre o gerenciamento de fluxo de trabalho, portanto, suainterfere sobre o gerenciamento de fluxo de trabalho, portanto, sua
proposta não é substituir nenhuma ferramenta, e sim, implementarproposta não é substituir nenhuma ferramenta, e sim, implementar
os conceitos de mudança de unidade, aplicando o modeloos conceitos de mudança de unidade, aplicando o modelo
visualização, limites de WIP e evoluir com seus resultados.visualização, limites de WIP e evoluir com seus resultados.
ConclusãoConclusão
Podemos concluir que o Kanban permite de forma
efetiva visualizar o fluxo de trabalho e dividir o trabalho
em partes, escrevendo cada item em um “cartão” e
incluindo ele no painel de visualização.
É provável que diversas equipes de software adotem o
Kanban, sendo que algumas podem adotar o Kanban
definitivamente, enquanto outras equipes usarão
Kanban no nível de portfólio de projetos, continuando a
utilizar outras metodologias no nível de equipes
pequenas.
A verdade é que várias empresas vem buscando
alinhar seus esforços e ganhar vantagens competitivas
em seus mercados, e o Kanban, sem dúvida, pode ser
uma ferramenta de auxilio na busca de uma produção
com alto desempenho.
BibliografiaBibliografia
Limited WIP Society
http://www.limitedwipsociety.org/
InfoQ - Kanban
http://www.infoq.com/Kanban
Kanban and Scrum making the most of both
http://www.infoq.com/minibooks/kanban-scrum-minibook
Engenharia de Software Magazine
www.devmedia.com.br/esmag/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Anderson Pontes
 
Kanban
Kanban Kanban
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Teoria das restrições
Teoria das restriçõesTeoria das restrições
Teoria das restrições
nilsonjunior2012
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Lean Manufacturing 5
Lean Manufacturing 5Lean Manufacturing 5
Lean Manufacturing 5
daniellopesfranco
 
Metricas lean
Metricas leanMetricas lean
Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time
Engenharia Produção
 
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
Julíía Barbosa
 
2 slides - gestão de estoques
2   slides - gestão de estoques2   slides - gestão de estoques
2 slides - gestão de estoques
Caio Roberto de Souza Filho
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
Alison Gabriel
 
Aula 4 - Sistemas de Produção
Aula 4 - Sistemas de ProduçãoAula 4 - Sistemas de Produção
Aula 4 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e ExpediçãoIndicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
Interlogis Planejamento das Operações Logísticas Ltda.
 
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo FisicoAdministração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
douglas
 
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Aula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptxAula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptx
Professor Cristiano Barreto
 
Kanban
KanbanKanban
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Daniel Moura
 
Processamento de pedidos
Processamento de pedidosProcessamento de pedidos
Processamento de pedidos
Fernanda Sari
 
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficienteKanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
thiagodacosta
 

Mais procurados (20)

Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04Gestão Aplicada 3 - Aula 04
Gestão Aplicada 3 - Aula 04
 
Kanban
Kanban Kanban
Kanban
 
06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Teoria das restrições
Teoria das restriçõesTeoria das restrições
Teoria das restrições
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Lean Manufacturing 5
Lean Manufacturing 5Lean Manufacturing 5
Lean Manufacturing 5
 
Metricas lean
Metricas leanMetricas lean
Metricas lean
 
Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time Apresentação Takt Time
Apresentação Takt Time
 
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 
2 slides - gestão de estoques
2   slides - gestão de estoques2   slides - gestão de estoques
2 slides - gestão de estoques
 
Administração de Estoques
Administração de EstoquesAdministração de Estoques
Administração de Estoques
 
Aula 4 - Sistemas de Produção
Aula 4 - Sistemas de ProduçãoAula 4 - Sistemas de Produção
Aula 4 - Sistemas de Produção
 
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e ExpediçãoIndicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
Indicadores de Desempenho na Conferência de Recebimento e Expedição
 
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo FisicoAdministração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
Administração de Produção - Layout/Arranjo Fisico
 
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 2 - Planejamento e Controle da Produção II
 
Aula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptxAula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptx
 
Kanban
KanbanKanban
Kanban
 
Capitulo 6 metodo de centros de custos
Capitulo 6   metodo de centros de custosCapitulo 6   metodo de centros de custos
Capitulo 6 metodo de centros de custos
 
Processamento de pedidos
Processamento de pedidosProcessamento de pedidos
Processamento de pedidos
 
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficienteKanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
Kanban, o Método - Melhorando seu fluxo de trabalho de forma realmente eficiente
 

Semelhante a Slides do vt1 kanban

Apresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e KanbanApresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e Kanban
Manoela Oliveira
 
Kanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdfKanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdf
MAPTreinamentoseDese
 
Kanban em 10 Passos
Kanban em 10 PassosKanban em 10 Passos
Kanban em 10 Passos
Bruno Feitosa
 
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividadesEbook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
MemoryCursos
 
Kanban pragmático
Kanban pragmáticoKanban pragmático
Kanban pragmático
Paulo Rebelo, MSc, PMP, CSP
 
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de TecnologiaLean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Rodrigo Yoshima
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Lays Lopes
 
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentávelKanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Alisson Vale
 
ebook-kanban.pdf
ebook-kanban.pdfebook-kanban.pdf
ebook-kanban.pdf
ssuser55a1f81
 
Kanban - 10 passos
Kanban - 10 passos Kanban - 10 passos
Kanban - 10 passos
Gabriel Carvalho
 
Webaula 48 como evoluir sua equipe usando kanban
Webaula 48   como evoluir sua equipe usando kanbanWebaula 48   como evoluir sua equipe usando kanban
Webaula 48 como evoluir sua equipe usando kanban
Projetos e TI
 
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADETREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
Fabio Campos
 
Tdc kanban em escala
Tdc kanban em escalaTdc kanban em escala
Tdc kanban em escala
Rodrigo Oliveira, Msc, PMP
 
Desenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de softwareDesenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de software
Sompo Seguros
 
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Rodrigo Yoshima
 
Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02
Adriano Bertucci
 
Agile
AgileAgile
Lean manuf
Lean manufLean manuf
Lean manuf
Thaiany Ribeiro
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Elumini Outdoing IT
 
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Cleiton Luis Mafra
 

Semelhante a Slides do vt1 kanban (20)

Apresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e KanbanApresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e Kanban
 
Kanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdfKanban em 10 passos.pdf
Kanban em 10 passos.pdf
 
Kanban em 10 Passos
Kanban em 10 PassosKanban em 10 Passos
Kanban em 10 Passos
 
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividadesEbook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
Ebook kanban-como-gerenciar-fluxos-de-atividades
 
Kanban pragmático
Kanban pragmáticoKanban pragmático
Kanban pragmático
 
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de TecnologiaLean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
Lean, Kanban e Kaizen para sua área de Tecnologia
 
Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentávelKanban: Em busca de ritmo sustentável
Kanban: Em busca de ritmo sustentável
 
ebook-kanban.pdf
ebook-kanban.pdfebook-kanban.pdf
ebook-kanban.pdf
 
Kanban - 10 passos
Kanban - 10 passos Kanban - 10 passos
Kanban - 10 passos
 
Webaula 48 como evoluir sua equipe usando kanban
Webaula 48   como evoluir sua equipe usando kanbanWebaula 48   como evoluir sua equipe usando kanban
Webaula 48 como evoluir sua equipe usando kanban
 
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADETREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
TREINAMENTO PROCESSOS DO SENAC QUALIDADE
 
Tdc kanban em escala
Tdc kanban em escalaTdc kanban em escala
Tdc kanban em escala
 
Desenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de softwareDesenvolvimento ágil de software
Desenvolvimento ágil de software
 
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
Show Me Your Board (#SuperTrends2016)
 
Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02Métodos Ágeis - Aula02
Métodos Ágeis - Aula02
 
Agile
AgileAgile
Agile
 
Lean manuf
Lean manufLean manuf
Lean manuf
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
 
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
Método Kanban - Como começar e entrar no modo maratona [Ago/2019]
 

Slides do vt1 kanban

  • 1. KanbanKanban Trabalho Engenharia de SoftwareTrabalho Engenharia de Software NomesNomes Jônatas FerreiraJônatas Ferreira Emerson OliveiraEmerson Oliveira Wemerson ThiagoWemerson Thiago Valci DiasValci Dias
  • 2. O que é o Kanban?O que é o Kanban?  Foi criado no Japão por Taiichi Ohno, engenheiroFoi criado no Japão por Taiichi Ohno, engenheiro chefe da Toyota, a introdução desse método devido achefe da Toyota, a introdução desse método devido a necessidade de manter um eficaz funcionamento donecessidade de manter um eficaz funcionamento do sistema de produção em série.sistema de produção em série.  O nome Kanban é de origem japonesa e sua tradução seria como “sinal” ou “cartão”.O nome Kanban é de origem japonesa e sua tradução seria como “sinal” ou “cartão”.  O sistema Kanban é uma das variantes mais conhecidas do O sistema Kanban é uma das variantes mais conhecidas do JustJust in Timein Time (metodologia(metodologia desenvolvida e aperfeiçoada por Taiichi Ohno e Sakichi Toyoda com o intuito de reduzirdesenvolvida e aperfeiçoada por Taiichi Ohno e Sakichi Toyoda com o intuito de reduzir estoques e os custos decorrentes.)estoques e os custos decorrentes.)  Uma das ferramentas que contribuiu para um melhor funcionamento do sistema Just in Time é oUma das ferramentas que contribuiu para um melhor funcionamento do sistema Just in Time é o Kanban.Kanban.
  • 3. O Sistema KanbanO Sistema Kanban Para entendermos a proposta deste conceito, primeiro vamos estudar o sistema KanbanPara entendermos a proposta deste conceito, primeiro vamos estudar o sistema Kanban.  O kanban possui um painel. As tarefas que o compõe chamamosO kanban possui um painel. As tarefas que o compõe chamamos de cartões.de cartões.  O número de cartões representa a capacidade limite acordada emO número de cartões representa a capacidade limite acordada em cada fase de um sistema que são colocadas em circulação.cada fase de um sistema que são colocadas em circulação.  Cada cartão funciona como um mecanismo de sinalização.Cada cartão funciona como um mecanismo de sinalização.  Só é permitido iniciar uma nova iniciar uma nova tarefa quando umSó é permitido iniciar uma nova iniciar uma nova tarefa quando um cartão está disponível.cartão está disponível.  É importante respeitar esta regra, para se obter resultados, gerenciar o limite de atividades em andamento e garantir o bom desempenho da equipe.
  • 4. É um processo de fácil entendimento para os funcionários, pois eles jáÉ um processo de fácil entendimento para os funcionários, pois eles já sabem o que está faltando, através da ausência do cartão.sabem o que está faltando, através da ausência do cartão.  Os cartões podem ser usados na forma ilustrativa nas coresOs cartões podem ser usados na forma ilustrativa nas cores vermelha, verde e amarelo.vermelha, verde e amarelo.  Hoje é comum o uso do kanban digital (e-kanban) mas algumasHoje é comum o uso do kanban digital (e-kanban) mas algumas empresas ainda implementamempresas ainda implementam o Kanban físico utilizando lousas, painéis, paredes ou tabuleiros.
  • 6. As qualidades do sistema KanbanAs qualidades do sistema Kanban Agora que já temos a base do sistema kanban, vamos saber quais sãoAgora que já temos a base do sistema kanban, vamos saber quais são os benefícios de utilizar esta metodologia.os benefícios de utilizar esta metodologia.  Identificar problemasIdentificar problemas  Visualização dos processosVisualização dos processos  Avaliar mudançasAvaliar mudanças  Eliminar desperdíciosEliminar desperdícios – QualidadeQualidade – Menor tempo e custoMenor tempo e custo  FlexibilidadeFlexibilidade  Equipe envolvidaEquipe envolvida
  • 7.  O Kanban atua fornecendo visibilidade nos processos, deixando explícito os problemas e prendendo o foco da equipe em qualidade.  A simples regra de limitar os trabalhos em andamento estimula maior qualidade e maior desempenho na execução de cada tarefa.  Contribui para a redução do estresse da equipe e melhora a colaboração e previsibilidade, refletindo com isso, nas datas de vencimento para entrega de tarefas.  Com a equipe produzindo e cumprindo os prazos de liberação, os laços de confiança dos clientes,parceiros, fornecedores e outras entidades relacionadas são fortalecidos.  Por conta desta “filosofia”, o Kanban vem mostrando eficiência e ganhando diariamente diversos profissionais que se renderam aos benefícios proporcionados por ele.
  • 8. O sistema Kanban no desenvolvimento deO sistema Kanban no desenvolvimento de softwaresoftware  Para o desenvolvimento de software, o uso mais comum é umPara o desenvolvimento de software, o uso mais comum é um sistema Kanban digital.sistema Kanban digital.  É necessário aplicar algumas etapas cruciais que são: criar o painelÉ necessário aplicar algumas etapas cruciais que são: criar o painel de visualização, limitar os processos e gerenciar o lead-time.de visualização, limitar os processos e gerenciar o lead-time.  Os resultados tendem a aparecer com: códigos de alta qualidade,Os resultados tendem a aparecer com: códigos de alta qualidade, lead-time de desenvolvimento relativamente curto, e controle dolead-time de desenvolvimento relativamente curto, e controle do desempenho de produção.desempenho de produção.  Deve ser feito de forma rígida,evitando a priorizar exceçõesDeve ser feito de forma rígida,evitando a priorizar exceções imprevistas no negócio, e focando no desenvolvimento dos itens doimprevistas no negócio, e focando no desenvolvimento dos itens do projeto.projeto.
  • 9.  AA maturidade na produção -- Fundamental que a equipe primeiro busque aprender a construir códigos de alta qualidade. - Equilíbrio no trabalho em andamento para cumprir suas datas de entrega. - O desempenho da equipe de desenvolvimento pode ser fortemente beneficiada com a eliminação de retrabalhos, com isso, a equipe pode alcançar um ritmo de produção de alta performance.  Os efeitos do Kanban nas empresas. Os comportamentos que preenchem a lista atualmente são: 1. Processos limitados e adequados para cada fluxo do projeto; 2. Desenvolvimento sem a necessidade de iteração; 3. Gerenciamento do custo de implementação; 4. Valores otimizados para classes de serviços; 5. Gerenciamento de risco com alocação de capacidade; 6. Gestão quantitativa; 7. Tende a atingir outros departamentos; 8. Mescla pequenas equipes e proporciona um maior grupo de trabalho;
  • 10. Sinalizadores VisuaisSinalizadores Visuais  O sinalizador visual funciona como uma ferramenta de sinalização de processos, deixando explícito o fluxo de valor através do processo em andamento.  Para os adeptos ao Scrum (será explicado por outro grupo), o quadro Kanban pode ser comparado ao recurso de quadro/placa Scrum para visualização de tarefas.  A sequência de colunas que representam os diferentes estados de uma tarefa durante o processo de desenvolvimento, o cartão ou sinalizador é movido de um estado para outro, até que tenha sido aprovado para entrega.
  • 11. No próximo slide mostraremos um modelo simples de sinalizador visual Kanban.  Nesta representação, fica fácil entender, no backlog ficam as atividades que ainda não se, ou seja, as demandas.  A medida em que as atividades forem iniciadas elas são movidas para análise, passando por todas as etapas até serem consideradas como finalizadas.  Portanto, este exemplo aplica as três etapas cruciais para obter os benefícios alcançados com o sistema Kanban.  Logo em seguida demonstraremos um projeto fictício feito por nós utilizando a metodologia kanban.
  • 28. Benefícios AlcançadosBenefícios Alcançados  Algumas vantagens observadas são:Algumas vantagens observadas são: - Falhas tornam-se claramente visíveis em tempo real;- Falhas tornam-se claramente visíveis em tempo real; - Benefício de encontrar os “gargalos” faz com que as pessoas- Benefício de encontrar os “gargalos” faz com que as pessoas passem a colaborar ainda mais para a cadeia de valor em vez depassem a colaborar ainda mais para a cadeia de valor em vez de apenas fazerem a sua parte.apenas fazerem a sua parte. - Evolução gradual do processo cascata para o modelo de- Evolução gradual do processo cascata para o modelo de desenvolvimento ágil de software.desenvolvimento ágil de software. Com isso, o kanban vem conquistando as empresas que ainda nãoCom isso, o kanban vem conquistando as empresas que ainda não tinham se rendido às metodologias ágeis.tinham se rendido às metodologias ágeis.  Outro benefício relevante observado com o uso do Kanban é que, naturalmente, o conceito tende a se espalhar para outros departamentos da organização, aumentando a visibilidade de tudo o que está acontecendo na empresa.
  • 29. Há alguns pontos fracos que podemos verHá alguns pontos fracos que podemos ver no kanban também.no kanban também.  Alguns atrasos nas fases.Alguns atrasos nas fases.  Estes atrasos nas etapas geram os chamados “gasgalos”Estes atrasos nas etapas geram os chamados “gasgalos” (imagem).(imagem).  Indivíduo não consegue entrar no contexto do Kanban.Indivíduo não consegue entrar no contexto do Kanban.
  • 30. Mitos e verdades sobre o kanbanMitos e verdades sobre o kanban  Mito que o Kanban não é um processo com iterações. - Na verdade, a iteração Kanban pode ser usada se necessária. Esse recurso é opcional, o importante é fazê-lo somente se existe uma necessidade em seu contexto.  Outro mito comum sobre o Kanban é dizer que não se usa estimativas. - Na verdade, esse também é um item opcional, e requer cuidado comNa verdade, esse também é um item opcional, e requer cuidado com o uso desse recurso.o uso desse recurso.  Um erro comum visto em debates sobre Kanban é dizerUm erro comum visto em debates sobre Kanban é dizer que esse modelo é melhor que Scrum, XP, RUP e etc.que esse modelo é melhor que Scrum, XP, RUP e etc. - O Kanban é apenas mais uma ferramenta do processo, e não há talO Kanban é apenas mais uma ferramenta do processo, e não há tal comparação para determinar qual é melhor ou pior.comparação para determinar qual é melhor ou pior.
  • 31.  Outro erro é dizer que o Kanban veio para substituir asOutro erro é dizer que o Kanban veio para substituir as tradicionais metodologias ágeis.tradicionais metodologias ágeis. -- Novamente cabe lembrar que o Kanban é apenas um recurso queNovamente cabe lembrar que o Kanban é apenas um recurso que interfere sobre o gerenciamento de fluxo de trabalho, portanto, suainterfere sobre o gerenciamento de fluxo de trabalho, portanto, sua proposta não é substituir nenhuma ferramenta, e sim, implementarproposta não é substituir nenhuma ferramenta, e sim, implementar os conceitos de mudança de unidade, aplicando o modeloos conceitos de mudança de unidade, aplicando o modelo visualização, limites de WIP e evoluir com seus resultados.visualização, limites de WIP e evoluir com seus resultados.
  • 32. ConclusãoConclusão Podemos concluir que o Kanban permite de forma efetiva visualizar o fluxo de trabalho e dividir o trabalho em partes, escrevendo cada item em um “cartão” e incluindo ele no painel de visualização. É provável que diversas equipes de software adotem o Kanban, sendo que algumas podem adotar o Kanban definitivamente, enquanto outras equipes usarão Kanban no nível de portfólio de projetos, continuando a utilizar outras metodologias no nível de equipes pequenas. A verdade é que várias empresas vem buscando alinhar seus esforços e ganhar vantagens competitivas em seus mercados, e o Kanban, sem dúvida, pode ser uma ferramenta de auxilio na busca de uma produção com alto desempenho.
  • 33. BibliografiaBibliografia Limited WIP Society http://www.limitedwipsociety.org/ InfoQ - Kanban http://www.infoq.com/Kanban Kanban and Scrum making the most of both http://www.infoq.com/minibooks/kanban-scrum-minibook Engenharia de Software Magazine www.devmedia.com.br/esmag/