SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
IMPERIALISMO:
PARTILHA DA
ÁFRICA
ESCOLA SOCIAL LÚCIA
MAYVORNE
HISTÓRIA
PROF. CARLOS GREGÓRIO
IMPERIALISMO: PARTILHA
DA ÁFRICA
• O imperialismo aconteceu como
consequência do desenvolvimento das
indústrias na Europa.
• Os países europeus precisavam de novos
compradores para os seus produtos e locais
para extrair matéria prima.
• Os principais locais escolhidos pelos países
europeus foram o continente Africano e
Asiático.
IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA
• Conferência de Berlim (1884 – 1885): foi uma
reunião ocorrida na cidade de Berlim, capital da
Alemanha, aonde os países europeus decidiram
quais locais iriam dominar em busca de matérias
primas para as suas fábricas.
• Após a Conferência de Berlim, mais de 90% do
continente africano estava sob domínio europeu, e
apenas Libéria e Etiópia não foram transformadas
em colônias europeias.
• As nações industrializadas da Europa afirmavam que
seu domínio visava levar a “civilização” para locais
remotos.
IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA : MOVIMENTOS
DE RESISTÊNCIA NO CONTINENTE AFRICANO
• A resistência buscava expulsar os invasores europeus ou, ao menos,
tentar diminuir a influência dos europeus quando não fosse possível expulsá-
los.
• Líbia: A resistência líbia foi, a princípio, vitoriosa em impedir a expansão dos
italianos, que ficaram reclusos a quatro cidades. No entanto, após a Primeira
Guerra Mundial, os italianos deram início a uma ofensiva que resultou na
conquista da Líbia.
• Costa do Ouro: A região chamada de Costa do Ouro (atualmente Gana)
era habitada pelo povo ashanti. Os ashanti organizaram um dos maiores
movimentos de resistência enfrentados pelos britânicos no continente
africano. A conquista parcial da região aconteceu em 1874, após uma grande
ofensiva britânica na região, mas o controle definitivo sobre a Costa do Ouro
só ocorreu oficialmente em 1896.
QUESTÕES DEVESTIBULAR
SOBRE A PARTILHA DA ÁFRICA
1 - A chamada “Partilha da África” deu-se no fim do século XIX, em um contexto em que as potências nacionalistas
europeias tinham expandido os seus domínios pelos continentes asiático e africano. Sobre o processo de “Partilha da
África”, é INCORRETO afirmar que:
• a) A Conferência de Berlim foi decisiva para organizar os domínios europeus sobre o território africano.
• b) A França foi o único país a não estabelecer domínios coloniais em território africano.
• c) O Congo passou a ser um território submetido ao domínio particular do rei Leopoldo II, da Bélgica.
• d) A “Partilha da África” pode ser enquadrada no fenômeno mais abrangente denominado “Neocolonialismo”.
• e) Muitas tribos e etnias africanas diferentes ficaram circunscritas a um mesmo território na ocasião em que o
continente africano foi dividido.
2 - A “Partilha da África” suscitou uma grande discussão ideológica e científica que
procurava justificar a “inferioridade” dos povos africanos e a “missão civilizatória” que a
Europa desempenhava em seu processo de colonização. A corrente ideológica com bases
cientificistas que mais se destacou nessa época foi:
• a) a microbiologia
• b) a antropologia cultural
• c) o existencialismo
• d) o darwinismo social
• e) a sociobiologia
3 - (Puc-Rio) Assinale a alternativa correta a respeito da expansão imperialista na Ásia e na África, na
segunda metade do século XIX.
• a) Ela derivou da necessidade de substituir os mercados dos novos países americanos, uma vez que a
constituição de Estados nacionais foi acompanhada de políticas protecionistas.
• b) Ela foi motivada pela busca de novas fontes de matérias-primas e de novos mercados
consumidores, fundamentais para a expansão capitalista dos países europeus.
• c) Ela foi consequência direta da formação do Segundo Império alemão e da ampliação de suas
rivalidades em relação ao governo da França.
• d) Ela atendeu, primordialmente, às necessidades da expansão demográfica em diversos países
europeus, decorrente de políticas médicas preventivas e programas de saneamento básico.
• e) Ela viabilizou a integração econômica mundial, favorecendo a circulação de riquezas, tecnologia e
conhecimentos entre povos e regiões envolvidos.
4 - (Mackenzie) Uma das alternativas a seguir NÃO corresponde às diferenças entre o colonialismo do século XVI e o
Neocolonialismo do século XIX.
• a) A principal área de dominação do Colonialismo europeu foi a América e o Neocolonialismo voltava-se para a África
e a Ásia.
• b) O Colonialismo teve como justificativa ideológica a expansão da fé cristã, enquanto que no Neocolonialismo, a
missão civilizadora do homem branco foi espalhar o progresso.
• c) Os patrocinadores do Colonialismo foram a burguesia financeiro/industrial e os Estados da Europa, América e Ásia,
enquanto que os do Neocolonialismo, o Estado metropolitano europeu e sua burguesia comercial.
• d) O Colonialismo buscava garantir o fornecimento de produtos tropicais e metais preciosos, enquanto que o
Neocolonialismo, a reserva de mercados e o fornecimento de matérias-primas.
• e) A fase do capitalismo em que o Colonialismo se desenvolveu denominou-se Capitalismo Comercial e a do
Neocolonialismo, Capitalismo Industrial e Financeiro.
5 - O neocolonialismo no continente africano foi justificado pelos europeus como missão civilizatória para encobrir seus
interesses econômicos nesse território. Além disso, o neocolonialismo era baseado em inúmeras teorias raciais do
período, destacando-se entre elas o darwinismo social.Acerca do darwinismo social, podemos afirmar que:
• a) partindo de uma leitura incorreta e racista da Teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin, o darwinismo
social defendia a existência de raças humanas naturalmente superiores às outras.
• b) o darwinismo social partia do princípio de que a adoção do cristianismo pelos europeus tornava-os superiores aos
povos pagãos.
• c) partia de um determinismo geográfico, que afirmava que o clima típico dos trópicos justificava a “inferioridade” do
desenvolvimento social dos povos da África.
• d) reforçava a visão fraternal da época que reforçava os laços de igualdade entre europeus e africanos.
• e) afirmava que um povo com o poder das armas modernas obrigatoriamente deveria impor seu domínio contra
outros povos.
6 - (UFG-2012) Leia o texto a seguir.
• Por mais que retrocedamos na História, acharemos que a África está sempre fechada no contato com o resto do mundo, é um país criança
envolvido na escuridão da noite, aquém da luz da história consciente. O negro representa o homem natural em toda a sua barbárie e
violência; para compreendê-lo, devemos esquecer todas as representações europeias. Devemos esquecer Deus e as leis morais.
• HEGEL, Georg W. F. Filosofia de la historia universal.Apud HERNANDEZ, Leila M.G.A África na sala de aula: visita à história contemporânea.
São Paulo: Selo Negro, 2005. p. 20-21. [Adaptado]
• O fragmento é um indicador da forma predominante como os europeus observavam o continente africano no século XIX. Essa observação
relacionava-se a uma definição sobre a cultura, que se identificava com a ideia de:
• a) progresso social, materializado pelas realizações humanas como forma de se opor à natureza.
• b) tolerância cívica, verificada no respeito ao contato com o outro, com vistas a manter seus hábitos.
• c) autonomia política, expressa na escolha do homem negro por uma vida apartada da comunidade.
• d) liberdade religiosa, manifesta na relativização dos padrões éticos europeus.
• e) respeito às tradições, associado ao reconhecimento do valor do passado para as comunidades locais.
7 - (UDESC 2008) No decorrer do século XIX, as grandes potências europeias lançaram-se à conquista colonial da África e da Ásia. Sobre a
ocupação da África e suas consequências, é incorreto afirmar:
• A) A violência em que se deu a colonização provocou grandes distorções nas estruturas econômicas, sociais e culturais dos territórios
dominados. Intrigas entre etnias foram estimuladas e antigos reinos destruídos, vencidos pela superioridade militar dos colonizadores.
• B) Os europeus demarcaram fronteiras, confiscaram terras, forçaram grupos nômades a fixar-se em territórios específicos. Em consequência
disso, os Estados africanos atuais, na sua maioria, não têm a mesma unidade cultural, linguística e social.
• C) A ocupação do território africano destruiu estruturas tradicionais; a economia comunitária ou de subsistência foi totalmente
desorganizada, pela introdução de cultivos e outras atividades, destinadas a atender exclusivamente às necessidades das metrópoles.
• D) A ocupação europeia beneficiou o continente africano, pois possibilitou a inserção da África na economia capitalista mundial.Antes da
colonização europeia, a economia africana restringia-se a suprir as necessidades básicas de sua população; assim, os africanos viviam sob
condições de vida bastante atrasadas.
• E) A ocupação das colônias criou sérios problemas (muitos ainda não resolvidos, mesmo na atualidade). Pode-se dizer que muitos dos
conflitos étnicos que existem hoje na região são consequências da dominação colonial da África.
8 - (UFRGS 2016) A Conferência de Berlim (1884) e a subsequente “Partilha da África” pelas potências europeias tiveram um papel
fundamental na transição de uma dominação informal para um colonialismo bastante agressivo, o chamado “novo imperialismo”.
• Uma das principais características desse novo imperialismo foi:
• A) o convívio pacífico entre africanos e europeus, com ampla extensão de direitos políticos e sociais aos primeiros, nas regiões
colonizadas.
• B) o fomento ao processo de descolonização da África, iniciado na década de 1830 e encerrado na década de 1890, com amplo
apoio das principais potências europeias.
• C) a exploração econômica direta dos territórios ocupados e a criação de estruturas coloniais de administração excludentes e
violentas.
• D) a dominação indireta, pelas potências europeias, das regiões colonizadas, restrita somente a 10% de todo o território africano.
• E) a limitação do imperialismo europeu somente à África e a exclusão da Ásia e da Oceania das pretensões imperiais das potências
em disputa.
IMPERIALISMO NA ÁSIA
MARISTA ESCOLA SOCIAL LÚCIA
MAYVORNE – HISTÓRIA
PROF. CARLOS GREGÓRIO
IMPERIALISMO NA ÁSIA
• No decorrer do século XIX e início do século XX as nações europeias tomaram
territórios e impuseram seu domínio nas principais nações asiáticas.
• Os locais mais impactados foram a Índia, China e Japão.
ÍNDIA
• A Inglaterra tomou posse da Índia em 1763.
• Os ingleses dominavam o território sob o
regime de protetorado: o território indiano
parecia ser independente mas tinha que seguir
regras impostas pelos ingleses.
• Muitos dos governadores locais, os marajás,
mantiveram seu poder, mas a atividade agrícola
passou a ser do cultivo de algodão e juta,
destinadas às fábricas inglesas.
• Os alimentos foram acabando e houve fome no campo. Esta situação,juntamente
de um autoritarismo cada vez maior da Inglaterra, levou a eclosão da Revolta dos
Cipaios:
- Cipaios era o nome dado aos soldados indianos.
- Eram contra o alistamento obrigatório dos indianos para o exército britânico.
- Após algumas batalhas, o exército britânico vence.
- Com o fim do conflito a Índia passa a ser oficialmente colônia inglesa.
Link Revolta dos Cipaios:
https://www.youtube.com/watch?v=e1KXOX7j-eI
ÍNDIA
CHINA
• O território chinês também sofrerá com o avanço da Inglaterra em sua economia.
• A China não tinha seu comércio totalmente aberto para outros países.
• A Inglaterra passa a vender ópio (uma droga muito viciante e tóxica), de forma ilegal, para a população
chinesa.
• Com o avanço do consumo no país as pessoas foram ficando doentes e o governo chinês se revolta
contra a Inglaterra.
• A China ordena a destruição de um carregamento
de ópio inglês.
• Teve início então o conflito que ficou conhecida como Guerra do Ópio que encerrou com a derrota
dos chineses.
• Depois do conflito, os ingleses obrigaram a China a assinar o Tratado de Nanquim:
- A China teve que abrir cinco portos ao livre comércio;
- A China teve que ceder a posse da ilha de Hong Kong aos britânicos (a ilha foi possessão britânica até
1997).
• O movimento de resistência chinês mais conhecido foi a Revolta dos Boxers:
- Praticantes de artes marciais que fizeram várias sabotagens contra a presença europeia na china
(atacavam diplomatas, cristãos, estradas de ferro, linhas telegráficas, etc.)
- Foram derrotados pela união de vários países europeus, juntamente com a o Jopão e EUA.
QUESTÕES DEVESTIBULAR
• 1 - A conquista da Ásia e da África, durante a segunda metade do século XIX, pela principais potências
imperialistas objetivava:
• a) a busca de matérias primas, a aplicação de capitais excedentes e a procura de novos mercados para os
manufaturados.
• b) a implantação de regimes políticos favoráveis à independência das colônias africanas e asiáticas.
• c) o impedimento da evasão em massa dos excedentes demográficos europeus para aqueles continentes.
• d) a implantação da política econômica mercantilista, favorável à acumulação de capitais nas respectivas
Metrópoles.
• e) a necessidade de interação de novas culturas, a compensação da pobreza e a cooperação dos nativos.
• 2 - No final do século XIX, em decorrência do neocolonialismo, um violento conflito se deu entre
China e Inglaterra,devido ao interesse britânico em impor seu domínio sobre a China. O conflito a
que se refere o texto foi:
• a) a Guerra da Manchúria.
• b) a Guerra dos Boers.
• c) a Guerra dos Boxers.
• d) a Guerra dos Cipaios.
• e) a Guerra do Ópio
• 3 - A reação à presença inglesa na Índia pelos soldados nacionalistas hindus, é conhecida
como:
• a) Revolta dos Cipaios.
• b) Rebelião dos Boers.
• c) Guerra dos Boxers.
• d) Terror Branco.
• e) Conferência de Berlim.
• 4 - A China desponta nos dias de hoje como uma das possíveis grandes potências do próximo século.Todavia,
até meados do século XIX, ela era um país em grande parte isolado do restante do mundo e que, apesar de
apresentar uma economia enfraquecida, resistia à voracidade dos interesses ocidentais. Naquela época os
primeiros a quebrarem esse isolamento foram os ingleses Assinale a ÚNICA alternativa que corresponde aos
meios empregados pelos ingleses para impor à China o comércio e outras influências ocidentais:
• a) a monopolização do comércio da região, pela Companhia das Índias Ocidentais;
• b) a Guerra do Ópio, com ataques às cidades portuárias chinesas;
• c) a assinatura de tratados de livre comercialização do chá chinês;
• d) a Guerra dos Boers, levando ao extermínio os nativos da região;
• e) a imposição à China de uma nova forma de governo com feições ocidentais.
• 5 - Em 1895, Jules Ferry, na Câmara dos Deputados deVersalhes (França), defendia em um discurso a
manutenção da política colonial francesa:
"Será que alguém pode negar que há mais justiça, mais ordem material e moral, mais equidade, mais
virtudes sociais na África do Norte depois que a França realizou sua conquista?"
O texto acima fornece uma justificativa para o Imperialismo, indicada na seguinte alternativa:
a)nova concepção de colonização como sinônimo da igualdade racial b) desenvolvimento do ideal liberal
nas colônias como marco civilizatório
c) missão do homem branco como portador da civilização para as colônias afro-asiáticas
d) exploração europeia das riquezas coloniais como base do desenvolvimento afro-asiático
• 6 - Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a Guerra do Ópio, e assinale a alternativa correta.
I. O estopim da Guerra do Ópio (1839) entre ingleses e chineses foi a queima de milhares de caixas dessa substância, pelos
chineses, como represália a esse comércio em suas fronteiras.
II. Como resultado imediato da derrota chinesa, outros portos são abertos às nações estrangeiras e inicia-se um processo
revolucionário nacionalista dirigido por MaoTsétung.
III. Os tratados de Nanquim e de Pequim definiram, a partir da vitória chinesa, o porto de Cantão como o único para o
comércio internacional, possibilitando a não fragmentação do país em áreas de influência de nações estrangeiras.
IV.A transferência de Hong Kong à Inglaterra é um dos símbolos da derrota chinesa.
V. Manifestações e organizações contra a presença estrangeira prosseguiram por mais de 50 anos, após a derrota chinesa, sendo
a Guerra dos Boxers, no final do século XIX, uma de suas expressões.
a) apenas I, II eV estão corretas;
b) apenas I, III eV estão corretas;
c) apenas III eV estão corretas;
d) apenas I, IV eV estão corretas;
e) apenas II eV estão corretas.
LINKS:
• Me Salva! IPG01 - Imperialismo e Partilha da África - Neocolonialismo e partilha da
África
• https://www.youtube.com/watch?v=NDUpZNlmSoc
• Conferência de Berlim Partilha da África 1885: Imperialismo e Neocolonialismo Resumo
-Vídeo Aula
• https://www.youtube.com/watch?v=rc0wiq90Js4
Revolta dos Cipaios:
• https://www.youtube.com/watch?v=e1KXOX7j-eI

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
Revisão de geografia europa - 9º ano
Revisão de geografia   europa - 9º anoRevisão de geografia   europa - 9º ano
Revisão de geografia europa - 9º ano
Simone Aguiar
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Portal do Vestibulando
 
01 geopolítica
01 geopolítica01 geopolítica
01 geopolítica
edsonluz
 

Mais procurados (20)

A Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados NacionaisA Formação dos Estados Nacionais
A Formação dos Estados Nacionais
 
Território
TerritórioTerritório
Território
 
Guerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolarGuerra fria e o mundo bipolar
Guerra fria e o mundo bipolar
 
História do ceará
História do cearáHistória do ceará
História do ceará
 
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
PLANO DE AULA – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
África - sístese histórica
África - sístese históricaÁfrica - sístese histórica
África - sístese histórica
 
9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial9º ano - Segunda guerra mundial
9º ano - Segunda guerra mundial
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 
AFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASILAFRICANOS NO BRASIL
AFRICANOS NO BRASIL
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)2ª guerra mundial (1939 45)
2ª guerra mundial (1939 45)
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
A constituição de 1824 - Prof. Altair Aguilar
A constituição de 1824 - Prof. Altair AguilarA constituição de 1824 - Prof. Altair Aguilar
A constituição de 1824 - Prof. Altair Aguilar
 
Revisão de geografia europa - 9º ano
Revisão de geografia   europa - 9º anoRevisão de geografia   europa - 9º ano
Revisão de geografia europa - 9º ano
 
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da ÁsiaImperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
Imperialismo - Neocolonialismo - Partilha da África e da Ásia
 
01 geopolítica
01 geopolítica01 geopolítica
01 geopolítica
 

Semelhante a slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf

Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro anoExercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
jacoanderle
 
A partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geoA partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geo
baltazar
 
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
baltazar
 
Imperialismo e Colonialismo
Imperialismo e ColonialismoImperialismo e Colonialismo
Imperialismo e Colonialismo
ricardup
 
Imperialismo na áfrica
Imperialismo na áfricaImperialismo na áfrica
Imperialismo na áfrica
Lauramorimf
 

Semelhante a slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf (20)

Aula sobre Imperialismo
Aula sobre ImperialismoAula sobre Imperialismo
Aula sobre Imperialismo
 
Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo Imperialismo Módulo
Imperialismo Módulo
 
Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro anoExercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
Exercícios imperialismo e neocolonialismo - terceiro ano
 
CONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANOCONTINENTE AFRICANO
CONTINENTE AFRICANO
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões2014 africa-america-questões
2014 africa-america-questões
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra MundialImperialismo e Primeira Guerra Mundial
Imperialismo e Primeira Guerra Mundial
 
A partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geoA partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geo
 
A partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geoA partilha da africa trabalho geo
A partilha da africa trabalho geo
 
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
A Partilha da África, colonização, independência e seus efeitos.
 
Imperialismo e Colonialismo
Imperialismo e ColonialismoImperialismo e Colonialismo
Imperialismo e Colonialismo
 
Aula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo defAula sobre imperialismo def
Aula sobre imperialismo def
 
Introdução à história da áfrica
Introdução à história da áfricaIntrodução à história da áfrica
Introdução à história da áfrica
 
As viagens de exploração
As viagens de exploraçãoAs viagens de exploração
As viagens de exploração
 
As viagens de exploração
As viagens de exploraçãoAs viagens de exploração
As viagens de exploração
 
Imperialismo na áfrica
Imperialismo na áfricaImperialismo na áfrica
Imperialismo na áfrica
 
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africanaHistória e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
História e Cultura Africana - Aula 3 - A descolonização africana
 
Aula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismoAula sobre imperialismo
Aula sobre imperialismo
 

Mais de Cristiane Pantoja

Mais de Cristiane Pantoja (14)

SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docxSIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
SIMULADO FILOSOFIA E SOCIOLOGIA 3.docx
 
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docxTema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
Tema Divisão da sociedade vaicairnoenem.docx
 
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docxQUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
QUESTOES PARA O NCN HIST GERAL VARIADAS.docx
 
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
 
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptxSLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1  PANTOJA.pptx
SLIDE FILOSOFIA e sociologia AULAO 2019 SSA1 PANTOJA.pptx
 
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
40 CPV 08072020 FILOSOFIA E SOCIOLOGIA CRIS PANTOJA BUNKER.pdf
 
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptxslide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
slide SOBRE O SISTEMA PITÁGORAS.pptx
 
2. Pré-colonial.pptx
2. Pré-colonial.pptx2. Pré-colonial.pptx
2. Pré-colonial.pptx
 
40. aula 1 e 2 sociologia
40. aula 1 e 2  sociologia 40. aula 1 e 2  sociologia
40. aula 1 e 2 sociologia
 
1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega1 simulado geral antiguidade grega
1 simulado geral antiguidade grega
 
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
China e india exercicio comentado2142012164518 (1)
 
Ficha 01 reels cpv revisao 02102020
Ficha 01 reels cpv revisao 02102020Ficha 01 reels cpv revisao 02102020
Ficha 01 reels cpv revisao 02102020
 
Modernidade liquida
Modernidade liquidaModernidade liquida
Modernidade liquida
 

Último

atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
WelitaDiaz1
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 

slide com exercicio partilha da africa e asia.pdf

  • 1. IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA ESCOLA SOCIAL LÚCIA MAYVORNE HISTÓRIA PROF. CARLOS GREGÓRIO
  • 2. IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA • O imperialismo aconteceu como consequência do desenvolvimento das indústrias na Europa. • Os países europeus precisavam de novos compradores para os seus produtos e locais para extrair matéria prima. • Os principais locais escolhidos pelos países europeus foram o continente Africano e Asiático.
  • 3. IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA • Conferência de Berlim (1884 – 1885): foi uma reunião ocorrida na cidade de Berlim, capital da Alemanha, aonde os países europeus decidiram quais locais iriam dominar em busca de matérias primas para as suas fábricas. • Após a Conferência de Berlim, mais de 90% do continente africano estava sob domínio europeu, e apenas Libéria e Etiópia não foram transformadas em colônias europeias. • As nações industrializadas da Europa afirmavam que seu domínio visava levar a “civilização” para locais remotos.
  • 4. IMPERIALISMO: PARTILHA DA ÁFRICA : MOVIMENTOS DE RESISTÊNCIA NO CONTINENTE AFRICANO • A resistência buscava expulsar os invasores europeus ou, ao menos, tentar diminuir a influência dos europeus quando não fosse possível expulsá- los. • Líbia: A resistência líbia foi, a princípio, vitoriosa em impedir a expansão dos italianos, que ficaram reclusos a quatro cidades. No entanto, após a Primeira Guerra Mundial, os italianos deram início a uma ofensiva que resultou na conquista da Líbia. • Costa do Ouro: A região chamada de Costa do Ouro (atualmente Gana) era habitada pelo povo ashanti. Os ashanti organizaram um dos maiores movimentos de resistência enfrentados pelos britânicos no continente africano. A conquista parcial da região aconteceu em 1874, após uma grande ofensiva britânica na região, mas o controle definitivo sobre a Costa do Ouro só ocorreu oficialmente em 1896.
  • 5. QUESTÕES DEVESTIBULAR SOBRE A PARTILHA DA ÁFRICA 1 - A chamada “Partilha da África” deu-se no fim do século XIX, em um contexto em que as potências nacionalistas europeias tinham expandido os seus domínios pelos continentes asiático e africano. Sobre o processo de “Partilha da África”, é INCORRETO afirmar que: • a) A Conferência de Berlim foi decisiva para organizar os domínios europeus sobre o território africano. • b) A França foi o único país a não estabelecer domínios coloniais em território africano. • c) O Congo passou a ser um território submetido ao domínio particular do rei Leopoldo II, da Bélgica. • d) A “Partilha da África” pode ser enquadrada no fenômeno mais abrangente denominado “Neocolonialismo”. • e) Muitas tribos e etnias africanas diferentes ficaram circunscritas a um mesmo território na ocasião em que o continente africano foi dividido.
  • 6. 2 - A “Partilha da África” suscitou uma grande discussão ideológica e científica que procurava justificar a “inferioridade” dos povos africanos e a “missão civilizatória” que a Europa desempenhava em seu processo de colonização. A corrente ideológica com bases cientificistas que mais se destacou nessa época foi: • a) a microbiologia • b) a antropologia cultural • c) o existencialismo • d) o darwinismo social • e) a sociobiologia
  • 7. 3 - (Puc-Rio) Assinale a alternativa correta a respeito da expansão imperialista na Ásia e na África, na segunda metade do século XIX. • a) Ela derivou da necessidade de substituir os mercados dos novos países americanos, uma vez que a constituição de Estados nacionais foi acompanhada de políticas protecionistas. • b) Ela foi motivada pela busca de novas fontes de matérias-primas e de novos mercados consumidores, fundamentais para a expansão capitalista dos países europeus. • c) Ela foi consequência direta da formação do Segundo Império alemão e da ampliação de suas rivalidades em relação ao governo da França. • d) Ela atendeu, primordialmente, às necessidades da expansão demográfica em diversos países europeus, decorrente de políticas médicas preventivas e programas de saneamento básico. • e) Ela viabilizou a integração econômica mundial, favorecendo a circulação de riquezas, tecnologia e conhecimentos entre povos e regiões envolvidos.
  • 8. 4 - (Mackenzie) Uma das alternativas a seguir NÃO corresponde às diferenças entre o colonialismo do século XVI e o Neocolonialismo do século XIX. • a) A principal área de dominação do Colonialismo europeu foi a América e o Neocolonialismo voltava-se para a África e a Ásia. • b) O Colonialismo teve como justificativa ideológica a expansão da fé cristã, enquanto que no Neocolonialismo, a missão civilizadora do homem branco foi espalhar o progresso. • c) Os patrocinadores do Colonialismo foram a burguesia financeiro/industrial e os Estados da Europa, América e Ásia, enquanto que os do Neocolonialismo, o Estado metropolitano europeu e sua burguesia comercial. • d) O Colonialismo buscava garantir o fornecimento de produtos tropicais e metais preciosos, enquanto que o Neocolonialismo, a reserva de mercados e o fornecimento de matérias-primas. • e) A fase do capitalismo em que o Colonialismo se desenvolveu denominou-se Capitalismo Comercial e a do Neocolonialismo, Capitalismo Industrial e Financeiro.
  • 9. 5 - O neocolonialismo no continente africano foi justificado pelos europeus como missão civilizatória para encobrir seus interesses econômicos nesse território. Além disso, o neocolonialismo era baseado em inúmeras teorias raciais do período, destacando-se entre elas o darwinismo social.Acerca do darwinismo social, podemos afirmar que: • a) partindo de uma leitura incorreta e racista da Teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin, o darwinismo social defendia a existência de raças humanas naturalmente superiores às outras. • b) o darwinismo social partia do princípio de que a adoção do cristianismo pelos europeus tornava-os superiores aos povos pagãos. • c) partia de um determinismo geográfico, que afirmava que o clima típico dos trópicos justificava a “inferioridade” do desenvolvimento social dos povos da África. • d) reforçava a visão fraternal da época que reforçava os laços de igualdade entre europeus e africanos. • e) afirmava que um povo com o poder das armas modernas obrigatoriamente deveria impor seu domínio contra outros povos.
  • 10. 6 - (UFG-2012) Leia o texto a seguir. • Por mais que retrocedamos na História, acharemos que a África está sempre fechada no contato com o resto do mundo, é um país criança envolvido na escuridão da noite, aquém da luz da história consciente. O negro representa o homem natural em toda a sua barbárie e violência; para compreendê-lo, devemos esquecer todas as representações europeias. Devemos esquecer Deus e as leis morais. • HEGEL, Georg W. F. Filosofia de la historia universal.Apud HERNANDEZ, Leila M.G.A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005. p. 20-21. [Adaptado] • O fragmento é um indicador da forma predominante como os europeus observavam o continente africano no século XIX. Essa observação relacionava-se a uma definição sobre a cultura, que se identificava com a ideia de: • a) progresso social, materializado pelas realizações humanas como forma de se opor à natureza. • b) tolerância cívica, verificada no respeito ao contato com o outro, com vistas a manter seus hábitos. • c) autonomia política, expressa na escolha do homem negro por uma vida apartada da comunidade. • d) liberdade religiosa, manifesta na relativização dos padrões éticos europeus. • e) respeito às tradições, associado ao reconhecimento do valor do passado para as comunidades locais.
  • 11. 7 - (UDESC 2008) No decorrer do século XIX, as grandes potências europeias lançaram-se à conquista colonial da África e da Ásia. Sobre a ocupação da África e suas consequências, é incorreto afirmar: • A) A violência em que se deu a colonização provocou grandes distorções nas estruturas econômicas, sociais e culturais dos territórios dominados. Intrigas entre etnias foram estimuladas e antigos reinos destruídos, vencidos pela superioridade militar dos colonizadores. • B) Os europeus demarcaram fronteiras, confiscaram terras, forçaram grupos nômades a fixar-se em territórios específicos. Em consequência disso, os Estados africanos atuais, na sua maioria, não têm a mesma unidade cultural, linguística e social. • C) A ocupação do território africano destruiu estruturas tradicionais; a economia comunitária ou de subsistência foi totalmente desorganizada, pela introdução de cultivos e outras atividades, destinadas a atender exclusivamente às necessidades das metrópoles. • D) A ocupação europeia beneficiou o continente africano, pois possibilitou a inserção da África na economia capitalista mundial.Antes da colonização europeia, a economia africana restringia-se a suprir as necessidades básicas de sua população; assim, os africanos viviam sob condições de vida bastante atrasadas. • E) A ocupação das colônias criou sérios problemas (muitos ainda não resolvidos, mesmo na atualidade). Pode-se dizer que muitos dos conflitos étnicos que existem hoje na região são consequências da dominação colonial da África.
  • 12. 8 - (UFRGS 2016) A Conferência de Berlim (1884) e a subsequente “Partilha da África” pelas potências europeias tiveram um papel fundamental na transição de uma dominação informal para um colonialismo bastante agressivo, o chamado “novo imperialismo”. • Uma das principais características desse novo imperialismo foi: • A) o convívio pacífico entre africanos e europeus, com ampla extensão de direitos políticos e sociais aos primeiros, nas regiões colonizadas. • B) o fomento ao processo de descolonização da África, iniciado na década de 1830 e encerrado na década de 1890, com amplo apoio das principais potências europeias. • C) a exploração econômica direta dos territórios ocupados e a criação de estruturas coloniais de administração excludentes e violentas. • D) a dominação indireta, pelas potências europeias, das regiões colonizadas, restrita somente a 10% de todo o território africano. • E) a limitação do imperialismo europeu somente à África e a exclusão da Ásia e da Oceania das pretensões imperiais das potências em disputa.
  • 13. IMPERIALISMO NA ÁSIA MARISTA ESCOLA SOCIAL LÚCIA MAYVORNE – HISTÓRIA PROF. CARLOS GREGÓRIO
  • 14. IMPERIALISMO NA ÁSIA • No decorrer do século XIX e início do século XX as nações europeias tomaram territórios e impuseram seu domínio nas principais nações asiáticas. • Os locais mais impactados foram a Índia, China e Japão.
  • 15. ÍNDIA • A Inglaterra tomou posse da Índia em 1763. • Os ingleses dominavam o território sob o regime de protetorado: o território indiano parecia ser independente mas tinha que seguir regras impostas pelos ingleses. • Muitos dos governadores locais, os marajás, mantiveram seu poder, mas a atividade agrícola passou a ser do cultivo de algodão e juta, destinadas às fábricas inglesas.
  • 16. • Os alimentos foram acabando e houve fome no campo. Esta situação,juntamente de um autoritarismo cada vez maior da Inglaterra, levou a eclosão da Revolta dos Cipaios: - Cipaios era o nome dado aos soldados indianos. - Eram contra o alistamento obrigatório dos indianos para o exército britânico. - Após algumas batalhas, o exército britânico vence. - Com o fim do conflito a Índia passa a ser oficialmente colônia inglesa. Link Revolta dos Cipaios: https://www.youtube.com/watch?v=e1KXOX7j-eI ÍNDIA
  • 17. CHINA • O território chinês também sofrerá com o avanço da Inglaterra em sua economia. • A China não tinha seu comércio totalmente aberto para outros países. • A Inglaterra passa a vender ópio (uma droga muito viciante e tóxica), de forma ilegal, para a população chinesa. • Com o avanço do consumo no país as pessoas foram ficando doentes e o governo chinês se revolta contra a Inglaterra. • A China ordena a destruição de um carregamento de ópio inglês.
  • 18. • Teve início então o conflito que ficou conhecida como Guerra do Ópio que encerrou com a derrota dos chineses. • Depois do conflito, os ingleses obrigaram a China a assinar o Tratado de Nanquim: - A China teve que abrir cinco portos ao livre comércio; - A China teve que ceder a posse da ilha de Hong Kong aos britânicos (a ilha foi possessão britânica até 1997). • O movimento de resistência chinês mais conhecido foi a Revolta dos Boxers: - Praticantes de artes marciais que fizeram várias sabotagens contra a presença europeia na china (atacavam diplomatas, cristãos, estradas de ferro, linhas telegráficas, etc.) - Foram derrotados pela união de vários países europeus, juntamente com a o Jopão e EUA.
  • 19. QUESTÕES DEVESTIBULAR • 1 - A conquista da Ásia e da África, durante a segunda metade do século XIX, pela principais potências imperialistas objetivava: • a) a busca de matérias primas, a aplicação de capitais excedentes e a procura de novos mercados para os manufaturados. • b) a implantação de regimes políticos favoráveis à independência das colônias africanas e asiáticas. • c) o impedimento da evasão em massa dos excedentes demográficos europeus para aqueles continentes. • d) a implantação da política econômica mercantilista, favorável à acumulação de capitais nas respectivas Metrópoles. • e) a necessidade de interação de novas culturas, a compensação da pobreza e a cooperação dos nativos.
  • 20. • 2 - No final do século XIX, em decorrência do neocolonialismo, um violento conflito se deu entre China e Inglaterra,devido ao interesse britânico em impor seu domínio sobre a China. O conflito a que se refere o texto foi: • a) a Guerra da Manchúria. • b) a Guerra dos Boers. • c) a Guerra dos Boxers. • d) a Guerra dos Cipaios. • e) a Guerra do Ópio
  • 21. • 3 - A reação à presença inglesa na Índia pelos soldados nacionalistas hindus, é conhecida como: • a) Revolta dos Cipaios. • b) Rebelião dos Boers. • c) Guerra dos Boxers. • d) Terror Branco. • e) Conferência de Berlim.
  • 22. • 4 - A China desponta nos dias de hoje como uma das possíveis grandes potências do próximo século.Todavia, até meados do século XIX, ela era um país em grande parte isolado do restante do mundo e que, apesar de apresentar uma economia enfraquecida, resistia à voracidade dos interesses ocidentais. Naquela época os primeiros a quebrarem esse isolamento foram os ingleses Assinale a ÚNICA alternativa que corresponde aos meios empregados pelos ingleses para impor à China o comércio e outras influências ocidentais: • a) a monopolização do comércio da região, pela Companhia das Índias Ocidentais; • b) a Guerra do Ópio, com ataques às cidades portuárias chinesas; • c) a assinatura de tratados de livre comercialização do chá chinês; • d) a Guerra dos Boers, levando ao extermínio os nativos da região; • e) a imposição à China de uma nova forma de governo com feições ocidentais.
  • 23. • 5 - Em 1895, Jules Ferry, na Câmara dos Deputados deVersalhes (França), defendia em um discurso a manutenção da política colonial francesa: "Será que alguém pode negar que há mais justiça, mais ordem material e moral, mais equidade, mais virtudes sociais na África do Norte depois que a França realizou sua conquista?" O texto acima fornece uma justificativa para o Imperialismo, indicada na seguinte alternativa: a)nova concepção de colonização como sinônimo da igualdade racial b) desenvolvimento do ideal liberal nas colônias como marco civilizatório c) missão do homem branco como portador da civilização para as colônias afro-asiáticas d) exploração europeia das riquezas coloniais como base do desenvolvimento afro-asiático
  • 24. • 6 - Leia atentamente as afirmações abaixo, sobre a Guerra do Ópio, e assinale a alternativa correta. I. O estopim da Guerra do Ópio (1839) entre ingleses e chineses foi a queima de milhares de caixas dessa substância, pelos chineses, como represália a esse comércio em suas fronteiras. II. Como resultado imediato da derrota chinesa, outros portos são abertos às nações estrangeiras e inicia-se um processo revolucionário nacionalista dirigido por MaoTsétung. III. Os tratados de Nanquim e de Pequim definiram, a partir da vitória chinesa, o porto de Cantão como o único para o comércio internacional, possibilitando a não fragmentação do país em áreas de influência de nações estrangeiras. IV.A transferência de Hong Kong à Inglaterra é um dos símbolos da derrota chinesa. V. Manifestações e organizações contra a presença estrangeira prosseguiram por mais de 50 anos, após a derrota chinesa, sendo a Guerra dos Boxers, no final do século XIX, uma de suas expressões. a) apenas I, II eV estão corretas; b) apenas I, III eV estão corretas; c) apenas III eV estão corretas; d) apenas I, IV eV estão corretas; e) apenas II eV estão corretas.
  • 25. LINKS: • Me Salva! IPG01 - Imperialismo e Partilha da África - Neocolonialismo e partilha da África • https://www.youtube.com/watch?v=NDUpZNlmSoc • Conferência de Berlim Partilha da África 1885: Imperialismo e Neocolonialismo Resumo -Vídeo Aula • https://www.youtube.com/watch?v=rc0wiq90Js4 Revolta dos Cipaios: • https://www.youtube.com/watch?v=e1KXOX7j-eI